BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

domingo, 22 de janeiro de 2017

PROBLEMÁTICA COM FÁCIL SOLUCIONÁTICA

   Faço mais um pedido dirigido ao caro diretor de Seguridade da PREVI, Marcel Juviniano de Barros, qual seja o de - excepcionalmente - permitir a renovação do ES àqueles e àquelas que estão na carência de seis meses. Sabemos que nas "Perguntas frequentes" a posição da Seguridade é de preservar mais despesas ao tomador do empréstimo, conforme já respondido:
"A carência de seis prestações mensais pagas para renovação dos empréstimos evita renovações sucessivas, em intervalos curtos, e que oneram o participante com a cobrança de taxa de administração incidente sobre o valor do empréstimo solicitado, mesmo na renovação."
    Entretanto, todavia, nada obstante, porém, no entanto, os argumentos acima em nada prejudicam o nosso fundo de pensão, são somente mais encargos para o tomador, que por sua vez, alega que já foi prejudicado pela não concessão da suspensão das cobranças em dezembro, janeiro e fevereiro e obrigou-se a renovar seu empréstimo em novembro por extrema necessidade de fim de ano. Alie-se ao fato de em janeiro a PREVI ter efetuado uma série de modificações nos componentes da margem consignável, fato que gerou condições favoráveis a novos empréstimos que agora esbarram na carência dos seis meses.
    Insistimos que a presente permissibilidade é tão exclusivamente para este caso, sem quebrar normas para futuras renovações. Isto posto, confiamos no bom senso da PREVI que precisa atender, quando é o caso como agora, aos anseios e necessidades de seus associados, afinal, este é o fim último de um fundo de pensão.

59 comentários:

CADE ARAUJO disse...

Caríssimo Ari, diante de um reajuste pífio nos benefícios e uma inflação real de mais de 20% ao ano, temos que envidar esforços para que o diretor da seguridade nos ajudem, neste momento. Ou seja, Acabar com a exigência de 6 prestações pagas para as renovações. Fala com ele e explica que a situação está brava. Negocia o mínimo de 2 parcelas pagas, já seria uma mão na roda para alguns.
Boa sorte e obrigado.
Em tempo, a nomeação de Moro para o lugar de Teori não seria bom para o andamento da lava jato. Pois, além de que ele ficaria impedido de julgar alguns casos, beneficiaria muita gente na primeira instancia.
Cadé

Anônimo disse...

Mataram a Lava Jato. As artimanhas são nêsse sentido.
Não há qualquer interesse na continuação dessa operação pois, se continuar, só vai prejudicar quem sempre nos prejudicou e nunca se preocupou com o povo, usado somente como massa de manobra para eleição.

Anônimo disse...

Ari, conforme relatos dos colegas mais necessitados q em nada se beneficiaram com a tão aguardada alteração da MC feita pela Previ.Peço q faça a solicitação também ao diretor de seguridade Sr.Marcel q retire do novo cálculo da MC o valor das parcelas do Financiamento Imobiliário, porque todos q pagam ES e CARIM, já extrapolam os 30% do total dos benefícios, então mesmo a Previ retirando da Folha de Pagamento os débitos dos empréstimos de terceiros não conseguiram renovar o ES, o q penso q esse novo ES para esse grupo de 12.000 ajudaria a liquidar os empréstimos ou parte deles os q passaram para a conta corrente, mas não foi a intenção da Previ ajudar os mais necessitados, porque infelizmente só piorou e tornou impossível para esse grupo tomar novo ES.
A Previ pelo menos tem obrigação de diminuir as parcelas aumentando o prazo dos ES e CARIM de quem já ultrapassa os 30% do benefício com a soma só desses 2 valores ou a Previ continuará fora da Lei, seria conveniente para todos se acertar esse novo cálculo da MC retirando dele a CARIM, como era antes q não comprometia a MC.

Velhinha pensionista disse...

Obrigada Sr Ari ... sempre nos ajudando ... Por favor Sr Diretor Marcel ... escute o nosso clamor e nos ajude nesse momento difícil em que passamos ... permita a renovação do ES àqueles e àquelas que estão na carência de seis meses ... obrigada

MARCELINO MAUS disse...

Agora entendo porque Joaquim Barbosa se aposentou.

Ari Zanella disse...

Caro Anônimo da 11:10

Este já um caso mais complicado. Retirar o financiamento imobiliário já vai exigir consenso da governança. Talvez até intervenção do Conselho Deliberativo. Seria oportuno, instigar a dupla Carvalho/Medeiros para colocar na pauta do Deliberativo.

ADEMAR disse...

Sugiro que todos que fizeram a renegociação do ES por falta de opção na epoca, agora reivindiquem junto a Previ, no fale conosco, a suspensão do prazo de carencia, excepcionalmente agora que as novas medidas de ajuste da Previ, nos proporcionou margem consignavel para a renovação do ES.

rafa disse...

Moro, Lava Jato, STF ... Tudo ilusão ... Puxem no google o que aconteceu no Escândalo do BANESTADO-PR!!! Os principais personagens são os mesmos, incluindo o Moro! Quando chegou na mãe do Tasso Gereissati ( se não me engano ), PAROU TUDO e caiu tudo no esquecimento ... Quem era o operador-doleiro-mor?? Yousessef!!! Temos milhares de excelentes juízes federais e desembargadores, ministros de STF e STJ. O que diferencia o Moro? Ele "achou" a pedra de toque: PRISÃO PREVENTIVA, PRISÃO TEMPORÁRIA ( ?? ) etc. Isso é o que é a diferença! Prende primeiro e pergunta depois! Ganhou a mídia/Globo e não sai do JN, Folha, Estadão e Veja! Em SP o TJ derruba todas as prisões do tipo ... Idem outros TJ e STJ e STF. Porque o povão quer ver o ladrão preso! Alguns ladrões entre milhões é que são presos, aí é que é ... Vamos deixar o tempo passar para ver no que dá ... Gravem aí!

Anônimo disse...

Previ Financiamento Imobiliário: õ valor da prestação é o mesmo de dez/2026 porem o seguro Previ Carim Tx Adm/Seguro passou de 19,00 para 88,40 reais.Qual a razão?

Anônimo disse...

Conversando com um Diretor da Centrus, ele dizia q a legislação das Previdências é excelente, o problema era a influência política.
Então argumentei, se fosse excelente, blindaria os fundos dessa introdução perniciosas ( sempre no bom sentido )

Anônimo disse...

Prezado Ari
Muito bem suas ponderações. Foi o q me aconteceu. Renovei em nov.em virtude da não suspensão. Naquela oportunidade foi vlr irrisório. Agora com as alterações teria margem.

Anônimo disse...

Estou tão decepcionado por ficar de fora de renovar o ES, já estava pensando em passar a CAPEC q para débito em conta corrente para aumentar minha MC para poder contratar o ES por um valor maior e vem a Previ com suas fórmulas diabólicas e minha MC q era negativa ficou tão mais negativa q agora nem passando a CAPEC para conta corrente consigo q minha MC fique positiva.Que frustação!

Blog do Ed disse...

O que interessa mesmo é o bem-estar dos Participantes dos dois planos de benefícios da PREVI. Nada obstante, insisto: o Moro, lá em Curitiba, não está julgando político algum. Lá ele só julga cidadão comum. Ele votará, sim, nas questões de julgamento dos políticos no STF, o foro privilegiado dos políticos,são outros reus e outras causas. Não tenho conhecimento nenhum dessa causa do BANESTADO. Não tinha tempo para outra coisa, senão para trabalhar no Banco do Brasil.
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...

Para quem não conseguiu tomar novo ES com mudanças nos cálculos da MC, resta a opção de renegociar o ES para diminuir a parcela e receber um troco a mais da diferença.
Também concordo com o colega das 11:10hs a Previ deveria mesmo tirar o Financiamento Imobiliário para não ficarmos sem MC negativa, mas se isso é complicado de se conseguir, vai ser impossível de se efetivar, porque não conseguimos junto à Previ nem o q é fácil e simples...

Divany silveira-S.Lagoas-mg disse...



" UM DITADO MINEIRO REZA QUE PERGUNTAR NÃO OFENDE ''

Dileto Mestre, primeiramente, quero dizer-lhe que julgo mais
fácil e racional fazer campanha para angariarmos mil sócios
cobrando r$-20,00 por mês, do que pedir ajuda para despesas
advocatícias sem vinculação maior à causa.Mstre, tive um
"insighht" hoje (´´é tão raro me aparecer este fenômeno que
resolvi levar ao seu conhecimento,para estudar); sem prejuízo
de fazermos a campanha de novos sócios para o nosso Blog que
acho racional,pois teremos CERTAMENTE muitas despesas além de
honorários ; que tal a ANAPLAB fazer uma solicitação de apoio
monetário á ANABB, já que a mesma tem a finalidade de DEFENDER
os interesses dos l00 mil associados ,m/m, que contribuem sem
nenhuma cobrança .Sugiro que o mestre faça uma solicitação de
ajuda com a participação de nomes expressivos do PB-1, enfati -
zando que o quadro de associados daquela associação será bene-
ficiada integralmente.Longe de mim querer ensinar padre nosso
a quem tem parentes perto do Vaticano,mas convém trocar idéia
com o venerável Edgardo Amorim que tem sugestão com relação
ao endereçamento da ação, que julga, deverá ser ao Procurador
federal no Rio de Janeiro.Ultimando,ainda cm relação aos recur
sos, diremss que uma entidade está trabalhando para reavero va
lor alusivos ao´BET,e que a decisão,sem nenhuma duvida benefi-
ciará só aos filiados,como já houve casos .Assim adesão ficará
mais fácil. ~Por último,sem querer polemizar,preferiria que o
nosso advogado fosse o Dr.Joaquim Barbosa não somente pelo s/
conhecimento,que é natural, mas muito mais pelo seu temperamen-
to forte que impõe respeito a muitos "come e dorme" da justiça.

Anônimo disse...

Professor,

Saberias algo sobre Projeto Alfa?
Perguntar não ofende ...

Anônimo disse...

180 X 180 nem pensar, né?

Anônimo disse...

MORO NO STF JÁ !!!!!

Anônimo disse...

Obrigada pelo apelo caro Ari, espero que funcione pois o mais difícil eu tenho a margem mais as prestações não.
Bom domingo.
Continuo na expectativa.

Anônimo disse...

MARGEM CONSIGNÁVEL.
CONSIGNAÇÕES obrigatórias e CONSIGNAÇÕES facultativas.
No calculo da margem para empréstimos só pesam as consignações obrigatórias que são a contribuição para o próprio Fundo, o IR, a pensão alimentícia JUDICIAL e empréstimos se houver.
As consignações facultativas aquelas em que houve acordo prévio e formal do contratante entre elas os planos de saúde, pecúlios, seguros, contribuições outras etc. vão impactar as margens do contracheque 30% e a margem 40%.
Foi o que entendi na Lei 13183 e nos comunicados da Previ.
Meu caro Professor Ari, gostaria de sua analise e comentário.

Anônimo disse...

Ari obrigado pelo pedido

obrigado pelo pedido em nome dos associados .que seja atendido logo pela previ.

rafa disse...

O Moro está julgando inúmeros POLÍTICOS, sim! Apenas são políticos momentaneamente sem MANDATO. Assim que os atuais ocupantes de cargos de ministros/presidente/governadores/secretários de estado com prerrogativa de foro ( foro privilegiado ) PERDEREM OS SEUS CARGOS eles irão TODOS direto para a Vara de Curitiba! Anotem aí: De acordo com a imprensa, Temer, Romero Jucá, Eunício Oliveira, Eliseu Padilha, Sarney, Moreira Franco, Alkimin, Aécio Neves, José Serra, Gleisi etc vão exigir transporte em Airbus 380! Trabalhamos incansavelmente para o BB por mais de 32 anos e o assunto do BANESTADO-PR, na época ( 2004 ), ocupava todo o noticiário nacional. E nas eleições de 2018 essas mesmas personagens estarão de volta, muitas até para não perder o tal foro privilegiado! Insisto: perdemos muito com o PSDB e PMDB quando na ativa, continuamos perdendo com o PT/PMDB como aposentados ... Que tristeza!

Anônimo disse...

Caro Amigo Edgardo,

Concordo com o Juiz MORO no STF, mas teríamos que ter um outro Juiz "MORO" lá em Curitiba.
Será que temos?
Abração

Anônimo disse...


Prof. Ari

Muito grato por sua postagem e pelos colegas que se dedicaram também para que a Previ, através da Diretoria de Seguridade, libere pelo menos nesta vez, a possibilidade de renovação do ES com menos de seis parcelas pagas. Conforme diz na postagem, aquele que fizer a renovação será onerado com a cobrança de nova taxa de administração, do que já está ciente, falta a liberalidade por parte da Previ. Tomara que o diretor na fotografia compreenda a situação daqueles que contavam com a suspensão nos três meses, o que não ocorreu, e está dificultando muito neste começo de ano. Sejamos otimistas.

Blog do Ed disse...

Dizem que essa juíza que substitui o Moro, agora nas férias, não é nada fácil... é tipo Moro. Mas, concordo que estão tentando barrar o movimento de reformar os costumes nacionais, inclusive no Judiciário que deixa muito a desejar. O que é preciso, no meu entender, é que o Ser triunfe sobre o Parecer de Maquiavel em todos os segmentos da vida social do brasileiro, inclusive na prática democrática. Mas, vamos deixar o espaço para aqueles que estão tratando do que aqui interessa: resolver os grandes probelmas de subsistência da família Satélite.
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...

Anonimo:23/01/2017

Infelismente nao consegui renovar o emprestimo simples estou aguardando desde 2014 mas por completar 85 anos agora em fevereiro fui excluida agora que mais necessito ,acho uma injustiça o que estao fazendo com os idosos,peço a voce Ari que nos ajudem a mudar essa situacao. Desde ja agradeco

Anônimo disse...

Professor Ari , Boa noite, me tire uma dúvida por favor, recebo por conta salário, se conseguir renovar o ES como será feito o crédito? tendo em vista que a cta. salario não aceita outros créditos que não seja o benefício.obgda

Blog do Ed disse...

Estimada colega das 00:38
Compartilho de sua opinião. Previdência é proteção aos inválidos, por doença, acidente e velhice. Empréstimo, na tradição da PREVI (quem o diz é a própria PREVI no livro de comemoração de seu centenário), embora não seja benefício previdenciário, foi criado com viés protetivo. Agora, na moderna concepção previdenciária, parece que adquiriu viés capitalista. A proteção previdenciária consiste nisto: a juventude trabalhista de hoje protege a velhice inválida de hoje. Pelo que sinto, o viés capitalista de hoje consiste no seguinte: quanto mais velho menos proteção recebe da juventude de hoje, sendo até que parte da juventude de hoje é fartamente sustentada pela juventude de hoje e com sobras de recursos da velhice inválida de hoje.
Edgardo Amorim Rego

Carlos - Rio Pardo(RS) disse...

Sr. Ari - Renovei uma operação do ES. A outra continuou a mesma. Pergunto: Sei que para a que renovei agora terá carência de 6 meses. Mas e para o segundo ES, que não mexi agora,,,,,se abrir nova margem poderia renovar a qualquer tempo? Tentei descobrir no site da Previ mas não achei nada.
Abr,Carlos-Rio Pardo(RS)

Ari Zanella disse...

Amigo Carlos,

O ES, embora dividido em A e B, é um só. Se você renovou um deles, a carência vale para os dois. Você não poderá renovar o outro antes da carência dos seis meses. Infelizmente.

Carlos - Rio Pardo(RS) disse...

OK. Muito obrigado pelas informações....Pelo menos agora ficou mais claro.
Abraço
Carlos

rafa disse...

ES A OU B -RENOVAÇÃO X CARÊNCIA - Acho que o nobre professor se equivocou na postagem 08:35. O que bloqueia totalmente os dois tipos (A e B ) é a RENEGOCIAÇÃO. Liguei dias atrás na PREVI e RENOVEI um B que tinha apenas para reduzir parcela e aumentar prazo. Está ABERTA a possibilidade de fazer um A sem qualquer carência, dentro da eventual margem.

Anônimo disse...

Bom Dia,

Considerando que não há quaisquer previsões de alterações no cálculo da margem para quem tem ES e CARIM, inviabilizando totalmente a renovação para esses casos, sugiro que, a exemplo do que ocorre com a COOPERFORTE, pleitear junto à PREVI a não cobrança do ES no mês de aniversário do mutuário, desde que este concorde com tal isenção.

Anônimo disse...

E aí, professor Ari, por obséquio analise meu comentário 22/01/2017 às 17.42 hs.
É sobre consignações obrigatórias e consignações facultativas.
Acho que a Previ inverteu os cálculos em alguns casos.

Anônimo disse...

SR ARI ZANELA - A PREVI ultimamente só se refere à MC quase ninguém tem margem positiva. Pergunto como ela vai se virar com a cobrança da Cesta Alimentação, com que margem?

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:



Tem gente que "procura sarna para se coçar" e que prá "burro só falta às penas". Não sei como certas pessoas "passaram no Concurso do Guloso.

Anônimo disse...

Viva a PREVi.Abaixo os participantes pobretões.
Joelson

Anônimo disse...

A previ deveria excluir do calculo MC pelo menos o IR deposito judicial.

Anônimo disse...

Prof. Ari o colega Rafa tem toda a razão, como eu tinha renovado um, e restava a possibilidade de fazer outro, realmente deu para fazer com a MC nova. Abraços!!!

Anônimo disse...

Ao colega Carlos - Rio Pardo (RS, 23/1 - 07:57 h

Colega, o Prof. Ari equivocou-se em seus esclarecimentos de 23/1 - 08:35 h. A carência do Es é considerada por operação e é contada a partir da data da operação. Assim, na situação que você registrou a carência de 06 meses vale apenas para a operação que você renovou. Entendeu?

Forte abraço, colega.

Ari Zanella disse...

Quero me desculpar pela informação equivocada que dei ao amigo Carlos.

O correto é: Você pode renovar (apenas renovar) tanto o A como o B independente de já ter renovado um deles. Desde que você tenha margem consignável e limite.

Forte abraço e obrigado a todos pela correção.

Anônimo disse...

Mestre Ari e demais colegas, por favor ajudem-me a ter certeza se meu raciocínio está correto:
No meu caso, especificamente e acredito, seja o mesmo de milhares de colegas, que possuem Financiamento Imobiliário, ES e CAPEC e que a margem (40%) resultou negativa na FOPAG de JAN/2017, vislumbro que "JAMAIS" poderei renovar o ES. Ora, sem a liquidação de um deles (Imobiliário ou ES) nunca terei margem disponível para renovação, a não ser com o aumento significativo dos proventos, porque os descontos não tem como serem reduzidos (parcelas de FI, ES e CAPEC). Ou seja, com o decréscimo do saldo devedor do ES poderei ver, a cada mês, meu LIMITE aumentado, mas MARGEM para contratação NUNCA. E como nossos reajustes são anuais e vergonhosos como o de agora, adiós renovação do ES. Estou certo...???

Carlos - Ro Pardo(RS) disse...

Agradeço aos colegas e ao Sr. Ari, que ajudaram para elucidar minha dúvida quanto a renovação do ES A e B.
Fiquei contente em saber que há a possibilidade de renovação do B independente da renovação do A.
Abr a todos e obrigado.
Carlos

Ari Zanella disse...

Ao colega do interior da Bahia,

Todos estão conseguindo fazer. Quem sabe você peça ajuda ao atendente da área do TAA. Ou ainda, envie correspondência eletrônica ao Gilvan ou pelo telefone 41-3035-2095

No Internet Banking do BB ela está em

Transferências

Para outros bancos

>Doc e TED

Mesada

> Autorização
> Cancelamento

Cade Araujo disse...

Querido amigo Ari, agradeço a tua prestimosidade por fazer reverberar um desejo meu, que poderá, quiçá, atender a vários colegas. Gostei muito da forma direta que apresentaste. Seguiu a risca a regra de uma nota técnica, considerando que não há prejuízo para PREVI, conforme ...e baseado no fato de que os possíveis prejudicados seriam aqueles que reivindicam,(...) pedimos o deferimento desta diretoria.
Ari, devido a necessidade urgentes, notadamente, depois que ocorreram as implantações do limite de 30% das responsabilidades financeiras transitáveis pelos benefícios pagos PREVI, tenho muita esperanças de que o nosso pleito seja atendido. Será uma pequena ação que para muitos será de muita importância.
Cadé

Anônimo disse...





Professor Ari, observando as publicações aqui no Blog, percebi que a PREVI nao ta observando a margem para débito na FOPAG para quem tem Emprestimo Imobiliario, pois debitaram alem dos 30% previstos na LEI. Essa associação nao vai tomar nenhuma providencia na esfera Juridica, para adequação de acordo com a aludida Lei?

Ari Zanella disse...

Anônimo 17:24

A ANAPLAB foi a única associação no país a ter a ação de 30% consignado para os seus associados. Ela foi criada no ano de 2014. Ajuizamos diversos grupos desta ação com resultados favoráveis.
No final de 2016 o CONAD - Conselho de Administração - resolveu retirá-la do portfólio face ao enquadramento da PREVI às leis que regem a matéria.
Além disso, alguns colegas ajuizavam a ação e posteriormente contraíam mais dívidas ou faziam acordos administrativos para continuarem a se endividar. Por ocasião das audiências de conciliação e instrução éramos surpreendidos com acordos feitos com os credores e que nos forçavam a retirá-los do polo ativo, dando-nos um imenso prejuízo, já que éramos os responsáveis pelas custas judiciais e honorários advocatícios.
A título de ilustração, uma ação do tipo custa mais de R$ 1.000,00 por grupo ajuizado, sem contar as despesas de advogados e custas com possíveis apelações no decorrer do processo.
Sugerimos, doravante, e a quem esteja desenquadrado da Lei, que se ajuíze a ação nos juizados especiais cíveis, sem a necessidade de contratação de causídicos ou recolhimento de custas processuais.
Aos nossos associados orientamos e formamos as petições sem custo algum, só não ajuizamos mais.

Anônimo disse...

Prezado Ari,
Você citou "Para outros bancos"...Uai, a conta da Anaplab nao é no Banco do Brasil nao...?

Edmilson lopes de sousa disse...

undos de pensão (Dos Leitores)
Data: 23/01/2017
Veículo: O GLOBO - RJ
Editoria: OPINIÃO
Página: A11
Assunto principal: PREVI
Tamanho
da fonte A - A +
Veja a página da matéria
Veja a matéria no site de origem
As próximas bombas, com certeza, serão os fundos de pensão. Na Previ, diretores recebem bônus de R$ 500 mil anuais, mesmo a entidade não tendo fim lucrativo. Ilegal e imoral. O teto fixado por eles é de R$ 54 mil, muito acima do constitucional. Assim, com apenas três anos de contribuição levam para toda a vida esse salário. Imoral, como foi a retirada de R$ 8 bilhões dos funcionários pelo desgoverno anterior. Tudo isso com a omissão do BB, do governo e controlador, da Previc e do Ministério Público. Aposentados e pensionistas estão com pesadelos, sem ninguém para defendê-los, contemplando os R$ 200 milhões injetados na Sete Brasil e outras aplicações suspeitas. Queremos uma auditoria rigorosa no fundo e a responsabilização de ex e atuais dirigentes. ELAINE MARIA H. SANTOS BRASÍLIA, DF CHINESES E BRASILEIROS.
Sabe qual a diferença entre os chineses e os brasileiros? Ambos são países gigantes e têm mania de grandeza. Os chineses começam megaobras, para terminar. Os brasileiros começam, para não terminar. Lá, os gatos pegam os ratos. Aqui, fazem vista grossa. TOSSI KASSAE RIO

Anônimo disse...


Prof.Ari

Muito oportuno seu comentário das 18:56 colocando as claras como não se deve recorrer ao Judiciário sem experiência, sem convicção do que realmente se quer, e principalmente levando terceiros a arcar com prejuízos. Muitas pessoas infelizmente agem assim. Fico a imaginar a frustração dos advogados da Anaplab ao se deparar com essas situações. Lamentável que isso tenha ocorrido. Bem, como disse, com a Previ respeitando o limite dos 30% essas ações perderam o sentido. Vida longa a uma Associação séria e idônea.

Ari Zanella disse...

Amigão das 19:27

É que no leiaute que configura o item "TRANSFERÊNCIAS" a referida rubrica "Mesada" vem assim, logo após a opção de DOC/TED. Não fui eu quem configurou o sistema do BB...

Luís Eustaquio Castro disse...

Amigo Ari, fechamento da bolsa hoje: mais de 65
000 pontos.
Até que ponto isso é bom para a Previ?
Qual a opinião do amigo?

Anônimo disse...

Com a alta da Bolsa , já já teremos a divulgação de nota enaltecendo o acerto de nossos administradores.

João Lopes Rodrigues disse...

Prezado Ari, e em especial o colega Divany, 14:35.

Acerca de um "possível" pedido de ajuda financeira à Anabb, pergunto: seria "saudável" a Anaplab e outros "isentos" pleitearem ajuda dessa Sra. que hà tempos nos esqueceu?...

Era isso!

Anônimo disse...

Olá,mesmo com a retirada da Cooperforte da folha, ainda fiquei com -1250,00 de margem p o ES;pois ainda conta o Emprestimo Imobiliario;a unica opção que restou foi de renegociar,assim aumentaria p 120 o numero de parcelas e minha prestação baixaria uns R$300,00.Gostaria de uma opnião, sera que vale a pena? Como funciona a renegociação? Depois q se renegocia pode-se um dia renovar?
Já tenho 24 parcelas pagas , faltam 84 parcelas. Ahh... e tem alguma data que fazendo a renovação a próxima parcela pule o mês?
Getulio.

Anônimo disse...

Subiu o valor das ações compradas ?
Então a PREVI tem que vender, aplicar no pagamento mensal dos benefícios e ir retendo algum excedente, aplicando na dívida brasileira, em curto prazo, pois abril já taí e o compromisso é metade do 13*.

Necessita de R$ 3,5 bilhões no espaço de 85 dias !!! Bom proveito.

Anônimo disse...

- Prof. Ari Zanela peço obséquio responder ao Anônimo 23.01.17 11:34 pois tanbém tenho interesse na resposta.

Ari Zanella disse...

Ao colega das 11:34 de ontem e demais:

Bem, em princípio uma coisa não tem a ver com a outra. A reversão dos valores recebidos por LIMINAR da ação Cesta Alimentação (Note que a ação ainda não estava no "Trânsito em Julgado" e as que estavam neste estágio não precisam devolver), esse valores devem ser negociados à parte, sem necessidade de se fazer outro empréstimo para liquidá-lo, tendo em conta que os valores a restituir já são parcelados e não dependem de MC. Eu não tenho essa obrigação a cumprir mas se tivesse procuraria negociar com a PREVI uma maneira mais suave de devolução de sorte a não afetar o orçamento doméstico. Os advogados da causa deveriam prestar auxílio por ora e não abandonar o cliente à própria sorte com o pepino na mão.

Anônimo disse...

Qto a Cesta Alimentação, dependendo do estagio q estava... tem gente ganhando e recebendo valores atrasados, e tem pq conheço.