BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

terça-feira, 20 de novembro de 2018

IVAN MONTEIRO NÃO ME AGRADOU

     Ivan de Souza Monteiro frustrou-me como novo presidente do Banco do Brasil. É um dos primeiros a "enganar" a nova equipe econômica. Paulo Guedes estava indo tão bem identificando com acerto os apadrinhados no BB. Mas agora vem essa indicação que ressuscita o mais do mesmo. Eu gostaria de uma varrida geral no BB e na CEF, ninguém que já tivesse tido cargos dentro da instituição.
       Pesou a favor de Ivan o fato de não ser filiado a nenhum partido político. No entanto, vale lembrar, surgiu nos altos escalões do banco apadrinhado por Dida, o Aldemir Bendine. É grande amigo dos atuais diretores, presidentes e vice-presidências, algumas das quais (cerca de 30% delas) deverão ser extirpadas. Neste  contexto, não é recomendável um velho lobo, da mesma matilha, ser alçado ao cargo. Bola fora, sr. Paulo Guedes!
      Monteiro já esteve no Deliberativo da PREVI até 2014, e nada trouxe de novo ou inovador. Manteve o 'status quo' e da mesma forma deverá comportar-se à frente dos destinos do BB. Todo mundo é aquilo que é. Ninguém é o que não é. Nada vai mudar. O cara é daqueles ávidos por lucro, assim demonstrou à frente da Petrobras. Portanto, a PREVI vai continuar sendo explorada pelo patrocinador. Mamma mia!!!
      Desnecessário aquele puxão de orelhas a mim dado pelo colega Satoru. Perdeu crédito no meu conceito. O nobre presidente deveria saber, por dedução lógica, que minha atuação em direção ao "SIM" não atingiria os objetivos. A derrota foi acachapante, tendo a ANABB sido a grande responsável pela vitória do "NÃO". E o novo acordo nada mais é do que a proposta da ANABB com a aderência de algumas outras entidades. Por isso, amigo Satoru, a César o que é de César e a Deus o que é de Deus. Sejamos, no mínimo, justos. Combinado?
     E de decepção em decepção o 'Arizinho" segue a vida. Só não me sinto mais abandonado porque os meus nobres amigos me amparam com a preciosidade de suas audiências. Muito obrigado a todos e a todas.



IVAN MONTEIRO NO BANCO DO BRASIL É MAIS DO MESMO. PAULO GUEDES ERROU!

38 comentários:

Ari Zanella disse...

Mandei um Twitter para o presidente eleito:

Ari.i.am @sisudinho


@jairbolsonaro Presidente, não deixe o PG escalar o Ivan Monteiro no BB. Ele é amigo de Aldemir Bendine. Tem que trocar todo mundo lá! Abraços. Ari Zanella - PSL Joinville-SC.

Henrique Augusto disse...

Sr Ary Zanella, desculpa, mas é mesmo necessário explicar ao Satoeu que a grande responsável pelo voto "NÃO", foi a ANABB. O senhor não está satisfeito com seu voto. Tenho certeza que sua consciência está tranquila. Ele, sim, jamais deveria se manifestar daquela forma. Se perdeu a linha e foi grosso, é um problema dele. Daria pra mudar o voto só pra agrada-lo? Nem minha mãe puxa mais a minha orelha. O Satoru ao manifestar seu descontentamento, no mínimo menosprezou a sua, a nossa inteligência

Anônimo disse...

Bom dia!
Quero fazer um apelo a todos
Já enviei mensagens para os blogs que acompanho,Joice Hasselmann TV, canal do Bolsonaro, dentre outros, pedindo que o Ivan de Souza Monteiro não seja empossado presidente do BB, diante dos fatos relatados por este blog.
Já foi constatado nessa última eleição que a união faz a diferença.

João Rossi Neto disse...

Caro Ari,

ABRA OS OLHOS, BOLSONARO, AINDA DÁ TEMPO. ACHO QUE O PAULO GUEDES NÃO VAI TER VIDA LONGA COMO CHEFE DE GOVERNO.

Eleito Bolsonaro como Presidente da República Federativa do Brasil, mas tudo indica que na prática, a partir de 1º de janeiro/2019, teremos uma República Parlamentarista, onde o Bolsonaro será um mero chefe de Estado.

Não passará de uma Rainha da Inglaterra, cuidando dos afazeres domésticos, dos bordados palacianos, dos desfiles escolares e de eventos protocolares de cunho político, coisas banais sem relevância, distantes das suas promessas de moralização do País.

Parece que o povo vai ser de novo enganado e que caímos no embuste do estelionato eleitoral.

Por trás e no vácuo dessa estratégia governamental de gestão, evidentemente não prevista na nossa Constituição, deve existir o compromisso do fio de bigode, um tipo de procuração virtual, “ad hoc”, em branco, que o Bolsonaro deve ter outorgado ao Paulo Guedes, na qualidade de Primeiro Ministro e com poderes ilimitados, para agir em seu nome, e, inclusive, para implantar esse modelo informal de Governo.

Ficou patente que homem forte do País será o poderoso Paulo Guedes, Chefe de Governo, numa notória inversão de valores, onde o presidente eleito pelo povo ficará como “aspone” de luxo. Para não fugir ao script negociado entre as partes, será ouvido para simplesmente corroborar o que já foi decidido pelo Manda-Chuva Guedes.

Esse executivo Ivan Monteiro, nomeado para a Presidência do BB, pode não ser filiado a partidos políticos, mas como um excelente malabarista em corda bamba, transitou e transita em todas as agremiações políticas com imensa desenvoltura.

Teve cargos na época do PT, MDB, sendo mais competente do que qualquer macaco grande para soltar de galho em galho. Por tê-lo nomeado para a Presidência de Petrobras, acho que tem dedo do Michel Temer nessa nomeação do Ivan para o BB, numa prova de que o Guedes pode estar sendo manipulado pelo Temer.

Como um gambá cheira o outro, por ser amigo de longa data do presidiário Aldemir Bendine, da organização criminosa petista, penso que essa nomeação do Ivan para o BB deva ser negada.

Se a montagem do Governo começar a ter desvios de rotas para a esquerda, como a presente nomeação do Ivan, vamos ter problemas. Além disso, é muito perigoso manter as cobras criadas do PT que ainda estão em cargos comissionados, cabendo uma limpa geral, bem como não permitir o ingresso de outras pessoas com viés petista para o novo Governo.

Anônimo disse...

Professor perfeita a postagem. Também não gostei nem um pouco. Apesar de não ser filiado a partido não significa que a pessoa não compactue com idéias políticas totalmente distoantes de quem vai governar. E a proximidade pessoal com um ex-presidente do BB, que era muito próximo ao núcleo forte do comando do PT, sinaliza que efetivamente pouca coisa vai mudar no BB e principalmente na PREVI. Será que o capitão sabe disto?

Anônimo disse...

Pessoal, qual é o melhor dia do mês para renovar ES junto à Previ?

Edmilson lopes de sousa disse...

Há algum tempo, disse neste blog que , para mim, eleição é a mesma coisa.Lembra-se que esperavámos de Temer um mudança no guloso(BB) e no pão duro(previ)!Ivan Monteiro?Melhor Zé Dirceu.Comentei com um Colega e ele me disse:"Edmílson, azeite que dói menos".

Anônimo disse...

Do UOL, em São Paulo 20/11/2018 14h15 O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou nesta terça-feira (20) que o governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), terá uma Secretaria de Privatizações para acelerar o p... - Veja mais em https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2018/11/20/paulo-guedes-secretaria-de-privatizacoes-bolsonaro.htm?cmpid=copiaecola

Anônimo disse...

Se condenas, já sei que vai dar certo! Quem não deu foi o samurai indicado pelo blog.para a Cassi, e olhe que não faço fé no atual presidente.

Paulo disse...

Amigo, Ary!Se o governo de quem quer que seja fosse para melhorar daqui para frente as profecias de Mateus capítulo 24 não aconteceriam, para quem tem fé nas Escrituras, a vida do Anticristo e a volta de Cristo são reais, nada deterá o tempo profético!Não haverá governo, nem homem que melhore a situação, o caos político, moral-ético, econômico, institucional tem que acontecer para o levantamento do Anticristo, nada o deterá até que se cumpra o seu tempo e seja esmagado por Cristo com o sopro de sua boca.Um grande abraço!

Anônimo disse...

Parabéns a todas manifestações contra a nomeação do tal "novo" presidente do BB. Acho que devíamos enviar um abaixo assinado com milhares de assinaturas diretamente ao presidente eleito Jair Messias Bolsonaro. Acho que somente assim poderíamos obter sucesso, mesmo porque Bolsonaro tem se mostrado sensível em casos dessa natureza! Não basta o indicado não ter partido político é preciso que o presidente eleito tenha o completo conhecimento da atuacão não satisfatória dele no banco e,sobretudo, por ser íntimo de Bendine ora condenado por Sérgio Moro e preso em Curitiba.

Anônimo disse...

Ari, no seu post voce fala no" nobre presidente" se referindo ao diretor inconformado com o NÃO ?
Diga-nos que é um engano. Nem pense na possibilidade, please.

Paulo disse...

Mias uma possível Bomba!!!Pode ter começado o toma lá da cá!https://www.oantagonista.com/brasil/favorito-de-guedes-para-caixa-e-genro-de-leo-pinheiro/

Anônimo disse...

Postaram algumas semanas atrás, que o autor do comentário,
era reticente quanto às mudanças.
Estava certo o colega.
A raposa continua com a chave do galinheiro.
Como dizia Camilinho "gente fina": "Falta país" para esse fundo que vocês criaram.
Político tudo calça 40

Ari Zanella disse...

Paulo (18:34)

Aí eu dou valor...

Anônimo disse...


Quais foram mesmo as promessas da chapa vencedora na última eleição da Previ? Alguém poderia nos lembrar?

Henrique Augusto disse...

Ao anônimo das 15.05, ES PREVI, faça a renovação com o crédito a ser efetuado no mês seguinte. Com isso, você só pagará a primeira parcela no mês posterior. Ex: renove hoje para crédito em 01/12. A primeira parcela vira em 20/01

Anônimo disse...

Caro Ari , qual é o melhor dia do mês para renovar ES junto à Previ?

Anônimo disse...

Professor uma boa notícia que deu no Antagonista: o nome de Ivan Monteiro para presidente do BB encontra resistência política na equipe de Bolsonaro por ele ter trabalhado diretamente com Bendine. Oxalá mudem de nome. Pedro.

Divany Silveira disse...



Angustiado Mestre Ari,

Pouca gente do nosso meio conhece,na intimida-
de, o novo presidente. Contudo, nas manifesta-
ções diárias nota´-se que é homem preocupado
fazer as coisas certas, embora seja difícil a-
certar 100% em virtude da magnitude do proble-
ma. Sei que com sua larga vivência com milhares
de pessoas e a repercussão que esta atividade
desperta na sociedade suas observações acabarão
sendo sendo levadas em conta ou mesmo levadas
ao centro do poder pelos associados. Um abraço,
mestre, policie sua pressão.



Anônimo disse...

Matéria de hoje da Folha de São Paulo dá conta de que:
“Nomeação de Monteiro para BB enfrenta resistência da área política de Bolsonaro”.
Vide: https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/11/nomeacao-de-monteiro-para-bb-enfrenta-resistencia-da-area-politica-de-bolsonaro.shtml

Carlos disse...

O "super" ministro Paulo Guedes é o Palocci do Jair Bolsonaro: a antítese e negação de suas promessas de campanha. Ao contrário das convicções históricas de nosso novo Presidente, propugna por desestatização geral, "reforma" total da Previdência, entrega generalizada de nossos recursos naturais à exploração estrangeira, redução sistemática de direitos trabalhistas, mais desvalorização cambial e por aí vai. Enquanto isso, sintomaticamente, não fala em reposição de poder aquisitivo da população, redução do spread bancário ou tributação de lucros e dividendos distribuídos a proprietários e controladores ou remetidos para o exterior. Eu não votei em Paulo Guedes, votei em Jair Bolsonaro. Quero um País justo para todos; quero uma melhor distribuição de riqueza; quero a abolição de privilégios injustificados. Uma verdadeira Nação só pode ser rica se seu povo participar significativamente da divisão do bolo. A concentração exclui e marginaliza, perpetuando a ignorância e a falta de qualificação profissional (que está intimamente relacionada à escolaridade e cultura geral, como já se provou), o que infla os preços internos, degenera a qualidade de nossos produtos, compromete a produtividade e nos mantém à margem do comércio internacional, que é o mais eficaz dínamo de geração de riqueza. Desejam nos manter atrelados à surrada falácia de que o que importa ao trabalhador é a conquista ou manutenção do emprego, independentemente da remuneração. O trabalho como um fim em si mesmo. Em outras palavras, a manutenção de uma semi escravatura, onde o empregado recebe uma pífia remuneração, enquanto a riqueza produzida fica concentrada nas mãos do investidor. O trabalho como um fim em si mesmo. Essa ótica distorcida tem que ser reformada. Qual o empresário que investiria seus recursos em um empreendimento sem perspectiva de ganhos substantivos? No entanto querem que o empregado trabalhe por diletantismo ("o trabalho dignifica o homem")! Nessa miopia perversa, esquecem-se de que a economia do País depende do poder aquisitivo da população. Povo depauperado significa estagnação ou redução das vendas no comércio interno, com o corolário debilitante de queda da produção industrial (asfixia da demanda interna), desemprego e subseqüente deterioração da arrecadação do Estado, o que leva à inexorável necessidade de majoração tributária, numa espiral de destruição nacional.

Anônimo disse...

Mestre Ari,

Exclusivo: Ivan Monteiro é carta fora do baralho

Economia 21.11.18 15:24

fonte: oantagonista, 21.nov.2018

abr.

Josué PARANÁ disse...

Depois de uma forte pressão, inclusive em redes sociais, o presidente Bolsonaro finalmente descartou Ivan Monteiro como nome para presidir o BB em seu governo. Informação do site "O Antagonista".

Mirian Reis disse...

Bolsonaro não aprovou o Ivan. Li hoje no OAntagonista.

Mirian Reis disse...

Li hoje no Antagonista que Bolsonaro não aprovou o Ivan.

Maurício Viviani disse...

Boa tarde Ari,
Excelente comentário do nosso amigo João Rossi Neto, sobre Paulo Guede Concordo plenamente como que ele disse sobre Bolsonaro.

Maurício Viviani

Anônimo disse...

Caro Mestre, segundo informa O Antagonista, o Ivan Monteiro é carta fora do baralho. Ainda bem!

Paulo César Fernandes.

Anônimo disse...

Caro Mestre, segundo informa O Antagonista, o Ivan Monteiro é carta fora do baralho. Ainda bem!

Paulo César Fernandes.

Ari Zanella disse...

Modéstia à parte, creio que Bolsonaro me ouviu pelo Twitter. Enviei-lhe dois, um inclusive em italiano, pedindo que não nomeasse Monteiro.
Aleluia!

Edmilson lopes de sousa disse...

Atual presidente da Petrobras e cotado dias atrás para assumir o comando do Banco do Brasil, Ivan Monteiro foi cortado do futuro governo pelo presidente eleito Jair Bolsonaro.

Como O Antagonista publicou, Ivan é do entorno de Aldemir Bendine (Dida), preso pela Lava Jato.


Bolsonaro também estuda varrer todos os vice-presidentes do BB ligados à gestão petista.

Unknown disse...

Ari, boa noite! O indicado para o BB ,se é amigo do Bendine, presidiário,deve estar contaminado. O sr.Bolsonaro deve ficar longe desses tipos...porque esse mal pega.Saúde!

Ari Zanella disse...

Edmilson Sousa,

Aí eu dou valor.

Anônimo disse...

Great Teacher, agora os papéis se invertem. Eu como aluno dou-lhe nota 10 pela sua iniciativa. Grande abraço e sigamos em frente. Temos fé que este País vai mudar, e muito. Pedro.

Anônimo disse...

Bem,

Temos que concordar que existe realmente uma possibilidade de mudança.
Será que o Bolsonaro tem um patrulheiro do bem aqui no blog?
Senhor patrulheiro do bem, seja bem vindo e leve ao Presidente nossas justas reivindicações

Anônimo disse...

Senhor Presidente eleito :
Senhor Ari Zanella:
De olho nas vice-presidências do BB e na diretoria da Previ.
A administração do fundo não pode ter aprendizes. Não basta ser funcionário ou associado. Precisamos de gestão capacitada, de profissionais.
Sem aparelhamento. Quem professa o discurso anti PLP 268, é suspeito.

Anônimo disse...

Colegas,

Tem que contratar o pessoal da Valia, para dar umas aulas de administração aos dirigentes dos outros Fundo de Aposentadoria.

Respeitosas e Cordiais Saudações

Ghost Writer

João Rossi Neto disse...

Caro Ari,

Tomara que a possibilidade de nomear o filho Carlos Bolsonaro para o Ministério da Comunicação Social fique apenas no terreno das hipóteses, por conta da boataria e não passe de balão de ensaio para sentir a repercussão do povo sobre o ato, a qual, por sinal, foi negativa, dado que seria nepotismo, coisa que o Jair Bolsonaro diz ser avesso. Vamos aguardar os acontecimentos.

Gente, a rapadura é doce, mas é dura. Vamos começar bem o Governo para terminar melhor ainda. Se isso se positivar, possivelmente o PT vai entrar fervendo com ação judicial para derrubar a nomeação e com justa razão. Ademais, vai ser uma falação dos diabos. O Brasil não precisa disso, tem muita gente competente para ocupar os cargos, que não sejam parentes e amigos do peito, sem merecimento, na base da bajulação.