BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

sábado, 25 de março de 2017

RESUMO INICIAL

    Resultado em 2016 foi superavitário em 2,19 bilhões. E a boa notícia, já dada em fins de novembro, é que não houve necessidade de equacionamento do montante de 2,91 bilhões através de contribuições extras.

24/03/2017
PREVI tem superávit no exercício de 2016
Ativos do Plano 1 e do PREVI Futuro superaram a meta atuarial.

A PREVI terminou o ano de 2016 com superávit no exercício. O Plano 1 registrou rentabilidade acumulada de 15,03% em seus investimentos, enquanto o PREVI Futuro teve rentabilidade total de 22,52%. Ambos os desempenhos foram superiores à taxa atuarial de 11,91% acumulada no ano.

Plano de Benefícios 1

O patrimônio do maior e mais antigo plano de benefícios da PREVI terminou o ano em R$ 160,6 bilhões. O superávit do Plano 1 em 2016 foi R$ 2,19 bilhões.

No fechamento do exercício, 49,08% dos ativos do Plano estavam alocados em renda variável, 40,33% em renda fixa e 10,59% em outros segmentos, como imóveis e operações com os participantes. Os ativos de renda variável que se destacaram foram Petrobrás PN (121,97%), Brasil ON (98,99%) e CPFL Energia ON (75,23%).

Os resultados alcançados, foram suficientes para cobrir o déficit de R$ 2,9 bilhões que precisaria ser equacionado por meio de contribuições extraordinárias, conforme divulgado em matéria publicada sobre o tema em 16/12/2016.

    Vou deixar a cargo do meu amigo João Rossi Neto que fará uma postagem mais detalhada assim que for divulgado o balanço com as demonstrações de resultados. Isso deverá ocorrer na próxima semana ou após as apresentações nas quinze capitais. Porém, já podemos uma ótima visão neste quadro extraído do "Hotsite Resultado". Creio que quem possua melhores conhecimentos contábeis já poderá nos esclarecendo utilizando-se dos comentários.
       Um forte abraço a todos e tenham um ótimo final de semana. Lembrem-se sempre: "Sem fé é impossível agradar a Deus".









                                                      QUADRO DO "HOTSITE RESULTADO" NO SITE DA PREVI. PARA VISUALIZÁ-LO NA FONTE CLIQUE AQUI

31 comentários:

Anônimo disse...

Alguém poderia esclarecer o que é Inv, Estruturados? Ultimamente essa palavra soa mal demais nos ouvidos

João Madruga

Anônimo disse...

Vejam os sofismas: no site da Previ diz que houve superavit em 2016. Para um leigo, parece que o resultado geral está positivo, mas não é assim. Continuamos com um resultado acumulado negativo enorme: Quase 14 BILHÕES.

Anônimo disse...

Bom dia, Professor Ari!
Haverá distribuição de superávit para aposentados e pensionistas?

Abrs.

Anônimo disse...

Ja pode nos devolver as 12 prestações do BET....Aguardo.

Anônimo disse...

Notifica por propaganda enganosa no fundo da pensão da Dona Zefa

Eduardo al disse...

continuamos na pior, devendo e muito, um dia temos de pagar.

Ari Zanella disse...

05:03

Não. Primeiro será necessário zerar o déficit atual de (-13.943.338). Depois será necessário constituir a Reserva de Contingência (25% do ativo). Só depois de constituída a RC, o excedente torna-se a chamada RESERVA ESPECIAL para ser distribuída após três anos consecutivos de saldo credor.

É por estas que alguns afirmam que jamais teremos superávits a distribuir novamente.

Anônimo disse...

"Os ativos de renda variável que se destacaram foram Petrobrás PN (121,97%), Brasil ON (98,99%) e CPFL Energia ON (75,23%)."

CPFL ENERGIA - protagonista do superávit, ativo vendido/lucro realizado, fora do portfólio de 2017. Salvo melhor entendimento!

João Rossi Neto disse...


Caro Ari,

Há dois caminhos para se fazer a destinação de Reserva Especial. A primeira é "voluntária" e a partir de 1 ano de superávit poderá ser implementada. Claro que, nessa hipótese, dependerá da anuência do CD, Diretoria Executiva e do BB que a concederá como regalia aos associados.A segunda forma é aquela prescrita no artigo 20, § 2º, da LC 109/2001, qual seja: A não utilização da reserva especial por três exercícios consecutivos determinará a revisão "obrigatória" do plano de benefícios da entidade.

Anônimo disse...

Caro Sr. Ari,


É difícil entender a nota de superávit.
Quando se apresenta um superávit ele gera "Bônus!".
Quando os resultados, no total, acusam prejuízos também milionários existe a contrapartida de multa administrativa?

ESTOU PERGUNTANDO, NÃO SIGNIFICA ACUSAR QUEM QUER QUE SEJA.
TENHO DUVIDAS E PRECISO DE ESCLARECIMENTOS DE ALGUÉM EXPERT NO ASSUNTO.

PERGUNTAR NÃO OFENDE A NÃO SER EM SISTEMAS DITATORIAIS.

Um dia eu assino, quando ganhar na Mega, agora tá brava a coisa.

João Rossi Neto disse...


Caro Ari e colegas,

Com a devida vênia, faço um comentário fora do editorial em pauta: A sociedade leva um tapa na cara com a decisão de Ministra do STJ, que liberou a presa Adriana Ancelmo, esposa do Cabral, para prisão domiciliar, sob o argumento de ela tem dois filhos menores para cuidar. Com certeza, na hora de roubar, não pensou nos filhos pequenos!

Isso é um completo despautério que envergonha o país. Quer dizer que os filhos menores das outras mulheres presas devem ficar na rua da amargura. Aqui está um exemplo claro de dois pesos e duas medidas. Filhos de ricos que tem estrutura financeira para pagar escolas caras, os melhores planos de saúde e empregados para cuidá-los, ainda não foi considerado suficiente pela magistrada. Diamantes é o que não falta para pagar essa gama de serviços de luxo.

Agora, imagina a vida que levam os filhos dos pobres, desprovidos de tudo, que moram em comunidades, onde existem balas perdidas o tempo todo. Que adoecem e não têm assistência médica. Que falta até pão, arroz e feijão para comer. Para esses a presença da mãe não é julgada fundamental e necessária. Muito engraçado isso, não!

Pagar penas por crimes graves que provocaram rombos milionários no erário, em prisão domiciliar, é refresco e mel na chupeta. Os ladrões de galinha e de outros delitos de pequena monta, mofam na cadeia e que se f... os filhos menores. Isso não é democracia e nem Estado de Direito exemplar, nem aqui e nem na China. Na minha ótica é anarquia e prova de que nem todos são iguais perante a lei (caput do artigo 5º da CF/88). Não me engana que eu não gosto!




Adriana Ancelmo vai para casa
Ministra do STJ libera prisão domiciliar para ex-primeira dama do RJ

Anônimo disse...

Ari, os resultados do último balanço da Previ dão margem à suspensão das contribuições mensais?

Anônimo disse...

Previ! Vê se paga nossos 12 meses de BET cortados antecipadamente.
Estamos passando dificuldades.

Blog do Ed disse...

Machuca-me identificar aquele resultado vermelho no item INVESTIMENTO NO EXTERIOR. Se não foi por investimento objetivamente frustrado, isto é, má aplicação, é consequência de risco cambial. Mas, certamente, este último foi tecnicamente neutralizado por operações neutralizadores que existem no próprio mercado. Outra observação, as OPERAÇÕES COM PARTICIPANTES são razoavelmente remuneratórias, embora não alcancem a meta de l5,08%. E por fim, quando os bancos, para obterem lucro, cobram até 400% a. a., a PREVI, o maior fundo de pensão nacional, o máximo que consegue é 17,16%, um fundo de pensão é, de fato, um empreendimento viável? Qual será a viabilidade de tal empreendimento quando a economia nacional voltar a operar na funcionalidade normal bancária de 12% a.a. como pretende e deve pretender o Governo? O passado recente não teria demonstrado que, nessas condições, os fundos de pensão operam no vermelho?
Edgardo Amorim Rego

Blog do Ed disse...

Colega da 01:04
Investimentos Esatrturados são aplicações em Private Equity(empresas privadas não listadas na Bolsa de Valores) e Venture Capital (empreendimento de risco, com perspectiva de elevado lucro) como há tempos explicou a própria PREVI.
Edgardo Amorim Rego

João Rossi Neto disse...

Caro Ari e colegas,

VEJAM COMO TEMOS ESTÓRIAS INTERESSANTES EM CIDADES INTERIORANAS.

Prefeitos e vereadores de cidades pequenas interioranas são, em vários casos, analfabetos funcionais. Em uma dessas cidades, próxima a Goiânia (GO), funcionário do TCM que ali estava a serviço, perguntou ao prefeito: “Como o senhor administra o município com pouquíssimos recursos”? No que ele respondeu de pronto, sem titubear, no seu linguajar costumeiro: “Fazendo masga”.

Não entendendo a resposta do prefeito, indagou ao Contador da Prefeitura que estava ao lado: O que ele quis dizer? E este respondeu, ele está assassinando o português, pois, traduzindo "MASGA", a palavra correta é “mágica”.

Essa crônica que relatou este fato verídico ensejou uma analogia consentânea com o discurso ufanista proferido pelo Lula aos Sindicalistas, azo em que pediu ao Congresso Nacional um prazo de seis meses para fazer o Brasil voltar a ser um país alegre, todavia, como não explicou as medidas milagrosas que tomará para materializar a espantosa recuperação prometida, deduzimos que também deve ser fazendo “masga”, como iletrado e palhaço, no picadeiro desse circo petista.

O Governo da Dilma acabou e o PT virou pó, mas não aceitam o fim de festa. São como cigarras, não trabalham e querem continuar no poder indefinidamente, se locupletando, obstruindo a Justiça e defendendo a impunidade, a corrupção, pois se julgam acima das leis e donos do Brasil.

O falastrão e obsoleto Lula ainda tenta levar falsas esperanças de que há luz no final do túnel, mas como, se nem mesmo túnel petista existe mais. No hay gobierno, e se hay, soy contra.

Fernando Lamas disse...

Saudações cordiais a todos.

Caro Professor Ari e sempre esperado colega, Dr. João Rossi Neto, inconforma mesmo essa decisão, não em demérito à função de mãe de Adriana, mas ao olhar, para o enorme universo das outras encarceradas, muitas, certamente, a grande maioria, desvalidas de igual sorte. Penso que a melhor resposta possa vir das próximas decisões: no país todo, cada Juiz(a) conceder a liberdade a todas as encarceradas que invocarem os cuidados, para com os filhos infantis, MENCIONANDO a presente decisão SUPERIOR do STJ, em favor da senhora Adriana Ancelmo.

Grato por tudo e PAZ E BEM!

"Ai dos que absolvem o injusto a troco de suborno e negam fazer justiça ao justo."
Isaías 5,22b

Anônimo disse...

Aproveitando essa última do Seu Rossi, quero contar uma que aconteceu aqui no interior do Espírito Santo. Um prefeito do naipe desses apedeutas que estão na mídia, foi fazer a inauguração da primeira antena parabólica da cidade. E começou o discurso:
- É com muitas honra qui na minha jestão enauguru eça antena, é, antena, antena...
O apedeuta esqueceu o nome da antena durante o discurso. Ocorre que nessas situações sempre tem um gaiato que aproveitou e soprou:
- Diabólica
Então o apedeuta completou:
- Antena diabólica - pega istação até do infernu essa disgrama

A gargalhada foi geral




AGORA FALANDO SÉRIO: ME DÁ MEU BET SEUS CABRA

Anônimo disse...

Investimentos no exterior, segundo as explicações da Previ, é só para dar uma " experimentadinha ".
Por que a venda da CPFL, listada entre os melhores ativos ?
Segundo a Previ foi pela oferta ser um bom negocio.
Ou será porque um dos sócios meio que na pior, precisou e provocou a venda ?
Meno male que no caso do "carma " negativo, a tal Costa do Sauipe, adquirida após muitos e muitos "conselhos " está sendo colocada à venda. Já tem até advisor (!) contratado.
Uma moeda tem duas faces. É o caso do copo meio cheio ou meio vazio.

Anônimo disse...

"Experimentar" no exterior com meu rico dinheirinho?

Isso pode, Arnaldo?

Anônimo disse...

Operaõies com participantes:3,65% com uma rentabilidade de 14,26%.Quase igual aos demais investimentos.Qual a razão para não termos o ES na modalidade 180 em 180?

Anônimo disse...

CPFL, eis o pulo do gato. Garantiu o superavit, remuneração variável, etc. Mataram a galinha dos ovos de ouro. Foi-se!!!!!!!!!!Vão-se os dedos e ficam os micos...

Anônimo disse...

Caro professor

Olhando a rentabilidade dos investimentos (ativos) podemos notar:

-R. Variavel 17,16% sobre 77 bilhões rendeu 13,2 bilhões

-R. Fixa 15,51% sobre 63 bilhões rendeu 9,8 bilhões

-Inv. Imob. 8,69% sobre 9.96 bilhões rendeu 0,86 bilhões

-Op. c/ Part. 14,26 sobre 6,7 bilhões rendeu 0,95 bilhões

-Inv. Estrut. 9,72 sobre 0,82 bilhões rendeu 0,08 bilhões

HOUVE RENDIMENTO DE QUASE 25 BILHÕES...

PORQUE O DÉFICIT DIMINUIU TÃO POUCO? ALGUEM PODE ME RESPONDER?

Anônimo disse...

Ao anônimo das 25/03/2017 14:49

Híta!Diachú. Entúm essa é boa mermo sô!
Vamu instalá uma dessas em riba da Previ, prá nóis vê o que a muçada tá lá apruntando!
Uai!
Palavras são words ou words são palavras!
Fui.

Anônimo disse...

A TODOS OS COLEGAS

Eu venho questionar aos mais entendidos do que eu:

Na conjuntura atual, com estes demonstrativos da Previ, com o que está acontecendo neste Fundo de Pensão, não carece tomarmos medidas mais contundentes contra os récem passados e os atuais administradores do nosso Fundo, responsabilizá-los se for o caso; abrir a famosa caixa preta, ANTES QUE A VACA VÁ PRO BREJO!
AFINAL O FUNDO DE PENSÃO EXISTE NÃO É PARA PAGAR PENSÃO OU É PARA SER SUBSIDIÁRIA DO PATROCINADOR? TENHO MAIS DE 40 ANOS DE CONTRIBUIÇÃO E ATÉ HOJE NÃO CONSEGUI ENTENDER ISTO.
O QUE ESTÁ FALTANDO PARA QUEM TEM + DE 360 CONTRIBUIÇÕES DEIXAR DE CONTRIBUIR. ATÉ NA PREVIDÊNCIA SOCIAL QUEM APOSENTA, NÃO CONTRIBUI MAIS.
EU SOU UM SIMPLES APOSENTADO, MAS DESCULPEM-ME A FRANQUEZA: ESTAMOS CONVERSANDO DEMAIS E NÃO SE VISLUMBRA UMA TOMADA DE DECISÃO CONTUNDENTE CONTRA ESTES ACONTECIMENTOS.
AÍ FICA DIFÍCIL! VOCÊS NÃO ACHAM?

ACHO QUE ESTAMOS AMASSANDO BARRO DEMAIS! OU SEJA AMASSA...AMASSA...AMASSA E FICA TUDO DO MESMO JEITO!
Abs.

Blog do Ed disse...

Colega das 23:36
A resposta é porque as Reservas Matemáticas aumentaram. Elas sofreram aumentos inflacionários e, creio, também reais, por exemplo, com a concessão do BET para os participantes da ativa. Penso também que cada nomeação de diretor do Patrocinador e da PREVI provoque aumento real das reservas matemáticas. Creio que outro fator responsável pelo fenômeno indigitado pelo colega seja aumento de custos da sustentação da PREVI, entre os quais, se inclui a sua contribuição para a PREVIC. A PREVIC deve ter um custo elevado, porque ela é formada por funcionários de alto saber. Afinal, a contribuição dos ASSISTIDOS sustenta até o salário de ATIVOS, isto é, há até corrente monetária do inabilitado protegido para o produtor de riqueza... Isso tudo em nome do PRINCÍPIO DO PRIMADO DO TRABALHO e do PRINCÍPIO DA PROTEÇÃO. Dizem que tudo isso está absolutamente coerente. Há poucos anos, BOLSA beirando os 60.000 já significava superávit na PREVI, hoje o nível precisa superar os 60.000 pontos.
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...

Colega João,

Não estão mais roubando MILHÕES, ao que a PF e MPF informam são BILHÕES.
Acho que como diz um colega, vamos soltar todas a mães com filhos pequenos, e me falaram que aqui na minha cidade existem algumas com filhos amamentados, na cadeia.

QUE PAÍS É ESTE?

Anônimo disse...

Uma dosinha de rivotril gotas:
http://toma-mais-uma.blogspot.com.br/2017/03/os-500-maiores-devedores-do-inss-so.html
Os 500 maiores devedores do INSS - Só para constar: a JBS deve R$ 1.837.489.343,08

Anônimo disse...

"Os ativos de renda variável que se destacaram foram Petrobrás PN (121,97%), Brasil ON (98,99%) e CPFL Energia ON (75,23%)."

CPFL ENERGIA - protagonista do superávit, ativo vendido/lucro realizado, fora do portfólio de 2017. Salvo melhor entendimento!


25/03/2017 12:14

- quer dizer isto alguma coisa? NADA, NADA, NADA...num podemos esquecer que Petro caiu por 5 (CINCO) anos consecutivos 2011 a 2015..

Anônimo disse...

Pessoal,

Já que a Previ - plano 1 deu lucro, vou querer receber a parte que por lei me cabe. Não vou calar em momento algum, pelo contrário, vou divulgar em toda mídia que estiver ao meu alcance, caso a distribuição venha mais uma a ser feita apenas entre os diretores

Abraços.

Anônimo disse...

26/03/2017 11:55

E depois Temer, Meirelles e companhia ilimitada dizem que a culpa do rombo da previdência é nosso.

Não tenho dúvidas que muitas prefeituras e talvez governos estaduais estejam em dívida com a previdência oficial.

É só cobrar a dívida dos 500 maiores que não precisa alterar o regime da previdência.