quinta-feira, 16 de agosto de 2012

O TELEFONEMA DO MARCEL

        Estava há dois dias ligando para o Marcel Barros, diretor de Seguridade, cuja simpática secretária, Denise, apresentava nas ligações, motivos relevantes para o diretor não se encontrar no recinto. Neste fim de tarde de quinta-feira toca o meu telefone fixo. Era o Marcel! Então quis saber sobre vários assuntos, o principal deles o ES.

        Em primeiro lugar, ele me disse que lia nossos blogues. Falou do Marcos Cordeiro, dizendo não ser verdade grande parte publicada nas postagens "A maldição da velhice" e "Empréstimo Simples - Apelo à Previ II". Disse que nenhum diretor da Previ nos chamou de "velhinhos trambiqueiros". Perguntei-lhe por que não respondia as críticas e a resposta foi de falta de tempo para isso. Entretanto, assegurou que nos lê a todos, e aquilo que se escreve nos blogues, podem ter certeza, chega ao conhecimento da Previ.

        Sobre o ES especificamente disse que a Previ está analisando com muito critério, inclusive, fazendo comparações com os demais fundos de pensão. Indaguei-o sobre o Funcef que seria mais vantajoso que o nosso, ao que brincou dizendo que se eu quisesse aplicaria o deles na Previ. (Quis até apostar comigo!) Falei, ainda, da sugestão do Nascimento (que ele também leu) dizendo que as premissas não são verdadeiras, devido a Tábua AT-2000 que prevê longevidade até 85 anos. Se a pessoa morre antes se justifica, mas, se morre depois, aos 90 anos, por exemplo, no geral é prejuízo para o Plano. Falou que o problema maior é o prazo. Não se trata de insolvência, mas de quem vai pagar a conta. O FQM gerido pela Previ não gera receitas para tanto. É preciso cuidado para não criar falsos percentuais. O ES tem hoje 11.000 empréstimos com pessoas acima dos 70 anos, cujo montante é de 728 milhões de reais, e quase 500 empréstimos com pessoas acima de 90 anos, com valores máximos. Para resolver o problema, o FQM para esta faixa etária, acima dos 70 anos, deveria ser de 4% ao ano, o que é inviável pois se a Previ colocasse este valor seria reportada ao Estatuto do Idoso com questionamentos judiciais. É preciso considerar que no PB1 o mais jovem aposentado tem 40 anos e nenhuma seguradora quer segurar empréstimos de prazos tão longos e nesta faixa etária sem um percentual elevado. Pedi-lhe que resolvessem logo, já para setembro, ele sorriu dizendo que estava fazendo o possível, mas que a situação é bem complexa.

        Por fim, quis saber qual a real situação da bolsa para a Previ. Ele esclareceu que o chamado "ponto de corte" é de 60.000 pontos. Ano passado era 57 mil, porém com o reajuste dado em junho e elevação do número de aposentados, subiu para o novo patamar de 60 mil. Só disse não estar preocupado com isso agora, porque o importante é a cotação no dia 31.12.2012. Mas acredita muito que o BET vai continuar sem problemas e até ser incorporado. Quanto ao PLP 161/2012 cujo relator é Rogério Carvalho do PT-SE disse que, até o momento, não houve o voto do relator, o primeiro a ser dado, portanto, não houve ainda votação, nem a favor nem contra. Disse que os três diretores eleitos já solicitaram uma audiência pública em Brasília, boa oportunidade para as associações se manifestarem e participarem. Finalmente, disse que lê todos os e-mails endereçados à diretoria de seguridade (diseg@previ.com.br). Não garante a resposta pela falta de tempo que o cargo lhe impõe, todavia, quem escreve pode ter a certeza que está sendo lido.

81 comentários:

Anônimo disse...

Querido Ari,

Finalmente uma boa noticia, alguém mesmo muito distante de nós (sr. marcel) está sendo iluminado pelos anjos.
Que os anjos sempre estejam do lado dele para que o mesmo possa nos ajudar.
Abraços,


Anônimo disse...

Caro Professor Ari e demais colegas, saudações cordiais.

EMPRÉSTIMO SIMPLES E OUTROS BENEFÍCIOS

A situação é complexa mesmo, sobretudo, por colocar a muitos de nós que erramos na vida financeira ou fomos visitados pelos imprevistos da vida, sem perspectivas melhores, por parte da PREVI.

Vale lembrar que, entre esses, muitos estamos, completamente, indefesos, pois nem voltar ao mercado de trabalho podemos, por diversos motivos: idade, doenças crônicas e invalidez.

Repito opinião anterior: entre outros credores, não se surpreenda o BB, com o/a aumento/explosão na inadimplência, entre os inativos.

Grato por tudo, boa noite e PAZ E BEM!

Fernando Lamas (Aposentado BB)
Valinhos(SP)
"Deus do meu louvor, não te cales."
Salmo 109(108), 1.





Anônimo disse...

Prof. Ari, o Sr.Marcel disse que houve aumento em junho? AUMENTO, ainda não recebi, recebi só correção (parte da inflação) 4, qualquer coisa.Deve ter sido ato falho dele, pois no íntimo ele sabe que considerando o que é hoje o PB1 e seus superávits, deveríamos ter tido era mesmo um aumento.Uma sugestão para melhorar a arrecadação:contribuição para quem não contribuiu o mínimo para fazer juz a aposentadoria. Eu contribui até aposentar e mesmo depois de aposentado continuei contribuindo. Nisso ninguem vai "mexer",ainda mais da ativa.

Rogério Carvalho disse...

Caro amigo Prof. Ari, não votei no diretor Marcel, mas estou gostando das atitudes do mesmo, acho que é uma
pessoa humilde, bem intencionada e de fato está estudando uma situação favorável a nós aposentados e pensionistas do pb1, é a impressão que eu tenho. Com relação a PLP 161/2012, já escrevi para o meu xará o deputado federal Rogério Carvalho.
Estou orando para que tudo dê certo, e que Deus ilumine os diretores da PREVI, pois as dificuldades são preementes e bem
amplas em termos do número de necessitados. Abraços, bastante Paz e saude. Rogério Luiz Carvalho. Pelotas .RS.

Inclinai, ó Senhor, vosso ouvido/ escutai, pois sou pobre e infeliz/ Protegei-me. que sou vosso amigo,/ e salvai vosso servo, meu Deus,/ que espera e confia em vós!
SALMO 86.

Anônimo disse...

Tudo bem, Ari? Bom saber que o Marcel Barros frequenta o blog.
Espero que tenha lido meu último post. Acredito que o grande problema nosso é o TEMPO. Os tais estudos poderiam estar feitos desde o ano passado, uma vez que a PREVI sabe que o reajuste do ES foi insuficiente e totalmente frustrante, uma vez que não houve dilatação do prazo. Se precisam ser feitos estudos, QUE SE ACELERE! Cada dia é uma agonia a mais.
Mas estou gostando do estilo do Marcel.Aparentemente, pelo menos não embroma, inclusive estava comentando isto com o presidente do Sindicato aqui da região, hoje de manhã. Helinho me disse, inclusive, que Marcel Barros brevemente nos fará uma visita, e que eu poderei expor minhas questões pessoalmente, pois já estou previamente convidado - fui diretor do Sindicato por quase 20 anos.
Marcel: já que está lendo (espero), saiba que nosso pedido principal, no momento, é o seguinte: Por favor, acelere! Acelere!
Finalizando, talvez você se lembre de mim: sou amigo do Jorlando, e em 1997 nos conhecemos, em São Paulo, quando tive problemas trabalhistas com o Banco. Na época, você era comissionado em Bragança Paulista(SP), e foi muito prestativo e cortês naquilo que fomos tratar.
Espero que, agora como Diretor de Seguridade, você continue o mesmo.
Abraço.

Nascimento.

Ari Zanella disse...

Caro Rogério Carvalho,

Tomara que seu xará deputado-relator tenha o mesmo propósito. Quanto ao diretor Marcel, disse a ele ao final da ligação, que antes eu tinha outra concepção a respeito da pessoa dele, mas que, havia mudado meu conceito para melhor. É notório que ele não pode decidir sozinho, sente a "pressão" do BB que não deve ser pouca, contudo, tem me passado a sensação de que fará por nós muito mais do que seu antecessor, o asqueroso Sasseron.
Forte abraço, amigão de Pelotas-RS.

"Buscai primeiro o Reino de Deus e Sua Justiça, e todas as demais coisas vos serão dadas por acréscimo." Mt 6, 24-34

Anônimo disse...

Esse moço que é o mais jovem aposentado do Plano 1 da PREVI e que está com 40 anos, sofrerá muito em sua velhice para obter alguma melhoria com a PREVI.
Se hoje somos muitos e está difícil, imaginem o que conseguirão esses poucos que restarão daqui umas três décadas.

PRECISAMOS URGENTEMENTE DIRETORIAS DISTINTAS PARA OS DOIS PLANOS.

Anônimo disse...

Prof. Ari.Tentei acesso ao site Previ,para confirmar, mas "O PPE IS WORKING". Realmente 500 emprestimos com participantes acima dos 90 anos e pelo valor máximo é muito, mesmo.Isto prova que a Previ cumpre sua missão.Quinhentas pessoas acima de 90 anos e "ativas" é mesmo um feito.Parabéns à Previ.Quanto a qualquer diretor ainda acho cedo para me convencerem que agirão diferente.Vou esperar as ações futuras.

Anônimo disse...

Ao anônimo das 20:41,

Aumento real de proventos é só para aqueles que tem poder de greve. Atualmente são aproximadamente 37 categorias paralizadas, todas pedindo aumento com o apoio de seus sindicatos e sindicalistas. Para nós só resta o conformismo com uma correção anual, que é sempre calculada PARA BAIXO.

Ari Zanella disse...

Anônimo das 21:38

Na verdade ele me disse QUASE 500.
Olhei agora na estatística do Plano 1 e observei que há 442 acima dos 90 anos. Por dedução, TODOS devem possuir o ES.

Anônimo disse...

Uma sugestão ao diretor de seguridade, para que não fiquemos achando que usam jogo de palavras e números, quando tratam do ES.Divulguem numeros do ES, tipo valores, contratantes, faixa etária etc., bem como os numeros do FQPM. Ele poderia ter dito "Quase 450".

Anônimo disse...

Prezado Colega Ari.

O Marcel é pessoa esclarecida,ele sabe que os percentuais aplicados na correção dos nossos benefícios é insuficiente para mantermos as contas,há anos a Previ só aumenta o percentual de tomadores do ES-PREVI,pelo fato de que não temos como viver apenas com o complemento,mesmo com os 20% do BET nossos benefícios continuam péssimos,com poder de compra muito reduzido pelo grande nível de endividados.

Solução há de fato,mas vamos saber até onde o Banco esta disposto a colaborar,pois hoje o Banco sabe que muitos como é o meu caso,bloqueou os pagamentos com a retirada do recebimento da conta salario e passando a receber através de ordem de pagamento,só há duas alternativas:

a) ou renegocia comigo as parcelas permitindo que eu também tenha condições de sobreviver.

b) Ou vamos para o judiciário,ai o juiz faz valer os meus direitos de comprometimento de 30% dos meus ganhos.

Chega de viver mendingando,implorando uma solução,pois quando a inadimplência chegar ai sim os Diretores do Banco do Brasil saberão como resolver,ou o que é melhor a ser feito.

Respeitosamente

Rosalina de Souza

Pensionista da Previ.

Matrícula 18.161.320-4

Ari Zanella disse...

Querida Rosalina,

Ele disse que leu comentário seu também. Citou o seu nome. Abraços.

Anônimo disse...

Que ótima noticias Sr. Ari, parabéns! E muito obrigada.

Caro Marcel, abaixo de Deus eu espero sinceramente contar com a sua pessoa. Peço meu filho, em nome de Jesus que ouça o clamor dessas vozes que imploram por dias melhores. Já não sou tão moça como você, mas também não cheguei aos 60
anos, mas é assim que me sinto, velha. Estou envelhecida por dentro e doente. Ando cansada, aflita e sem muita força para a luta. Conto com a sua ajuda na permanência do BET e um ES bom que de para pagar ás minhas, ás nossas dividas. Você tem o mesmo nome que o do meu filho, e só posso imaginar que seja tão bom quanto. Pelo amor dos seus, e de Deus, apelo que ajude-nos. Não estou falando só por mim, falo em nome de todos os colegas, que como eu, passamos por grandes dificuldades financeiras. Tenha piedade das viúvas. Deus te guarde e proteja.

OBS: não consigo digitar direito, pois tenho atrofia nas mãos. Me perdoem.

Lívia.




Ari Zanella disse...

Estimada Lívia,

Aquela tua primeira mensagem eu enviei ao Marcel e ele disse que também tomou ciência. Grato pelas suas palavras.

Manoel Sales disse...

"Tábua AT-2000 que prevê longevidade até 85 anos. Se a pessoa morre antes se justifica, mas, se morre depois, aos 90 anos, por exemplo, no geral é prejuízo para o Plano".

Entre o que se prevê e a realidade existe um enorme espaço. Isto é, Prevê que a vida de um ser humano irá tão somente até os 85 anos, obrigatoriamente terá de ser ressalvado que poderá ser bem MENOS, ou muito MAIS. O autor da frase acima, também, irá passar por isso, se não morrer antes, claro...

Anônimo disse...

Obrigada, amigo Ari. Deus com certeza esta no comando, e vai ajudar a todos nós. Marcel sempre foi uma pessoa honesta, justa e muito humana. Esse menino é muito bom.
Com certeza irá muito longe, e torço para que isso aconteça. Sempre serei Marcel independente de qualquer coisa.
Muito grata mesmo, aos dois. Aproveito para mandar um grande abraço ao Raul Avellar, Lena, Dalton, Milton e Edinho de Bem. Grandes e aplausíveis colegas do peito. Parabéns pelo blog.

Lívia.

Anônimo disse...

É PROIBIDO ENVELHECER;

ISSO É PIADA DE MAL AGOURO; NÃO EMPRESTAR O QUE TEMOS DIREITO POR CAUSA DA IDADE. ESSES MAUS CARATES QUE ESTÃO NO COMANDO, SEJA DO QUE FOR, TEM POR OBRIGAÇÃO EMPRESTAR O QUE TODOS NÓS PRODUZIMOS EM TODOS ESSE ANOS EM QUE PERDEMOS A SAÚDE E ATÉ FAMÍLIA. AO MORREMOS FICA TUDO QUITADO E ISSO EH BOM PARA A PREVI. PORTANTO SENHOR MARCEL; NÃO FAZ MAS QUE SUA OBRIGAÇÃO. EU JÁ ESTOU COM A CARA NA CATATUMBA E SE SAIR O ES COMO MERECEMOS EU PEGAREI SIM.
VAMOS PARAR DE FICAR LAMBENDO POTAS DESSA GENTE. ES 180 X 180 JÁ.
BOA NOITE QUE ACABOU A MINHA PACIÊNCIA.

Anônimo disse...

Ele merece!! Ele merece!! Valeu Marcel! Obrigado Ari!!
Senti até sono que maravilha de notícias!!

Anônimo disse...

?????!!!!!!!! vai dormir...

Anônimo disse...

Estranho, a senhora Lívia as 23h e 38m.
O Manoel as 23h:38. isso pode acontecer?

Anônimo disse...

Porisso não conseguimos nada! Só imploramos. Nunca exigimos. Agora já é Deus no céu e Marcel na Terra.Tudo por causa de um telefonema.Que coisa piegas. Esstá certo o colega aí de cima:"Vamos parar de lamber botas dessa gente".Estão sobrecarregando Deus com pedidos. O Lula ex-sindicalista bom de papo, foi endeusado, foi eleito com enormidade de votos e teve no seu governo altos índices de aprovação.
Hoje, pelo que se lê nos blogs, todos, mas quase todos mesmo, "descem o cacete" no homem.Por que? Decepção.Vamos esperar um pouco, vamos ver o que acontecerá antes de conceder a coroa de louro. Certo estava quem disse;"Nunca tantos deveram tanto a UM SÓ ".

Carlos-Rio Pardo(RS) disse...

ES - Uma sugestao para o Dr. Marcel, se está difícil para chegar num consenso em novas alterações para o Empréstimo Simples desse ano, minha idéia é de que para todos,tanto para os que tem empréstimos com 10 prestações anuais ou 12, que se faça o que já foi feito em outros anos, ou seja, durante três meses a cobrança deixe de ser efetuada, empurrando assim apenas 3 meses. Eu imagino que como a maioria paga um valor considerável mensalmente, imagino que já seria um alívio poder ficar 3 meses sem a prestação da Previ. Um abraço

Ari Zanella disse...

Anônimo das 7:48

Não vejo assim quanto à Previ. Não estamos "endeusando" o Marcel. Estamos ressaltando o diálogo até então não existente.
Penso que o amigo prestaria melhor serviço se desse sugestões como esta dada pelo Carlos-Rio Pardo(RS).
De todo modo, agradecemos sua participação.

Anônimo disse...

Relendo os comentários dos últimos posts, dou razão à maioria.
AINDA É CEDO ! Vamos esperar.
Marcel Barros não é Deus...rs.
Mas ínformações tenho, de vários sindicalistas amigos meus, é de que Marcel "não foge do pau".
Assim esperamos. Que as notícias sejam dadas DE IMEDIATO, boas ou ruins, sem embromation. E que venham acompanhadas de NÚMEROS, que possam dar sustentação ao que for afirmado.
Acho, por exemplo, que a notícia da "nova faixa de corte dos 60.000 pontos" é uma falácia, pois o pagamento dos benefícios não é sustentado apenas por ações da Bovespa, mas também por aluguéis (que por sinal estão sendo reajustados por índice bem acima da "correção " que a PREVI nos concedeu em junho/2012) e outros investimentos da Previ - inclusive os rendimentos do Empréstimo Simples de inadimplência ZERO. Tem também as tais ações que não são negociadas em Bolsa e que estão avaliadas por valor menor do que o efetivo, segundo informações do próprio Marcel Barros.
Acho que, apesar das rubricas específicas, é tudo um "grande bolo" de 160 bilhões de reais.
E mais: Existem 70.000 tomadores do Empréstimo Simples.
Se TODOS tivessem o valor máximo - R$ 110.000,00 (para isto seria necessário que TODOS tivessem um complemento da PREVI de R$ 4.500,00 - no mínimo..rs), o valor bruto emprestado seria de R$ 7,7 bilhões.
Belo valor, mas totalmente compatível com um patrimônio de R$ 160 bi.
Caso uma peste generalizada matasse TODOS os tomadores do E.S. de uma só vez (quem sabe uma gripe Sasseron ou coisa que o valha) e TODOS deixassem pensionista, acredito que num prazo médio de uns 3 anos (claro que é um CHUTE..rs) a PREVI receberia o E.S., apenas com os 40% que deixaria de pagar.Sem lançar mão do FQM..rs.
Só exemplifiquei novamente, de maneira até tosca, para que pensemos, dentro da enormidade dos números, o quanto o E.S. pode ser melhorado. Um investimento muito bom para a PREVI, com risco ZERO.

Nascimento.

Pensionista disse...

Sr Marcel, me desculpe mas gostaria de fazer uma pergunta: Quanto ganhas?
Posso imaginar... Por esse motivo não precisas de ES, não é mesmo? Mas nós ganhamos uma MERRECA porisso precisamos com urgencia! 180x 180 ! OK?

Anônimo disse...

Prof. Ari, me desculpe. Não me referi ao Sr. endeusar o Marcel. Mas, se reler os comentários o Sr. verá que estão endeusando, sim.Quanto ao fato de estar o Sr. em contato com o diretor, extremamente louvável esta atitude, pelo que agradecemos.
O Marcel é sindicalista. Sindicalistas adoram uma mesa de negociações. Eu acho que não prestaria serviço melhor dando sugestão como a referida. Estaríamos negociando "por baixo" e pedindo pouco.Como bom sindicalista o Sr. Marcel "fecharia" no ato! Estamos falando de uma parcela de qual valor? O mais alto seria R$ 1.744 ? Vezes 3 = R$ 5.232. Acho pouco para quem pede 180 x 180. Pela média da Previ, poucos tem o limite máximo, devido margem consignável.Espero que o Marcel não leia o blog hoje, senão vai dar logo os 3 meses de "alívio".

Anônimo disse...

SR MARCEL, NÃO TERIA JEITO DA PREVI ADIANTAR UNS 10 MESES DO BET?

CARLOS VALENTIM FILHO disse...

Prezado Prof. Ari,

Parabéns por ter conseguido a abertura desse importante canal de comunicação com o Diretor Marcel.

Quanto ao ES, entendo que, dificilmente, a PREVI possa adotar os 180x 180. Todavia, a elevação para 120 x 120 já estaria de bom tamanho. Todavia, será que o Banco vai concordar? Quem define, afinal, é o Conselho Deliberativo dominado pelo Banco com seu Voto de Minerva.

A diferença entre a postura do soberbo Sasseron, que cultivava o mutismo, e a do expansivo Marcel, que prefere o diálogo franco com os participantes do PB-1, é gritante e assaz elogiável.
Parabéns Martcel. Preserve essa qualidade e Você só terá a ganhar.

Abraço do

Valentim - Joinville

Ari Zanella disse...

Recebido de Dona Isa Musa:

Prezados,

Vejam na página da FAABB, notícia resumo da Audiência com o Secretário de Políticas de Previdência Complementar, Dr Jaime Mariz, no dia 15 de agosto.
Divulguem, caso considerem oportuno, para seus contatos.

http://www.faabb.com.br/Noticia.asp?ID=235

Atenciosamente,

Isa Musa

Anônimo disse...

Parabéns
querida Isa Musa.
Entre sempre de um forte abraço na
Leopoldina.

Anônimo disse...

17.08.12 às 8;53 horário de Brasília. Ótima sugestão.Só acrescento 10 parcelas do maior valor e umas 20 dos valores menores, para compensar quem tem complementos menores. A analisar.
Independente do BET, continuo pedindo 180 x 180, antes que invistam tudo. TREM-BALA vem aí!!!

Anônimo disse...

Nascimento, já ri de fazer xixi com o seu comentário, vc digita e ri. Fica engraçado e morro de rir também.





VIVA O Marcel!!!! 180 x 180 pelo amor dos velhinhos.


VCS ESTÃO FALANDO POR CAUSA DA Lívia, ela é conhecida do Marcel e sindicalista ferrenha e falou só a verdade dela .

Quantos aqui colocam a cara a tapa ?

É ISSO AMIGO ARI, QUEM SABE.

1 NÃO DEIXE DE IR HÁ NENHUMA REUNIÃO.

2- CORRA MESMO ATRÁS DOS NOSSOS DIEREITO,


E deixem falar de voce a vontade. porque não fizeram o mesmo?

Anônimo disse...

Com todo respeito ao novo diretor de seguridade da Previ, mas francamente acho que ao exemplo da ano passado, com relaçao a melhorias reais do ES vai ficar novamente na conversa fiada, vem por ai outro FIASCO de reajuste no ES, apenas para cumprir tabela, nao creio que va nos folgar com limites e uma ampliaçao de prazo digna, aquela que gostariamos ja ha um bom tempo.
Mas, acho que este novo diretor esta bem mais flexivel e humano que aquele antigo ditador, que nao respondia nada e tinha contato conosco quase ZERO.
Pode ser que venha alguma melhoria que fique no meio termos das nossas esperanças, mas como falei, nao creio mesmo.
Perdao pelo meu negativismo nesta area.

Guilherme

Anônimo disse...

O Diretor está enfatizando os números do ES das faixas etárias mais altas. Fala em 11.000 contratos com pessoas acima dos 70anos e quase 500 emprestimos com pessoas acima dos 90 anos(aí exagerou um pouco).
Ouso supor que está "em campanha sindical" preparando terreno para corrigir a Tabela do ES por faixa etária. Até a faixa dos 40 anos a tabela seria corrigida substancialmente, no mínimo 150 mil e prazo maior que os 96 meses atuais. Acima dos 40, correção mínima de 120 mil no máximo, mantidos 96 meses atuais.
Isso agradaria muitos participantes, principalmente os da ativa, já que aposentado não vota,não participa. Quiçá eu esteja errado e se estiver, mil perdões.

Anônimo disse...

Prezado Prof° Ari,

Acho que novamente o Marcos não gostou do seu post

EQUÍVOCO II - A LUTA CONTINUA

Anônimo disse...

Ari, Marcel e demais colegas. O empréstimo de jeito nenhum pode ser menos que 180 por 180. Menos que isso não conseguiremos saldar dividas e colocar tudo em ordem. 20 mil, 30 mil 50 não dará e aí vai começar tudo outra vez. Para acabar com essa choradeira Marcel, só 180 x 180. Abraços. Tereza.

Carlao/Joinville disse...

Parabens Ari pelas iniciativas de sempre buscar o diálogo e manter humildade. Nao é nos afastando e somente criticando as demais entidades representativas que vamos encontra soluçoes para os nossos problemas (aliás, é nessa cisão que nossos algozes apostam).

Jorge Teixeira - Araruama (RJ) disse...

Colega Ari Zanella,
Gostaria de manifestar a minha admiração pelo trabalho que vem sendo desenvolvido aqui no blog e pela aproximação conseguida com figuras interessantes e importantes para todos nós associados da Previ. Espero que Você continue comparecendo aos eventos promovidos pelas diversas entidades representativas já que entendo, pelo menos neste momento, ser a maneira mais inteligente e adequada de cuidar e zelar pelos sonhos e anseios dos aposentados e das pensionistas do “PB-1”. Valeu.

Cláudio R Almeida disse...



PROF.

SOBRE O TELEFONEMA DO DIRETOR MARCEL.

1. FQM é uma questão de matemática.
Basta achar a equação certa. Maior risco, maior custo. Funcef, Petrus e outros que tais, não servem de exemplo para a Previ, com patrimônio de R$160 bi,maior fundo de pensão da América Latina e um dos maiores do mundo. Eles é que devem ver como é na Previ.

Esse fundo foi construído pelos atuais assistidos que hoje imploram o ES 180/180 JÁ para sair do sufoco.

2. BET, 60.000 pontos (superavit).

O BB (enquanto durar a res. 26) é um aliado de peso na manutenção do BET e distribuição de novos superávits. Sem dizer que a não manutenção do BET causaria um caos.
A decisão será política.

3. ES 180/180 JÁ.

Por dois motivos:

a) ano passado (2011), o limite aumentou R$ 10.000,00 mantidas as 96 parcelas, de afogadilho ao apagar da luzes diante das pressões. Nada técnico, decisão política. Ficaram devendo.
É a única decisão que depende da Diretoria Executiva, outros benefícios dependem de uma via sacra no fim da qual estaremos exauridos.

b a crise de 2008 incentivando o consumo causou desequilíbrios nos orçamentos de muito de nós que vemos no ES a oportunidade de restabelermos o equilíbrio. Tudo sem falar nos ridículos 4,86%.
Abraços.

Anônimo disse...

Professor Ari, me diga uma coisa. Desculpe a minha ignorancia, o pessoal da ativa contribui mensalmente para a Previ, como fazíamos antigamente? Aqueles que ainda estão na ativa continuam contribuindo para o PB1?
Josué Jorge Jr
Castro PR
- A propósito, parabéns pela tua iniciativa de conversar com o Diretor de Seguridade eleito, Sr Marcel e passar essas informações a nós através do seu blog.
Qualquer informação que beneficie ou traga esperança aos aposentados/assistidos, aumenta e muito a participação do pessoal, consequentemente é maior a quantidade de comentários.
Continue assim e boa sorte.

Ari Zanella disse...

Amigos Jorge e Carlão:

Obrigado pelas palavras.

Meu caro Josué Jorge Jr:

O pessoal da ativa do PB1 continua contribuindo assim como nós aposentados, quem paga as contribuições é o superávit. Trata-se de uma "injustiça" para com aqueles que tiveram que desembolsar para formação do fundo. Existem as contribuições mas não são eles que pagam.

Anônimo disse...

DILETÍSSIMO COLEGA E AMIGO, Prof. Ari
Suspeitava que a POUPANÇA, benefício previdenciário, concedida aos PARTICIPANTES do Plano de Benefícios 1 da PREVI, teria seu valor corrigido pelo menos ANUALMENTE. Agora, estou certo disso, porque li essa informação fornecida pela própria PREVI. O DIRETOR DE SEGURIDADE, Marcel, informou-lhe que o nível de BOLSA,que no momento equilibra o dito Plano 1, agora, é 60.000 pontos, não mais 53.000 pontos. O colega faria a gentileza de perguntar a ele quantos mil pontos, desses 7.000 aumentados, suportam a correção dessa POUPANÇA/BEFÍCIO PREVIDENCIÁRIO?
Edgardo Amorim Rego

Paulo e Leda Goellner disse...

Prof.Ari,

Há uma falha na estatística divulgada trimestralmente por faixa etária no nosso Plano 1, pois OMITEM A FAIXA ETÁRIA DE 19.397 PENSIONISTAS !

Assim, 450 ou QUINHENTOS empréstimos que totalizam (R$ omitidos)também são concedidos para as nossas pensionistas...
´
Insistimos: Lancem mais 1 coluna na estatística por faixa etária, incluido-se as PENSIONISTAS, pois somos 118.901 integrantes do Plano 1 e NADA justifica omitir a faixa etária das PENSIONISTAS...

Obrigado pelo Blog

Anônimo disse...

Prof. o blog está bombando. Isso nos permite discutir e nos informar,acrescentando muito às discussões sobre nossos direitos.Possíveis diferenças de opinião jamais devem ser tomadas como ofensas.Uma sugestão para a Previ; ES 180 x 180 já.

José Geraldo, Planaltina disse...

É decepcionante ler sua cruzada contra nós, seus colegas ainda em atividade no BB e que somos, também tanto do Plano 1 da Previ quanto vocês, aposentados. Nós também, ativos, contribuímos para a formação do superávit acumulado e que gerou o Benefício Especial BET de 20%; Vocês recebem, agora, líquido, na conta. Nós somente receberemos quando nos aposentarmos. Somos iguais. Somos do mesmo Plano, contribuímos com nossas contribuições mensais ao longo dos anos para a formação do superávit, pois as contribuições só foram suspensas a partir de 2007. Eu por exemplo, ingressei no Banco em 1983, então, desde 1983 é que contribuo para a formação dos superávits da Previ. Por que agora que sobrou eu não teria direito? Vocês prestam imenso serviço ao Banco no momento que se colocam contra nós, os ativos. O que o Banco sempre desejou foi isso mesmo: a desunião da categoria. É ver uns acusando o outro de privilégios. E o Banco está conseguindo seu intento pela cegueira e egoísmo de blogueiros.

Carlos-Rio Pardo(RS) disse...

Escrevi antes e estou aqui novamente. Sou totalmente favorável ao ES-180-180. Mas depois do que aconteçeu no ano passado que o prazo não aumentou nem um mês, e o limite foi pra 110.000,00, contemplando assim uma minoria, penso que a minha sugestão, que na realidade não é sugestão,apenas um lembrete de anos atras, qdo em janeiro e fevereiro a Previ nos dava uma folga (naquele tempo não tinha o ES-10 por ano), é algo de se pensar. Acho que é um sonho inalcançavel o tal do prazo em 180 meses. Um prazo de 120 meses talvez tenha possibilidade, pois existe outro ou outros fundos com esse prazo. Eu já nem prefiro sonhar tão alto,pois quando vem as noticias de alterações, acabamos amargando uma tristeza muito profunda. Resumo, prefiro esperar menos pra ganhar mais, do que o contrário. Abraço a todos.

Anônimo disse...

Caro amigo, Prof. Ari
Outra indagação, caso possa faze-la. O Diretor de Seguridade, Marcel, afirmou, segundo você, que os resultados da PREVI dependem pouco do nível de Bolsa. Ele deve estar se referindo às ações que não são negociadas na Bolsa. Elas têm sido valorizadas anualmente, todavia. Mas, diante desse fato, isto é, dessa desvinculação, por que esse aumento tão elevado do nível de pontos de Bolsa para equilíbrio do Plano 1? Mais de 12%?
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...

Prof. Ari, no frigir dos ovos quem lucra com a morte dos velhinhos é a Previ, pois deixa de pagar as aposentadorias, que na maioria são altas. Neste caso a Previ deveria arcar com o ônus do seguro do ES, pelo menos com um percentual de 1%, a fim de possibilitar o aumento do prazo.

Ari Zanella disse...

Preclaro Mestre Edgardo,

Quando me dirijo ao amigo, faço-o como se fosse ao mais nobre juiz de direito da cidade. Bem, antes o chamado "ponto de corte" era 57.000; não 53.000. Portanto, aumentou 3.000 pontos. Na minha concepção, O Marcel está apostando nas duas frentes. Tanto na empresas nas quais participamos, sem negociação em bolsa, e na própria recuperação do mercado acionário.
Queira, por favor, aceitar meus mais profundos respeitos. Você é uma pessoa a quem tenho na mais alta estima e consideração. Obrigado por participar com notáveis conhecimentos.

Ari Zanella disse...

Prezadíssimo Paulo/Leda:

Vocês estão cobertos de razão. Avalizo a divulgação no quadro das nossas estimadas PENSIONISTAS. Penso, também, que a PREVI está dando pouca importância a elas.
Forte abraço.

Ari Zanella disse...

Ao neófito José Geraldo de Planaltina-DF

Grato por participar nominalmente como componente da ativa. Na verdade, você está certo. Os que estão na ativa não têm culpa da isenção. Está tudo na Lei 109. Quanto a ser ou não "injustiça" é uma questão pessoal, de interpretação. Mas, concordo com você. Vou evitar essa "cruzada" que só nos desune. Grande abraço.

Anônimo disse...

Quee é isso, Dona Lívia. A Sra. digitou direitinho.Não se incomode com a atrofia, ela não está lhe prejudicando digitar.As pessoas necessitadas desde que com boas intenções e verdade na alma, serão ajudadas pelos anjos na hora certa.

Anônimo disse...

Ao José Geraldo das 12:15,

Você está recebendo o benefício em dobro. Em primeiro lugar, por não estar contribuindo para se aposentar; em segundo lugar, por estar recebendo, tal qual os aposentados, o benefício do BET, embora somente possa sacar após se aposentar. Porém, a correção será garantida e lhe fará muito bem quando receber tudo em uma bolada só.

Os 360/360 avos para todos, indistintamente, seria o justo. Aí sim, concordo, que seria correto você não contribuir para se aposentar.

Se você já tens um considerável tempo de contribuição, melhor. Pois tudo transcorre proporcionalmente, pois se aposentará antes e contribuirá menos, portanto.

Anônimo disse...

Já acreditaram em certo partido uma vez, viram no que deu?
Agora vão acreditar em sindicalista?
Cautela e caldo de galinha não faz mal ninguém.
DEIXA PRIMEIRO VERMOS ALGUMA MELHORIA.
Aumentar nossos benefícios, não é possível, mas comprar aeroportos falidos e construir trens balas com nosso dinheiro pode. hummmmmm...

Anônimo disse...

Prezado colega, Prof. Ari
Obrigado pela informação. Errei. O nível de conforto para o BET estou corrigindo: era 57.000 pontos. Um abração.
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...

Ao anonimo 13:50 hs.

Pergunte tambem se ele sabe que a PL que recebe todo ano é paga com o dinheiro da PREVI?
Aposentados não recebem PL, não deveria também receber, já que o dinheiro é da Previ?

Ari Zanella disse...

Meus amigos,

Tenho recebido mensagens de solidariedade, sem publicá-las, para não alimentar contendas. Penso que o que nos une é muito maior daquilo que nos separa. Palavras ásperas não levam a nada. Sigamos o que está escrito no livro dos Provérbios, Capítulo 15, 1 : "Uma resposta branda aplaca a ira, uma palavra ferina atiça a cólera."

Anônimo disse...

Plagiando o ditado: "Já é um grande progreso o desejo de progredir", diria que: Já é uma grande ajuda do senhor Marcel o seu desejo de nos ajudar.

-x-x-x-

Prof. Ari, o senhor está de parabens. Imagino que o seu blog está imbatível em termos de quantidde de acessos. Só imagino como ficará, no dia em que o nobre teacher receber um call do Dan Conrado.

Um abraço.

Anônimo disse...


Prezado Mestre, tenho dito a meus amigos aposaentados que o Marcel é um jovem de grande tino político e poder de comunicação. Digo mesmo que se não fosse isto ele não teria chegado onde chegou tão jovem. E tem mais, sabe como ninguém escolher as pessoas com quem trata, isto é, que sejam simpáticas e boas comunicadoras como ele. Isto posto, quero dizer que o Marcel será de grande valia para a Previ que pertence ao Banco do Brasil (pelo menos Ele se porta como tal) e que é instrumento do governo federal. É sabido que o PT está mal nos grandes centros ou pelos menos onde tem voto(Rio -São Paulo - Brasília - B.Horizonte- Salvador,etc,etc) e precisa usar todo o seu arsenal para melhorar sua performance e não tem coisa melhor a fazer que "adoçar" a boca dos segurados e asistidos dos Fundos de Pensão que são milhões(so o nosso fundo tem un universo de m/m 500 000 pessoas). Aquilo que os portugueses faziam para cativar os indios seculos atrás, voltam a fazer os políticos quando estão em perigo. Assim, creio que o ES vai sair em bases interessantes, além de outros penduricalhos. É so esperar. O que não podemos é nos dispersar, como disse Dr. Tancredo Neves após derrubar a ditadura, pois não somos politicamente fortes e qualquer dissensão nas nossas hostes é suicidio, mormente agora que estamos tomando conciência da nossa grandeza e vemos surgir elementos com força política querendo se aproximar do grupo. Moral da história: não podemos permitir que pessoas estranhas possam nos dividir. A humildade é qualidade dos Santos e de homens inteligentes. Um abraço Mestre- Divany Silveira- Sete Lagoas-Mg

Anônimo disse...

Décadas atrás, a CIA preparou um estudo onde comprovava ser mais barato manter um governante eleito pelo povo, do que um ditador militar aqui no Brasil. Collor, Lula e agora Dilma com um barulho desses.
Acho que o BB com relação a Previ, deve ter avaliado que a mudança de postura do diretor caladão e prepotente para um conversador surtiria mais efeito. Parece que deu certo. Já tão chamando o homi de anjo...

Luis-BH disse...

A gente tem obrigação de ser otimista. Mas lembremos que o Sasseron também começou bem e deu no que deu... Cheguei a assistir várias palestras com ele, inclusive em reuniões de trabalho na Gepes. Como se dizia no tempo do meu avô, "era uma moça", super compreensivo, mas depois virou as costas para os participantes da Previ.

Voltando ao assunto da distribuição do superávit, também acho injusto que os da ativa já tenham o BET na reserva. Somente quem já recebe o benefício de aposentadoria e pensão é que tem direito. Essa famigerada resolução e a lei foram feitas sob medida para beneficiar o patrocinador e gerar novas distorções.

E quanto aos riscos do ES, os próprios informativos da Previ provam que é uma das aplicações mais rentáveis. Ficam com falso excesso de zelo na hora de melhorar o ES, mas a rentabilidade global do Plano 1 no primeiro semestre, em todas as aplicações, foi uma vergonha: pouco mais de 2%. Até poupança rende mais! Aplicar em ativos podres (ações, trem-bala, Belo Monte etc.) não dá medo aos diretores da Previ?

Anônimo disse...

A questão dos 57.000 pts
A carteira de investimentos da Previ não replica o IBOV, apenas serve de referencia. a carteira Previ está muito exposta as ações do BB e da Petrobras, que hoje(17/08/12) aos 59.000 está zerando as perdas nestes dois ativos ficando positivo em pouco mais de 2%. É possível que a Vale não tenha valorização nenhuma, visto que o minério de ferro estava a US$ 140 em janeiro/12 e fechou julho valendo US$ 127,00 e já ouvi analista falando em 105, além do passivo fiscal bilionário que esta rolando.Resumindo não é 57 nem 60 mil pontos e sim o desempenho do BB, Petro, minério de ferro que vai garantir o superávit.
Roberto Varella

Anônimo disse...

Ornellas disse:

Custa-me acreditar que foi o Valentim que fez o comentário das 09:18 considerando que se o ES aumentar para 120mil X 120 está de bom tamanho.Está comprovado que aumentos pifio do valor (10 mil) como vem ocorrendo, a exemplo do ano passado, nada resolve e logo quando se cumpre a carência está todo mundo renovando e a situação financeira do tomador continua da mesma forma ou até pior. Talvez essa sugestão do colega vise apenas sua neceessidade pessoal, pois a situação desesperadora da grande maioria espelha outra necessidade , ou seja , de um ES com um aumento substancial do valor que nos permita liquidar outros emprestimos muito mais caros
conseguindo assim uma melhora que nos conceda razoável equilibrio financeiro que possa até evitar renovações a cada seis meses. Uma coisa é certa, caso o aumento do valor venha a acontecer de apenas 10mil, como o colega Valentim espera, tudo continuará como sempre
e no próximo ano a multidão estará maior pedindo novo aumento de valor.
Penso que a Previ se viesse a conceder um aumento substancial do
valor máximo , ainda que o prazo não fosse exatamente proporcional aos numeros do valor, poderia até passar alguns anos com esse valor congelado e por outro lado poderíamos realizar uma organização financeira em nossas
vidas( dos endividados), livrando-nos dessa "TORTURA ANUAL "
em que se tornou a busca por aumento do ES.
Caro Valentim, é apenas a opinião de um velho colega prestes a completar 70 anos de idade e 45 de BB/Previ.Sem ressentimentos !
Ao colega Marcel, que diz ler os comentários dos Blogs, devo ousar dizer que não cometa a mesmice incoerente e insensível de seus antecessores, que indieferentes aos clamores , concederam aumentos pífios que ao invés de contribuir para melhorar a situação, principalmente da grande parcela dos endiviados , surtiu efeito contrário. E a comprovação é latente. Inove , caro Marcel , acredite e confie nos velinhos, que já foram chamados até de trambiqueiros , e lhes dê a oportunidade de uma melhora razoável em suas combalidas situações financeiras que lhes tiram a paz e a alegria de viver. Que possam viver com mais dignidade !
Um abraço
Chico Ornellas
Petrolina-PE

Anônimo disse...

Mestre Ari

Seu blog está bobando. Continue a nos oferecer notícias da hora que traga ótimas espectativas para todos nós, no que tange ao ES/BET transferencia da data base para janeiro etc. Porém uma coisa está me intrigando é a questão da CASSi. Li no blog do medeiros que a diretora da CASSI e reunião que ele disse que há débitos ma ser efetivado pela cassi, desde 2002, relativo a débitos não efetivados nas datas corretas pela CASSI. Peloa informação dela há débitos de elevada monta, que com certeza, poderá complicar ainda mais a vida dos aposentados. Portanto gostaria de que cientificasse dessa informação e nos esclarecesse o que se trata esse débito passado.
Vamos em frente, correnta firma de todos em busca da melhoria, não só ES e tambpém da incorporação definitiva do BET.

abraços jao/

Anônimo disse...

Caro Ari Zanella, parabéns pela oportunidade de comunicação direta ou indireta com o Diretor da Previ Sr. Marcel,avanço que o Caro Professor nos trouxe da sua participação na reunião que gerou esse contato.A aproximação com as pessoas que representam os aposentados e pensionistas na Previ é que nos darão a chance de um maior dialogo e acertos nas situações que afligem os participantes do PB1.
Estou otimista e confiante nas boas intenções do Sr. Marcel em aprovar um ES que venha a solucionar nossa situação financeira tão dificil de se equacionar.
A Previ poderia usar de escalas em relação a faixa de idade e o valor/tempo do ES, adequando o possivel tempo de vida do tomador com o prazo do emprestimo e taxa FQM.

chico silva disse...

Ari Zanella,
Longe de mim endeusar personalidades, por isso me contrapus, desde os primeiros momentos, aos ataques gratuitos, injurias, etc... perpetrados contra colegas representantes eleitos em instituiçoes ligadas ao BB, pelo MC. Nao é producente. As intrigas nascem em todos os lados, mas sempre ha de ter alguem ponderado e justo. Nesses momentos dificeis pos acordo superavit, o sr. sempre se manteve sereno e equilibrado, coisas que um professor deve ter, embora muitas vezes tenha concordado com os pensamentos do seu presidente. Quando se aproxima do Marcel, que nao conheço, mas mostra-se solicito em satisfazer a ansia de informaçoes dos participantes, e que foi duramente atacado pela sua associaçao, seu gesto tem valor. Por outro lado, parece estar despertando ciumes num velho egocentrico e cabeçudo, que tem a mao pesada. Certamente, ele é bem intencionado, porem nao tem diplomacia. É hora de conciliaçao. Aliviando na pressao e sendo compreensivel, unindo em vez de praticar a cizania, quem sabe em 2013 estejamos todos calmos e com as almas satisfeitas. Nao é demais lembrar que enquanto o BB tiver a palavra final, com o voto de minerva, tudo é dificil.

Anônimo disse...

Prof Ari,
esse novo diretor de seguridade tem que mostrar que não é nenhum pelego, e muito menos nenhum homem sem carater. Ele tem personalidade, por isso, ele tem que dizer a todos os aposentados que o ES 180 X 180 vai sair.
Confiamos nele.

Anônimo disse...

Sr. Ari
O encaro como sendo "o relações pública da AAPPREVI", devido á sua personalidade carismática, no entanto encaro o sr. Marcos como sendo o cérebro da nossa associação, os dois se completam e são nescessários justamente pelas diferenças.
Devemos tomar cuidado com talvez falsas expectativas, lembremos que estamos próximos de eleições, onde tudo se promete e nada se cumpre, ou se cumpre o mínimo.
Obs: Somos um público alvo nestas eleições pois existe muitos eleitores aposentados, eles não querem perder essa boquinha.
Podem estar usando de artimanha conosco.

Tá dito!

Anônimo disse...

colegas, "maos ao alto!!olha o trem bala da Dilma chegando por aih gente..............

Ari Zanella disse...

Prezado Chico Silva:

Fui obrigado a cortar umas duas linhas do teu comentário pelas razões que deves conhecer. Agradeço a sua compreensão:

Ari Zanella,
Longe de mim endeusar personalidades, por isso me contrapus, desde os primeiros momentos, aos ataques gratuitos, injurias, etc... perpetrados contra colegas representantes eleitos em instituiçoes ligadas ao BB, pelo MC. Nao é producente. As intrigas nascem em todos os lados, mas sempre ha de ter alguem ponderado e justo. Nesses momentos dificeis pos acordo superavit, o sr. sempre se manteve sereno e equilibrado, coisas que um professor deve ter, embora muitas vezes tenha concordado com os pensamentos do seu presidente. Quando se aproxima do Marcel, que nao conheço, mas mostra-se solicito em satisfazer a ansia de informaçoes dos participantes, e que foi duramente atacado pela sua associaçao, seu gesto tem valor. É hora de conciliaçao. Aliviando na pressao e sendo compreensivel, unindo em vez de praticar a cizania, quem sabe em 2013 estejamos todos calmos e com as almas satisfeitas. Nao é demais lembrar que enquanto o BB tiver a palavra final, com o voto de minerva, tudo é dificil.

Chico Silva

Anônimo disse...

TEM COMO CORTAR LINHAS DOS COMENTÁRIOS ?

ENTÃO PODEM TUDO ? CONTA PARA NÓS PROFESSOR .

Ari Zanella disse...

Edita-se. Copiar/colar. Quem faz o comentário na prática é o autor do blog. Caso contrário, a única opção é "excluir", em vez de "publicar".

Anônimo disse...

AMIGOS E AMIGAS,

Já tentei muitas vezes achar uma forma de corrigir a INjustiça que nos foi imposta pela aberração que é o Pessoal da Ativa (melhor dizendo os Funcionários do bb)receberem o BETinho e, de quebra NÃO contribuírem para a Aposentadoria. Isso chega a ser até imoral. A única forma de corrigir isso seria Não distribuir SUPERÁVIT, mas sim MELHORAR OS BENEFÍCIOS. Assim os da Ativa receberiam, no devido tempo, os Benefícios proporcionais aos que recebemos os Aposentados e Pensionistas. Simples assim!

CARLOS VALENTIM FILHO disse...

Prezado Prof. Ari,

Permita-me responder ao colega Chico Ornellas, de Petrolina.

Na minha modesta opinião, o maior problema do ES está no prazo que limita o valor da prestação. Citei o valor de 120 mil e prazo de 120 meses com base no que tem ocorrido em anos anteriores. A melhor solução seria, na minha opinião, vincular o valor à margem consignável e o prazo à idade do tomdor. Tenho 84 anos de idade e 64 anos de fundionário do Banco (posse em 1949, com 20 anos de idade). No meu caso particular, renovei o ES no ano passado pelos 96 meses. Se a PREVI estabeler prazo de 180 meses, sem limitações, poderei assumir compromisso até os 99 anos. Margem consignável não me falta pois me aposentei com 32 anos de Banco no último posto da carreira. Neste caso, possivelmente, o FQM será utilizado para quitar parte do saldo, o que será ótimo.

Fraterno abraço do
Valentim-Joinville

Anônimo disse...

Ao anônimo de 17/08/12 23:39

TAÍ O QUE ACHO CORRETO:
É isso mesmo!

- Vamos supor:

Quem está na ATIVA agora, e que tem 20 anos de BB, ou que contribuiu por 20 anos para a Previ. Tem parte no Patrimônio, que hoje gera Superátits.
Ele está formando, com o BET, uma Poupança pessoal, para resgate quando se aposentar. E QUANTOS BETs virão ainda para ele, até se aposentar?
Uma vez aposentado ele, então, continuará ganhando os BETs...

- Os Aposentados de agora que contribuiram(ajudaram a formar o Patrimônio da Previ) por 30 anos ou mais, também terão seus BETs.

PERGUNTA: Quem terá mais BETs recebidos até o final da vida?
Os ATIVOS ou os APOSENTADOS???

Respondam!!!


João


Anônimo disse...

O amigo não
respondeu a
resposta do
animo direito.
Poderia passar
mais detalhes?

Pode consertar erros
de português?

Não minta, o que pode? E não pode?

Agradeço.

Ari Zanella disse...

Pode corrigir erros também. Eu não faço isso, é deselegante. Pois quando você edita o texto, você copia e cola no lugar que fazemos os comentários, daí é como se você mesmo estivesse escrevendo, podendo apagar, deletar, etc.
Mas eu só faço isso quando há partes ofensivas, e que no geral, a pessoa quis passar uma mensagem.
Porém, se o cara escreve somente ofensas, daí vai para exclusão direta. Moderar, eu entendo, é isso.

Anônimo disse...

O anônimo das 23:39 está corretíssimo.
Nunca existiu e nem deveria existir no mundo um Fundo de Pensão que adota dois pesos e duas medidas para os seus assistidos, dentro de um mesmo Plano.
Lucram em não contribuir e ainda recebem o BET. Como pode haver um absurdo desses? Então que seja repassado proventos de aposentadoria INTEGRAL para todos. Pois os aposentados contribuiram na ativa e como aposentados.
360/360 já!

Chega de interferência do patrocinador que só quer agradar o pessoal da ativa, para mantê-los mansinhos e sorridentes em seus postos de trabalho.

Anônimo disse...

Ao CARLOS VALENTIM FILHO 17/08/12 23:54

TAÍ OUTRO QUE ACHO QUE ESTÁ COM O RACIOCÍNIO CORRETO:

- Eu, por exemplo, tenho 54 anos:
Tenho limite ainda de 31.000,00, que não posso retirar, pois NÃO TENHO MARGEM. Pra mim, alongar o PRAZO é o suficiente.

Minha dedução é a seguinte:

A grande maioria, que NÃO tem grandes benefícios/salários, está com a MARGEM toda tomada...
Alongando o PRAZO, isso será resolvido, na medida em que LIMITE certamente terão.

A MINORIA, ou por serem aposentados mais antigos(que, quando na Ativa os salários do Banco eram melhores), ou por serem de ALTO ESCALÃO da ATIVA, vão pedir, também, mais limites. Pois(se recebem mais) sua margem para suportar a mensalidade já é maior...

CONCLUINDO:

- UM PRAZO MAIOR -> FAVORECE A GRANDE MAIORIA, QUE GANHA MENOS...

- UM LIMITE MAIOR -> FAVORECE A MINORIA, QUE GANHA MAIS...


"Por favor, comentem"


Abs.
João

Anônimo disse...

Sei não. No ano passado, a valorização de R$6 bilhões que ensejou esse EXCESSO DE RESERVAS de apenas uns R$300 milhões foi em imóveis e ações da INVEPAR. No ano atrasado, houve valorização de uns R$3 bilhões na Litel. As ações mesmo, aquelas da Bolsa, no ano passado, não apresentaram valorização alguma.
Edgardo Amorim Rego