BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

domingo, 19 de março de 2017

PONTO E CONTRAPONTO - DIVERGÊNCIA SAUDÁVEL


Aristophanes deixou um novo comentário sobre a sua postagem "BRASIL FOODS - MAMMA MIA!!!": 

Prezados colegas do Blog Arizanella. 
Existem diversas maneiras de desestabilizar uma família, um grupo, um país, ou até o mundo. Uma das mais eficazes é criar o pânico, ou agravar o divisionismo, por um fato incendiário, escandaloso, mesmo que irracional. Conta a História que o estopim da I Guerra Mundial se deu a partir do paroquial atentado de Sarajevo. E deu no que deu. 
Infelizmente, o Brasil está correndo o sério risco de se ver envolvido nessa guerra de grupos encapuzados, antagônicos, que não se animam a sanear a nossa secular lixeira, pacificamente, e resolver os nossos conflitos, pelo confronto honesto de concessões e reparos mútuos. 
Essa operação “Carne Fraca” se encaixa nesse contexto. Por melhor que tenham sido as intenções e louváveis os propósitos e empenhos dos respeitáveis agentes da Lei, ela foi exageradamente escandalosa, desleal, seletiva, confusa e desproporcional, sem considerar os reflexos no desempenho das empresas e as manchas no conceito do Brasil. 
Vivo há 86 anos numa região sabidamente cheia de carências e sofrimentos humanos. Entretanto, as estatísticas de mortalidade, aqui, não registram casos alarmantes de intoxicação alimentar. Pelo contrário, morre-se de fome e sede e não por causa da carne-de-sol, da buchada, da mão-de-vaca, da rabada, da linguiça, da dobradinha, dos espetinhos, do acarajé, da moqueca, do cozido, do siri mole e tantos outros pratos indescritíveis. Sem falar no filé mignon e na lagosta do andar de cima. 
Diferentemente, só pra citar um caso, há um tipo de morte e de desfalque de capital humano, que acontece na nossa frente, todo dia, somando milhares de defuntos e incapacitados... São os motoqueiros, motoboys, jovens e trabalhadores que se espatifam incógnitos, nas ruas e nas estradas. Ainda não vi uma operação, de qualquer origem, com um nome sugestivo – Globo da Morte, por exemplo – para acabar com as motos e fechar as respectivas fábricas. E são inúmeros, outros exemplos de causas e efeitos mortais, nessa linha de caça às bruxas, que a hipocrisia nacional não cuida de equacionar e resolver. 
Tudo isso lembra a fábula do jaboti trepado na forquilha. Não mexa nele. Deve ter dono, pois alguém o colocou lá... 
Bom churrasco para todos, que o dia 20 da Previ foi dia 18 no BB. Cordialmente, Aristophanes.

******************************************************

João Rossi Neto deixou um novo comentário sobre a sua postagem "BRASIL FOODS - MAMMA MIA!!!": 

Caro Ari e colegas,

Não podemos dar crédito para discursos inflamados e argumentos inverossímeis de advogados de investigados, de réus e de condenados na Operação Lava Jato, em ações que buscam falsear a verdade dos atos delituosos cometidos, cuja tática é de politizar os crimes para desviar o foco das provas materiais abundantes entranhadas nos autos, a maioria delas fruto das delações premiadas.

Economistas renomados são enfáticos em afirmar que foram políticas de Governo equivocadas e irresponsáveis as principais causadoras da situação caótica em que estamos mergulhados, até o pescoço, de recuperação demorada, difícil e gradual. 

Mas, como todas as crises são episódicas e passageiras, um dia esta vai passar. Para que isso ocorra mais depressa, urge que sejam feitas reformas econômicas estruturais, rigorosa definição de prioridades para a melhoria da qualidade dos gastos públicos, redução do tamanho do Estado, mediante concessões de estradas, portos, aeroportos e outros ativos, para atrair investimentos de terceiros, etc., além de trabalho sério, transparente e segurança jurídica para reconquistar a confiança dos investidores.

Portanto, não é correto, justo e procedente, sequer insinuar que o excelente trabalho da PF, MPF e Justiça Federal de desbaratar as organizações criminosas, contribuiu, de alguma maneira, para fomentar a recessão econômica que estamos enfrentando, sobretudo nos mandatos da ex-presidente Dilma. 

Pelo contrário, paralelamente às políticas econômicas destrambelhadas do petismo, o roubo do dinheiro público é que impediu e impede o desenvolvimento do país, ao passo que a recuperação destes recursos junto aos meliantes, pela Lava Jato e outras operações, viabiliza um melhor atendimento à Saúde, Educação e Segurança e auxilia na retomada do crescimento econômico e na geração de empregos.

É incontestável que os roubos bilionários na Petrobras e no erário público, comandados pelos dois Governos petistas, PMDB, PP, políticos de outros partidos e empreiteiras de grande porte, aliados à corrupção sistêmica implantada, esgarçaram as relações sociais-econômicas-financeiras e deixaram em frangalhos todos os fundamentos da economia.
Evidentemente que empresas empreiteiras culpadas por corrupção passiva, lavagem de dinheiro, formação de quadrilhas, mercê de pagamento de propinas em troca de contratos bilionários, pegas com as mãos na massa, desaceleraram os seus negócios, mas isso é temporário e era natural que acontecesse.

De fato e de direito, terão que arcar com as consequências dos seus atos ilícitos, todavia, após os devidos acertos com a Justiça, poderão voltar ao mercado, às suas atividades, trabalhar e continuar a gerar riquezas e empregos, desde que passem a respeitar as leis, a ética e a moral.

Culpar as autoridades policiais e judiciais que punem os crimes por danos colaterais à economia, é o mesmo que culpar o médico por ter encontrado o câncer no organismo do paciente. Quando determinados processos são conduzidos em segredo de Justiça, a sociedade cobra publicação. 

Se o Judiciário dá transparência às prisões autorizadas, alguns poucos ainda reclamam de excessos, caso da operação Carne fraca. As delações premiadas da Odebrecht estão sob sigilo, contudo, o povo exige a quebra do sigilo, tanto que a PGR já solicitou essa medida ao Ministro Fachin, relator da Lava Jato.

O princípio da “publicidade” é um dos pilares da atuação da Administração Pública Direta, Indireta ou fundacional, de qualquer dos Poderes da União, estando inserido no caput do artigo 37 da CF/88. 
Assim a publicidade que a PF e MPF dão aos seus atos no estrito cumprimento dos seus deveres de ofício, é bem-vinda e a sociedade agradece, pois agem sob os influxos da nossa Carta Magna.

Agora, não vejo com fato banal, de pouca importância a morte do nobre herdeiro do Império Austro-Húngaro. O assassinato do arquiduque Francisco Ferdinando, teve grande repercussão mundial e azedou as relações entre os países envolvidos no crime.

O episódio violento foi considerado decisivo e o estopim para o início da Primeira Guerra Mundial. A morte deste importante personagem da política europeia ocorreu em um atentado executado a 28/06/1914 em Sarajevo, atual capital da Bósnia e Herzegovina, e à época, província da Áustria-Hungria.


14 comentários:

Blog do Ed disse...

Infelizmente POLÍCIA existe exatamente para isso, quando não se quer resolver amigavelmente os desencontros e se parte para confronto hostil e INJUSTO, O PODER DE POLÍCIA ESTATAL precisa interferir. Infelizmente, quando interfere MUITO TARDE, as consequências são mais acentuadas, talvez até desastrosas, talvez até insanáveis. Está-se falando até em NOVO PACTO FEDERATIVO... Dizem que São Paulo em 1932 queria a AUTONOMIA... O Brasil dessa NOVA REPÚBLICA foi um descalabro...
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...

Caros Aristophanes e Rossi,

Colocações exemplares.
Mas penso que os tempos vividos em nossa "era" tem tudo a ver com A CORRUPÇÃO GANANCIOSA ESTRATOSFÉRICA DE UNS POUCOS, em conluio com autoridades de mesmo perfil.
Tristes momentos em que vivemos, mesmo que a podridão jogada nos embutidos seja ínfima em relação ao processado, como um todo.
Noutros tempos uma morte era o suficiente, de um nobre então...
Hoje a matança se dá em massa, seja por chamadas ao SAMU, no meu pouco entender deveria ser traduzido por: S ERVIÇO DE A TENDIMENDO A M OTOQUEIRO U RBANO =SAMU.
A MATANÇA DE PESSOAS NOS CORREDORES - FÉTIDOS - DE 'HOSPITAIS' DE NADA SERVE PARA A TOMADA DE ATITUDE POR PARTE DAS AUTORIDADES.CRIME!
As mortes nas estradas nos fins de semana é escandalosa.
As mortes causadas por canceres, dos mais variados, atrelada a hedionda POLUIÇÃO em que vivemos, não é levada em consideração pelas autoridades governamentais.
De sorte que, Agrotóxicos, Poluição, Produtos envenenados por ácidos, soda no leite, carnes podres, assaltos a mão-armada, corrupção de autoridades, malversação do dinheiro nas mais variadas atividades vai passando por nossas vidas deixando marcas indeléveis.

O QUE FAZER?





joao trindade disse...

Colega das 10:32,

A França vivia momentos parecidos com os que vivemos, há aproximadamente 200 anos. O povo não aguentava mais e houve a Queda da Bastilha, com direito a degola e tudo o mais. Parece que lá deu certo.

Ari Zanella disse...

Queridos colegas,

Cerca de 1.800 visitas nos separam da marca histórica de UM MILHÃO de visitas! Quanta ansiedade...

Anônimo disse...

Mas o que vale mesmo está no final da página 1,981,698 visitantes..

Anônimo disse...

Professor Ari,

Poderia presentear o comentarista de número 1 milhão com uma BMW conversível. Seria uma estratégia de marketing infalível para estimular a frequência no blog.
BLOG DO PROFESSOR ARI ZANELLA PRESENTEARÁ AO MILIONÉSIMO VISITANTE COM UMA BMW CONVERSÍVEL.

No site do Mercado Livre conseguirá aquirir uma miniatura por poucos reais.

Faria uma festa de entrega da miniatura com direito a placa. sidra, biscoitinho de sal com geleia escura (para parecer caviar).

Nesse meio tempo, registrarei uma empresa com o nome de ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL CERTIFICADORA DOS MELHORES BLOGS DO MUNDO.

A minha Associação entregará a certificação do reconhecimento pelo TERCEIRO MÊS CONSECUTIVO DO SEU BLOG NO TOP 5.

Qual a finalidade? Sinceramente eu não sei, mas para fundos da pensão da Dona Zefa tem funcionado como massagem no ego da direção.

João Rossi Neto disse...

Caro Ari e colegas,

A generalização na maioria das vezes é falha, inoportuna e deletéria. Não podemos confundir os atos criminosos de alguns políticos com a política. Do mesmo modo, tomar os atos ilegais, ilícitos e impróprios de alguns policiais e denegrir a corporação inteira e a instituição. Mas há os espertos que agem maliciosamente e tentam igualar a todos por uma régua injusta, na velha tese de que porteira que passa um boi passa uma boiada e assim através do logro e da picardia se safar de crimes.
É regimental que a PF, MPF e PGR não podem arrogar-se para si o juízo definitivo sobre os homens nas suas relações sociais. A tramitação que se desenrola nos processos, tem tarefa, ordem e regras inflexíveis. Dentro desse contexto, existe quem investiga, quem processa e quem condena.
Cabe as autoridades, para ter uma sociedade melhor, desvelar o véu do cinismo, da hipocrisia e revelar a promiscuidade no trato da coisa pública, terreno fértil para as negociatas espúrias, acordãos, conluios e dilapidação do erário, cuja conta, no final, é paga pelos contribuintes dos impostos.
Nós sabemos que a PF, MPF, PGR e todas as operações levadas a efeito pelas forças tarefas, que investigam os esquemas criminosos não inventaram crimes inexistentes nem patrocinaram teses de responsabilidade penal objetiva.
Esses órgãos estão cumprindo com êxito e galhardamente os seus papéis, apresentando resultados robustos e significativos à sociedade, menos o STF que não procura alternativas criativas para se modernizar e agilizar os julgamentos dos processos, permitindo que crimes continuem a prescrever pelo decurso de tempo.
Há pouco os políticos Aécio Neves e Renan Calheiros tiveram partes de delitos prescritas. Sem dúvida, o caso mais emblemático e vexatório é do Calheiros. De onde será que vem tanta influência desse escorregadio político que nem batom na cueca (pensão da amante paga por empreiteira) é suficiente para prendê-lo e passa incólume nas asas da impunidade!
O STF e a sociedade caminham em sentido diametralmente opostos. O primeiro é lento, de baixa produtividade e inchado de processos de todos os matizes, porque julga até briga de vizinhos, enquanto que o segundo (o povo) é dinâmico e cada vez mais exigente. Outro inconveniente negativo é o fato de se tratar de Corte Constitucional e, portanto, sem experiência Penal, aspecto importante que contribui para acelerar os atrasos e o péssimo desempenho. Pelo jeito nunca vão se acertar. Um no zig e a outra no zag.
É inconteste que o país está imerso em uma grave crise multifatorial, notadamente na sua depauperada economia, com o Legislativo apodrecido e contaminado por acusações, salvando-se apenas o Judiciário, mas isso terá fim. A nós brasileiros compete apenas escolher como estaremos ao fim dessa turbulência.
Podemos ficar intimidados, ceder ao medo, deixar-nos engabelar pela velha conversa de excessos do MPF e esconder os problemas, mas esta não é a índole dos brasileiros. Vai haver luta pacífica e ordeira, com o povo nas ruas, exigindo as reformas necessárias para colocar o país no rol das grandes potências, de onde nunca deveria ter saído. A vigilância sobre o Legislativo deverá ser constante, dado que já estão tramando para atrapalhar a Lava Jato e se isentar dos crimes de “Caixa 1” (dinheiro de propina) e “Caixa 2”.

Anônimo disse...


Mas mudando um assunto....

O BB está retirando os terminais de auto-atendimento dos supermercados, farmácias, postos de gasolina, lanchonetes, aeroportos, rodoviárias, etc., e disponibilizando seus serviços nos terminais 24 Horas, que são compartilhados com outros bancos. Até aí tudo bem.
O grande problema está no fato de esses terminais 24 Horas disponibilizarem apenas as funções de saque, saldo e pagamento. Ali não é possível fazer transferências (DOC, TED), recarga de celular, depósitos, etc., etc., e as agências sempre ficam muito distantes, quando existem.
A situação está caótica para quem não sabe usar computador para realizar seus serviços no BB ou que tenha receios de fazê-los pela internet. ACORDE BB!

Anônimo disse...

Meu colega de 15:57,

Nada está tão ruim que não possa piorar!!! Na minha cidade os terminais 24 horas vivem com a informação que a função saldo está indisponível.


Bom para Todos


os


idiotas

Anônimo disse...

Prezado Ari,
O que me dá pavor é ver que essa ação do Banco do Brasil - premeditada, ao que tudo indica - não encontre um obstaculo que o faça dar marcha e volver...Poderia ser o maior banco do Brasil, entretanto, caminha para ser objeto de queixas de clientes e funcionarios.. Vai daí que...

Aristophanes disse...

Prezados Colegas,
Voltando ao assunto da “Carne Fraca”, esclareço:
1. No meu texto, não me referi ao atentado de Sarajevo como “fato banal e de pouca importância”. Recordei, exemplificativamente, o episódio – de relevante significado histórico – como “paroquial”, querendo dizer que ocorreu em espaço de questões provincianas, mas foi potencializado por outros interesses, para detonar a Grande Guerra.
2. No que respeita à “publicidade” que devem ter as doenças, não condeno o trabalho do médico oncologista, e louvo sua competência e diagnóstico. Entretanto, considerarei imprópria e, até, perniciosa a sua atitude, se sair por aí, dizendo aos quatro cantos, que seu paciente está com câncer e vai morrer.
3. Finalmente, comungo com as demais ponderações e avaliações, em gênero e número, mas no grau, fico com aquela advertência do cauteloso sacristão, passando em frente ao STF: “Devagar com o andor, que o santo é de barro !” .
Cordialmente, Aristophanes

Anônimo disse...

Pois é...ao invés do BB facilitar para o correntista, está dificultando.

Divany silveira-S.lagoas-mg disse...



'" A CARNE É FRACA, CUIDADO !!!!!! "


Mestre e colegas as crises econõmicas/financeiras são doenças
na economia e os remédios para regularização costumam ser a -
margos e terem contraindicação. Um exemplo que podemos citar
está acontecendo a medida que vão saindo as punições da Lava-
Jato que consiste,entre outras coisas, na proibição de parti-
cipar das licitações dos grandes empreendimentos que foram
publicados eos q virão em breve.Assim ,como centenas de fir-
mas não atendem as condições estipuladas nos editais, um bicho
enorme e faminto está comparecendo para abocanhar tudo ou a
parte do leão. Falamos da China que sempre consegue trazer
milhares de cidadãos orientais para trabalhar nas concorrên
cias vitoriosas e com isto diminuindo o desemprego lá e au-
mentando o nosso aqui. Em sã consciência podemos atribuir cul-
pa à Lava-Jato por este problema ? A ultima notícia negativa
relativa aos frigoríficos trará um rombo nas nossas expor -
tações e também aumento no desemprego,pois a ocorrência vai
atingir meio mundo que deixará de vender pra fora.Na verdade,
é um processo contínuo,pois esta semana foram licitados vá
rios aeroportos e já se sabe que China vai tentar adquirir
dos vencedores, pelo menos parte do bem licitado. E se a-
contecer, mais chineses estarão comendo mandioca e arroz a-
qui na América e dando um UP no desemprego.Estes são contra
pontos que teremos de lutar para diminuir o impacto.


n

João Rossi Neto disse...

“Conta a História que o estopim da I Guerra Mundial se deu a partir do paroquial atentado de Sarajevo”.
DIGO EU
A capital Sarajevo, palco do homicídio à queima roupa, cidade mais importante e influente da Bósnia e Herzegovina, em 1914, tinha cerca de 300 mil habitantes e não era uma província e sim uma metrópole. Portanto, o assassinato do arquiduque para ser o pivô da 1ª guerra mundial, como de fato o foi, é algo grave que transcende de longe a um acontecimento provinciano. Agora, se fosse à morte do jabuti, por queda da forquilha da árvore, concordo que seria um fato provinciano genuíno. A propósito, fui a uma cidade do interior tão bela quanto “provinciana”, possui sete mil habitantes. Paroquial significa: sem amplitude, provinciano, restrito, estreito, etc.

Quanto ao meu santo ele é feito do material "verdade". E as verdades cristalinas que proferi sobre o STF eu as confirmo de peito aberto em qualquer lugar e é para isso que existem os tribunais.