quinta-feira, 4 de outubro de 2012

GRITARIA GERAL

     Volta e meia recebo correio eletrônico do amigo Heleno Nobre no estilo...repassando...Hoje o assunto foi "É preciso ouvir o cliente" onde é relatado o caso de uma Companhia aérea fictícia que apresentara um piloto e seu copiloto, bem trajados, óculos escuros, bonitos, mas...cegos!!! Os passageiros foram avisados da deficiência visual dos pilotos, porém consolados de que se tratava do melhor piloto e do melhor copiloto da empresa. Todos subiram à aerovane apreensivos e o avião começou os procedimentos para decolagem. A aceleração inicial foi proporcinalmente aumentando, a nave já quase no final da pista...e nada de levantar voo. A gritaria foi geral. Nesse instante o avião subiu aos céus, provocando este comentário do piloto para o seu auxiliar: "No dia que os passageiros não gritarem mais, nós estaremos ferrados!"

     Depois do riso, lembrei-me da Claudia do Rio e do Álvaro Fonseca, referente a seus comentários na postagem do intrépido João Rossi Neto em sua missiva à presidenta (até quando ela for a dirigenta* máxima da nação, vou chamá-la de presidenta); porque a Claudia disse não resolver mais gritar ao piloto (no caso, a pilota*), aliás, disse que valeria somente se fosse para afastá-lo(a) do cargo. Já o nosso amigo Álvaro disse que "estamos acreditando em papai Noel."

     O meu amigo de fé, camarada, guerreiro Marcos Cordeiro de Andrade, já deu seu "ulo" meses atrás. Falou também que "está tudo dominado." Além dele, o nobre causídico José Medeiros, que me quer muito bem, já promoveu "peladaços e vassouradas" na porta da Previ. Até o extinto blog do amigo Juarez deu sua contribuição neste sentido. Na tela do Cláudio Humberto (www.claudiohumberto.com.br) lemos aquelas frases do Martin Niemoller, lado direito na seção "cadastro", que termina assim: "No quarto dia vieram e me levaram. Já não havia mais ninguém para reclamar."

     Destarte, não vamos pensar que não devemos mais botar a boca no trombone. Se não gritarmos, os cegos nos conduzirão ao precipício.  

(*) Termos inexistentes no dicionário; usei-os apenas para 

      rimar com presidentA. (este existe).    

69 comentários:

Luis-BH disse...

Caro Mestre Ari,

Como diria o Maluf, hoje procurado pela Interpol, "presidenta competenta?". rsrs

Não acho pessimismo dizer que ela é do PT, que foi o próprio PT que comandou os desmandos e a famigerada resolução 26. Que ela sabe de tudo e que o governo se beneficia com os bilhões que nos tiraram: são fatos.

Anônimo disse...

Morri de rir agora, com a gritaria.Acho que só gritando mesmo. Quanto ao ES, pode haver um alongamento razoavel do prazo, juntamente com a retirada da Cassi da margem consignavel. Pra mim, esta hipotese ajudaria muito. Se der superavit novamente, a taxa baixa e a prestaçao do ES abaixa de novo e aí vamos... Vou fazer o que? As vezes, até lá, já rodei CDC do BB , já mudou algo na Cooperforte, na Crediscoop e por aí vai...rsrsrs

Ari Zanella disse...

Eis, na íntegra, o texto recebido do Heleno Pinto Nobre (em caixa baixa):

*OUVIR O CLIENTE É FUNDAMENTAL .**
***

*No aeroporto o pessoal estava na sala de espera aguardando a chamada para
embarcar. *****

*Nisso aparece o Co-piloto, todo uniformizado, de óculos escuros e de
bengala, tateando pelo caminho. *****

*A atendente da companhia o encaminha até o avião e assim que volta,
explica que, apesar dele ser cego, é o melhor Co-piloto da companhia..
**
**Alguns minutos depois, chega outro funcionário também uniformizado,de
óculos escuros, de bengala branca e amparado por duas aeromoças. **

**A atendente mais uma vez informa que, apesar dele ser cego, é o melhor
piloto da empresa e, tanto ele quanto o Co-piloto fazem a melhor dupla da
companhia. **

**Todos os passageiros embarcam no avião preocupados com os pilotos. **

**O comandante avisa que o avião vai levantar vôo e começa a correr pela
pista, cada vez com mais velocidade. Todos os passageiros se olham, suando,
com muito medo da situação. O avião vai aumentando a velocidade e nada de
levantar vôo. *****

*A pista está quase acabando e nada do avião sair do chão. *****

*Todos começam ficar cada vez mais preocupados. *****

*O avião correndo e a pista acabando. O desespero toma conta de todo mundo.
**

**Começa uma gritaria histérica no avião. **

**Nesse exato momento o avião decola, ganhando o céu e subindo suavemente. *
****

*O piloto vira para o Co-piloto e diz: **

**- Se algum dia o pessoal não gritar, a gente tá fudido!!!!!! **



**Moral: OUVIR OS CLIENTES É FUNDAMENTAL!!!*****

Anônimo disse...

VAMOS MORRER GRITANDO!

Enganam-se os colegas que acham que nossos apelos não chegam aos ouvidos de quem manda, chegam sim! e incomodam, só vence quem persiste e não desiste de recorrer atrás do que é justo, sabiamente o Sr. Rossi deixa claro em suas argumentações embasadas em fatos concretos e assim prova sempre por A + B, que os desmandos e aberrações das quais nós do PB1 sofremos são verdadeiros atos de covardia e más intenções do BB e da Previe do Governo.

Anônimo disse...

GOSTEI DO ANÔNIMO DAS 12HS35

Anônimo disse...

Nosso desespero está nas últimas, PREVI libera já os 180/180, não acredito que implica em concorrer com os emprestimos do BB, os que estão precisando do ES melhorado não interessam para o BB, já pegaram tudo que era possível no BB.
Falta é sensibilidade e humanidade do CD da Previ, eles não imaginam como é viver sem dinheiro, a demora não afeta a saúde e a vida deles.
A Previ tem margem folgada para o ES, é uma boa aplicação para a Previ, porque não resolver logo essa questão, não dão nem uma palavra a respeito, Sr Ari, volte a falar o o Sr Marcel.

Anônimo disse...

Senhor Ari, muito me deixou triste ler no REDE SOS um colega dizendo que ligou para a PREVI, e que eles disseram não ter nem estudo e previsão para o ES. Isso é verdade?
Acho por demais ridículo, ficarmos aqui implorando empréstimo que eles irão receber com juros altos. Temos que depois desses pedidos, começarmos a brigar por aumentos dos nossos benefícios. Aumentando os salários, acabam com esse roubo que eles nos impõe. ES é um assalto a mão armada.

Cláudio Roberto Almeida disse...



Prof.

O BET dos assistidos (aposentados e pensionistas) aumentou 4,86% em junho de 2012.

O BET dos funcionários da ativa aumentou 7,5% em setembro de 2012.

O acordo do superávit não admite privilégios.

A PREVI deve corrigir a distorção imediatamente, dando 7,5% para os assistidos.

Em 2010 e 2011 ocorreu o mesmo em porcentagens diferentes que não saberia dizer quais foram, mas fácil de descobrir.

Entendo que a Previ deve aos assistidos as diferenças apuradas, retroativas.

Podemos pedir à Diseg, e se não conseguirmos podemos recorrer ao Judiciário.

O Prof. pode falar com o Marcel a respeito uma vez que tem canal direto com o mesmo.

Enquanto isso aguardamos o ES.


Abraços.

Ari Zanella disse...

Anônimo de 12:47

Não é bem assim. Não existe empréstimo mais barato do que o ES. Nem mesmo o empréstimo imobiliário que tem a garantia do imóvel. Algum aumento pequeno vai acontecer. Acredito em 7,5% idêntico ao aumento do pessoal da ativa. Talvez só saia em novembro. Rezo para sair antes. É preciso que todos GRITEM para o Marcel. O pessoal da Contraf-Cut devia amarrar o ES no Acordo Salarial deste ano. Ficaria mais fácil. Seria pertinente porque do PB1 ainda estão na ativa e podem beneficiar-se do ES.

Ari Zanella disse...

Meu caro Cláudio Almeida,

Há dias que tento falar com o homem e sua secretária Denise, sempre muito solícita, diz que ele não está no momento. Desconfio que ele está mandando a secretária descartar.
Mas, você está coberto de razão. Penso que uma Ação Judicial Coletiva (por ferir o princípio da isonomia) seria a mais adequada de alguma Associação iniciar.

Anônimo disse...

Sou de 12:47. Obrigada, senhor Ari.

Anônimo disse...

Prof., aumento de 7,5%? No Emprestimo Complic OOPS Simples?
Não dá nem 10 mil.Isso é menos do que o aumento usual. Já disseram alguma coisa na Previ?

Anônimo disse...

Novas alterações em nossa gramática:

- Presidente/Presidenta (é errado mas pode, pois dá Ipope);

- Estudante/Estudanta (essa não pode, a não ser que a colegial se seja eleita Presidente);

- Sorridente/Sorridenta (jamais)

Cadê nossos gramáticos para se pronunciar a respeito?

Ari Zanella disse...

Anônimo 13:44

Opinião minha. Na Previ nada disseram. Talvez chegue aos 10 mil por arredondamento. Não sei, não tenho bola de cristal, não sou melhor nem pior do que ninguém. Sou apenas um professor idiota que consegue deixar a mão canhota escapar para dentro da moenda.
O que confortou-me ao extremo foi ter visitado hoje pela manhã o 1º ano Magistério, onde leciono Português, e ter sido aplaudido por todos os meus alunos e alunas. Pelo menos, isto consola.

Anônimo disse...

Se sair essa merreca de 7,5% eu vou matar um pernilongo, e vcs sabem onde. na cama, de madrugada.
Que merreca é essa?? Porque isso? O que fiz de errado? Miseráveis e sovinas! Solta o ES 180 X 180 Marcelllllllllllllllllllllll!!!

Anônimo disse...

Formalmente questionada a Previ, através de mensagem assinada pelo Sr. Leandro de Souza Dias, da gerência de atendimento, me informou por e-mail que “a Previ já iniciou os estudos para revisão do Empréstimo Simples. Não temos previsão de quando terminará o referido estudo. Eventuais alterações serão oportunamente divulgadas. Pedimos acompanhar pelo site”. Juntando essa declaração com o que foi dito pelo diretor Marcel, podemos depreender que mais tardar em novembro o novo ES estará disponível para contratação. Quem viver verá.

Medeiros disse...

Então Ari, além do inglÊS, LECIONAS PORTUGUÊS ?

Parabéns. Eta turma legal essa !

Anônimo disse...

Nossos mestres e combatentes colegas em prol de uma vida mais digna para nossas familias, o colega Ari, Marcos e o Medeiros, atentos a situação da Previ e a de seus novos gestores nao poderiam nunca ILUDIR seus colegas e leitores, dizendo que ha grande possibilidade de sair o tao sonhado ES nos moldes dos 180 X 180. Melhor dar uma dose certa de realidade, é ja esperar o pior, nao por sermos pessimistas, mas pelas declarações do diretor Marcel "aqui e acolá", nao criemos falsas esperanças de um ES que faça a tao sonhada diferença para realmente sanar nossos problemas financeiros.
Acho que estes reajustes no ES tipo CONTA-GOTAS é muito ruim para todos, nao nos beneficia e nos endivida mais ainda, alem de nao resolver coisa alguma para muitos colegas.
Do jeito que vai a coisa, sem reajustes REAIS de nada, com esta forma que a Previ insiste em perpetuar, tudo a CONTA-GOTAS, vai nos restar mesmo somente o caminho da JUSTIÇA.

Guilherme

Ari Zanella disse...

No twitter:

COOPERFORTE ‏@cooperforte

Quase completando 100 anos, o cheque caminha hoje para a aposentadoria

Anônimo disse...

FICO mais animado, toda vez que vejo o Dr.MEDEIROS interagindo com o Prof.ARI.

PENSO que essas forças UNIDAS(como tantas outras lideranças que poderiam estar juntas) em prol de nossos pleitos, adquirem mais CORPO, mais CONSISTÊNCIA, na busca de uma maior SENSIBILIZAÇÃO da PREVI/BB.

Abs.

João

Ari Zanella disse...

Guilherme (15:47)

NUNCA iludimos ninguém. Nem eu, nem o Medeiros e muito menos o Marcos. O que de fato tenho feito é publicar os pedidos de "180X180 JÁ!" Porém desde a reunião de B. Camboriú, deixei muito claro as dificuldades que iríamos encontrar para um efetivo bom realinhamento do produto. Com o intuito de ajudar a Previ a decidir-se por valores mais altos, foi que propus ao Marcel a chamada "Fórmula do Valentim."
Contudo, se quiser incluir alguém como "ilusionista", faça-o em relação a minha pessoa. Deixe os dois outros citados de fora, posto que são autênticos e verdadeiros.

Ari Zanella disse...

João,

Muito obrigado e um grande abraço.

Anônimo disse...

Sr. Ari, o sr, não é "idiota"; acidentes como esses acontecem.
Certa vez,perdi os dois dentes frontais, fiquei muito abalada; no entanto corrigido o problema, a vida continua e a gente acaba esquecendo.
Tenho certeza que com o tempo o sr. se conformará.
Cuide de sua dopamina no cérebro, pois percebo lápsos de depressão.
Dopamina é a substância que nos faz ter prazer; existe alguns alimentos que a contêm.
Parabéns pelos alunos.

Anônimo disse...

Link: http://www.anapar.com.br/noticias.php?id=22217

Anapar (04/10/2012)
Retirada de patrocínio volta à pauta do CNPC


ANAPAR não abre mão de garantir direito adquirido de participantes
Foi convocada nova reunião do Conselho Nacional de Previdência Complementar (CNPC) para a próxima segunda-feira, dia 08 de outubro, a partir das 14h00. A reunião acontecerá no Auditório do 9º andar do Ministério da Previdência Social. As reuniões são públicas. Entra em pauta novamente o debate sobre a retirada de patrocínio, a partir da minuta apresentada em abril deste ano pela Secretaria de Políticas da Previdência Complementar (SPPC), levada a consulta pública em junho.
...


João

Anônimo disse...

Mestre Ari,
Penso que há empréstimos mais baratos sim. Posso estar equivocado. Mas vejamos: financiei um automóvel à taxa de 0,98%a.m e prazo de 48m, com parcelas fixas. Na Previ a taxa é de 0,9%a.m., contudo tem a "atualização monetária mensal". Isso não implica em elevar o valor da prestação e, consequentemente, a Taxa Inicial, que será corrigida no mínimo em 3 oportunidades?

Anônimo disse...

Link:http://www.espacovital.com.br/noticia-28402-abono-empregados-ativa-nao-integra-aposentadoria-complementar


Abono a empregados da ativa não integra aposentadoria complementar


(04.10.12)

A 2ª Seção do STJ entendeu que o abono único, previsto em acordo coletivo pago pelo Banco do Brasil aos empregados da ativa, não integra a complementação de aposentadoria dos inativos, por interferir no equilíbrio econômico e atuarial da entidade de previdência privada.

Ao analisar recurso interposto pela Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ), o relator, ministro Antonio Carlos Ferreira, constatou que os signatários de negociações coletivas – o Banco do Brasil e as entidades de classe – decidiram estabelecer o pagamento do abono único somente para os empregados da ativa.

O julgado do STJ reforma decisão do TJRS, cuja 5ª Câmara Cível manteva a sentença na essência, ao entender que o abono único deveria ser estendido aos inativos. Segundo o acórdão dos desembargadores Jorge do Canto, Romeu Marques Ribeiro Filho e Gelson Stocker, "o tratamento igualitário deve se dar em respeito à garantia constitucional da isonomia quanto à remuneração percebida pelos funcionários da ativa, a qual deve incorporar o benefício complementar decorrente da previdência privada pactuada".
...(SEGUE)

João

WILSON LUIZ disse...

9 - Como é feito o cálculo do Benefício Especial Temporário para o pessoal da ativa?

Para o pessoal da ativa, todo mês será calculado o complemento de aposentadoria a que ele teria direito, segundo regra específica a ser prevista no Regulamento. Deste valor, será calculado 20%. Esses 20% serão creditados em uma conta individual, personalizada. O participante da ativa poderá acompanhar o saldo dessa conta.

Tópico extraído da seção perguntas e respostas do site da PREVI, quando da implantação do BET 20. Dá a entender que, todo mes, é projetado o valor ao qual o funcionário da ativa teria direito, caso se aposentasse e, sobre este valor, é calculado 20%.De qualquer forma, não é calculado sobre o salário atual do funcionário ainda na ativa.

Anônimo disse...

Leiam no site da ANAPAR:
"Previdência: Partido quer anular reforma" do dia 04/10/2012.
Parece que a ADIN, ainda tem chance.

Ari Zanella disse...

Recebi da colega Lazara Rabelo de Araújo:

Tem uma postagem no facebook, Grupo: Funcionários do Banco do Brasil, feita por Patricia Lasch,


POR SER DELEGADA SINDICAL EM PORTO ALEGRE, TOMEI CONHECIMENTO DE FATO QUE ME SINTO NA OBRIGAÇÃO DE DIVULGAR A QUEM AINDA NÃO SAIBA: COMANDO NACIONAL DOS BANCÁRIOS DETERMINOU O FIM DA GREVE ESTE ANO EM VIRTUDE DE ALGUNS COMPONENTES DO MESMO DESEJAREM ESTAR "LIVRES", NAQUELE MOMENTO, PARA FAZER CAMPANHA P/ SEUS CANDIDATOS EM SÃO PAULO. ISSO EXPLICA A GREVE TER SIDO ENCERRADA JÁ APÓS A PRIMEIRA REUNIÃO COM FENABAN, ONDE O COMANDO CONSIDEROU SATISFATÓRIA A PROPOSTA DE 1,5% A MAIS DO QUE FOI OFERECIDO ANTES DA GREVE! OS REFERIDOS CANDIDATOS SERIAM AQUELES QUE SE INTITULAM DO LADO DOS TRABALHADORES... NOS QUAIS NÃO VOTO MAIS!

Ari Zanella disse...

Retirado do site da ANAPAR:

Agência Estado (04/10/2012)
revidência: Partido quer anular reforma

PSOL quer anular reforma da Previdência do governo Lula
O PSOL anunciou que entrará com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para anular a reforma da Previdência aprovada com a participação dos deputados condenados no julgamento do processo do mensalão por vender seus votos no Congresso. O partido argumenta que a compra dos votos pelo governo contaminou o processo legislativo e tornou a aprovação da reforma inconstitucional. Apesar de a decisão do partido já ter sido anunciada, a Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) será protocolada após a publicação do resultado do julgamento.
"O PSOL nasceu da luta contra a reforma na Previdência, um dos maiores ataques do governo Lula aos direitos dos trabalhadores. Diante da confirmação de que esta votação foi contaminada e violou os princípios do processo legislativo, não podemos silenciar e admitir que tudo continue como está", afirmou o presidente do PSOL, deputado federal Ivan Valente. "Essa e outras leis que foram aprovadas em votações apertadas e que tiveram consequências significativas para o País e para os direitos dos trabalhadores podem e devem ser questionadas", disse Valente.
No julgamento do processo do mensalão, o Supremo confirmou que deputados venderam apoio ao governo do então presidente Lula. O ministro Celso de Mello, em uma das sessões do julgamento, comparou o deputado que vende seu voto ao juiz que vende sentenças. Segundo ele, quando há comprovação de venda, a parte prejudicada no processo judicial pode contestar a decisão e anular a sentença. Nesse sentido, os partidos políticos poderiam também questionar a validade da aprovação dos projetos. De acordo com a denúncia do Ministério Público, parlamentares do PP do PMDB, do PTB e do PL, atual PR, receberam dinheiro para aprovar as reformas previdenciária e tributária e a Lei de Falências.

Anônimo disse...

Caro mestre Ari, se observar as minhas palavras no post anterior, eu disse justamente isto, que voces nunca criaram tal ilusao no ES nos moldes dos 180x180.
Por gentileza colega Ari, estava eu elogiando a conduta de voces, por postarem os pedidos de 180x180, mas se reservarem o direito de nos manter no minimo precavidos que esta possibilidade infelizmente é quase nula.
O dia que eu na minha humilde sabedoria meter o pau na sua maravilhosa pessoa e nos demais colegas citados, terei que primeiro me olhar no espelho.

Abraço fraterno Guilherme

Ari Zanella disse...

Valeu amigo Guilherme.
Desculpe-me não tê-lo compreendido direito no seu comentário anterior.

Anônimo disse...

No site da Previ: Inclua sua PLR no seu futuro.......so trouxa!
Duda

Anônimo disse...

Prof° dá um HELP, Please!

Clonaram meu cartão da Caixa e limparam minha conta. Descobri quando fui a um terminal de auto-atendimento e apareceu a mensagem: CARTÃO BLOQUEADO PROCURAR A GERÊNCIA. O solícito economiário me atendeu e disse para procurar a agência no dia seguinte, quando poderia me dar informações mais precisas. Compareci e o saque foi confirmado numa outra cidade feito numa lotérica. Imprimiram uma série de documentos e pediram para assinar. Num dos papéis tinha um parágrafo que fazia referência a isentar a instituição financeira de qualquer responsabilidade. Não assinei e agora? Procon? Alguém Help. É a grana do aluguel...

Ari Zanella disse...

Anônimo das 20:11

Essa é tarefa para um advogado amigo. Achei legal você não ter assinado nada. Como nunca passei por situação semelhante, fico lhe devendo. Vá ao Procom, sim.

Anônimo disse...

Caro amigo Ari, fiquei muito chateada ao saber do seu acidente doméstico. Espero que já esteja melhor. Estou cada dia piorando mais. Preciso dar continuidade as fisioterapias para a atrofia da minha mão e pernas estou sem os meus remédios, as contas quase todas por pagar. Peço novamente, que o amigo leve o meu pedido e dos nossos colegas para o Marcel. Preciso desse Empréstimo simples com muita urgência. Ando depressiva e já não durmo há 6 dias.

Estou impressionada com o Marcel, ele não é um menino ruim e sempre foi caridoso desde menino. Algo, o está impedindo de nos ajudar. Porque sofremos tantos hem Ari? Ando confuusa e choro muito. Tento buscar algo que não encontro, e não sei o que é. Tudo muito triste, muito triste. As vezes me fogem as palavras. Fala com Marcel para mim, pede a ele para vir no minha residencia por gentileza.


Lívia.

Anônimo disse...

É PRECISO TER MUITO CUIDADO EM ACESSAR CONTA PELA INTERNET. O QUE ACONTECEU COM O COLEGA ACIMA, ACONTECEU COMIGO NA INTERNET. LEVARÃO 47 MIL REAIS DA MINHA CONTA. NÃO ENTREM EM SITE QUE VC PRECISA DIGITAR A SUA SENHA DE E-MAIL.
atenção!! ANOTEM ESSE ENDEREÇO EM UM PAPEL

www.@braçobancodobrasil.comgv


ESSE ENDEREÇO ACIMA, É VÍRUS E MUITO "PESADO"
Fui vitimado.

Geraldo.




Ari Zanella disse...

Estimada Livia,

Se puderes enviar-me seus dados pessoais como nome completo e local de residência (NÃO PUBLICAREI) para que eu possa repassar ao Marcel.
Pode enviar, como opção, para o mu email pessoal azarizanella@gmail.com OU
sisudinho.zanella4@gmail.com

Todavia, veja o que a colega Cecília Garcez respondeu a um Anônimo no seu blog www.ceciliagarcez.blogspot.com

:: Cecília Garcez :: disse...
Caro colega anônimo das 19:01h,
Pode ter certeza que não é falta de recursos, até porque o aumento do ES para 180 / 180 não seria estendido para todos, pois dependeria de se ter margem consignável. A maioria dos associados não teria direito a esse limite. O que eu fiquei sabendo é que o ES seria só revisto no próximo ano por conta das eleições da Previ de 2014. Como na política, os nossos dirigentes ficam administrando em função de eleições futuras e não considerando atender as expectativas dos associados, como reza a missão da Previ.

4 de outubro de 2012 17:11

Anônimo disse...

Professor Ari, pegando uma carona na resposta que deu a Livia.

1)Vai sair o ES( SEJA QUAL FOR O VALOR?) esse ano?


2)"Quem" tem margem consignável?


3) Quem ganha acima de 9.000 brutos teria como pegar 180 x 180?

Ari Zanella disse...

Colega Anônimo que deu-me as informações, muito grato.

Ao Anônimo das 21:42

Respondendo subjetivamente:
1) Vai sair, aí podemos ter nenhum aumento de valor.
2) Depende. Hoje todos sabem quem tem MC e quem não tem. (no limite de 110 mil)
3) Provavelmente sim. Pelo cálculo que um colega fez, a prestação inicial de 180 mil em 180 meses é de aproximadamente 2.300,00.

Anônimo disse...

Fiquei na duvida com a sua resposta 1. 'Vai sair, aí podemos ter nenhum aumento de valor'

Como assim professor?

Muito grato, e desculpe a minha ignorância. Parabéns pelo blog e muita paz.

Ari Zanella disse...

Eu acho que sai algum aumento ínfimo.

Contudo, leia o que a Cecília disse no seu blog, reproduzindo aí em cima (21:07) na resposta que dei à Livia.

Anônimo disse...

Geraaaalldo das 20:53,

Eles LEVARAM ou LEVARÃO ??????
Tu és aposentado do BB? Tens certeza?

Anônimo disse...

TAMBÉM ACHO ESTRANHO:

Esse endereço citado por esse Geraldo das 20.53

www.@braçobancodobrasil.comgv

Uma mistura de site(www) com endereço de e-mail(@) pode?

Outra coisa: C cedilha(ç) que eu saiba, não pode...

(???)

Anônimo disse...

Caro e ilustre Professor Ari.
Ontem recebi um telefonema da CREFISA, oferecendo a liberação da
segunda parcela do 13. salário.
Aliás há chamadas anunciando o pro-
duto na TV. Globo, no intervalo da
novela do Tufão.

A analista que ligou para mim, mui-
to educada, disse que havia um va -
lor de R$ 2.216,00, para liberação
imediata e débito em parcela única
em 20/11/2012.

Com a módica taxa de juros de.....
pausa para retomar o fôlego ......
48 % - quarenta e oito por cento
em 40 dias .

Pasmo, agradeci a solicitude da
gentil analista, recusando a ten-
tadora oferta, mas sem, antes, indagar se algum cliente sujeita-
va a realizar um empréstimo no
patamar absurdo de encargos.
RESPOSTA - já fizemos, hoje, libe-
ração para 06 colegas seus, do
BB, aposentados.

---------------------------------
Professor - veja onde chegamos.
Vejo que desespero de conseguir
grana para tapar/remendar nossos
orçamentos.

Faço este relato muito constrangi-
do, pedindo que o senhor comente
o fato estarrecedor com a asspone
do Dr. Marcel.

Anônimo disse...

A Cecilia disse o seguinte no Blog dela
"O que eu fiquei sabendo é que o ES seria só revisto no próximo ano por conta das eleições da Previ de 2014. Como na política, os nossos dirigentes ficam administrando em função de eleições futuras e não considerando atender as expectativas dos associados, como reza a missão da Previ".

Se isto for mesmo verdade, nem quero imaginar como vai ser a CHORADEIRA de fim de ano mestre Ari.
Pesadelo para muitos esperançosos no fim de 2012. Apocalipse Maia?
Muitos esperam ainda os 180x180 e ja pensou se os gestores da Previ nao concedem NADA de NADA?
Sera que novo diretor Marcel vai superar o Sasseron, em termos de decepção total?
Em breve saberemos!!!

Viana

Anônimo disse...

Quanto a ter margem, para mim nao altera nada se sair ou nao alguma melhora no ES. Minha margem e negativa e so paguei duas prestaçoes da ultima renovaçao, entao......so ano que vem com o reajuste do INSS.
So nao entendo o que tem haver com relaçao as eleiçoes de 2014.
Estao querendo livrar o bb,ta na cara que e ele que impede melhorias no prazo e limites do ES, ainda mais que alguns colegas disseram que se livrariam das dividas com o banco.

Anônimo disse...

Cara Anônima das 20:34
Livia, você diz que senti falta de algo e não encontra. Eu te digo que o que você busca é Jesus. Ele mudou a minha vida e pode mudar a sua. Acredite. Celio Vilela

Anônimo disse...

Bom dia Ari,
Senti um mal estar ao ler o blog do senhor Marcos. Infelizmente não consigo lá postar.

Senhor Marcos, por favor, vamos para a justiça não temos outro jeito. Enquanto não fizermos algo sério (todos nós) não chegaremos a lugar algum. Passa a impressão que é isso mesmo que os donos de blogs querem. 3 anos caro Marcos, choramos ás mesmas coisas. Vamos levar esses casos para a justiça. Não podemos continuar desse jeito. É humilhante demais.

O que precisa ser feito para começarmos? Responde Marcos? Alguém precisa fazer alguma coisa, alguém precisa dar o chute inicial. Como começar? Estou disposto a pagar mais pelas mensalidades da AAPPREVI e creio que mais colegas também para que possamos abrir um processo coletivo entre esses que já são sócios.

Se continuar do jeito que está, ano que vem estaremos muito piores e muitos também já morreram. PENSE.

Ari Zanella disse...

Ao Anônimo das 09:27

Muitas das injustiças que você diz a própria justiça não resolve. Veja o caso da Cesta-Alimentação no STJ. A única solução é mudar o poder neste país. Outro dia ouvi o início da "Voz do Brasil" onde diziam que a presidente Dilma estava satisfeita com a "NOVA" classe média brasileira, que são aqueles brasileiros que estão na faixa salarial de R$ 1.100,00. Com certeza nós da Previ não somos essa "menina dos olhos" da presidente. Ela está nem aí para os que ganham acima de 1.100,00/mês. Então, meu caro, os blogs só podem fazer o que estão fazendo: denunciar e reclamar. Quanto às Ações Judiciais, a AAPPREVI já mantém um grande número delas SEM CUSTAS ADICIONAIS além dos 11,50 da mensalidade. Mas é preciso antes de iniciar uma nova ação, verificar sua viabilidade.
Sugiro a você que saia do anonimato e venha nos auxiliar com ideias ou sugestões. Você é nosso sócio, não é mesmo? Então participe! Mas é preciso se identificar. "Processo coletivo" é muito vago. Sobre o quê? Identifique-se, mande email ao Marcos que ele vai te dar as respostas que você quer. É desta maneira que podemos colaborar. Obrigado.

Anônimo disse...

É e Outubro vai indo a areia do tempo vai escorrendo, e nada do empréstimo simples ter melhorias!

WILSON LUIZ disse...

Embora muitos achem que é perder o foco, que o assunto mais importante do momento é o ES 180/180, há assuntos muito mais cruciais aos nossos interesses "rolando" pelo mundo. Reproduzo texto do site da ANAPAR sobre retirada de patrocinadores dos fundos de pensão.

Anapar (04/10/2012)
Retirada de patrocínio volta à pauta do CNPC

ANAPAR não abre mão de garantir direito adquirido de participantes
Foi convocada nova reunião do Conselho Nacional de Previdência Complementar (CNPC) para a próxima segunda-feira, dia 08 de outubro, a partir das 14h00. A reunião acontecerá no Auditório do 9º andar do Ministério da Previdência Social. As reuniões são públicas. Entra em pauta novamente o debate sobre a retirada de patrocínio, a partir da minuta apresentada em abril deste ano pela Secretaria de Políticas da Previdência Complementar (SPPC), levada a consulta pública em junho.
Na reunião será levada à apreciação dos conselheiros a minuta original da SPPC, uma síntese das cerca de 2400 sugestões apresentadas na consulta pública, a proposta alternativa apresentada pela ANAPAR e propostas de mudança na minuta original encaminhadas por outros dois membros do Conselho: a SPPC e a Superintendência Nacional de Previdência Complementar.
Na reunião anterior do Conselho os representantes dos participantes indicados pela ANAPAR pediram vistas do processo e encaminharam proposta alternativa de Resolução, acompanhada de justificativas e exposição de motivos, conforme exige o regimento interno do CNPC. Clique em proposta ou em exposição de motivos para ter acesso aos documentos. Praticamente todas as sugestões apresentadas por centenas de participantes ativos e aposentados na consulta pública já estavam contempladas na alternativa apresentada pela ANAPAR. Isto não significa, no entanto, que as propostas serão aceitas pelos demais conselheiros, uma vez que está mantida a proposta original da SPPC, e mesmo as propostas de mudança encaminhadas por outros membros do Conselho mantém a grande maioria dos itens combatidos pela ANAPAR e pelos participantes.
Os representantes da ANAPAR não abrem mão de alguns pontos fundamentais: a defesa do direito adquirido dos participantes e a garantia da continuidade dos benefícios dos participantes assistidos e elegíveis; a continuidade do plano de benefícios; avaliação atuarial na retirada sem permitir alterações de premissas do plano; cumprimento de todas as obrigações da patrocinadora até a data de aprovação da retirada pela PREVIC; se for extinto plano por insolvabilidade, a patrocinadora deve contratar benefício vitalício para assistidos e elegíveis em outra entidade de previdência; se houver superávit, todo o excedente deve ser destinado aos participantes; pagamento à vista, pelo patrocinador, da dívida contratada, déficits e contribuições devidas; aporte pela patrocinadora para custear a administração do plano.
Os debates da segunda-feira prometem ser acalorados. Participantes devem acompanhar, inclusive para cobrar que as suas sugestões sejam levadas em conta para proteger os direitos e interesses de todos.

Anônimo disse...

A ex diretora quando era da Previ, nada sabia,nao era da alçada dela, nao contaram....Agora, ela esta sabendo.Esta cumprindo direitnho o que mandaram ela fazer,falar.
DOR DE COTOVELO - perdeu nas eleiçoes.
Agora desconta nos colegas usando do desespero, da decepçao de alguns.

Anônimo disse...

Caro Ari

Embora pessimista, gostaria naverdade, de ser apenas uma idosa boba e que tudo desse certo. É portanto, com grande expectativa que pergunto se seria possivel voce colocar aqui a resposta da presidenta à carta do nosso querido João Rossi. Tenho ficado espantada com algumas atitudes dela, principalmente com este ultimo discurso em que fala de Cuba, esta ilha tão querida por latino americanos e caribenhos. Portanto, esta pessimista aqui não lhe pede mais que o devido. A resposta Ari. E saiba que ninguem mais do que eu, gostaria que fosse positiva.

Abraços
Claudia do Rio

Ari Zanella disse...

Não tem resposta, Claudia. Apenas o AR se o Rossi mandou (ele ficou de mandar). Assim temos a certeza de que ela não fará nada. É mais um ponto negativo a ser-lhe debitado por todos os aposentados e pensionistas. Domingo temos eleições. Alguém de nós vai votar em candidato do PT?
De todo o modo, você é uma mulher muito politizada, que sabe o que quer, valente e inteligente. Gosto muito de pessoas assim. Forte abraço!

Anônimo disse...

Sei que minha opinião irá desagradar a muitos. Até cerca de dois anos, o Empréstimo Simples era de apenas R$ 35.000,00. Alguns tomavam, outros não e renovavam quando tinha interesse. A PREVI passou a reajustar o teto. Passou para 50.000,00, depois 75.000,00, depois 100 e 110. Agora querem 180. Empréstimos são como bola de neve. Toma-se um para pagar outros e isso nunca tem fim. Cada um deveria adequar sua vida ao que ganha e somente utilizar-se de empréstimos em última instância, na aquisição de um bem durável ou coisa que o valha. Talvez em caso de doença. Contudo, parece que o funcionalismo do BB vê Empréstimo como complemento de salário. Uma pena que bancários esclarecidos como somos, uma classe rara que tinha o Banco não como “emprego”, mas como carreira, tenhamos perdido a consciência econômica, o saudável hábito de poupar e se prevenir dos descontroles financeiros.

Anônimo disse...

Estou profundamente comovido com o artigo publicado pelo site da PREVI de hoje com o título "Saúde Financeira-Dia da Criança". Estão querendo nos ensinar, a nós crianças, a controlar nossas finanças. Portanto, sugiro que retirem dos anexos da FOPAG as inúmeras propagandas comerciais, e nos paguem nossos legítimos direitos, dentre eles o RENDA CERTA.

Anônimo disse...

Anonimo das 20h11

Eu tambem ja estou faz tempo comovido com aquelas PEROLAS que a Previ tem soltado la no site.
Enquanto isto nossos proventos estao diminuindo a cada dia.
Mas com certeza o salario DELES so aumenta!!!
Isto é o Brasil, do BB e da Previ.

Viana

Anônimo disse...

Nota de Esclarecimento ao anônimo das 19:32

Nem todos os colegas do PB-1 retira o valor de 110 mil reais,na média esses empréstimos estão hoje na casa dos 66 mil reais.

Mesmo que fosse aprovado o teto de 180x180 a média da maioria ficaria na casa dos 100 mil reais.

Então caro colega 19:32 temos que melhor avaliar a situação porque passa os bancários aposentados,teria que cobrar dos responsáveis(previ,bb,e gestores da folha de pagamento) porque se aprovisiona quase 50% dos proventos( com ES,cooperforte,crediscoop,financeira alfa,cassi,imposto de renda,pas adiantamento,poupex.

Quando a folha é creditada na conta salário,vem os descontos com CDC de diversas modalidades,consumindo muitas vezes todo o líquido da folha do aposentado ou da pensionista.

Conclusão:

Vira mesmo uma bola de neve,isso sem tocar nas contas domesticas,agua,luz,telefone,internet,pagamento de associações,comida,remédios,e ainda dizem que gastamos muito,que fazemos não sabemos administrar,que somos gastadores,mas ninguém leva em conta a média de 60 a 96 meses de prazo em que estamos ligados a cada tipo de empréstimos.

Melhorei meu perfil de dívidas,muitas estão sem nenhum pagamento mesmo proposital,para forçar a renegociação,acredito seriamente que só vamos melhorar nossa situação RENEGOCIANDO COM OS CREDORES,baixando o valor das parcelas e travando novos empréstimos como fiz com a cooperforte,e outros usando parte do capital para liquidar,diminuir o valor das parcelas.

Fiz uma programação e estou cumprindo a risca,daqui a aproximadamente se viva até la dentro de 60 meses não tenho nenhum empréstimo em ser,com 71 anos de idade e livre do tormento que foi esses últimos 9 anos da minha vida.

Vale a pena colegas,faça os calculos,junte a família,abra o jogo e mostre que só com a união de todos é que podemos sair desta situação de desconforto financeiro.

Saudações

Rosalina de Souza

Pensionista

Anônimo disse...

Roberto Nascimento disse:O anônimo das 19:32 h. pode até ter certa razão.
Mas se esquece de que, além de funcionários aposentados do Banco do Brasil e blá-blá-blá, somos BRASILEIROS.
E a maioria dos brasileiros vêm, há anos, num círculo vicioso de endividamento -vide, por exemplo, os consignados do INSS e outros que surgiram nos últimos anos.
Além dos dados errados (se fizessem 2 anos que o limite era R$ 35.000,00, jamais estaria em R$ 110.000,00), há que se considerar que os reajustes da PREVI têm sido MUITO baixos, baseados apenas em índices oficiais que estão longe de espelhar os reais aumentos do custo de vida. Então, a cada ano, nosso complemento, na realidade, DIMINUI.
Acrescentemos o fato de que, à medida que envelhecemos, nossos gastos AUMENTAM (notadamente com s saúde) e o fato de que os filhos e netos estão "tomando rumo na vida" cada vez mais tarde, e o caos está formado.
Poder-se-ia argumentar que nossos complementos/pensões ainda estão acima da média do brasileiro comum, mas este NÃO É O PONTO.
A questão é que SOMOS BENEFICIÁRIOS de um fundo de pensão multi-bilionário, que TEM CONDIÇÕES de nos emprestar dinheiro que é NOSSO, que este empréstimo tem RENTABILIDADE superior à maioria dos investimentos deste mesmo fundo.Pagaremos JUROS sobre nosso próprio dinheiro.
Também não cabe discussão sobre os motivos que nos levaram a precisar do tal empréstimo e seus reajustes de limite. Alguns (como eu) fizeram bobagens, mas e daí?
O que importa é que prestamos um dos concursos mais difíceis do País, fomos APROVADOS, e uma das "benesses" trabalhistas do Banco era a contribuição para um fundo que nos garantiria um complemento que deixaria nossa aposentadoria "igual" ao salário que recebíamos quando na ativa. NÓS PAGAMOS POR ISTO, e a parte do Banco era um , digamos, atrativo profissional.
Então, agora, depois de tantos anos sem o reajuste que poderia ter sido dado (o que impediria "superavits" que tem que ser divididos com o Banco), que nos ajudem a sair desta dificuldade financeira, e nos emprestem uma pequena parte de tudo que ajudamos a construir.

Roberto Nascimento - 8.675.451-3

P.S.: Muito me incomoda estas postagens do tipo "você precisa se disciplinar", etc., etc., como se fôssemos todos iguais e com a mesma vida e os mesmos problemas. Quem pode saber o que se passa com os outros? Eu sei que todo mundo pode opinar, mas dá uma impressão estranha, quando vemos colegas querendo julgar uns aos outros.
2) Tivesse a PREVI dado os reajustes possíveis nos últimos anos, quem sabe não estivéssemos aqui, todo ano, nesta mesma lenga-lenga.
3) Torcendo para outubro passar logo..rs.

Anônimo disse...

Concordo totalmente com o anônimo das 19:32 h. Sabemos que para mantermos nosso orçamento equilibrado, faz-se necessário adequar nossos gastos com a nossa renda religiosamente.

Percebo que muitos dos que postam "suplicando" a liberação do ES estão endividados por conta de ceder aos caprichos de filhos, netos, etc. Li o depoimento de um "assistido" declarando que se endividou mais ainda para pagar uma viagem para a Disney para netos ...

PQP (com o perdão da palavra), mandem esses vagabundos trabalharem e não ficarem sugando a pequena renda dos seus avós, achando que esses ainda são "marajás" ...

Se eu tivesse tido filhos, eu os teria feito trabalhar a partir dos 5 anos de idade (fazendo a própria cama, cuidando da higiene da casa, etc.) ... Jamais teria criado parasitas ...

Desculpem o desabafo, mas fico indignada com essa geração ociosa e dependente ...

Anônimo disse...

Ao colega que apontou erros em minha informação sobre valores do Empréstimo Simples, reconheço que cometi mesmo alguns equívocos facilmente sanados com uma visita à memória das páginas da Previ sobre o tema.
O empréstimo simples em 06.12.2007 tinha um teto de 35.000,00 e a possibilidade de ser pago em até 60 meses;
Em 30/9/2008 foi feita nova ampliação do teto de concessão do Empréstimo Simples, passando de R$ 35 mil para R$ 50 mil para o Plano 1. O prazo de carência para renovação do empréstimo aumentava de 4 para 12 prestações pagas;
Em 15 de setembro de 2009 ocorreu a implantação do novo teto para o Empréstimo Simples, antes previsto para outubro. Para os associados do Plano 1, estava disponível o teto de R$ 75 mil com prazo de pagamento ampliado para 72 meses e a carência para renovação reduzida para 6 prestações pagas;
Em 2010, passou para 100.000,00;
Em 2011 passou para 110.000,00.
A se manter a tendência, a PREVI deverá promover nova alteração de teto. Caso não acreditem nos dados, procurem nas páginas da Previ. As informações estão todas lá e são acessíveis utilizando-se o campo “busca”.

Anônimo disse...

Duvido! Se v. tivesse tido filhos, não os teria feito trabalhar...
Por pensar assim é que talvez a mãe natureza não lhe deu filhos.

Cláudio Roberto Almeida disse...



Prof.

O anônimo das 08:50 nos dá uma boa notícia. Desde 2007, todo ano sem exceção, o ES foi revisto, aumentando ora mais, ora menos.
O menor aumento foi em 2011,
R$ 10.000,00, razão pela qual podemos acreditar num aumento maior em outubro 2012.
Nem a Previ negou em qualquer momento, quando indagada no "fale conosco" que a revisão é anual.

Abraços

Anônimo disse...

Ao anônimo das 10:04 h.

Se eu tivesse tido filhos, eu os teria sabido educar muito bem: seriam independentes e jamais ficariam esperando que seus velhos pais os sustentem ...

Foi pensando assim que sou independente desde os 20 anos, nunca pedi um centavo para meus pais, embora eles tivessem se prontificado a me dar um carro para ir à faculdade à noite, atravessando a cidade de SP da zona oeste para a zona sul.

Graças ao BB e ao meu trabalho dei uma vida digna a meus velhos pais e ajudo irmãos necessitados, mas jamais me endividaria para pagar viagens à Disney para quem quer que fosse.

É a minha maneira de pensar ...

Um abraço

Anônimo disse...

A CASSI está participando de uma pesquisa lançada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) para avaliar a satisfação dos beneficiários dos planos de saúde. O questionário tem 11 perguntas e foi elaborado pela ANS. Será aplicado a 1,1 mil participantes dos Planos de Associados e CASSI Família, escolhidos aleatoriamente pela Agência, que também definiu o número de entrevistados de acordo com o porte da operadora. Quando o participante do plano inicialmente escolhido para responder não é localizado após mais de uma tentativa, parte-se para nomes de cadastro de reserva.

A coleta de dados, segundo a ANS, deve ocorrer até 16 de novembro e os dados devem ser divulgados no segundo trimestre de 2013.

FONTE: Cassi

Josue Jorge Jr disse...

Maior é DEUS, Ele tem o comando de tudo. Não cai uma folha sequer da árvore, um fio da cabeça, se não for pela vontade Dele.
Professor Ari, tenha um ótimo fim de semana, vote com consciência e fique na Paz do senhor.

Anônimo disse...

Roberto Nascimento,voçê está completamente com razão.
Aliás nós sabemos e é muito importante termos conciência disso.
Seu comentário é oportuno e pertinente.

Anônimo disse...

COMPARAÇÃO

O comentário do Roberto Nascimento
me leva a fazer um comparativo de nossos ganhos a partir de 1991.

Em 1991 comprei um apartamento financiado pela CARIM e que hoje está avaliado em R$ 250.000,00. Depois de 21 anos conseguí vendê-lo para quitar as dívidas acumuladas. Na época poderia até comprar um apto de valor maior, pois meu limite de financiamento o permitia.

Agora, já aposentado, pretendo comprar outro imóvel pela CARIM, BB ou CEF e meu limite para financiamento está em torno de R$ 120.000,00 apenas.

Isso comprova o quanto o salário dos aposentados, beneficiários da PREVI, ficou ACHATADO.

Socorro MARCEL!!!