domingo, 3 de dezembro de 2017

NOSSA LUTA É PELA BUSCA POR BENEFÍCIOS PERMANENTES E DEFINITIVOS

   Quando o ex-CGPC-MPS, por ordem do Governo, editou a Resolução 26/2008 e essa, no artigo 15, determinou que na destinação da Reserva Especial deverão ser identificados os montantes atribuíveis aos participantes e assistidos, de um lado, e ao patrocinador, de outro, observada a “proporção contributiva”.
  Por trás dessa redação marota e despretensiosa, em outras palavras, o termo “proporção contributiva” significa que a partir dessa resolução, os patrocinadores de entidades sem fins lucrativos, sujeitas à disciplina da LC 108/2001, passariam a ter direito a reversão de valores no percentual de 50% dos superávits, já que, por força do artigo 6º, §1º, da LC 108/2001, a contribuição normal do patrocinador para o plano de benefício não excederá a do participante. Antes dessa lei a contribuição do patrocinador era de 2 por 1. Se isso não tivesse mudado, pela antiga proporção contributiva, o patrocinador iria embolsar 2/3 do montante dos superávits.
  De tão sutil a expressão proporção contributiva, que os associados menos enfronhados com as normas da previdência complementar fechada passaram despercebidos por ela e não deram nada pela sua extensão, cujo conteúdo venenoso e explosivo, transferiu metade do nosso superávit acumulado até 2009, na PREVI, para o patrocinador BB, totalizando R$ 7.5 bilhões, artimanha governamental que nos custou muito caro, podendo ser revertida, com a devolução do dinheiro pelo BB, caso tenhamos ganho de causa na Ação Civil Pública impetrada pelo MPF contra a PREVIC.
   Como não poderia ser diferente, houve o efeito manada, quando o elefante inimigo foi posto na sala, e todos correram para cima da partilha dos superávits, fato surpreendente e inédito que nos deixou de cabelo em pé, porquanto envolvia valores astronômicos e os Mandados Coletivos de Segurança impetrados por diversas entidades para coibir o pagamento, foram indeferidos nos Juízos de primeira instância.
   Para agravar a situação, a PREVIC antecipou que não aprovaria a negociação fechada para a destinação da Reserva Especial, em 2010, sem a implementação da resolução 26/2008. Feita a votação em consulta ao Corpo Social, venceu a maioria e a destinação seguiu o curso forçado pela PREVIC, nitidamente para favorecer o patrocinador BB, seus Diretores e Conselheiros indicados, secundados pelos eleitos.
  Mais grave que pagar superávit ao patrocinador, a meu ver, é a utilização da reserva para melhoria dos benefícios, apenas na parte relativa aos associados, onde o artigo 24 da resolução impõe que o crédito seja feito sob a forma de “Benefícios Temporários”, não incorporando ao benefício mensal contratado, a ser pago enquanto houver recursos específicos destinados a este fim.
    Essa fórmula de benefícios temporários, além de não estar prevista na LC 109/2001, é uma armadilha perversa, sagaz e de má-fé, pois, subliminarmente, é uma trava técnica astuta, inteligente, mas desonesta que encontraram para “congelar” os nossos proventos. Desse modo, fica evidente que os nossos benefícios somente serão aumentados no valor nominal com a reposição da inflação pelo INPC, enganosamente chamada de reajuste anual.
   Nas destinações efetivadas até 2007, foram observados os preceitos legais e autorizadas pelos órgãos governamentais, dentre os quais a PREVIC, e os valores distribuídos incorporados ao total dos benefícios e esse procedimento transparente e justo nunca ameaçou a saúde financeira do fundo de pensão, eis que aderiu e atendeu o dispositivo regulamentar albergado no artigo 20, § 1º, da LC 109/2001.
  Não podemos aceitar de forma alguma essa condição escabrosa e casuísta dos “Benefícios Temporários”, situação que nos deixa vulneráveis, pois, na medida em que termina o prazo de duração negociado, puxam-nos pelo pé e nos arrastam de volta para os proventos anteriores, no ato em que cancelam os créditos provisórios, isto quando não quebram a palavra empenhada e antecipam o corte (vide a irregular suspensão do BET em janeiro/14, faltando um ano para vencer, com quebra do Termo de Compromisso pactuado em 24/11/10). E nesses rendimentos reduzidos, excluídos os ganhos temporários, vamos patinar sem sair do lugar.

   Os beneficiários acostumados com um melhor padrão de vida, em consequência dos ganhos maiores adicionados com o BET, quando retirados, regridem e sacrificam as suas famílias. Por outro lado, com benefícios permanentes e definitivos não corremos o risco de corte, conforme ocorreu no caso do BET em jan./14. Se não fosse essa praga dos benefícios temporários, nunca iríamos discutir e reclamar de corte do BET.

(Colaboração de João Rossi Neto - Aposentado do BB e residente na capital do estado de Goiás.)

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: REQUISITO ESPECIAL DO CONCURSO É SER HÁBIL ENGANADOR POSTO QUE IRÁ ELABORAR QUESTÕES PARA AJUDAR OS PATROCINADORES, JAMAIS OS BENEFICIÁRIOS DE FUNDO DE PENSÃO. PORTANTO, OS "CONHECIMENTOS GERAIS" RESUME-SE EM "SABER COMO SURRUPIAR BURLANDO A LC 109/2001." OUTROSSIM, O CANDIDATO PRECISA TER TODO O CUIDADO COM O APOSENTADO JOÃO ROSSI NETO, MELHOR DETETIVE JÁ VISTO NO BRASIL.

ABAIXO O PROTOCOLO DE ENTREGA DO ABAIXO-ASSINADO NA PREVI, FEITO NESTA SEGUNDA-FEIRA PELA MANHÃ ATRAVÉS DE NOSSA GENTIL COLEGA SANTINA SBARDELLA QUE MORA NO RIO.

[11:25, 4/12/2017] +55 21 99480-3880: Vamos torcer para que algo de bom aconteça! 🍀🍀🍀🍀🍀🍀🍀🍀🍀
Entregue.  Missão  cumprida.



47 comentários:

Anônimo disse...

Prezados, diante da matéria lembrei- me de que nos anos 90 foram 11 bilhões e mais 7.500 em 2008. Quanto isto daria hoje corrigido pelos ganhos de aplicação da Previ? Dá impressão que o patrocinador já pegou tudo de volta o que recolheu? Alguém sabe se é isto mesmo?

Blog do Ed disse...

Isto descreve o Brasil da corrupção?:"É tudo reservado para o consumo do Núcleo do Partido. Os pulhas têm de tudo, para eles nunca falta nada."(1984, George Orwell) Estou achando que a reforma da previdência pretende acabar com a previdência no Brasil. Em entrevista, Gustavo Franco disse que Previdência é mera assistência do governo aos necessitados, enquanto manutenção de nível da vida ativa de empregado é poupança...Estão querendo acabar com a Previdência NA PLENA VIGÊNCIA DA CONSTITUIÇÃO DO BEM-ESTAR SOCIAL!
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...

Colegas,
Sr. Doutor João,

Desde a fundação deste blog, leio e releio posts, editoriais, manifestações, no anonimato e assinadas, de considerável numero de colegas.

Faço uma imensa força para não desistir em acessar este instrumento de informação, críticas e desabafos.

Também me ponho em pensar que a insistência por vezes tem efeito benéfico ou pelo contrário.

O que mais me apavora é que os demandados, inclusive pela JUSTIÇA, não estão nem um pouco preocupados em cumprir as leis, muito menos a constitucional de TRANSPARENCIA.

"CUMPRIR AS LEIS? Não cumprem sequer o que um Juiz determina!

Digo isto em razão de que existe uma condenação pela primeira instancia a pedido do MP que o Doutor João fala no texto e não se cumpre.

Penso que deva ser cumprida e depois então questionado à instancia superior a sua justeza ou não.

Estou escrevendo como LEIGO, mas quando é para o lado do associado, sempre tem valido a COBRANÇA IMEDIATA, ou a suspensão de direitos de pronto, sem a possibilidade de um acordo.

Confesso que talvez "eles" me vençam, pois estou ficando cada vez mais velho, perdendo as forças, sem a qualificação de TRAMBIQUEIRO o que poderia ser um desgosto para "eles".

Em tempo: NÃO ACEITO A QUALIFICAÇÃO DE TRAMBIQUEIRO e neste momento me considero muito mais humano do que "aqueles" que abusaram e ainda abusam do cognome.

Vou tentar resistir, quem sabe até que a morte me alcance, para ver as injustiças de hoje reparadas no amanhã.

Obrigado Dr. Rossi pelas suas manifestações.

Saúde aos homens de boa fé e infinita boa vontade.

FELIZ NATAL PARA TODOS!
Ghost Writer

Anônimo disse...

Prof. ARI, as eleições da Previ estão chegando , não podemos esquecer da discussão de remuneração dos conselheiros, fiquei surpreso por saber os valores

Anônimo disse...

Mestre, a Anaplab deveria lançar o Dr João Rossi como Diretor de planejamento para as próximas eleições , não acha ?

Anônimo disse...

Anônimo disse...
E JÁ FOI CHAMADA DE "ASSOCIAÇÃO DE FUNDO DE QUINTAL"

Quem diria Professor,
Que as associações com dezenas de milhares de sócio$, que só aparecem nas manchetes dos vários veículos de comunicação sendo elogiadas, mais parecendo uma divisão do guloso; seriam surpreendidas pela pequenina Anaplab que aglutina pessoas do quilate do Seu Ed, do Diretor Aristóphanes, Ari, Gilvan, Rosalina, Sr. Rossi. Quem diria? Que o blog criado sem a pretensão de ser "o blog" seria mencionado em correspondência oriunda do olimpo?
Quem diria que um juiz desconhecido de primeira instância colocaria na parede todo um sistema carcomido pela corrupção?
Existe esperança meus colegas trabalhadores apelidados maldosamente de pós labrais . Se alguém dissesse que tudo isso ocorreria há 10 anos atrás seria internado num manicômio. Portanto não desistamos de nossa luta. Por mais que a soberba reine nos corações dos poderosos, a última palavra a eles não pertence. De uma hora para outra todos os projetos humanos podem ser desfeitos. Tudo é força, mas só Deus é PODER.

03/12/2017 00:04

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


Nunca tive, mas agora estou, com grande "receio" de que o NOSFERATU do JABURÚ. antes de ser "encaixotado" para sempre, cause "a nossa ruína", isto é, "falindo" o BB e "quebrando" a PREVI. Espero que o seu "sucessor" anule todos os atos desse abominável político e sua claque sem princípios.

Anônimo disse...

Fonte : site da Previ :

Conselho Deliberativo

Conselheiros
Titular / Suplente
Representação

Walter Malieni Júnior (Pres.)
Carlos Célio de Andrade Santos (suplente)
BB

Eduardo César Pasa
- Vago -
BB

Carlos Alberto Araújo Netto
- Vago -
BB

Carlos Alberto Guimarães de Sousa
Odali Dias Cardoso (suplente)
Eleitos

Wagner de Sousa Nascimento
Rafael Zanon Guerra de Araújo (suplente )
Eleitos

Antonio José de Carvalho
José Bernardo de Medeiros Neto (suplente )
Eleito

Anônimo disse...


..."Como não poderia ser diferente, houve o efeito manada, quando o elefante inimigo foi posto na sala, e todos correram para cima da partilha dos superávits"

FOI EXATAMENTE ISSO QUE ACONTECEU!

Blog do Ed disse...

Sem qualquer pretensão de abrir polêmica, apenas no intuito de esclarecer, informo que, perante o juiz federal da ACP, a PREVIC se defendeu afirmando, no parágrafo 119, que “não houve aprovação de Reversão de Valores, seja aos Participantes, seja ao Patrocinador” naquela operação efetuada em janeiro de 2010, mas o simples cumprimento do artigo 23 da Resolução CGPC 26/08: “A DESTINAÇÃO DA RESERVA ESPECIAL PARA MELHORIA DOS BENEFÍCIOS DOS PARTICIPANTES E ASSISTIDOS está condicionada à sua previsão no regulamento e na nota técnica atuarial do plano de benefícios.” Sobre esse assunto o Procurador da República, acusador, estendeu-se em considerações reprovadoras, acolhidas na sentença do juiz. Analisei esse assunto em meu blog no texto 331, de 7 de janeiro de 2015.
Edgardo Amorim Rego

Blog do Ed disse...

Aliás, o autor do texto,de fato, nem cita esse intrigante nome. reversão de valores. Limita-se a criticar a sutil criatividade de se conseguir fazer com muita facilidade o que a própria Resolução exigia ser processo longo e meticuloso.
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...

Consegui captar a msg do texto. Aumento temporário são retirados e aí o pobre aposentado que já tinha incorporado o aumento na sua cabeça, de repente, sofre um revés, ao ver o "aumento" cortado. Dou pleno apoio a essa descoberta do senhor Rossi. Ficamos todos encima da distribuição e esquecemos dessas "pegadinhas" de outros artigos da resolução. Valeu sr. Rossi, ficamos lhe devendo mais essa conscientização. INPC não é aumento, é pura reposição do poder aquisitivo, que via de regra não reflete as verdadeiras perdas.

Anônimo disse...

Concordo com o anônimo das 11:49 tá mais que na hora de reconhecer o trabalho dos Dirigentes da Anaplab e estabelecer uma remuneração pelo serviço que prestam a todos os aposentados, mesmo que seja indireta através do custeio de despesas

Anônimo disse...

Sobre 11:49,

Alfred North Whitehead foi um filósofo, lógico e matemático britânico e disse o seguinte:

" Inteligência é a rapidez com que se aprendem as coisas
e que se distingue de outra habilidade, a qual se veri-
fica na capacidade de agir com sabedoria sobre o que
foi aprendido ".

A "associação de fundo de quintal" analisada sob essa óptica é inteligentíssima. Ou seria apenas honesta? Eis a questão

João Rossi Neto disse...

Caro Ari e colegas,

Nessa Ação Civil Pública movida pelo MPF do Rio de Janeiro, uma coisa é certa, já houve uma sentença de primeiro grau fulminando e cancelando a Resolução 26/2008, mas nem por isso podemos soltar fogos e comemorar vitória antes do tempo, porque a indústria dos recursos será acionada com absoluta certeza.

Nesse sentido, inclusive a ré entrou com recurso no TRF e aguarda julgamento. Dependendo do resultado, se desfavorável, outros recursos certamente subirão ao STJ e ou ao STF, uma vez que todos os órgãos vinculados ao Governo, como a PREVIC, quando acionados na Justiça, por dever de ofício, são obrigados a queimar até o último cartucho para tentar reverter à situação negativada.

Portanto, devemos aguardar com serenidade o desfecho, sobretudo porque o BB como polo passivo na ação, na qualidade de reclamado e ter sido o único favorecido no recebimento do capital objeto da pendenga judicial, vai espernear e estrebuchar até o último minuto para não devolver, corrigidos monetariamente, os R$ 7.5 bilhões que indevidamente embolsou por artifícios ilegais.

Nós, do polo ativo, requerentes ou reclamantes, estamos em posição cômoda porque dificilmente sairemos vencidos desse imbróglio/embate.

Transitada em julgado a sentença e confirmada a nossa vitória, o golpe será desmontado e a resolução será sepultada junto com toda a sua parafernália lesiva aos nossos interesses, em especial a extinção da proporção contributiva que aciona automaticamente a reversão de valores (devolução de dinheiro das contribuições vertidas para o patrocinador BB) e o fim do congelamento dos benefícios do plano 1,introduzido pela fórmula dos “benefícios transitórios”.

Depois deste monumental esforço e trabalho para desqualificar e desmentir a bem urdida farsa, cujo veículo foi a resolução, não podemos aceitar outras tramoias e trambiques do mesmo naipe, das bandas do CNPC-MPS ou da Diretoria Executiva, para mitigar os nossos parcos e perseguidos proventos.

Anônimo disse...

Parabéns ao fã do Dr. Medeiros. Se a sua intenção era essa conseguiu.

Medeiros disse...
Pois é. O que vai acontecer é que eu não entro nesse ambiente hostil. O meu blog vai parar por uns tempos. Férias de fim de ano. Até março. Enchi o saco. Desculpem.

Agora espero que o espertalhão substitua o Doutor. O guloso deveria aproveitar seu "trabalho"

Anônimo disse...

Sr. Ari,

Cada vez mais lhe admiro, porque não foge da raia.
Seu blog não tem tirado férias desde a criação, isto tem um valor imensurável.
O Sr. tem esmagado as pedras em seu sapato, isto é tremendamente elogiável.
Vida longa e profícua Sr. Professor!


Anônimo disse...

Prezado e Estimado Sr. Ari Zanella,
O segredo do Sucesso é a perseverança.
Por outo lado tem gente que eu sempre digo;

"Tem gente que faz o melhor que pode"
Abração

João Rossi Neto disse...

Ao anônimo das 14:27,

Gostei muito da sua manifestação, estilo redacional claro, limpo, objetivo e explicativo. Você entendeu perfeitamente, o sentido oculto nas entrelinhas do da expressão "proporção contributiva", gatilho que impulsiona a dedução da "reversão de valores". Esse caso típico de coisa nos induz a interpretação equivocada, pois com o espírito desarmando e despreocupado para artimanhas e desonestidades, caímos como patinhos em arapucas verbais que nos são armadas pelos nossos algozes.

Sempre o dinheiro está no meio ou por trás de tudo, sendo o combustível que ascende e alimenta a fogueira da ambição, do poder, do ganho fácil e da corrupção. Portanto, Isso sempre vai ocorrer nas diversas modalidades de negócios, que exigem as formalizações por contratos, títulos de crédito para empréstimos, financiamentos, seguros, consórcios, escrituras públicas e outros documentos jurídicos de largo uso no mercado, principalmente quando o parceiro negocia não são idôneos e não têm escrúpulos. Noite e dia estão maquinando táticas novas para enganar e roubar os incautos displicentes.

Inserem cláusulas unilaterais leoninas, lesivas, extorsivas e capciosas, em letras diminutas que são veladas cascas de bananas sob linguagem semântica inusual, não assimilada pelos contratantes que mesmo assim aceitam os termos desconhecidos e assinam na base da confiança e mais tarde, quando a casa caí, os prejuízos vêm à tona, e não adianta chorar, porque em direito, vale o princípio do pacta sunt servanda, ou seja, vale o que escrito e pactuado. Na prática, conheci inúmeros exemplos de golpes financeiros através desse modus operandi.

É verdade, podem ler a resolução 26/2008, de cabo a rabo que não encontrarão nela o termo: ”Reversão de Valores” e a PREVIC, com outras palavras, alegou isso no processo. Ocorre que a LC 109/2001, veda a destinação de superávits para os patrocinadores. Estas sobras técnicas pertencem somente aos associados para melhoria dos seus benefícios, como está muito claro no §1º do artigo 20.

Em colisão frontal com a LC 109/2001, a disfarçada autorização da “Proporção Contributiva” no caput do artigo 15 da resolução é uma determinação de que os patrocinadores a partir dela passaram a ter direito nos superávits na mesma proporção das suas contribuições. Isto significa que receberam de volta parte dos valores das suas contribuições, o que configura “reversão de valores”, daí a origem do termo.

Pelo simples fato da lei não detalhar com minudência a rotina, os passos, de como fazer a “melhoria dos benefícios”... Os espertalhões do ex-CGPC, viram nesta ligeira omissão, uma brecha que, na sua ótica, carecia de regulamentação. Ora bolas, uma reles resolução inferior e de baixa classificação na hierarquia do ordenamento jurídico não teria envergadura para alterar uma lei.

Assim sendo, essa dita omissão não foi sanada na resolução 26/2008, por ser impraticável e da alçada do Conselho Deliberativo da PREVI, órgão que tem alçada exclusiva para iniciar o processo de destinação da Reserva Especial e de elaborar a proposta com detalhamento dos valores que serão somados aos benefícios e submetê-la a concordância do patrocinador BB, na forma do Estatuto. Fechada a negociação entre as partes, Corpo Social, Entidades Representativas, BB e Conselho Deliberativo é que a proposta seguirá para o exame dos órgãos governamentais de praxe e em último lugar para a análise e autorização da PREVIC.

Anônimo disse...

Irmão Zanella, vc está indo tão bem nesses últimos dias , sem xingar ninguém, esta até achando que tinha refletido , esse último post teve recaída . Dobre o joelho e peça perdão a Deus

Anônimo disse...

Professor,

Imagina a inveja do cabra? Sr. foi eleito e renunciou, teve o blog citado pelo olimpo e continua na humildade. Nessas horas que caem as máscaras. A facilidade de redigir é proporcionalmente menor que o tamanho do ego inflado. Não se incomode que a própria inveja se encarrega de consumi-lo.


Era isso

Anônimo disse...

Vai ter eleições na PREVI em 2018 então logico que vão tentar dividir para conseguir o que conseguiram na eleição passada. Acho que deveria proibir os comentarios anonimos, só postaria que se identificasse.

Anônimo disse...

O anônimo das 15:04 tem razão , deveríamos estabelecer remuneração aos dirigentes , mesmo que fosse indireta se o estatuto não permitir

Anônimo disse...

Professor Ari , nosso abaixo assinado foi entregue ?

Anônimo disse...

Concordo com o Sr. Medeiros, quase que plenamente, quando diz que o blog dele deverá parar por uns tempos. Com a lei da mordaça que impera na Previ que o impede de trazer algum tipo de conquista para os aposentados & pensionistas, sua atuação como conselheiro suplente nada mais é do que um zero a esquerda. Entendo que o referido espaço deveria, tal qual aconteceu com o blog da diretora Cecília, iniciar um período de manutenção por tempo indeterminado. Aliás, dia 21.12 o da Cecília completará um ano em manutenção.

Carlos - Rio Pardo(RS) disse...

Ao anônimo das 06:21h, pelo que li a entrega da petição da suspensão deve ser entregue hj. Abr

Ari Zanella disse...

05:49

O Estatuto não permite e não temos intenção de mudá-lo. Fugiríamos de nossos objetivos. O que nos move NÃO É o aspecto remuneratório. Só o fato de eu participar de 4 ações judiciais individuais e 2 coletivas, sem quaisquer custos, à exceção da mensalidade, já é altamente compensador.
Agradeço pelas opiniões mas seguiremos assim até fechar a associação.

06:21

Se Deus quiser, a Santina deverá entregar hoje ou amanhã, segundo seu último relato. Assegurou-me que enviará o protocolo (fotografado) via Whatsapp. Assim que recebê-lo publico aqui.
O trabalho foi feito, se bem que nada garante o atendimento do pleito. Mas vamos aguardar confiantes.

A um anônimo que não publiquei:

Não vou tratar mais do assunto remuneração de conselheiros em meu blog. Já aborreceram o meu amigo Medeiros com o tema que está previsto no regulamento do fundo. O assunto é melindroso. Até nas empresas participadas existe essa prática remuneratória. Eu não sou favorável mas para mudar teria que mudar toda a remuneração dentro do fundo, principalmente para a diretoria executiva.

Ari Zanella disse...

Gostaria de fazer uma enquete aqui. Estou prestes a adotar nova sistemática nos COMENTÁRIOS. Só permitir a pessoas SEGUIDORAS DO BLOG. Existe esta opção: Na coluna do lado esquerdo, logo abaixo dos blogues que eu sigo, tem a opção "SEGUIR ESTE BLOG". Basta clicar na opção 'SEGUIR" (Para os que já estão seguindo, são 172 pessoas, a opção é "PARAR DE SEGUIR" SÓ QUE NESSE CASO, ABSTENHA-SE DE CLICAR (Você já está seguindo).
Já apliquei, experimentalmente, essa opção no meu outro blog TERCEIRA VIA.
Assim, peço gentilmente aos que se identificam no blog que retornem no rodapé de uma próxima participação "Aprovo comentários de seguidores" ou equivalente. Se não aprovar, mencione também.
Muito Grato.

Anônimo disse...

Alguns anonimos com certeza são de grupos interessados em dividir os colegas, colocar um contra o outro, já com o intuito de na proxima eleição chegarmos divididos, isso se percebe nas entrelinhas com comentários que parecem inocentes mas que lancam umas duvidas ali e acolá que no final atingirá e facilitará a divisão. Tenho certeza disso. Basta ver que alguns acessos que são feitos vem de outros paises, isso é simplesmente um modo de nem ser identificado pelo IP, QUEM É ENTENDIDO EM INTERNET SABE QUE TEM UM MODO DE DEIXAR COMENTARIOS ANONIMOS QUE NÃO PODEM SEREM IDENTIFICADOS NEM PELO IP.

Anônimo disse...

companheiros, aproveito este espaço para colocar uma reclamação sobre o "Clube de Benefícios" que a PREVI divulga em seu sitio como um "favor"a nós associados - dias atrás quiz nos "empurrar" 1(um) cartão de crédito - que seria mais 1(um) engodo do que propriamente 1(um) novo produto oferecidos aos associados - já que impactaria diretamente nossa já tão "corroída" margem consignada - além de oferecimentos de grandes percentuais de desconto - sempre numa tentativa de nos dericionar a comprar de determinadas empresas - ditas "parceiras"- mas que parceria é essa quando na grande maioria das vezes essa dita "parceira"vende diretamente seus produtos às vezes até com preços menores (???), tempos atrás reclamei diretamente à NOSSA PREVI e depois de longo tempo me responderam que realmente eu tinha razão que a informação estava errada e seria corrigida, meus companheiros, será que trabalham tanto assim na NOSSA PREVI que não tem alguém encarregado de rever as parcerias e mantê-las atualizadas (???).
SINCERAMENTE fico frustado com a total displicência com assuntos de grande interesse para nós associados/parceiros/donos, enfim do que nos consideram ou não !!

Anônimo disse...

Vem vindo uma pesquisa IBOPE para a Previ.
Para que serve uma pesquisa paga se poderia ser feita via site ?
Qual a finalidade dessa pesquisa ? Apurar a satisfação dos participantes citado num comentario sobre a remuneração variavel no post anterior ?

sss disse...

Demorou, professor. Ficar discutindo um assunto que, neste espaço, só aguça a curiosidade de uns, a maldade de outros, e no final vê-se que a nada levou. Portanto, proibir referida polêmica é gesto merecedor de aplausos. Aliás, foi um assunto demasiadamente estressante, a ponto de levar o Medeiros a tirar o blog temporariamente do ar. É uma pena.

Cade Araujo disse...

Colega Ari, somos duas vezes colegas, pois eu também sou professor universitário. Registro aqui a minha satisfação em fazer parte dos seguidores deste blog. Gostaria de lançar aqui um desafio aqueles que também poderia contribuir com informações/reflexões sobre assuntos de nosso interesse. Haja vista que se percebe cada vez mais ficamos restritos a uma única fonte. Ademais, temo que forças ocultas proíba a divulgação de informações/reflexões/debates sobre assuntos dos interesses deles. Desta forma, ficaremos sem acesso as reflexões do brilhante Doutor João Rossi Neto.
Por fim, agradeço a coragem e determinação dos dois nobres colegas, um pela capacidade de inquietação e o outro pela perseverança em continuar ajudando aos menos informados. Desejo sucesso, saúde e vida longa para vocês.
Cadé

Anônimo disse...

Professor Ari, Mestre João Rossi, demais colegas guerreiros

Fiz uma leitura dos últimos posts e comentários, e anotei alguns assuntos que considero relevante para debatermos na próxima eleição, tendo em vista que hoje não existe diálogo com àquela diretoria e com o magnífico CD:

1 - Teto ES;
2 - Prazo ES;
3 - FQM;
4 - Bônus milionários para os diretores (vide ação da AFABB-BA);
5 - Remuneração dos Diretores e Conselheiros (titulares e suplentes);
6 - Farra dos Conselhos nas empresas participadas;
7 - Regalias dos diretores (passagens, carros com morotistas 24h, check-up no Albert Einsten em São Paulo, etc..).

Percebam que todos os assuntos estão interligados, pois a redução das astronômicas despesas com essa diretoria, necessariamente implicará em economia de dinheiro, dinheiro este que pode ser revertido aos verdadeiros donos do Fundo.

Para encerrar, fico me perguntando.... será que se fossemos ao mercado, não encontraríamos executivos com melhores currículos e capacitados de verdade? Pagando a fábula que a PREVI paga, com essas centenas de regalias.......... Cada um que pense o que quiser!

FUZINELLI disse...

Concordo perfeitamente senhor Ary, o blog é seu e de seus seguidores.A Associação é sua e de seus Associados. Por outro lado, em passado recente se falava muito em divulgar na mídia os desmandos do patrocinador, protestos em frente a PREVI etc. pois bem, hoje a mídia sabe de tudo, existe uma CPI, os blogs e as Associações sabem de tudo, a Federação sabe de tudo, mas calam-se, esperando cair do Céu por milagre alguma migalha para os aposentados do PB1. Salvo o senhor João Rossi e o presente Blog. Muita gente discutindo o sexo dos anjos, a caravana passa, passa, passa e eles latém.

Ari Zanella disse...

Prezados,

FOI PROTOCOLADA NA PREVI A PETIÇÃO DOS 25% NESTA MANHÃ.

Infelizmente, não tenho como reproduzir aqui a imagem. Farei isso, incluindo no final da postagem do Rossi de agora.
Obrigado.

Agradeço sobremodo à colega SANTINA SBARDELLA, do Rio de Janeiro, que esteve PESSOALMENTE fazendo a entrega. Como disse ela no Whatsapp "agora é torcer para que dê tudo certo".

Anônimo disse...

Colega 11:03 de 04 12 2017,

Veja caro colega que para uns pode tudo e para outros o calvário.
É só ver a hedionda discriminação que estão fazendo com os mais idosos no que se refere ao EMPRÉSTIMO SIMPLES.
Dizem que tem um ex-presidente ou ex-diretor que retirou 1 MILHÃO em empréstimos imobiliário, será verdade?
TINHA MARGEM........................................................


Anônimo disse...

A PREVI TENTA JUSTIFICAR

A Previ tenta justificar em seu site, o que se discute nesse blog. Agora colocou uma matéria justificando a necessidade da contribuição dos aposentados do Plano 1. Tenta justificar o injustificável. Porém não apresenta cálculos matemáticos para nos convencer.

Anônimo disse...

Prezado Ari,
Costa do Sauipe custou $1.200.000.000,00 (so um aditivo foi de 147 mi), segundo eu soube. Vendemos por $140 mi. ...
E aí...???

Anônimo disse...

Fessô,

Na boa!!! Cê que já andou por aquelas bandas, poderia perguntar o que foi que véi do cartão tomou pra mode eu dá um beiçada também
É o pós laboral mais feliz do mundo

Sempre lembrando que perguntar não ofende

Anônimo disse...

Prezados admiráveis Senhores João Rossi Neto e Ari Zanella,

É com enorme satisfação que agradeço a vocês o esforço para melhorar nossas condições. Vocês não imaginam o quanto de alegria vocês tem causado Brasil afora. Principalmente aqui na Cidade Maravilhosa onde eu moro. Seus admiradores estão num crescente exponencial que contando assim ninguém acredita. Só vocês vendo pessoalmente.
Saúde e paz

WILSON LUIZ disse...

Caro anônimo 04.12, 15:18 hs.

O complexo Costa do Sauípe foi vendido pelo que vale. Pelo menos nos livramos das despesas que ele acarretava, o que contribuiu para levar o valor que a PREVI lá "enterrou" ao R$ 1.2 bilhão que você menciona; já foi tarde.

Se não me engano, este valor já foi baixado pela PREVI como prejuízo, se estiver enganado por favor me corrijam.

Toninho Bleinroth disse...

Aos colegas carentes do ES...

limite disponível na COOPERFORTE.

Anônimo disse...

Amigo da porta,0025
A cooperadores bem com coisa boa por aí
O limite que aparece hoje é a reposição normal do crédito
Acredito que até sexta feira vamos ter boas surpresas

Josué PARANÁ disse...

Desculpe jogar água fria nas nossas pretensões, não é o meu estilo. Falei hoje de manhã com uma atendente da Cooperforte para ver se só era aquilo que tinha de novidades, ela me falou que é só isso, a diferença de valores foi por motivo da queda da Selic e que aqueles que tenham margem consignável poderão pegar um empréstimo maior. Questionei sobre a matéria no site da cooperativa, perguntando porque tanto alarde pra se liberar apenas uma mixaria, não soube responder.

Ari Zanella disse...

Estou implantando "Só os membros do grupo deste blog" podem comentar. Implantação experimental. Obrigado pela compreensão. Atualmente são 180 pessoas aptas a comentar. Seja o próximo.

Vá no GADGET "Seguidores deste blog" e clique em "SEGUIR". Esse Gadget está logo abaixo dos "Blogues que eu sigo", na coluna da esquerda.

Anônimo disse...

Realmente, o cancelamento antecipado do BET, o corte abrupto, antes do tempo estimado teve um impacto tremendo em minhas finanças (e creio que nas finanças de muitos colegas também) , que só me restou fazer empréstimos e mais empréstimos: CDC, Cooperforte, ES.