BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

quinta-feira, 22 de junho de 2017

ALTERNATIVA ÀS REFORMAS

   Qual a alternativa às reformas que estão postas à mesa gestadas pela equipe econômica de Meireles? A Venezuela, naturalmente. Mas se a primeira hipótese é pouco provável, consideramos a segunda quase impossível. A única parte boa do governo Temer é a econômica. Mas como diz a Janaína, "a estabilidade alicerçada na ilegalidade é falsa!"
     É melhor falar em política pois nela a liberdade de imprensa funciona. Podemos expressar nossas opiniões livremente, sem represálias de quem é, ou parece ser, virtualmente "ofendido". Escrevo o que penso até do Gilmar Mendes, ministro do supremo, quase sempre expressões poucas republicanas, sem, contudo, jamais ter sido admoestado. Já em outras paragens...! Mama mia!...
      O consolo é que ano que vem, em outubro, teremos novas e diretas eleições presidenciais. Esperamos que nestas eleições já tenhamos candidatos treinados para não mais cair em crimes aflorados na operação Lava a Jato. Começaremos a sair do lamaçal. Com a graça do Reino Eterno.
      

11 comentários:

Ari Zanella disse...

Caro Alcides Maurício,

Sua participação encaminhei ao JURIDICO@ANAPLAB.COM.BR por questão de competência, Adotamos a conduta de não tratar estes assuntos aqui no blog. Além do endereço acima, disponibilizamos os nossos corporativos:

presidencia@anaplab.com.br

tesouraria@anaplab.com.br

atendimento@anaplab.com.br

Em qualquer destes, encaminharemos aos advogados para as respectivas providências, se bem que as decisões chegam antes a eles.

Grato pela compreensão.

Anônimo disse...

http://veja.abril.com.br/brasil/luiz-estevao-da-emprego-a-companheiro-de-cela-henrique-pizzolato/
Aposentado e com carreira sindical, Pizzolato estreará aos 64 anos como assistente de programação da rádio, com salário de 1.800 reais, pouco mais do que ele recebe de aposentadoria do BB, onde trabalhou por mais de trinta anos.

Pouco mais????????????

Anônimo disse...



MEDEIROS, NÃO SERIA A VACINA PIOR QUE A GRIPE?

COLEGA MEDEIROS, no norte de Minas ,onde meu pai morou até mor-
rer aos 90 anos, notou que todo ano na época que ficava mais
frio e os idosos costumavam vacinar, um percentual daque-
le grupo vacinado e que ,mesmo assim, gripava, falecia logo
após o período mencionado. Desconfiado,meu pai sugeriu aos a-
migos que costumavam jogar com ele e que eram uns vinte a não
seguir a recomendação da vacinação e notaram que a mortalidade
dos octogenários caiu bastante. Ele não tinha uma explicação pa-
ra dar, mas achava que a vacina provoca uma reação diferente
que um corpo já combalido não suporta.Pense nisto. DivanySilveira.




Blog do Ed disse...

Pizzolato, diretor do BB, tem aposentadoria que não atinge R$1800,00?! Ou esse jornalista deu uma mancada sem tamanho, ou o Pizzolato nem contínuo, nem menor-aprendiz era no BB. Talvez fosse remunerado pelo sindicato... Há muito mais nesse mundo subsolar do que a vã sabedoria humana suspeita...
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...

Gente,o artigo da revista diz o seguinte:

"Aposentado e com carreira sindical, Pizzolato estreará aos 64 anos como assistente de programação da rádio, com salário de 1.800 reais, pouco comparado ao que recebe de aposentadoria do BB, onde trabalhou por mais de trinta anos – são 21.750 reais, conforme seus advogados."

Vide link http://veja.abril.com.br/brasil/luiz-estevao-da-emprego-a-companheiro-de-cela-henrique-pizzolato/

Anônimo disse...



Caro Egardo Amorim, na intimidade Ed, talvez o colega men-









Caro Edgardo Amorim, na intimidade Ed, quem sabe o ex-colega
tenha cometido algum deslize profissional e foi compelido a re-
por o que subtraiu de outros, coisa que não acredito pois o ci-
dadão focalizado mereceu toda confiança do seu empregador, onde
desfilou a vida toda com a elite governamental. Divany Silveira-
Sete Lagoas-mg







Anônimo disse...

É provável que retificaram a matéria da VEJA, eis que não a editei, e, sim, copiei e colei, sendo que onde estava escrito "pouco mais", agora consta "pouco comparado", a saber:

http://veja.abril.com.br/brasil/luiz-estevao-da-emprego-a-companheiro-de-cela-henrique-pizzolato/
Aposentado e com carreira sindical, Pizzolato estreará aos 64 anos como assistente de programação da rádio, com salário de 1.800 reais, pouco comparado ao que recebe de aposentadoria do BB...

Note os comentário do dia 22(ontem), dentro do primeiro contexto da matéria:

Eduardo Thadeu Massuia Domingues 22 jun 2017 - 20h21

A informação está errada. O senhor Pizzolato como funcionário aposentado do Banco do Brasil que exerceu uma diretoria recebe de aposentadoria R$ 32.000,00 mensais brutos. Com certeza o emprego de 1.800 ofertado pelo colega presidiário visa a diminuição da pena somente.

Marujo 22 jun 2017 - 20h52

Como ?!
Trabalhou mais de 30 anos no BB, se aposentou como diretor e recebe menos de 1.800 de aposentadoria ?!
O repórter que assina a matéria deve ganhar salário mínimo e o chefe de redação 1.500.
A Veja já foi melhor.
Que decadência !!!

Espero ter esclarecido, Prof. Ari, bem como, se esse fato expõe o BLOG, por favor exclua todos os comentários pertinentes. Grato!




Anônimo disse...

Pelo visto está nascendo um novo partido político na Papuda. Sugeriria, em função dos componentes, que o nome fosse PHMHB - Partido da honestidade mais honesta do Brasil.

Outro assunto que gostaria de abordar é sobre Joesley Safadão. As pessoas que beneficiaram essa figura, que conseguiu a proeza de se tornar o "Rei da Carne" num espaço curtíssimo de tempo, deveriam ter na surdina entrado como sócios nessa bocada. Vacilaram... Liberaram bilhões dos cofres públicos e "ficaram" de fora desse negócio da China. Aliás, esse adágio popular que surgiu na idade média da busca pelas sedas, temperos, ervas, óleos e perfumes orientais que era o grande “negócio da China” para os mercadores daquela época, deveria ser mudado para "negócio do Brasil". Mas retomando, os financiadores de Joesley Safadão devem se perguntar: Pq fiquei de fora?

$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

Anônimo disse...

O site da Previ esbanja novidades, isso é bom demais

Carlos - RIo Pardo(RS) disse...

Sr. Ari, tudo bem?
Gostaria de um auxílio seu ou de algum colega que passou pela mesma situação que relatarei agora.
Pesquisando ontem em meu processo da Cesta Alimentação, li que tem embargo/agravo e que saiu despacho para desconto de 10% de meu salário. Não ficou claro para mim que sou leigo quando começa e sobre o que incidirá os 10%.

Não sei se é sobre o bruto (INSS + PREVI), sobre o líquido (que na verdade não é o líquido porque os empréstimos da Alfa e Crediscoop transitam fora da fopag, ou seja, via débito em conta), se é sobre somente sobre o beneficio da Previ, enfim, estou bem perdido e apavorado. Contatei meu advogado mas não me esclareceu nada.

Fiquei muito triste pois faltava apenas mais um mês (jul) para fechar a 6a. prestação e eu pedir uma renovação do ES, mas agora com esse débito novo, se foi para sempre minha margem consignável.

Agradeço muito qualquer informação/ajuda que a Sra. ou alguém possa me dar. Muito obrigado.

Abr,carlos - Rio Pardo (RS)

JOSE ADMIR DE PAULA DE PAULA disse...

Pessoal,
Ano que vem teremos eleições presidenciais. E tudo indica que dentre os candidatos que iremos escolher, lamentavelmente estarão conhecidos corruptos disputando novamente o nosso voto, já que não foram mandados ainda para a cadeia.
E por falar em eleições, próximo ano vamos também eleger nossos futuros representantes na Previ. Será que vamos ter alguma novidade em termos de candidaturas? Ou serão as mesmas? Se forem, valei-nos, oh Pai celestial!

Um abraço