BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

quinta-feira, 22 de novembro de 2018

LIMPEZA POLÍTICA EM BANCOS ESTATAIS

    Cada vez mais nítida a posição do novo governo de retirar dos bancos com ingerência do governo federal todo e qualquer resquício de indicação política. O expurgo é líquido e certo! A questão é encontrar as pessoas certas, no perfil técnico gerencial, para repor os parasitas indicados politicamente. Na CEF o caso mais típico é de Geddel Vieira Lima, no BB já tivemos o Pizzolato, de triste lembrança; e demais exemplos no BNDES e bancos regionais.
      As novas indicações devem passar pelo crivo de Bolsonaro. Paulo Guedes pode sugerir e indicar mas a última palavra tem que ser do presidente. Não comungo com a linha de pensamento que aponta Paulo Guedes quase como um Primeiro-Ministro de um suposto regime parlamentar. Penso que a prática vai mostrar um presidente atuante, com a última palavra, extremamente seletivo. Muitos da linha militar estão sendo escolhidos. São pessoas a toda prova de honestidade, probidade e patriotismo. Aprovo as escolhas. Se houver desvios de conduta no exercício do cargo serão prontamente reparadas, podem ter certeza.
     Na Argentina, a ex-presidenta afirmou que faria aliança até com o diabo para deter Bolsonaro. O que é isso companheira? Puro desespero. Melhor faria ao reconhecer o mau negócio que fez com países socialistas de sua ideologia. Só no BNDES já existe mais de um bilhão de dólares de dívidas vencidas da Venezuela, Cuba e Moçambique. É prejuízo do Brasil, líquido e certo.
     No mais é acreditar que tudo vai melhorar. Apesar de ouvir um Dias Tóffoli afirmar hoje que precisamos reduzir a população carcerária. Mesmo discurso de Haddad, lembram? Soa mais ou menos assim: Libertar presos para deixar melhores condições aos que lá estão. Uma vez nas ruas, voltarão a praticar crimes. Crescerão os cemitérios. Será que Tóffoli pensa em Lula?
      Muito difícil mudar a estrutura do Brasil. Os políticos dilapidaram tanto e em tamanha proporção que, como dizem, "só Jesus na causa". Até agora, quem é cristão sabe que Deus parece conspirar a favor do Brasil. Aí eu dou valor!
BANCO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL AJUDOU MUITO OUTROS PAÍSES; O BRASIL MESMO NÃO FOI CUIDADO.

54 comentários:

Adaí Rosembak disse...

Caro Ari Zanella,

Você está certíssimo. A limpeza de afilhados políticos não só nos bancos mas em todas as empresas estatais vai ser um trabalho de formiguinha. Vai demorar muito e vai haver muita sabotagem. Certamente vai deixar muita gente desesperada e vai desestruturar muitas famílias.
Mas esse é o preço a pagar para mudar o país.
Veja você o que está sendo mudar a esculhambação em que está a educação. E depois ainda tem a imprensa dominada pela esquerda que sempre passa uma imagem de vitimismo.
Meu caro, está tudo dominado da mesma forma que a bandidagem domina os morros.
Por tudo isso digo que essa mudança vai ser muito demorada. Anos e mais anos. Uma geração? Ou mais?
Temos de ter fé.

Abraços Amigão

Adaí Rosembak

Anônimo disse...

Sr.Zanella, tem que já citar para o Bolsonaro o nome entre tantos do Marcel e como ele age na Previ contra os donos do patrimônio.Por favor.

Anônimo disse...

O Judiciário só pensa em si próprio.Querem ganhar cada vez mais, a média salarial é completamente incompatível com todas as demais categorias (o inicial é de quase trinta mil fora os demais benefícios) e querem eliminar e simplificar os serviços.Vivem incentivando os acordos e a conciliação que sempre prejudica os mais fracos e querem soltar os presos. Enquanto o povo quer penas mais severas eles querem deixar os bandidos na rua matando e roubando.Mais renda e menos trabalho é a meta.

Anônimo disse...


Sim, a substituição dos atuais gestores em cargos da cupula do BB eh um avanço.
Porem, em relação ao beneficios a serem pagos pela PREVI, nada sera modificado. Nas normas atuais, basta o exercicio da função pelo prazo de 12 meses, para que o exonerado mantenha a contribuição sobre os vencimentos. Resultando na aposentadoria com os vencimentos baseados no cargo exercido. Seja presidente, vice-presidente, diretor, etc...

Ari Zanella disse...

05:16

Não é possível tirar eleitos. Temos que aguardar o fim dos mandatos.

Anônimo disse...

Caro Sr. Zanella,

O eleitos podem ser retirados por intervenção de acordo com a Lei.
Prove-se discriminação contra os idosos e atue-se legalmente.
Excrecência de estatutários dentre outros temas.

Anônimo disse...

Caro Professor veja só como são as coisas. Durante o governo do PT e os dois anos e meio do Temer não andou o projeto no senado que faz alterações nos fundos de pensão, enter elas a retirada do voto de minerva. Agora tá andando e segundo a ANABB foi aprovada em comissão, entre outros normativos, a retirada do voto de minerva. A pergunta que faço: coincidência? Pelo que foi relato os integrantes do PT e PDT aprovaram na comissão. Agora que poderíamos lograr algum benefício, via os indicados pelo BB e entre eles o presidente da PREVI que teria o poder do voto de minerva, pode ser retirado este atributo e passa a ser necessáriamente pela maioria ou seja dos 6 da diretoria teria que ter 4 a favor. NÃO esquecendo que agora temos 3 diretores eleitos que são do PT. Entenderam a intenção de agilizar o projeto e aprovar este ano. Pedro.

Blog do Ed disse...

O grande problema do Brasil atual é a corrupção. Outro, e esse praticamente mundial, é o desemprego, que reflete diretamente na previdência e na saúde (PREVI e CASSI). O desemprego vem sendo provocado pela robotização da produção. A solução da vida social e individual pacífica só será resolvida, se todos forem satisfatoriamente remunerados e assistidos pelos resultados do trabalho robotizado.
Edgardo

João Rossi Neto disse...

Caro Ari,

Tomara que a possibilidade de nomear o filho Carlos Bolsonaro para o Ministério da Comunicação Social fique apenas no terreno das hipóteses, por conta da boataria e não passe de balão de ensaio para sentir a repercussão do povo sobre o ato, a qual, por sinal, foi negativa, dado que seria nepotismo, coisa que o Jair Bolsonaro diz ser avesso. Vamos aguardar os acontecimentos.

Gente, a rapadura é doce, mas é dura. Vamos começar bem o Governo para terminar melhor ainda. Se isso se positivar, possivelmente o PT vai entrar fervendo com ação judicial para derrubar a nomeação e com justa razão. Ademais, vai ser uma falação dos diabos. O Brasil não precisa disso, tem muita gente competente para ocupar os cargos, que não sejam parentes e amigos do peito, sem merecimento, na base da bajulação.

Trader anônimo disse...

Professor Ari, colegas de blog,

Logramos colar o texto abaixo no “TERCEIRA VIA - O PRÓPRIO BOLSONARO RECONHECE”


III.7. Por que a Bolsa de Valores hodierna é uma instituição social com um tempo de vida limitado?

Trader anônimo

PS: o item III. 7.3 é a peça-chave na composição do quebra-cabeças de nosso trabalho TIBBB*

* Tendência Irreversível de Baixa da Bolsa Brasileira

ricardo o.c. albuquerque disse...

Colegas,
O Globo dá, neste momento, a nomeação de um oriundo da escola de Chicago para presi do BB. Estamos" FU...E MAL PAGOS" Dentro de pouco tempo nas mãosde um banco particular. Deus nos proteja. ricardo

Josué PARANÁ disse...

Paulo Guedes escolheu o economista Rubem Novaes para presidir o Banco do Brasil.

Novaes é amigo de Guedes desde a época em que estudaram na Universidade de Chicago. Ele é professor da FGV.

Unknown disse...

Caro Ari, meus cumprimentos.Seria de bom alvitre que o Sr.Bolsonaro, Presidente eleito pelos brasileiros, tomasse conhecimento,antecipado,
de que a Diretoria de Seguridade de PREVI tudo dificulta, nada facilita aos aposentados e pensionistas nem mesmo lhes dispensa um bom tratamento.Parece que se julgam "donos" da verdade, do Fundo em si e proprietários de uma reserva que sai, com suor e lágrimas, dos contracheques dos sofridos contribuintes da PREVI que são os APOSENTADOS E PENSIONISTAS.Abraçs.Williams Silva - Matr.9843050-5

luiz carlos disse...

Noticias de agora dão conta que para o BB vai o RUBEM NOVAIS que trabalha na equipe de Paulo Guedes no setor de privatizações e Carlos Bolsonaro declarou que está fora do staff do pai.

Edmilson lopes de sousa disse...


ECONOMIA NO NOVO GOVERNO
Compartilhar Paulo Guedes escolhe Rubem Novaes para o Banco do Brasil
Paulo Guedes escolhe Rubem Novaes para o Banco do Brasil
Nome do economista, definido pelo futuro ministro da Fazenda, será submetido a Bolsonaro

Bolsonaro estuda indicar procurador pró-Escola sem Partido para Educação
Acompanhe a formação da equipe ministerial de Bolsonaro
Futuro ministro escolhe oficial da Aeronáutica para compor cúpula militar
Anúncios em série de ministros do DEM geram insatisfações no PSL
FILE PHOTO: Nabhan Garcia (R), the head of farmers group, is seen next to Jair Bolsonaro, far-right lawmaker and presidential candidate of the Social Liberal Party (PSL) in Ribeirao Preto, Brazil April 30, 2018. Picture taken April 30, 2018. REUTERS/Marcelo Teixeira/File Photo ORG XMIT: FW1
GOVERNO BOLSONARO
Compartilhar Bolsonaro cria secretaria de assuntos fundiários, que será comandada pela UDR
Bolsonaro cria secretaria de assuntos fundiários, que será comandada pela UDR
Segundo a futura ministra da Agricultura, estrutura comandada pelo ruralista Nabhan Garcia, deve ser ligada à sua pasta

Primeiros médicos inscritos para substituir cubanos querem atuar em capitais
Em telegramas, Cuba e governo Dilma negociam
SAO VENDELINO, RS, 24.09.2014: SAUDE - Programa federal Mais Medicos no Estado do Rio Grande do Sul atende com 1081 profissionais em postos de saude em cidades do interior e periferias da regiao metropolina. Na serra gaucha, a cidade de Sao Vendelino com 2.000 habitantes, e uma economia baseada na agricultura familiar, eh um exemplo bem sucedido do programa. Na foto: Medico cubano, Dixan Escalona Salazar (E) e a paciente, Ires Fritz Schaefer. Foto: Edu Andrade ***EXCLUSIVO FOLHA***
PROGRAMA
Compartilhar Mais Médicos registra 6.000 inscrições em um dia, mas menos de metade é efetivada
Mais Médicos registra 6.000 inscrições em um dia, mas menos de metade é efetivada
Médicos querem atuar em capitais
JANIO DE FREITAS
Compartilhar Ideia de esquartejar a Petrobras não é nova
Ideia de esquartejar a Petrobras não é nova
Ela subiu à tona nas águas da Lava Jato

Brazilian judge Sergio Moro arrives for a meeting with President-elect Jair Bolsonaro at the transition government building in Brasilia, Brazil November 22, 2018. REUTERS/Adriano Machado ORG XMIT: BSB102
SPECTRUM
Compartilhar Laboratório da gestão Moro, operação da PF apreende R$ 100 milhões de traficante
Laboratório da gestão Moro, operação da PF apreende R$ 100 milhões de traficante
Investigação foi batizada de Sem Saída

SECRETÁRIO DO TESOURO
Compartilhar Carga tributária se manterá como está, diz Mansueto
Carga tributária se manterá como está, diz Mansueto
Não há espaço para reduções, afirma

BELO HORIZONTE, MG, 08.10.2018 - Entrevista com o empresário Romeu Zema, candidato a governador de Minas Gerais pelo partido Novo, em Belo Horizonte (MG). (Foto: Fred Magno/O Tempo/Folhapress)
ENTREVISTA
Compartilhar Minas parece uma instituição de caridade, diz governador eleito
Minas parece uma instituição de caridade, diz governador eleito
Empresário Romeu Zema vai ocupar 1º cargo executivo do Partido Novo no país

PROJETO DE PAULO CÂMARA
Compartilhar Órgão da polícia extinto por governador de PE o investigaria por suposta fraude em estádio
Órgão da polícia extinto por governador de PE o investigaria por suposta fraude em estádio

Anônimo disse...

Paulo Guedes acaba de indicar, com o aval de Bolsonaro, RUBEM NOVAES para presidente do Banco do Brasil.

Anônimo disse...

Rubem Novaes foi anunciado como novo presodente do BB. A indicação é do Paulo Guedes.
Mas quem confirma é o Bolsonaro.

Anônimo disse...

Isso já foi descartado e amplamente noticiado.

Paulo César Fernandes

ricardo o.c. albuquerque disse...

Colegas,
Enviei a notícia sobre o Sr. Novaes entre 11 e 12 horas.Publicado pelo O Globo. Acho que fui censurado. Vou repetir mais ou menos o que eu disse: Estamos "FU... E MAL PAGOS" o homem é da escola de Chicago. Dentro de pouco tempo estaremos privatizados e na mão um banco particular. ricardo

Anônimo disse...

Professor vou continuar batendo na mesma tecla. Esqueçam do BB se vai ser privatizado ou não. O BB (instituição) é passado pra nós com boas e más recordações. Nosso foco é PREVI e CASSI. Pedro.

Paulo disse...

Pedro Guimarães é indicado para ser o novo presidente da CEF, Pedro Guimarães é casado com a filha de Léo Pinheiro da OAS, condenado por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e de organização criminosa, o grupo OAS foi também flagrado com trabalho escravo de cerca de 150 pessoas em Guarulhos, fez delação premiada do mais "nobre" preso em Curitiba o Lularápio!Pra mim foi uma baita bola fora colocar o genro do gatuno em uma gigante estatal como a caixa!

Anônimo disse...

Paulo César Fernandes,
Você está fazendo uma afirmação. Estou em Brasília acompanhando e discordo.
Esperemos o resto do dia e aí falaremos ok ?

ricardo o.c. albuquerque disse...

Muito interessante.
Na condenação do Sr.Lula,com base em uma delação do Sr. Leo Pinheiro, a pena do citado Leo caiu, na mesma hora, de 12anos para 2. A imprensa nem notou.Agora vem o pagamento. Dorma-se com um barulho desses.ricardo

Anônimo disse...

Desde que tire logo o petista Marcel da seguridade, qualquer nome para presidir o BB é válido. Vamos deixar de ser imbecis com essa história de que ele, o diretor de seguridade, so pode sair em 2020. Afinal, o futuro presidente é ou não é o Bolsonaro?

Anônimo disse...

Vai terminar nomeando algum americano para presidir a Previ ou alguém com o sobrenome Odebrecht.

Unknown disse...

Colegas, deixem de tolices,com preocupações relacionadas com a privatização do BB.Lembrem-se de que privatizacão pode acontecer com qualquer Banco ,Estatal ou Empresa Pública. Quem tem competência ,honestidade e força para o trabalho não fica sem dormir e vive naturalmente.Só a mediocridade é capaz de gerar essas preocupacões.Nada vai acontecer à PREVI, CASSI e CAPEC.Os males e desmandos que ocorrem no Brasil vêm desde os tempos cabralinos.Vejam a História do Brasil. Não fiquem sem dormir - é o que eu desejo a todos os colegas aposentados e pensionistas. Há muito "terrorismo" no cenário brasileiro e muitos insensatos querendo aparecer. Não ouço noticiários, não leio jornal nem conjecturo assuntos políticos com ninguém. Preencho o meu dia só com assuntos e hobbys saudáveis.
Portanto, meu abraço ao amigo Ari Zanela e demais colegas aposentados e senhoras pensionistas.Boa noite!Abraçs Williams Silva - Após.PREVI.

Anônimo disse...

Espero estar errado, mas desconfio com a indicação desse presidente do BB (Novaes), advindo do mercado financeiro e sem vínculo anterior com o BB, que poderá dificultar o socorro financeiro para a Cassi.

Anônimo disse...

Estimulados pelo Mestre, muita gente não queria alguém do mercado? Parabéns . Conseguiram.

Vamos torcer para que o Mestre esteja correto que alguém no mercado vai nos ajudar

Anônimo disse...

Privatização e enxugamento são prioridade, diz futuro presidente do BB
Economista Rubem Novaes foi escolhido por Paulo Guedes para chefiar o banco.

Cadê a declaração do Eleito Presidente que o BB e CEF seriam empresas estratégicas e não seriam privatizadas? Daqui para terminar o mandato do todo poderoso, vai haver lamentos e ranger de dentes! Principalmente ao que diz respeito à PREVI e CASSI.

Everton disse...

que bom presidente privatiza o BB de 200 anos - Privatização e enxugamento são prioridade, diz futuro presidente do BB - Economista Rubem Novaes foi escolhido por Paulo Guedes para chefiar o banco.

Ari Zanella disse...

Mas afinal, a privatização é tão maléfica assim? Se a Vale não fosse privatizada, seria o VALIA tão espetacular para os seus associados?
Todos sabemos que Paulo Guedes é liberal, natural que pense em privatização. Eu acho, porém, que não é para 2019. Antes, deve haver muita discussão sobre o tema.

Anônimo disse...


Privatização condena Brasil a ser empregado dos países ricos, diz Bresser ... - Veja mais em https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2017/09/02/bresser-pereira-privatizacao-temer-rombo-crise.htm?fbclid=IwAR04AHoCy7aWtFq5t3J0KmVf_8NF4cq_f3CGLQW3OQnaH7KUwM2in5avcLQ&cmpid=copiaecola

O Brasil está à venda. O alerta foi dado pelo ex-ministro (três vezes) e professor da FGV Luiz Carlos Bresser-Pereira em um artigo publicado em uma rede social, logo após o governo federal anunciar a intenção de privatizar a Eletr... - Veja mais em https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2017/09/02/bresser-pereira-privatizacao-temer-rombo-crise.htm?fbclid=IwAR04AHoCy7aWtFq5t3J0KmVf_8NF4cq_f3CGLQW3OQnaH7KUwM2in5avcLQ&cmpid=copiaecola

Anônimo disse...

Anônimo de 22/11/2018 das 16:54h que está em Brasília, cadê seu pronunciamento?

Anônimo disse...

Mas afinal, a privatização é tão maléfica assim? Se a Vale não fosse privatizada, seria o VALIA tão espetacular para os seus associados?

Depende de quem vai ser o acionista majoritário, se for do tipo selvagem, que só visa o lucro, adeus BB, PREVI, CASSI e consequentemente, nós

Trader anônimo disse...

"Comentário feito no blog do Dr. Medeiros"

[...] O mercado reagiu bem. A ação do BB estava parada em 44,30 e subiu no final do pregão para 44,80.

- Dr. Medeiros,

Com todo o respeito que o Senhor merece: o "valor" é função do tempo, não do "preço"! O "preço" depende apenas de outros coisas, conforme em futuro próximo iremos disponibilizar (está em construçäo). Neste sentido, sugerimos a leitura do seguinte texto, que se encontra no blog de nosso amigo comum, Professor Ari:


Professor Ari, colegas de blog,

Logramos colar o texto abaixo no “TERCEIRA VIA - O PRÓPRIO BOLSONARO RECONHECE”


III.7. Por que a Bolsa de Valores hodierna é uma instituição social com um tempo de vida limitado?

Trader anônimo

PS: o item III. 7.3 é a peça-chave na composição do quebra-cabeças de nosso trabalho TIBBB*

* Tendência Irreversível de Baixa da Bolsa Brasileira

22/11/2018 12:46

Paulo disse...

O futuro ministro da Casa Civil Onyz lorenzini se casou, com uma novinha, marca do novo governo, viúvas e mulheres maduras, são estorvo, claro, tem que ser bela, recatada, conservadora e do lar!

Blog do Ed disse...

as duas principais estatais financeiras devem entrar na cota do que Bolsonaro considera como empresa estratégica, o que as deixa de fora do programa de desestatização. Rumores de uma possível fusão entre o Banco do Brasil e o Bank of America são considerados improváveis por analistas do mercado. Ainda assim, a expectativa é o anúncio de medidas que tornem os bancos estatais mais eficientes. “Ele deve direcionar o banco para aquilo que eles foram feitos de verdade. Não dá mais para utilizar os bancos como plataforma para alavancar coleguismos, corporativismos”, afirma Alex Agostini, economista-chefe da Austin Rating. “Devem voltar para a sua essência, mas com mais eficiência, com critério, clareza e transparência.”
Para o economista Roberto Luis Troster, a discussão sobre a eficácia dos bancos públicos deve passar por uma revisão do sistema bancário como um todo, com correções do marco regulatório em temas como o nível exigido de liquidez, indexações, destino dos créditos direcionados, precificação das operações entre outros. “A primeira coisa que deve ser feita é focar na eficência. E não é só cortar custos, é melhorar a eficiência”, afirma. “Depois tem de começar a rever a intermediação financeira como um todo. Bancos estatais são resquício da época de inflação alta. Se não rever isso, continuamos refém” O atual presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, chegou a tocar em alguns desses temas ao propor uma agenda para melhorar falhas no sistema financeiro nacional, a chamada agenda BC+, com medidas como a revisão do nível de depósitos compulsórios (recursos que não podem ser emprestados), estímulo a entrada de mais participantes, por meio das fintechs, mudança no formato de financiamento do cheque especial e nas linhas de empréstimo rotativo do cartão de crédito.
Ao confirmar a indicação, o presidente eleito Jair Bolsonaro admitiu certa resistência pela participação de Levy nos governos de Dilma e Cabral e destacou um pedido pessoal: o de revelar detalhes de todas as operações financeiras do banco. “Firmo o compromisso de iniciar meu mandato determinado a abrir a caixa-preta do BNDES e revelar ao povo brasileiro o que foi feito com seu dinheiro nos últimos anos”, escreveu Bolsonaro pelo Twitter na quinta-feira 8. Operações de empréstimos em projetos internacionais, além de compra de participações em empresas, colocaram o banco sob suspeita nos governos petistas. Uma operação da Polícia Federal foi deflagrada para apurar supostas irregularidades na aquisição pelo BNDES de fatias da JBS envolvendo um total de R$ 8 bilhões. As declarações do presidente eleito foram mal recebidas pelos funcionários de carreira do banco. Em nota a Associação dos Funcionários do BNDES (AFBndes) afirmou que as operações são divulgadas “de forma ampla e transparente, sem paralelo com qualquer outro banco” e que as transações já foram investigadas em três CPIs, duas operações e auditorias externa e interna, sem constatação de problemas.
O presidente O presidente eleito também já também já indicou a mudança que espera para os outros bancos estatais, ao sinalizar um corte de até 30% no número de comissionados em instituições financeiras como a Caixa e o Banco do Brasil. A redução deve atingir posições executivas, em que os salários chegam a ultrapassar R$ 60 mil. O plano inicial de Guedes era privatizar bancos público.
Trechos extraídos do Informativo da AAPBB

Everton disse...

Caro Ari eu acho muito bom que se privatize tudo pois deixa de ser os cabides de emprego e as árvores frutíferas ficam só com os frutos bons, mas que não se estatize quando der prejuizo e que haja investimento por conta de quem quer comprar. Que não faça como as privatizações das estradas que o estado banca e depois entrega tudo pronto. A Valia, a Embraer deram certo, mas as distribuidoras de energia que foram privatizada e agora vão estatizando via cobrança de taxas e taxa sobre o consumidor, pois não investiram e ficam dependendo de recurso publico, olha o transporte publico está todo privatizado, mas cadê os benefícios para os brasileiros. É disso que tenho receio. Eu acredito que o presidente, ao chocalhar as árvores frutíferas (BB, Petrobras, CEF, etc) vão cair tantos frutos podres que não vai nem precisar privatizar.

Anônimo disse...

Somos vulneráveis demais:

https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/11/policia-federal-cumpre-22-prisoes-em-nova-fase-da-lava-jato.shtml
Ex-presidente de fundo de pensão da Petrobras é preso em nova fase da Lava Jato



Anônimo disse...

ES A-B-C-D disponíveis.

Faça o ES-C = melhor que renovar o ES-A.

AB

Anônimo disse...

A CEF acaba de divulgar um plano de demissao estimulada, PDE. Possivelmente para abrigar a PTzada que vai perder a boquinha. Devem receber uma boa bolada como incentivo de saida.

Unknown disse...

Se for pra melhor, toda mudança é bem vinda

Anônimo disse...

"https://odia.ig.com.br/brasil/2018/11/5595704-futuro-presidente-do-bb-fala-em-privatizar-o-que-for-possivel.html

É óbvio que o alvo será a cereja do bolo. Espero que não privatizem os 7,5bi, acrescidos de juros e correção monetária, cuja contabilização criativa e engenhosa até hoje não entendi, eis que, salvo melhor entendimento, pertencem aos velhinhos trambiqueiros.

23 de novembro de 2018 09:57"

Copiado dos comentários do blog do Drº. Medeiros!! E o anônimo está certo, fiquemos de olho...

Blog do Ed disse...

O Movimento Semente da União está sugerindo à PREVI, com bons argumentos, a mudança do critério de reajuste das aposentadorias e pensões. Eu, de fato, me julgo subtraído da minha aposentadoria mensalmente em razão do critério do atual reajuste.Entendo que o BB tem comigo uma obrigação contratual trabalhista de manter meu poder de compra durante toda a minha fase pós-laboral.
Edgardo

Anônimo disse...

Comendo pelas beiradas, plagiando um colóquio, sobre as privatizações. Em doses homeopáticas,o Ministro neoliberal já mostrou pra que veio, véio...Sem grana, dívida interna astronômica, Estados e Municípios falidos, enfim, mais uma vez o equacionamento da conta fica por conta dos fracos. Reforma previdenciária, privatizações, aumento de tributos. Na mesma histórica bitola! Cortar na própria carne, só para fins estéticos. Tudo como dantes...vamos que vamos...

Paulo disse...

Parece que o acordo CASSI saiu, vai aumentar a contribuição de 4% dos aposentados para 5% até 2023.

Anônimo disse...

Caro Ari e colegas,
Vejo um certo devaneio no ar com relação ao governo Bolsonaro e de alguns estados. Muitos veem como se tudo fosse melhorar do dia para a noite.
Gente, o país está quebrado, a maioria dos estados e municípios estão quebrados. A reforma da Previdência é necessária para suprimir direitos.
Vejo dias nebulosos, mas necessários, pela frente.
Os 7,5 bi que o BB levou só volta para nos via judicial. Ninguém do governo devolverá estes recursos voluntariamente. É muita grana que já foi contabilizada. Os 7,5 bi correspondem hoje a mais de 12 bi, valor significativamente grande para qualquer instituição.
A boa notícia é a bolsa, em alta. No mais, só sacrifício. Uma pessoa que chega acidentada a um hospital vai sofrer, óbvio, por melhores que sejam os médicos.
Portanto, sejamos realistas.
Desculpem pela sinceridade.
Celio

Anônimo disse...

Aumento contribuição CASSI para 5%, e o aumento das aposentadorias? 4%? Poderia o BB então nos devolver os 7.5 bi corrigidos... Ou a Previ deveria suspender as tres parcelas do ES para aliviar a barra...

Ari Zanella disse...

Não, amigo Célio, não será do dia para noite nem da noite para o dia. 2019 será cheio de sacrifícios para nós. O consolo é que, teoricamente, acabarão os roubos e as propinas. Forte abraço.

Paulo disse...

Se os roubos forem diminuir, estou lendo a Bíblia errado, amigo!rs
Grande abraço!

gasampa2012 disse...

Pessoal, nem todo mundo tá sabendo disso, mas a equipe de transição criou um site específico para tornar os documentos de transição públicos. Vale a pena ver e divulgar para que saibamos quais serão as lutas que virão. O site é: https://transicao.planejamento.gov.br/

👆👆👆👆👆👆👆👆

rafa disse...

Diretor de seguridade da Previ discursa na Comissão de Direitos Humanos do Senado, dia 20/11.

marcelino maus disse...

"Em nota a Associação dos Funcionários do BNDES (AFBndes) afirmou que as operações são divulgadas “de forma ampla e transparente, sem paralelo com qualquer outro banco” e que as transações já foram investigadas em três CPIs, duas operações e auditorias externa e interna, sem constatação de problemas."

Parece que já ouvi essa estória...

"A P.... recebeu prêmio internacional pela BOA GOVERNANÇA CORPORATIVA... blá-blá-blá."

Boa Governança dos BANCOS OFICIAIS... será que a sangria foi MENOR que os 113 Bi sangrados pelo PT+PMDB nos FUNDOS de Pensão das Estatais...




Blog do Ed disse...

C´lio
Falou bem em poucas palavras.
Edgardo