domingo, 28 de fevereiro de 2021

ÀS VEZES NÃO SE ACHA O ÓBVIO

 

   Tão simples e tão claro esse verdadeiro poema de Mário Cortella na voz de Tom Cavalcanti.

CAMPANHA DA FRATERNIDADE ECUMÊNICA 2021

     Satanás provoca gigantesco estrago no seio da igreja Católica via CNBB por meio da Campanha da Fraternidade deste ano. A redação do tema desta campanha foi feita (e aceita pela CNBB) por uma pastora luterana da CNIC (Conselho Nacional das Igrejas Cristãs), Romi Bencke. A ideia seria defender as comunidades que sofrem preconceitos (violência) através de uma visão social de cunho marxista que tem na Teologia da Libertação da igreja um comprometedor aliado.

     Ocorre que para defender as "injustiças" sociais, se infringe a Lei de Deus e abre-se portas para o Maligno. É sabido que a pastora redatora Romi é uma aberta defensora do aborto e da igualdade de gênero que contraria a sã doutrina bíblica. Definitivamente a Igreja Católica Romana do Brasil comete um de seus maiores equívocos, provocando a descrença de seus fiéis. Sim, sem sombras de dúvidas, a igreja se queda a ideologias malignas. Um dos representantes da igreja, bispo auxiliar de Belo Horizonte, dom Joaquim Mol, é o elo desagregador e leva através do silêncio dos bispos da CNBB, a um profundo cisma doutrinário.

     Importa antes de tudo agradar a Deus. Que Jesus Cristo, nossa única fonte de salvação e vida, proteja a igreja pela ação preciosa do Espírito Santo. Amém!

DOM JOAQUIM GIOVANI MIL GUIMARÃES COM O PAPA FRANCISCO EM 2016. ELE É CONTRA OS CONSERVADORES DA IGREJA, COM IDEAL REVOLUCIONÁRIO PERIGOSO À SÃ DOUTRINA DA IGREJA.