terça-feira, 3 de setembro de 2019

COOPERFORTE E CASSI

   Um amigo, em difícil situação financeira, tinha uma prestação na Cooperforte que beirava os mil e quinhentos reais por mês. Dirigiu-se àquela cooperativa de crédito, munido do artigo 4549 do Conselho Monetário Nacional, relatando sua impossibilidade de continuar descontando de seu contracheque uma importância tão significativa em seu orçamento. O pessoal da Cooperforte, então, concedeu-lhe a permissão para continuar pagando a metade do valor, cerca de 730 reais, sem juros segundo me confidenciou. Bola dentro uma vez mais à nossa querida Cooperforte. Fica o registro.
      Na complicada negociação entre nós e patrocinador, um fato que vem à baila é o famoso acordo de Basileia que tem impacto no BB pelo somatório dos planos BD (produtos de ativos ou passivos atuariais reconhecidos semestralmente) tem igualmente impacto da PREVI PB1 neste mesmo cálculo. Os maiores fatores a impactar a variação do ativo/passivo atuarial - são as taxas de juros (taxa de retorno para valor presente) e a Tábua Atuarial utilizada; modificada neste semestre de AT2000 (expectativa de vida de 75 anos) para a SB250 (expectativa de vida de 86 anos) elevando o passivo atuarial da CASSI de 9 para 13 bilhões e provocando déficit atuarial na PREVI de quase 7 bilhões. Mesmo assim, não houve qualquer interferência do índice de Basileia.
    Enfim, o Banco sabe muito bem que está fazendo gerenciamento do BD para "mobilizar" com campanhas de ameaças para que os empregados - tão apaixonados pelo Banco - reduzam/eliminem seu passivo e facilitem a venda/privatização. (Por Martha, no Whatsapp).
      Eis parte da discussão sobre o equacionamento da CASSI que ocorre em grupos de zap. Mamma mia!

22Muitos dirão a mim naquele dia: ‘Senhor, Senhor! Não temos nós profetizado em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios? E, em teu nome, não realizamos muitos milagres?’23Então lhes declararei: Nunca os conheci. Afastai-vos da minha presença, vós que praticais o mal.

5 comentários:

Blog do Ed disse...

Notável, esse comportamento da Coopeforte! Ela honra o próprio nome, Cooperativa!
Edgardo Amorim Rego

Genésio Guimarães - Uberlândia/MG disse...

Prezado Mestre Ari,

"...artigo 4549 do Conselho Monetário Nacional,...".
Não seria a Resolução BACEN nº 4549/2017?
Se dividiu o valor pela metade significa que o prazo para o pagamento ficou, no mínimo, dobrado. Até aí tudo bem. Mas sem juros?, duvido muito. A Colega Martha bem que poderia ratificar ou retificar se com juros ou sem juros.

Grande abraço

Ari Zanella disse...

Prezado Genésio,

Obrigado. De fato é a Resolução BACEN 4549/2017 que prevê. A fonte que me informou sobre a Cooperforte não é a Martha. Dela peguei as informações sobre a CASSI somente.

Abraços.

Unknown disse...

Prezado Ari Zanella

Boa Tarde !


Gostaria, se possível, ter o contato do seu amigo para que eu possa fazer uso junto à Cooperforte da citada Resolução do Bacen, tendo em vista que estou passando por momentos difíceis, desde a eliminação do BET pela PREVI.

Paulo

Ari Zanella disse...

Paulo,

Talvez nem seja necessário falar com o amigo (mora em Caratinga-MG).
Basta se dirigir à Cooperforte, através de e-mail, expondo sua situação apertada, pedindo para renegociar nos termos da Resolução BACEN 4549/2017, caso contrário poderá chegar à inadimplência. Com certeza eles aceitarão renegociar.