terça-feira, 16 de setembro de 2014

MEU DEBUT NA GOVERNANÇA CORPORATIVA

     Retornei há pouco do Rio onde estive participando pela vez primeira de um encontro de governança corporativa promovido pela PREVI. Gostei do primeiro palestrante californiano Morten Hansen, com o conceito de empresa que precisa criar algo novo com frequência, ser inovadora, não parar no tempo. Citou a Nokia como exemplo de estagnação, parou no tempo e vai sumir do mercado. 
     O presidente do CD Robson Rocha que, como não poderia deixar de dizer, o modelo de Governança Corporativa na PREVI é um dos melhores do mundo. Chamou-me a atenção a fala do presidente do Conselho Fiscal, Odali Dias Cardoso, não por elogiar a PREVI dizendo que a "máquina está bem azeitada", senão porque defendeu a implantação imediata dos 100% às Pensionistas, realçando que 60% é muito pouco para as viúvas e que amanhã poderão ser todos os dirigentes atuais a deixar este triste legado às suas esposas.
A última palestra da segunda-feira me encheu os olhos. O professor Clovis de Barros Filho falou sobre Ética de um modo tão cativante e fácil de entender que aplaudi em dobro. Se puderem, assistam o professor Clovis no youtube, é sensacional. Hoje gostei mais da professora Kedma M. Nascimento que abordou o tema Cultura, Performance e Governança.
     Gostei demais dos encontros. Nessas ocasiões encontramos os verdadeiros amigos. Segunda à noite tivemos reunião informativa com os membros presentes da nossa Chapa 3, o Décio, Medeiros, Carvalho, Williams, Iris, Lissane, Pavão e Felipe. Ficamos reunidos das 20h até as 23h e conseguimos muito proveito em nossas ações visando sempre o bem dos associados da PREVI. Que pessoa extraordinária este Medeiros. Parece um paizão para todos nós. Hoje, após o almoço, cumprimentei sua esposa, Da. Ana, uma simpatia! Um casal assim nos faz acreditar mais em Deus. Família unida é presença de Deus.


Eu, Medeiros, Felipe (em pé), Carvalho, Pavão, Williams, Décio e Iris.

30 comentários:

Anônimo disse...

Professor Ari,
A máquina esta "azeitada" para os
dirigentes da previ e "AZEDADA" para os assistidos. kkk...

João Rossi Neto disse...


Caro Ari,


SUBSERVIÊNCIA CORPORATIVA.

A PREVI alega que incentiva as melhores práticas de Governança Corporativa nas empresas participadas, entendendo-se por melhores práticas de Governança Corporativa o conjunto de princípios que envolvem transparência, responsabilidade, equidade e prestação de contas. Que controla e monitora essas empresas por meio da indicação de membros para compor os dois principais órgãos de Governança: Conselho de Administração, órgão de decisão e orientação estratégica dos negócios da companhia e Conselho Fiscal.
Informa ainda que além desses órgãos, há a participação de outros membros que são indicados para compor Comitês e Comissões especializados de assessoramento ao Conselho de Administração em diversos temas, como por exemplo: Risco, Auditoria, Gestão Estratégica e Orçamento.
Evidentemente as empresas de grande porte têm nos seus cargos chaves, profissionais contratados a peso de ouro no mercado, a maioria com mestrados e doutorados em universidades renomadas do exterior, com expertise e experiência comprovadas, vão se submeter e acatar diretrizes estratégicas de técnicos da PREVI. Acho que na realidade, boa parte desses funcionários “graduados” são mais curiosos do que conselheiros e estão lá para sondar o desempenho das coligadas, especialmente daquelas aquinhoadas com maior volume de investimentos.
Caso tivessem cacife técnico em nível tão elevado, o correto seria arrumar primeiro a própria casa (PREVI) que tateia às escuras em terreno pantanoso, arriscando mais de 60% em uma única cesta de moedas, em aplicações de risco máximo, como é o caso das Bolsas de Valores, prática que nos últimos anos vem se revelando equivocada e inadequada, com fortes sinalizações de que o cenário econômico que deu certo no passado exauriu, não volta mais, e que a diversificação equilibrada dos ativos é coisa para ontem.
O alardeado quadro técnico, com salários acima do mercado, decerto não tem tanta competência, haja vista que a PREVI terceirizou a gestão dos recursos ao BB-DTVM pagando verdadeiras fortunas pela prestação desses serviços, elevando as despesas administrativas sem justificativa plausível. Essa é a verdadeira Governança Corporativa, ou seja, os Conselheiros e Diretores indicados estão ali a serviço do patrão BB e “corporativamente” o beneficiam e defendem os seus interesses. Tem corporativismo mais vergonhoso, imoral e explícito que esse praticado pelo Sr. Robinson Rocha que ao mesmo tempo é Vice-Presidente de Gestão de Pessoas no BB e Presidente do Conselho Deliberativo do Fundo.
Que as pensionistas merecem a elevação de suas pensões para 100% é incontestável e somos favoráveis, mas que o Sr. Odali Dias Cardoso, Presidente do Conselho Fiscal, na reunião fez essa sugestão para jogar para a torcida, isto não resta dúvida, uma vez que não existem superávits para respaldar esse reajuste, mormente agora que o BET foi cortado e voltaram às contribuições por estar a descoberto os 25% da Reserva de Contingência. Se um Presidente do Conselho Fiscal não tiver noção dessa trava técnica, aí fico em dúvida com a qualidade do seu trabalho, já que aprova as contas, sem ressalvas, pois nunca usou o Voto de Minerva.
Por que a Diretoria Executiva obedeceu cegamente a Resolução 26/2008 e deu as costas à LC 109/2001, desrespeitando-a, sem nada explicar e justificar? Onde está e como fica o sagrado princípio legal que norteia a Governança Corporativa?

Anônimo disse...

Caro Senhor Ari,

Está tudo muito bonito na conversa, mas na prática, na atitude de corresponder aos 50 anos que contribuo para a Previ, está, em que pese seus arroubos de governanças e que tais, longe da realidade e muito próximo da utopia.
Grandes vantagens para os dirigentes, como salários exorbitantes e bônus indecente, aos que nos negam compartilhar de nosso próprio sacrifício contributivo mensal.
Só o desterro desses usurpadores de nossas economias mudará o status quo.
Estou muito desiludido com os atuais dirigentes, em todos os níveis.
sinto muito ter que escrever desta forma.
Saúde!

Anônimo disse...

O Dida não apareceu com seu carro forte?

QUERO DEIXAR UM RECADO PARA O DAN CONRADO E O MARCEL

POR CAUSA DE VCS A DILMA PERDERÁ

- 40 V0TOS DA MINHA FAMÍLIA
- 50 VOTOS DO PESSOAL DA PELADA
- 13 VOTOS DOS FUNCIONÁRIOS E DE SEUS FAMILIARES
- X VOTOS QUE AINDA CONSEGUIREI CONTRA O PT

Pessoal vamos multiplicar a campanha TODOS CONTRA O PT

Anônimo disse...

Por falar em governança corporativa, eis um assunto a calhar, porém na contramão de direção:
"Sócios da INVEPAR são trens em rota de colisão"

http://www.blogrelatorioreservado.ig.com.br/index.php/2014/09/17/socios-da-invepar-sao-trens-em-rota-de-colisao/

Marco Antonio Lima disse...

Meus caros,
Como já sabemos, tudo igual como era antes...
E o aposentados da base da pirâmide continuam "sifu".
E ainda tem "vamos que vamos".
Para onde, digo eu?

Henrique Soares disse...

Cansei! Nem reclamo, nem aplaudo. Acredito em alguns que ao longo do tempo, e sei das limitações de seus poderes. Talvez por isso o Sr. Carvalho tenha questionado: "Vocês no meu lugar fariam o que?" - Respondo por mim, eu jamais gostaria de estar em seu lugar. Não sei conviver com frustrações, dúvidas, incertezas. Admiro vocês por isso também, mas não possuo inteligência emocional para tanto. A parte da PREVI não faz concessões e ponto. Não tem como lutar pra que alterem seus valores morais. Agora se houvesse uma mudança na diretoria, aí sim a Chapa 3 seria forte. Mas como fazer valer o óbvio se os comandantes que lá estão entendem como óbvio sustentar somente seus próprios umbigos. Não dá. E jamais será diferente. E jamais será diferente. A repetição não foi erro, foi de propósito.

Ari Zanella disse...

Meus caros,

As mudanças continuam. A Chapa 3 está sendo um divisor de águas na PREVI. Nada vai acontecer da noite para o dia. Se o PT perder o poder a situação pode melhorar e muito! Tenham paciência e não desacreditem pois a batalha é árdua!
Três meses na função (e sem ter o poder decisório) não é tempo para avaliação.

Anônimo disse...

E-mail recebido do famoso Valmir


Colegas,

No dia 09 de junho de 1986, ano de fundação da ANABB me FILIEI. Hoje, dia 16 de outubro de 2014, me DESFILIEI.

Aos atuais dirigentes o desejo sincero de que sejam capazes de fazer mais do que fizemos.

Recebemos uma entidade com 29 mil associados em 21 de março de 1993 e entregamos em 31 de maio de 2010, uma entidade com mais de 105 mil associados;

Implantamos os Seguros Anabb Automático e Complementar, estendendo os benefícios para cônjuge e filhos dos associados;

Criamos a COOPANABB que apesar de todas as dificuldades, concluiu todos os empreendimentos e está finalizando a entrega dos últimos três imóveis, beneficiando centenas de cooperados;

Implantamos a ODONTOANABB o mais arrojado plano odontológico, beneficiando todos os associados e conquistando a adesão espontânea de mais de 30 mil dependentes;

Criamos a ANABBPREV e entregamos a entidade com 1.100 associados e mais de R$ 500 mil no Fundo Administrativo, para garantia de sobrevivência da entidade, independente das reservas intocáveis dos associados;

Distribuímos mais de R$ 2 bilhões de reais em ações judiciais individuais e coletivas, que todos os meses ainda distribuem milhões de reais, mercê das vitórias conquistadas por nós que continuam apenas sendo liquidadas; e,

No dia 31 de maio de 2010, conquistamos no último dia do nosso mandato, liminar da ação IR Previ, com vitória em primeira instância, aguardando julgamento de segunda instância, onde o Tesouro Nacional não recorreu, e já conta com mais de R$ 300 milhões depositados em juízo.

Aos associados um pedido especial: continuem filiados à ANABB. Os dirigentes podem ser falíveis e limitados, mas estes passam. A instituição pode se renovar e se reinventar. Sempre pela vontade soberana dos associados.


Brasília (DF), 16 de setembro de 2014.


Valmir Camilo

Rosalina de Souza disse...

Prezado Ari Zanella,

03 Meses para nós, é muito tempo, ou tempo suficiente para alguma proposta concreta ter sido apresentada em relação ao principais temas urgentes que nos envolve diretamente.

Desde 2001 escuto essa promessa de melhorar nossas pensões que jamais vai sair do papel, em função de ter que ter ganhos a cada ano maiores para sustentar a maquina, a cobiça e a ganancia pelo nosso dinheiro.

Então meu caro colega esta é a verdade, as promessas foram feitas e agora pós eleitos si quer gosta que se fale das cobranças e das promessas, feitas apenas para ganhar as eleições.

Agora todo mundo pede paciência que estamos cobrando o impossível que os eleitos não são mágicos e que tudo vai mudar se por ventura o PT perder as eleições.

Engana-se vai mudar os atores mas a cobiça continua e a desobediência as leis, se querem meu apoio de novo faça o certo a começar por cumprir a lei dos descontos de 30% nas consignações que a Previ nunca cumpriu e as explicações não convence nem mesmo as repassadas pelo Conselheiro Carvalho ou as Notas explicativas da Diretoria de Seguridade.

Não vivemos de contos de fadas, mas de realidade, nua e crua e chega um ponto que a insatisfação da lugar a revolta e as desculpas já não tem mais certificado de validade.

Atenciosamente

Rosalina de Souza
Pensionista
Matricula 18.161.320-4

Goulart disse...

Colegas da Chapa 3, esta na pauta, de 2010, o Acordo Assinado em conjunto com Ministro Paulo Bernardo e outros, que seria feita uma REVISÃO DOS BENEFICIOS, e até agora nada foi feito, aqueles aposentados que contribuiram mais do prazo (360) deveriam deixar de contribuir para a Previ, e não existe nenhuma disposição de negociação do ES (sou um dos excluidos) nem para alongar prestações, etc. To muito triste, não só por mim, mas por outros colegas aposentados e pensionistas, que estão em situação bem mais dificil que a minha, talvez, As mudanças estão muito demoradas, e vamos aguardar as eleições, parece que o candidato da oposição ao PT, deu uma melhoradinha...

Ari Zanella disse...

Tenho profundo respeito pelas pessoas que emitem suas opiniões (JUSTAS) devidamente identificadas. Não tenho a mesma opinião sobre anônimos os quais estou pensando seriamente em suspender.
Dando uma ideia sobre as empresas participadas que promoveram o Encontro dia 15 e 16, precisamos ter em mente que 40% dos nove bilhões pagos anualmente a título de aposentadorias e pensões, vêm dos dividendos proporcionados por estas empresas.

Unknown disse...

Colega Ari,

Como dono e responsável pelo blog não discordo de seu direito de suspender os anônimos.
Convenhamos, porem, que muitos assim agem para não sofrer retaliações do BB-guloso.
Permita-me sugerir, nesses casos, uma moderação mais severa, simplesmente não publicando os comentários sem fundamentos.
Quanto aos dividendos propiciados pelo investimento nas diversas empresas, como citado, lembro que são de "renda variável" e, portanto, tais dividendos dependem das notórias oscilações do mercado de ações. É possível que venhamos a perder valores consideráveis, mesmo que as aplicações mantenham perfil conservador.
Nosso plano, o PB1, como fechado esta, não precisa arriscar em investimentos da espécie.
No mais a boa governança já vem sendo exercitada pelas melhores e maiores empresas de todo o mundo.
E nesse aspecto parece que a PREVI é mais de falar do que fazer, ao menos com os assistidos do PB1. Veja, a propósito, que nossa própria entidade, a ANAPLAB, da qual o prezado colega e amigo é presidente, sempre dá ampla publicidade aos atos e fatos inerentes aos associados e, como não obteve êxito em gestões administrativas junto à PREVI, viu-se obrigada a recorrer ao judiciário para obrigar os credores (entre eles a própria PREVI e o patrocinador) à restrição dos 30%. Mais não se precisa dizer.

Luiz Faraco - Florianópolis (SC)

NIVALDO ELIAS DOS SANTOS disse...

Cara Sra. Rosalina de Souza, concordo com cada palavra sua. Quando enviamos mensagens para os blogs do Carvalho, Cecilia, Medeiros e Zanella que conteem alguma reclamacao dos eleitos da Chapa 3, por menor que seja, somos censurados e nao publicados. Por exemplo eu tenho pedido sempre que todos os eleitos da Chapa 3 solicitem uma reuniao com a cupula da previ e falem sobre nossa situacao de AGORA. Com isso nao estou dizendo que estao sem fazer nada. So estou pedindo que interrompam um dia seus afazeres e pecam uma reuniao para exporem todas nossas postagens nos seus blogs e tentem tirar algum remedio paliativo para nos AGORA. As respostas sao sempre as mesmas, ja prontas: "nao dah para fazer muita coisa em 90 dias, estamos trabalhando, estamos dando sugestoes, etc., ertc.", isso quando nao se milindram e nao publicam meus pedidos.
A situacao por qual a maioria de nos estah passando eh emergencial, demanda uma parada em tudo e uma reuniao para estudos de alguma solucao JAH.
Concordo com a Sra. tambem Dona Rosalina que 90 dias eh bastante tempo sim para forcar uma solucao emergencial. ISSO NAO FOI FEITO E NAO SERAH FEITO POIS DAH A IMPRESSAO QUE NINGUEM ENTENDE A MINHA REDACAO.
Garanto que se eu fizer uma postagem com elogios nao demorarah 5 minutos e ela estarah publicada.
Gostaria muito, mas muito mesmo de ver algum dia estampado nos blogs citados a seguinte informacao: "Eleitos convocam reuniao de emergencia com a cupula da previ para discutir a situacao de hoje de seus associados aposentados e pensionistas."
Abracos a todos.

Lázara Rabelo disse...

Caro Ari,
Esse texto foi postado p/um colega, no "Facebook" Grupo BB-Previ_Plano_1

Além do fim do BET, do retorno da contribuição, dos sem-tetos, da reserva de contingência abaixo dos 25% legais, do não cumprimento da meta atuarial, descobri uma outra incompetência ou maldade que o pessoal da Previ jogou para cima dos associados, neste caso da ativa. É que o convênio com a CEF que permitia a utilização do saldo do FGTS para liquidação de financiamento imobiliário não foi renovado. Como assim? não renovado? Quer dizer que o funcionário trabalha trocentos anos juntando FGTS, possui o saldo suficiente para liquidar o financiamento, está prestes a realizar o sonho da casa própria, mas ainda falta uns 4 anos para se aposentar, vai ter que ficar a ver navios, pagando 1.500,00 todos os meses para a previ? Por que o convênio não foi renovado? não é um benefício muito bom para o associado? traz algum prejuízo para a Previ?

Esse mesmo funcionário, juntamente com 1/3 dos funcionários da ativa, teve o seu salário reduzido em 16,25% em razão da redução da carga horária. Junto a essa redução veio o retorno da contribuição. Para não se aposentar com o salário reduzido, esse mesmo funcionário tem pagar a sua parte e a patronal para manter o teto com o que estava acostumado.

Na prática, esse funcionário teve uma redução de 35% nos seus rendimentos. Será que alguém, nos dias de hoje, possui 35% de gordura para cortar dos seus rendimentos mensalmente?

Será que falta mais alguma maldade na manga dos nossos dirigentes?

joao branquinho disse...

Apoiamos a sugestão do colega Nivaldo, vamos lá Prof. Medeiros, Carvalho, Cecilia, Décio e demais lutadores. sds mariano Branquinho

Jeanne disse...

prof Ari, quero renovar meu ES e pular um mes de pagamento. Que dia devo fazer essa renovacao? Obrigada

blogtreze disse...

Sobre o texto da Rosalina:

"...Engana-se vai mudar os atores mas a cobiça continua e a desobediência as leis, se querem meu apoio de novo faça o certo a começar por cumprir a lei dos descontos de 30% nas consignações que a Previ nunca cumpriu e as explicações não convence nem mesmo as repassadas pelo Conselheiro Carvalho ou as Notas explicativas da Diretoria de Seguridade.
Não vivemos de contos de fadas, mas de realidade, nua e crua e chega um ponto que a insatisfação da lugar a revolta e as desculpas já não tem mais certificado de validade.
Atenciosamente
Rosalina de Souza
Pensionista
17/09/14 13:02"

Sobre a primeira parte do texto, acho que devemos dar mais 9 meses de crédito à Chapa 3 (prazo de 30/06/2015).

Caso não haja maior transparência na Previ, inclusive com reversão das Ilegalidades da Res.26, sem Tetos, Bônus, etc. O Conselho Fiscal ou, pelo menos, os Eleitos pelos Associados, têm a obrigação de DENUNCIAR as Irregularidades ao MPF, PREVIC, PF, pela Gestão Temerária dos Dirigentes da Previ (TODOS), inclusive com Queixa Crime pela Apropriação Indébita do Benefício de 58.000,00 e dos Bônus. Mesmo que essa Denúncia custe Processo no Conselho de Ética. Caso contrário, a ANAPLABB e as AFAs da vida o façam.

Sobre os Descontos superiores a 30% dos Benefícios da PREVI, entendo que é Ilegal e a PREVI tem que ser responsabilizada Civil(restitua os valores) e Criminalmente por acolher Débitos da Cooperforte, CoopAnabb, etc.

Quando começarem a pipocar Mandados de Prisão por Desobediência à Decisões Judiciais, a PREVI se alinha, inclusive Desobediência a Decisões da PREVIC (a TAC foi um paliativo para evitar/protelar Punições).

Em 1793 a Família Real Francesa e seus amigos (2.498 pessoas) foram decapitadas por roubarem muito menos do que foi desviado pela Previ e pelo BB (Investimentos temerários nas Petros, OGXs da vida).

Marcelino MAUS

rub.gp disse...

Em continuidade ao comentario do colega, Marcelino Maus, as 09:32 hrs, concordo plenamente contigo, , pois, as decisões tem que ser mais transparentes e corretas, pois os salarios e os Bonus, a meu ver, que não fazem jus (o Bonus), tem que haver honestidade e coerência, (O QUE HOJE ESTA FORA DE MODA...), tem o dito, concordo plenamente contigo, aposentado de Cambé-PR, conhecida terra de Pé Vermelho, porem de gente trabalhadora e bastante consciente e de vergonha na cara. Tudo de bom.

blogtreze disse...

Resposta à Lázara. 17/09/14 - 23:30:

"É que o convênio com a CEF que permitia a utilização do saldo do FGTS para liquidação de financiamento imobiliário não foi renovado. Como assim? não renovado? Quer dizer que o funcionário trabalha trocentos anos juntando FGTS, possui o saldo suficiente para liquidar o financiamento, está prestes a realizar o sonho da casa própria, mas ainda falta uns 4 anos para se aposentar, vai ter que ficar a ver navios, pagando 1.500,00 todos os meses para a previ? Por que o convênio não foi renovado? não é um benefício muito bom para o associado? traz algum prejuízo para a Previ?"

Salvo pior juízo, creio que a CEF, o BB e a PREVI, em contrapartida aos Desmandos do PT na Holding Irmãos Metralha - BR-BB-CEF-Petros-PREVI-FUNCEF, não renovou o acordo do FGTS para represar recursos na CEF que, afinal, alimenta o Grande Esquema do BOLSA-CD (Conselho Diretor dessas Entidades). Lembram dos R$500.000.000,00 zerados das Contas de Poupança Inativas da CEF? O que mais se pode esperar das Ratazanas do Poder, ao limiar da queda no abismo infinito (sem volta do PT?).

As Diretorias do BB-CEF-BR e dos Fundos de Pensão, há 10 anos trabalham em benefício próprio, contra seus Acionistas e Associados!

Aos Colegas, Paz e Bem.
Aos Diretores, o MAUS.

Lembro até hoje, que o Padre repetia: os Maus vão para o Inferno!

Marcelino.

lourival josé do carmo Rezende disse...

Prof.Ari,
O Gilvan sempre solícito, prestativo e educado. Resolveu meu problema na ação dos 30 por cento consignado. A Anaplab està de parabéns. A Anabb não chega nem perto dessa Associação.Grato por tudo.

Ari Zanella disse...

Cara Jeanne,

Desculpe o atraso na resposta:

Sempre faça nos últimos dias do mês PORÉM com o crédito para os primeiros dias do mês seguinte.

Exemplo: Se fizer nos dia 26.09.2014 coloque o crédito para o dia 01.10.2014

Se fizer no dia 29.09.2014 coloque o crédito para o dia 02.10.2014.

Boa Sorte!

Luciene Bittencourt disse...


Querido Ary Zanella,

Infelizmente percebi que meu comentário sobre esta mesa farta te deixou triste. O que quero dizer é que enquanto comemoram encontros com mesas fartas, nós (sim eu me acho dependente da previ, pois sou eu quem cuido de meu marido com esquisofrênia) ficamos a ver navios e com os bolsos vazios.
Me desculpe o comentário, mas é revoltante.

Abraço,

Lú!

Ari Zanella disse...

Minha bemquista Luciene,

Tampouco eu me sinto bem no meio de tanta fartura e luxo. Achei exagerado o requinte e a comilança. Foge ao meu padrão feijão com arroz a que estou acostumado. O cerimonial sempre dizia ao sair para os comensais:
"Este almoço é patrocinado pela...(Ambev, Vale, Tupy, etc.)"
Para se ter uma ideia, eu tomava o café da manhã no hotel e ao chegar ao evento encontrava mais uma mesa farta. Mas, fazer o quê? Recusar? As coisas são assim mesmo, porém não é apenas este gasto que se não fosse realizado, mudaria as nossas aposentadorias. Não!
Um encontro desta envergadura, nos leva próximos ao pessoal da diretoria e do Conselho Deliberativo e Fiscal, todos com voz ativa na PREVI. Então, é ocasião oportuna para pedir que olhem mais para nossas reivindicações. E a única maneira de melhorarmos e melhorar o nosso índice de reajuste. A PREVI pode (e deve) dar um reajuste anual superior ao INPC, assim beneficia todo mundo. Deixei claro ao Marcel o meu descontentamento de não poder renovar o ES por falta de margem. O que ele me respondeu? Levantou os ombros e ainda me criticou porque a ANAPLAB entrou com a ação 30% consignado. É mole?

Luciene Bittencourt disse...

Querido Ary,

Te peço perdão pelo meu desabafo, mas não consigo acreditar que algo possa mudar dentro da previ para os associados.
Lamentável,

Um grande abraço,


Ari Zanella disse...

Não peça perdão de nada, Lú. Você está muito certa. Pena que a gente não possa ajudar lá muita coisa. Mas vamos continuar lutando. Deus nos ajuda sempre.

Paulo Roberto disse...

Lourival jose,

Boa Noite !

Voce já obteve a liminar dos 30% ?

Quanto tempo levou para ter a Sentença.

Paulo Roberto

BELA MESA FARTA... disse...

Caro Ari,

A foto me trouxe a lembrança uma ocasião que, ainda associado do satelite-sp, consegui com muita dificuldade vaga na colonia da entidade em campos do jordão-sp, em época de temporada.
E desfrutando das acomodações, fui jantar com familiares no restaurante, onde apresentavam shows e comes e bebes.
Foi quando deparei com mesa farta, gigantesca, ao redor de um dos diretores, rodeado de amigos e favorecidos.
E sabendo que a entidade amparava com cargo, na época, gerente de agencia investigado pela antiga inger e que até hoje, claro já aposentado no BB, deve continuar com cargo da associação.
Foi a gota dágua para me desfiliar.
Lembro que tive período de mais fartura, onde frequentei ambientes hoje proibidos, às minhas custas.
Luiz

Rosalina de Souza disse...

Prezado Ari Zanella,

Em 19/06/2013, dava inicio ao Processo No 0210077-28.2013.8.19.0001 pela nossa ANAPLAB,100% pensionista, hoje e decorridos 1 ano e 3 meses completos o judiciário fez concluso ao Juiz, para quem sabe ser o começo da mudança as pensionistas que faz jus ao direito de receber 100%, Pensionista de funcionário admitido no BB até 16/10/1966.

A ANAPLAB me orgulha e me enche de alegrias quando encara nossos problemas de frente, quando mostra a Previ através da AÇÃO 30% CONSIGNADO seu maior erro que foi abrir as portas da folha de pagamento para AGIOTAGEM, quando ela mesma já utiliza os 30% nas suas consignações do ES.

Bastaria cumprir a lei e tudo estaria dentro da normalidade, mesmo que para quem errou na condução da vida financeira,o caminho fosse ações no judiciário, de execução, mas as famílias estaria provendo seus lares com dignidade.

Mas não existe mau eterno e ainda em vida vou receber o que a Previ e o Banco me Deve, e vou paga-los e quero ter o prazer antes da minha morte de voltar a receber 100% do meu contra-cheque.

Mesmo lento demorado, ainda é o melhor caminho, porque a Previ nos envelhece muito mais rapidamente com suas manobras e matérias protelatórias para não pagar o que nos deve,para isso não existe a lei mordaça é publico e Meus joelhos sabe como tenho pedido por justiça, e que a verdade seja restabelecida.

Marcel J.Barros falta pouco para terminar com seu mandato e não vai ter a alegria de me ver morrer e largar divida para o seu FQM quitar.

Atenciosamente

Rosalina de Souza
Pensionista
Matricula 18.161.320-4

Anônimo disse...

Oi Rosalina é isso que Eu entendi Vc ganhou a ação 100% Pensionista de funcionário admitido no BB até 16/10/1966 ???? Se for isso ... fiquei muito feliz por Vc ... e tbém quero Parabenizar a ANAPLAB e o Ari Zanella por tudo que tem feito por Nós ...