segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

GILVAN É HONESTO E TRABALHADOR

       Meu grande amigo Gilvan Rebouças, uma mente brilhante e amiga sempre disposta a nos ajudar, está sob ataque de pessoa conhecida em nosso meio que à proporção em que é desmascarada e vendo-se irremediavelmente perdido, começa a descarregar as últimas balas de sua cartucheira.
       Eu mesmo já fui muito alvejado. Preferi o caminho do não revide. Decidi que não vale a pena gastar energia e precioso tempo com alguém que nada tem a perder. Quando se conhece o outrora "amigo" como eu conheço, é prudente que nos afastemos, deixando para a opinião dos colegas aposentados e pensionistas a constatação de quem é quem.
       Gilvan Rebouças é o tesoureiro da nossa Anaplab a quem só tenho elogios. Já disse em outra postagem e desafio quem me provem o contrário, que ele é o melhor dentre todas as associações similares que existem no universo PB1. Talvez este seja o principal motivo porque o oponente queira atingi-lo. Ou, quem sabe, pelo fato recente de ter escrito uma fábula veiculada pela TVASAS, contada com personagens do reino animal, intitulada "O bode e o burro". Nesta hipótese, não bastou a advertência feita no final de que "esta é uma obra de ficção. Qualquer semelhança com fatos reais é mera coincidência."
       Cada indivíduo é diferente e cada um age ou reage também diferente. Sou dos que dão um boi para não entrar numa briga. Mas não sou dos que dão uma boiada para não sair. E quanto ao Gilvan tem toda a minha solidariedade. Se precisar de mim é só chamar. Conhecendo o provocador de lá, eu atesto e ratifico a idoneidade do Gilvan. Assino em público e raso. 

8 comentários:

Ademar disse...

Sou sócio da AAPPREVI desde de sua fundação, talvez se tudo que dizem, viesse ao conhecimento do publico da PB1,na epoca, o seu sucesso teria sido outro. Agora, com todas as ações em andamento os associados ficam refem da mesma até o desfecho final. Sem querer desmerecer qualquer das partes, acho que está na hora de por um ponto final em suas divergencias e na minha opinião o melhor caminho é o silêncio, que cada um fique na sua. Tudo de que não precisamos, neste momento, é uma guera de associações que nos representam, o banco sim agradecerá muito que essas diferenças nunca acabem, a nossa desunião é o que eles mais desejam. Acho muito inteligente a sua postura de não dar uma boiada para sair da briga, temos que ser sensatos, saber quando realmente vale a pena brigar.
Embora ainda não seja associado da ANAPLAB, torço muito pelo seu sucesso e fortalecimento, porque a nossa luta contra o BB/Gorverno é de Golias contra o gigante,por isso quanto mais associações fortes e unidas tivermos,maior serão as chances de colhermos bons frutos em nossa empreitada. Vencer eu acho dificil pois a bandidagem anda solta no pais.
Quero aproveitar para dizer que o admiro muito e gosto de ler seus comentarios e o que divulga em seu Blog.

Anônimo disse...

O que falam de mim é problema deles.
(parafraseando) paz e bem.

sss disse...

Meu Deus, como podemos ter sucesso sobre qualquer que coisa que almejamos, se tudo, ou quase tudo que vemos no nosso meio são brigas, picuinhas, disputas e nenhum gesto de amizade, de solidariedade. Deveríamos unir-nos num só grupo para combater a quem verdadeiramente está em fogo cruzado conosco, e o que é pior vermos os aliados, pelo menos deveriam ser, se degladiando entre si deixando para trás a certeza de que o verdadeira inimigo ganhará a guerra, vez que vem ganhando batalha a batalha. Até que dá para entender as "briguinhas" entre os aposentados comuns, mas entre os que têm capacidade de formar Entidades, que deveriam ser para o bem comum de seus associados, em disputas que não levam a nada, é triste, muito triste. Resta tão somente dizer, e com pesar, que esses Baluartes de lutas estão se escondendo por trás das referidas Entidades para melhor esticar os braços de discordias pessoais entre si. Será? Se assim for o que nós, reles mortais aposentados poderemos fazer para melhor nos protegermos? Santo Deus!

Anônimo disse...

Eu recebia, a uns 4 anos, 360 reais da ação auxilio alimentação. Na FOPAG deste mes, deixaram de pagar e ainda me debitaram 720 reais, o que deve ser referente a 2 parcelas já pagas. Alguem teve desconto semelhante? Meu medo é que queiram cobrar tudo que eu recebi, uns 15 mil reais. Professor Ary, procure descobrir com o Gilvan o que aconteceu, por favor.

HELENO PINTO NOBRE disse...


COMO EU JÁ TIVE A OPORTUNIDADE DE CONVERSAR CERTA VEZ COM O COLEGA GILVAN REBOUÇAS E CONSEGUI VER A SUA MANEIRA DE FALAR E INTERAGIR COMIGO E VER QUE É UMA PESSOA ESPECIAL.
ENTENDO O TEU PRONUNCIAMENTO E EU JÁ ANTERIORMENTE TOMEI A MINHA DECISÃO DE COMPARTILHAR O CONVÍVIO DE VOCÊS.! PORQUE ? EU ACREDITO QUE AS COISAS EVOLUEM E NÓS TAMBÉM TEMOS QUE EVOLUIR E SE PUDERMOS ATÉ PERDOARMOS E A TUA ATITUDE A MEU VER É A CORRETA MESMO.

DEIXA PASSAR QUE O TEMPO SE ENCARREGARÁ DE DEMONSTRAR O QUE ESTA CERTO. E QUE CADA UM SIGA A SUA VIDA.

SAÚDE PARA TI E PARA O GILVAN E QUE CONTINUEM NESTA LUTA; SE ESFORÇANDO PARA NOS AJUDAR NESTAS BATALHAS CONTRA O NOSSO ANTIGO "PATRÃO" ; QUE HOJE EM DIA COMO SOMOS APOSENTADOS E PASSAMOS A NÃO TER UM VALOR REAL PARA A EMPRESA QUE SERVIMOS ANTERIORMENTE ; COM MUITO ORGULHO E RESPEITO POR TUDO O QUE ELA REPRESENTA EM NOSSO ( BANANÃO ) .! ATÉ VENHO EVITANDO PRONUNCIAR O NOME EM RAZÃO DE TANTA CRETINICE E SAFADEZA EXISTENTE POR AQUI . NUM PAÍS QUE A MEU MODO DE VER NÃO MERECIA TER ESTE TIPO DE TRATAMENTO. E ENQUANTO ELE FOR GERIDO POR ESTA "GENTALHA" ME NEGAREI A PRONUNCIAR SEU NOME .

HPN; MATRIC. 3984740-3 ; JAMAIS ANÔNIMO E CONTRA QUALQUER ANONIMATO ; POIS QUEM SE ESCONDE É DO OUTRO LADO DA "FORÇA" . EU NUNCA GOSTEI DE ME ESCONDER E ASSUMO TUDO O QUE DIGO POIS JÁ ESTOU VELHO DEMAIS PARA RECUAR. E DAQUI UNS DIAS NÃO TEREI TEMPO DE FICAR ME ESCLARECENDO A RESPEITO DA MINHA IDENTIDADE .!!!

E VOU CONTINUAR BERRANDO ; GOSTE QUEM QUISER OU NÃO .!!!!

EU GOSTO DAS COISAS AS CLARAS E SE ALGUÉM ; FALA A VERDADE NÃO MERECE CASTIGO .!!!!

Anônimo disse...

Boa tarde amigo Prof. Ari, teu comentário é pertinente, e posso dizer que mais cedo ou mais tarde eu previa que iria acontecer algo mais grave, embora eu não gosto de julgar as pessoas, mas a verdade para o bem de todos nós tem que prevalecer. Imputar ao Gilvan desonestidade é grave, e posso dizer que ano passado, escrevi um email ao Gilvan, que nós os sete
demissionários da Aapprevi, seguidamente estavamos sendo ofendidos no blog do Sr. Marcos, e citados como traidores, e que eu achava que teriamos que dar um basta nisto tudo que estava acontecendo, e o colega Gilvan me escreveu dizendo, de que nada adiantaria, acabei concordando. Agora, caro Prof. Ari, acho que o que eu estava sentindo aconteceu, e
a verdade, para todos irá aparecer, e os colegas saberão quem tem razão.
Finalizando, quero solicitar aos colegas Gilvan, Ari e todos os outros colegas que juntos comigo deixaram a Aapprevi, que esqueçamos os fatos passados e vamos fazer disso, uma união forte de serviço em torno da novel Anaplab. Uma boa semana para todos, abraços e PAZ e saúde para todos. Rogério Luiz Carvalho. Pelotas.RS.

Ari Zanella disse...

Ao Anônimo das 11:59

Só não haverá devoluções nos casos de "Trânsito em Julgado". No seu caso, que deve ter sido por LIMINAR de Tutela Antecipada, a devolução terá que ser feita. Então se questiona a forma de devolução. Há que haver bom senso da Previ para ir descontando suavemente, conforme a capacidade de pagamento de cada um.
O Dr. Medeiros estava elaborando reuniões com os advogados gaúchos sobre a matéria. Convinha o colega questionar o assunto no blog dele ou com os advogados que ganharam a causa.

Ari Zanella disse...

Aos anônimos que não publiquei:

O Gilvan já está tratando do caso.
Fiquemos tranquilos.