quinta-feira, 16 de julho de 2020

O INIMIGO TRABALHA SEM PARAR NA ELEIÇÃO

     Pelo resultado da última eleição na qual os vencedores foram os do mesmo grupo que hoje integra a chapa da situação, certamente teremos muitas dificuldades para vencer o pleito. Caso a chapa 2 - Mais União, não consiga uma votação expressiva entre o pessoal da ativa, a vitória ficará cada vez mais remota.         
     Claro que sempre devemos ser otimistas mas a luta é renhida pela ação sem trégua dos adversários que desejam manter o status quo a qualquer custo. A chapa que não obtiver no mínimo 40 mil votos sairá derrotada, valendo lembrar que na última eleição conseguiram 39 mil votos, fazendo muitos votarem (neles) mesmo entre os que nunca tinham votado. Repito que os telefonemas serão a principal arma do grupo da situação.
     É cristalina a necessidade de empenho maciço da chapa 2, se quiser lograr êxito. É preciso fazer o que diz no nome da chapa: Mais União. Sem ela as perspectivas não são nada boas. As redes sociais (grupos de aposentados) têm que ser intensamente utilizados para recomendação de voto. Se não há alternância parece ditadura, eleição do "faz de conta", acomodação, ausência de alternância decisória. Para isso já basta "democracias" como a chinesa, venezuelana, russa, cubana entre outras.
       Esperamos votos conscientes, sem obrigação de se votar por imposição. Eleição, antes de tudo, é uma conquista, atrelada intimamente ao regime democrático de que vence a maioria, não a minoria.

3 comentários:

Cadé disse...

Querido amigo, já votei. Concordo contigo, inclusive percebi que as diretorias de AABB estão enviando mensagens pedindo votos para chapa 1. A disputa é desigual. Mas, eu decidi acreditar em nossa vitória.
Fica com Deus.
Cadé

Blog do Ed disse...

Até agora, só recebi propaganda partidária da Chapa 1. Conheci a Chapa 2 apenas através da PREVI e de blogs que frequento.
Edgardo Amorim Rego

lourival josé do carmo rezende disse...

não acredito que a chapa 2 vença a eleição. A chapa da situação vai fazer tudo para prejudicar a chapa 2. Infelismente os aposentados não são unidos. É uma pena.