quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

VIGILÂNCIA CONTÍNUA

       Os estudos para redução do percentual da reserva, por hora, são apenas especulações.
       De concreto, o surpreendente rompimento do convênio entre INSS e Petrobras, com isso o benefício do INSS deixará de ser pago pela Petros, seguindo o curso normal de pagamento pelo INSS nas agências bancárias conveniadas.
Será que não poderá acontecer algo semelhante com a Previ?
       Em 05.02.13 começou a funcionar a Funpresp - Previdência Complementar dos Servidores Públicos, instituída pela Lei Nº 12.618, de 30.04.2012. Resulta daí que funcionários do Executivo Federal, nomeados a partir de agora, não poderão mais se aposentar com rendimentos integrais ou próximos de quando estavam na ativa, a não ser que contribuam com valores correspondentes para o recém-criado fundo. Se optarem unicamente pela aposentadoria oficial, receberão o máximo do teto do INSS, hoje 4.159 reais.
       E nós vamos continuar pedindo à Previ pelo realinhamento do PB1 na próxima distribuição de superávit. Não queremos novo BET, queremos a sua incorporação. Vamos afinar discurso pela melhoria permanente do PB1. É o que manda a Lei Complementar 109/2001 capítulo 20. Basta de desvirtuamento das leis!   

44 comentários:

Barreto disse...

Temos realmente que lutar pela incorporação do BET - uma coisa definitiva - nada de temporário - chega!!!!!!!!!!!
quanto a PETROS deixar de pagar o INSS junto com a complementação dos associados, isso está me cheirando a outra maneira do governo meter a mão nos fundos de pensão.como?
será que o INSS está repassando à PETROS os valores pagos pela mesma aos associados?

ATENÇÃO!!!!!!!!!!!!!!

Felipe disse...

E nada ainda dos contra-cheque no site da previ.

Anônimo disse...

Alguem sabe ate quando vale o convenio previ/inss? Se o nosso deixar de ser renovado, a margem consignavel do ES baixara. Ai sim, a porca torçe o rabo...

Anônimo disse...

Na minha desabalizada opinião toda
a mudança que parte da inciativa
do desgoverno atual, visa atingir ,
com tremendo vigor, um único alvo.

Nosso sofrido fiofó !!!!!!

Anônimo disse...

Grande Professor Ari, ultimamente esta bastante complicado a Previ e seus gestores concederem qualquer coisa que nos traga realmente melhorias. Muito louvavel e necessario continuarmos pressionando do jeito que dá, principalmente cobrando as promessas de campanha.
Agora, devemos lembrar desde já, que na proxima eleição Previ ELES que não venham com as mesmas promessas, ninguem aguenta mais o mesmo discurso batido.
Falar nisto, começou pra valer o ano, por gentileza e respeito senhores gestores da Previ, será que poderiam mostrar serviço de verdade.
Vamos colocar na pratica suas promessas ou vai ficar novamente na teoria?

Viana

Anônimo disse...

Ninguém deveria votar nas próximas eleições para eleger esses cabras da peste da previ. Vai ser a mesma coisa e nada se cumpre. Na campanha passada eles prometeram mundos e fundos e cumpriram? Eu não vi nada. Alguém sabe o que eles cumpriram? Se sabem me falem pois até agora...

O Marcel não fez nada, não nos deu nada. Há..... deu sim!..... um ES merreca que não deu para NINGUÉM PAGAR AS DIVIDAS. O "mui amigo Marcel fez igual o pássaro joão de barros. Fez uma casinha de barro e trancafiou as coitadas das pensionistas lá dentro e fechou.

Portanto, seria muito bom que ninguém votasse nessa gente, aí sim, eu queria ver se eles não iam cumprir as promessas feitas.

1- REAJUSTE DIGNO PARA OS NOSSOS SALÁRIOS.

2- DEFINITIVAMENTE A INCORPORAÇÃO DE BET.

3- DEVOLUÇÃO DA METADE DOS QUE NOS FOI ROUBADOS.

4- AUMENTO DE 100% PARA AS PENSIONISTAS.

5- DEVOLUÇÃO DO IR SOBRE O BET.

6- O BB NÃO PODERIA FICAR COM A METADE DO QUE NOS PERTENCE.


Parabéns pelo blog caro Ari Zanella, muito bom.

Abraços. Germano.

Anônimo disse...

No site da Previ ainda não está disponível, até o momento, o contra-cheque. Mas conseguí no terminal do Banco, opção lançamentos futuros.
Para mim praticamente não melhorou nada. Vou ter que verificar detalhadamente no espêlho,quando estiver disponibilizado..

Anônimo disse...

Chega de benefícios temporários e valores quebra-galho. A Previ Plano 1 tem bilhões, mais bilhões, mais e mais bilhões,num total de CENTO E QUARENTA BILHÕES. É dinheiro suficiente para realinhar o Plano e nos conceder benefício real. Chega de nos enganar com "pirulitos" como se faz com crianças. Por que deixar essa fortuna pro Banco e pro governo? Esse capim é nosso!!!!!Queremos usufruí-lo logo! É urgente! Chega de promessas falsas na campanha.

langoni disse...

Caro Professor Ari,
Pegando um gancho no post, não é só do desvirtuamento das leis é que somos vítimas.
Observe abaixo as diferenças de entendimento entre a SUSEP(abertas) e MPAS/SPC/CGPC/PREVIC(fechadas):

SUSEP
Saldamento: a interrupção definitiva do pagamento das contribuições ao plano, mantendo-se o direito à percepção proporcional do benefício originalmente contratado;

Vesting: conjunto de cláusulas, constante do Contrato entre a EAPC e a instituidora, que o participante, tendo expresso e prévio conhecimento, é obrigado a cumprir para que lhe possam ser oferecidos e postos a sua disposição os recursos da provisão (ou provisões) decorrente das contribuições pagas pela instituidora.


MPS/CGPC
Benefício Proporcional Diferido
Segundo o art. 2º da Resolução nº 06/2003 do MPS/CGPC, benefício proporcional diferido é o instituto que faculta ao participante, em razão da cessação do vínculo empregatício com o patrocinador ou associativo com o instituidor antes da aquisição do direito ao benefício pleno, optar por receber, em tempo futuro, o benefício decorrente dessa opção.


Portanto, Benefício Proporcional Diferido na Previdência Fechada, corresponde ao Saldamento
na Previdência Aberta, não ao VESTING, como se pretendeu fazer acreditar.

Apresentado como inovação, o Benefício Proporcional Diferido, já era previsto no Decreto
81240/1978, que em seu artigo 31, inciso VIII, fazia referência ao benefício:

- Na elaboração dos planos de benefícios custeados pelas empresas e respectivos empregados serão
Observados os seguintes princípios: (...)

VIII – na hipótese de cessação do contrato de trabalho, o plano de benefício deverá prever o valor do resgate correspondente, em função da idade e do tempo de contribuição, sendo facultada a manutenção dos pagamentos acrescidos da parte da empresa, para a continuidade da participação ou a redução dos benefícios em função dos pagamentos efetuados até a data daquela cessação.

Diante da súmula 290 do STJ, parece que até eles não sabiam o que faziam.



Anônimo disse...

Ao anônimo das 12:44 hs,

Desculpa colega, eu não entendi o seguinte: ¨Para mim não melhorou nada
O nobre colega estava esperando algum aumento ? Pelo que me consta os 3,82% será em março retroativo a janeiro, isso se for autorizado pela PREVIC/GOVERNO, se não o reajuste será em junho com o INPC integral do período, 7% mais ou menos. Portanto para fevereiro acho que não devemos esperar nada,
acho...rsrsrs.

Anônimo disse...

Deu no site da Globo.com (G1).
A PREVI tem participação na OI. É mole?

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aplicou multa de R$ 34,2 milhões à operadora Oi por descumprimento de metas de qualidade na prestação de serviço de telefonia celular. A decisão da agência, publicada na edição desta sexta-feira (15) do Diário Oficial da União, é definitiva, mas a empresa ainda pode recorrer à Justiça.

A multa foi aplicada à TNL PCS S/A e à 14 Brasil Telecom Celular S/A, empresas do grupo Oi que atuam, respectivamente, na Amazônia e em Estados como Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina além do Distrito Federal.

Entre as metas de qualidade descumpridas pela operadora estão a taxa de reclamação de clientes, taxa de chamadas completadas para centrais de atendimento, taxa de chamadas realizadas e completadas, taxa de resposta ao usuário e taxa de recuperação de falhas ou defeitos.

A pena de multa está relacionada a cinco processos administrativos abertos pela Anatel contra a Oi, três deles no ano de 2009 e outros dois em 2010.

A Oi diz que está analisando o teor da decisão anunciada pela Anatel e acrescenta que irá recorrer da decisão.

Unknown disse...

Ao colega Barreto,

A iniciativa de denunciar o convenio partiu do INSS e a PETRUS, para evitar prejuízo imediato aos assistidos, por força do descompasso nos créditos, resolveu adiantar por sua conta e risco a parcela da previdencia no corrente mes. Assim os assistidos receberão em duplicidade o benefício do INSS e devolverão o valor antecipado oportunamente à PETRUS. A isto eu chamo de zelo e consideração da EFPC para com seus associados.

Luiz Faraco, de Florianópolis (SC)

Anônimo disse...

OI!!! Gente, voces sabiam que a Invepar e outros estão "insistindo" junto ao Governo para participar de novas "privatizações" de aeroportos? Quem participou das concorrenciass anteriores e venceu, não pode pelas regras do governo,participar de novos certames.
Será que estao "insistindo" ou convidadas a insistir pelo governo?
Deu na net.
OI!!!

Anônimo disse...

C|olegas tenham cuidado ao atender fone 1821042000.É bandidagem.Confira por favor digite: telefone 182042000. Obina serve para isso.Telefonaram agora aqui para casa.Edmílson de Januária mg.

Anônimo disse...

Caro Professor Ari e demais colegas, saudações cordiais.

INSS E PETRUS: EXCLUSÃO DE BENEFÍCIOS

Penso não ser prioridade, entre nós, mas, diante da SURPRESA, para os inativos da Petrobras, "se acontecer algo semelhante" aqui, lembrei-me de algo bem sério, para quem não pode usar a c/c no BB, por estar sempre aprovisionada, mas recebe o Benefício do INSS INCLUÍDO no contracheque da PREVI.
Em março, caso algum daqueles ex-petroleiros, tenha a conta aprovisionada permanentemente, perderá o seu Benefício INSS que será creditado e, imediatamente, absorvido pelo Banco depositário. Em abril, idem, porque o INSS compensará a PETRUS que manterá tudo igual, em março, para adaptação.
Pessoalmente, já exclui o Benefício do INSS do contracheque PREVI, em dezembro último.
A exclusão do Benefício do INSS do contracheque da PREVI é serviço on-line, de efeito imediato, realizado na Agência da Previdência Social(APS)de preferência do beneficiário.
Vale lembrar que essa exclusão DERRUBA, até NEGATIVA, a MC do ES e, provavelmente, IMPEDIRÁ ALGUMAS CONSIGNAÇÕES no contracheque.

Grato por tudo, Professor e PAZ E BEM!

Fernando Lamas (Aposentado BB)
Valinhos(SP)

"Senhor, do alto da tua santa morada, olha para nós. Inclina, Senhor, o teu ouvido e escuta."
Baruc 2,16.




Anônimo disse...

Será que isso do inss tem dedo do marcel para diminuir a margem consignável e a velharada não renovar o ES?

Anônimo disse...

Anônimo das 14:04,

Eu esperava para fevereiro os 3,82%, retroativo a janeiro. Agradeço sua informação. Recebi um pouquinho mais este mês, mas deve ser devido a descontos menores com exames e medicamentos através da Cassi.

Anônimo disse...

Prezados colegas,
A ordem agora é: REALINAMENTO JÁ//Estamos perdendo substância salarial a cada ano que passa. Um colega aposentado, que era advogado do Banco, me disse que já perdeu 22 salarios minimos.Ganhava 42 salarios e hoje ganha apenas o equivalente a 20 salarios. A Rosalina disse que já perdeu 7,6 salarios desde 2003. Eu já perdi em torno de uns 5 desde 2003.Gostaria de que cada colega registrasse suas perdas desde 2003.Assim dá para entender que o SUPERAVIT produzido pela Previ tem origem na degradação de nossos complementos.Todo e qualquer "superavit" que houver daqui pra frente deverá ser utilizado para recomposição de nossas perdas salariais. Aliás, o BET veio como se fosse uma coisa profética:nós estamos defasados em, no mínimo, 20%; portanto, transformar o BET em peremanente é apenas uma questão de justiça.

Ari Zanella disse...

Caro Anônimo 18:04

Assino embaixo no que você escreveu. É por aí...Realinhamento JÁ!!!

Anônimo disse...

Contra-cheque disponivel no site da Previ,

Anônimo disse...

Colega anônimo das 18:04,

É isso mesmo. Chega de arrocho. Não aguentamos mais. O Plano 1 está aumentando seus bilhões a cada ano às nossas custas para dar repassar ao patrocinador e ao governo.
Necessitamos de REALINHAMENTO JUSTO JÁ!!!! Reposição de pelo menos 30% retroativo à 2007.

Vamos cobrar da diretoria da Previ.

Anônimo disse...

Que realinhamento que nada. Vcs acham que o BB deixa? Claro que não. Enquanto existir a Resolução 26, o BB fica com igual tostão que cada um de nós receber. Vcs nasceram que dia? Ontem? Nunca vi tanta choramingas em vão.

Ari Zanella disse...

Ao anônimo 21:01

Mesmo o BB ficando com a metade, a nossa metade queremos que seja usada para revisão do plano. Temos que falar grosso nas negociações. Me chamem que eu vou.

Anônimo disse...

É isso aí Mestre Ari (21:39). Se ficarmos calados, nada conseguiremos.

Unknown disse...

Ao colega Fernando Lamas,

Para evitar que o Banco venha a se apropriar dessa merreca do INSS, não seria possível o aposentado/pensionista indicar outra instituição financeira para receber seus proventos?

Luiz Faraco, de Florianópolis (SC)

Anônimo disse...

A Previ deveria de ser proibida de fazer aquelas consultas ridículas aos seus associados tem mesmo é que cumprir o que está na lei e no regulamento, sem essa de Resolução definindo o que deve ser feito.
Li no "blog do Ed" quer argumentação melhor, só não cumprem porque não querem.
Devolução de nossas perdas nos benefícios já....prá ontem...

Anônimo disse...

Sempre que ha uniao e pressao se consegue nem que seja um minimo de melhoria, isto é fato, pois esta Turma do BB e da Previ INFELIZMENTE so conhece a linguagem da PRESSAO, nao tem outro jeito professor Ari, ou vai ou racha, ELES so se MEXEM quando a coisa ameaça tomar outros rumos, caso ao contrario ficam se fazendo de PEIXE-MORTO.
Não podemos deixar novamente a BANDA PASSAR e nada de melhorias concretar e reais.

Abraço Viana

rosalina de souza disse...

Prezado Ari,

Se não fosse verdadeira ganancia do governo pelos recursos do PB-1 da PREVI não teria criado o PREVI FUTURO.

Dividiram os aposentados em 2 grupos,mas os mesmo tem as mesmas diretorias,e hoje o PREVI FUTURO é que ditas as regras dentro da previ,mesmo não tendo 1% do patrimônio do PB-1.

Nós dentro do PB-1 estamos ajustados em sub-grupos:

Aposentados que ganham x.
Aposentados que ganham y.
Pensionistas que ganham x-y

O Brutal e inescrupuloso Realinhamento do ES em 2012, com a formula 170 criada pelo Senhor Marcel Barros,mais uma vez sofreu atentado contra a ISONOMIA, pois além da discriminação por faixa de FQM agora os mais jovens são beneficiados com prazos mais elásticos, e valores maiores na contratação.

Até agora nenhuma associação saiu em defesa desta esdruxula formula,foram convidados a participar de um evento festivo em nome dos participantes da previ,aposentados e pensionistas,foram convidados a fazer parte da possível troca de informação e atualização,mas ninguém cobra, ninguém fiscaliza, ninguém busca resolver o maior problema hoje enfrentado por todos nós que é a questão do Endividamento.

Como vamos resolver esta questão? quais medidas devem ser tomadas a medida que a cada ano menos recursos são direcionados aos participantes,com aumentos abaixo do custo de vida.
taxa de juros, preservação dos benefícios e responsabilidade do dirigente.

Li um boletim da anapar numero 14/02/2013 - Ano XIII - Nº 438 que ao final diz assim:

Os participantes devem debater bastante estes temas e cobrar de todos os dirigentes, principalmente dos eleitos, que façam uma boa gestão do patrimônio e evitem mandar a conta para aqueles que acumularam poupança durante décadas para ter uma aposentadoria digna. Devem fiscalizar a aplicação das regras do regulamento dos planos para evitar abusos, pois o valor do benefício concedido não pode ser reduzido nos planos de Benefício Definido e em vários planos de Contribuição Variável.

rosalina de souza disse...

Parte 2.

A Pensionista Lena, deseja uma ação mais enérgica,ir as ruas fazer panelaço ou outro, mas chamar a atenção para a atual situação, outros já nos chamaram para a formação de um grupo para arrecadar e mostrar nas mídias os descasos e a perda dos nossos benefícios.

Outro Grupo é contra tudo, acha que esta bom e critica apenas como a pessoa chegou a dever tanto.

Qual é a melhor solução para chegarmos a uma solução para que haja de VERDADE O REALINHAMENTO DO PB-1 da Previ.

Também já cansei de apenas denunciar o descaso,já estou igual a Lena ou vamos realmente fazer alguma coisa de verdade ou então vamos morrer junto com os nossos benefícios.

Se queremos alguma coisa concreta vamos ter que BUSCAR,porque do geito que vai daqui algum tempo vamos ser condenados porque vivemos além do previsto pelas TÁBUAS DE MORTALIDADE,esses Dirigentes CARA DE PAU deveria era ter orgulho de ter em seus quadros colegas com 80,90,100 anos. desfrutando com alegria do que ajudaram a construir,mas não só sabe dizer vai trazer prejuízo para o FQM,ache outra saída, outra alternativa é gestor apenas para ganhar salários ou criar formulas em fragrante imoralidade para com os mais IDOSOS DO PB-1 DA PREVI.

PREVI,PREVI,PREVI REALINHAMENTO JÁ.

Anônimo disse...

INCORPORAÇÃO DO BET JÁ...

Anônimo disse...

A MARINA LANÇOU HOJE EM BRASÍLIA A REDE PRÓ PARTIDO. ACHEI O NOME ESQUISITO, MAS POR HORA, ACREDITO QUE SEJA UM NORTE PARA SAIRMOS DA OPRESSÃO PETISTA.

UMA COMISSÃO DE APOSENTADOS LIVRES DO CABRESTO DO PATROCINADOR, DEVERIA PROCURÁ-LOS PARA DECLARAÇÃO DE APOIO

VAMOS ESPANTAR ESSES SINDICALISTAS DE VOLTA PRO SUA PANFLETAGEM

Anônimo disse...

Caro Professor Ari e demais colegas, saudações cordiais.

INSS E PETRUS: exclusão do Benefício INSS do contracheque.

Professor e Faraco, vimos que essa medida do INSS, quanto à PETRUS, foi repentina e surpreendente.

O primeiro Benefício do INSS, "descolado" do contracheque da PETRUS será, inevitavelmente, no Banco cadastrado, junto da PETRUS que repassou os dados para o INSS.

Uma vez fora do convênio, penso que o beneficiário, agora, dirige o destino do seu crédito, ou seja, possa ir à Agência da Previdência e solicitar a mudança de Banco OU ATÉ receber fora de c/c, como eu, com um Cartão Magnético de Benefício.

Grato, Professor e PAZ E BEM!

Fernando Lamas (Aposentado BB)
Valinhos(SP)

"Os meus olhos estão sempre fixos no Senhor."
Salmo 25(24),15.

Anônimo disse...

Prezado Ari,
Tambem sou totalmente a favor do realinhamento já, a fim de deter, um pouco, as pesadas perdas que estamos enfrentando nos ultimos 10 anos.Aliás, já faz tempo que eu não via tanto aumento após a publicação do novo salario mínimo. Quando recebermos o ridiculo reajuste de 3,82% ele já estará inteiramente defasado. Como poderiamos esperar até janeiro de 2014, com essa sangria nos nossos complementos...? Aliás, como bem apontou o colega Edgar do Rego, o papel do BB é tao somente o de contribuir e supervisonar a gestao do Plano.Neste segundo caso, ele está deixando a desejar, já que se verifica absurda degradação de nossos complementos e ele nada faz no sentido de deter essa sangria.;

Anônimo disse...

Prezado Prof° Ari,

A ANAPLAB irá consultar a Previ sobre a permanência do convênio com INSS?

Ari Zanella disse...

Pretendemos consultar, sim.

Um anônimo acaba de escrever sobre a predominância da Resolução 26.
Não para mim. É injusta e ilegal. Não aceito. O que vale é a Lei. Se para o capacho é acatá-la e pronto, não é o que acontece comigo. Esta nossa reação é para esta finalidade. O realinhamento dos benefícios TEM que ser feito, custe o que custar, porque obedece à Lei. A Resolução 26 vai cair. Todo embuste cai. É uma questão de tempo. Porém, é necessário forte reação, sem tréguas. O Marcel já se pronunciou contra. Precisamos fazer uma cruzada nacional. Vamos que vamos, Medeiros, Cecília, Isa Musa, Edgardo Amorim Rego, e todos e todas os (as) demais que querem a extinção da Resolução ilegal.

Anônimo disse...

Qual é a posição da ANABB sobre o embuste, digo a Resolução 26?
Se ela é a favor de sua manutenção, então temos que pressioná-la. De que forma? Desfiliando-se dela!!! Lógico!!!

Um abraço.

Anônimo disse...

Anônimo das 21:29,

A Anabb não discute NADA daquilo que possa vir a prejudicar o Banco. Nem entra no mérito da questão. Como a Resolução 26 FAVORECE o Banco, está afastada a possibilidade de ela algum dia questionar a sua LIGALIDADE, aliás, ILEGALIDADE. Não fosse assim, já teria providenciado derrubar a dita resolução através de seu corpo jurídico.

Os 100 mil bobos que se danem, inclusive eu que sempre acreditei que pudesse sempre contar com ela.

Anônimo disse...

Depois que Valmir foi despejado da ANABB as coisas lá mudaram. Está contra a Resolução 26. Quem duvida, basta ir à pagina e ler:
http://www.anabb.org.br/mostraPagina.asp?codServico=4&codPagina=46256

sss disse...

Ao anônimo de 16/02/13, às 22:56.
Desculpe-me, meu caro, mas você tem espírito de porco, pois mesmo se achando prejudicado pela anabb continua fiel a ela. Por que?

Ari Zanella disse...

Para sss:

Não querendo defender o Anônimo, mas, muitos ainda estão presos à Anabb por causa das ações judiciais. Eu mesmo tenho duas ações. Já havia me desligado. Porém, este ano (em maio) uma das minhas ações sairá como precatório. Voltei a me associar pois assim só pago o IR e não os 15% do advogado. Imagine 15% de 40.000,00 dá 6.000,00, com este valor dá para pagar uns 15 anos de mensalidade.

Anônimo disse...

Anônimo das 23:04 hs,

Desculpe discordar de vc, mas não houve mudanças significativas na ANABB com a saída do Valmir,a corretora de Seguros que cuida dos Seguros da ANABB continua a Just Life, da família do Valmir. Pesquise sobre a empresa Milionária dele LENGRÓ, vc vai se surpeender. Se a atual diretoria da ANABB estivesse empenhada em nos defender, já teria tomado alguma medida contra o Valmir e seus desmandos.

Anônimo disse...

Professor, podes me tirar uma dúvida: como funciona o pagamento da ação com precatórios? O senhor ganhou a ação este ano (transito em julgado) ou foi em anos anteriores e somente este ano é que o senhor vai receber através de precatórios?

Ari Zanella disse...

O precatório é estabelecido pela justiça quando o valor a receber é superior a 60 salários mínimos. Deve ser despachado pelo Juiz até 30.06 do ano em curso para ser pago em maio do ano seguinte.
Tal fato ocorre porque a União (devedora) precisa colocar os precatórios no orçamento dela do ano seguinte.

Anônimo disse...

Falam sem saber. Romper um contrato ē coisa complicada, a Just Lyfe só continua, em função de contratos que tem di e hora para vencer, romper antes daria culminações altas para a Anabb, como sempre falam sem conhecimento de causa deveriam pesquisar mais e melhor