segunda-feira, 29 de março de 2021

CASO A SE REFLETIR

    O caso do médico secretário de saúde de Lins-SP, Orrélio Justiniano Rocha, 83 anos, nos deixa preocupados. O Dr. Rocha havia tomado a primeira dose da vacina em janeiro, a segunda dose em fevereiro e depois de um mês após a vacina veio a óbito.

    Ora, após o período de quatro semanas, a ação da vacina deveria ter surtido o efeito esperado de eficiência, pelo menos abrandar os efeitos mais graves da doença. Não foi o que aconteceu.

    É preciso avaliar mais os casos dos já vacinados. Em teoria deveriam cair os óbitos da faixa etária acima dos 70 anos para se ter certeza da eficiência ou não da vacina.

     Chama a atenção o fato de que países como China controlaram a pandemia vacinando apenas 5% da sua população. Que milagre é este? 

5 comentários:

Blog do Ed disse...

Parece que a Austrália também estápraticamente imune ao covid--19.
Edgardo Amorim Rego

Henrique Augusto disse...

Sou levado a deduzir que o médico faleceu de COVID.

Unknown disse...

CoronaVAC...

Não me agradou a pressa do Doriana em comprar.

DESDE 1990>1995, quando começou a vacinação em massa da Gripe, a orientação básica era de que NÃO TOME A VACINA se estiver com febre, etc, etc = condições desfavoráveis que contra-indicavam a Vacina da Gripe, como também de outras.

Desde o início tive conhecimento de que IDOSOS faleceram após tomar a Vacina Gripe, mesmo antes da H1...

Inclusive pessoas adoeciam de patologias pouco associadas às restrições da Vacina:
- leucemia, por exemplo.

Entendo EU que, a menor debilidade que as vacinas proporcionam, ABREM UMA PORTA PARA DOENÇAS que estavam aguardando uma BRECHA...

Sem querer ABSOLVER a Mãe e o Pai do Covid-19, a imunização das Vacinas demora 1, 2 meses E...
E... o principal fator é que SÓ APÓS DECORRIDO UM PERÍODO AINDA DESCONHECIDO, a PLENA IMUNIDADE anteriormente verificada é restabelecida ao indivíduo.


NUNCA SABEREMOS A VERDADE enquanto a "CIÊNCIA" e os "CIENTISTAS" estiverem a serviço do PODER POLÍTICO ou ECONÔMICO.


EU NÃO DORMIREI nem após o derradeiro suspiro.

Unknown disse...

Nenhuma vacina é 100%, em Israel que grande parcela já foi vacinada dos mais de 1500 mortos cerca de 3% tinha tomado pelo menos uma dose da vacina, mas, ainda assim, eu prefiro estar vacina e fazer parte do menor grupo de risco a estar nos outros 97%, o resto é balela. Quem acredita que a vacina é um complô mundial, não tome, continue na ivermectina, azitromicina, vitamina D, zinco, nitazoxanida, aqui sem julgamentos, somos responsáveis pelas nossas escolhas e é o que temos pela ciência de ambos os lados.

Blog do Ed disse...

Unknown falou e sdisse coisas muiro sensatas.
Edgardo Amorim Rego