quarta-feira, 8 de maio de 2019

NÃO VOU BAIXAR A GUARDA

     Episódios repetidos. Você liga lá na diretoria e te maltratam com mentiras como se você não fosse a razão de existir do fundo. Ocorreu hoje na DIPLA.
"-Alô? É a Márcia?
  -Sim.
  -Aqui é o Ari Zanella, de Joinville. Posso falar
   um tiquinho com a Paula Goto?
    No princípio disse que ia verificar. Depois veio com o clássico "não se encontra no momento". Perguntou se eu queria deixar registrado. Perguntei se isso implicaria num retorno de ligação. Disse-me que não. Só ficaria registrado.
Ali dentro do fundo é tudo separado por paredes divisórias. No Dipla, por exemplo, deve existir mesas da secretária, do assessor e da diretora. Tudo no mesmo visual. A permissão é dada (ou não) pelo polegar para cima ou para baixo.
     Se bem que nada perdi ao não falar com a digníssima que sequer aprovada foi no AETQ pela Previc, gerando aquele impasse à posse DIPLA. Acabaram por empossá-la sem o quesito requerido. Preferiram mudar o AETQ para outra diretoria, a fim de empossar a todos os membros da chapa encomendada pelo patrocinador.
     Tudo, porém, é pró-forma. Quem estabelece as normas e regras dentro do fundo é o patrocinador, cheio de diretores de alta qualidade, o único dissonante é o atual presidente Rubem Novaes.
      Não sei a qualidade, porém, as vantagens pecuniárias mensais dos diretores do fundo são realmente do mais puro ouro de Ofir. São bem acima dos senhores ministros do STF (39.300 reais). Um verdadeiro atentado à boa regra de governança. Neste caso governança rima com gastança.
       E a dona Solange que não assume? Clamamos ao senhor Paulo Guedes para funda logo a Previc com a Susep. E que venha logo a administração da VALIA para a PREVI. Falo do modelo daquela já sobejamente elogiado por Paulo Guedes. Tremei ó administradores e patrocinador insensatos! Vossa batata está assando!
      O que trava um tanto o atual processo são as reformas que estão sendo discutidas no Congresso. Mais a da previdência que toma todo o tempo do Guedes, impedindo de avançar no terreno administrativo.
     Enquanto isso precisamos suportar o travamento do ES, a indiferença da Seguridade no que tange à facilidades como a suspensão de, no mínimo, três parcelas do débito do ES, ou mesmo aumento de limite e de prazo.

                  UM FUTURO BEM CUIDADO É PARA TODA A VIDA. (LEMA DO VALIA)     

36 comentários:

Anônimo disse...

A tábua de mortalidade souberam implantar bem rapidinho.

rafa disse...

EXTINÇÃO DE MAIS DE 50 CONSELHOS DA REPÚBLICA

SERÁ QUE FOI EXTINTO TAMBÉM O MALFADADO CONSELHO DA PREVIDENCIA COMPLEMENTAR QUE EDITA AS RESOLUÇÕES NO MÍNIMO ESQUISITAS, TAL QUAL AQUELA RESOLUÇÃO 26?

ALGUÉM SABE DIZER SE FOI OU NÃO EXTINTO TAL CONSELHO?

A NOTÍCIA É DE ONTEM, DE QUE FOI EDITADO DECRETO EXTINGUINDO INÚMEROS CONSELHOS CRIADOS DESDE 2003

Castrojl disse...

São seres como esse, que ficam torrando os recursos da Previ e que nada produzem, que nos tem em suas mãos.Tente falar com essa figura em época de eleição e verá como ela te atende facim facim. É simples assim.

Anônimo disse...

Jamais vão dizer o que ocorre. Hoje as renovações do ES estão totalmente dificultada aos tomadores. A criação dos ES C e D foi só pra inglês ver. Isso tem a ordem do Patrocinador para que procurem os CDC do Banco até chegar no atoleiro. Lamentável o comportamento da Previ.

Anônimo disse...

Ontem fiquei por mais de cinco horas aguardando uma autorização da Cassi, segundo informação do Hospital a demora era pra ser dez minutos para a cassi autorizar,resultado saí as dezenove horas para um simples procedimento (TÚNEL DE CARPO).



as

Anônimo disse...

Ontem fiquei por mais de cinco horas aguardando uma autorização da Cassi, segundo informação do Hospital a demora era pra ser dez minutos para a cassi autorizar,resultado saí as dezenove horas para um simples procedimento (TÚNEL DE CARPO).



as

Anônimo disse...

Por ano, quantos de nós estão abotoando o paletó?
A Tábua da Imortalidade está funcionando mesmo?
Esse elixir da juventude tem que ser enviado urgente para São Paulo.
Os cabra não tão conseguindo permanecer vivo do tanto que a tábua mandou.
São muitos anos para pouca saúde. Ainda mais quando as insegurançasuas com plano de assistência médica achatará ainda mais o salário.
Véi na Banânia não vale uma cibalena

Genésio Guimarães - Uberlândia/MG disse...

Prezado Rafa, das 07:34,

O Conselho Nacional de Previdência Complementar(CNPC) foi criado pela Lei 12154/2009, juntamente com a PREVIC. Continua intacto e produzindo suas resoluções que regulamentam nosso benefícios junto à Previ. Tem oito representantes, 7 contra e apenas um a nosso favor, daí que "tamos fritos":

Lei 12.154/2009:

Art. 13. O Conselho de Gestão da Previdência Complementar, órgão da estrutura básica do Ministério da Previdência Social, passa a denominar-se Conselho Nacional de Previdência Complementar, que exercerá a função de órgão regulador do regime de previdência complementar operado pelas entidades fechadas de previdência complementar.

Art. 14. O Conselho Nacional de Previdência Complementar contará com 8 (oito) integrantes, com direito a voto e mandato de 2 (dois) anos, permitida uma recondução, sendo:

I - 5 (cinco) representantes do poder público; e

II - 3 (três) indicados, respectivamente:

a) pelas entidades fechadas de previdência complementar;

b) pelos patrocinadores e instituidores; e

c) pelos participantes e assistidos.

Valdevino disse...

Prezado professor Ari,
Como o senhor é um grande defensor da fusão da SUSEP X PREVIC, se ainda não tomou conhecimento, a economista SOLANGE vai conceder entrevista sobre o assunto na GLOBONEWS, hoje, às 21,00, com Mirian Leitão.
Abraços
Valdevino

Unknown disse...

Pessoal, soube que o doutor Medeiros é amigo de Paula Goto.
Que tal um alô para o doutor?

Anônimo disse...

Professor, Ary. Obrigado pela persistência e luta por dias melhores

César

Blog do Ed disse...

Genesio amigo (repetindo)
Você, que demonstra ser inteligente,cultor do encontro com a verdade, e educado, já percebeu que minha intenção é demonstrar que o regime do seguro, não só foi o original regime da Previdência Social como é também o mais consentâneo com o que ela é, e o mais interessante financeiramente. Portanto, oponho-me ao que fizeram com a Previdência Complementar e ao que o Dr. Paulo Guedes quer fazer com a Previdência Social toda: regime de capitalização.
Edgardo Amorim Rego

Genésio Guimarães - Uberlândia/MG disse...

Prezado anônimo de 9/5/19 10:53,

Você pode visitar no site da Previ as Demonstrações Atuariais dos Planos de Benefícios 1 e Previ Futuro, relativos aos anos de 2012 a 2017, especialmente o item "Tábua de Mortalidade Geral", onde consta o n°. de mortes em cada ano.

As Demonstrações Atuariais de 2018 ainda não foram publicadas. Contudo, e pelo andar dos cortejos (seria bem melhor que fosse das carruagens!), a Previ deve registrar a passagem para o andar de cima de cerca de 3,6 mil participantes em atividade, assistidos, pensionistas, BPD, e outros que possam de alguma forma estar ligados à Previ. Isso representa uma baixa de cerca de 10 vidas por dia.

É fácil consultaras demonstrações atuariais no site da Previ:

PB1:
http://www.previ.com.br/plano-1/investimento-e-rentabilidade/demonstracao-atuarial/

Previ Futuro:
http://www.previ.com.br/previ-futuro/investimento-e-rentabilidade/demonstracao-atuarial/

Um abraço,
Genésio.

Anônimo disse...

A Cassi está deficitária? Mas tem dinheiro pra gastar com a revista e uma outra interna.....para contar mentiras.

Anônimo disse...

Anônimo de 09/05/19, às 10:53,
Corrigindo o que foi dito pelo Genésio, desde o fim de março passado o Relatório Anual de 2018 (englobando Demonstrações Contábeis e Balanço Patrimonial) está publicado no site. Basta abri-lo e no topo, clicar em Notícias e Publicações. Em seguida, uma pequena janela de Notícias se abrirá e você clicará novamente em relatórios e aparecerá o Relatório de 2018, simples assim. No aspecto “transparência” de resultados financeiros do fundo, elogiamos a rapidez da veiculação do Boletim de Desempenho do PB-1 de março/19, o qual apresentou um déficit de R$ 5.727 bilhões, onde a vilã, a exemplo do mês de fevereiro/19, foi o segmento de Rendas Variáveis, com rentabilidade negativa – 3,63% contra uma meta atuarial de 2,93% e a abarrotada de recursos Litel, com as ações da Vale S.A em baixa, gerou perda de R$ 5.8 bilhões para o fundo, cifra essa que é superior ao déficit de R$ 5.7 bilhões, o que equivale dizer, que a Litel é responsável SOZINHA pelo déficit integral de março/19. Salvaram-se, novamente, as aplicações em Rendas Fixas com 3,28% de rentabilidade contra a mesma meta de 2,93%. Os meses de fevereiro e março foram nebulosos, difíceis e registraram déficits consecutivos. Se esse retrocesso persistir, no final do exercício em curso a perspectiva atuarial poderá ser deficitária. Deus queira que não, pois, o efeito cumulativo do aumento inevitável da contribuição da CASSI que se avizinha, junto com uma futura e eventual Contribuição Extraordinária da PREVI para cobrir déficit (artigo 21 da LC 109/2001), seriam insustentáveis e humanamente impossíveis de serem absorvidas pelos associados. A propósito, não concordo com a nova sistemática da Diretoria Executiva da PREVI de precificar as ações da Vale S.A pela média do trimestre. Acho que o correto é a precificação a valor presente no final de cada mês, com base na performance do mercado e no último dia do pregão da BOVESPA. Antes o valor das ações da Vale era atualizado somente no dia do balanço de cada ano, o que deixava os balancetes mensais defasados. Posteriormente isso foi corrigido e passou a ser feito mensal, sendo um avanço positivo, mas, agora, essa ideia de utilizar o valor médio do trimestre é estapafúrdia e pode acarretar distorções suficientes para mascarar os resultados dos balancetes e balanços.

Anônimo disse...

Do jeito que as coisas estão em Brasília, é melhor não contar com a metade do 13º do INSS em agosto. Corre o risco de não sair.

Genésio Guimarães - Uberlândia/MG disse...

Anônimo de 09/05/19, às 10:53, que finalizou sua mensagem em 09/05/2019 16:59.
Você está confundindo Demonstrações Atuariais dos Planos de Benefícios da Previ (consulte lá na minha mensagem), com Relatórios Anuais da Previ. Observe, ainda, que nos relatórios anuais não constam as Demonstrações Atuariais, que vêm em separado no site.

Outra coisa que achei super interessante é que até agora pouco consultei o site da Previ e nada dos Boletins de desempenho do mês de março de 2019. Você deve uma forma diferente de consultar o site da Previ.
Um abraço.
Genésio Guimarães-Uberlândia/MG.

Anônimo disse...

Ontem, vi uma notícia de que a imunidade parlamentar passou a ser extensiva aos deputados estatuais. Hoje, li essas:
https://istoe.com.br/comissao-vota-para-tirar-coaf-de-sergio-moro/
https://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2019-05-09/supremo-valida-indulto-de-natal-assinado-por-temer-em-2017.html
https://oglobo.globo.com/brasil/comissao-aprova-proposta-que-proibe-receita-de-compartilhar-informacoes-sem-autorizacao-judicial-23652672

Não vou comentar nada a respeito...nem é preciso. Está explicito...


Anônimo disse...

https://veja.abril.com.br/economia/lucro-do-banco-do-brasil-cresce-40-e-chega-a-r-42-bi-no-1o-trimestre/
4,2 - 1o.bi trimestre/2019.
Privatizar?

Anônimo disse...

Prezado senhor Genésio,

A confusão é sua que parece conhecer pouco de Contabilidade, tanto que fala em Demonstrações atuariais, quando na realidade, o termo correto é Demonstrações Contábeis ou Financeiras, as quais compilam o Balanço Patrimonial. Se não tivesse visto o Boletim de Desempenho do PB-1, como saberia o valor do déficit de março de R$ 5.727 bilhões. A propósito, veja a nota técnica da Diretoria Executiva da PREVI:

09/05/2019

Divulgado o Boletim de Desempenho de março
Acompanhe mensalmente os principais números do seu plano

A Previ divulga mensalmente os resultados dos planos de benefícios, com informações fundamentais como a rentabilidade dos investimentos por segmento e as relações completas dos ativos das carteiras de cada plano. É uma ação de transparência da Entidade, já que a exigência legal é de que essas informações sejam publicadas apenas uma vez por ano.
Clique nas imagens abaixo e faça o download do Boletim de Desempenho do Plano 1 e do Previ Futuro:






Anônimo disse...

Prezado Sr. Genésio,

Parece que o confuso e desatualizado aqui é o senhor. Passei-lhe a publicação do Boletim de Desempenho de Março/19 e agora segue dados alusivos a divulgação do Boletim Anual de 2018, senão vejamos:


NOTÍCIAS E PUBLICAÇÕES


• Notícias
• Revista PREVI
• InfPREVI
• Relatórios
• PREVI in english

Relatórios
O Relatório Anual apresenta de forma consolidada informações sobre o desempenho financeiro e socio ambiental da Previ.
A partir de 2011, a Previ divulga em um mesmo documento informações referentes ao Relatório Anual e ao Relatório de Sustentabilidade.
Relatório Previ 2018

Obs: No topo do site da PREVI, clique em Notícias e Publicações e depois é só clicar em Relatórios e mandar abrir o relatório completo de 2018.

Anônimo disse...

Sr.Genésio,
Sou o anônimo de 10:53 hs. Depois do meu comentário nesse horário, não postei mais nada, até agora.
Confesso que não gosto de navegar no site mencionado.
Não confio, não acredito, não é legítimo para mim.
Depois de rendas certas, sem tetos e 7 brasil, qualquer coisa é possível para ludibriar.
Percebo com admiração, estudiosos como é o caso de sua honrada pessoa, se debruçarem sobre essas matérias e muitas vezes confirmar que estou sendo lesado.
Não há resposta para nossa luta no plano terreno. O dinheiro compra até a "verdade" aqui na Terra

Anônimo disse...

Realmente você, Genésio, está muito distraído e perdido. Veja os seus próprios comentários, em 20.04.19, às 23:05, onde dá conta da publicação das Demonstrações Contábeis de 2018, as quais foram aprovadas pelo Parecer do Conselho Fiscal, de 28.02.19. E, hoje, como que sofrendo de amnésia, você fala que o Relatório Anual da PREVI de 2018 ainda não foi publicado. Que disparate é esse? Então de onde saíram as DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DE 2018 que o Conselho Fiscal analisou e chancelou, alvo das suas observações?


Prezados Rossi, Ari e demais Colegas,

O Parecer do Conselho Fiscal, de 28/02/2019, sobre o exercício de 2018, não tem nada de novo e foi tão simplório que não passa de uma cópia dos pareceres de exercícios anteriores.

A única diferença é que desta vez citou "a revisão das Demonstrações Contábeis realizada pelo Comitê de Auditoria".

O Comitê de Auditoria está vinculado ao Conselho Deliberativo da Previ, foi criado em 2018, razão porque somente agora foi citado no parecer do Conselho Fiscal.

Abraço Fraternal para todos,
Genésio Guimarães - Uberlândia/MG.
20/04/19 às 23:05

Anônimo disse...

Pelo amor de DEUS. Nem bem se acabou um combate que foi desastroso agora se começa outro. Isso só trás desgaste as próprias pessoas envolvidas e alteram nossos propósitos nesse blog. Fatalmente uma das partes se sentirá mais ofendida que a outra e por vezes até se ausentara do blog. Isso não é necessário. Vamos seguir na paz.

Genésio Guimarães - Uberlândia/MG disse...

Prezado anônimo 09/05/2019, das 19:51, 21:00 e 21:45,

Primeiramente parabenizo-o pela sua presteza em descobrir e de pronto nos informar que a Previ já publicou o Boletim de março/2019, mesmo que o encarregado de atualizar a página principal (primeira página) de seu site, onde consta até agora próximo às 24:00: "Leia o Boletim de fevereiro CONFIRA AQUI >". Com certeza amanha a Previ atualiza a 1ª página de seu site.

Em segundo lugar sugiro voltar lá na minha mensagem 09/05/2019 14:38, rever com atenção tudo o que escrevi e finalmente aproveitar os endereços que lá deixei para conhecer com segurança as "Demonstrações Atuariais" dos planos 1 e Previ relativos aos anos de 2012 a 2017. Com certeza nos endereços lá transcritos você não vai encontrar as Demonstrações Atuariais de 2018, pois a Previ ainda não as publicou no site.

Lembrando, mais uma vez, que as "Demonstrações Atuariais" não fazem parte dos "Relatórios Anuais da Previ".

Um abraço,
Genésio Guimarães - Uberlândia/MG.

rafa disse...

SOLANGE VIEIRA, EX INTERVENTORA DA PREVI EM 2001, CRIADORA DO FATOR PREVIDENCIÁRIO, LC 101 E 102 DE ... MAIO 2001, ESTAVA TODA ALEGRE E DESENVOLTA ONTEM ÀS 21;00 H NA GLOBO NEWS COM MIRIAN LEITÃO

Está voltando ( de onde nunca saiu ) com toda a força para terminar o serviço.

Juntar Previc + Susep, dar maior flexibilidade para saida do patrocinador dos fundos de pensão, liberdade para assistidos migrarem etc etc.

Ainda concorda que os aposentados dos Fundos de Pensão Estatais são PRIVILEGIADOS etc ...

A maioria das ações RMI e passivo judicializado do INSS, PREVI ETC vem da época da EC de 1998, criação dos "genéricos" do BB, Novo Rosto etc ...

No fundo, acho que estão de olho nos R$170 bilhões da PREVI.

Anônimo disse...

 Anônimo disse...

[...] Acho que o correto é a precificação a valor presente no final de cada mês, com base na performance do mercado e no último dia do pregão da BOVESPA. Antes o valor das ações da Vale era atualizado somente no dia do balanço de cada ano, o que deixava os balancetes mensais defasados. [...]

09/05/2019 16:59

- Discutir preço tem alguma utilidade? "Preço é o que que você paga; valor é o que você obtém." (Warren Buffett) Tentar entender como é a conspiração parece-nos bem mais prático do que discutir preços! Ademais, a literatura técnica sustenta de forma pacífica que a propriedade material das ações de um fundo de pensão é dos executivos do respectivo fundo. 

Trader anônimo

Anônimo disse...

Pelo que entendi salvo erro meu a Solange também está na equipe que elaborou a proposta da Nova Previdência.

Anônimo disse...

Prof. Ari,

...........não permita estes debates desnecessários em seu blog, pois, isto não resultará em nada e o pior: penso que tem colegas que nem conhecem estes assuntos que estão sendo discutidos aqui, repito, discutidos e não ANALISADOS. Estas atitudes, ao que penso, estão tendo caráter pessoal e, por isto, não devem integrar este ilustre blog, pois, se assim continuar muitos participantes, inclusive eu, deixarão de frequentar seu blog o qual, como você muito bem sabe, é muito importante para os associados da PREVI e CASSI.

Um fraterno abraço professor.

Anônimo disse...

https://istoe.com.br/brf-reduz-prejuizo-de-operacoes-continuadas-em-147-para-r-113-mi-no-1o-tri/
A dívida líquida das operações continuadas totalizou R$ 15,498 bilhões, alta de 10,5%.....

Não sei como é que um Fundo de Pensão se mantém com tantos micos!!

No cenário político, o Presidente teve que ceder para viabilizar as reformas e ficou a mercê do CENTRÃO enfim, do MECANISMO. Teve que entrar na promiscuidade do "toma lá, dá cá", com distribuição de cargos, jetons, Ministérios, etc.

Ari Zanella disse...

09:24

Sim, parece já integrada à equipe do Paulo Guedes. Porém, sou mais otimista que o colega Rafa. Nos fundos de pensão ela deverá ater-se mais naqueles que foram esfoliados pelos parlamentares/governo que passou. Se retirarem apenas a cobrança da TAFIC da PREVI já estaria excelente.

Anônimo disse...

Só para encerrar definitivamente o assunto com o Genésio e prometo nunca usar o espaço desse famoso blog:

Na página inicial da site da PREVI, é só clicar em "Investimentos", depois clicar em "demonstrativos" do plano 1 e terá a demonstração atuarial publicada de 2018, a qual é idêntica ao Parecer Atuarial acostado no Relatório Anual de 2018, ambas assinadas pela mesma atuária interna, Sra. Vanessa Ferreira Ennes, portanto, é um mero parecer técnico subalterno que subsidia a confecção das Demonstrações Contábeis superiores e definitivas em termos de Apuração de Resultado definitivo das EFPCs.

Anônimo disse...

Colegas,

A pergunta é simples:

Se o Tesouro Nacional precisa de Margem Financeira para bancar os seus gastos, de onde o Tesouro iria abocanhar/arrecadar/tomar emprestado os recursos de que precisa?

Na banca de Frutas em Feira Livre ou seria melhor em Fundos de Pensão (mais fácil, haja vista que a coparticipação em Fundos, mesmo regularizado não impede o abocanhar de direitos)?

Quem tiver uma resposta que não seja fictícia agradeço, desde já, a informação.

James, jpa, onde o sol nasce primeiro!

Anônimo disse...

Olha Ari, desejo estar errado, mas essa senhora não me engana.
Ela vai fazer o jogo do governo como já fez antes (fator previdenciário). E naquela época a economia estava bem. Hoje o país está quebrado.
Um ponto que me preocupa é a possibilidade do BB sair da parceria com a Previ.
Será que o BB vai sair com as mãos abanando? Certamente que não.
Me preocupa a sugestão que essa senhora vai fazer, como fez com o fator previdenciário?
Não sei não. É que tanta coisa ruim que vem ocorrendo ultimamente que está difícil acreditar que aparecerá alguém posto pelo governo e que vai olhar para as nossas necessidades. Estamos naquela de se ficar o bicho come, se correr o bicho pega.
Coisas inimagináveis vem fazendo este governo como a liberação das armas de forma perigosa, a redução de 30% nos aportes para as universidades e escolas federais, o cancelamento de bolsas de mestrado e doutorado, entre outras.
Fico imaginando a maldade que vão fazer com a Previ, quer dizer, com os associados da Previ.
Que Deus bons proteja do homem mau.

Renato Sant Ana disse...

Não vai tomar emprestado, não. Vai simplesmente pegar. O coração do sr. Guedes, amigo do professor Ari, é de banqueiro. A pergunta que não quer calar: banqueiro tem coração? O futuro, na minha visão, é simples: tomam o dinheiro e mandam nós reclamarmos com o bispo de Roma, que é o papa Francisco.

Anônimo disse...

Gente, vocês fazem um terrorismo, sinceramente, será que uma pessoa só é capaz de arrebentar com todos nós ?