quinta-feira, 8 de novembro de 2012

CARCARÁ SANGUINOLENTO

Mensagem original
De: João Rossi Neto < jrossineto1@uol.com.br >
Para: atend@previ.com.br < atend@previ.com.br >
Assunto: O CD DA PREVI, COMO UM CARCARÁ, PEGA, MATA E COME.
Enviada: 08/11/2012 00:11


À ESPECIAL ATENÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA E DO CD DA PREVI.
Prezados Senhores,
Envio-lhes cópia da mensagem publicada no blog do Ari Zanella, para conhecimento, análise e tomada das providências cabíveis em relação ao realinhamento do ES.
Nobres e sofridos colegas,
O CD DA PREVI, COMO UM CARCARÁ, PEGA, MATA E COME!
A fórmula sobre o ES ora divulgada é como se o associado dormisse com a Angelina Jolie e acordasse com uma bruxa ao lado. E o pior de tudo é que a regra é fixa, definitiva e veio para ficar, observando sempre que o total da soma da idade mais o prazo pretendido deve ficar contido em “170”, número que imagino deva ter saído do bolso do colete do BB.
Essa paranoia coletiva e tresloucada decisão administrativa do Conselho Deliberativo não mereceu estudo algum e a equação que agrega idade e prazo é conhecida e os iluminados gestores buscaram-na nas regras do Financiamento Imobiliário que há bastante tempo emprega essa metodologia, não necessariamente com os mesmos valores, mas o “modus operandi” é análogo ao que ora se aplica no ES.
Antes de tecer considerações acerca da perseguição inconsistente, inexplicável tecnicamente, que recai sobre os assistidos mais idosos e como nitidamente o realinhamento no ES é voltado para beneficiar os funcionários da ativa, que se enquadram nas faixas etárias de 51 a 62 anos e 63 a 74 anos, com 108 e 96 meses de prazo, respectivamente, impõe-se que sejam bem esclarecidas as seguintes questões, para reflexões, análises, ponderações e providências:
a)- Quem provoca a inadimplência nas duas linhas de crédito que a PREVI opera? Os participantes, da ativa, ou os assistidos, aposentados? É claro que é o pessoal da ativa, cujos salários são garantidos apenas durante o vínculo empregatício, por isso podem ser temporários e incertos, enquanto que os rendimentos dos aposentados são vitalícios, seguros e garantidos, possibilitando que as prestações consignadas sejam quitadas pontualmente, mediante desconto em folha de pagamento.
b)- Os riscos maiores na reposição dos créditos estão com quais tomadores/devedores? Ativos ou aposentados? Obviamente com os ativos, por circunstâncias diversas: perdas de cargos comissionados, demissões por justa causa, demissões a pedido-PDV, etc.
c)- Vale enfatizar que os aposentados desfrutam de renda vitalícia de duas aposentadorias. Uma fonte do INSS e a outra que é o Benefício-PREVI. Quem está sujeito à demissão, perda de salário e de emprego por força de algum tipo de acordo? Os ativos ou aposentados? Sem dúvida, os ativos, por todos os pontos fracos e negativos apontados nas alíneas, “a” e “b” precedentes.
Por razões óbvias, os tubarões do mercado financeiro, como o Itaú Unibanco, o Bradesco, o Santander e mesmo o próprio BB nos assediam diuturnamente com oferecimento de CDCs, Cartões de Créditos, etc., dando-nos preferência para fechar negócios.
Em termos de expertise, rapidez, experiência e visão negocial, a PREVI engatinha perto dessas águias financeiras, e como essas instituições colocam à nossa disposição o seu portfólio de produtos e serviços, conclui-se com facilidade que temos potencial e reputação ilibada para fazer jus às deferências, pois, afinal de contas, auferimos proventos vitalícios, duradouros, estáveis e ficha limpa.
Não fazemos parceria com esses bancos, em empréstimo pessoal, porque praticam taxas de juros onerosas. Ademais, pensávamos que a PREVI nos daria proteção nas agruras financeiras e prazo adequado para a reposição do ES, mas fomos traídos e criamos uma serpente para nos picar, cujos principais defeitos são a desfaçatez e a subserviência escancaradas em prol do patrocinador BB.
Por todo o exposto, essa perseguição desenfreada, inexplicável tecnicamente e improcedente sobre os aposentados mais idosos, de fechar a porta e criar obstáculos intransponíveis para o ES é uma estratégia negocial preconceituosa, míope, burra, mesquinha e nociva ao Fundo de Pensão, visto que as obrigações financeiras são pagas religiosamente e inexiste inadimplência.
Com efeito, pedimos R$180 mil de limite e prazo de 180 meses, mas prevaleceu novamente mentalidade tacanha, a política creditícia recessiva e os 120/108 aprovados é que serão os prazos balizadores do ES, situados na parte intermediária da tabela (2ª e 3ª faixas de idades), feitos de medida para atender as pretensões do pessoal da ativa.
É justa a regalia e esse segmento faz por merecê-la, entretanto, são inaceitáveis, insuficientes e revoltantes os limites e prazos deferidos. Que houve perseguição e discriminação aos associados mais idosos, nessa revisão, isto restou comprovado e ficou bastante evidente.
Os aposentados acima de 75 anos estão, com base nas atuais regras, praticamente alijados do ES. Empréstimo nessa condição agrava as precárias finanças de quem os contratar, tendo presente que prestações de valores elevados, em virtude dos prazos exíguos, solapam os proventos e a dívida fica impagável, virá uma bola de neve e a emenda fica pior que o soneto.
O que ocorreu, neste momento, foi apenas a confirmação da tragédia anunciada. Meses antes da catástrofe, esses parâmetros – 120/108 – foram sinalizados pelo insipiente e bisonho “diretor” Marcel, o que nos leva a concluir que essa posição já estava fechada pela cúpula “Chapa-Branca” do patrocinador desde o início das embromações.
O fato é que a teoria dos 170 tem caráter excludente, sendo que a demanda a primeira faixa, até 50 anos será irrisória e as últimas três, a quarta, de 75 a 86, a quinta, de 87 a 98 e a sexta, de 99 anos acima, igualmente, terão baixa ou nenhuma procura.
Assim sendo, a concentração maciça fica por conta das faixas: segunda, de 51 a 62 e terceira, de 63 a 74 anos, justamente onde está encravado o prazo de 96 e 108 meses, daí a nossa conclusão de que a elevação efetiva foi de R$110 mil para R$120 mil no limite e um prazo adicional de 12 meses aos 96 meses em vigor, o que totaliza 108 meses.
Sem dúvida, as faixas segunda e terceira, nos prazos de 96 e 108 meses, serão as mais acionadas, o que significa dizer que o realinhamento foi pífio e insignificante e que mais uma vez fomos derrotados.
Fica patente que o prazo de 120 meses instituído tem efeito inócuo e faz parte daquela máxima: Você ganha, mas não leva. É quase como o engodo do político cômico, o Deputado João Plenário, da Praça é Nossa. Num projeto miraculoso garante que daria operação cesariana de graça para mulheres com mais de 70 anos e noutro projeto populista, promete tirar todos os meninos das ruas, tendo como solução a transferência deles, das ruas para as calçadas.
Os bondosos Diretores e Conselheiros da PREVI também são pródigos em nos oferecer soluções matreiras, paliativas, da mesma espécie das produzidas pelo lúdico e folclórico João Plenário, mantendo-nos atrelados a eles, de joelhos, com o chapéu debaixo do braço e atrás das suas migalhas. Mui amigos! 
De outra parte, não encontra guarida nos Estatutos, Regulamentos, Códigos e Leis essa atitude de sonegar informações de interesses dos associados, sobretudo quando solicitadas por escrito. O próprio artigo 24 da LC 109/2001 e artigo 202 da CF/88 fixam 30 dias para as respostas, no entanto, a Caixa é recalcitrante na desobediência às normas e regras.
Quando é para cumprir uma ordem do patrocinador a PREVI é mais rápida do que a velocidade da luz, todavia, quando o assunto nos beneficia, é mais lenta do que a gestação da salamandra alpina que demora 3 anos e 2 meses, considerada a gravidez mais longa do mundo animal.
Só esperamos que o Diretor de Seguridade não venha dar uma de Delúbio Soares e cometa a mesma burrice de assumir a autoria e a responsabilidade integral pela lambança, visto que, quando é para anunciar tragédias, os gestores do patrocinador-BB dão anuência aos eleitos para a execução de serviços sujos e missões desgastantes.
A PREVI merece uma sacudidela planejada e ordeira, com algum movimento contundente, forte e não por meia dúzia de associados à sua porta.
Não existem profissionais de aluguel que sabem organizar essas manifestações? Tornou-se praxe pagar pessoas para frequentar programas de auditórios? Por que não fazer o mesmo com figurantes para engrossar um protesto barulhento, porém, manso e pacífico, com a presença das mídias?
Pela via amigável nunca seremos ouvidos para discutir a viabilidade das nossas justas e honestas propostas. Somos considerados imbecis e trambiqueiros.
Urge que se faça um tratamento de choque, empregando pressão presencial nas portas das agências do BB, fazer valer as vozes das ruas, do povo e de quem queira nos apoiar, tudo na paz e dentro do Estado Democrático de Direito. Protestos orquestrados para exigir desses empregados de luxo, teimosos, o que é nosso por direito é uma providência necessária e obrigatória. Pior do que está não fica.
Um movimento com grande número de participantes e assistidos precisa ser coordenado, controlado e comandado por entidade de classe e os locais escolhidos, a meu ver, deveriam ser prioritariamente as agências do BB, pois, afinal de contas, quem manda na PREVI é ele.
Tudo convergiu para implantar a teoria do binômio: soma da idade mais prazo do empréstimo, então, porque não adotaram a planilha do Financiamento Imobiliário integralmente. Idade máxima para contrair o financiamento: 80 anos. Se o pretenso-mutuário tem 65 anos, teria direito a 180 meses de prazo (80 anos – 65 anos = 15 anos x 12= 180 meses), conforme reza o regulamento do FI.
O limite de R$120 mil seria mantido e alterado o método de calcular o prazo. Dentro da boa técnica bancária, é de fundamental importância adequar a reposição do empréstimo com a capacidade de pagamento do devedor, oferecendo prazo mais elástico para suavizar o valor das parcelas, de sorte a propiciar um retorno mais seguro, tranquilo e palatável.
 Porque não padronizar as duas linhas de crédito que se entrelaçam, inclusive os recursos que lastreiam essas operações creditícias são alocados pela mesma fonte (PREVI) e as condições contratuais: As Taxas de Juros, o Fundo de Quitação por Morte (FQM), o Fundo de Liquidez (FL), o Índice de Atualização Monetária (INPC) e Taxa de Administração são idênticas ou muito próximas, de modo que as duas ferramentas são iguais e não justifica uma tenaz (ES) ser mais agressiva do que a sua irmã gêmea (FI).
Por fim, torço para que a PREVI reveja a sua açodada decisão e corrija, enquanto é tempo, o realinhamento do ES, posto que foi uma autêntica retaliação e um violento coice no peito dos verdadeiros donos do Fundo de Pensão, necessitados de apoio financeiro para sanear as suas dívidas, reduzir o valor das prestações e, sem a mínima consideração, foram lançados aos leões, no coliseu do BB, que da coxia, oculto, assistiu a essa batalha desproporcional e desumana fomentada ele, algoz poderoso e virulento que não nos dá tréguas.
Um abraço a todos.
João Rossi Neto – Matrícula BB/PREVI- 4.986.560-9.

134 comentários:

Anônimo disse...

Senhor Ari, eu Julia postei no post anterior, sou do interior do paraná pensionista. Por lealdade não deixe meu comentário ir para o lixo.

Maria Julia. Obrigada.


Anônimo disse...

Acho que chegou a hora de partir para um movimento forte, de protesto veemente à porta da PREVI. Pensam que somos imbecis a ponto de tripudiar sobre nossas cabeças, já cheias de dívidas e de cabelos brancos.
Vamos, pessoal, nos organizar, gritar e nos fazer ouvir lá no Rio. Tanta associação de aposentados do banco (letra minúscula mesmo), uma qualquer podia assumir e partir firme prá gritaria na frente da PREVI. Não dá mais prá ficar quiento e só escrevendo, ação já.

Anônimo disse...

Eu de novo, o João Rossi tem razão, barulho já, imediato, na frente da PREVI.

Anônimo disse...

Inteligente como é, o SR Rossi deveria saber que o Emp. Simples é apenas mais uma operação com participantes e assim, de exclusiva responsabilidade da Diretoria. Trata-se de ato de gestão. Nesse episódio ai o Deliberativo ta limpo

Anônimo disse...

Eu sei, eu sei.
Estamos prostitutos da vida com a merreca que o PT/PREVI mandou no ES.
A gente está desanimado e muito zangado.
Eu sei. Eu sinto.

Mas nada impede de dar a clicada bá-
sica, com responsa.
Professor disse que os cliques cai-
ram pela metade.
Vamos recompor. Eu sei que estamos
desanimados, mas a clicada é de lei
Vamos lá moçada. Clique nos reclames.

Anônimo disse...

Um tomador que hoje paga mensalmente R$1.744,05 por um ES-110.000,00, em 96 meses, caso a sua idade se enquadre nas novas normas estabelecidas pagará mensalmente R$1.772,93 por um ES-120.000,00, em 108 meses. Ainda de acordo com as novas normas o colega que puder comprometer mensalmente a importância de R$1.160,00 poderá ter acesso a um valor de mais ou menos R$78.500,00 para pagamento em 108 meses.

Pensionista disse...

Com ceteza pessoal, vamos nos organizar e irmos para a frente da Previ.Os ativos não fazem greve, nós vamos para a frente da PREVI. Saio do interior de São Paulo e irei.

Anônimo disse...

E quanto ficaria um ES 120.000,00 em 120 meses? Outra coisa, se o BET for incorporado, eles terao que adiantar os 2 anos que ainda faltam , não é lógico?

Anônimo disse...

Caros Rossi/Ari/Colegas,

É BIZZARRO o novo ES!

A Diretoria da Previ foi exposta ao ridículo.
Absurda a maneira de calcular utilizando meses e depois fecha ano para um grupo de idades.
É qualquer coisa ignominiosa, sem precedentes no mundo financeiro.
Com relação aos idosos, houve flagrante crime de discriminação, uma vez usada a distribuição de faixas etárias acima dos 60 anos.

Bem, é o que podiamos esperar de gente atrelada a esse governo, que não cansa em tripudiar os idosos.

Pra frente da agências, jornais, televisões o que puder ser feito por aqueles muitos que usam bengala.
A sua fila é dos 63 aos 74, acima que espere.
Ei voce que tem 51 já o consideramos como idoso, aproveite!

Josue Jorge Jr disse...

Caro professor Ari Zanella,
Esses comentários do colega João Rossi são abrangentes e elucidativos. Na minha opinião não merecem ficar apenas no nosso meio e as pessoas a quem ele destina.
Peço permissão ao nobre mestre e ao probo colega Rossi, em copiar esse comentário de hoje e também aquele endereçado ao Exmo. Senhor Juiz Joaquim Barbosa e publicá-los na rede social facebook.
Aguardando uma resposta do digno educador, não tomarei nenhuma atitude.

Jurandir Barros disse...

Professor, sem querer ofender, permita-me apresentar meu comentario sobre esse post.
As reflexoes, analises, ponderaçoes "a" e "b", consequentemente o "c",do nobre colega comentador, estão incorretas. O Banco nao é nenhum ingenuo ao demitir, ou aceitar demissao, de algum colega da ativa, claro, e sempre impoe, nas condiçoes para o desligamento, a liquidaçao do emprestimo da PREVI, que é descontado dos creditos que tem direito. Ou paga ou nada feito. Se for por justa causa, o inadimplente é processado judicialmente e terão uma grande dor de cabeça por um bom tempo. Esses sao alguns poucos gatos pingados. Quanto ao aposentado devedor, demitido pela natureza, sua divida será levada para o alem, sem chances de cobrança pela PREVI. O saldo devedor será debitado aos sobreviventes.
Entendam que nao estou defendendo ativos ou aposentados. Meu intuito é apresentar o contraditório (palavra em moda devido o "mensalao") para que o analista apresente argumentos mais lógicos, sem a interferencia da emoçao. Sinto que cartas, memorandos, comentarios indignados, apresentaçao de historicos da nossa situaçao a senadores, ministros e até a presidente, nao estao fazendo efeito algum. Parece que essas manifestaçoes, de leitura longa e consativa, muitas vezes repetitivas, so enfadam essas autoridades. Precisamos de um lider que se apresente de corpo e alma diante desses senhores, que mobilize os velhos encarquilhados, que faça com que a gente acredite nele, que tenha carisma suficiente e argumentos imbativeis para mexer com as emoçoes de todos os interessados . Onde ele está? Ou ainda vai nascer?

Anônimo disse...

PROF/ Será que o Patrocinador considera o novo ES, q o Rossi diz FOI TIRADO DO COLETE DO BB

"BOM PRÁ TODOS?"

Anônimo disse...

Chegou a hora de pararmos de chorar pela feiura do recem nascido! É hora de voltarmos ao trabalho. Creio não haver necessidade de licença maternidade ou paternidade.O blog deveria, a meu ver, lançar um chamado: Em cada estado um colega se disponibilizar pra estar à frente de um grupo.
A partir daí, através das redes sociais,vamos procurar reunir o maior número de aposentados e pensionistas possível. Precisamos correr atrás dos nossos direitos. Vamos cobrar as promessas que foram feitas e engavetadas. Chega de tratar o aposentado como ignorante ou "zero à esquerda".
E chega também de transparência. Se o traste do Marcel frequenta este blog, então vamos tratar das nossas questões de forma mais particular. Pq do nosso lado, ele já mostrou que não está.E muitas vezes o sucesso de uma operação está em pegar o nosso adversário de surpresa.Pensem nisto.

Anônimo disse...

Gente não podemos esquecer que o balanço fechado em 31/12/2012 vai ser apresentado no mês de MARÇO DE 2012.

Aí começa primeiro as viagens dos eleitos para mostrar o belo resultado e só em abril que se inicia as tratativas para resolver o que fazer com os recursos?

Aí vem Governo/aafbb/anabb/faabb//bb/dest/previc/votação/para lá para DEZEMBRO/2013 termos os ajustes,isso se de fato tivermos o tão sonhado Superavit 2012.

Acorda gente,temos que mobilizar sim,essa é nossa única chance.

Ari Zanella disse...

Caro Josué,

Sem problemas. Incentivamos o "Broadcasting" (divulgação na mídia). Obrigado por fazer.

Anônimo disse...

O saldo devedor deixado por quem vai dessa para uma melhor, fica para o FQPM Fundo de Quitação por Morte.
Volta Valmir!Ou conta tudo isso para a dona Dilma.
Com tantas faixas criadas, haja papel para tantas tabelas que terão que ser feitas.São 6 faixas.
É porisso que eu digo: será que sabem o que estão fazendo ou não tiveram tempo para elaborar(rsrsrsr) tamanho tratado cientifico? Agora dizem que o tempo irá corrigindo as imperfeições da formula 171.How???

Anônimo disse...

Apenas por curiosidade foi montada a tabela abaixo relativa a um empréstimo de R$120.000,00, na modalidade ES-170, variando o valor da prestação de acordo, imagino, com as novas regras que entrarão em vigor em 22.11.12:
62 anos
108 meses – R$1.772,93
63 anos
107 meses – R$1.782,53
64 anos
106 meses – R$1.792,32
65 anos
105 meses – R$1.802,32
66 anos
104 meses – R$1.812,52
67 anos
103 meses – R$1.822,94
68 anos
102 meses – R$1.833,57
69 anos
101 meses – R$1.844,44
70 anos
100 meses – R$1.855,53
71 anos
099 meses – R$1.866,87
72 anos
098 meses – R$1.878,46
73 anos
097 meses – R$1.890,30
74 anos
096 meses – R$1.902,40

Anônimo disse...

Já estamos lascados mesmos!!! 100 reais não vão nos quebrar mais ainda! Sugiro abrirmos uma conta noutro banco que não seja o nosso (sic) BB exterminador de aposentados e pensionistas para Prof.Ari, Dr.Medeiros, Rossi e tantos outros colegas dignos representantes da resistência comprarem espaços nas diversas mídias mostrando ao grande público quem é a PREVI e o BB para com seus aposentados/pensionistas. É chute na canela então vamos revidar!!! Juntos somos fortes... desgarrados ficamos à mercê dos canalhas que se dizem nossos protetores. Vamos fiscalizar a nossa PREVI que eles estão se apossando. Nem os atendentes nos respeitam, o tratamento é distante, sistema inócuo e obsoleto. O site é falho e com pouquíssimas informações. Fora é claro o tratamento subversivo oferecido pelo BB aos seus antigos funcionários. Somos mercadorias disputadíssimas por outros bancos!!! Vamos à luta!

Ari Zanella disse...

Estimada Maria Júlia,

Reencaminhei sua manifestação ao Marcel. Ler ele vai, porém, há situações em que aparentemente tudo está dentro das Normas e Leis. Por exemplo: você quer que seja devolvido tudo o que pertence a seu finado marido (salários?). O problema é que toda PENSIONISTA ganha somente 60% como pensão do ex-marido. Tenho batido nessa tecla, para que se eleve o percentual para 80% ou até mesmo 100%. Mas, o Marcel já me disse que isso só será possível com novos superávites.

Ari Zanella disse...

Pessoal,

O grande problema é nossa MOBILIZAÇÃO. O Rossi me dizia que programas televisivos como o Faustão, Sílvio Santos, etc. PAGAM um cachezinho a TODOS os figurantes de auditório. Esse "fundo" que um colega sugeriu acima para comprar espaço na mídia, seria mais útil, a meu ver, se fosse utilizado para arregimentar pessoal "de fora" para nos ajudar a fazer.
Como exemplo, nas eleições deste ano em Salvador-BA, o PT fretou 30 ônibus para trazer "voluntários" dos bairros, pagando a cada um 50,00, para um comício em que se fizera presente o Lula.
Temos que utilizar as mesmas "armas". Segundo o Rossi, na frente de grandes agências do BB porque é ele quem manda na PREVI.

Ari Zanella disse...

Quando o colega Jurandir Barros (mesmo sobrenome do Marcel) diz que é melhor a presença física (corpo e alma) do que textos bem elaborados, me vem à mente as Associações em Brasília que poderiam (e deveriam) estar mais presentes, de cara-a-cara com o poder decisório.

Anônimo disse...

Estimado Professor Ari, bom dia.

Fiz um comentário no rico "paocelestial.blogspot.com", postagem Oração de Uma Anônima, esperando corresponder ao colegas que mencionaram o meu nome, em seus comentários.

Bendigo ao Altíssimo Senhor, por mais um trabalho histórico, apresentado pelo colega João Rossi Neto.

Grato por tudo e PAZ E BBM!

Fernando Lamas (Aposentado BB)
Valinhos(SP)

"Javé o abençoe e guarde! Javé lhe mostre o seu rosto brilhante e tenha piedade de você! Javé lhe mostre seu rosto e lhe conceda a paz."
Números 6,24-26.

João Rossi Neto disse...

Meu caro Jurandir Barros,

Por lei, ninguém é obrigado a quitar antecipado, contrato vincendo que está em vigor, salvo quando existe cláusula leonina e unilateral previamente ajustada para esse fim, o que não é o caso. Daí a inadimplência, na condição de devedores, ex-funcionários e agora simplesmente clientes. Mas, isso pouco interessa, o que merece destaque é o realce de que os aposentados são clientes interessantes para qualquer instituição financeira e como tal deveriam ser tratados, especialmente pelo Fundo de Pensão.

Anônimo disse...

Bom dia Sr. Ari.

Seria os 40% que meu falecido ganhava foi com a morte dele que passei a ganhar menos. Não entendo muito bem desse assunto. Mas não é justo ganhar 60% apenas. Uma coisa é 60% em cima de um EXCELENTE SALÁRIO, MAGNIFICO SALARIO. Outra é o meu salario seu Ari. Coloca o meu comentário aqui, para as pessoas possam ler o quê passo. Eu sei que sou burra mas não me descrimine por eu ser assim. Hoje faço aniversario quanta tristeza...
Só tenho arroz feijão e o óleo e um pouco de mistura. Vontade de comer uma carne assada...hum....
Mesmo assim eu ainda dou graças por que estou viva

Maria Julia.

Interior do Paraná

Anônimo disse...

Impeachment para todo o pessoal da previ.

Anônimo disse...



BRAVO ROSSI!

Anônimo disse...

Sr.João Rossi, pelo vil metal tem uma fila querendo ser Delúbios.
O sr. disse tudo e acrescento que, na realidade quem manobra os cordéis e as marionetes é o Patrocinador.Os diretores dizem querer o melhor para a Previ.
E para nós aposentados? Nada?
A Previ não é para dar lucro nem superávit. A Previ é para nos dar o bem estar na velhice. Foi para isso que contribuimos.Mas parece a Previ está aí para complementar beneficios na ativa.
Nas faixas 1 e 2 da formula traira, devem ser maioria o pessoal da ativa, para quem "foi feito o melhor possível".

João Rossi Neto disse...

Ari e colegas,

Enquanto a PREVI desconfia da idoneidade dos assistidos, fazendo injusto juízo de valor, ao classificá-los de trambiqueiros e de reduzir o prazo do ES para desestimular novas operações com os mais idosos, o Deputado João Plenário, em sentido contrário, no lado do BEM, fazia projeto utópico, é verdade, para defender as mulheres acima dos 70 anos, com operações cesarianas gratuitas. Por que a realidade dos beócios tem que ser tão dura e cruel com as pessoas na terceira idade, caminho obrigatório que, se não morrerem antes, colhendo o que que plantaram, todos terão de trilhar?
Neste contexto, se o seguro FQM assegura a liquidação dos empréstimos com mais novos ou idosos, onde está o risco do calote? Qual a justificativa técnica para o excessivo e extremo rigor? O foco na PREVI em crucificar os idosos no ES, cujas aplicações totais são de R$ 3.6 bilhões e deixar passar, a toque de caixa, investimentos de valores astronômicos determinados pelo Governo, é totalmente equivocado e a perseguição não tem amparo regulamentar. Ora bolas, vá cuidar dos grandes negócios, assumir e gerir o dinheiro que está na gestão terceirizada e se ocupar de assuntos mais expressivos e dar sossego para os assistidos, sejam idosos ou não.

Anônimo disse...

Então, vamos lá Marcel se o senhor lê mesmo esse blog, me "OUÇA" PELO AMOR DE DEUS.

Sou pensionista e me encontro doente há 4 anos. Ganho 3.543 brutos. Não tenho INSS.
A minha vida financeira está um inferno. Não tenho mais o que comer, não tenho como comprar os meu remédios e por isso estou sem tratamento adequado. Como na minha regão não existem médicos credenciados da Cassi, sou obrigada a ir me tratar no posto de saúde que fica perto de minha casa.
Estou fazendo hoje dia 8 de novembro 74 anos e sabe o que ganhei? Vou dizer: uma cesta básica dada pela prefeitura da minha cidade. Tenho vale transporte dado pela mesma prefeitura. Estou tentando arrumar o quite gás. Aqui na minha humilde casa a luz é uma gambiarra que meu neto fez, e esse neto é quem me ajuda pois ele ganha mais do que eu. Com 74 anos, e mesmo não podendo ainda lavo roupa para fora e faço salgados. Bom, isso não vai lhe interessar e é apenas mas um COMENTÁRIO QUE VAI SER ESQUECIDO COMO TANTOS OUTRAS QUE JÁ VI POR AQUI.

Meu marido não me avisou desse infortúnio. Ele dizia que eu, e os filhos, 3, ficaríamos bem. Acreditei, mas ele também não teve culpa. Morreu de câncer e infeliz. Mas eu juro que ele nunca falou mal desse banco, chamado do Brasil.

Eu, Julia matricula 1606643-1, SÓ LHE PEÇO UMA COISA: DEVOLVA O RESTANTE QUE VOCÊS NOS TIROU COM A MORTE DO MEU ESPOSO. SÓ QUERO ISSO MAS NADA PELO AMOR QUE TENHAS A VOSSA MÃE. SOU SÓ COM DEUS E EU NÃO TENHO MAS COMO TRABALHAR FORA E MAL POSSO ANDAR, E MESMO ASSIM SEU MARCEL EU TRABALHO PARA FORA NA MINHA CASA. ESTOU CANSADA E MUITO TRISTE. QUERO VIVER O RESTANTE DA MINHA VIDA COM DIGNIDADE. EMPRÉSTIMO SIMPLES NÃO TENHO MARGEM. QUEM ME DERA.....

MUITO OBRIGADA.

Maria Julia. INTERIOR DO INTERIOR DO PARANÁ, ONDE NEM NO MAPA EXISTE.

Anônimo disse...

Pra quem nao sabe, Valmir Camilo hoje é Assessor direto da Presidenta Dilma. Trabalha em Palácio na Chefia de Gabinete da Presidenta.

Anônimo disse...

Grande João Rossi Neto! Que Deus o ilumine sempre.
Colegas anônimos das 08;50 e 09;10, concordo com vocês, temos que nos mobilizar com urgência podemos começar visitando os colegas alienados para conscientizá-los da situação, muitos fora das redes sociais, isolados do mundo, cabe a nós buscá-los carinhosamente para nosso meio fiquei surpreso ao saber que apesar de sermos maioria não representamos isso nas urnas, está na cara, eles perceberam e fizeram a tabela pelos votantes.Quanto ao movimento tem que ser na porta das agências do BB não na previ, para funcionar junto à população e a mídia, pois o BB passou a "receita" para a PREVI, faz de conta que faz, lembra que o BB divulgou Programa para aposentados e pensionistas endividados?tudo de mentirinha, não caimos mais nessa, vamos para as ruas!que venham os figurantes mas eu quero estar lá e todos com mais de 51 e já velhinhos discriminados.

Anônimo disse...

O Banco do Brasil registrou lucro líquido de R$ 2,7 bilhões no terceiro trimestre de 2012, representando queda de 5,6% sobre o mesmo período do ano passado. Essa performance pode sinalizar, admitida a hipótese de superávit nas contas da Previ relativas ao exercício de 2012 que, inobstante Basiléia-III, mais uma vez o BB avance sobre os sagrados recursos que deveriam pertencer exclusivamente aos aposentados e as pensionistas do “PB-1”.

Anônimo disse...

Prof.Ari,,

Eu o respeito mto. Fico até sem graça ao fazer este comentário, mas tenho que concordar com o anônimo 08:50 quando diz que precisamos tratar dos detalhes em particular. O seu comentário 09:27, a meu ver, já começa a mostrar as nossas "armas".Vamos tratar das nossas estratégias em "off". Creio ser mais seguro.Vamos nos falar por e-mail, por exemplo. Cada um disponibiliza seu email e vamos começar nosso trabalho. Quero ver este idiota do Marcel saber o que estamos planejando.
Perdoe-me se fui indelicada.

Anônimo disse...

Vamos para a porta da PREVI imediatamente e fazer revesamento (manisfestacao) 24 horas. Ainda há tempo de reverter o ES. Ficar só aqui no blog não vai levar a nada... Vamos organizar....

Anônimo disse...

Só por curiosidade: quem tem até 50 anos, quanto vai pagar pelo ES 120 meses? Quero ver a diferença do meu...

Anônimo disse...

O “PARTO DO ES - CESARIANA”, de 06.11.12, motivou cento e sessenta e nove colegas a postarem os seus comentários em apenas dois dias. Frequento blogs voltados para os interesses dos aposentados e das pensionistas do “PB-1” já há algum tempo. Não que isso tenha relevância, mas apenas por curiosidade imagino que a postagem esteja no grupo das top-05 da espécie. Assim, vale ser aplicada aquela frase que diz: contra os fatos não há argumentos.

Anônimo disse...

UMA PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR:

E A DNA. ISA MUSA, CADÊ?
ESCAFEDEU-SE?
NÃO DIZ NADA DE TUDO ISSO?
CADÊ NOSSAS GRAAANNDES ASSOCIAÇÕES,
FEDERAÇOES E CONFEDERAÇÕES E O DIABO A QUATRO QUE SO SERVEM COMO CABIDE DE EMPREGO?
REALINHAMENTO DO PB1 JÁ, URGENTE!!!!!
PRÁ COMPRAR SHOPING TEM DINHEIRO!
E PRÁ QUE A COMPRA DESSES IMÓVEIS?
NÃO É PRÁ RENDER DINHEIRO PRÁ SER REVERTIDO AOS BENEFICIARIOS?
EU NÃO ESTOU VENDO NADA REVERTIDO
A MEU FAVOR.
SÓ A FAVOR DOS PTRALHAS!!!!
JÁ ESTOU FICANDO REVOLTADA COMO O HELENO PINTO NOBRE!!!

Anônimo disse...

Como
eh dura a vida dessas guerreiras
mulheres, eh de dá dó, e chorar.
Maria Julia,
acho que nenhuma
de nós é muito diferente de vc.
Tem exceções é claro, mas quase todas muito ruim. Margo.

Anônimo disse...

Os colegas que têm até 50 anos vão pagar pelo ES-120.000,00,em 120 meses,o valor inicial de R$1.671,26/mês

Ari Zanella disse...

Maria Júlia (que republiquei) no comentário das 10:23

Não brinque conosco. Não vou mais lhe dar atenção. Veja o que respondeu o Assessor do Marcel:

"Caro Ari Zanella,

A matrícula não consta do nosso cadastro. E, a mim me parece, que com os rendimentos apresentados, a pessoa não teria acesso aos programas apontados.

Atenciosamente,


Sergio Braga Vilas Boas
Assessor. "

Anônimo disse...

Este Rossi é de lavar a alma, que maravilha estes textos, parece exagero, mas dá vontade ate de colocar num quadro e vez por outra dar uma lida para animar o dia.
Tinha que colocar numa pagina de jornal.

Guilherme

Anônimo disse...

Prof. e colegas,

Já que a Previ não nos atende, poderíamos através de nossas Associações, pedir a Cooperforte a ampliação do prazo de seus empréstimos, hoje limitado a 60 meses.

Anônimo disse...

Prof. e colegas,

O mínimo que a Previ poderia fazer no momento, seria lançar a nova tabela do es, já com os valores ajustados a cada idade.

Anônimo disse...

Concordo anonimo 10:34. Só aqui no blog não chegaremos a lugar algum. Essas coisas tem que serem feita na moita(ESCONDIDAS)
VAMOS GENNNNNTE! Mas precisamos de um líder que entenda muiito do assuno tipo Rossi, Ari, ou os dois. E nós vamos atrás. Depois de tudo combinado por e-mail e telefone. EU TOPO!
Depois me identifico.

João Rossi Neto disse...

Você está certo até a pagina 2. É verdade, as propostas são formuladas na Diretoria Executiva, no caso específico pelo Diretor de Seguridade, e depois de estudadas, são submetidas (Artigo 38, inciso II do Estatuto) ao Conselho Deliberativo e a este compete à aprovação ou não, conforme artigo 22, inciso IV, Estatuto da PREVI. Em resumo, o Conselho Deliberativo é o órgão máximo e bate o martelo em tudo que diz respeito ao planejamento estratégico e mudanças, ficando as Diretorias com a incumbência de executar e pôr em prática as diretrizes fixadas. Por exemplo, aprovada a alteração no ES, o deferimento dos empréstimos é da alçada da Diretoria ou a quem ela delegar poderes para tal tarefa.

Cláudio Roberto Almeida disse...


Prof.

A proposta aprovada do ES é um balão de ensaio.

A decisão é da Diretoria Executiva que tinha 03 propostas sobre a mesa.

Aprovaram a pior.

Em 2011, no dia 09 de novembro, já estava disponível a contratação do novo limite.

Agora a contratação é a partir de 22 de novembro. Nada justifica.

Eles podem mudar, estão aguardando as reações que devem ser rápidas e vigorosas como a do João Rossi Neto.

Sem propostas inovadoras. Peça apenas ao Marcel que leve à Diretoria a melhor proposta. Por e-mail, por telefone.

Abraços

Anônimo disse...

Colegas,

Esses senhores da Previ tratarão de imediatamente infiltrar dedos-duros, alcaguetas, em nosso meio.
É assim que o Pt/sindicatos age,
às escondidas, na moita, à traição como fez e faz, segundo se lê nos jornais e revistas(Veja) o ex-presidente e seus criados de libré.
Não há mal que sempre dure.
Via de regra a maldade retorna com incrível força para os malfeitores, vede julgamento do MENSALÃO.
APLAUSOS PARA O MAGNÍFICO DOUTOR JOAQUIM BARBOSA!

Anônimo disse...

Cassaram a Maria Júlia!Nem direito ao vale gás, kit sabão,cesta básica ela tem mais. Que dirá a carne assada!

Silvana disse...

Sou pensionista do Banco há mais de 20 anos e sinto como todos as outras pensionistas as graves dificuldades pelas quais estamos passando ao longo desse tempo, com reajustes infímos, tanto da Previ quanto do INSS. Quanto a este último, infrutífero usar 1% de nossas energias e recursos para tentar reajustes mais dignos em nossas pensões enquanto sustentarmos e elegermos "qualquer" um do PT para quaisquer cargos, seja municipal, estadual ou federal. Eles, a "petzada", já mostraram a que vieram e, quanto a isto, só nos resta nas próximas eleições virarmos o jogo (em nome da nossa própria sovrevivência e dos familiares)e dizimarmos nas urnas,nas próximas eleições presidencial, o candidato deste partido. Resta-nos, portanto, dirigirmos nossas munições para o alvo PREVI, este sim, num mundo mais reduzido (em relação numérica aos beneficiários). E como faremos isto? Iniciando a luta em microcosmos, por regiões, ou mesmo somente por capitais, formando comitês ou grupos de trabaho para a finalidade de se pressionar a PREVI a revisar nossas pensões e aposentadorias. Depois, poderia ser formado coordenações regionais (Nordeste, Sul, Sudeste, Norte e Centro Oeste). Acho, inclusive, que poderíamos utilizar como apoio (estrutura física e de pessoal) as associações de aposentados locais que existirem nas capitais, numa espécie de parceria. Não sou profunda conhecedora da PREVI (estatuto, regulamentos, etc), mas para isso poderíamos ter o auxílio dos Jurídicos das associações. Tenho certeza que temos conhecidos em diversos setores da sociedade, como políticos, jornalistas, entre tantos outros que poderíamos "perseguir" para publicizar nossos problemas. Se eu sentir receptividade pelas minhas idéias, podem contar comigo desde já (silvana.benevides@terra.com.br).

Ari Zanella disse...

Olha "Maria Júlia", não acredito em mais nada do que diz (já mandou 2 comentários que excluí). Você deve estar zoando comigo, é um desses anônimos inúteis. Desculpe, mas não vou mais perder meu tempo com você.

(Erro primário: A matrícula de pensionista tem mais dígitos do que a nossa. É acrescida de mais números na frente)

Ari Zanella disse...

Silvana,

Parabéns! Sincera e verdadeira. Deu seu email sem problemas. É de gente assim que precisamos.

Anônimo disse...

Minha dúvida: será que os novos empréstimos irão ser discriminados de acordo com a tabela publicada pelo colega das 09:07?
Se o processo é 170 menos idade = prazo de empréstimo, isso seria o lógico, não é mesmo?
Peço que me confirmem.
Grato.

João Rossi Neto disse...

Colegas,

A resposta, de hoje,às11:14,é dirigida ao anônimo das 07:18 e que lapso não foi endereçada adequadamene, pelo que peço desculpas.

Anônimo disse...

Quanto a excluir a verba C820-Cassi da Fopag, eu imagino que passa por uma negociação com os dirigentes da CASSI, pois algum risco de inadimplência quanto à mensalidade do Plano de Saúde passa a existir com o débito em conta corrente.
Quem sabe seria desprezível, uma vez que aconteceria simultâneo ao crédito da Fopag.

Anônimo disse...

Ola professor!

Não consigo entender a falta de razoabilidade de nova metodologia do empréstimo simples, se não vejamos:

50 anos 120 meses

51 108 meses
55 108 meses

?? cadê a proporcionalidade

51 anos o prazo deveria ser 119 meses

55 anos o prazo deveria ser 15 meses.
Não ajuda a todos, mas pelo menos mantem a coerência.

Ari Zanella disse...

Anônimo 12:35

No telefonema de ontem, o Marcel disse que essa proporcionalidade será implementada, mas não de imediato. No decorrer da vigência do novo ES será implementado o prazo em meses, talvez já para a primeira renovação. Pelo menos, foi o que deixou a entender.

Anônimo disse...

URGENTE!!!!!!!!Gostaria de saber se há alguem de BH por aqui para iniciarmos um grupo.

Anônimo disse...


Ari,

Será que vai ser mantido o ES-10?

Anônimo disse...

Ari, eu nunca peguei o ES. mas agora preciso por vários motivos. A minha pergunta é: com 53 anos quanto posso contratar e irei pagar?
Desde já agradeço.

Pensionista
adormecida.

PS. Não façam pouco caso da pensionista aí em cima.

Pode ser verdade, e aí como fica?

Anônimo disse...

A Cassi familia debita em conta corrente e não há inadimplencia. Deve haver esta possibilidade, ou não há? Se para a Capec há porque com a Cassi seria diferente. Até a Cooperforte, diminuindo o limite voce tira o seu debito da folha .

Anônimo disse...



ES 150 X 150 caro Marcel, revisa que ainda da tempo. Faz isso por favor amigo. Vc estará ajudando muita gente. Deixa nós passarmos um Natal sem problemas, Cuida da gente com carinho. As pessoas falam em 120 mil q 120 mil? É 10 mil só. Aumenta para 40. Vamos pagar com a nossa morte e a Previ vc sabe, que não tem prejuízo algum. Votei em ti.

Josue Jorge Jr disse...

Anonimo das 12:22 hs de 08/11.
Retirar a verba C820 da fopag não é necessária, apenas desvincularia a referida verba da impactação da MC. Isso já acontece em relação ao débito da Capec, antes também interferia no cálculo da margem, hoje não mais impacta a MC e não deixa de sair debitada no contra-cheque.

Felipe disse...

Então significa que nós aposentados acima de 80 anos teremos uma prestação acima de R$2300,00? Mas que bah. E temo pela MC desse mês por será debitado um valor de R$470,00 referente a COOP-CASSI, isso seria horrivel.

Nelcy Osório da Silveira - 7.357.660-3

João Rossi Neto disse...

Ari e colegas,

Uma ajuda importante, neste momento, seria o envio de mensagens, pelos colegas, através do "Fale Conosco" no sentido de pressionar a PREVI para alterar a tabela para 120/144, prazo máximo de 12 anos (144 meses) e idade não superior a 80 anos para contrair o ES.

Poderia, à guisa de exemplo, ser um texto:

"Insatisfeitos com a REVISÃO do ES, ratificamos os termos da mensagem do Sr.João Rossi Neto,de 08/11/12,e pedimos um reestudo mais favorável,oportunidade em que sugerimos a aprovação de 120/144, elevando o prazo máximo para 12 anos (144 mes) e que a idade dos tomadores do ES não seja superior a 80 anos, sem existencia de faixas etárias intermediárias".

Ari Zanella disse...

Anônimo 13:03

Não.

Extinção das linhas de crédito ES Rotativo e ES FINIMOB – modalidade Série 10, mantendo-se vigentes as operações já contratadas até a quitação antecipada pelo participante ou liquidação por fim de prazo.

Anônimo disse...

Desculpe a ignorância, mas será que se vendesse todos os bens da previ, e se devolvesse a cada participante o que lhe é de direito; não teríamos um nível de vida melhor?
Poderíamos investir onde
quiséssemos.
Já que o dinheiro é nosso, não é?
Mas no entanto, tem gente que só se diverte com nossos blogs, pois gostam de nos ver agonizar, porém Deus pagará na mesma moeda, dos olhos Dele ninguém escapa; haja visto o que aconteceu com a saúde de alguns governos.

ManoelSales disse...

É demasiadamente vergonhoso ouvir a viúva de um aposentado da Previ dizer que está sendo sustentada pelo Estado, que está passando fome porque quase metade do salário do seu falecido marido foi confiscado pelo fundo de pensão. Esses 40% que não estão sendo pagos à viúva ficam retidos na Previ, ou será que são repassados ao bb? Toda suspeito deve ser monitorada até que se prove o contrário. O patrocinador já demonstrou por a + b que não está de brincadeira com nenhum aposentado e que vai fazer o que puder para jogar esses "velinhos trambiqueiros" para escanteio e que ninguém deixe de levar isso a sério. Mas voltando à Dona Maria Júlia e pelo Amor de Deus não veja o que digo como crítica. Ela está doente e precisa comprar seus remédio; ela tem 3 filhos que certeza já estão criados; ela não tem complemento do INSS, mas ela ganha bruto R$ 3.543,00 que não é uma fortuna, claro que não, mas também não é totalmente desvalida. Imagine se todos os trabalhadores ganhassem metade dessa soma... Enfim, essa senhora precisa e com urgência ser observada de perto para saber o que está acontecendo. De repente ela pode está precisando de outro tipo de ajuda.

Anônimo disse...

João Rossi Neto, aumenta um pouco aí o limite tipo 140/144.
É o mínimo que muitos precisam para se livrarem dos agiotas, testemunhado neste e em outros blogs.
Se não quiserem aumentar o limite em função do prazo longo, a saida seria um crédito único e emergencial de 20 mil para pagamento em 48 meses desde com MC para suportar.A exemplo do ES curto prazo que já existiu.Inclusive o Prof. Ari já sugeriu e o sovinal diretor recusou.Acho que temos que pedir para o patrão dele.

Anônimo disse...

Colega Rossi, sou seu admirador de longa data, mas tenho 86 anos, quer dizer que eu seria excluido de tomar o ES, porque sugeriu que a idade dos tomadores nao ultrapasse os 80 anos, desculpe se estou entendendo errado.
Ja tenho dificuldades em ler e escrever imagina certas vezes compreender certas coisas.

Abraço Guilherme

Julita disse...

Boa tarde, Prof Ari! Consegui o email do Procurador Gurgel! O senhor ou o Rossi se interessam? Tenho certeza que todos os aposentados e pensionistas gostariam que ele ficasse a par do que a PREVI esta fazendo conosco!
Um abração para voces!!

Anônimo disse...

Eu acho que a nova tabela foi muito mal feita porque reduziu os prazos a partir de 63 anos e permite contratação de associado com mais de 99 anos com prazo de 60 meses o que jamais nenhum banco ou financeira faria.Eu acho que o melhor critério é a da Carim que limita a idade (80 ou 85 anos) para contratar o financiamento e a partir dessa limitação cada um tem o prazo de pagamento correspondente aos anos que faltam para ele atingir o limite.Esse critério é mais vantajoso para a maioria e mais coerente.

Anônimo disse...

Estimado SR. Rossi,

Penso, salvo equívoco, que todos os aposentados tem direito ao mesmo valor e mesmo prazo.
Esscreverei para a Previ solicitando a dilação do prazo e valores iguais para todos.
Abç

Anônimo disse...

Prof.Ari,

Distraidamente efetuei um comentário na mensagem "A CULPA É SEMPRE DO OUTRO" ao invés de postá-lo nesta mensagem. Por favor, dê uma olhada nele e esclareça-me. O comentário foi por volta das 15:30 H.
Forte abraço.

Luiz Carlos

Anônimo disse...

Professor Zanella.

Assim que o senhor voltar da fisioterapia, tomar um cafezinho
quente com pão de queijo, faça-nos
um favor ESPECIAL ................

Dê uma clicadinha, ops, ligadinha ,
para seu chapa Marcel de Barros,
diretor da nossa PREVI


Fale com ele para nos adiantar as
parcelas do BET ref. ao primeiro
semestre de 2013, em n. de 06.
De modo a nos aliviar um pouco nos-
so orçamento claudicante deste ano.
Além de amenizar o susto que leva-
mos com a divulgação do novo ES.

Basta ter, diz Cecília Garcez, von-
tade política para tal.
Sabemos que o balanço da PREVI será
divulgado lá para março de 2013.
Depois a caravana da alegria sai
em comboio pelas capitais alardeando os excepcionais números
auferidos.
Professor - atenda-nos - faça uma
ligadinha ao Marcel -
Mesmo que o senhor possa achar que
eu deva estar delirando.
Mas a agente tem que tentar de tudo
O bicho tá pegando.
Estamos sem jeito de fechar nossas
contas e inúmeros compromissos.
Vai lá teacher - vade ao telefono .
Quebre este galho.
Antecipamos nossos agradecimento
Sendo possível, crédito para o
próximo dia 20/11/12 .

Vou fazer idêntica súplica ao Dr.
Medeiros .

Anônimo disse...

Colegas,
Para quem ainda não faz parte do grupo Rede-SOS, sugiro entrarem lá, basta enviar um email para:
Rede-SOS-subscribe@yahoogrupos.com.br, e começarem as discussões mais reservadas. Pelo jeito, aqui está cheio de espiões da PREVI, e não pensem que o que estão querendo é o melhor para nós, muito pelo contrário.

Anônimo disse...

O colega Rossi está certíssimo O mais correto é o limite de idade para contratar ES (80 anos).Essa tabela é absurda pois concede empréstimo para quem tem mais de 99 anos.Com certeza eles não esperam que ninguém ultrapasse essa idade mas mesmo sendo quase improvável é um verdadeiro absurdo.Vamos divulgar essa tabela para deixar os Bancos e financeiras de queixo caído.

Ari Zanella disse...

Julita,

Muito legal. Pode nos mandar?

azarizanella@gmail.com

jrossineto1@uol.com.br

Grato.

Anônimo disse...

À ESPECIAL ATENÇÃO DO PROF. ARI ZANELA

Quando acessamos o site da Previ para contratação/renovação do ES, estamos,a meu sentir,APENAS, encaminhando uma proposta que pode ser aceita ou não pela Previ que solicita o prazo mínimo de 02 dias úteis para análise da situação, ressaltando que nenhum compromisso deve ser assumido antes da realização do crédito. Alguns integrantes do plano 1 em minha cidade, consultando a Previ, obtiveram a seguinte informação:
As propostas vinculadas aos novos parâmetros do ES somente poderão ser apresentadas a partir de 0 H de 22/11 com crédito previsto a partir de 26/11, ou seja, não há possibilidade do crédito ocorrer em 22/11.
Prof. Ari, ao que penso, este procedimento adotado contraria redação constante do site da Previ que afirma:

"Os novos parâmetros valerão para as operações contratadas a partir das 0H do dia 22/11, quinta-feira"

Ocorre que a operação somente será contratada após análise da proposta, ou seja, de acordo com o procedimento informado/adotado pela Previ não haverá contratação de operação antes de 26/11.
Entendeu minhas colocações, Prof. Ari? Então, pergunto: onde está o equívoco? Na minha interpretação, no procedimento adotado pela Previ ou na redação constante do respectivo site? Por favor, esclareça-me.
Peço vênia para sugerir que, caso o equívoco esteja na redação do site ou nos procedimentos informados pela Previ, esse nobre Professor alerte a Previ para normalizar a situação.
Forte abraço.
Luiz Carlos

Ari Zanella disse...

Luiz Carlos,

Como é dito "A PARTIR da zero hora de 22.11..." esse "a partir" dá ideia de contratação desde esta data, não necessariamente seja "NA DATA". Compreendes?

Forte abraço.

Ari Zanella disse...

Anônimo 16:55

O homem não está sempre à minha disposição. Sempre quem atende é a secretária Denise (super simpática e gentil) mas o Marcel geralmente está sempre ocupado.
Melhor seria com o Medeiros que estará pessoalmente no Rio na próxima semana falando com ele.

Carlos-Rio Pardo(RS) disse...

Ao Henrique Soares, do dia 07.11, 22:41 e ao anonimo do dia 08.11, das 02:37, pergunto: Tentei mas sem sucesso fazer uma simulação num site que usa a HP12C. Tem que ser baixado algum programa? Hoje para uma prestação de R$ 1.168,89 tenho 75.000 em 96 meses. Com essa margem,quanto poderia tirar em 120 meses? Alguém poderia me ajudar?

Anônimo disse...

Após a meia noite do dia 21 será possível acessar o site da Previ e formalizar a contratação, com crédito previsto para o dia 26.11.12.

Ari Zanella disse...

Prezado Colega



João Rossi

Nossos sentimentos são coincidentes. Veja o manifesto que a FAABB enviuou à PREVI.
Atenciosamente
Isa Musa de Noronha - texto a seguir -

Depois de longa espera a comunidade BB foi surpreendida com as novas regras criadas pela Diretoria da PREVI para a concessão do Empréstimo Simples. Estranhamente a PREVI opta por tornar mais difícil o acesso ao empréstimo para o pessoal mais idoso.

A nova fórmula penaliza os mais velhos, pois, para esses, o método implica em redução significativa do número de parcelas que, somado à sua idade, não ultrapasse a metodologia batizada de “170”. A PREVI justifica tal fórmula mágica dizendo que com a nova metodologia de prazo, 41.154 participantes com até 62 anos terão seus prazos de pagamento aumentados. Espertamente não diz quantos dos mais idosos ficarão sem acesso ao Empréstimo.

Para nós, aposentados e pensionistas as novas regras soam discriminatórias, perversas mesmo. A FAABB se empenhou em abrir discussão com a Diretoria quanto a sugestão de abolir o teto, implantar número de parcelas em até 180 e condicionar o montante que cada um possa contratar à Margem Consignável.

É patente que há muito a revisão do Empréstimo Simples já poderia ter deixado de ser mote de campanha para engabelar eleitores. Bastaria boa vontade política, pois todos sabem que as operações de Empréstimo Simples hoje em dia são as mais rentáveis para a PREVI. Isso, aliado ao fato de que se trata de um investimento de risco zero.

Bastaria a PREVI extinguir o teto, de sorte que o valor do Empréstimo Simples ao alcance de cada um fosse na exata medida de sua capacidade de pagamento (margem consignável, que já limita o máximo que cada um pode assumir). Paralelamente, a PREVI poderia segmentar em três ou mais faixas de cobrança de taxas para a composição do Fundo de Quitação Por Morte.

Ademais, o limite legal (15%) permitido para as operações com participantes está longe de ser alcançado. Não haveria impedimentos legais para que esse modo de revisão fosse feito.

Na verdade, nós nos sentimos vítimas de um engodo. Torna-se evidente agora o quanto a má fé política na nossa Caixa de Previdência é maléfica e como compromete as relações entre participantes e assistidos.

Notem que para ganhar uma eleição a Chapa capitaneada pelo Marcel elencou compromissos e, já ouvindo os sinos de Natal, nada ainda de concreto assistimos.

Nós, os eleitores, os que votaram ou não na chapa eleita, estamos desalentados.

Lamentavelmente Marcel repete as práticas do seu antecessor, Sasseron...

Aquele que muito anunciava e nada realizou até a sua saída melancólica da PREVI.

Tão claro como a água é o fato de que os compromissos assumidos pela Chapa de Marcel dependem tão somente da boa vontade política dos eleitos.

Na campanha, a Chapa falou em resgate de contribuições patronais, em novo benefício baseado na PLR, na redução das despesas administrativas, na redução da taxa de risco, ampliação do Empréstimo Simples, no fim do Voto de Minerva, no uso do FGTS para amortizar prestações CARIM, no fim da Resolução 26, etc.

Ao apagar das luzes de 2012 nada ainda foi cumprido.

A não ser que já estejam pensando nas eleições PREVI 2014.

Anônimo disse...

Penso que um pleito formulado por uma ou mais associações de funcionários, reivindicando da diretoria de seguridade uma revisão nos parâmetros do esdrúxulo ES colocado à disposição, teria muito mais representatividade do que um pedido feito de forma isolada, não obstante bem fundamentado. Entendo que tenha chegado a hora de a Afabb-RS e a Aapprevi entrarem em ação em defesa mais uma vez dos interesses dos seus inúmeros associados.

Anônimo disse...

Aposentados não fazem greve e portanto não fazem pressão. Existem eleições e os da ativa, mais ativos ganham sempre. Temos que pensar em guerrilha. Métodos de guerrilha. Aposentados vão aos médicos. Normal. São idosos. descartáveis , mas vivos. A Cassi e a Cassi familia estão aí para a alegria de todos. principalmente os da ativa com seus filhos. Vamos invadir a Cassi. Sua urina está perfeita? nannaninanão. Não onfie no que os seus olhos v~eem. Faça uma consulta, leve a sua amostra a um laboratório e depois volte à sua consulta. E ssim pelo Brasil inteiro. Até que os da ativa compreendam que nós tambem podemos fazer muito estrago. São inconseuentes enquanto são da ATIVA? Confiam no seu taco? Pois esperem para ver o que podem fazer os INATIVOS.

Anônimo disse...

Voces não se dão conta do que realmente é importante. A Cecilia está falando disso no blog dela. Que ES zé mané o que. Tem muito mais coisa rolando e verdadeiramente importante.

Cláudio Roberto Almeida disse...



Prof.

Carlos - Rio Pardo. É uma regra de três simples. Com a prestação de R$ 1.168,89 (mesma margem) em 120 meses você terá um limite de R$ 93.750,00.

O manifestante que é contra a Antecipação do Bet tem que pensar que o ES é mais caro (tem juros) e não deixa de ser antecipação de benefício, pois terá que ser pago mensalmente averbado na fopag.

Ari, a partir de zero hora do dia 22 é a contratação. O crédito dois dias úteis após. Nada com que se preocupar. Nada de novo.

Mas, a antecipação do BET, ou do que de fato resta dele é ótima. Melhor que o ES. Ari pegue essa bandeira. Deixe recado com a secretária.

Alguém sabe quanto resta do BET?

Abraços

Anônimo disse...

Prezado Ari,
O pior de tudo é que o pessoal ainda não se conscientizou de que a PREVi não está nem aí para nós, aposentados, porque a nossa posição é de subserviência e não de altivez.Temos que partir para a justiça, em defesa de nossos direitos.Essa discriminação etária que foi feita é odiosa e uma excrescência.Eles afrontaram os mais idosos.E ainda há colegas quie se dirigem ao Ari com suplicas ao obscuro diretor Marcel.Este, deve estar se "achando", junto aos seus pares porque conseguiu piorar uma situação que já era ruim.Fizeram de nós otarios.Vamos futucar a ANABB a FAABB para que entrem com medidas que venham a devolver a nossa dignidade e enfatizar que os recursos da PREVI são nossos. Ao colega Joao Rossi peço que estude o estatuto do idoso para ver o que nos podemos fazer a respeito dessa odiosa discriminação.

Anônimo disse...

O que é que realmente afeta os da ativa? Aquilo que eles realmnete pagam. A Cassi. Então guerrilheiros, vamos aos médicos. Não se enganem. Dizem que são os idosos que vão aos médicos. Mentira. Qualquer mãe de primeira viagam solicita mais aos médicos do que os idosos que temem estes. Vamos aos médicos.

Anônimo disse...

Ari Zanella, o novo ES é um fiasco não atende à ninguém, os mais idosos sofrem com o número de parcelas reduzidas, os mais novos que possuem margem só podem tomar a merreca de 10mil, o que não socorre a situação de endividamento dos assistidos da Previ.
Alguma medida deveria ser tomada pela Previ, para nos aliviar de tanta agônia sofrida nessa longa espera, para anunciarem esse fiasco de ES.
Conforme muitos sugeriram, que a Previ abra uma linha de crédito paralela de curto prazo para complemento dessa aberração que nasceu diabólica, mais parece o parto do filho bastardo de Hitler,de tanto horror que trouxe para nós aposentados e pen sionistas.

Anônimo disse...

Pessoal, acho que precisamos deixar esse assunto de ES para lá. Fizemos muita pressão pelo 180/180 e olha o que conseguimos. Não adianta, eles não vão mudar. Temos assuntos mais importantes como a integralização do BET, aumento para janeiro e pensionistas. Chega de gastar energia com o ES. Celio Vilela

Anônimo disse...

Colegas vamos partir para a manifestação pública, para conscientizarmos a população de como vivem os aposentados da Previ e principalmente alertarmos os colegas da ativa para ficarem espertos do que lhes espera lá na frente, vamos para as portas do BB.

Anônimo disse...

Depois do balde de água fria que levamos com a aberração do ES que foi anunciado, só nos resta solicitar um mínimo de humanidade dos nossos dirigentes corações de pedra da Previ para anteciparem 12 parcelas do nosso BET, caso contrário não teremos natal este ano.

Henrique Soares disse...

Ao Colega Carlos-Rio Pardo(RS), a minha situação é valor da prestação R$ 1.168,89 - 96 meses. Ou seja nossa situação é idêntica. Acredito qua para amenizar nossa ansiedade, a PREVI poderia já disponibilizar a tabela com os novos limites.

Anônimo disse...

Aí Prof. saiba e não se esqueça que foi o senhor que primeiro não desistiu.Quando acolheu uma sugestão que fiz de um ES "emegencial" de 20 mil em 48 parcelas e imediatamente se comunicou (e-mail) com o sovina diretor,lançou a semente da perseverança. Não se deve desistir nunca na defesa de seus interesses,principalmente quando justos e merecidos.
Quando muitos comentaristas jogavam a toalha, o sr. deu o exemplo.Vês como estão "chovendo" manifestações para a Previ?
É isso aí, Prof. lets go que lets go(traduzindo vamo que vamo rsrsr).
Eles vão alterar o formato do novo ES2012/2013, estou sentindo! Se o mestre achar que deve peça ao Sr.Marcel reconsiderar ao menos um reforço no valor.Estamos todos precisados.We´re broken.

Anônimo disse...

Calma. O ES continua em pauta.
Perdemos um round, não a luta.
A FAABB se manifestou, o colega Jose Aristophanes idem, o colega Ari já o havia feito e João Rossi Neto está na luta.
Sem dispersão no meio da batalha.Insistam no ES pelo menos ate segunda manifestação da Previ.
Pelo jeito ja se ameaça com ações contra a discriminaçao e afronta ao Estatuto do idoso.
Vamos dar mais um tempinho e torcer.Ainda tem gente na briga.

Anônimo disse...

É o famoso KINÉM
Kiném o Sasseron.....

Carlos-Rio Pardo(RS) disse...

Ao colega Henrique Soares - Pelos cálculos que efetuei, com essa nossa margem de R$ 1.168,89, o valor novo a ser disponibilizado seria de 85.000,00. Para chegar a esse calculo tomei como base a tabela existente. Em 96 meses o aumento mensal na tabela é de 0,51%. Pela lógica no prazo de 120 meses a tx mensal seria de 0,53%. Se multiplicarmos 0,53 por 120 chegamos a uma taxa de 63,60%. Ou seja 85.000,00 mais 63,60 dá 139.060 que dá uma prestação de 1.158,83.
Acho que meu cálculo chegara bem proximo pois pelo que entendi não houve alteração em outras taxas como FQM...
Espero estar ajudando.Abr

Anônimo disse...

Valeu Professor. Obrigado pelos esclarecimentos das 18:02 H.

Forte abraço

Luiz Carlos

ManoelSales disse...

Caro Professor Ari Zanella, Como enviar um email direto ao Sr. Marcel? Ou tem-se que fazer uso do fale conosco, obrigatoriamente?

Ilustríssimo, aproveitarei a carona desta mensagem para lhe fazer encarecidamente um pedido: "Não publicar mais, doravante, mensagens que desqualifiquem os aposentados de seus direitos. São tabelas, sugestões que discriminam esses senhores. Ainda que cheguem aos 100, 110, 115, sei lá, têm o direito de exercer sua cidadania até que sejam subjugados pela morte. Todos vão querer chegar lá. Cada vez que leem ou ouvem esses comentários torpes correm grande riscos de vida, entende? Ainda é o meu caso, pois tenho 55, mas também quero chegar lá, se Deus quiser. Obrigado.

Ari Zanella disse...

Amigo Manoel Sales,

Eu utilizo o seguinte email:

diseg@previ.com.br

É o que consta do "Cartão de Visitas" que o Marcel me entregou em Balneário Camboriú-SC.

Vou evitar publicar comentários que deponham contra os idosos, porque, se Deus quiser, nós também vamos chegar lá.

Forte abraço.

Anônimo disse...

Colega Ari.

Me ocorreu o seguinte:

Se esta proposta do ES170,aprovada pela diretoria ainda pode ser regeitada pelo CD DA PREVI.

A Cecília em muitas ocasiões,sempre disse que quase nunca o CD vai contra uma decisão da Diretoria,mas nesse caso houve escesso de nulidades como afronta ao estatudo do idoso,e também pode se alegar questão de isonomia,pois 120 meses para os mais novos,enquanto os mais velhos 60 parcelas.

Acho que se as nossas associações se mobilizar ainda podemos virar esse jogo.

Marcar uma reunião emergencial com o presidente da Previ,Poderia ser ecabeçada pela ISA E MEDEIROS.

É uma opinião mais quem sabe não nasce ai um novo caminho para solucionar esse problema criado pelo atual diretor de seguridade com a sua formula genial ES170.

Anônimo disse...

Bravo Guerreiro Ari Zanella,
Gostaria de saber se no Estatuto de Defesa ao Idoso (se é que isso existe ou funciona) não existiria alguma cláusula contra essa discriminação que estão fazendo contra nós, os aposentados da Previ, e qual seria a iniciativa a ser tomada? Através de alguma ação judicial?

Ari Zanella disse...

Anônimo 21:55

Estamos todos comungando a ideia do PRAZO = 180 MESES e o LIMITE a ser estabelecido por cada um ATRAVÉS DA MARGEM CONSIGNÁVEL.
Falei agora há pouco com o Medeiros ao telefone e ele também tem esse pensamento. Abracemo-lo.

Anônimo disse...

Caro Henrique,

Estou copiando abaixo a orientação que fiz na postagem anterior:



Caro Henrique Soares, de 07/11/12 22:41

Eu uso a Calculadora HP. Use-a no link: http://epx.com.br/ctb/hp12c.php


Digite o valor de sua prestação atual, e clique em "PMT".
Digite o prazo(meses de seu empréstimo atual), e clique em "n".
Digite o valor de seu empréstimo atual, e clique em "CHS", e em seguida em "PV".
Então clique em "i". E vai aparecer a taxa contratada.
Não zere a calculadora.
Agora digite 1160,00(que é o valor da prestação que você quer pagar), clique em "CHS", e clique em "PMT".
Em seguida, clique em "PV".
O resultado que apareçe é o valor de seu NOVO EMPRÉSTIMO(aproximado, é claro)

08/11/12 02:37


Uma pequena correção:

Seguindo os passo orientados, quando você impostar a valor da prestação que quer pagar(1160,00), e clicar em "CHS", também tem que colocar o NOVO PRAZO(120) em "n".

Então em "PV"(vai aparecer em negativo, mas esse é o valor do novo empréstimos, considerando que os juros não variam).

***
Agora mesmo calculei, pegando teus dados certinhos:

Prestação: 1168,89
Prazo: 120 meses
Juros: 0,8976% a.m.(juros atuais,que não vão mudar/faixa até 59 anos)
Empréstimo novo: 85.659,84(bruto, pois vai ser descontados, taxa adm e IOF)

OBS:
Descobri a taxa do empréstimo atual que tenho(55 anos), quando peguei 71.000,00, 96 meses, pagando prestação de 1106,55.


Abs.

Felipe disse...

Anonimo das 23:10, achei legal, e efetuei calculo aqui.

Juros: 1,05%
Prazo: 84 meses.
Valor solicitado: R$120.000,00.
Prestação: R$2.155,16.

Anônimo disse...

Ari,

Estou antevendo – caso a Previ não reveja esse famigerado reajuste do ES – uma avalanche de ações contra a discriminação aos idosos, além da retirada dos proventos INSS da Fopag e quem sabe o pedido de recebimento dos proventos Previ por ordem de pagamento.
Seria desagradável, mas uma retumbante resposta ao descaramento de quem "bolou" essa engenhosa proposta. E olha que havia três delas a serem escolhidas. Qual seria a pior?

ManoelSales disse...

Por favor, alguém saberia, nos atuais moldes de empréstimo simples, dizer quais as taxas de juros mensal cobradas? Exemplo: tenho um contrato de empréstimo no valor de R$ 15.000,00, prestação de R$ 233,78x96, qual é a taxa de juros? Fiz abaixo quatro simulações na internet e obtive os resultados seguintes:

1- Valor da prestação>>> Forneci o número de meses 96, forneci uma taxa de 0,517% a.m, e forneci o valor financiado R$ 15.000,00 e obtive uma prestação de R$ 198,61. Nesses mesmos parâmetros, a prestação da Previ é de R$ 233,78;

2- Valor do financiamento>>> Forneci o número de meses 96, forneci a taxa de juros 0,517% e forneci o valor das parcelas R$ 233,78 e obtive um valor de financiamento de R$ 17.655,81, que gerou dúvidas;

3- Taxa de juros>>> Forneci o valor do financiamento R$ 15.000,00, forneci o valor da parcela fixa R$ 233,78 e forneci o números de meses 96 e obtive a tábua de 0,8976% cujo valor real da taxa de juros mensal não sei sendo o que mais me interessa nessa pesquisa; e

4- Quantidade de meses>>> Forneci a taxa de juros mensal 0,517, Forneci o valor da prestação R$ 233,78, forneci o valor do financiamento R$ 15.000,00 e obtive 78,16 meses, na Previ os mesmos parâmetros geraram 96 meses. Alguém poderia me dar um suporte, por favor? Lembrando que a taxa de juros por mim fornecida de 0,517% ao mês é uma taxa que consegui depois de bater muita cabeça, mas condiz com os valores da Previ. Obrigado.


Anônimo disse...

Ao Manoel Sales,

Continuando meu comentário de 08/11/12 23:10

No teu exemplo 1: Está correto o cálculo. Mas para você obter a prestação de 233,78, o prazo deixa de ser 96 e passa para 79 meses.

No teu exemplo 2: Está correto.

No teu exemplo 3: Está correto.

No teu exemplo 4: Está correto.


Atenção:

Só tem uma coisa: essa taxa de 0,517% não sei de onde foi tirada(?).

Utilizando a própria tabela existente no site da Previ a taxa é 0,8976%, tanto pra ti que retirou 15.000,00, quanto prá mim que retirei 71.000,00. E para os demais valores, idem.
É só fazer a simulação no site.

Espero ter ajudado

Abs.








Henrique Soares disse...

Caro Amigo (Anônimo), de 08/11/12 23:10, é por causa de pessoas assim, que encontramos razões que justificam nossos sorrisos. Um abração!

Henrique Soares disse...

Ao Colega Carlos-Rio Pardo(RS) - A ansiedade ou o transtorno da mesma é o que mais me faz passar mal. Portanto amigo, ajudastes bastante. Toda essa solidariedade aqui vista nos faz muito bem. Um grande abraço!

Anônimo disse...

Hoje amanheci mais animadinho lendo
a enxurrada de comentários caindo
de pau na bosta do novo E.S.
Gostei do ressurgimento de Isa Musa.
Penso que o PT/PREVI há de repensar
a defecada que deu e dar uma melho-
rada boa no nosso complemento E.S.

IMPORTANTE - a clicada nos reclames.
Mesmo desanimado, ontem , fiz a
minha parte. Com responsa.
Com critério.Teacher merece !!!!!!
Bom dia a todos.
Vamos ficar juntos.
Vamos nos mobilizar.

Anônimo disse...

O tomador que pretenda pagar uma prestação de R$1.168,89, estando apto a contrair um empréstimo em 120 meses, poderia ter acesso a um teto, pelos meus cálculos, de até R$85.642,31.

Anônimo disse...

Eu acho que o ES tem a taxa de 5% ao ano mais o inpc de 2 meses atrás. Se a taxa atuarial baixar,como o governo quer(tem fundos que já baixaram para 4,5% e um 4,0%), vai cair a prestação.já perguntei até nesses blogs e ninguem responde se a previ vai ou não baixar esta taxa. Eu acho que ela não terá opção.A pressao está muito grande. E diminui o superavit esta redução.

Carlos-Rio Pardo(RS) disse...

Ao Manoel Sales, das 00:23hs. Pelo que eu entendo, essa taxa de 0,517% a.m, é o nr. que conseguimos dividindo o total pelo nr. de prestações, mas esse cálculo não é real. Nunca o que fazemos direto na calculadora será o juro real. Dá pra se ter uma estimativa de juro ou custo mensal real, acrescendo em torno de 45% a taxa que se consegue na calculadora, ou seja 45% sobre 0,517, o que dá em torno de 0,749%. Ao meu ver, esse é mais ou menos o custo mensal de nossos emprestimos. Espero ter ajudado e se alguem puder contribuir também, agradeço. Abr

Carlos-Rio Pardo(RS) disse...

Ao anonimo das 23:10,não consegui fazer seu cálculo na HP12, mas fiz na calculadora mesmo. E concordo contigo, eu também chego nesse mesmo valor que vc falou no caso do Henrique,ou seja, em torno de 85.000,00. Um abr

Anônimo disse...

Colegas,

A Previ( seus diretores) não voltará atrás da decisão sobre o ES.
Para reconhecer um equívoco e corrígí-lo é preciso ter GRANDEZA, HUMILDADE, BOM SENSO, DISCERNIMENTO.
Garanto a vocês, pela empáfia dos dirigentes da Previ e BB, eles não possuem as qualificações acima citadas.
Tem mais, preparem-se para serem FERRADOS em futuro próximo, quando tomarão outras decisões que serão determinadas pelo atual governo de plantão.
Abraços a todos os de boa vontade.

Anônimo disse...

Apenas um esclarecimento para esses insignificantes que dirigem ,hoje, a previ: José ARISTOPHANES é apenas ex diretor do BB, quando diretor se escrevia com letras maiusculas. alguns contrariaram ate a ditadura.

Carlos-Rio Pardo(RS) disse...

Sr.Ari, Sr. João Rossi Neto, Sr. Valentim, já escrevi várias vezes. Gosto disso até porque me sinto a vontade aqui. Eu gostaria de agradeçer toda a força que voces nos deram na luta por um ES melhorado.
Lembro no inicio deste ano, quando veio o crédito do Superavit e o BET. Eu estava crente que iria ganhar uma bolada, mas acabei foi ganhando uma bolada na cabeça. Meu crédito do superavit foi 2.500,00 e o meu BET é de 280,00. O que quero dizer com isso: Uns ganham mais outros bem mens. Agora no caso do ES eu fui mais privilegiado, mas sei que a medida que envelheçerei o negócio encolherá. Mas tudo isso faz parte. As vezes ganhamos, as vezes perdemos. Mas pra mim, conta muito é a luta e a solidariedade que encontro aqui no seu Blog.
Era isso, o meu muito obrigado.

Anônimo disse...

Arizinho, meu filho. Bom dia!
Cê já acordou.Como é que está o tempo ai?
Fala alguma coisa boa para nós.
Já enquadraram os meninos lá da previ? Estou ansiosa por noticia boa. Um abraço para você.

Anônimo disse...

Quer dizer que em Novembro nao teremos acesso ao contra-cheque pela Internet(site da Previ)....
Somente dia 22, ai o credito ja estara na conta.
INCRIVEL!!!!!!!!

Ari Zanella disse...

Bom dia, Anônima! Acordei bem, obrigado! Estamos tentando enquadrá-los. Por aqui, tempo instável, com chuvas. Estou feliz porque somente gente boa tem postado ultimamente. Abração ao Henrique Soares, meu centésimo seguidor!

Anônimo disse...

Colega da 08:33h.De fato, a previ está correndo muito:170 no quadro.Preparemo-nos.A meta da previ é 120 no quadro.Espero nova ação da AAPPREVI.A previ não respeitou a estatuto do idoso.Favoreceu os mais nvos,grande parte deles com a contribuição suspensa.Isso é injustiça.Edmílson de Januária-mg py4bsl.

Blog do Ed disse...

Leiam também a mensagem do nosso colega Aristophanes, postada no blog do Marcos. Ela também está muito bem redigida, (e não podia ser de outra forma, sendo da lavra de quem é) e trata-se de mensagem enviada a Dam Conrado, Presidente da PREVI.
Edgardo Amorim Rego

Julita disse...

Prof Ari,Bom dia!
Gostaria de saber se recebeu os meus emails! Abraços

Anônimo disse...

Prof. Ari,

Quando a torcida não está satisfeita com o técnico do seu clube de futebol, de imediato ele é subsituido. Considerando a Previ o nosso time, que tal pedirmos, por meio de plebiscito, a saida de Marcel, nosso treinador?
´
É claro que as situaçõe, as instituições, as pessoas e as normas envolvidas são bem diferentes para esse paralelo.

Em todo caso, lembra do Collor Mello?
Pois é, o Congresso Nacional só oficializou o que o povo pediu!!!

Fora Marcel!!!

-x-x-x-x-x-


Professor, sobre a imoral revisão do ES, que tal pedirmos para o presidente da ANABB nos defender também, a exemplo do que fez D.Isa, presidenta da FAABB?

Muito obrigado.

Anônimo disse...

O pior é fazer essa separação de grupos: os mais novos estão se sentindo beneficiados e os mais velhos prejudicados.Alguns "mais novos" estão até gostando disso e não estão parando para pensar que a cada ano terão uma redução do prazo e em breve estarão na mesma situação dos "mais velhos".Ninguém pensa no futuro.

Anônimo disse...

Colega das 01:45h.0,517%am.é a taxa mensal para até 69 anos.Juros anuais de 5% mais taxa de defunto de 1,3%,capitaliados= 6,365% a.a.0,517%a.m capitalizados em 12m=6,383%a.a.Edmílson de Januária mg.

Anônimo disse...

Colegas, sou pensionista e tenho 61 anos será que conseguirei tirar alguma coisa?

Ari Zanella disse...

Querida Julita,

Recebi sim e já encaminhei ao Rossi. Muito Obrigado!!

Anônimo disse...

Nossa! È a triste realidade.
Nos entristece a constatação feita no comentário das 9.21 hs.
À medida que envelhecemos o negócio vai encolhendo.É duro! Ou melhor dizendo é triste.

Silvana disse...

Bom dia a todos. Sinto-me hoje na obrigação de agradecer a esta solidária comunidade capitaneada pelo bravo colega Ary. Até uns dois meses atrás, em difíceis condições (sou pensionista), nem sabia que existiam espaços virtuais como este, de apoio, ajuda emocional e, muitas vezes, de ótimas sugestões para continuarmos remando o barco de nossas vidas com um pouco mais de dignidade. Em momento crítico, e hoje vejo que até mesmo desesperador, busquei a internet numa tentativa de encontrar soluções junto a pessoas que estivessem passando o mesmo que eu e, surpreendentemente, me deparei com este e outros blogs que me ajudam diariamente a superar esses momentos difíceis. Hoje, vejo que estamos quase todos no mesmo barco, partilhando nossas dores e angústias. E isso me dá uma força danada de enfrentar o que antes me parecia impossível ou humilhante por demais. Apesar de encontrar-me na faixa dos "abaixo de 50 anos" sinto uma profunda revolta com a fórmula desumana do reajuste do ES para este ano, danosa e discriminatória para com os mais idosos. Às vezes até penso que toda esta situção não está existindo, de tão maldosa e perversa, de tão surreal como que se apresenta. Penso na desilusão e na revolta que sentiria o meu pai, hoje com 86 anos, com muita saúde e disposição, se estivesse a precisar deste empréstimo... Todas as entidades e movimentos de aposentados e pensionistas do BB (Federação e associações), e até mesmo associações de funcionários da ativa tem a obrigação e o dever de pressionar a Previ para modificar está fórmula maluca e incoerente do ES atual e mesmo ingressar judicialmente com medidas que a revertam em benefício dos mais idosos.

Anônimo disse...

Isso mesmo,Silvana.Obama disse"o melhor está por vir".Não sou Ministro.Digo eu:"o pior está por vir".No próximo ano,os ganhadores de diárias da previ,mostrarão o balanço no estrageiro passando pela Alemanha.Lá,observarão como funcionavam os fornos de extermínio.A perseguição aos judeus começou lentamente e deu numa tragédia.Soube que a previ pretende instalar uma fábrica de sabão.A matéria prima seremos nós,velhinhos apoentados.Quem viver,verá.Edmílson de Januária mg.

Anônimo disse...

Caro colega Edmilson das 14;56 o seu realismo é assustador, será que vamos virar sabão? o pior é que, o que falas é a mais dura verdade, mas ainda assim lutaremos! e sabe o que nos sustenta ? os depoimentos inteligentes, ricos em argumentos que colegas como você postam aqui todos os dias, continue, ora brincando, ora chorando mas sempre informando.Um gde. abraço