quinta-feira, 7 de novembro de 2019

CADASTRO POSITIVO NA PREVI

    A título exclusivo de sugestão, de forma humilde e serena, esse modesto blog vem levantar algumas situações que podem auxiliar os dois lados nessa sequência difícil de agruras financeiras de considerável parcela dos associados. Uma análise ponderada por parte de nosso fundo de pensão, talvez um olhar de boa vontade, pode melhorar a situação de centenas de colegas, sem comprometer os objetivos do fundo no que toca à operações com associados e o sagrado pagamento das aposentadorias.
      Hoje o maior dos investimentos está nas participações, via Litel, na CVRD, que apesar de ser uma aplicação numa participada deve estar se beneficiando do atual momento por que vive o país, com o Ibovespa a 108 mil pontos e uma inflação baixíssima. Acrescente-se a estes ingredientes os massivos investimentos que devem ser feitos por países estrangeiros recentemente visitados. A aprovação das reformas ajuda muito no reordenamento interno.
       A sugestão maior é que se adequasse a margem consignável ao histórico do associado. Quem nunca causou problemas, ou seja, quem sempre cumpriu com as obrigações de pagamento, poderia ter acesso a uma espécie de MC extra, em função de seu cadastro positivo. O fundo não perderia nada, agradaria os associados, ajudando-os a resolverem, inclusive, o iminente aumento com as despesas na CASSI. É hora de conciliar, fazer negócios com os sócios do fundo que anseiam por demanda de crédito, estando o fundo em condições plenas de atendê-los. Uma boa ideia é retirar o investimento imobiliário da margem. Afinal, quando eles foram feitos foi considerada a MC dos 70%. Outro fator que vai desafogar é a redução do IR. O governo já sinalizou que vai aumentar a isenção e o congresso prepara leis para reduzir os descontos a quem tem mais de 60 anos.
     Nas operações com participantes a PREVI tem a liberdade de conceder até o limite máximo de 15% dos investimentos totais, sem que necessite autorização de órgãos superiores para realizar. Está na alçada da própria PREVI.
     Outrora o fundo aumentava os limites do ES a cada ano. De uns dois anos quase nada foi aumentado. O prazo poderia ser aumentado. 120 meses o BB já opera com juros pré-fixados de 0,97%. E no BB não há a necessidade de seguros de vida. Apenas é optativo.
     Um último pedido é suspender por três meses a cobrança do ES. Meses de dezembro, janeiro e fevereiro. A todos aqueles que optarem.
      Esperamos que o fundo tenha a sensibilidade de alterar os parâmetros sem comprometer as aplicações. Tudo é possível. Há jeito para tudo na vida, exceção para a morte.

     CONSTA NO SITE: "EMPRÉSTIMO SIMPLES - REALIZE SEUS SONHOS COM A PREVI."

19 comentários:

Unknown disse...

Caro professor Zanella
A gente sabe que a PREVI vai ler sua douta sugestão.
E pelo menos há uma manifestação, por parte do patrocinador
Tipo, recebemos sua sugestão
Ou simplesmente a PREVI nem dá bola ?

Cadé disse...

Ari, quando se quer conceder qualquer razão serve! Com base na conjuntura atual, nas expectativas positivas da economia brasileira, redução dos juros básicos, inflação sob controle, necessidade de aumento do consumo da economia, o momento é adequado para que os diretores da PREVI aprove alguns benefícios aos associados. É claro que alguns serão contra. Outros defenderão que o ideal seria um reajuste nos benefícios dos associados (o melhor dos cenários). O problema é que muitos entre os associados já não dispõe de créditos extra PREVI, e vivem, cada dia sem nenhuma reserva financeira. Muitos estão de cabeça quente porque ao fazerem as simulações de quanto pagará a CASSI, após a consulta ao corpo social, e quando projetam os reajustes dos seus benefícios em janeiro (que será algo em torno 2%), se desesperam, ficam nervosos e pensando em que não deve. Alguns que me pediram aconselhamentos financeiros, ouviram que não deveria fazer o que pretendiam. Para outros a única saída foi vender a sua casa e comprar uma inferior, ou em outro local. A situação financeira, a medida que os associados vão envelhecendo, ainda mais, as despesas aumentam, os problemas de saúde vão surgindo, o humor vai mudando e a solidão passa a ser a companheira inseparável e fiel.
Muitos já externaram que são contra o aumento do prazo, a elevação do limite e a suspensão das prestações nos meses de novembro, dezembro e janeiro. Respeito a opinião dos contrários. Todavia, encerro enfatizando! Se quiserem ajudar aos associados a hora é AGORA.
Fiquemos todos sob as Graças de Deus.
Cadé

jair mario disse...

Acredito que 99% dos participantes da PREVI já possuem cadastro positivo. Não temos como ser maus pagadores. Tudo é descontado na FOPAG, queiramos ou não. Ou estou errado?

Nelson F. Neitsch disse...

Nunca esquecer que empréstimo é empréstimo. As deduções virão e o valor do líquido mensal ficará por muitos anos comprometido.
Eu transferi um empréstimo simples da PREVI que eu tinha para o CDC do Banco do Brasil com taxa pré-fixada com larga vantagem na data em que fiz. Acabará no início de 2021. Daí para frente, não quero nem pensar mais em empréstimo.

CÉLIO disse...

Ari, Ari, tiro o chapéu para você. Apesar de tudo com relação das necessidades dos aposentados, você, insistentemente está na porta da Previ clamando pelos mais necessitados. Será que nunca ouvirão? Será que nem em um momento como agora, onde, se o Sim da Cassi vencer os aposentados terão um incremento significativo nos custos da Cassi, os que decidem seguirão estáticos? Até quando os associados continuarão não merecendo um olhar mais afável? No mínimo a suspensão de 3 mensalidades. A Previ já fez isso antes e ninguém quebrou por isso. Por favor, não sejam tão frios em relação à situação difícil dos aposentados. Deem a eles esse presente de Natal. Papai do Céu agradece. Celio

Unknown disse...

Reajuste de Janeiro.
O INPC de outubro ficou em 0,04%. Nos últimos 12 meses está em 2,55% e em 2019 em 2,67.
A estimativa do INPC de 2019 é pouco menos de 3%.
Acho que está errado o uso do INPC para reajustar as aposentadorias da Previ pois este índice mede a inflação para salários de 1 a 5 salários mínimo e a média dos aposentados da Previ é cerca de R$ 10 mil.
Entendo que o correto seria o IPCA (salários de 1 a 40 salários mínimo). A propósito a estimativa do IPCA em 2019 está em 3,59%, um pouco maior que o INPC. A diferença é pouca, mas na atual conjuntura qualquer incremento é bem vindo.
No meu entendimento o índice de reajuste deveria ser o índice de incremento dos ativos da Previ, ou seja, se os ativos tiverem acrescidos de 10% e as aposentadorias fossem reajustadas em 10%, os ativos seriam preservados.
Mas isso é só um sonho.
Celio

Unknown disse...

Prezado professor

Será que este mês a PREVI reajustará o valor do E.S. ?
O sr. é tão bem informado
Dê-nos uma luz sobre o tema
Em 2018 o reajuste merrecal foi em novembro
Muito agradecido

Zé Pitanga

Ari Zanella disse...

10:28

Sinceramente acho difícil. Fiz a postagem apenas sugerindo algumas práticas possíveis, no entanto, confesso que tenho poucas esperanças de vê-las aceitas.
Ao que parece os limites de ES, segundo o fundo, já atingiram o teto e por ora não serão objetos de reavaliação. Espero estar enganado.

Genésio Guimarães - Uberlândia/MG disse...

Prezado Mestre Ari e demais Colegas,

Também acho muito difícil qualquer mudança significativa no ES da Previ, face às exigências legais

Três observações sobre os Financiamentos Imobiliários e os Empréstimos Simples concedidos pela Previ com recursos do PB1:

a) aqui no Brasil inexiste empréstimos e financiamentos mais fáceis e vantajosos do que os concedidos pela Previ;

b) apesar de consignados em FOPAG, ao longo dos anos ditos financiamentos e empréstimos já foram causa de bilhões de reais de prejuízo ao PB1; e

c) o grande problema dos empréstimos concedidos pela Previ decorre pelo descasamento entre os nossos reajustes anuais (somente pelo INPC), e os reajustes das prestações (pelo INPC + juros 5% ao ano), principalmente a longo prazo (utilizar o empréstimo é facílimo, a curtíssimo prazo, mas no futuro a prestação mensal não cabe no nosso orçamento).

Portanto, devagar com o andor, que o santo é de barro.

Abraço fraternal para todos.



Genésio Guimarães - Uberlândia/MG disse...


Prezado Nelson,

Blogger Nelson F. Neitsch 07/11/2019 14:04 disse...

"Eu transferi um empréstimo simples da PREVI que eu tinha para o CDC do Banco do Brasil com taxa pré-fixada com larga vantagem na data em que fiz. Acabará no início de 2021. Daí para frente, não quero nem pensar mais em empréstimo."

O Colega poderia informar qual o custo (juros, correção, seguro, etc) de seu CDC junto ao BB?

Um abraço, Genésio.


Lúcia disse...

Suspensão das parcelas por 3 meses seria uma benção para muitos de nós. Um bálsamo para tanto sufoco. Que o Universo ouça esse pedido e materialize! Realização de sonhos é possivel sim!

Abraços!

Unknown disse...

Agora nossos cofres estão a perigo.

Paulo disse...

Com a graça do Supremo Deus do Universo..Deus Supremo, Eterno e Todo Poderoso , a Previ vai ampliar o teto do Empréstimo Simples e/ou suspender as prestações dos meses de dezembro/2019, janeiro e fevereiro de 2020 para quem desejar..
Em tudo daí graças a Deus
Agradeçamos ao Altíssimo ..pelo já recebimento dessa boa nova e ela virá..
Eu creio, confio recebo e agradeço

Unknown disse...

Que tal esse histórico ILIBADO?

http://g1.globo.com/Noticias/Politica/0,,MUL1312770-5601,00-APOS+INDICACAO+TOFFOLI+ALTERA+CURRICULO+NA+WEB.html

"saiba mais:

- Para Mendes, condenação não é motivo para recusa a Toffoli no STF;
- Toffoli tem condenação em 1ª instância no Amapá;
- Advogada de Toffoli diz que houve cerceamento de defesa;
- Líder do PSDB prega 'cautela' sobre indicação de Toffoli para o STF;
- Senado marca sabatina de Toffoli para o próximo dia 30;
- Juiz do Amapá suspende condenação a Toffoli"

Você decide.

Paulo disse...

Lula livre e o povo preso

Unknown disse...

Paulo..... 17 36 h.

Que Deus ouça nossa súplica
Precisamos muito desse lenitivo
Junto-me as suas preces
Tão fervorosas e confiantes
Deus seja SEMPRE louvado .

Unknown disse...

Que Deus tenha misericórdia de nós. Ajude Senhor Deus essas pessoas trabalharam tanto para q na sua aposentadoria com o complemento da previ teríamos uma velhice tranquilo. Jesus misericórdia

Raimundo disse...

Professor Ari,
O ES apesar de nos socorrer é um remédio que a longo prazo se torna veneno.
Como os índices financeiros favoráveis, isto independetemente de ações dos
luminares da PREVI, o ideal é o pagamento as 12 parcelas restantes do BET.








Anônimo disse...

Suspensão das 3 parcelas, por favor dirigentes da previ, tenham pena de nós, tenham compaixão pelo amor de DEUS!!