terça-feira, 10 de dezembro de 2013

LIMITES EXTRAPOLADOS

     O prazo esgotou-se e com ele a nossa paciência. Não é possível compreender tamanha ingerência do patrocinador num fundo de pensão, apoiado descaradamente pelos ministérios da Fazenda e do Planejamento, a massacrar brutalmente milhares de cabeças-brancas indefesos e desarmados. Dilma Rousseff e seus ministros estão nos açoitando, nos caçoando, desrespeitando as leis, maquinando resoluções e instruções, a fim de nos manter soterrados.
     Agora passamos por esta questão já surrada do teto de benefícios. O assunto já está pacificado no órgão regulador (Previc), porém o governo, na cara dura, apoia integralmente a rebelião de seu tutelado, o BB, que quer porque quer, a todo o custo, que seus diretores tenham uma aposentadoria maior, mesmo que não tivessem contribuído para merecê-la.
     Estou muito revoltado pelas inúmeras injustiças que estão sendo praticadas por este governo em total menosprezo a uma classe que sempre zelou pelo bom andamento político e social neste país. Chega de tantas mazelas. Basta de tantos roubos. Para as pensionistas, apenas 60%. Para os que ganham pouco mais de um salário mínimo da Previ - nada! Para os diretores que chegam até 60, 80, 100 salários mínimos - tudo!
     Que beleza! A terra clama por justiça. O Senhor vê o que modernos faraós estão praticando no Brasil. A situação não irá perdurar. Uma hora, em que menos se espera, vem o dilúvio. Tempo de prestar contas.

DELENDA CARTHAGO - INTERVENÇÃO JÁ NA PREVI! AVANTE JOSÉ MARIA RABELO!


86 comentários:

Anônimo disse...

Querido Ary,

Temos que agir com dureza e não com diplomacia. A diplomacia é para ser usada entre nações não com um bando de hipócritas como os dirigentes da Previ e BB, então o melhor que temos a fazer é mostrar a outra face da cara. Se é com ignorância que tudo se resolve neste País, então vamos apedrejar a Previ e o BB, que é o que nos falta fazer diante tamanho desinteresse para com os seus associados.
Desculpe querido , mas acho que só resolverá assim.

Um grande abraço ,

WILSON LUIZ disse...

Na minha modesta opinião, o impasse sobre o teto de aposentadorias será resolvido de forma a “salvar a cara” de todo mundo. Todos os que já podem se aposentar o farão, e o valor acima do teto será suspenso a partir desta data. Quanto aos que já recebem o benefício, será invocado o “direito adquirido”, e suas aposentadorias continuarão a ser pagas.


Anônimo disse...

Não vamos perder o foco.

Do BLOG DO MEDEIROS:

... um interessante estudo feito por João Rossi Neto a respeito da incorporação da gratificação semestral para o pessoal da ativa a partir de 2013, em carta que ele enviou para a Isa Musa, mas deu ampla divulgação, enviando-me uma cópia com algumas considerações.
O título do trabalho é:
"O BB QUER FAZER GENTILEZA COM DINHEIRO ALHEIO".
Reproduzo a parte final.

"Na realidade, isto é uma revisão antecipada, velada, no plano de benefícios para os ativos, denominados de participantes. Para, nós, assistidos, não foi feito o realinhamento pactuado no Termo de Compromisso, de 24/11/10, o qual foi descumprido pelo BB e engavetado, justamente por falta de Reserva Especial, segundo as alegações, então, como fazê-lo agora somente para os funcionários da ativa, se ainda persistem as ausências de superávits, sendo desalentadoras e sem previsão em médio prazo da PREVI voltar a registrar sobras técnicas nos seus próximos balanços contábeis.

Esse tipo de benefício que incorpora a gratificação semestral, sem dúvida alguma, será definitivo e vem de encontro com o artigo 24 da Resolução 26/2008 que só permite benefícios temporários. Esse tratamento diferenciado é pontual e desleal, porquanto cria um novo gueto na estratificação dos aposentados.

Podemos até concordar com essa concessão, desde que na esteira desse procedimento que o Conselho Deliberativo autorize a incorporação do BET, em caráter definitivo, ficando com a obrigação de conduzir a tramitação dos documentos e de conseguir a sua aprovação junto aos órgãos reguladores e fiscalizadores, fornecendo informações atualizadas sobre o andamento do processo.

Qual o argumento técnico que o Conselho Deliberativo apresentou para justificar e respaldar esse ato casuístico, onde quebra a isonomia do Plano de Benefícios, cria outra classe de aposentados, porque nós já temos os pré-67, pós-67 os pré-97 e pós-98 e o projeto dos pós-2012.

Os nossos adversários são tão espertos, inobstante a prática ser recorrente, visto que todas as vezes que tentam aprovar determinados atos que fogem às normas, colocam o véu sobre os nossos olhos para nos iludir. Quando inventaram a Res. 26/2008, o CNPC alegou que o artigo 20 da LC 109/2001 continha lacuna e carecia de normatização, oportunidade em que, no vácuo dessa esfarrapada desculpa, introduziu a “Proporção Contributiva” e deu no que deu.

Desta feita, tentam nublar a nossa vista, inserindo a mudança no mês do reajuste, casada com a incorporação da gratificação semestral, de sorte que essa, real medida do interesse do patrocinador BB, passe despercebida. Será que essa indústria de subterfúgios para dilapidar o nosso patrimônio nunca vai ter fim?

Por todo o exposto, deixando patente que não sou contra benefícios para os participantes (ativos), sugiro uma reunião dessa Federação e associações filiadas, com o Conselho Deliberativo da PREVI para negociar que seja incluída no pacote aprovado, a incorporação do BET como benefício definitivo, sob pena de entrar com Mandado de Segurança Coletivo para obstaculizar as regalias autorizadas, por quebra da isonomia do Plano de Benefícios 1, desobediência à Resolução 26/2008 e ao artigo 20 da LC 109/2001, eis que não existe Reserva Especial para amparar o compromisso futuro decorrente dessa frágil decisão administrativa.

Por fim, nós todos fomos submetidos à regra que determinava a exclusão da Gratificação Semestral no cálculo das nossas aposentadorias e sofremos redução substancial nos benefícios. Agora, qual o motivo técnico e plausível para agasalhar essa incorporação neste momento? A quem isso interessa? A PREVI não é subsidiária do BB para solucionar as suas obrigações financeiras trabalhistas!"

Fonte: http://medeirosrs.blogspot.com.br/2012/11/gratificacao-semestral-e-incorporacao.html

Anônimo disse...

Meu bom professor Ari, saiba que verdadeiramente o PRAZO ESGOTOU-SE há muito tempo.
Agora é que começa a cair a FICHA sobre a total indiferença que estes gestores tem conosco.
Não havera nenhuma MELHORIA para os aposentados e pensionistas e não existe este tal otimismo ou pessimismo, mas SIM A REALIDADE dura e cruel desta atual Previ CARRASCA, destes gestores sem misericórdia.
INFELIZMENTE o dialogo não vai adiantar, me desculpe a franqueza professor, vai ter que ser protesto a FERRO E FOGO e doa a quem doer...

Viana

Goulart disse...

É isso mesmo, o que for possivel fazer em nosso pais do PODE TUDO, o que puder ser possivel fazer, executar, solicitar, encaminhar atraves dos meio legais ou se possivel, ilegais, dentro possivel devemos fazer antes que seja tarde, o que acho que vai ser dificil mas não impossível. A coisa esta preta na Previ e BB, e mesmo que os colegas aposentados e pensionistas não tenham união, prescisamos pensar em alguma atitude, atraves das Associações, Entidades, etc. Espero que nossas cabeças pensantes, Ari Zanella, Dr. Medeiros, Sra. Isa Musa, e muitos outros, que sabem que poderão pensar em algo em favor de todos nós aposentados e pensionistas, perdoem a verdade, julgam que podem (os aposentados e pensionistas) mas nada podemos, sem união , e meta em busca de um bem comum.Tudo de bom e torcendo para dias de muita luta.Aposentado esperançoso. De Cambé-PR.

Anônimo disse...

Nem adianta pedir voto pra nada se não encabeçar um movimento antes das eleições para sanar: Bet, Teto, pensionistas


VOTE NA CHAPA DO BIBICA

PIOR QUE ESTÁ NÃO FICA

Anônimo disse...

Do jeito que a carruagem está andando vamos ter protestos mais eficazes. Tipo neguinho e branquinho se acorrentando no Mourisco, gente ficando de cueca e por aí vai. Enquanto não chamarmos a atenção da grande mídia e botar os aposentados nas ruas vamos levar ferro sempre dessa corja. Nessa altura do campeonato pego até touro à mão... o que vier é lucro. Esses caras da Previ e do BB não sabe o que é uma pessoa desesperada.

Anônimo disse...

Colegas,

Mais uma, de intermináveis VEZES fomos enganados, logrados, feitos palhaços por um governo de bandidos, suspeito eu, pelo que estou lendo a cada dia que passa.
São livros, crônicas, blogs de jornais, particulares e de associações que a toda a hora levantam casos e mais casos de corrupção e mentiras do atual governo e também de outros passados.
É só ver a ridícula e vergonhosa atitude de FHC em aceitar viajar com corruptos segundo ele insinuou em várias ocasiões.
Aceitar carona com pessoas a quem acusa é atitude de marginal, no mínimo, SMJ.
De acordo com o que temos hoje, me parece e se não me engano, teremos a médio prazo uma horrorosa guerra civil em nosso amado Brasil.
Vou parar por aqui para não enfartar.


Anônimo disse...

É lamentável amigo Prof. Ari Zanella, por mais que a gente tenha esperança e seja otimista, a PREVI, não cumpre nem determinação judicial, o que dirá em responder uma pauta para idosos. Não adianta os PTS ficarem brabos, pois, votei em Lula três vezes, em vários nomes do partido dos trabalhadores, eles traíram a minha confiança, na Dilma já não votei. PT nunca mais, partido de pelegos e paus mandados. Só nos resta, acioná-los na justiça.

Anônimo disse...

É muita gente boa numa fotografia:

FHC, SARNEY, DILMA, LULA E COLLOR

não aproveita nem o couro pra tamborim...

Anônimo disse...

eve aplicar uma punição e recusar um pedido da PREVI, que administra aposentadorias de funcionários do BANCO DO BRASIL, por mais prazo para implementar um teto nos benefícios, Â definição de um limite nas aposentadorias vem gerando uma disputa interna entre ministérios, como revelado ontem pelo "Estado".
A PREVI, que discorda dos valores sugeridos pela Previc, pediu mais quatro meses para atender à recomendação do órgão regulador. Nesse período, haveria tempo para que a Advocacia-Geral da União (AGU) avaliasse o impasse. A Previc, contudo, não vai aguardar a posição jurídica do governo, por considerar definição do teto é um as-" de sua competência. A única possibilidade de não aplicação imediata à PREVI é o órgão apresentar um cronograma para implementar o teto.

O BB está sendo pressionado a colocar um teto nas aposentadorias do presidente, vice-presidentes e diretores. Isto gera uma disputa interna no governo, opondo Ministério da Previdência, ao qual está subordinada a Previc, a ministérios da Fazenda e do Planejamento, do lado do BB. O prazo para o teto terminou na semana passada.

O presidente da Previc, José María Rabelo diz a interlocutores que não vai aguardar uma decisão da AGU por considerar que esta é uma atribuição da sua alçada. Ele avalia que a AGU já se manifestou sobre o assunto, favoravelmente ao banco, e que a atuação da PREVI não depende de um novo parecer. O Estado apurou que a manifestação da AGU não deve sair neste ano, mas o órgão não vai precisar de quatro meses para dar parecer.

"Não tem sentido, seria inadequado uma mera prorrogação do prazo, uma simples protelação, já que houve tempo mais que suficiente para resolver essa questão", disse uma fonte da Previc. "Se estiver acompanhado de medidas concretas no sentido de resolver a questão, não tem motivos para potencializarmos o estresse." Nesse caso, o órgão analisaria o pleito "com a maior boa vontade do mundo".

A Previc defende um teto de cerca de R$ 30 mil mensais. O cálculo leva em conta 90% do salário do mais alto posto na carreira dos servidores (R$ 37 mil) menos impostos. O BB até aceita o teto, mas com base no salário de um diretor, que recebe cerca de R$ 45 mil por mês. Em média, se a regra fosse válida para a atual diretoria do banco, a aposentadoria deles seria encolhida em cerca de R$ 20 mil.

Entre as medidas previstas na legislação, a mais drástica é a intervenção. O Estado apurou que não há intenção da Previc de adotar a mais rigorosa. A Previc pode aplicar uma ou todas punições: advertência, inabilitação dos dirigentes e multa.

Recursos. A PREVI, informou, em nota, que qualquer que seja o resultado do debate no governo, ele não implicará a implantação automática de um teto dos benefícios. aA PREVI detém recursos suficientes para arcar com seus compromissos atuais e futuros com todos os participantes", afirmou o maior fundo de pensão do País.

Se aceitasse devolver o que foi pago acima do teto desde 2008 e assumir a responsabilidade pela diferença dos benefícios futuros, como quer a PREVI, o impacto no resultado do banco seria por volta de R$ 1 bilhão, uma vez que a instituição é obrigada a registrar no balanço os compromissos pós-emprego, relativos à parcela do BB com as aposentadorias.

Em meio ao fogo cruzado, José Maria Rabelo tem o apoio do ministro da Previdência, Garibaldi Alves (PMDB-RN). Foi o ministro da Aviação Civil, Moreira Franco, também do PMDB, que indicou Rabelo para presidir a Previc. Ao Estado, Moreira Franco disse que aceitou recomendação do ex-presidente da PREVI Ricardo Flores: "Eu precisava indicar alguém".
Edmílson em Januária mg.

Anônimo disse...

Prof. Zanella: Sobre o teto de benefícios a ANAPLAB não pode questionar judicialmente a PREVI e a PREVIC.

Everton disse...

Caro Ari, não cabe um mandato de segurança contra o BB e os diretores da PREVI já que acatam medidas da PREVIC só no que interessa? Não caberia um intervenção judicial igual as de reitegração de posse antes que dilapidem o patrimônio todo?

Ari Zanella disse...

Só podemos pensar (A ANAPLAB) em medidas judiciais quando completarmos um ano de vida. Faltam, ainda 23 dias para este aguardado acontecimento. E se estiver ao nosso alcance, vamos fazer.

Anônimo disse...

Prof. Ari Zanella,

Basta adotar modos mais ousados de protestar para eles nos ouvirem. Esta é a centésima vez que, há alguns anos, venho repetindo isso.

Um abraço.

Ari Zanella disse...

18:13

Doravante pretendo endurecer contra estes algozes. Se tivermos que morrer, vamos morrer no campo de batalha.

Anônimo disse...

Não seria o caso de nova manifestacão no Mourisco agora com quebradeira agressão e tudo mais já que esses Diretores são uns safados não honram suas promesas de campanha deixando os assistidos em plena miséria.Se o bet acabar vou morrer de fome eu e meus filhos.Mas antes que isto aconteça mato esse Marcel fdp. e suicido porque estou desesperado e não quero uer o sofrimento estampado no rosto de meus filhos.Pego esse Marcel de jeito pois não tenho mais nada a perder. Prof.Ari desculpe meu desabafo.Carlos Eduardo.

Ari Zanella disse...

Meu caro Carlos Eduardo,

Se eu tivesse apoio daqueles que conosco lá estiveram, eu faria. Como eu disse, minha paciência esgotou. E retiro meus pedidos de desculpa. Reconheço que fui covarde em fazê-lo. Entrei no time dos que defendem os aposentados incondicionalmente, com intransigência, SEM VOLTA.

Anônimo disse...

Caro sr Ary

Se marcar nova manisfestação conte comigo. Estive lá com vcs e voltarei

Anônimo disse...

É inadmissível os que estão fazendo com a nossa Previ.

Anônimo disse...

O único jeito e fazer como fizeram os torcedores do Vasco e Curitiba. Vamos para agressões físicas.

Anônimo disse...

Por incrível que possa parecer, estão (PT,GOV,BB e PREVI), tentando criar um verdadeiro APARTHEID em nosso fundo de pensão.
De um lado, aposentados e pensionistas querendo melhorias em seus minguados benefícios, deteriorados ao longos dos últimos anos.
Do outro lado, eles tentando criar uma casta de privilegiados com aposentadorias milionárias sem ter contribuido para tal. Um verdadeiro Robin Wood às avessas.

fernando disse...

Prof Ari, uns recebem cesta alimentação, vários ganharam a ação do anuênio,tudo na JUSTIÇA. TEM outros que receberam o RENDA CERTA, alguns ganham acima do TETO, tudo fora da lei. E agora, quantas diferenças, fora outras.

Anônimo disse...

Caro sisudinho paz e amor, você sabe me explicar qual a diferença entre Notificação Extra Judicial e um bilhete qualquer, já que a ambos a Previ não dá a menor pelota?

Ari Zanella disse...

Na prática, talvez um bilhete qualquer produza mais frutos. Eu respeito muito a opinião de quem pensa que uma Notificação Extrajudicial (que ocorre fora dos trâmites da justiça) possa ter algum efeito. Ledo engano!

Anônimo disse...

A vontade que tenho é dar um murro na cara desse Dan Conrado,pau mandado do BB e Governo. Não honra a calça que veste e não tem palavra. Isso prá mim não é homem. Pelo menos deveria dar satisfação nem que fosse resposta negativa. Mas morre de medo do BB,pois é um fantoche e subserviente,só faz o que o patrão manda.Deve ser medo de perder o cargo de presidente e das mamatas que recebe. Aposentado que se dane. O que vale é ele defender o dele.Lourival.

Fernando Lamas disse...

Caro Professor Ari, saudações cordiais ao senhor e a todos os colegas.

Parece mesmo impossível um convívio tranquilo, conciliatório,
entre os aposentados e dirigentes da PREVI.
É desalentador, quase que completamente.

Quantos depoimentos, sinceramente, sofridos, sem exageros, de realidades agredidas por diversas circunstâncias e que poderiam ser bastante amenizadas, no campo material, por atendimentos favoráveis, simples, imediatos, pela PREVI, sem arranhar a sua estabilidade, a sua solidez e que pacificariam esse tormentoso relacionamento.

Prezado Carlos(18:31), entendo, com o máximo respeito, o seu depoimento, mas discordo, caro colega. O seu depoimento pode aumentar a tensão, concorda?
Sei, até pela minha própria carne que é insuportável viver sob estrangulamento financeiro, quase que sem defesa, sem como reagir e, pior, ver o "sofrimento estampado nos filhos".

Professor, perdoe-me se fico, somente, no palavrório, mas propor o quê, para esses nossos interlocutores, mais do que a nossa representação, cansativamente, já o faz?

Algo que eu posso repetir, também, cansativamente, é a reestruturação do contracheque, para fazer constar, APENAS, OS DESCONTOS OBRIGATÓRIOS e com os recálculos de ES e Carim, a fim de que todas as consignações sejam limitadas ao texto da Lei. Uma medida creio que fácil, doméstica e de efeito imediato, pois OS PROVENTOS DEVEM CHEGAR ÀS MÃOS DOS SEUS DESTINATÁRIOS.

Prezado Carlos, peço-lhe suas orações por mim e saiba dos meus joelhos dobrados, por você, entre outras intenções, diante do Altíssimo Deus.

Grato, Professor e PAZ E BEM!

Fernando Lamas
Valinhos(SP)

"A paz esteja com vocês'. Dizendo isso, mostrou-lhes as mãos e o lado. Então, os discípulos ficaram contentes, por ver o Senhor."
João 20,11-18.

Anônimo disse...

A solução é a via judicial.
Mas, com assessoria jurídica de qualidade.Precisamos, digo, precisam as associações que recebem as contribuições de aposentados, destinar um percentual para um fundo comum destinado a pagar bons advogados.
Tipo aqueles que defendem políticos, empresários etc.
Não adianta entrar com ação no foro inadequado e depois demorar mais um ano para entrar com outra ação. Para idosos, o tempo corre mais depressa.
Quantas ações existem tramitando sobre o assunto ?
Está passando da hora; contribuições só para bailes "anos setenta", jantar fim-de-mês, etc., pode até existir, mas tem que haver também para defesa de nossos interesses.
Prof. Ari, me permita sugerir que o sr. ou a Anaplab inicie um movimento para angariar fundos e pagar renomados advogados. Senão o trem não anda. Fica parado em alguma gaveta.
Intervenção, reintegração de posse, retirada de patrocínio(sem levar nada), seja lá o que for.
Estão abusando e tripudiando em cima de idosos, pensionistas, ativos e das leis.
Falando em administradores, o que virou o "inquérito administrativo" sobre o Ricardo Flores? Deu noticia a Previ ?

Ari Zanella disse...

Quanta sabedoria neste seu depoimento, meu grande Apóstolo Fernando Lamas. Com efeito, suas palavras sempre ponderadas, suas colocações sensatas, nos trazem grande alegria e conforto.
Sei de suas dificuldades,irmão Fernando, porém diante da grandeza de nosso Deus, elas se tornam tão pequenas! Eu também vou dobrar meus joelhos em oração para que o Senhor tenha piedade de todos nós!

Anônimo disse...

Eu me pergunto porque ficamos tentando uma resposta da PREVI. Como donos do fundo, nós deveríamos estar dando as diretivas á Previ. Se erramos lá atrás podemos sempre corrigir o erro. Vamos retomar o nosso fundo na justiça. Ponto.

Claudia do rio

Anônimo disse...

Caro Sr. Ary Zanella
Dilma perde meu voto, temos que focar na Dilma.

Anônimo disse...

Prof. Ari, devemos tratar estes representantes da Previ, que nos enganaram com promessas eleitoreiras, como eles nos tratam. Não merecem consideração, eles apenas usaram de má fé para conseguirem a eleição. Ari o então candidato Marcel Barros não sabia que os recursos do BET estavam em aplicações de risco? Seria MÁ FÉ OU INCOMPETÊNCIA?
Eleitos da Previ ponham a mão na consciência e caiam FORA. FORA MARCEL & CIA.

Anônimo disse...

INTERVENÇÃO NA PREVI JÁ. ESTÃO ENTRE OUTROS ABSURDOS LEGISLANDO EM CAUSA PRÓPRIA

ademar disse...

Professor Ar,

Reforçando o comentário do anonimo das 20:15, digo que a Dilma e o PT,não só perde o meu voto,como de qualquer eleitor que eu possa influenciar. PT nunca mais.

Anônimo disse...

Srs.,

Eles andam com carros blindados, em todo o país, tanto os da Previ como os do BB.
São borrados e covardes, mas prevenidos. Tenho informações seguras de que a tempos agem desta maneira. Época do Sasseron e outros.

Anônimo disse...

Mestre

O que fazer?

Esta difícil uma solução para os nossos reais problemas.

Nem sei mais o que dizer, depositei todas as fichas na Novembrada.

Para mim antes dos 10 dias teríamos uma solução,mas nem o superavit de 1 bilhão não sai mais em 2013.

Onde foi parar este dinheiro?

Anônimo disse...


Ainda bem que os aposentados e as pensionistas estão se acordando a tempo de evitar que aconteça com o Plano 1, o mesmo que aconteceu com a Aerus. O PB1 tá muito bem de grana, obrigado! Mas a grande maioria dos assistidos, está chegando no fundo do poço.
A PREVI VAI DEIXAR OS BILHÕES DO PB1 PRA QUEM?

Ari Zanella disse...

22:02
Estou tão ou mais decepcionado do que você.

22:04
Não há dúvidas que para o BB.

Quero agradecer, de coração, a belíssima audiência que vocês estão me dando. Sem vocês, eu nada seria. Grato a todos!

Anônimo disse...

Tudo começou com a ascensão do PT ao poder. De lá para cá, de qualquer maneira e a todo custo, mantem-se no poder, assalariando de forma nababesca os seus correligionários as custas de vidas inteiras de contribuições de reais trabalhadores, que hoje, veem de boca aberta, serem roubados de forma
criminosa e ter seus direitos negados com as bençãos do governo que muitos (infelizmente) elegeram para ser seus defensores por período indeterminado, por que indeterminado? Porque, até o presente instante, não existe no Brasil adversário para fazer frente a essa senhora que está governando o país atualmente e está prestes a reeleger-se.
As nossas esperanças começarão a clarear a partir do momento que o 'império do mal', começar a ruir, até lá, Deus nos proteja e nos abençoe.
Josué Jorge Junior
Castro PR

Anônimo disse...

Não adianta blá blá. Temos que ir para luta. Já.

Ari Zanella disse...

22:27

Concordo. Seja o pioneiro, identifique-se e venha à luta!!!

Anônimo disse...

Caro Prof. Ari,

O Dan e sua turma devem ter feito chacota de nós aposentados, após a novembrada. Eles se consideram àcima do cargo que ocupam e enfrentam até a Previc para manter seu poder financeiro após a aposentadoria.

A solução é continuarmos com dezembrada, janeirada, fevereirada, marçada, etc, para talvez sermos ouvidos.

Anônimo disse...

Caríssimo, ilustre e digno Fernando Lamas respeito muito suas considerações, mas acho que passou da hora e da tolerância. PARABÉNS ao Professor ARI que, quase se perdeu num determinado momento, mas agora volta com força total e PLENA lucidez do que se passa e o que é preciso fazer neste embate.

Anônimo disse...

Parabéns também ao digno JOSÉ MARIA RABELO pela atitude decente e corajosa e VAI enquadrar BB e Previ, é só esperar para ver. É isto mesmo, Sr. RABELO: a ALÇADA é tua e faça valer a norma e a Lei. PARABÉNS.

Anônimo disse...

prof. Ari,

Mas como é mesmo essa história? Então o homem tinha duas caras? Do lado de cá agia à luz do dia, nas portas das fábricas, nos sindicatos, com certeza tinha um codinome também para as ações menos ostensivas, até para não levantar suspeitas junto aos companheiros.
Do lado de lá agia na sombra, protegido por um codinome, um informante? Isso tem outro nome, é alcaguete para a polícia, já vi um popular falar "cangueteiro".
Quem acredita no informante da polícia que só dá boas referências, boas recomendações? Para aquilo que é feito às claras não há necessidade de um informante, todo mundo está vendo.
Tem coisa aí por baixo desse pano, será que mais uma vez vão livrar a cara do chefe? Quem vai pagar o pato?

Anonymus

Anônimo disse...

A propósito da reportagem Órgão regulador quer limitar aposentadoria do BB (9/12), como a Federação das Associações de Aposentados e Pensionistas do BANCO DO BRASIL, que presido, foi uma das denunciantes das aposentadorias milionárias dos altos executivos do banco, permito- me alertar que o dr. José Maria Rabelo, da Previc, ao fixar o teto de aposentadorias em R$ 30 mil, não é movido por nenhum desejo de vingança, como afirma a matéria, mas em cumprimento da lei, ao acatar a denúncia formal de que o BB quer espoliar a CAIXA DE PREVIDÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO Brasil (PREVI), pondo em risco aposentadorias e pensões de milhares de ex funcionários.

Se o BANCO DO BRASIL quer premiar seus altos executivos, que o faça por sua conta, criando, por exemplo,um Brasilprev para eles, não à custa do patrimônio de aposentados e pensionistas associados da PREVI.

ISA MUSA DE NORONHA isamusa@uol.com.br Belo horizonte

Anônimo disse...

E se fossemos na porta da casa do Sr Marcel como foram na do prefeito Haddad, assim sairia na imprensa rapidinho.

luiz fernando disse...

Prof. Ari, a mídia , parte dela, dá alguns pitacos na PREVI e o BB,mas maior anunciante, melhor cliente deles é o BB, muitos se calam, por ocasião, por interesse. A quem recorrer ? Justiça? Levará anos - Associações? o BB dá a mínima. Deputados da esquerda? Existe? . Resta-nos, s.m.j., uma entidade que sempre consegue ou alcança alguma coisa é o Sindicato dos Bancários porque a maioria dos dirigentes do BB , é oriundo dos sindicatos, digo - contraft, contec. Não sei , quantos colegas são sindicalizados. Seria uma, nas convenções coletivas, colocar tbm, cláusulas que comtemplem os aposentados. E o pessoal da ativa, é outro , que por comodismo(até parece nós aposentados) não estão pensando no seu futuro. Eles teriam condições de pressionar o sindicato. Posso estar sonhando, mas acho q temos achar alternativas.

Anônimo disse...

Caríssimo Ary,
Eu sou o 22:27. Não posso me identificar agora. Acredite, não sou um infiltrado. Tive lá.

Anônimo disse...

Nós não vamos aceitar o que estão para fazer...somos todos iguais perante a Lei Magna deste país a Constituição Federal, e ela não é enfeite de estante, se pagarem a um vão ter que pagar a todos...não vamos permitir isso...eles estão acuados não têm mais da onde tirarem dinheiro e não vamos permitir tirar o nosso ,alguma coisa tem que ser feita, nem que seja ir para a rua gritar: SOCORRO!!! todos sabem a quem eles estão querendo socorrer...Vai de retro, para trás satanás!

Anônimo disse...

Prof. Ari, sempre acompanho os blogs indicados aqui pelo seu blog.
Lendo a análise que o mestre Edgardo Amorim Rego faz sobre a nota e posição da Previ sobre o teto, ou ausência dele, senti-me mais tranquilo. A posição do banco e da Previ carecem de sustentação, inclusive a ameaça do retorno das contribuições.
Quando o caro colega Edgardo comenta sobre sermos governados por leis e não por homens -dizia um sábio na antiguidade - cabe a reflexão: os que dirigem nossas Caixas se acham os donos das decisões. Se acham acima da lei.
Cabe a nós trazê-los à realidade.
Como? Enquadrando-os.

Anônimo disse...

Professor Ari,
A maioria já sabia do desfecho da NOVEMBRADA.
Esses cambadas da previ e PeTralha não merece nossa confiança e respeito. São todos bandos de "embrulhões". Se quisermos justiça, temos que fazer com a propria mão, talvez, usando da violencia. Nem a justiça desse país resolverá o nosso problema, pois a maioria é corrompida. Decide sempre a favor da previ/governo. Haja vista,recente "entendimento" do STF que mudou da VT para VC as demandas contra previ e outros EPPs. Estamos dominados. Abraços. Washington.

Carlos-Rio Pardo(RS) disse...

Reunião da Previ - Ontem, terça, teve a reunião da Previ? A cada dia que passa, as esperanças por notícias sobre a NOVEMBRADA, vão se escasseando. Imagino que o assunto do TETO é a bola da vez. A Previ deve estar concentrada nisso, já o BET e ES, devem estar de lados. Abr

Anônimo disse...

É isso aí Rabello, faça cumprir o limite ao TETO de 30 mil. Não dê moleza. Mostre a eles a importância da Previc e a fôrça e legitimidade de seu cargo.

ricardo albuquerque disse...

Colega anônimo das 20,03.
Não vai adiantar sua sugestões. Faço há anos sugestão semelhante. Constituição de um fundo, pago por nós, já que nossas ricas associações não se dispõem a nos socorrer. No dia da novembrada eu disse algumas palavras sobre uma autoria na previ que será caríssima e aventei a hipótese da anabb encampar a idéia. Nenhuma repercussão. Fundo para contratar um excelente advogado de renome nacional já fiz por estas vias fazem anos. Eu acho que as idéias aqui só se forem apresentadas por figuras carimbadas. Acho que estou perdendo meu tempo por aqui.ricardo

Anônimo disse...

Ari o então candidato Marcel Barros não sabia que os recursos do BET estavam em aplicações de risco? Seria MÁ FÉ OU INCOMPETÊNCIA? QUAL O MOTIVO DE UM ENTÃO CANDIDATO MARCEL BARROS PROMETER UMA COISA QUE NÃO ERA CERTA? COMO JUSTIFICAR ESTAS PROMESSAS DE CAMPANHA NESTES ENCONTROS COM APOSENTADOS! ISTO É MÁ FÉ OU INCOMPETÊNCIA! É MUITA CARA DE PAU. GOSTARIA DE ESTAR COM ELE POR UM DOIS MINUTOS SÓ.
COM O POSSÍVEL TÉRMINO DO BET E A VOLTA DAS CONTRIBUIÇÕES NOSSA APOSENTARIA DEVE CAIR EM TORNO DE 28%. VAMOS NOS UNIR. VAMOS NOS UNIR. VAMOS NOS UNIR.

Anônimo disse...

Vejam os exemplos que ocorrem o sr chefe da previc, em poucas horas passou de vilão a herói nacional. assim o pb1 de extingue e não conseguiremos nada. Manifestação não precisa ser violenta existe alguma coisa chamada "desobediência civil", por ex, impedir o acesso ao prédio, pichar com tinta que, após certo tempo desapareça. pessoal vamos usar os miolos..

Everton disse...

Esse blog ta blogando, quer dizer tá bombando. Mas por que não podemos entrar com um mandato de segurança e pedir que a PREVIC faça intervenção na PREVI e se realmente tem recurso então que se cumpra o BET como foi acordado em 60 parcelas e não é só o teto que se tem que implantar mas as verbas que compoem esse teto, pois o nosso complemento etá limitado a 90% e ai não inclui cesta alimentação, plr, vendas de folgas, férias, etc.

Anônimo disse...

Ari, vendo sua postura quando teve contato pela primeira vez com o Marcel, acreditou e depois acordou, agora teve o contato com o Dan Conrado, acreditou e depois acordou, agora você deve ter entendido, não tem como acreditar e sim mostrar uma postura de superior a ele, pois ele está ali para nos atender, ele é um indicado e você é um dos "donos" da Previ, não olhe mais para baixo e sim para cima, e olha daqui para frente não tem mais "paz e amor", o caminho é uma INTERDIÇÃO JÁ, IMEDIATA.......

Anônimo disse...

Professor Ari,
Na Novembrada, quando Vc iniciou a fala, viu a cara do DANado "SHREK" ??? Cheio de cinismo e deboche,como se estivesse diante de seres inferiores ???
Protegido pelo cão raivoso, "pitbull barney" a tira-colo e demais "peludos"???.

Anônimo disse...

Espero que seja PIADA DE HUMOR NEGRO do tal diretor Marcel dizendo que o BET termina em 31.12.2013
Quer dizer que ELES suspendem nosso BET em pleno Ano Novo e partem para suas maravilhosas férias de MARAJA.
Sera isto mesmo??
Já chegaram neste ponto lamentavel com o tratamento conosco?
Respostas nada ou quase nada, e fim de ano sem BET e Ate mais ver pessoal da novembrada...

Daniel Pereira

WILSON LUIZ disse...

Transcrito do site da ANAPAR, escritos caixa-alta, estilo HPN, acrescentados por minha conta e risco.


Notícias da Previdência

--------------------------------------------------------------------------------
Agência Estado (11/12/2013)
Previ deve ser punida por órgão de fiscalização

Previc quer que o maior fundo de pensão do País estabeleça limite nas aposentadorias

A Previc, órgão que regula os fundos de pensão no País, deve aplicar uma punição e recusar um pedido da Previ, que administra aposentadorias de funcionários do Banco do Brasil, por mais prazo para implementar um teto nos benefícios. A definição de um limite nas aposentadorias vem gerando uma disputa interna entre ministérios, como revelado ontem pelo Estado.

A Previ, que discorda dos valores sugeridos pela Previc, pediu mais quatro meses para atender à recomendação do órgão regulador. Nesse período, haveria tempo para que a Advocacia-Geral da União (AGU) avaliasse o impasse. A Previc, contudo, não vai aguardar a posição jurídica do governo, por considerar que a definição do teto é um assunto de sua competência. A única possibilidade de não aplicar punição imediata à Previ é o órgão apresentar um cronograma para implementar o teto.

O BB está sendo pressionado a colocar um teto nas aposentadorias do presidente, vice-presidentes e diretores. Isto gera uma disputa interna no governo, opondo Ministério da Previdência, ao qual está subordinada a Previc, a ministérios da Fazenda e do Planejamento, do lado do BB. O prazo para o teto terminou na semana passada.

O presidente da Previc, José Maria Rabelo diz a interlocutores que não vai aguardar uma decisão da AGU por considerar que esta é uma atribuição da sua alçada(VAMOS VER SE NOSSO BRAVO COLEGA RABELO VAI HONRAR O CARGO QUE OCUPA, CUJA PRINCIPAL ATRIBUIÇÃO É ZELAR PELA SEGURANÇA DOS ASSOCIADOS DOS FUNDOS DE PENSÃO). Ele avalia que a AGU já se manifestou sobre o assunto, favoravelmente ao banco, e que a atuação da Previ não depende de um novo parecer. O Estado apurou que a manifestação da AGU não deve sair neste ano, mas o órgão não vai precisar de quatro meses para dar parecer.

"Não tem sentido, seria inadequado uma mera prorrogação do prazo, uma simples protelação, já que houve tempo mais que suficiente para resolver essa questão", disse uma fonte da Previc. "Se estiver acompanhado de medidas concretas no sentido de resolver a questão, não tem motivos para potencializarmos o estresse." Nesse caso, o órgão analisaria o pleito "com a maior boa vontade do mundo".

A Previc defende um teto de cerca de R$ 30 mil mensais. O cálculo leva em conta 90% do salário do mais alto posto na carreira dos servidores (R$ 37 mil) menos impostos. O BB até aceita o teto, mas com base no salário de um diretor, que recebe cerca de R$ 45 mil por mês. Em média, se a regra fosse válida para a atual diretoria do banco, a aposentadoria deles seria encolhida em cerca de R$ 20 mil.

Entre as medidas previstas na legislação, a mais drástica é a intervenção(NÃO SERIA DIVERTIDO?). O Estado apurou que não há intenção da Previc de adotar a mais rigorosa. A Previc pode aplicar uma ou todas punições: advertência, inabilitação dos dirigentes e multa.

Recursos. A Previ, informou, em nota, que qualquer que seja o resultado do debate no governo, ele não implicará a implantação automática de um teto dos benefícios. "A Previ detém recursos suficientes para arcar com seus compromissos atuais e futuros com todos os participantes", afirmou o maior fundo de pensão do País.

Se aceitasse devolver o que foi pago acima do teto desde 2008 e assumir a responsabilidade pela diferença dos benefícios futuros, como quer a Previ, o impacto no resultado do banco seria por volta de R$ 1 bilhão, uma vez que a instituição é obrigada a registrar no balanço os compromissos pós-emprego, relativos à parcela do BB com as aposentadorias.

Anônimo disse...

Mande mensagens Para o presidente José Maria Rabelo http://www.previdencia.gov.br/previc/

Anônimo disse...

Ari meu companheiro!!! Dá esta colaboração na divulgação deste texto para inciarmos o combate.

Abraço!

AÇÃO DE LOCUPLETAMENTO ILÍCITO DE BENEFÍCIO ESPECIAL TEMPORÁRIO DE APOSENTADORIA c/c COBRANÇA DE SUPERÁVIT e RESPONSABILIDADE CIVIL POR DANO MORAL em razão de apuração e distribuição de superávit contra a CAIXA DE PREVIDENCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL (PREVI) e BANCO DO BRASIL S/A.

Esta ação tem por finalidade garantir o direito do participante autopatrocinador receber o superávit referente à contribuição da parte patronal que contribuiu para o plano apresentar superavitário.

Em ação patrocinada por nosso escritório de advocacia o TJMG determinou a PREVI devolver o valor do superávit que o BB apropriou do qual não foi patrocinador das contribuições (pessoal – patronal) realizadas pelo participante autopatrocinador.

Ver ementa do acórdão:

EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL – AÇÃO ORDINÁRIA – PREVIDÊNCIA PRIVADA COMPLEMENTAR – ENTIDADE FECHADA – BANCO - ILEGITIMIDADE PASSIVA: CONFIGURADA - DEVOLUÇÃO DE SUPERPÁVIT – POSSIBILIDADE - CONTRIBUIÇÃO COMO AUTOPATROCINADOR – PARTICIPANTE + PATROCINADOR – VEDAÇÃO AO ENRIQUECIMENTO ILÍCITO – DANO MORAL: AFASTADO. SENTENÇA MANTIDA. 1. Tem legitimidade passiva apenas Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (PREVI) para a ação de cobrança de parcelas de complementação – AgRg no Ag 1326962/SC. 2. Mantida a relação contratual com a PREVI na qualidade de Autopatrocinadora, impõe-se a devolução do superávit também da cota do patrocinador. 3. Entendimento diverso acarretaria enriquecimento ilícito do banco, que se apropriou do superávit do qual não foi patrocinador. 4. A ausência do recebimento de modo correto do superávit não tem o condão de trazer prejuízos à integridade psíquica da apelante.

Tem direito os ex-funcionários do BANCO DO BRASIL S/A que saíram através dos planos PDV-PAQ-PDI ou foram demitidos por não terem aderido a nenhum plano e que tenham permanecidos vinculados a PREVI.

O nosso escritório de advocacia está à disposição de todos os pedevistas ou ex-funcionários demitidos para auxiliá-los e fornecer cada vez mais informações e notícias pertinentes ao recebimento da cota patronal do superávit da PREVI.

Entre em contato através dos telefones (33) 32254476 ou 84120747 ou pelo endereço eletrônico: iltonadvog@hotmail.com

Anônimo disse...

Até quando aguentaremos essa situação? Vamos esperar o apagar das luzes e passar o natal e ano choramingando? Eles não vão dá nenhuma resposta da novrembada. Aliás, já deram. O BET acaba em dezembro. A preocupação deles, neste momento, é manter os salários dos marajás. A gente que sae....

Anônimo disse...

Denunciar para o MP e Polícia Federal.

Anônimo disse...

Bem, se o Bet acabar muitos terão que entrar na justiça e pedir para pagar o total das dividas 30% Eu sou um deles que proibirei desconto da cooperforte, crediscoop, poupex e ai vai.Não terei como sustentar minha familia. A diretoria passará um Natal saboreando de camarão para melhor e nós o que iremos saborear? Tristeza?

Anônimo disse...

Emérito Mestre ZANELLA:


Não gosto nada disso, mas é o jeito. É o "penúltimo recurso". O negócio agora é NA BASE DO TERRORISMO e da chantagem, igual à PREVI faz conosco (vide as constantes ameaças de fim do BET, etc., etc.).
O Sr. Marcel não sabe quem eu sou, mas eu sei quem ele é, portanto se ele GOSTAR DE TOMAR BANHO DE SOL NA PRAIA, QUE FIQUE ATENTO!!!

Anônimo disse...

Ari, realmente o momento está difícil para a gente. Além da diretoria da Previ nos tratar como "nada", temos uma PREVIC acuada, pois se ela deu prazo até dia 2 para regularizar o teto e hoje é 11, alguma medida já deveria ter sido tomada. Além de tudo isso, temos uma bolsa andando de lado: dia 2 estava com 51 mil pontos e hoje, dia 11, está com 50 mil. E a meta é chegar a 60 mil pontos dia 30. Ou seja teria que subir mais 20% (mil pontos) em cerca de 11 pregões. Realmente, tá difícil...
Celio

Anônimo disse...

Cade o Sr Marcel?

WILSON LUIZ disse...

O Banco do Brasil está pedindo tantas prorrogações do prazo concedido pela PREVI para adequação do teto, que acho que tem algum “amigo do rei” de alta patente faltando pouco tempo para adquirir direito à aposentadoria, e estão ganhando tempo por isso.

Anônimo disse...

Wilson, concordo com vc.
Tem alguém lá prestes a se aposentar e quer aproveitar a lambança.
Deus nos acuda.

Anônimo disse...

Noticia de interesse, origem da BOVESPA. "BANCO DO BRASIL (BBAS-NM) - Esclarecimentos BANCO DO BRASIL (BBAS-NM)
Esclarecimentos

A BM&FBOVESPA enviou a seguinte consulta a empresa:

Solicitamos esclarecimentos, ate 10/12/2013, sobre o teor da noticia veiculada no jornal O Estado de Sao Paulo, edicao de 09/12/2013, sob o titulo Aposentadoria do BB pode ter limite de R$ 30 mil , bem como outras informacoes consideradas importantes, notadamente sobre o impacto estimado no balanco dessa Instituicao Financeira.

Em atencao a nossa consulta, a empresa enviou o seguinte:

Em atencao a correspondencia Bovespa GAE 4.408-13, de 09/12/13, que solicita esclarecimentos sobre a noticia divulgada no jornal o Estado de Sao Paulo, edicao de 09/12/2013, o Banco do Brasil informa que:

1. Os beneficios atualmente pagos pela Caixa de Previdencia dos Funcionarios do Banco do Brasil PREVI estao em conformidade com a legislacao e com as disposicoes regulamentares do Plano, nao havendo qualquer irregularidade e nao justificando a assuncao de qualquer responsabilidade por parte do Banco, alem das previstas no Regulamento do Plano.

2. Os beneficios de aposentadoria oferecidos pela PREVI fazem parte da Politica de Recursos Humanos do Banco e, conforme previsto no regulamento do Plano daquela entidade, seus valores sao apurados utilizando-se a mesma regra de calculo para todos os seus participantes, tendo por base a remuneracao recebida, independentemente do cargo exercido nesta Empresa.

3. Assim, informamos que o assunto abordado na materia nao traz impacto para o resultado do Banco.

Brasilia, 10 de dezembro de 2013.
Abraços...

Anônimo disse...

Caro Professor ARI ZANELLA:


Por quê, caso o BET acabe agora em 31 de dezembro de 2013, devam voltar logo as contribuições? Qual o amparo legal para isso? Não seria o caso de BAIXAR LOGO OS ALTOS SALÁRIOS? O valor do BET nós sabemos, qual seria o valor das contribuições retornadas? Aonde anda o SUPERÁVIT do ano de 2012? Muito obrigado.

JOSÉ AFONSO SOBRINHO - Natal - (RN), 11/dezembro/2013

Anônimo disse...

SR ARI, A VERDADE E ESSA EM UMA LINGUGEM POPULAR: A PREVI JOGA PARA O BANCO O BANCO JOGA PARA PREVI, A ORDEM E DE DILMA OU DE LULA OU DO PT .ASIM TODOS FICAM JOGANDO , SE DEVERTINDO USUFRUINDO COMENDO MUITO BEM OBRIGADA E MANGANDO DE TODOS APOSETADOS E PENCIONISTAS AMRGURADOS E SOFRIDOS. NIMGUEM ESTAR NEM AI!!!!.DEVEMOS TOMAR CONTA DO QUE E NOSSO , INTERVENÇÃO PARA ONTEM, VAMOS QUE VAMOS TOMAR CONTA EM CUANTO E TEMPO, MOSTRAR QUE A PREVI E NOSSA NÃO E DE DILMA . REVLTADO

Anônimo disse...

A volta das contribuições é chantagem da diretoria.
Se o plano PB1 é um plano fechado, consolidado e com recursos para pagar a TODOS os seus participantes, como afirma a PREVI quando explica o NÃO TETO, contribuir para o que. O plano está se encerrando. Leiam o blog do Edgardo. Licensa Prof ARI.
Colega Ricardo Albuquerque, não desista não. Temos que continuar "cutucando". Uma hora a ficha cai e acaba o jogo de compadres.

Fernando Lamas disse...

Prezado Professor Ari, saudações cordiais ao senhor e a todos os colegas.

Que tensão continuada, entre nós, Professor!
Numa comunidade predominada por idosos e longevos, isso traz consequências desastrosas ou mesmo fatais, para a saúde, contraditoriamente, na chamada melhor idade.

É revoltante, de fato, os dirigentes terem conhecimento do fracasso financeiro de muitos, famílias em grande perigo, fatos esses originados, em boa parte, no aviltamento dos benefícios e não agirem o mínimo, de posse de vários instrumentos, fáceis e rápidos, de alívio, como uma simples suspensão temporária e opcional do ES e Carim.

Mesmo assim, da nossa parte, deve prevalecer a técnica, a serenidade, o equilíbrio, numa palavra, a determinação, pela nossa defesa, diante do que entendemos colocar em perigo a todos os aposentados, sem exceção, pois todos dependemos da perenidade da PREVI.

É hora da nossa representação unir-se, mais do nunca e sem particularismos: afinal, estamos todos no mesmo barco!
Articulação não falta na PREVI e pode, também, não faltar aqui, entre nós.

Não se trata de colocarem-se dois grupos, para confrontarem-se, custe o que custar, como numa guerra, onde, afinal, a civilização perde.

Os dirigentes da PREVI, embora técnicos, têm, certamente, imagino, uma assessoria política poderosa que os encoraja e orienta, no trato conosco, com a imprensa, etc.

Penso que, entre nós, deva ser assim, pois, extremismos, como um simples pedregulho que chegar ao vidros do Mourisco ou algum fato sinistro que atinja, fisicamente, algum dirigente da PREVI, vai estilhaçar ou insinuar, sobre os aposentados do BB.

Há tempo, para tudo terminar muito bem!

Que este tempo de espera pelo Natal do Senhor Jesus desperte as consciências, para o bem comum e que faça-nos a todos, dirigentes e aposentados, lembrar daqueles eternos valores de berço, portanto, sempre atuais e valiosíssimos, insuperáveis a qualquer diploma na parede, a fim de que a normalidade se instale no nosso meio.
Deus permita e inspire!

Grato por tudo, boa noite, Professor e segue um PAZ E BEM!

Fernando Lamas
Valinhos(SP)

"E não havia necessitados, entre eles."
Atos 2,42-47.



Anônimo disse...

Prezado Professor Ari, seria interessante para nós, como todos sabem no ano de 1997 foi fechado o Plano de Benefícios Nº 01. Portanto há 16 anos atrás, o número de participantes só vem decrescendo ao Inverso do Patrimônio que só vem aumentando vetiginosamente.
Deveríamos trazer estes números ao nosso conhecimento, isto é:
Ano 1997: A)Número de participantes(Ativos + Aposentados + pensionistas).
B) Patrimônio do PB1.
Ano 2013: A1)Número de participantes(Ativos + Aposentados + pensionistas.
B1) Patrimônio do PB1.
Algum colega que tem essa informação poderia nos passá-la, assim saberíamos sobre a evolução per capta do seu patrimônio.
Ao meu ver, a Previ está andando na contramão conosco.

Anônimo disse...

Desculpe o erro de grafia, no comentário anterior a palavra correta é vertiginosamente.

Anônimo disse...

Amigo Prof. Ari, se é que posso trata-lo assim, o caro irmão Lamas, tem toda a razão, mas, a coisa está ficando insuportável, pois a Previ não cumpre nem com sentenças judiciais, está sempre empurrando com a barriga, e sinceramente, eu tenho rezado muito para terminar bem, isso tudo. Qualquer hora a casa vai cair, acho a mudança de atitudes do diretor Marcel, da sua posse até o presente momento, digna de suscitar dúvidas, de quem manda mais e está por traz de tudo isso. E depois se queixam de judicialização. Abraços, Rogério Luiz Carvalho. Pelotas.RS.

Anônimo disse...

Em alguns jornais importantes e de ampla circulação do Estado de São Paulo,já se vê matérias sobre intervenção na Previ.

Tomara que aconteça!!!

Fora ladrões, tratantes, mentirosos!!!

paraguassu disse...

Caro professor, voce dispoe dos enderecos eletronicos daqueles que o seguem. Creio, s.m.j., que chegou o momento de convocar-nos para encontros onde seriam discutidos nossos proximos movimentos, sem que o pessoal da PREVI tome conhecimento do que estejamos articulando. Muito do que aqui se publica, nossos algozes acham que estamos blefando. Vamos mostrar o contrario. INTERVENCAO JA!!!!

Leopoldina Correa disse...

Comunicado No. 2 da Comissão Organizadora da Novembrada
11 de dezembro de 2013 às 20:41

Caros colegas,

Aguardamos pacientemente por alguma resposta à nossa Notificação Extra Judicial entregue à Diretoria da Previ no dia 25/11/2013, por ocasião da manifestação a qual demos o nome de NOVEMBRADA ocorrida em frente a Sede daquele Fundo de Pensão, no Rio de Janeiro.

Ontem, 10/11/2013, se extinguiu o prazo de 10 (dez) dias úteis para que a PREVI nos respondessem. Porém, a Comissão Organizadora não vai se manifestar e/ou cobrar da Previ nenhuma resposta. Com isso, não quer dizer que não vá tomar nenhuma providência, muito pelo contrário, vamos agir discretamente, sem alardear nossas intenções.

Dias antes da nossa manifestação, através de nossa representante Leopoldina Corrêa, fomos procurados por àquela diretoria oferecendo-se a nos receber, donde se conclui que, pela clara demonstração de “carinho”, pelo menos, por educação, nos dariam alguma resposta.

Aproveitamos para dizer que, mesmo em face a tanta “solicitude e atenção”, as imagens daquela reunião, mesmo solicitadas oficialmente, não nos foram disponibilizadas para que pudéssemos compartilhá-las para todos os interessados.

Portanto, diante do estranho silêncio e do descaso com as nossas reivindicações, queremos declarar nosso repúdio ao escárnio praticado contra nós e dizer que, embora sejamos a parte mais fraca desta briga do rochedo contra mar, seguiremos em frente pela busca de justiça. Já que somos nós que pagamos a conta, que, pelo menos, tenhamos o direito de CONTINUAR EXISTINDO.

Queremos agradecer a participação de todos aqueles que não mediram esforços ao comparecerem a nossa Novembrada, e dizer que, o descaso da PREVI em, sequer, responder nossa Notificação Extra Judicial, só aumenta ainda mais nossa revolta e, desta feita, nos inspira e nos incita a uma nova manifestação muito maior.

Comissão Organizadora da Novembrada


NOTA:

Abaixo está o link do Jornal Asas que acaba de ser lançado como mais uma ferramenta para da apoio à nossa luta.


http://jornal-asas.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

A Dilma tá cagando e andando para nós. Nem deve está sabendo das mazelas em que vivemos. O negócio, é com o b mole do "Don com raiva". É ele que tem que acertar conosco. Da a resposta. Quanta m junta...só Jesus na causa.

Anônimo disse...

Ao anônimo das 23:00,

A Dilma só se preocupa com quem ganha de 0,01 até 1,0 salário mínimo. Nós somos considerados aposentados de alto padrão pra ela. Ela e o Lula - soma-se aí a PTzada toda - só manifestaram interesse por nós do BB, na hora dos votos. Nossos muitos milhares de votos ajudaram a colocá-los lá.

Anônimo disse...

Completando a frase:
"E não havia necessitados entre eles, a direção e conselheiros da Previ".