BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

segunda-feira, 17 de julho de 2017

O LIMITE PODE CHEGAR A QUINZE POR CENTO

    Fernando Lamas é um ser humano testado e aprovado como merecedor do tesouro divino; age com a paciência dos santos nessa turbulência dos tempos finais. Por isso, meu caro, desejo oferecer-lhe o consolo do livro dos Provérbios 17:3 "O crisol é para a prata e o forno é para o ouro mas o Senhor é que prova os corações."
         Fernando teve na vida muitos percalços financeiros, como a maioria de nós, sem isentar-se de possíveis erros na administração de seus negócios. Pensou antes de tudo que sua família não podia ser sacrificada pela sua responsabilidade exclusiva. Hoje faz os maiores sacrifícios para sobreviver com alguma dignidade.
       A PREVI jamais lançou um olhar de ajuda ao nosso amigo. Com um corpo técnico altamente qualificado sequer se digna a apresentar uma proposta a um associado em extremas dificuldades. Custa alguma coisa ajudar um filho em dificuldades?
       Ou filhos, se a PREVI aumentar o prazo do ES para 180 meses. Muitos dos filhos agradeceriam o nosso fundo pelo resto de suas vidas. Quem quer faz. O limite operacional com participantes é de 15% do ativo, algo como 20 bilhões de reais, entre ES e Empréstimo imobiliário. A aplicação de ambos se encontra no patamar de 6 bilhões. Esse dinheiro não tem custo para a PREVI. O atuarial é garantido. Aqui sim podemos usar o slogan do patrocinador: "Bom para todos".

43 comentários:

Anônimo disse...

Caro Ari,
Infelizmente a insebilidade domina a diretoria da Previ. Não somos associados, somos carga que querem ficar livre logo. Para isso quanto mais dificuldades melhor. O coração já velho não aguenta. Pense Ari: qual a última benécies que recebemos sem que o Patrocinador não tenha levado 50%?
É duro de aceitar mas é a realidade. Até os que elegemos sumiram. Nem para nós ouvir se apresentam. Clamamos ao vento.l
Celio

Anônimo disse...



Mestre, as pessoas mais religiosas, parece que Deus as esco-
'lhe por saber que são boas para testar sua fé e deixa uns
dois ,três ou milhões de ateus e vagabundos "nadando de bra-
çada" na vida, como se o Céu fosse aqui. Desde que descobri
este recanto nunca tive dúvidas que o nosso Fernando se
desponta pelas qualidades morais e espirito Cristão,sendo
exemplo para toda nossa comunidade. Tomara que o Todo Pode-
roso o ajude a encontrar o que precisa para ter paz.Um a -
braço Fernando.Dentro das minhas condições,estou pronto a
ajuda-lo, caso precisse.Divany Silveira- S.Lagoas-mg

Blog do Ed disse...

A Retirada do Patrocinador foi introduzida e normatizada sob alegação constitucional do interesse do Participante! O benefício PREVI FUTURO POR TEMPO DE SERVIÇO É MERA POUPANÇA (acabou, acabou; não tem garantia de conviver com o assistido até sua morte). Estou lendo que o BB tem um contingente de trabalhadores tercerizados, inclusive com salários atrasados e patrão desaparecido, que, suspeito, por isso, não gozem dessa esquisita previdência complementar. Acabam de promover uma reforma trabalhista, que destroi muitos direitos trabalhistas, segundo leio, e portanto, em flagrante desrespeito à Constituição Federal vigente. Procurei no site do Ministério da Previdência informar-me sobre o cumprimento da PREVIC da ordem do Juiz Federal do Rio sobre a reversão de Valores. Nada encontrei. Antigamente era tão fácil encontrar esses normativos nos sites da PREVI e do Ministério. Neste ano, sou incapaz de localizá-los. Esse País está muito esquisito ou fui eu que já vivi demais e não mais me situo nesse mundão? Essa sentença do Juiz Federal do Rio de Janeiro é o que de mais favorável aos participantes de fundo de pensão hoje existe para ser implementado. Se a PREVIC não a cumpriu. Ninguém reclama. Nenhuma agremiação de funcionários e participantes da PREVI reclama? A AAPBB e as outras associações, a FAAB, nada fazem? Não é o bem de todos os seus associados que se acha em jogo? Não existe união?
Edgardo Amorim Rego

ANTONIA disse...

O PT saiu do governo e as mazelas aumentaram. Não falaram que tudo ia melhorar?????

Anônimo disse...

Sr. Ari Zanella,

Como diz o Genial Edgardo nenhuma associação está postulando junto as instancias judiciais sobre o descumprimento pela PREVIC de uma ordem judicial federal.
Venho escrevendo há tempos sobre a obrigação das associações, TODAS, em defender seus associados QUE PAGAM RELIGIOSAMENTE SUAS COTAS MENSAIS DE PARTICIPANTES.
Estou decepcionado com as associações, algumas das quais pago desde a sua fundação.
A impressão, ideia, que tenho é de que se fundam associações, para a promoção de seus dirigentes, status e coisa e tal...
Por favor Srs., dirigentes de associações de funcionários do banco do Brasil, provem que meus pensamentos estão equivocados.

Anônimo disse...

No interesse próprio, a união aparece.
Conseguido o desejo, "Hasta la vista, baby" !

Anônimo disse...

Nada mudou com a saída do PT porque tudo é farinha do mesmo saco.

Anônimo disse...

Se a PREVI não precisa captar recursos no mercado financeiro direcionado para o ES, o spread do ES é de 100%, porquanto não tem custo de captação, vez que o próprio patrimônio dos mutuários representa o seu funding. O ES é auto liquidável ,uma vez que a prestação é debitada no contracheque, ou seja, tem garantia de 30% sobre o bruto e, por conseguinte, 0% de inadimplência/risco. Ainda tem o FQM embutido nos encargos, disponível em caso de óbito do mutuário. Enfim, com risco zero e dadas as peculiaridades de spread, de encargos e de garantias do ES, um Fundo de Pensão não pode contingenciá-lo com base nos mesmos parâmetros de cálculo de riscos dos Bancos, tampouco auferir lucros nos mesmos patamares, eis que, inobstante a taxa de jrs. ser relativamente baixa, o ES carrega encargos mais agressivos que os dos Bancos, dada a metodologia (periodicidade) complexa de reajustes e de encargos pós-fixados/indexados/INPC. Não sei se é tecnicamente possível, mas creio que, se a data base de pagto. dos aposentados possibilitasse a correção do ES pelo índice integral do INPC do mês, não acarretaria duas etapas de correção e diminuiria o impacto no saldo devedor do ES, salvo melhor entendimento.

Anônimo disse...

Falta união entre todos os participante dos Fundos das Estatais para suprir o vácuo dos omissos, cooptados e pseudo-representantes. Temos que nos organizar, mobilizar e gritar. Somamos milhões! Quem cala, consente!

Anônimo disse...



Colega das 11,31 , longe de mim querer polemizar com você,
mas o PT não existe como entidade para abrigar gente da nossa
extirpe. Como seus sicários ainda não liberaram sua "contabili-
dade " vai levar um tempo até uma pessoa ,qualquer que seja (
qualquer que seja ?) Sim,qualquer que seja,pois não acredito
que haja um estoque no Brasil de gente igual ao do Putê.Numa
homenagem ao velho Mestre Ari eu vou fazer proselitismo linguis-
tico : Colega , When september comes, things will be better,
because I believe in God and my Country. Divany Silveira-S.lagos

Anônimo disse...

Professor só para esclarecer a "tal" saída do pt e nada mudou. Segundo consta quando o temer assumiu eram 54 mil e poucos CCs no governo federal na mão do PT. Temer no início retirou 2 mil e poucos e há poucos dias retirou mais 2 mil ou seja ainda existem 50 mil cargos de petistas no governo INCLUSIVE na própria PREVI. Acho muito estranho isto os petistas estarem ainda em cargos MAS o que importa é que na vai mudar mesmo já que os petistas continuam.

Anônimo disse...

Senhores,

Em matéria de política partidos vivem na sombra de partidos.
Políticos vivem na sombra de partidos e do povo.
O povo vive assombrado com os políticos e com os partidos.
De tanta sombra passamos para as trevas da corrupção.
O que mais causa espanto e açula ao ilibado cidadão é a suspeita, no caso, de juízes absolvendo corruptos confessos, SALVO MELHOR JUÍZO.
Deixam partidos contumazes na utilização de dinheiro público em caixa DOIS sem punição com a caça da sigla.
Não vejo solução se de fato não mudarem TODOS OS POLÍTICOS QUE NÃO CONSEGUIREM PROVAR DE A a Z SUAS INOCENCIAS, URGENTEMENTE.
Apesar de septuagenário estou pensado seriamente em mudar para outro país menos corrupto, onde exista menos cafajestes na política, salvo opinião mais abalizada.
NÃO SOU LIGADO A NEHHUM PARTIDO E A NENHUMA CRENÇA DE ESQUERDA OU DE DIREITA.
Até agora estava votando por dever de cidadão, mas estou me retirando pois não acredito em mais ninguém que esteja militando política.



Anônimo disse...

Parei para chorar, depois eu escrevo

Anônimo disse...



Ao colega das 11;15

Colegas, a PREVIC ou shit como é mais conhecida,tem reconhe-
çamos 02 cousas que chamam a atenção de quem paga PREVIDEN-
CIA ,a saber: no campo de ações vitoriosas para o PB-1-BET
nihil - Mas, na área de coisas julgadas(aposentados com
contribuição acima do teto-Anos 91/94 - nothing e pequenas
ações que o BB/PREVI/CASSI ignoram: never -Quanto ao salá -
rio e se está em dia não vou comentar ,pois não sei.Aliás,
se existe inferno na terra, acho que quem inventou esse
abrigo para jovens de cabelos desgrenhados e calça jeans
sujas já deve estar na LAVA-JATO,pois foi um crime c/Fundos.
Divany Ssilveira -S.Lagoas-mg


Anônimo disse...

Professor Ari,

Depois de ler o comentário do Fernando Lamas e ver a emendada do Divany, meus olhos encheram de água.
Se não querem aumentar o limite, porque não aumentar pelo menos o prazo? Maldade?
E Divany: quem tem o coração enorme é você meu amigo. Não é apenas uma pessoa de bom humor, vc é um ser humano da melhor qualidade. Uma pena não termos um cidadão como vc lá ...
De repente me lembrei de um tempo onde eu tinha esperança em todos os seres humanos. Infelizmente a vida me ensinou que o amor ao dinheiro divide a raça em bons e maus

Anônimo disse...

Senhores,
Desculpem, mas é um desabafo e uma frustração:
Ter um filho de 23/24 anos na UFMG que concluiu agora em julho/17 o Mestrado em Jornalismo, com antecedência de 1 ano do prazo do Mestrado e ingresso automático no DOUTORADO após apresentação da Tese e, agora, infelizmente perdeu a bolsa do CAPES de 1.500,00 que cobria suas despesas em BH. Já pago, com muito sacrifício o aluguel dele de 700,00. Ver nosso filho retornar para casa por não poder arcar com os custos, as lágrimas derramam dos olhos de um pai que orgulha de ter o filho que tem.
Senhor Marcel, tenha piedade de nós ! Acho que deve ter filhos também e o seu amor por eles não é maior e nem menor que o meu pelo meu filho.

rafa disse...

PREVI vende participação no Condomínio São Luiz

Empreendimento fazia parte da carteira de imóveis do Plano 1.

A PREVI vendeu em 12/7 sua participação no Condomínio São Luiz, na cidade de São Paulo, por R$ 77 milhões. O empreendimento fazia parte da carteira de imóveis do Plano 1.

A boa oportunidade de negócio, favorável financeiramente para a PREVI, também está de acordo com o objetivo estratégico de “Balanceamento da gestão de investimentos com necessidades do passivo do Plano 1”. A venda é uma das ações que a PREVI está implementando com o objetivo de aumentar a liquidez e reduzir os riscos do Plano 1, respondendo aos crescentes compromissos com pagamentos de benefícios sem prejudicar a rentabilidade e o valor dos ativos.

O Condomínio Edifício São Luiz é composto por quatro torres – cada uma delas, um bloco – com 14 pavimentos, localizado na avenida Presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira. A PREVI era dona dos blocos I e III do empreendimento e a venda dessa parte do Condomínio foi realizada para a SDI Administração de Bens.

Anônimo disse...

Anônimo das 12:27
Parabéns pelas colocações e esclarecimentos sobre o ES.
É uma verdade, acho que esta tal de MC para a PREVI além de não haver problema de inadimplência, a sistemática de juros poderia ser menor, pelas justificativas que você colocou. Por outro lado, ao não se poder renegociar por causa da falta de MC - também é inócuo, pois vai continuar, enquanto o ES estiver vigente, então porque não 180x180.

Anônimo disse...

É de impressionar, nobres associados ainda não caiu a ficha que as associações são festeiras, sem nenhum compromisso com os verdadeiros interesses dos assistidos.

Anônimo disse...

Texto 1

A BOLSA DE VALORES BRASILEIRA ESTÁ EM TENDÊNCIA IRREVERSÍVEL DE BAIXA?


RESUMO E CONCLUSÃO

RESUMO

I. PRIMEIRA TESE: O HODIERNO CAPITALISMO BURSÁTIL É UMA ESPÉCIE DO GÊNERO CONSPIRAÇÃO: UMA MANIPULAÇÃO PLANEJADA E CONTINUADA



I.1. [...] “A premissa de que os preços das ações refletem a qualquer momento o valor fundamental das empresas é parte de uma visão naturalista das finanças que reduz os mercados bursateis a um papel estritamente passivo, uma simples transcrição de uma realidade econômica preexistente. NO ENTANTO, NA AUSÊNCIA DE UM CONHECIMENTO OBJETIVO DO FUTURO, AS EXPECTATIVAS SÓ PODEM SER SUBJETIVAS: CADA OPERADOR CONSTRÓI A SUA PRÓPRIA VISÃO DO FUTURO.” (7) (maiúsculo nosso) (pag. 79)

I.2 [...] Parece-nos oportuno aqui registrar que a NEGAÇÃO DA EXISTÊNCIA DE UM VALOR INTRÍNSECO estável dos títulos é um dos argumentos centrais do “mimetismo”, conforme se segue:

Segundo os economistas neoclássicos, os títulos têm um valor intrínseco, também chamado de “valor fundamental”, que determina o movimento dos preços. A adequação desta hipótese com a realidade nada tem de óbvio. Como podemos conciliar, sem contorções excessivas, os movimentos erráticos que sofrem as cotações bursateis, tanto para cima como para baixo, com a hipótese de um valor intrínseco estável? ASSIM, FREQÜENTEMENTE, OS ECONOMISTAS SÃO LEVADOS A RECONHECER QUE OS DADOS OBJETIVOS NÃO SÃO BEM SUCEDIDOS EM EXPLICAR AS VARIAÇÕES DOS PREÇOS. (18) (maiúsculo nosso) (pag. 115)

Trader anônimo

Anônimo disse...

Texto 2

I.3. [...] Semelhantemente, iremos sustentar no presente trabalho que o “mimetismo” é apenas uma criação da mente fértil de alguns economistas e não a forma natural do mercado. A nosso ver, a forma natural do mercado bursátil hodierno é uma manipulação continuada e planejada. Não obstante, da mesma maneira que o “mimetismo” a hipótese de “manipulação continuada planejada”, que estamos sustentando, também é criadora de retroações positivas, o que igualmente pode torná-la muito desestabilizadora e destrutiva. Entretanto, o curioso e importante é percebermos que os efeitos tanto do “mimetismo”, quanto da “manipulação continuada e planejada”, são exatamente os mesmos, como adiante veremos. (Pag. 185)

Anônimo disse...

Texto 3

I.4.[...] Estamos bem perto de uma importante conclusão. Neste sentido, antes vimos que na finança de mercado existe algo que a distingue dos demais ramos da economia: o timing. ASSIM, DEMONSTRAMOS QUE É SUFICIENTE MANTER CERTA ESPECULAÇÃO POR DETERMINADO TEMPO (forma continuada), PARA TRANSFORMAR ESTA NUMA MANIPULAÇÃO. Em outros termos, a característica da INCERTEZA que existe no conceito de especulação, pode ser transformada na característica da CERTEZA que podemos inferir é encontrada no conceito de manipulação.

Acreditamos que podemos compreender a passagem da INCERTEZA para a CERTEZA, que acima mencionamos, pela leitura e interpretação do seguinte fragmento de texto:

PARA DIZER DIRETAMENTE, QUANDO OS PREÇOS SOBEM, A DEMANDA AUMENTA, em vez de abrandar como no mundo real. [...] ISTO É DEVIDO AO FATO SUBSTANCIAL DE QUE OS AGENTES EM UM MERCADO FINANCEIRO NÃO ESTÃO COMPRANDO ATIVOS PARA O SEU USO, MAS ESTÃO COMPRANDO PARTICIPAÇÕES PARA REALIZAR UM LUCRO MAIS TARDE. ESTE LUCRO VIRÁ COMO UM BENEFÍCIO PÓS-VENDA. AO CONTRÁRIO DOS MERCADOS DO BOM E VELHO AGRICULTOR, A QUALIDADE INTRÍNSECA E REAL DO QUE É NEGOCIADO NOS MERCADOS FINANCEIROS NÃO É RELEVANTE PARA OS COMPRADORES, APENAS A PREVISÃO DE PREÇOS É. [...] O único obstáculo a um aumento sem fim é a perda de confiança sobre o aumento de amanhã. (51) (negrito e maiúsculo nossos) (Pag. 192)

Anônimo disse...

Texto 4

I.5. [...] Contrariamente, a mercadoria que pode ser vendida, criou algum valor, pois possibilitou o surgimento de uma transação. Entretanto, para que as transações ocorram de forma continuada é imprescindível uma « liquidez continuada.» Em outros termos, o surgimento de transações de forma continuada é o germe do surgimento de uma manipulação continuada e planejada. Assim, a liquidez continuada materializa a « conspiração », ou permite materializar a « dominação da finança », ou ainda, torna possível uma “manipulação continuada” e planejada. Ou seja, todo problema de sistema aberto tem solução!

Em síntese, para continuar a “dominação da finança” o fator primordial é a manutenção de uma liquidez continuada, conforme AO (18) sustenta. Neste sentido, iremos sustentar que “o tempo é o fator vital da criação bursátil”. Ademais, vimos que quanto maior for o tempo de determinada manipulação, maior será a respectiva criação de valor; conseqüentemente, maior será a respectiva transferência de riquezas. (Pag. 225)

Anônimo disse...

Texto 5

I.6. [...] Entretanto, quer nos parecer que “a obrigação de comprar e vender os papéis em determinada faixa de preço”, acima mencionada, se equipara a uma forma de manipulação.
Neste sentido, reforça os indícios de que a Bolsa de Valores hodierna é uma espécie de conspiração, determinadas exigências feitas pelos investidores institucionais aos grupos onde estes detêm ações, vale dizer – “[...] eles exigem que a atividade dos grupos dos quais eles detêm ações sejam voltados para dois objetivos: a manutenção das cotações das ações no nível nominal o mais elevado possível e a maximização dos fluxos de dividendos. » (30) (Pag. 238)


I.7. [...] Entretanto, a leitura dos dois fragmentos de texto, acima mencionados, mostra-nos que a inteligência de ambos é a mesma. Assim, a expressão “O QUE É ESSENCIAL DO PONTO DE VISTA DA LIQUIDEZ É QUE UMA AÇÃO POSSA A QUALQUER MOMENTO SER TROCADA POR DINHEIRO”, encontrada no primeiro fragmento de texto, se equipara a seguinte expressão, encontrada no segundo: “A SUSTENTABILIDADE DO CONJUNTO SUPUNHA, PORTANTO, A MANUTENÇÃO INFINITA DO FLUXO DE NOVOS CLIENTES.”

Logo, quer nos parecer que o autor do primeiro fragmento, vale dizer, AO (18), reconhece tacitamente que o hodierno capitalismo bursátil se equipara as “tendências Ponzi dos mercados”, conhecidas popularmente por “correntes” ou “pirâmides financeiras”. Entretanto, tais “tendências” são conhecidas particularmente por serem fenômenos que tendem a ter um fim abrupto, devido a grande concentração e transferência de riquezas que ocasionam. (Pag. 290)


Anônimo disse...

Texto 6

I.8. [...] A leitura comparativa dos fragmentos de texto, acima mencionados, é mais um forte indício do surgimento de uma conspiração no hodierno capitalismo bursátil.

Explicando: foi dito que “[...] os preços demasiado baixos é uma questão secundária.” Entretanto, isto nos permite pensar que tais preços “demasiado baixos”, são na realidade preços “demasiado elevados”, devido a manipulação continuada e planejada, que estamos sustentando. Logo, um colapso (break out) do mercado bursátil pode ocorrer a qualquer momento, pois inexiste um ponto de apoio para estes preços. Em outros termos, como os mercados se afastaram do equilíbrio os problemas das Bolsas de Valores hodiernas são estruturais.

Em síntese, o importante para os manipuladores é continuar a transferência de riquezas que continuamente ocorre no hodierno capitalismo bursátil, como iremos demonstrar na segunda tese. (Pag. 298)

Anônimo disse...

Texto 7

I.9. Como indícios desta “manipulação continuada e planejada” ao longo do presente trabalho encontramos alguns gráficos com as seguintes características: (1) “forma de montanha”; (2) “os movimentos na direção da tendência primária são bem mais acentuados do que àqueles na direção da tendência contrária”, conforme se segue:


Anônimo disse...

Texto 8

I.9.1.Forma de montanha:


[...] Entretanto, iremos discordar que a liquidez seja baseada em uma crença convencional. A nosso ver, a antes mencionada “perda de confiança” decorre principalmente do esgotamento da liquidez, a qual, por sua vez, é conseqüência da exaustão dos “MEPP” - “Mecanismos Exógenos do Poder Público”. Neste sentido, são indícios da veracidade da assertiva, acima mencionada, os vários gráficos em forma de montanha que serão apresentados no presente trabalho. Em outros termos, a forma de montanha que podemos visualizar em tais gráficos revela-nos o “paradoxo da liquidez”; igualmente, tal forma de montanha expressa o prévio planejamento da manipulação continuada. Assim, podemos expressar com palavras tal paradoxo, conforme se segue:

[...] SE É POSSÍVEL A UM INDIVÍDUO SE LIVRAR DE UM TÍTULO QUE ELE JULGA POUCO COMPETITIVO, TAL POSSIBILIDADE NÃO EXISTE PARA O MERCADO COMO UM TODO. O mercado, tomado em sua totalidade, não consegue se livrar de tal título. Para que um indivíduo venda um título, é necessário que outro se disponha a comprá-lo. Em verdade, independente dos movimentos de compra e venda, o número de ações permanece constante, assim como o lado do capital permanece inalterado na forma de capital produtivo. Isto é o que chamamos de “paradoxo da liquidez”. (18) (negrito e maiúsculo nossos) (Pag. 197)


Anônimo disse...

Professor,
Como perguntar não ofende, quem construiu o Condomínio Ed. São Luiz?
O nome da construtora é ...

Anônimo disse...

Texto 9

I.9.2. “Os movimentos na direção da tendência primária (TIBBB*) são bem mais acentuados do que àqueles na direção da tendência contrária a esta”:

Como exemplo do acima mencionado, iremos sustentar que os mercados dos títulos de Petrobras estariam totalmente manipulados. Assim, ao visualizarmos o Gráfico 2 (Gráfico 1 em modo de exibição ZOOM: período de apenas dois anos) é possível verificar que a tendência primária dos títulos de Petrobras é incontestavelmente de baixa. No entanto, no Gráfico 2, que abaixo disponibilizamos podemos visualizar pelo menos dois períodos de tempo onde ocorre uma tendência de baixa mais acentuada, conforme se segue:

Período 1 - 29/04/2013 - 01/07/2013;
Período 2 - 18/11/2013 - 17/03/2014. (Pag. 274)

* Tendência Irreversível de Baixa da Bolsa Brasileira

Anônimo disse...

Ao anonimo das 15,58 hs sugiro que seu filho procure um emprego de meio turno pois que com certeza iria ajudar a manutenção dele e não interromperia o doutorado. Digo isso porque foi a solução encontrada para minha filha continuar fazendo o doutorado.

Anônimo disse...

Investimentos sem rentabilidade, geram a venda de bons ativos para suprir a falta de liquidez/caixa. Esta venda não está em compliance com a anunciada política de migração dos investimentos em renda variável para outro portfólio. Adeus CPFL, Condomínio Centenário Plaza e outros. Plaza-http://www.previ.com.br/menu-auxiliar/noticias-e-publicacoes/noticias/detalhes-da-noticia/previ-vende-condominio-centenario-plaza-em-sp-2.htm
E quando esgotarem o estoque das galinhas dos ovos de ouro?

Anônimo disse...



Sugestão ao anônimo das 15,58 , de 17.07.2017

Colega, eu nasci na Zona, quer dizer, da SUDENE, bem no limi-
te de Minas com a Bahia, para piorar meu pai negou apoio poli-
tico ao coronel do lugar (mato Verde) e ele deu 48 horas pra m/
pai "dar no pé"; o velho vendo o perigo só usou 24 horas e fi-
cou com um crédito que morreu aos 90 sem usar.Nós éramos 05 ir-
mãos e como mm/pais venderam tudo,nós 05 tinhamos de comer nu-
ma gamela.Assim quase morri de fome ,pois minha mãe falava fi-
lho vc come pouco senão seus irmãos morrem.Dê exemplo.Mudamos p/
perto de Montes Claros,onde as cousas melhoraram.,onde fui es-
tudar no seminário e fui excomungado,pois surripiei uns 50 choco-
lates do Padre velho,caduco.Entretanto,como jogava Futebol bem,
o outro padre me tirou do limbo,depois que marquei 03 gools pa-
ra os Meninos de Deus,( com 1 excomungado )e fui para Ginásio par
ticular,e criei juizo.Falo isto,pois sei o que vc está sentindo.
Entretanto,colega,as coisas,mesmo as desgraças quando chegam nos
apavoram,depois encontramos formulas de driblar a crise.Aqui
em S.Lagoas,quando trabalhava,eu sugeri a um colega que estava
doente ,endividado e com um filho no hospital que fizesse uma
Ação entre amigos e deu certo,após sortear um colchão(não riam)
seminovo. Assim quem sabe você propo~e ao grupo sortear algo(
05 cinco dias de hotel) e leva seu problema à Bancorbrás.Se ela
nao se envolver, vem ao Blog noticiar e pede aos sócios daquele
Clube quem pode ceder 01 dia ( já ganhou l diária p/rifar).Pede
ao Ari licença p/usar o blog.Se fizer rifa compro alguma cousa,
pois seu filho será sua segurança amanhã. Se não der certo esta
idéia,pense num programa em Aparecida d Norte,saindo de B.H e da
sua região. Acho que os irmãos deste Blog vão lhe dar idéia e
apoio,embora todo mundo tá torcendo p/ fevereiro chegar ,já que é
um mês menor. Mas não perca a fé,pois Deus tá dentro de você.
Quando vc trouxe o fato p/ nós,já foi força dele te empurrando.
Um abraço,irmão.Divany Silveira-Sete Lagoas-mg

Blog do Ed disse...

Divany, amigão, que vida!... Escreve uma biografia...
Edgardo Amorim Rego

Jeanne disse...

Ao anónimo das 15:58. Sei que tudo está difícil mas incentive seu filho a não desistir. As vezes, na crise, é que as melhores ideias surgem.Vou pedir a Deus que o ilumine com uma alternativa viável para que ele curse com sucesso seu doutorado. Abraços Jeanne.

Anônimo disse...

Obrigado Jeanne.
Só pessoas de coração generoso podem compartilhar com o outro momentos de tristeza. Não imagina a grande força que está me dando. Meu filho merece.
Um grande abraço e que Deus a ilumine sempre.

Anônimo disse...

Infelizmente os pobres precisam lutar muito para poder estudar.Eu precisei começar a trabalhar com 17 anos e mesmo assim como tinha que ajudar a família não pude fazer a faculdade que queria por falta de condições.Mas não desisti de estudar e fiz o curso onde consegui uma bolsa. Mas acho que valeu porque me fez aprender a buscar alternativas.

Jair Mário Bork disse...

Ao Divany:
Lendo tua postagem, recordei-me de que na década de 70, lá pelos idos de 1973, fui nomeado chefe de serviço em Espinosa-MG. No início, me entusiasmei, mas colhendo informações sobre a região, me apavorei e pedi cancelamento. Como punição, fiquei 2 anos sem poder assumir cargo comissionado. As vezes, fico matutando de como minha vida teria sido diferente, se tivesse ido para Espinosa. Recentemente, tomei conhecimento de que até a Presidente do STF é daquela região. Continuo aqui em Santa Catarina, cheguei a gerenciar 3 agências e estou aposentado há 24 anos.
Abraço
Jair Mário Bork - Itajai-SC

Anônimo disse...



Colega Mário Bork,

vc tivesse ido para Espinosa,onde eu nasci há poucos Kms de
lá,pois nasci no Munic.de Momte Azul (devo ser parente da Mi-
nistra Karmen Lucia,pois meu pai e minha mãe têm Antunes no
nome,como o munic.é pequeno não tem erro) enfrentaria um ca-
lor africano,mas um povo muito bom.A propósito,como fui cria-
do em Chico Sá, e tomei posse no BB lá,.onde meus velhos mora-
vam,para fazer economia,pois estava noivo,mas veja que coin
cidência,para Chico Sá junto comigo foram 08 colegas e como
a Ag. de Espinosa estava em instalação 12 malucos do Rio e
S.P ,etc foram estagiar no Chico,assim possivelmente teria
conhecido essa gente que foi comissionada um tempo.Naquela
época houve uma super safra de algodão o que provocou a ins-
talação de várias usinas de beneficiamento.Você teria nos
fins de semana,muita cerveja e um açude grande para refres-
caar.Conforto ? nihil.Nada de TV; cinema precário,etc.Para
terminar,mostrando que tive coragem,depois de 10 anos no F.
Sá ,um inspetor que se dizia amigo,me aconselhou candidatar
para S.Miguel do Araguaia,como subg.,mas o gerente foi le-
var a mulher p/ tratar em Goiania e me deixou naquela si -
tuação que vc leu,mas graças a Deus,chegou um "mutu" queren-
do financiar uma piscina e neguei o pleito,ele arrotou que
era macho,que podia me pegar lá fora, então perguntei ao
mesmo se ele urinava sentado,pois eu era homem e urinava em pé
assim,sai com o 38 do banco,mas os continuos 3 foram antes e
combinamos para pear ele igual porco, mas o goiano,tem mui-
to respeito e admiração pelo Mineiro e o cabra "deu no pé".
Acabou que o vagabundo me prestou um servço,pois disse ao
Diretor do BB (de quem era concunhado) que eu o maltratei e
assim o Banco jogou o sapo n"agua e fui para Pará de MINAS
(letra maiuscula pra vc não pensar outro estado,onde o Caiex
mais novo tinha 26 anos de Banco e eu Chefe de Serviço c/12.
Mas,no fim compensou, 30 meses depois eu vim p/Seven Lakes,
depois Chefe de Supervisores com 15 unidades externas,mui -
substituição, e deu p/aposentar com 2 refeições,café e uma
cervejinha escondida da mulher.Um abraço,colega;passando por
B.H não deixa de me avisar que te trago p/ver esta city.
P.S Após aposentar fui Secret.da Fazenda,but I,m poor,like Jó.




Anônimo disse...



Big Teacher, Friend and Idol Edgard Amorim,

Ed, eu estava fazendo uma carta para a PREVI dando parabéns
pela rapidez que destruiram o PB-1 que hoje não passa de um
Favelão do PB-1, como é conhecido. Mas, quando vi seu comentário
achei que você recriminaria e posterguei o projeto.Mas Ed eu apos-
to que se o convidassem para arrumar um adjutório para o PB-1
não tenho dúvidas que tiraria de letra. O Mestre Stephanes é
outro que apesar dos 70 anos tem grande experiência, mas lá es-
tão uns bichos de goiaba,bem brancos,usando jeans importado e
fazendo cálculos para impressionar incautos, que não levam a
nada. No fim do dia dizem : puxa ,hoje foi duro !!!!DivanySilveira






























Anônimo disse...



Todo mundo de Joelho e rezando ,inclusive o Chefe. Ave Maria ,
Gracias Plena. . . . .Pessoal, os nossos eleitos, com a rapidez
que nós conhecemos e elogiamos ( ? ) estão lutando para res -
tringir a presença dos donos dos fundos, nós, principalmente
nos Conselhos Fiscal e Deliberativo. Se vingar, teremos de fa -
zer rodízio para levarem notas menores.Dizem as más linguas ,
que Gedel falou: o que é dos coroas ninguém tasca . . .eu vi 1º
TRanscrito do informativo Night and Day.-Divany Silveira

Jair Mário Bork disse...

É, colega Divany, tua passagem pelo BB foi bastante movimentada. Meus votos de muita saúde e vida longa para ti.

Blog do Ed disse...

Divany, você precisa escrever a sua biografia. Competirá com meu amigo Ciro dos Anjos, que me apresentou a Juscelino Kubistchek. Olha por onde andei com os mineiros...
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...



Caro Edgardo Amorim:

Ed, confesso que fico estarrecido de ver a frieza dos burocratas
da PREVI, pois sabemos ,Ed, que há uma convulsão no seio da fa -
mília brasileira,fruto da instabilidade política que reina nesta
Terra de Santa Cruz. Diariamente, temos notícias de famílias po-
bres ou classe média, muitos nossos colegas, que deveriam ficar
juntas, mas quando falta o controle emocional lá se vão anos de
vida em comum, acarretando mais problemas para todo o grupo fa-
miliar . Ed, longe de mim ser piegas pra ganhar fama de bom mo-
ço,mas quem tem nas mãos as chaves de um cofre gigantesco cheio
de dinheiro,considerado o maior deste continente e com expressão
no mundo inteiro, é de se esperar, bom Ed, que esses dirigen -
tes tenham grandeza de espírito, tenham alma gentil, e compe -
tência para exercer o mister para o qual brigaram para exercer,
mas não é fazendo reuniões protocolares às 17,00 horas, colocan-
do os paletós das mais variadas grifes cuidadosamente apoiados
sobre a cadeira. Ed,começo a falar,digo, escrever e fico revol-
tado com este estado de coisas.Ed, vou terminar,mas,antes,que-
ro abordar uma coisa que acontecia no seu estado natal e também
em Minas: quando os latifundiários enxotavam os mimi produtores
pois viam algo interessante no imóvel do mais fraco.Conosco a -
conteceu a mesma coisa,eles, coordenados pelo senhor de 09 de-
dos,perpetraram o assalto; e o engraçado é que o chefe foi a-
fastado ,mas os "tecnicos ficaram".Interessante,se não fosse de
plorável Divany Silveira -S.Lagoas-mg