segunda-feira, 1 de abril de 2019

EXEMPLOS A SEREM SEGUIDOS

    A nossa cooperativa Cooperforte não é um fundo de pensão mas age como um fundo deveria agir: Com foco exclusivo no associado.
      Todos ficamos muito satisfeitos com a oportuna distribuição das sobras neste ano. Obrigado à nossa bem administrada coopertiva de crédito.
     O nosso fundo de pensão devia agir da mesma forma. Porém, ele segue uma legislação estapafúrdia, sem nexo causal, contrária ao bom senso legislativo como a absurda inclusão do patrocinador como beneficiário do plano. Parece coisa de maluco o guloso BB administrar o nosso fundo de pensão com administra a uma subsidiária sua. É o poste mijando no cachorro. Mamma mia!
      Por outro lado, o acordo da CASSI está perto de ser votado. Segundo o Satoru, a quem eu atribuo maior dificuldades em sendo diretor de um plano de saúde, com suas peculiaridades e custos fenomenais do que, apenas como exemplo, à diretoria de Seguridade da PREVI que ao seu dispor meios concretos de efetivamente auxiliar os associados (dependendo somente de si) e não o faz. Alguns podem me dizer que um nada tem a ver com o outro, porém eu vejo como partes da mesma fruta.
     Sobre a CASSI eu transcrevo o que recebi do Satoru em resposta ao que eu lhe havia perguntado a respeito do novo acordo.

Prezado Ari,

Estamos preparando notas explicativas de cada item da proposta.

Assim que estiver pronta, te repassarei.

É importante que você tenha em mente que a proposta resultou do consenso de todas as partes, Entidades (CONTRAF e CONTEC representando os ativos, ANABB, AAFBB e FAABB representando os inativos), representantes do Banco e Diretoria da CASSI.

É o consenso alcançado após dois meses e nove rodadas da Mesa de Negociação, e quase duas dezenas de encontros prévios na ANABB e CASSI, nas quais os representantes das Entidades receberam orientações dos técnicos da CASSI, e foram feitos inúmeros ensaios e projeções.

A proposta final, divulgada após a rodada de 27/03/2019, é, com certeza, a melhor proposta que as Entidades, Banco e CASSI produziram.

Atenção: não é uma proposta do Banco, como alguns estão alardeando, é uma proposta construída a seis mãos: Entidades, Banco e CASSI.

Satoru

COOPERFORTE TEM AGIDO COMO VERDADEIRA AMIGA DO ASSOCIADO, SUPERANDO NESTE SEGMENTO DE SOBRAS A NOSSA PREVI. A VERDADE PRECISA SER DITA.

30 comentários:

Maurício Viviani disse...

Satoru, a maior enganação, e eu fiz campanha prá eleger essa "coisa".

Adairton Campêlo disse...

E viva a COOPERFORTE!!!!!

Anônimo disse...

Colegas, depois de anos negociando e renegociando chegaram a conclusão que quem tem que pagar a conta somos nós, com aumento de 100%(era 3% e vai para 6%) quem tem um dependente.
Os 2% de aumento do ano passado, em três meses de infkainf o gato comeu.
Este ano em um trimestre lá se vai os 3,43% deste ano.A tábua(tá na moda) do IR não corrigi há 5 anos.
Mania.

Anônimo disse...

Dileto Professor,

Vossa Senhoria tem razão! Tudo tem a ver com tudo.
Inclusive esse tal elixir da juventude com o ES.
Se vamos viver muito mais, 180 x 180.
A valia é que a esperança é a última que morre

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


Com as novas contribuições que serão aportadas a CASSI, "vai sobrar dinheiro de todo". No entanto, ele só servirá para que a CASSI, alugue, com preços exorbitantes, espaços cada vez mais luxuosos, nada ficando a dever aos xeques de DUBAI. Não me admirarei se forem criados bônus de 500.000, para diretores e outros apadrinhados, a fim de minorar a árdua tarefa de administrar o Plano de Saúde e compensar os parcos proventos que recebem.

José Roberto Eiras Henriques disse...

Proposta para sustentabilidade da CASSI – Extingue o Princípio da Solidariedade
A proposta apresentada pelo Banco do Brasil e referendada pelas Entidades que a ajudaram em sua elaboração não preserva o Princípio da Solidariedade tão fervorosamente defendida por essas associações por ocasião da apreciação da proposta que foi recusada anteriormente ao não prevalecer o entendimento de que quem ganha mais, paga mais.
Vejamos o caso das contribuições por dependentes em que a proposta define percentuais diferentes de contribuições entre o pessoal da ativa (1%) e os aposentados (2%) para o valor a ser definido ao primeiro dependente além de estabelecer um piso e um teto de contribuição que, em meu entendimento, quebra o princípio da Solidariedade atualmente vigente em nosso Plano de Saúde.
A maioria dos associados da CASSI são participantes do Plano PB1 da Previ, em que a maior parte dos benefícios recebidos (INSS+Previ) superam o montante de R$ 15.000,00 e, ainda, há os benefícios de uma casta criada pelo Banco do Brasil, os ditos estatutários, cujos benefícios totais recebidos por esses privilegiados superam o montante de R$ 30.000,00 chegando, conforme divulgado, a R$ 60.000,00.
Mesmo assim, a Contraf-Cut, AAFBB, Grupo Mais União e FAABB recomendam sua aprovação, esta ultima deixa de se manifestar transferindo a responsabilidade da aprovação ou rejeição da proposta aos associadas da demais entidades. A ANABB ainda não se pronunciou, até o momento.

Anônimo disse...

Meu voto é não!!!!!

Anônimo disse...

ANALISANDO O ES:

A) SIMULAÇÃO REAL (FQM -60 anos)

165.000,00 X 120 = 2.103,15 (*)
200.000,00 x 120 = 2.549,27 (*)
200.000,00 x 144 = site Previ não simula

É POSSÍVEL:

- 200.000,00 / 120 = 1.666,67 (amort.capital);
- JUROS 5,0% a.a. = 833,00 (amort.mensal);
- FQM 0,60% a.a. = 100,00 (idem)
- TOTAL.............. = 2.599,67

PARECE POSSÍVEL:
- 200.000,00 / 144 = 1.388,88 (amort.capital);
- JUROS 5,0% a.a. = 833,00 (amort.mensal);
- FQM 0,60% a.a. = 100,00 (idem)
- TOTAL................. = 2.321,88


PARECE IMPOSSÍVEL:
- 200.000,00 / 180 = 1.111,11 (amort.capital);
- JUROS 5,0% a.a. = 833,00 (amort.mensal);
- FQM 0,60% a.a. = 100,00 (idem)
- TOTAL............ = 2.044,11

(*) simulações no site Previ.

Não adianta sugerir ou solicitar à Previ dilação de prazo, além de 132 ou 144 meses.
Quanto ao valor, existe a regulação pela MC, e pode elevar a 180 ou 200 mil.

160 ou 180 meses inviabiliza a involução do saldo devedor.

Anônimo disse...

Como funciona esse cooperforte? É seguro?

WILSON LUIZ disse...


GOVERNAR CONTRA A VELHA POLÍTICA NÃO TÁ FÁCIL

Caro Professor Ari, oportuna a postagem de 27 de março, 11:38 hs, do artigo “O SISTEMA”, de Sônia Kling, em sua matéria SANTA PREVI OLHAI POR NÓS, de 26 de março. Para mim, o que está travando o atual governo, além da cabeça dura do presidente, é a velha política, com crise de abstinência de “boquinhas” e que se recusa a morrer. Alguma coisa o presidente terá que conceder, mas nada parecido ao que ocorreu anteriormente. Resista, presidente, ceda apenas o mínimo indispensável para governar.

ESQUECER JAMAIS

Já Lula não teve problema para governar. Já em seu primeiro mandato, o presidente decretou aos partidos de sua base aliada: o Brasil é terra de ninguém, podem saquear à vontade(não esqueçam os fundos de pensão, eles estão nadando em dinheiro), só exijo que apoiem meu governo. Com apoio comprado e oposição inexistente, seguiram-se 16 anos de roubalheira e incompetência, que levaram o país à situação em que hoje se encontra.

Paradoxalmente, Lula poderia ter sido, ao mesmo tempo, o maior ladrão e o melhor presidente de todos os tempos.

Ele herdou, do governo Fernando Henrique Cardoso, um orçamento com superávit, a inflação sob controle com o Plano Real, a dívida pública em bases razoáveis, tudo a favor. Além de tudo, havia grande liquidez internacional, com capitais ávidos para investimentos em nosso país. Só não temos um país muito melhor porque a ideologia do PT afugentou os investidores, não queriam empresas estrangeiras aqui estabelecidas, protegeram nossos empresários da concorrência, o que nos fez perder competitividade. Para eles, o lucro é crime, mas para o trabalhador não importa quem paga seu salário, empresa nacional ou estrangeira. Sem investimentos, resultou nos milhões de desempregados que temos agora.

Para piorar as coisas, o PT executou o que faz de melhor, a demagogia. Concedeu aumentos absurdos ao funcionalismo público, algumas carreiras têm salário inicial de 20 e até 30 mil reais, mas “esqueceu” os militares, onde um general com 50 anos de caserna recebe menos de 20 mil reais, “enterrou” aposentados de baixa renda com o tal empréstimo consignado, estourou as contas públicas, incentivou os estados a se endividarem para incrementar investimentos, mas o que ocorreu foi aumento da despesa com pessoal, o “grand finale” da obra lulista foi a eleição de Dilma Rousseff; o resto é História, história macabra.










Ari Zanella disse...

Nobre Ari Zanella,

Será um documento oficial da CASSI, no tempo certo.

Lembre-se que a proposta de consenso apresentada pelas Entidades, Banco e CASSI deverá seguir os trâmites legais e estatutários.

Deverá ser apreciada pelo CD da CASSI, em seguida deverá ser submetida à apreciação do CD e CA do Banco, e somente após o retorno desse processo, é que a CASSI, e por conseguinte nós, Diretores da CASSI, poderemos nos pronunciar.

As pessoas estão muito afoitas e estão esquecendo desses trâmites legais e estatutários.

Peço que me ajude a esclarecer esses fatos e a obrigatoriedade do cumprimento desse rito legal.

Anônimo disse...

meu Deus esse cara da 16hrs49 vive no mundo da lua.

Anônimo disse...

FHC entregou o país superavitário e sob controle, então só não dava aumento prá nós por que não queria?, passamos 8 anos sem ter aumento, só recebendo abono e isso gerou esse fosso enorme entre nossos salários e os dos mais antigos. Os que não foram prejudicados tem hoje uma aposentadoria entre R$ 15 e 20 mil e nós mendigando uma margem pra tirar um ES. Realmente, pimenta no dos outros é refresco.

Castrojl disse...

Se o Japonês acha a proposta boa, é porque ela é boa para o banco. Trata-se de um traidor.

Anônimo disse...

Boa Noite
Sou pensionista da Previ, não conheço a cooperforte, como funciona? Posso me associar? O empréstimo é seguro?

Unknown disse...

Caro José Roberto Henriques,
Baseado em que você afirma que a maioria dos aposentados da Previ recebem mais de R$ 15 mil por mês?
Acho que você está enganado. A pouco tempo a média dos proventos pagos pela Previ eras de R$ 7 mil.
Como pode em pouco mais de ano subir tanto?
Claro que com a aprovação do novo teto essa média aumentou. Mas sera que dobrou?
Para vc ter uma ideia, salários brutos de R$ 15 mil recebem atualmente os analistas sênior (antigos Ap 6, que reçebem também os gerente de agências de menor porte (os gerentes de agência de grande porte recebem o equivalente aos antigos Ap 4). Veja que neste patamar de proventos estão cargos de maior exigência. Nas agências, onde se concentra a maioria dos funcionários, proventos de R$ 15 mil são poucos. Como pode a maioria dos aposentados receber mais de R$ 15 mil?
Celio

Ari Zanella disse...

Cara Pensionista 21:10

No site da Cooperforte tem todas as explicações.

www.cooperforte.coop.br OU www.cooperforte.org.br

O telefone GRATUITO é 0800-701-3766

Anônimo disse...

MANDA ESSE ANONIMO DAS 16:49 IR PASTAR.

Anônimo disse...


Acesse o site da Cooperforte e tire as suas duvidas:

https://www.cooperforte.coop.br/

Anônimo disse...

Se o segmento de mais destaque em 2018 foi o de Renda Variável (R$ 90,34 bilhões), com uma rentabilidade no ano de 29,44%, abrir mão de suas receitas em troca do quê?

Essa carteira equivale a 50,31% dos ativos totais do Plano 1 (R$189.9 bilhões), e neste período de inflação e juros baixos com dificuldades para bater a meta atuarial através da Renda Fixa, em face da baixa remuneração paga pelo Tesouro na manutenção dos seus títulos em carteira seria um tiro no pé desfazer de ações e fundos de ações, medida administrativa e financeira desinteligente, enquanto não houver mudança favorável no cenário econômico.

(extraído de VERDADES REPETIDAS QUE O FUNDO NÃO QUER VER - quinta-feira, 21 de março de 2019 -
Dr. JOÃO ROSSI NETO)

- Embora coberta de boas intenções a análise acima parece-nos equivocada! Provavelmente, o estimado colega de blog chega à tal conclusão por meio de algo parecido a um sentimento. Entretanto,  já vimos que as coisas de um fundo de pensão não são o que parecem. Neste sentido, já vimos que os verdadeiros donos de um fundo de pensão são os "proprietários materiais da poupança concentrada coletiva" ("executivos do fundo de pensão"). Em outros termos, "o fundo de pensão não é fim; é meio!" Assim, o fundo de pensão é o meio de transferir riquezas para os "proprietários materiais da poupança concentrada coletiva", ao longo do tempo. Por seu turno, iremos sustentar que o hodierno capitalismo bursatil é apenas uma pirâmide financeira. De passagem, devemos ficar atentos às duas características primordiais das pirâmides financeiras, quais sejam: a transferência de riquezas e a limitação temporal de existência de tais fenômenos. 

O que fundamentalmente distingue a finança dos outros ramos da teoria econômica é o fato de que esta tem por objeto não os retornos dos indivíduos com as mercadorias, como freqüentemente ocorre nos demais campos da economia, mas os retornos dos indivíduos com o tempo. [...] Entretanto, uma dificuldade maior é introduzida, devido à natureza intrinsecamente incerta destas grandezas. Com efeito, os investidores não conhecem de maneira certa quais serão os ganhos financeiros futuros. (18) [...] Continua

Trader anônimo

(18) digamo.free.fr/empirval.pdf

Anônimo disse...

A CASSI agora aprendeu com a PREVI a fazer esses absurdos encontros presenciais nas capitais para falar sobre o relatório do exercício que findou. É mais despesa nas nossas costas ou cada um da diretoria que comparecer vai pagar de seu próprio bolso? Resolveram fazer turismo às nossas custas? Morro e não vejo tudo...

Unknown disse...

Meu benefício do INSS somado ao mísero complemento da Previ não totaliza 5 mil. Estou pensando em cobrar a diferença, 10 mil mil reais , de quem irresponsavelmente afirmou que a maioria dos aposentados do BB ganham 15 mil reais.

Unknown disse...

E muita irresponsabilidade afirmar que a maioria dos aposentados do BB ganha 15 mil reais, quando significativa parcela não alcança o carro de 6 seis mil reais

Unknown disse...

Até quando o Presidente Bolsonaro vai manter na diretoria das principais estatais e seu fundos de pensão sindicalistas indicados por um presidiário?

Anônimo disse...

Professor Ari,
Não tardará para todos admitirmos que a esperança é a próxima da fila da guilhotina.
Não adianta mudar governo, seja de que lado for. Continuarão utilizando de argumentos "legais" (vide res. pimentel) para não distribuir de maneira justa, todo o montante bilionário.
Vejam que em alguns países, fazem reformas imprescindíveis, para economizar 10 bilhões enfatizando que esses recursos são astronômicos.
Imagina então 200 bilhões? Deixarão um bando de velhos "se apossarem" dessa monta?
Se a pensão daqui é assim, imagina na Jamaica

Anônimo disse...

Meu voto será NÃO ! RobertoN

Telma disse...

Colegas,

Procurei no site da Previ ,mas não encontrei a resposta. No ES é usada a tabela peixe ou o SAC?

É mais vantajoso fazer um ES do que um empréstimo no banco?

Agradeço se alguém puder responder.

Ari Zanella disse...

Prezada Telma,

Queira desculpar. A tabela PRICE é utilizada no ES da PREVI. Os valor ficam iguais no primeiro ano mas há aumento anual na prestação porque o saldo devedor aumenta.

Já no outro sistema (SAC) por exemplo, utilizado nos financiamentos da Caixa Econômica, as prestações começam altas e vão decrescendo pois o sistema é de AMORTIZAÇÃO CONSTANTE do capital, isto é,você deve 100.000 e paga 1.000; no mês seguinte a prestação é calculada sobre 99.000

Não sei se fui claro.

Grande abraço e mais uma vez peços desculpas pelo anônimo.

Ari Zanella disse...

Prezada Telma,

Respondendo especificamente sua pergunta:

É mais vantajoso fazer o ES na PREVI porque os juros são bem mais baixos. (Juros 5% ao ano + INPC corrigido anualmente = FQM) Isso não chega a 1% ao mês.

Beleza?

Telma disse...

Prezado Ari,

Obrigada pela dica!

Grande abraço.