sábado, 13 de abril de 2013

SHALE GAS (GÁS DE XISTO)

       O gás de xisto está reoxigenando a economia dos Estados Unidos. Dos 50 estados americanos, 48 estão em condições de usufruir desta nova tecnologia.
       É uma energia limpa e barata, obtida por meio de uma injeção de água, areia e produtos químicos em estruturas rochosas que contêm microporos cheios de gás de modo a liberar os hidrocarbonetos presos nelas. Diferentemente das camadas do pré-sal, as finas camadas de rochas estão a baixa profundidade, o que facilita atingi-las com baixo custo. Outro facilitador é de que de uma única perfuração pode-se chegar a diversos "poços", pois o gasoduto pode estender-se horizontalmente.
"Essas duas novas técnicas de extração do que por lá se chama de “shale gas” estão provocando uma verdadeira explosão nos números de produção de gás e petróleo dos Estados Unidos e barateando de tal forma os custos de diversas indústrias intensivas em energia que todos os prognósticos sobre a “crise sistêmica” da economia americana, que estaria irremediavelmente condenada a ser engolida por economias emergentes, estão sendo refeitos.
Os entornos de Pittsburgh que, nos últimos anos, pareciam um cemitério de velhas siderúrgicas desativadas, assistem hoje a uma corrida frenética de capitais americanos, russos, franceses e até chineses para voltar a fabricar aço com a energia mais barata do mundo.
O Maciço Marcellus, uma formação geológica de rochas arenosas impregnadas de gás e óleo se estende por quase 1.000 quilômetros ao longo das montanhas Apalaches do estado de Nova York até o de West Virgínia. Somente no ano passado o governo da Pennsylvania emitiu 2.484 permissões para a perfuração desse novo tipo de poço de petróleo. Somente os poços da porção do Maciço Marcellusnesse estado produziram 895 bilhões de pés cúbicos de gás em 2012, partindo de 435 bilhões no ano anterior. Em 2008 essa produção era igual a zero.

Isso representou uma injeção de US$ 14 bilhões na economia da Pennsylvania no ano passado (dados da Economist).
Arkansas, Louisiana, Oklahoma e Texas viveram explosões semelhantes. A produção de gás e petróleo extraído dessas rochas quadruplicou nos Estados Unidos entre 2007 e 2010 e acrescentou 20% à produção nacional de petróleo em geral nos últimos cinco anos. Técnicos da British Petroleum afirmam que a produção deve continuar crescendo à base de 5,3% ao ano até 2030 e que, já no fim deste ano os Estados Unidos ultrapassarão a Rússia e a Arábia Saudita e se tornarão o maior produtor de petróleo e gás do mundo.
O preço do gás nessa região caiu de US$ 13 o BTU em 2008 para US$ 1 a 2 no ano passado, o segundo preço mais baixo do mundo depois do Canadá. As fábricas americanas consumidoras de gás estão pagando 1/3 do que pagam as alemãs e ¼ do que pagam as coreanas.
Gás barato também se traduz em eletricidade barata. Em 2011 as fábricas americanas nessas regiões já estavam pagando metade do custo da energia no Chile ou no México e ¼ do que se paga na Itália".

http://www.geofisicabrasil.com/artigos/41-opiniao/4951-shale-gas-estados-unidos-dao-a-volta-por-cima.html

       Em recente visita a Florianópolis, o ministro do governo Dilma, Fernando Pimentel (PT) do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, afirmou que a nova tecnologia americana "é uma ameaça à competitividade brasileira" devido ao alto custo Brasil na extração do óleo do pré-sal.
       O governo brasileiro devia saber que no Paraná temos extensas áreas de rochas semelhantes, e esta tecnologia poderia ser trazida para cá. Igualmente a bacia de Santos é riquíssima em gás natural. Poderia abastecer milhares de turbinas para geração de energia elétrica para todo o sudeste e centro-oeste.
       A crise vai durar muitos anos, não apenas dois anos como afirmou Dilma Rousseff ano passado. É preciso agir com sabedoria. O Brasil está dando aspirina para um paciente terminal.
       E para arrematar, vamos lembrar o governo para devolver nossos direitos surrupiados, em relação ao nosso fundo de pensão, a Previ. Derrubar a resolução 26 é ponto pacífico. Se lhes falta dinheiro, busquem-no em novas engenharias como a que descrevi acima. O Brasil é rico por natureza, mas está sendo muito maltratado. Os fundos de pensão são dos associados/assistidos. Respeitem-nos!!!

15 comentários:

Anônimo disse...

colegas, tratamento dentário deveria ser de competência da CASSI, é isso que devemos reivindicar, outros planos de saúde como da CEF, atendem a saúde dentária dos seus associados, eu estou com problemas sérios nos dentes e endividada não tenho a menor condição de tratar, estou pensando em pegar atestado médico provando a relação dos dentes com a saúde geral e recorrer para que a CASSI cubra pelo menos parte do tratamento , o que vocês acham?

Ari Zanella disse...

"Nesta semana, tentei refletir sobre o Relatório PREVI 2012, que se acha exposto no site da PREVI na Internet. Confesso que, apesar de meus longos anos de computador (lido com computador, desde a década de 80 do século passado!), estou tendo dificuldade para folhear tantas páginas, belas e cheias de informações minuciosas, a respeito do desempenho da PREVI."

REFLEXÃO SOBRE O RELATÓRIO DA PREVI/2012

Leiam no Blog do Edgardo.

www.blogdoedar.blogspot.com.br

Anônimo disse...

Prezado Ari Zanella,

Os EUA têm trabalhado para tornarem os seus factores produtivos mais baratos e assim dar cartas no mercado mundial em breve.

E a Europa? Aparentemente, está a ver passar navios...

Nós aqui no Brasil acostumamos a "Roubar", dar carta branca para políticos mau intencionados que dilapidam o patrimônio dos fundos de pensão, fazendo seus dirigentes inclusive eleitos por nós a investir em negócios superfaturados, sem os devidos estudos,sem saber dos impactos ambientais.

E você já fez a sua filiação a ANAPLAB, temos que fortalecer esta associação criada para te atender, para que você e todos do Pb-1 tenha voz.

Desde de 2001 para cá quando passei a receber a minha pensão que escuto falar em melhorias, passados 12 anos a situação só piora, e nestes 12 anos escuto falar que a previ teve seus bilhões aumentados,veio a crise de 2008 levou mais de 25 bilhões, e agora querem nos levar o BET no final de 2013.

Temos que chegar ao final de 2013, com pelo menos 1.000 sócios, para termos voz, por isso cada um tem que fazer a sua parte, fale com seus amigos, assim como nos atos voluntários em que muitos se juntar para o bem comum, vamos salvar o que nos resta que é a DIGNIDADE.

FILIE-SE A ANAPLAB 15 REAIS A MENSALIDADE.

Pensionistas vamos lutar por nossos direitos, faça você também a sua parte, porque só reclamar sem partir para ação só te deixa ainda mais deprimida e isolada.

Atenciosamente

Rosalina de Souza
Pensionista

Anônimo disse...

O Fórum Jurídico promovido pela Dona Isa Musa mostrou bem a grande capacidade de luta daquela senhora. Vendo suas fotos, seus cabelos brancos que bem mostram a idade, me da um orgulho enorme de tê-la como colega. Incrível sua capacidade de aglutinar pessoas para o bem. Eu a respeito muitíssimo.

Anônimo disse...

Caro Ari,
Divulgue entre os colegas.

Gostaria de sua opinião sobre a Portaria abaxo da Receita Federal sobre o I.R sobre 1/3 da PREVI. Vale a pena ou não desisitir da ação?

Trata-se de instrução normativa da Receita Federal sobre a devolução do IR 1/3 PREVI.
Acesse o Link abaixo:
http://www.receita.fazenda.gov.br/Legislacao/Ins/2013/in13432013.htm

Marco Antonio Orlando

Ari Zanella disse...

Prezado Marco Antonio,

Depende da necessidade. O pagamento administrativo proposto pela Receita Federal através da Instrução Normativa é mais rápido, porém, com certeza o pleiteante receberá MENOS, devido ao índice que será utilizado para a correção dos últimos 5 anos.
É o mesmo caso do FGTS - perdas dos Planos Econômicos. A tendência é o Executivo não recorrer mais das sentenças, o que AGILIZA o processo judicial. No meu entender, é melhor ficar na justiça.

Anônimo disse...

Agora estou tranquilo pq o Dr. Medeiros afirmou que nossas associações de aposentados estão trabalhando e muito. Ao contrário do que os desaglutinadores dizem, estamos muito bem representados. Basta perceber os excelentes resultados

Ari Zanella disse...

Ao anônimo 11:53

Percebo uma certa ironia nessas suas afirmações. Tanto você, quanto o anônimo das 10:49, (talvez seja o mesmo) jogam num time muito conhecido da região e se utilizam de certas práticas espúrias e bastante sutis, próprias de um autor barroco da idade média chamado Gregório de Matos Guerra que tinha a alcunha de "o boca do inferno".
Desculpe se a carapuça não lhe servir, mas se você fosse identificado, talvez eu não teria este pré-julgamento.

Anônimo disse...


Mestre, aqui estou novamente e vou avisando : Vim para complicar, por exemplo : Juiz pode mentir ? E se
mentir , deve ser aposentado ? Refiro-me ao Ministro do STF , Dr. Luiz Fux, que prometeu ao Zé Dirceu que o absolveria e não cumpriu. Aliás, foi brilhante na acusação, o que não aconteceu com o Tolo,aliás, Totolli, desculpem o erro de grafia.Finalizando, Colegas, o Magister deve ser punido ? E se ele prometer a Lula que vai absolve-lo, o PT deve acreditar ? E nós devemos torcer pela TRAIÇãO ? Segundo os antigos , trair e coçar é só começar ? Por último, mas por último mesmo : Mestre Ari, homem de boa fé; arranje uma "boca" de R$ 50 000 00(o ideal seriam 02) para o nosso ministro e o óleo aparece. Um abraço, estre -Divany Silveira -S Lagoas-G

Anônimo disse...

Ao anônimo das 11:53

Se estivéssemos tão bem representados,não teria sido assinado o acordo doação 7.5 bilhões em 2010.

Não estaríamos na angustia de ter o BET FINDAR EM 2013.

Não estaríamos a receber ataques de todos os lados,resolução CGPC26, retirada de patrocínio, desmonte da Cassi o que esta acorrendo caro 11:53 é que nossos dirigentes acordaram e sabem que não somos mais os idiotas que só pagava as contribuições sem reclamar de nada do que se passava.

Os tempos são outros e hoje estamos em estado de alerta e sempre vigilantes.

Att.

João de Barro

Unknown disse...

Sobre o assunto em pauta (extração de gás e óleo a partir da fragmentação do xisto), transcrevo parte do comentário de Paulo Yokota, que me parece muito apropriado. O assunto é tão palpitante nos EEUU que já teria sido objeto de filmografia demonstrando os danos infligidos às propriedades rurais. Algumas chegam a ter suas terras consumidas pelas chamas, pois a fragmentação do xisto efetuada com produtos químicos pode resultar na "queima" do solo. Sei que em São Mateus do Sul - PR, a Petrobrás faz a extração do xisto betuminoso e ela deve ter larga experiência na área.

Então, segue parte do comentário:
"Como na fragmentação do xisto, visando a produção de petróleo e gás, utilizam-se variados métodos, mas normalmente envolvendo a injeção de água com produtos químicos, e existem discussões técnicas sobre a poluição que estaria ocorrendo no subsolo, ainda que não existam, por ora, comprovações científicas insofismáveis, possivelmente do curto tempo decorrido. Nos vazamentos de óleo na superfície são evidentes os danos ecológicos, discutindo-se os males que estão causando aos animais e seres humanos. Nos transportes dos produtos químicos existem elevados riscos de contaminação do meio ambiente. Discute-se também o aumento dos riscos de terremotos com estas explorações."

Fica a dúvida.

Luiz Faraco - Florianópolis-SC

Anônimo disse...

Esse tipo de exploração de gas é proibido na Franca justamente por não ter um estudo ambiental sério sobre essa tecnologia. Como o sr. disse, utiliza-se agua, areia e produtos quimicos. A quantidade de agua é enorme e os tais produtos quimicos não são conhecidos nem se sabe a quantidade utilizada. O sucesso do empreendimento é grande porque não existe lei federal para regulamenta-la e as normas para exploração depende de cada estado. Não é preciso dizer que por isso o lobby é grande e o dinheiro corre solto quando é pra financiar campanhas de politicos a favor do fracking. Recentemente a Tv Record fez uma reportagem, divulgada num programa dominical, sobre esse tema, mostrando que tal tecnica está poluindo lencois freáticos de região proxima a NewYork. Inclusive as pessoas, entre elas alguns famosos, como Yoko Ono, ja estão se organizando para protestar contra esse tipo de produção de gas. O uso dessa tecnologia repete uma característica marcante da cultura amerricana: fazer primeiro, canalizar todo lucro possivel, e depois descobrir suas consequencias. E é assim com agrotoxicos, sementes geneticamente modificadas, remédios, energia nuclear, etc...

Anônimo disse...

PROFESSOR ARI,

O FRATURAMENTO DA ROCHA FOI A CAUSA DOS DESASTRES ECOLÓGICOS DO GOLFO E, RECENTEMENTE, NO BRASIL.
Como controlar este fraturamento(fracking) sem que se vaze oleo para o lençol freático e ao meio-ambiente?
SÃO COMO MACACOS EM CASA DE LOUÇAS!!!!
Não tem noção do que vão destruir.

Anônimo disse...

Colegas do Blog,

“Se puserem o governo federal para administrar o Deserto do Saara, em cinco anos faltará areia.” A frase é do economista americano Milton Friedman (1912-2006), ganhador do Nobel de 1976 e o maior expoente do liberalismo nos últimos cinquenta anos.

Somos donos do patrimônio da Previ,mas não podemos usar em benefício próprio, pois até o ES acabou com a formula 170, a medida que ficamos mais velhos.

Fala-se tanto nos funcis da ativa, mas existe hoje cerca de 15 mil com todos os requisitos para a aposentadoria, porque será que ainda não as requereu?.

Querem colocar o bode na sala, estão preparando terreno e nos vamos cair como patinhos feios.

Sem o BET muitos de nós vamos entrar em desespero total pois a conta não fecha.

Ari Zanella disse...

É um assunto controverso, já tinha lido que lá nos Estados Unidos também é. Vamos aguardar os desdobramentos, contudo pela importância no desenvolvimento da economia, creio que serão encontrados os antídotos aos efeitos colaterais.