segunda-feira, 20 de outubro de 2014

DOMINGO ACABA

     Não é novidade para ninguém a manipulação dos institutos de pesquisa de opiniões. Lembramo-nos do primeiro turno onde o candidato Aécio foi "prejudicado" tanto pelo Ibope quanto pelo Datafolha em quase 8 pontos percentuais; em contrapartida, a candidata Dilma foi "beneficiada" em quase 4 pontos percentuais. Hoje o Datafolha, que recebe vultosa verba do governo para impressão das provas do ENEM - contrato exclusivo - vem com outra pesquisa acintosa de 52X48 contra Aécio. Há uma semana estava 51X49 pró-Aécio.
     Nenhum fator novo surgiu nos últimos dias que justificasse uma tendência de alta da candidata petista. Antes pelo contrário. Surgiram as delações premiadas de Paulo Roberto Costa e Alberto Youssef, totalmente desfavoráveis ao PT e aos aliados; além do apoio formal e essencial de Marina Silva ao candidato Aécio Neves, fator que, segundo o Datafolha nesta última pesquisa, foi mais favorável à candidata vermelha. Não deixa de ser um tremendo paradoxo que desacredita cada vez mais perante a opinião pública, as pesquisas "compradas" do Datafolha e do Ibope. No domingo acaba, e certamente eles vêm justificar a derrota de Dilma mais ou menos nestes termos: "Pois é, naquele momento as pesquisas mostravam aquele instante, depois mudou".
     A pesquisa IstoÉ/Sensus mostra o candidato tucano com 56,4% das intenções de voto e a petista com 43,6%. Vejo nesta pesquisa uma relação mais condizente com a realidade, haja vista, que os últimos acontecimentos nos remetem a tal leitura, pela lógica e bom senso.
     Cada brasileiro que ama de fato o seu país deve estar firme e resoluto para fazer frente às mentiras e calúnias que vêm desta quadrilha que governa o país. Eles não têm escrúpulos. Dilma é autoritária, mentirosa, senão vejamos sua conduta no horário eleitoral: "EU fiz, EU criei, EU dei, EU entreguei..." Diz que ela permitiu a investigação na Petrobras, porém, até agora, nadica de nada do rombo produzido por ela no ruidoso caso de Pasadena. E não sei se notaram, mas ela está estremecida com Lula. Onde um está, o outro não vai junto. Estranho, não?
     Meus amigos, não se deixem enganar. Todos vamos firmes com Aécio 45, que vai ser o melhor presidente que o Brasil já teve em todos os tempos. O Brasil é rico, tem todas as matérias-primas para o seu crescimento, porém está mal governado. A corrupção acaba com qualquer país. O governo deve cuidar somente da saúde, educação, segurança e infraestrutura. Não deve governar empresas, indicando ali seus apadrinhados e sindicalistas. O PT faz isso.
     Na entrevista que deu à Revista Época, Armínio Fraga esclarece que vai dar força para os bancos públicos, BNDES, BB e CEF. Vai valorizar a meritocracia e a transparência. Vai acabar com o aparelhamento e o compadrismo. Aécio diz que no BB vai valer a meritocracia e a valorização de funcionários de carreira.
Não acreditem nas calúnias do PT de que Aécio vai acabar com as conquistas sociais. Eles são especialistas em destruir os adversários. Romeu Tuma Júnior está muito certo em seu livro chamado "Assassinato de Reputações".
      Votem Aécio 45. Domingo acabam as baixarias do PT-Nunca Mais.

domingo, 19 de outubro de 2014

A DITADURA DO PT COM RAÍZES EM CUBA CANSOU O POVO BRASILEIRO

A Presidente Dilma, embora tardiamente, muito tarde mesmo, caiu na real e somente agora reconheceu a existência dos roubos na Petrobras. Disse que vai ressarcir a companhia pelos prejuízos causados pelos ladrões bem letrados, integrantes do seu Governo.
Entretanto, a materialização dessa medida precisa ser muito bem explicada e que seja convincente, detalhando como vai cobrir essa fábula de R$10 bilhões, sem mexer no bolso do povo, uma vez é autofagia tirar dinheiro da saúde ou da educação para tapar as crateras perfuradas pelas ratazanas petistas na Petrobras.
Durante o seu mandato, a Dilma, por incompetência, miopia administrativa e porque não quis, não detectou as graves irregularidades e, por conseguinte, não puniu ninguém e fechou-se em copas, alheia a tudo, consoante quer nos fazer acreditar.
Esse expediente foi utilizado pelo seu mestre Lula no episódio do Mensalão do PT que acabou resultando nas prisões do Zé Dirceu, Zé Genoíno, Delúbio Soares e João Paulo, com ênfase apenas para os peixes mais graúdos. Mesmo com montanhas de provas materiais, o Lula, como é de praxe, negava tudo e dizia que o Mensalão nunca existiu e que era invenção da imprensa e das elites, e deu no que deu. Todo fala que o chefe do Mensalão sempre foi o Lula e que se safou da cadeia na bacia das almas, sacrificando o seu braço direito, Zé Dirceu.
A PF e o MPF cumprindo suas funções constitucionais investigaram e prenderam alguns culpados da Operação Lava Jato, inclusive um deles, o Paulo Roberto Costa, concordou em devolver, de uma só vez, mais de R$ 70 milhões oriundos dos recebimentos das propinas pagas pelas empreiteiras da refinaria Abreu e Lima. Evidentemente que causa estranheza um esquema que envolve uma centena de delinquentes não ter suscitado sequer suspeitas.
Esse tipo de crime normalmente vaza e a Presidente Dilma diz que não viu nada. Que espécie de guardiã é essa...? Segredo que envolve até três pessoas não se sustenta, de sorte que esse que beira uma centena de meliantes não teria como passar despercebido!
Depois de tantos roubos sem nenhuma providência de parte do Governo Federal de plantão, o que é muito engraçado é ouvir a Presidente Dilma alardear que a sua tolerância com a corrupção é “zero”. A meu ver, essa é a maior mentira da paróquia. Nem o Lula com o seu cabedal de velhacaria e bravatas foi capaz de proeza superior. No terreno da falsidade e da hipocrisia a criatura suplantou de longe o criador.
O que ela não vai dar conta de explicar nunca é o que constou da Ata da Reunião do Conselho de Administração da companhia que homologou a demissão do Paulo Roberto da Costa, onde o Ministro da Fazenda Guido Mantega, que também exerce a presidência desse conselho, determinou que se registrassem agradecimentos ao ex-diretor Paulo Roberto pelos bons serviços prestados à Petrobras! Pasmem! Na linguagem e na interpretação do Mantega quem rouba o patrão merece medalhas e elogios pelos bons serviços!  Será que isso é pura desonestidade, um desequilíbrio mental pontual do Ministro ou ele está senil e babando na gravata!
Parece àquela história ocorrida no meio-rural, da mulher que mandava o marido inocente buscar água na bica para o café da visita, com uma peneira, enquanto isso ela se refestelava na cama com o compadre amante. Nós sabemos que a Dilma não é inepta a tal ponto, como o marido traído, pelo contrário, é uma raposa felpuda, tem a visão de lince e não seria a última, a saber, sobre os desfalques. Tudo indica que o desconhecimento dos ilícitos é proposital, jogo de cena, e exala cumplicidade.
Se o Lulinha, filho do Lula, for solidário ao PT e estiver disposto a ajudar à causa delituosa e repassar R$10 bilhões do seu próprio bolso, acredito que a Petrobras será reembolsada. Caso contrário, se a Presidente Dilma meter a mão no cofre do Tesouro para devolver o dinheiro subtraído pelos larápios oficiais, a emenda fica pior que o soneto, vez que a origem é a mesma, ou seja, recursos públicos da mesma fonte, portanto, o povo continua pagando a conta do mesmo jeito.
Outra alternativa pouco provável seria exigir a devolução do dinheiro pelos culpados, mas a esta altura, os valores embolsados já foram dissipados, consumidos e segundo os delatores Paulo Roberto Costa e Alberto Youssef, são dezenas de políticos beneficiados com o esquema criminoso, de modo que a possibilidade de recuperação seria praticamente impossível. Assim, acho que a Inês é morta e a Petrobras vai ter arcar com os prejuízos.
Foi revelado, hoje, pelo Paulo Roberto Costa, que inclusive a ex-ministra da Casa Civil, de confiança absoluta da Presidente Dilma e por ela nomeada, Sra. Gleisi Hoffmann, foi contemplada com R$ 1 milhão, em 2010, recursos financeiros do esquema ilícito, os quais foram usados na sua campanha política quando se elegeu Senadora pelo Estado do Paraná.
O “PETROLÃO” apelido dado ao esquema criminoso que assola a Petrobras se assemelha a um polvo marinho com seus múltiplos tentáculos representados por dezenas de políticos corruptores, aglutinados sobre a forma de uma organização criminosa para sugar a nossa maior estatal. Certamente esses aloprados irão perder os mandatos após o encerramento desse inquérito policial em curso.
Ainda é tempo de dar um basta nessa pouca vergonha e expulsar essa corja petista desonesta e corrupta do poder, dando um sonoro não a Presidente Dilma no próximo dia 26. Que Deus nos ajude nessa cruzada nobre e justa, liberando o País do jugo nefasto do PT.
Partindo da premissa de que onde tem fumaça tem fogo, é bem provável que haja, neste momento, outros Mensalões em franca atividade, funcionando à forma de vulcões que estão queimando por baixo, mas encobertos por cinzas, em surdina e em secreto. O Brasil não merece um Governo que não combate a CORRUPÇÃO!
Lastimavelmente a Presidente Dilma quer a todo preço influenciar o imaginário popular, as pessoas de baixa renda e analfabetos funcionais, atropelando os valores éticos e morais, fazendo o povo de criança, contando-lhe histórias fantasiosas, onde o Brasil sob a sua batuta vai ser tudo de bom e belo, quando a verdade não é essa.

Todo candidato que disputa as eleições pela primeira vez, promete governo novo e ideias novas, mas um que já governou por quatro anos seguidos, caso da Dilma e o seu partido por mais oito anos (com o Lula), mente descaradamente quando faz essas falsas promessas na TV. 

( artigo enviado por João Rossi Neto )

DILMA E SUA ETERNA DIFICULDADE EM PRONUNCIAR "CONTROLADORIA"!

O GIGANTE ACORDOU MESMO!

     Em 2013, um médico cubano radicado há doze anos no Brasil, naturalizado brasileiro, foi convidado pelo Congresso para falar cinco minutos. Está neste vídeo gerado pela TV Senado:
CARLOS RAFAEL MENDES PEDE AO GOVERNO BRASILEIRO PARA PARAR DE FINANCIAR O GOVERNO CUBANO QUE TEM AS MÃOS SUJAS DE SANGUE.


     Infelizmente, o PT continuou ajudando Cuba, não apenas com o Programa Mais Médicos, como financiando a infraestrutura cubana, estando a brasileira em frangalhos. A resposta do povo foi (e será) nas urnas. No primeiro turno, Alexandre Padilha, ex-ministro da Saúde no governo Dilma foi o menos votado para o governo de São Paulo, onde reside Lula. E no próximo domingo será o velório deste partido que abrigou uma grande quadrilha no seio de nosso querido Brasil. Fora PT e aliados corruptos!

     Enquanto isso no nordeste e no sul, ontem dia 18, dia do Médico, houve manifestações de médicos e enfermeiros em apoio ao candidato Aécio Neves-45, nosso futuro presidente!


     ESTA ÚLTIMA FOTO É EM NATAL(RN) ONDE O PSDB INEXISTE!


     E para reflexão de seu domingo, deixo a mensagem de Mílton Gonçalves, o maior ator da rede Globo de televisão de todos os tempos, um afrodescendente que, da mesma forma que Joaquim Barbosa, enche de orgulho a todos nós verdadeiros brasileiros.




sexta-feira, 17 de outubro de 2014

PETROBRAS INVESTIGATED IN THE USA

     O órgão regulador do mercado de capitais dos Estados Unidos, o SEC (Security Exchange Commission) e o Departamento de Justiça americano começaram nesta semana a investigar as denúncias de corrupção na Petrobras.

     Lá não vai existir esta conotação política de CPI como é feita aqui, nem o poderoso chefão de São Bernardo do Campo terá sequer um milésimo da influência que exerce aqui sobre seus capachos políticos. Lá a democracia é modelo e não sofre influência de ninguém. Lá as leis estão acima dos poderes. Lá, as companhias que têm ADRs negociadas na bolsa de NY necessitam seguir regras estabelecidas pela SEC que equivale à nossa CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Com certeza a delação premiada de Paulo Roberto Costa e do doleiro Alberto Youssef será muito considerada, a qual aponta que a nossa estatal "operou de forma desgovernada e foi submetida a interesses corruptos".  Lá, no entanto, as investigações são conduzidas em sigilo absoluto porque os americanos respeitam o delicado momento eleitoral brasileiro.
     Nada obstante, todos nós brasileiros sabemos quem assinou a operação de compra da Refinaria de Pasadena. Era a então presidenta do Conselho da Petrobras que hoje ocupa o cargo de presidenta da república e que está tentando a reeleição.
     Aqui esta senhora verá em 26 de outubro o decreto-lei do povo brasileiro que dará um basta na impunidade e na corrupção. Faltam poucos dias para o dia "D" da história moderna brasileira. A falsidade, a corrupção, a gastança desenfreada, o aparelhamento de estado bolivariano, o comunismo, o dinheiro lavado na lavanderia Petrobras terão um basta! Vote firme, povo brasileiro, consciente, em AÉCIO NEVES que colocará o Brasil novamente nos trilhos. E continuaremos com a CEF, o BB, e as demais estatais fortes e livres das ações petistas e de aliados!

DELENDA CARTHAGO - TODOS OS PROGRAMAS SOCIAIS SERÃO MANTIDOS E MELHORADOS. SÓ ACABARÁ OS CABIDES DE EMPREGOS DESNECESSÁRIOS, HAVERÁ REDUÇÃO DE MINISTÉRIOS. TOLERÂNCIA ZERO COM A INFLAÇÃO, DROGAS, SAÚDE PRECÁRIA E EDUCAÇÃO DE MÁ QUALIDADE. 


VÍDEO DO JORNAL DA GLOBO EM QUE A CANDIDATA DO PT NÃO COMPARECEU - PROVAVELMENTE PORQUE NÃO TINHA AS RESPOSTAS. ANALISE SE UMA PESSOA ASSIM MERECE O SEU VOTO. 

Vejam neste link a posição de Aécio Neves sobre o BB e a CEF:

https://www.youtube.com/watch?v=AMf28cbm2HQ

CUBA É DO BRASIL?

     No debate desta quinta promovido pelo SBT, Dilma emudeceu quando foi perguntada sobre a Petrobras e seus propinodutos. Parecia aqueles acusados que ao depor em juízo são instruídos por advogados muito bem pagos a ficarem calados a fim de não produzirem provas contra si. O PT tem ligações até com os traficantes de drogas, conforme minha postagem no site "Terceira Via" (www.gostodenossapolitica.blogspot.com.br).
     Dilma, Lula e o PT em geral gostam de atacar a reputação do adversário. Aécio tem muita calma. Que bom que tenha paciência, porque para lidar com esse tipo de gente desonesta e mentirosa, tem que ter muito estômago. Não adianta chamá-la de mentirosa, nem de falsa. O que ela odeia é que a contrariem. Então, Aécio, este é o caminho. Após o debate, ela estava tão atônita, quase fora de si, que na entrevista ao vivo pós-debate estava mais perdida que cachorro em caminhão de mudança. Até simulou uma queda de pressão à repórter que a entrevistava.
     Durante o debate, o tempo todo querendo desfazer o candidato em seu Estado, Minas Gerais, chegou ao aeroporto de Cláudio-MG construído por Aécio, até hoje não homologado pela ANAC. Mas o PT liberou verba para construção de um aeroporto em Porto Murtinho-MS, cidade de 13.000 habitantes cujo estado era governado pelo Zeca do PT, no valor de 19 milhões e até agora o aeroporto não está concluído. Só que isso é "fichinha" com o que Dilma está fazendo em Cuba. Aqui no Brasil, quando era guerrilheira, ela combatia os militares. Agora em Cuba adora os irmãos Castro, ditadores de mais de 50 anos.
E sempre o financiamento é do banco público BNDES, que nesta área internacional não tem nenhum controle ou auditoria. E a construtora predileta de Dilma e do PT é a Odebrecht. Gente, o Brasil nunca mais vai ver a cor deste dinheiro. E nossos portos e aeroportos sucateados! Vejam a reportagem do O Globo, de 31.07.2014:

RIO - O BNDES aprovou um financiamento para a modernização de aeroportos cubanos, que será feita pela Construtora Odebrecht. Embora o banco não forneça o valor, a data de aprovação e quais aeroportos serão beneficiados, fontes do negócio confirmam que serão destinados US$ 150 milhões (cerca de R$ 336 milhões) e que o acordo foi fechado há cerca de 30 dias. O banco confirma, apenas, que o financiamento está em fase de contratação. É provável, segundo fontes do mercado, que os valores comecem a ser liberados ainda neste ano.
O financiamento para a melhoria dos aeroportos cubanos está dentro da linha de exportações brasileiras de bens e serviços de engenharia. O banco afirma que isso é uma tendência internacional e que beneficia empresas brasileiras, com o BNDES auxiliando a competitividade das companhias nacionais. “Os desembolsos de recursos são efetuados em reais, no Brasil, diretamente ao exportador brasileiro, com base nas exportações efetivamente realizadas e comprovadas”, informou o banco.
O modelo de financiamento aprovado pelo BNDES é o mesmo utilizado pelo banco para que a Odebrecht modernizasse o porto de Mariel, também em Cuba. Na época, o financiamento foi de US$ 802 milhões (cerca de R$ 1,796 bilhão pelo câmbio atual). A primeira parte do dinheiro foi liberada em 2009. Em sua recente visita à ilha, em janeiro, a presidente Dilma Rousseff anunciou outro financiamento de US$ 290 milhões (cerca de R$ 650 milhões) para a criação de uma área especial industrial junto ao porto.
Na ocasião, a presidente lembrou que esse tipo de operação beneficia empresas brasileiras, é estratégico e gera uma relação “ganha-ganha”, lembrando que esse financiamento não significa que o país não está investindo em portos no Brasil. O BNDES não informou o valor total dos financiamentos em empreendimentos de empresas brasileiras em Cuba.
O governo brasileiro também está apoiando a construção de um grande porto no Uruguai, que poderá, até, concorrer com terminais do Sul do Brasil, conforme noticiou O GLOBO em maio. Embora esse apoio ainda esteja em fase inicial, a operação pode significar mais um empréstimo do BNDES para alguma construtora brasileira, e, segundo fontes, o valor do negócio pode chegar a US$ 1 bilhão (R$ 2,24 bilhões).
No momento, o Brasil está apoiando o país vizinho com informações técnicas, mas operadores portuários brasileiros reclamam dessa parceria, por se tratar de um concorrente direto dos portos brasileiros, que terá uma capacidade maior e menos custos burocráticos.

http://oglobo.globo.com/economia/infraestrutura/aeroportos-cubanos-receberao-us-150-milhoes-do-bndes-13439867



DELATOR PAULO ROBERTO COSTA: "3% ERAM PARA O PT"

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

E A CÚPULA DO PT É INVESTIGADA?

     O PT se vangloria de que em seu governo a corrupção e o desvio são investigados, não são varridos para debaixo do tapete. Essa assertiva já cai por terra no primeiro mensalão onde o ex-presidente Lula sequer foi indiciado que dirá julgado. A atual presidenta já deveria ter sido denunciada e responsabilizada pela escandalosa transação que culminou com a compra da refinaria de Pasadena, no Texas, USA, que nos deixou um valor de mais de um bilhão de prejuízo para a estatal Petrobras. Este valor, com certeza, foi parar em algum lugar ou com alguém. Abaixo transcrevo mais exemplos, reproduzindo comentário do colega João Rossi Neto. Rossi cita o caso do Eike Batista. Eu citaria, ainda, o Frigorífico JBS, dono da marca Friboi que pertence aos irmãos Batista. Esta empresa, todos sabem, recebeu vultosos financiamentos do BNDES e esteve à beira de receber investimentos de fundos de pensão, inclusive a nossa PREVI. É sabido que este grupo recebe influência do Lulinha, uma espécie de consultor de empresa e que faz generosas doações de campanha ao partido situacionista.
Se por acaso, num futuro próximo, a JBS passar por alguma dificuldade de crédito e não honrar seus compromissos com o BNDES, o PT que autorizou a transação, honraria os pagamentos?
São perguntas como esta que o candidato Aécio deveria fazer a Dilma nos debates. Confrontá-la, acuá-la, botá-la contra a parede. E pedir firmemente que não fuja da pergunta. A atual mandatária, em vez de vangloriar-se de programas sociais, deveria torná-los programas de Estado, como fará o Aécio Neves.
AÉCIO PRECISA BATER MAIS, MOSTRANDO A CORRUPÇÃO DESENFREADA NO ATUAL E NO GOVERNO PASSADO.


João Rossi Neto deixou um novo comentário sobre a sua postagem "ÉTICA NA PRÁTICA, NÃO NA TEORIA": 


Caro Ari e colegas,

O BNDES aprovou R$ 10,4 bilhões ao Grupo EBX, do Eike Batista, mas o valor liberado pelo banco foi de R$ 6 bilhões. Seguramente quando tomou conhecimento das dificuldades financeiras da empresa tomadora, sustou as liberações restantes com vistas a evitar uma exposição total dos capitais emprestados, pois, àquela altura os R$ 6 bilhões depositados nas contas do empresário eram considerados de difícil recuperação.

Via de regra, negócios de grande monta são precedidos de autorização política, antes das análises técnicas. No caso específico a imprensa divulgou que a Presidente Dilma avalizou o empréstimo, dando carta branca para o Eike Batista fechar a negociação, inclusive existe foto dos dois em posição que denota estreita amizade, intimidade e cortesia no tratamento. 

Sabe-se que o dinheiro que o BNDES empresta advém do Tesouro Nacional, que o capitaliza, de modo que são recursos públicos do povo que se esvai pelo ralo, quando há inadimplência.

A função precípua de um Presidente da República é de arrecadar os impostos e de devolvê-los ao povo em forma de benefícios, através dos serviços públicos prioritários como Saúde, Educação, Segurança, Transporte público, Saneamento Básico, etc., de sorte que não é dono do Brasil e nem do dinheiro para gastá-lo a seu bel prazer.

Em audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, o Presidente do BNDES, Sr. Luciano Coutinho enfatizou que a reestruturação do grupo do Eike Batista no mercado vai garantir que o banco e outros agentes financeiros não tenham prejuízo, mas isso é uma previsão para inglês ver, improvável e impossível de se efetivar, salvo se ocorresse o milagre do dinheiro cair do céu para quitar essas pendências.

Hoje a propalada fortuna do Eike Batista virou pó. Talvez ela tenha existido apenas no papel e na ficção, inclusive está sendo processado por falsidade ideológica, gestão fraudulenta, uso de informações privilegiadas para enganar investidores, enfim, tudo que deve não tem liquidez e os credores vão assumir os prejuízos bilionários, sobretudo o BNDES.

Essa declaração emitida pelo Presidente Coutinho não tem sustentação técnica e deriva da sua falha intuição, salvo se o Papai Noel honrasse as dívidas das empresas falidas do Sr. Eike, o que, convenhamos, é uma expectativa que não vai se materializar nunca. 

Em face disso, pergunto a Presidente Dilma: Quem vai pagar os prejuízos de Pasadena que a senhora autorizou a compra fraudulenta, a devolução do dinheiro dos roubos na Petrobras tendo como pano de fundo a refinaria Abreu e Lima e os ativos podres relativos aos irresponsáveis empréstimos ao Sr. Eike? Responda que o Brasil quer saber!




terça-feira, 14 de outubro de 2014

ÉTICA NA PRÁTICA, NÃO NA TEORIA

Esse povo do PT está mais sujo que cordão de amarrar pato, por conta dos recentes escândalos envolvendo a ladroagem nos cofres da Petrobras. Veja que ontem (13/10/14) o Governador da Bahia, o Sr. Jaques Wagner (PT), disse à Folha o seguinte: “Não vejo como o Aécio possa dar aula de ética”.
Sr. Jaques, o exemplo de ética é dado na prática, mercê de procedimentos honestos, corretos, limpos, onde o administrador público decente, pautando pelo princípio da legalidade (artigo 37 da CF/88) aplica os verdadeiros valores morais, primando pela retidão e lisura e não através de aulas teóricas.
A população elege seu representante legal e cobra ética na sua conduta e na gestão do dinheiro público, de sorte que não roube e não deixe roubar, todavia, as duas coisas acontecem ao mesmo tempo, com os desfalques bilionários que vêm sendo executados, anos a fio na Petrobras.
Causa repulsa e ódio o fato da Presidente Dilma se indignar com a divulgação dos áudios do Paulo Roberto Costa e do doleiro Alberto Youssef, quando o correto, se tivesse caráter, era de se envergonhar com o conteúdo deles, onde os assaltantes falam friamente do modus operandi para o recebimento das propinas das empreiteiras.
Existe até Código de Conduta e relacionamento de confiança entre as partes (corruptos e corruptores), porquanto esperam as empreiteiras receber as faturas fraudulentas para depois pagar o percentual de 3% acertado sobre o valor inicial das obras e sobre os ajeitados aditivos para ajustar os preços. Por incrível que pareça não há quebra de palavra e a liquidez é tranquila em todos os casos.
Assim sendo, o orçamento primitivo é decorativo, provisório, dado que valores adicionais são agregados posteriormente por aditamento, com total liberdade para majorar os preços de acordo com as conveniências das quadrilhas. A prova disso é que inicialmente a refinaria Abreu e Lima foi orçada em US$ 2.5 bilhões e mais tarde o preço foi alterado para US$ 20 bilhões, sujeito ainda a outros incrementos até a entrega definitiva do empreendimento. Enfim, é uma vergonha!
As divulgações de oitivas não abrangidas pelo segredo de justiça são de domínio público e realmente são inconvenientes, abalam e desmoralizam os falsos defensores do povo. Portanto, cabe aos partidos políticos contaminados por ações delituosas, no caso o PT, PMDB e PP, arcar com as consequências dos seus atos irregulares. Afora esses partidos nominados, outros irão aparecer no encerramento do inquérito e muitos parlamentares envolvidos, em futuro próximo, vão perder mandatos. Dura lex sed lex. Quem semeia ventos colhe tempestade, consoante “Lei de Causa e Efeito”.
Pretender que se oculte a verdade do povo, com base no fato irrelevante do momento eleitoral, não é posição séria e aceitável para quem já exerceu a Presidência República (Lula e Dilma).
De fato e de direito, a sociedade tem de conhecer os malfeitos praticados pelos autores para fazer juízo de valor e punir os candidatos culpados com o voto contrário. A cúpula do PT teve os bônus irregulares com o dinheiro do roubo, em contrapartida, é justo que receba o ônus nas urnas e na cadeia.
 A corrupção desenfreada, ininterrupta, nos três mandatos petistas é uma coisa monstruosa e absurda, eis que extrapola as raias da irresponsabilidade, numa prova inquestionável de que nos Governos petistas não existia seriedade, respeito às leis e ao povo. Roubaram tanto que foi preciso contratar uma lavanderia profissional para mascarar a péssima procedência do dinheiro público subtraído do erário.  
Os Ph.Ds, Lula e Dilma, tecelões da maior rede corrupção da história do Brasil nunca investigaram a fundo os delitos e tampouco puniram os culpados da organização criminosa, fazendo vistas grossas com os esquemas, posto que eram coparticipantes e, logicamente, não iriam se autopunir.
Os dois (Lula e Dilma) são mais mentirosos que bula de biotônico. Em matéria de escamotear a verdade, de negar e de mentir o Paulo Maluf é fichinha perto deles.  Sempre embrenham pelo caminho da falsidade e da hipocrisia, alegando que não viram e nem sabiam nadica de nada.
A Dilma autorizou a compra de Pasadena e disse que não leu o Relatório Técnico do Diretor Nestor Cerveró que embasou a transação e que o mesmo, por ser falho, induziu-a ao erro. Como pôde a Presidente do Conselho de Administração da gigante Petrobras que se dizia zelosa autorizar uma aquisição dessa magnitude no escuro? Por que manteve o Cerveró no cargo e sequer o admoestou pelo seu deslize? Está na cara que queria transformá-lo em bode expiatório. Por acima, uma compra desastrada, desonesta, com prejuízo de mais de US$ 1 bilhão, criticada pelo resto do mundo, foi defendida como lucrativa pelo Sérgio Gabrielli, configurando insulto a nossa inteligência.
Somente em 21/03/14 o Conselho de Administração de Petrobras demitiu o Diretor Cerveró depois que desmoronou o castelo de cartas de todos os delinquentes, em efeito dominó, com as confissões em Juízo pelos dois delatores (Paulinho Roberto e Yossuef, beneficiados com delação premiada).
Bem, se fosse um desfalque aqui e outro acolá, seria ponderável e compreensível, até certo ponto, mas uma cadeia criminosa, de desfalques sobre desfalques, por doze anos consecutivos com o envolvimento de quadrilhas especializadas, com divisão de tarefas, o Governo nada apurou por total conivência, negligência e porque simplesmente não quis. 
Chega a ser risível elogiar o ladrão-mor, Paulo Roberto Costa, pelos bons serviços prestados à Petrobras quando pediu demissão da petroleira, em abril/2012. Ou seja, rasgou encômios para o rato por ele ter comido o queijo da família brasileira. Sem dúvida alguma, isso caracteriza a “Síndrome de Estocolmo”, pois, efetivamente, a vítima (Petrobras) se apaixonou pelo assaltante (Paulinho Roberto Costa), agradecendo-o por dilapidar o seu patrimônio.
Por outro lado, conversa do Jaques Wagner não merece consideração alguma, haja vista que acoberta o pacto de silêncio para não expor as entranhas do PT, visto que empregou, em 2012, a pedido do Lula, o ex-presidente da Petrobras, Sr. José Sérgio Gabrielli, envolvido no imbróglio da Petrobras, demitido após o esquema criminoso ter sido descoberto pela PF, agasalhando-o como Secretário de Planejamento do seu Governo para não despertar a sua ira.
A propósito, o Lula que não é besta, tratou logo de dar um prêmio de consolação ao companheiro afastado da Presidência da Petrobras, com o objetivo de fechar a sua matraca, pois um comparsa que sabe demais como o Zé Gabrielli seria um perigo iminente para o Governo da Dilma caso revelasse todos os detalhes dessa trama sórdida.
Com a política econômica em completa desordem, verdadeiro caos, os seus fundamentos deficitários e sem perspectivas de recuperação, por falta de competência e honestidade, com a onda da corrupção cada vez maior e devastadora, infiltrada em todos os órgãos públicos e estatais, restou como única saída viável para moralizar a balbúrdia e à anarquia, um “SONORO NÃO” da sociedade, nas urnas, democraticamente, e o grito retumbante de “FORA PT”, promovendo a sadia alternância no poder para o bem da Nação. A mudança é tão necessária como o ar que respiramos.
Depois de 12 anos no poder, a Dilma vem com a escabrosa e falaciosa frase pronta de que agora vai fazer um Governo novo, ideias novas, onde tudo é velho e vai ficar cada vez mais velho, obsoleto e anacrônico se fosse reeleita! Esse disparate sem nexo nos remete a enxergar uma Dilma obtusa, sem argumentos plausíveis e com desequilíbrio emocional, aterrorizada com a concreta ameaça de ruir o projeto do PT de se eternizar no poder. Vai ser eternamente culpada por não ter impedido o depoimento do Paulo Roberto Costa que detonou a bomba atômica na Petrobras, botando tudo a perder.



(Artigo de João Rossi Neto)