BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

OBAMACARE

   Existe uma palavrinha em inglês que, nos meus bons tempos de professor, eu ensinava aos meus caros alunos (principalmente às queridas alunas). O termo é "care" que hoje nos faz muita falta dentro do nosso fundo de pensão, notadamente na relação PREVI X ASSISTIDO.
   Nos Estados Unidos, em 2010, foi criado o assim chamado "Obamacare", um plano de saúde voltado às camadas mais pobres da população, custeado pelo governo americano, já que lá não há saúde pública como aqui, igual aos SUS.
    "Care" é cuidado, carinho, atenção, transparência, amor...Tudo de bom. Em nosso fundo de pensão a coisa não é assim. Estou cansado de malhar em ferro frio. O diagnóstico já foi há muito sentenciado. As regras do jogo só favorecem o patrocinador que administra o "seu" fundo como bem entende. E até hoje não entendeu o espírito das regras que regem uma EFPC. Somente para elucidar com exemplo prático, sem demérito algum ao ocupante dos cargos, antes enaltecendo seu mérito, mas pode o sábio leitor perceber a tamanha ousadia do patrocinador em colocar no maior posto do fundo, qual seja o de presidente do Conselho Deliberativo, que decide pelo voto de minerva (até agora poucas vezes usado) os destinos da EFPC, e, ao mesmo tempo atribuir a esta pessoa a importante tarefa de gerir a BB-DTVM (Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários do BB)? Pois bem, a BB-DTVM coordena, mediante comissão paga pelo fundo, toda a carteira de renda variável do nosso fundo. Não sei na biologia qual seria o termo utilizado "osmose", "simbiose" ou "partenogênese".
     No que tange a este quesito, isto é, na relação de gestão entre o fundo de pensão e seu patrocinador, podemos afirmar, sem medo de errar que existe muita "care", faltante na outra parte do todo...


















O CARTAZ DIZ PARA AFASTAR A POLÍTICA DO PLANO DE SAÚDE, OU SEJA, FAZER O PROGRAMA DE SAÚDE SEM USO POLÍTICO. QUALQUER SEMELHANÇA É MERA COINCIDÊNCIA.

34 comentários:

joao trindade disse...

É, caro professor.
Não podemos comparar nossa terrinha do jeitinho brasileiro, com um país como os Estados Unidos da América. Lá existe lei que é cumprida, não há meias verdades ou leis que só favorecem os poderosos. Lá, efetivamente, todos são iguais perante a Lei. Todos os dias, em jornais internacionais, o Brasil é citado como mico. Em razão disso, há enorme desconfiança em nossos governantes. Basta abrir noticiários, pela internet, ver jornais de países de primeiro mundo. Entra ano e sai ano e a coisa só arrocha para o nosso lado. Como não adianta criticar, só resta cumprimentar as poucas vozes que ainda arriscam falar algo do pouco que é transparente. Essas vozes são a sua e a da senhora Rosalina de Souza, que, por sinal, recebeu puxão de orelha nesta semana, por expressar o que pensa. Isso me lembra os ANOS DE CHUMBO.

Anônimo disse...

Professor Ari,

Permita-me,
Já que o assunto do texto presente é cuidado, carinho, atenção, transparência, etc., que a Previ deveria ter para com os seus associados aposentados, perguntaria ao distinto colega se não é hora de mudar a imagem de perfil do blog. Pois a foto do belo e sorridente casal de idosos ali, passa para outras pessoas a impressão de que é exatamente com muito carinho, cuidado e respeito que a Previ, nosso fundo de pensão, trata os seus velhinhos aposentados.
Respeitosamente.
85 987083213

Anônimo disse...

Os associados de um fundo de pensão tem que entender algumas coisas: (1) fundo de pensão não é fim; é meio. (2) Igualmente, Bolsa de Valores não é fim; é meio. Assim, o único objetivo destas duas instituições é transferência de renda (riquezas). Portanto, achar que os caras do fundo, ou da Bolsa, vão cuidar (care) dos associados é uma baita ingenuidade. Existem associações, mas pelos relatos que escutamos neste blog, algumas destas associações são apenas associações...Assim, se os associados de um fundo de pensão querem se ajudar (care) a primeira coisa que tem que fazer é conhecer o problema. O conhecimento do problema é parte de sua solução....

Trader anônimo

Blog do Ed disse...

Eu acho que tenho direito a expressar o que me incomoda. Então vai lá algo que me incomoda: instituições cobrando juros a 200% a. a. e a PREVI não consegue nos seus investimentos renda superior a 16% a.a.

Anônimo disse...

Posso ter entendido mal, mas se a mesma pessoa exerce as duas funções citadas não haveria evidente conflito de interesses?.

Caso semelhante teria ocorrido com Abílio Diniz, que teria sido obrigado pelo CADE a optar pela administração da BRFoods ou do Pão de Açúcar, já que a BRFoods (Sadia e Perdigão) seria uma das principais fornecedoras daquele hipermercado.

Ou estaria eu enganado?

Anônimo disse...

Essa acumulação de funções citada, comum e justificável em administração de empresas privadas e interligadas, onde há uma controladora, só gera conflito de interesses com 100% de prevalência de decisões favoráveis à controladora, digo, patrocinadora.

sss disse...

Gostaria de saber, caso alguém tenha conhecimento, como se encontra o Dr. Medeiros, poe favor. Obrigado.

Anônimo disse...

Coitados dos 9 mil novos saídos da Matrix. Esse período de descoberta da realidade é terrível.
Todas aquelas pessoas sorridentes das capas da Revista, não são beneficiárias do mesmo fundo.
Devem ter supostamente copiado as fotos da Valia

Anônimo disse...

Nobre edil!
http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/brasil/2017/01/04/presidiario-toma-posse-como-vereador-em-cidade-de-mg-e-recebera-r-9-mil-por-mes.htm

Nove contos por mês, assessoria, aspones, suplentes, custos do sistema prisional, auxílio reclusão, etc., vamos pôr aí uns "25 mir contos" por mês para pagarmos. Justíssimo, votaram nele!

Anônimo disse...

Caro anônimo 05/01/17 11:54

Seu raciocínio tem absoluta lógica, pois parece que o patrocinador considera o fundo como sendo uma de suas subsidiárias.

É possível que o PLP 268 venha a resolver essa questão em definitivo e colocar as coisas em seus devidos lugares.

Ou então, considerando os enxugamentos em curso, talvez Temer resolva privatizar o patrocinador...

Anônimo disse...

Colega SSS, das 12:06,

Ele está hibernando, longe da mídia.

WILSON LUIZ disse...

VÃO TRABALHAR, VAGABUNDOS

Aconselho os habitantes de cidades que eram administradas pelo PT até 31 de dezembro, e onde o partido foi derrotado nas eleições do ano passado, a tomarem bastante cuidado, quando passarem em frente à sede da Prefeitura. Com outro partido no governo, cerca de 50.000 cumpañeros começarão a voar pelas janelas, chutados das “ boquinhas” que ocupavam (só em São Paulo são 10.000), e podem cair na cabeça de algum pedestre desavisado.

Não se surpreendam se formarem filas gigantescas em frente à sede dos governos estaduais da Bahia e Minas Gerais, serão petistas desalojados das prefeituras tentando novas sinecuras nos dois últimos redutos importantes de poder do PT.

KIT MORTADELA A PERIGO

Calcula-se que a perda destes 50.000 cargos de “confiança”, aliado aos já perdidos no governo federal, causará uma diminuição na arrecadação do PT de 40 a 50 milhões de reais ao mês, com a perda da contribuição “expontânea” que os nomeados eram obrigados a fazer ao partido.

Anônimo disse...

Professor Ari, parabéns pela postagem!
Transparência, palavra estranha como tantas outras!! Dependendo da perspectiva, quem fala, a quem fala, de que lugar, em que momento, a propósito de quê, com que intenção, ela vai assumindo muitos matizes, nuances e, quando a gente percebe, quem devia estar do nosso lado está mesmo é do lado de lá e, o que é pior, cuidando dos próprios interesses.
A propósito, eis uma perguntinha: não poderíamos formar um grupo, juntando as nossas queixas de mal assistidos mais o amplo material que sai na imprensa e também as novas propostas em andamento para os fundos de pensão (PLP 268 - "pedra no sapato" deles), examinar tudo isso direitinho com uma boa lupa para daí verificarmos o que poderia ser feito? Temos de agir, a essa hora já devem estar maquinando os percentuais dos bônus de que se julgam merecedores. Em março, talvez fiquemos sabendo, mas só nos restará a raiva, e isso é muito pouco, além de prejudicial à saúde, já mais cara.
Bom mesmo seria é que a dra. Janaína se dispusesse a orientar esse trabalho (quem sabe?! - rsrs). Como imaginar que pessoas nomeadas por um governo deposto continuem arrogantemente dando as cartas, quando já deviam estar bem longe?

joao trindade disse...

Colega das 17:31,
Sua idéia é boa, à meu ver mas, como vivemos num mundo político, onde tudo gira nêsse setor e muito interesse particular entra em cena, de forma dissimulada, sem dúvida, penso que precisamos encontrar políticos que queiram abraçar nossa causa e corrermos atrás da PLP 268 e outros quetáis que possam nos ajudar. Ficarmos esperando os eleitos para nos defender, morreremos à míngua, com reajustes maquiados, descontos para salvar a pele dos ¨velhinos trambiqueiros¨(nós) e, quando menos esperarmos, viraremos um AERUS, sem asa ou pena...

Anônimo disse...

Colegasssss,

Perguntem aos estatutários o que significa CARE, ELES ESTÃO POR DENTRO E MUITO POR DENTRO.

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


O BRASIL hoje, é motivo de "escarnio" e "zombaria" no mundo inteiro. É corrupção, é impeachment, é 7 a 1, é arrastão em cima dos pobres turistas, é chacina de presos (muita gente achou bom), são assassinatos de todos os tipos, em todos quadrantes, todos os dias, delinquentes de uma malvadeza atordoante e por aí vai. O fundo do poço ainda está longe e em 02/fevereiro/2017, teremos nova "briga de foice", com nossos impolutos políticos "se rasgando" pela presidência da Câmara dos Deputados e demais cargos.

Anônimo disse...

É, colega das 18:25,
Alguém já disse que somos filial da Venezuela; acredito que isso seja verdade, pois parece a casa da mãe Joana, onde todo mundo dá palpite e ninguém tem voz de mando, porisso somos mico internacional e nossos jovens estão procurando outros países para fazerem seu futuro. Pena!

Anônimo disse...

Os colegas recém saídos com o pé na bunda remunerado PBR devem achar que agora se livraram do monstro guloso.
Apesar do alívio de sair daquilo, o vínculo com aquilo continua de uma maneira bem cruel.
Oxalá algum dos 9000 tenha uma grande ideia para derrubar o gigante

rafa disse...

Falando em CARE, alguém sabe dizer o que virou de XERÉM, no RJ? Há muitos anos atrás até era sócio e acreditava que seria um bom projeto para a nossa velhice. Não existe mais?

Anônimo disse...

Lá, tbém, estão vendendo o almoço para comprar a janta:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,funcef-tem-rombo-de-cerca-de-r-3-bi-e-estuda-vender-participacao-na-vale,10000098449

Anônimo disse...

Dez dias atrás,me ligaram do Segasp ( de quem não tinha nenhum contato há 15 anos), oferecendo um plano de menos de 40 por mês, que consiste em aquisição de medicamentos com descontos, para mim, minha esposa e meus filhos (43 e 45 anos de idade), além de constituir um seguro de vidas. Parece que tem até atendimento odontológico.
Aceitei...o primeiro débito é no dia 20 de janeiro e os benefícios já estarão valendo a partir de 01.fevereiro;

Anônimo disse...

Pobres funcionários do Correio, vão carregar pelo resto da vida as sequelas sociais (POSTALIS quebrado e, agora, risco de desemprego), mazelas dos últimos governos:
http://blogs.correiobraziliense.com.br/vicente/correios-podem-demitir-mesmo-sem-o-pdi/

Ainda formataram um parecer jurídico para fundamentar as demissões, eis que empresa pública não pode demitir sem justa causa.

Anônimo disse...

Amigos

Olá Previ!


Economia, Reportagem na revista VEJA.

Apple corta bônus de presidente por lucro abaixo do esperado.

E entaãâooo?

Titi Maravilha disse...

Cuidado com esses planos, pode ser armadilha,ninguém dá esmola assim.

Anônimo disse...

Professor Ari,
Se o Obrama for o Gogue é o mundo acabar, para quem vai ficar o dinheiro do fundo da pensão?
Os Super Teto escaparão do final dos tempos para ficarem com toda grana?
Uiiii

Divany Silveira-S.Lagoas disse...



' A' DIFERENÇA ENTRE A SAÚDE DO BRASIL E EE.UU É PEQUENA"

Mestre, se prestarmos atenção veremos que são detalhes
que separam o sistema aqui e lá nos "states"´.. Enquan-
to lá eles adotam "Care " aqui nós temos "caro". Assim ,
a questão .como vê é só uma vogal!! O que vale 1 vogal ?

Anônimo disse...

Prezado Ari,
Desses blogs, o seu é o único que consegue falar coisa com coisa. Um anônimo aí atrás, disse que o "conhecimento do problema é parte de sua soluçao". Temos tantos colegas que exerceram altos cargos no BB, por sua capacidade intelectual e nao vemos nem um deles apontar uma soluçao para resolvermos nossos problemas... Uma pergunta que sempre me ocorre é a seguinte:" Como um universo de milhares de pessoas (os associados da PREVI), nao têm vez nem voz, ficam à mercê de apenas TRES representantes, no conselho deliberativo>>>>????? Essa lei que restringiu nossa participaçao tem que ser inconstitucional. Vamos trabalhar em cima disso...?

Anônimo disse...

Prezado Ari,
Segundo li em artigos de diversos colegas, todo o aporte que o patrocinador fez ao nosso Plano 1 foi devidamente repassado aos seus clientes...E considerando tudo o que o B B já recebeu da Previ, sem contar os $7,5 bi de 2010, chegamos à conclusao de que o BB não é mais PATROCINADOR e sim BENEFICIÁRIO, o que afronta as leis das EFPC...Vamos trabalhar em cima disso? Precisamos estar à altura do conceito que tinhamos quando eramos da ativa.

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


Visualizei ainda há pouco e já "agendei" para o dia 20/01/2017, o meu "boletocare", para pagamento da mensalidade da ANAPLAB.

Divany Silveira-S.Lagoas disse...



"ANALISE DA SÚMULA 288 DO TST, POR EDGARDO AMORIM'

Mestres Edgardo e Ari Zanela, penso que quem tem plano
de tentar rever seus vencimentos,via justiça, deveria
ler o trabalho analítico que o Professor Edgarddo (alguém
me disse que ele alega não ser Mestre """Pra mim ele é "'.
Assim, estou pensando procurar um profissional na área do
direito trabalhsta e para facilitar a missão do meu ad-
vogado vou levar cópia dessa análise que eu acho vai en-
riquecer o trabalho de convencimento dos julgadores.

joao trindade disse...

O dinheiro arrecadado nas praças de pedágio paga imposto?
O comprovante que dão ao usuário só comprova o pagamento e não serve para nada. Não é uma lavanderia disfarçada?

Anônimo disse...

As concessionárias são obrigadas a prestar serviços de segurança ao motorista, sendo que toda rodovia privatizada deve ter serviços de primeiros socorros, guinchos, remoção de acidentados e animais, além de telefones espalhados para ligações de emergência no meio da estrada.

Então é possível que a apresentação de dito comprovante seja necessária para obrigar a concessionária a cumprir com suas obrigações.

O imposto devido é o ISSQN - Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza, pago por elas a cada município que as estradas atravessam.

Blog do Ed disse...

Colega das 16:28

Peço que aguarde um pouco mais. Meu trabalho é uma pesquisa, de um leigo em Direito, que ainda avançará pelos anos de 70 até os nossos dias. Nesse período houve muita corrosão dos nossos direitos, na minha opinião.. Ele tem por objetivo prococar a reação dos colegas que são profissionais ou, pelo menos, formados em Direito... Infelizmente até agora não obtive sucesso... Mas vou em frente...
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...


Sr.Ari

É muito legal que no seu blog os colegas vão adicionando informações,esclarecimentos de dúvidas, enfim, uns vão ajudando aos outros. Tudo sob sua batuta. Quanto a Cassi, é uma questão muito emblemática. Os colegas só vão se aperceber das deficiências, das carências na hora que se precisa. Até lá é só + 1% e isso é nada. O problema está na hora que uma doença bate a porta e não temos acesso a especialista e muitos exames são negados. Aí você fica a deriva. Ou faz como esse Sr. que lhe relatou e você faz uma apelo ao Presidente ou temos de recorrer ao Poder Judiciário.