sábado, 28 de outubro de 2017

SESSENTA E CINCO EM PROCESSO DE CONVERSÃO

   Em 28 de outubro do ano de mil novecentos e cinquenta e dois, numa noite em que chovia torrencialmente, nascia de parto normal, com assistência apenas da medicina caseira, pelas mãos de uma parteira e pela graça de Deus, o robusto menino, penúltimo de uma família de doze irmãos, seis homens e seis mulheres.
Batizado alguns dias depois, recebeu o nome Ari em homenagem ao Frei que o batizara. Laurentino era uma cidadezinha de uns mil habitantes, sendo à época subordinada a Rio do Sul, no alto vale do rio Itajaí-Açu. Aos sete anos, deixamos para trás a colônia e partimos, via férrea com o trem Maria Fumaça, para morar na cidade portuária de Itajaí, no bairro de nome Fazendinha. Foi ali, numa igrejinha de encosta de morro, direção de Balneário Camboriú, que tomou pela vez primeira a hóstia consagrada, corpo e sangue de Jesus Cristo, o Salvador único de todo ser vivente.
    Dois anos permanecemos na cidade à beira mar, quando os pais resolveram "fazer a vida" numa cidade que mais crescia em Santa Catarina, com inúmeras indústrias de transformação como a Fundição Tupy (da família Schmidt), Cônsul pioneira na refrigeração, Douat (pias inox), Schneider (motores elétricos) e várias metalúrgicas. Em vez da indústria, compramos terreno de um hectare próximo ao aeroporto da cidade, no qual plantávamos arroz. Não tardaram, porém, os empregos em empresas privadas. O Arizinho começou sua vida laboral entregando medicamentos em domicílio, com uso de bicicleta, empregado com carteira assinada desde 23.01.1967 na Drogaria e Farmácia Catarinense. Anos mais tarde, já cursando a faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Joinville, trabalhando no balcão da mesma farmácia, apareceu um amigo do curso científico (2º grau, hoje extinto), o Ivo Lohmann que já havia ingressado no BB, convidando-me (até insistindo) para que fosse inscrever-me no concurso que se encerrava um dia depois. Obedeci ao apelo e meses depois estava sendo convocado para ingressar no banco na cidade serrana de São Bento do Sul. Assumi no mesmo dia em que a Drogaria deu baixa na minha CTPS: 23 de dezembro de 1974. Em 31.03.1997 aposentava-me com 8 anos de farmácia e 22 de banco: 30 anos ininterruptos. Podem me chamar de marajá mas à época assim vigiam as leis. Comecei aos 14 anos e aos 44 e poucos meses já tinha pendurado as chuteiras. Hoje, há mais de 20 anos aposentado sinto-me privilegiado, mesmo achando que não merecia ser tão agraciado. Tenho certeza que tudo que acontece em minha vida é porque Deus está me assistindo. Que poderei retribuir ao Senhor por tudo que Ele me tem dado?
    A resposta brota do íntimo, contínuo processo de conversão. Estudar mais a fundo a palavra de Deus, dedicar-me de corpo e espírito na obra do Senhor. Não afastar-me jamais dos mais pobres, dos necessitados, das viúvas...A caridade tornou-se meu ponto chave. Meu livro de cabeceira é o evangelista Mateus, nos capítulos 5,6,7. Longe de mim querer ser incólume ao pecado, sou um pecador confesso. Mas antes do Senhor vir com sua Justiça, Ele vem cheio de misericórdia. É pela grande misericórdia de Deus que sou consolado, perdoado, tornando-me vigilante e orante, seguindo o exemplo do Cristo Salvador.
    Doravante, o melhor presente que pode confortar-me é ser seguido por um irmão ou uma irmã neste processo contínuo de conversão. Amém?

"Feliz aquele que se interessa pelo pobre! O Senhor o livra em tempos de adversidade. O Senhor o protegerá e preservará a sua vida; Ele o fará feliz na terra e não o entregará ao desejo de seus inimigos."
Salmo 41:1-2 (Sl 40:1-2)


34 comentários:

Ari Zanella disse...

Caros amigos,

Neste sábado estarei ausente, comemorando meu aniversário com os irmãos fora de Joinville. Por isso, deixo os comentários somente para identificados, sem censura. Voltarei para os anônimos no domingo. Ótimo fim de semana a todos.

divany silveira disse...

Mestre,

Parabéns, que Deus lhe dê tudo que sonha. Saiba que você é gente da

gente. Agora, costumo ser muito sincero nas minhas opiniões e vou di-

zer que o achei muito novo,embora faça restrições aos cartórios de ci-

dades pequenas. Saúde,mestre, e torço para que a PREVI atenda suas

reivindicações salariais que sempre achei justas. Sucesso,amigo.

Divany Silveira - Sete Lagoas-mg

Adairton Campêlo disse...

Parabéns Ari! Que Deus o abencôe sempre! Um abraco!

Geraldo Abbud disse...

Caro Ary receba os meus sinceros parabéns, saúde, força física e espiritual muitos anos de vida s continue , sempre, informando-nos e lutando por todos nós.Sinto-me feliz ao ver palavras de agradecimentos ao nosso Divino e Querido Mestre Jesus.

rafa disse...

Caro professor Ari, PARABÉNS, saúde, felicidade e muitos anos de vida ainda ...
Hoje é Dia dos Santos JUDAS TADEU E SIMÃO, 28.10!

Muito bonita história de vida. Acredito que ela faz eco com a vida de milhares de colegas espalhados pelo Brasil afora.

Nasceu numa região/estado privilegiada!

Tenho parentes em Balneário e /Blumenau, donde vim mês passado.

Que estado maravilhoso ...

Abraços e felicidades

Rafael



Fernando Lamas disse...

Saudações cordiais a todos.

Estimado Professor Ari, esta bela postagem, histórica e de ação de graças, mostra como é possível alcançar uma vivência vitoriosa, sem o custo de caminhos tortuosos e maculados. Certamente, os teus diplomas essenciais são o do Batismo e o da Eucaristia, refletidos na tua trajetória. Como a mim, vejo que o Senhor nunca te faltou. Assim seja, sempre!!
Grato por tudo e segue um sincero PAZ E BEM!

"Fizestes o bem a vosso servo, Javé, segundo vossa palavra."
Salmo 119(118),65

Blog do Ed disse...

Parabéns, estimado amigo e mestre, Ari. bela história de vida e família linda. Muitos anos de vida Um abra
ço fraterno do
Edgardo

Almira disse...

Parabéns Professor Ari, homem decente, honrado, do bem, enfim, um cristão genuíno. Uma pessoa que é admirada por milhares de outras que estão na mesma canoa remando contra uma correnteza bravia.



Contraponto: Ontem assisti um filme chamado Segredo com Daniel Craig, o atual 007. O título original é Archangel, de 2005. O filme fala de um suposto filho do ....Stalin (não sei adjetivá-lo) que estaria sendo preparado para reassumir a "função".



Como pessoas conseguem admirar alguma coisa como foi aquilo? Ele faz hitler parecer um trombadinha. Um matadorzinho. E esse monte de gente veste vermelho e sai às ruas com bandeiras desenhadas martelo e foice sem sequer saber o significado.



Desculpe ser um Feliz Aniversário meio esquisito Professor Ari, mas na comemoração dos seus 65 anos o contexto do nosso Brasil voltou ao ano de 65 - novamente a população precisa ir às ruas exigir o banimento dessa onda vermelha diabólica.

Almira




Édulo J. Santana disse...

Parabéns grande Ari, que Jesus cada vez mais abençoe sua vida e sua família, com muita luz e muita paz envolvendo a todos. Aproveite cada momento que Deus lhe dá, pois é merecedor. Feliz Aniversário, caro amigo. E parabéns pela bandeira que levanta em defesa de tantos aposentados sem voz e sem direitos, representando-nos junto ao administrador insensível de NOSSO CAPITAL. Grande abraço.

João Rossi Neto disse...

Amigo Ari,

Parabéns, muita saúde, energia e disposição na árdua, justa e nobre missão de brigar pela causa dos nossos colegas aposentados, tão sacrificados pela Diretoria Executiva da PREVI, mais especificamente pela Diretoria de Seguridade que, insensível e alheia à filosofia institucional do Fundo de Pensão, pouco ou nada faz para a melhoria dos benefícios e, por conseguinte, da qualidade de vida deles, priorizando o cumprimento imediato e inflexível das normas, sobretudo quando essas lhes decepam direitos e conquistas.

È evidente que falta bom senso e boa vontade na solução de problemas que afetam o Corpo Social, onde questões técnicas oriundas de cenários conjunturais adversos poderiam ser contornadas com relativa facilidade, no entanto, falam mais alto e os dirigentes optam pelo caminho mais fácil de punir e, de pronto, aplicam as tenazes carrancudas e sufocantes das interpretações tendenciosas e frias, próprias dos capachos que executam o serviço sujo e que ali estão para cumprir fielmente as ordens do patrocinador BB.

Os anais da história revelam que o nosso fundo nasceu puro, inocente, fruto do trabalho e da visão de futuro dos colegas pioneiros que o fundaram, com a finalidade exclusiva de beneficiar os seus associados e que hoje, agigantado pelo seu vistoso patrimônio bilionário, despertou a inveja e a cobiça de Governos Petistas (Lula e Dilma) larápios que se locupletaram com os nossos recursos, mercê de instrumentos jurídicos desonestos e irregulares, como é o caso da Resolução 26/2008 e outros da mesma estirpe cavilosa, que a evolução do sistema previdencial o transformou em fonte de recursos inesgotável para o Governo usar a seu bel prazer, tudo graças à leonina e unilateral LC 108/2001 que colocou graciosamente o poder decisório nas mãos dos patrocinadores, no caso da PREVI, do patrocinador BB.

Agora, vivemos atordoados pelo fantasma dos déficits acumulados, das volatilidades do desempenho das Bolsas de Valores, das flutuações nos preços das ações, da manipulação escancarada do INPC que não repõe sequer a perda da inflação oficial (IPCA), colhendo como consequências, doenças de todas as espécies e estamos em plena corda bamba, sujeitos a cair a todo instante. Jamais poderíamos imaginar que as nossas aposentadorias iriam correr riscos elevados atreladas ao mercado de capitais e a atos corruptos de políticos, empreiteiras e empresários. A tranquilidade na velhice é coisa do passado.

Por tudo isso os pesadelos são reais e constantes, onde o patrimônio contábil do fundo pode virar pó da noite para o dia, dado que a Governança Corporativa funciona mais no papel, na teoria do que na prática.

Ari, você mesmo disse que há 65 anos nasceu em noite que chovia a cântaros, nas mãos de parteira. A despeito do clima de medo em que você veio ao mundo, à luz de assustadores trovões e relâmpagos, tornou-se um homem intimorato que enfrenta os poderosos de peito aberto, o que é uma façanha monumental e um grande feito, desejo-lhe vida longa e profícua. Confesso que tenho certa inveja de quem vive nos três Estados do Sul do País, justamente pelas chuvas abundantes que ai caem, em contraste com as irregulares chuvas aqui de Goiás. Se fosse escolher um lugar para morar, no futuro, este seria o Sul, sem dúvida alguma. Um forte abraço.
João Rossi Neto.

antonia disse...

Parabéns professor, muita paz, saúde e que Deus derrame uma chuva de bençãos em sua vida. Continue nos ajudando como sempre.

dalila disse...

Parabéns e muita saúde!

Lucia Siza disse...

Parabéns Ari tudo de bom pra vc.Que o Senhor te cubra de bênçãos.Feliz aniversário.Um.

Ester Blamire disse...

Parabéns c muita saúde paz e amorjunto ds sua família vc é um guerreiro q luta pelos aposentados e pensionistas e c DEUS sempre abençoando

Ester Blamire disse...

Parabéns c muita saúde paz e amorjunto ds sua família vc é um guerreiro q luta pelos aposentados e pensionistas e c DEUS sempre abençoando

Maria Regina Lima disse...

Parabéns Ari! As histórias de vida de funcionários do BB são bem parecidas`a pobreza, a luta pela sobrevivência e a luz: O banco do Brasil. Lembro que foi com muita tristeza que me aposentei em 1996, mais foi o que fiz de melhor por mim,naquela época o BB já estava mudando. Depois agradeci a Deus. E hoje aquela empresa que tivemos o prazer de trabalhar já não existe.O importante é que os laços amigos ficaram e hoje com o advento da internet podemos conhecer
pessoas como você que se dedicam ao próximo com muito carinho e vontade de
amenizar angustias e dores. Que bom que posso lhe enviar um abraço pelo seu aniversário. Luz, paz e o amor de Deus em sua vida.

Aristophanes disse...

Prezado Prof. Ari.
"Quod abundat non nocet", ou numa linguagem menos erudita, " o que abunda não prejudica". Pois é! Já passei no Facebook e deixei lá o meu abraço. Aqui no blog é mais "em casa". Por isso renovo os parabéns e os votos de felicidade, com forças aumentadas pra carregar o nosso fardo.
PS - Em 28/10/1952, o "precário Pereira" cumpria em Campina Grande(PB), a Rainha da Borborema, o seu primeiro ano de trabalho no antigo Banco do Brasil.

Medeiros disse...

Caro Ari,

Parabéns pelos 65 anos de vida profícua e útil. Votos de saúde em primeiro lugar. Sucesso logo depois. E muitas alegrias. Que Deus o proteja.

Forte abraço

Medeiros

Monica Maciel disse...

Vida longa estimado Professor Ari,

Trader anônimo

Lidio Costa Reis disse...

Meu caro e estimado colega e amigo Ari,

Você é demais, cara, ah..., se tivéssemos um milhão de Ari, certamente o mundo estaria bem melhor!

Gosto de ver suas mensagens evangelizadoras, elas nos ajudam nos momentos de dúvida e dificuldade. Aprendi por aqui, não se foi você ou algum colega, que tudo o que recebemos de bom na vida nos é concedido pela bondade de Deus, e que todas as dificuldades decorrem simplesmente da Justiça Divina. Acredito nisso piamente.

Parabéns e que Cristo Nosso Salvador o abençoe sempre, você e toda a sua família.
Lydio

Ari Zanella disse...

Chegando em casa agora depois de passar dia maravilhoso com minhas irmãs que há tempo não via. A mais velha, a Irma, aos 82 anos, com uma saúde de dar inveja. E a Carmen com 68 anos, as duas irmãs ainda vivas.

E lendo estas belas manifestações de tantos amigos de verdade, chego a ponto de emocionar-me! Abraço a todos, em especial aos preclaros mestres de quem serei sempre discípulo aplicado!
A maior recompensa é ter amigos verdadeiros iguais a todos que aqui deixaram mensagens. Que Deus lhes pague por todo esse enorme carinho.

joao trindade disse...

Boa noite, professor Ari,

Parabéns pelo aniversário.
Longa e feliz vida.
Hoje, dia 28 de outubro faz 52 anos que me casei.
No último dia 26, completei 71 anos.
Somos escorpianos. Gente que gosta da verdade e odeia dissimulação.
Possam os anjos do Senhor acompanhar sua vida, por longos anos.

F E L I Z A N I V E R S Á R I O !

Goulart disse...


Caro colega e abnegado Ari Zanella, que Deus e Jesus, em sua infinita misericórdia, lhe conceda muitos anos de saúde, felicidade e momentos como este, em que voce esteve com sua família, parabens, e fique com Seus e Jesus. E saiba, que as postas da espiritualidade boa e dos bons pensamentos e proteção dos anjos dos céus estejam sempre presentes em sua vida.

Adaí Rosembak disse...

Caríssimo amigo Ari Zanella,

Que bela biografia. Um tesouro.
Você é uma pessoa magistral, um grande coração, um cristão fervoroso que só deseja o bem do próximo.
Você é um exemplo para todos.
Parabéns por vida tão gloriosa.

Abração deste grande amigo e admirador

Adaí Rosembak

Maria Marli Tomasoni -aposentada Bal.Camboriu disse...

Parabéns Sr.Ari! pela passagem do seu aniversário, pela sua trajetória de vida , por sua luta constante em favor de todos nós aposentados e também pelo seu grande testemunho de Fé! Saúde, Paz, Alegrias!

caos e ordem disse...

Parabéns Arizão. Que você continue colhendo abundantemente, por tudo que tem plantado. Eterna gratidão pelo seu trabalho defendendo nossos direitos. Sou José Citeli do blog CAOS E ORDEM.

Anônimo disse...

Ari,
Bom dia!

Meus sinceros parabéns. Continue perseguindo os ensinamentos do que está acima de nós: nosso DEUS.Com Êle tudo podemos. Como Êle mesmo disse: Sem MIM nada podeis fazer!
É uma grande graça que pensemos assim.
Rezarei por você e família.
Também não posso de deixar de orar pelo nosso querido colega Gilvan e família.

Um grande e afetuoso abraço

CELSO BERNARDES
FORMIGA/MG

Anônimo disse...

Feliz Aniversário, prof Ari. Tenha muita saúde e paz neste Dia e sempre juntamente aos seus familiares. Parabéns!

Admir
Paracuru-CE

Anônimo disse...

Professore,

Lei è un tipo molto in gamba!
Mi piace leggere tutto quello che scrive!
Da vero Cristiano, è sempre attento alle necessità dei più poveri e dei bisognosi! Bravo!
Cari saluti per il compleanno!

Nota bene: l'taliano è solo un omaggio, visto che Le piace...

Anônimo disse...

Bom dia Professor e colegas de campo de batalha,

Como emociona ler comentários como da colega Maria Regina Lima. Tristeza ao se aposentar porque fazia seu trabalho com apreço e amor. Foi por isso que o Bando do Brasil chegou onde chegou. Por conta de um corpo funcional muito dedicado. Agora vemos a paga...
Qual é o preço de um homem? Um bilhão? Um milhão? cinquenta mil por mês?
Existia até curso preparatório para a aposentadoria. Presenciei uns quatro colegas darem trelelê na véspera da despedida e serem levados ao hospital. De pouco tempo para cá licença-saúde é usada para antecipar a aposentadoria.
O pessoal do marketing deveria mudar a placa para AQUI JAZ

João Rossi Neto disse...

Caro Ari e colegas,

FORA DO FOCO, COM A DEVIDA VÊNIA.

Segundo divulgou a Diretoria Executiva no seu balancete contábil, no site, a PREVI gerou um superávit de R$ 3,13 bilhões em setembro/17 e já, no período de janeiro a setembro, o fundo atingiu o superávit de R$ 7.34 bilhões, resultado positivo que fez o déficit acumulado de R$ 13.94 bilhões, em 31/12/16, recuar para R$ 6.59 bilhões, em 30/09/17, obviamente que se trata de posição parcial e provisória.

O desempenho inédito e firme da Bovespa, operando na faixa dos 76.000 pontos, foi algo que surpreendeu os próprios associados. O viés ascendente foi animador e elevou as suas esperanças, circunstância vista como alvissareira e que os impeliu a esperar superávit superior e suficiente, no período analisado (jan. a set./17), para zerar o déficit acumulado.

Como isso não se efetivou, porque ainda restou um déficit pendente gigantesco de R$ 6.59 bilhões a equacionar, a expectativa frustrou-se ante a performance insatisfatória da Diretoria Executiva, que ficou muito aquém do desejado. Jogar o fracasso sobre a catastrófica conjuntura econômica interna, para isentar os gestores de culpa, é o caminho usual que há anos vem sendo utilizado e que não vamos mais aceitar.

Se não faltar esforço e providencias cabíveis por parte dos dirigentes, é possível que o déficit acumulado possa ser revertido e até registrar superávit em torno de R$ 1 bilhão no exercício findo. Deste modo, os associados que nunca foram chamados para quitar rombos, estarão isentos da medida no curto e no longo prazo e não será agora que serão convocados para isso.

Anteriormente, comentei que a PREVI tinha aplicado, em 31/12/16, no BB, em ações (segmento de Rendas Variáveis), a robusta cifra de R$ 7.814.942,05 bilhões. Afora isso, em Rendas Fixas, em 31/12/16, mais R$ 2.851.816.625,43 bilhões, ou seja, a bagatela de mais de R$ 10 bilhões. Será que a parcela em Renda Fixa (Letras Financeiras) foi remunerada com taxas de mercado ou abaixo deste...?

De qualquer sorte, não concordo em favorecer o BB com valores astronômicos e folha de pagamento de graça (líquido dos proventos do INSS e PREVI), sem que esse dê alguma retribuição aos associados em troca das benesses que aufere há décadas.

Ari Zanella disse...

Ao amigo das 10:31

Ho apprezzato molto il tuo bel omaggio di scrittura in italiano. Congratulazioni, anche.

Rogério Carvalho disse...

Boa tarde Professor Ari, parabéns e muitas felicidades pela data do seu aniversário.

Desejo-lhe bastante saúde e peço a Deus nosso Senhor que lhe abençoe junto a seus familiares e amigos. Bonito texto, nos mostra a trajetória de vida de um cristão, "temente a Deus" mostrando a sua índole de verdadeiro servidor do Cristo em relação aos irmãos mais necessitados.

Caro Professor a Palavra de Deus hoje, neste trigésimo domingo do tempo comum, em Mt 22,34-40 nos mostra que o amor a Deus não exclui o amor ao ser humano, e servir o ser humano é servir a Deus. Da minha parte sou grato por tudo o que fazes por nós assistidos da Previ, um abração e muita Paz!

José Roberto Eiras Henriques disse...

Parabéns e muitas felicidades, que Deus continue abençoando sua vida contemplando-o com muito amor, paz, saúde e realizações.