BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

terça-feira, 22 de novembro de 2016

PARABÉNS PELO AJUSTE NECESSÁRIO

    Nosso fundo de pensão finalmente acertou em cheio resolvendo, ainda que tardiamente, respeitar a lei dos 30% Consignado. Esta "mea culpa", expressa no comunicado abaixo reproduzido, anula na prática a Ação 30% Consignado patrocinada pela ANAPLAB tendo em vista que uma vez enquadrada na lei, não há mais razão de ser da referida ação.
        Queremos ver a mesma atitude em relação à Ação RMI, recalculando os benefícios a quem de direito, pelo Estatuto de entrada. Estamos aguardando ansiosamente esta atitude para, consequentemente, abandonarmos a referida demanda judicial.
     Isto mesmo PREVI! Vamos partir para a prática! É o que todos desejamos.


Notícias

18/11/2016

Parâmetros de consignação de débitos de entidades na folha de pagamentos são alterados


PREVI inicia a alteração em janeiro de 2017. Fique atento às mudanças.

Após aprovação pela Diretoria Executiva, a partir de janeiro/17 a PREVI vai implantar mudanças nos parâmetros para a consignação de débitos de entidades em folha de pagamentos, tais como a aplicação de um limitador de descontos nos contracheques de seus aposentados e pensionistas, de acordo com a lei 13.183/2015, bem como uma restrição para o desconto exclusivo de mensalidades associativas.

Em relação à limitação legal, todos os descontos realizados em folha de pagamentos devem estar limitados a 40% dos rendimentos disponíveis (rendimentos brutos deduzidos dos descontos obrigatórios, como imposto de renda e pensão alimentícia). Os descontos relativos a empréstimos e financiamentos não podem superar 30% dos rendimentos disponíveis.
Os participantes que possuem descontos de valores relativos a outros produtos, como empréstimos e seguros contratados com essas entidades e que estejam dentro do limite legal, terão um período de transição para que providenciem a migração desses pagamentos para outros canais.
A transição observará algumas premissas:
- Proibição de "novos entrantes” para o desconto de empréstimos e seguros (somente aposentados e pensionistas que já tiverem contratado esses produtos poderão ter o débito no contracheque durante o período de transição);
- Limite para desconto de seguros: 36 meses;
- Limite para empréstimos já contratados: vencimento da última parcela do contrato vigente;
- Impossibilidade de renovação dos empréstimos contratados junto às entidades.
Atenção: a partir de janeiro de 2017, os associados que possuem seguros descontados na folha de pagamentos devem ficar atentos para que não haja perda de cobertura em decorrência do não processamento do débito, em caso de ausência de margem. Além disso, a quitação de débitos eventualmente não processados em folha deverá ser verificada diretamente pelo participante com as entidades administradoras desses produtos.
Com a desoneração da folha de pagamentos de seus associados, a PREVI reforça o compromisso de garantir o pagamento de benefícios de forma eficiente, segura e sustentável.
OUTRA AÇÃO NECESSÁRIA, IMPRESCINDÍVEL, É MUDAR OS PARÂMETROS DO EMPRÉSTIMO SIMPLES, DANDO A OPÇÃO DO PREFIXADO.

67 comentários:

Edmilson lopes de sousa disse...

Bom dia,Ari.No seu próximo contacto com a Previ ou BB, solicitar liberação de nossa folha de pagamento para o Banco que melhor nos atenda. Ontem, peguei a senha PO14, às 11:42 para ser atendido às 12:52( uma hora e dez m),para emissão de TED, valor alto nos caixas.O Banco não cumpre o prazo de 15 minutos?Acho um abuso.Há um ano fiz reclama~]ao junto à Previ e citaram o tal do regulamento.É muito pouco caso do Banco do Brasil.Pedi para sair para outro Banco e não consigo.Só péssimo atendimento.Por favor , reclame isso junto ao Banco e junto à Previ.Grato, edmílson em Januária mg.

Anônimo disse...

Enquanto não soubermos o que será feito com os débitos de terceiros continuamos na mesma situação da extrapolação da margem consignável 30%. As ações judiciais, inclusive a da Anaplab, enquadram todos os credores. Quanto a Previ ela deve continuar como responsável por não ter controlado a margem consignável e autorizado os débitos de terceiros durante anos. Por enquanto continuamos com o mesmo montante de débitos muito acima dos 30% independente de transitarem na folha ou débito em conta.

Anônimo disse...

Cato Ari não abandone esta ação porque muitos estão com os débitos em conta corrente extrapolando e muito os 30%. AQuaman ainda e o único caminho dos aposentados.

rafa disse...

É isso mesmo, professor. Uma atitude simples que põe fim a milhares de ações judiciais. Não acredito que a PREVI teria interesse em alimentar grandes bancas de advogados. Lembro-me das instruções do banco para se ajuizar dívidas ... Tinha que ter um mínimo de chance de êxito, justamente para fugir de honorários, custas, sucumbência, etc. A mesma coisa acontece com as ações RMI: o TST já sumulou para as ações sem decisão de mérito até abril de 2016. Mas o STJ ou o STF podem muito bem seguir o mesmo entendimento. E aí? Agora, com a possibilidade de se requerer nos Juizados Especiais locais invocando o Estatuto do Idoso, a chance de a PREVI perder é muito grande. E os custos Brasil afora?
"Um BOM acordo é melhor do que mil demandas"

Anônimo disse...

ES opção prefixado e com possibilidade de migração dos ES em ser.

Anônimo disse...


Concordo plenamente com o Anonimo das 11;32

Anônimo disse...

Edmilson,

Atendimento bancário além de 15 minutos dá direito a danos morais. Veja com um bom causídio o que voce precisará. Suponho que voce deverá guardar a senha e a autenticação do documento para fazer prova no Juizado Especial.
Que o colega desta agência "gerente" fique atento com o tempo de espera do cliente.

SE FOSSE VOCE ENTRARIA NO JUIZADO DE PEQUENAS CAUSAS E REIVINDICARIA DANOS MORAIS.
Isto somente acontece aqui. No velho continente as coisas são diferente, suponho.
Abs.

Previ, não é confiável.... disse...

Caro Ari,

É MUITO CEDO PARA PARABENIZA-LOS. OS ANTECEDENTES NÃO RECOMENDAM.

Acho que a dona madrasta está se livrando dos debitos de terceiros, utilizando a margem para comportar os débitos relacionados com a previ.
E os velhinhos que se virem para se entender com a Cooperforte e demais que só querem saber de receber, e nada de possíveis acordos.
Entao a hora é de precaução. E, ainda acho que aumentarão as ações contra a dona previ para que o AJUSTE no valor das consignações contemple os débitos da previ juntamente com os de terceiros.

ESPERO ESTAR ENGANADO.

Anônimo disse...

Certíssimo o anon 15:05 Não há motivo para parabenizar a Previ porque eles só estão querendo se livrar e como disse o colega deixar os velhinhos que se virem com a Cooperforte e os demais.Também acho que aumentarão as ações e a Previ tem que figurar nelas porque o certo de acordo com a lei e com as decisões judiciais é que os 30% seja rateado entre todos os credores e não ficar só para a Previ.

Anônimo disse...

Excelente o comentário do colega acima. Na verdade, a PREVI quer apenas se livrar dos débitos dos terceiros. A ação dos 30% tem a finalidade de limitar em 30% o total dos débitos consignados. Quem tiver a ingenuidade de transferir para a conta corrente as consignações da Cooperforte, Crediscoop e outras, apenas estará sendo vítima da esperteza da PREVI. Eu, pessoalmente, tenho, através de ação judicial, garantidos os 70% do meu salário; os 30% a Previ é obrigada, por determinação judicial, a reparti-los entre a Cooperforte e a Crediscoop. Ao limitar os descontos das consignações em 30% a Previ é obrigada por lei a reparti-los com todas as demais consignações. Daí a necessidade, prezado professor Ari, de orientar os colegas com descontos consignaveis na FOPAG para que não caiam nessa verdadeira armadilha da PREVI!!!! Saudações.

Anônimo disse...

Vejo com cautela. Muitos participantes pagam a anos o seguro CAPEC que pelo que entendi será retirado da folha. Em razão da crise financeira que assola na quase totalidade dos participantes/aposentados, muitos depois de anos de assegurado, o que resta de certa segurança para família com sua falta, poderá deixar de existir com a inadimplência. Chegaria a ser um estelionato (no meu caso mesmo desde o ano de 1969 pagando) com a agravante de ser a vítima pessoa vulnerável.

Edmilson lopes de sousa disse...

Boa tarde,Colega das 14:34 h.O caminho é esse mesmo.O Banco do Brasil em Januária-mg está um banco largado.Já é segunda vez que acontece comigo.Tanto que já aplico os meus trocados da CEF,Tomei abuso do Banco do Brasil.Ainda bem que não devo um tostão a eles,graças a Deus.Obrigado,Colega. edmílson em Januária-mg.

Ari Zanella disse...

Caros Colegas,

O seguro CAPEC não é de terceiros. É da própria PREVI. Portanto, ele NÃO SERÁ retirado da folha de pagamento.

Anônimo disse...

Ari, A Previ chutar para a conta corrente os débitos da folha de pagamento que extrapolam os 30% permitidos por lei NÃO MELHORA EM NADA NOSSA SITUAÇÃO, não temos receita para pagar a não ser dilatação nos prazos para diminuir as parcelas, mas aí só com ação judicial...

Anônimo disse...

Gostaria de saber como a Previ vai resolver meu caso que a soma da parcela do ES mais a parcela do Financiamento Imobiliário já ultrapassam os 30% que recebo.
Vou ter q pagar um dos dois com débito em conta corrente? Com que dinheiro? Se cada vez o benefício da Previ q recebo da muito mal para comer muito mal?

Edmilson lopes de sousa disse...

m
Senhor(a) EDMILSON LOPES DE SOUSA

A PREVI confirma o recebimento da mensagem abaixo.
Aguarde nosso retorno em breve.

Gerência de Atendimento
PREVI

Esta mensagem é automática e seu retorno não é monitorado.

__________________________________________________________

Data: 22/11/2016
Tipo: Reclamação

Mensagem: Boa tarde.Senhores,venho ,por meio deste,solicitar da Previ, a excepcionalidade de que meu contra-cheque seja a crédito da Agência da CEF em Januária mg, ag.0771,conta 226808.Ontem, dia 21.11.2016, consegui a senha Po14, às 11:42,para obter um TED, de valor alto, nos caixas e só fui atendido às 12:52, horário que consta no TED. A Ag~encia de Januária-mg não cumpre o prazo de 15 minutos para idosos,mesmo funcionário do BB.Já é a segunda vez que acontece e a funcionária-caixa ainda quer ter razão, com um patrão desse que não cumpre as lei do País.Sei que, por força do regulamento , a folha é do BB.Seria então o caso de chamar um BO, para levar um banco desse omisso.Sabemos, nós os aposentados que o Banco quer nos ver pelas costas,mas há um prazo razoável para atender.Há muito notei que o Banco não nos quer,tanto que já levei meus trocados da CEF, para que eu não me adoeça de tanta perseguição desse Banco do Brasil.Finea fazer chegar à Ag~encia de Januária esse meu protesto e liberar excepionalmente o crédito de meus vencimentos no banco que me respeita como idoso que sou e não ficafr me adoecendo doentro da Agência do Banco do Brasil.Parace-me que esse PROTESTO tem amparo legar.Perei eu então de denunciar com BO esse Banco na Justica?Grato pela resposta.Edmílson Lopes de Sousa matr. 2.670.580-X,aposentado em Januária-mg, ag. 283-6.

Matrícula: 2670580
Nome: ED

Anônimo disse...

Vejo algumas reclamações na demora do atendimento para os preferenciais. Aqui na minha cidade é a mesma coisa, a fila dos clientes "normais" é mais rapida. E a grosseria no atendimento é simplesmente fora dos parametros normais da boa educação. Lamentavel.

Camilo - jundiai disse...

Sr Ary, eu fiz uma consulta junto a PREVI sobre a margem de 30%, e obtive a resposta. Sera que posso publicar aqui no blog? OU, se achar prudente, me passe seu e mail, eu te mando o texto e o senhor verifica se vale a pena publicar aqui no blog.

Anônimo disse...

Professor pela caligrafia, quem redigiu esta nota foi o mesmo que escreveu a reprimenda, confere? A letra é igualzinha...
Outra coisa, como perguntar não ofende, o famigerado RENDA CERTA não teria sido utilizado para irrigar campanhas políticas de algum partido? Depois que abriram a tampa da caixa de esgoto não duvido de mais nada.

Anônimo disse...

As contribuições Previ, Cassi e Capec continuarão sendo descontadas em foha de pag.

Se a soma desses encargos for superior a 10% (40 menos 30) do
benefício disponível a MC fica reduzida, ainda que minimamente.

Anônimo disse...

Sabemos que no futuro o atendimento em quase 100% será realizado por máquinas próprias.

Desta forma cabe a sugestão de que as associações, órgãos e entidades voltados para os idosos, comecem gradativamente a implementar a inclusão digital.

Assim os menos habituados com a moderna tecnologia não mais verão esses equipamentos como estranhos ou "inimigos", mas, sim, como agentes facilitadores.

E com isto os "babaquinhas" simplesmente irão perder seus empregos.

Quem viver verá...

Ari Zanella disse...

Camilo - Jundiaí - SP (20:20)

Mande aqui nos comentários, caro amigo Camilo. Será muito interessante conhecer o pensamento da PREVI no detalhamento de questões.
Forte abraço!

Ari Zanella disse...

RESPOSTA RECEBIDA DA CASSI SOBRE PERGUNTA EFETUADA NA POSTAGEM "CASSI COM OUTROS CONVÊNIOS"

Obs: Publiquei a Resposta no corpo daquela postagem.

--------------------------------------------------------------------
Brasília-DF, 22 de Novembro de 2016.
Prezado(a) Sr(a) ARI ZANELLA,

Prezado Sr. Ari,

Esclarecemos que o Convênio de reciprocidade é a relação estabelecida entre entidades congêneres para utilização recíproca de suas redes de assistência médico-hospitalar.

A CASSI optou por celebrar convênios de reciprocidade com entidades de autogestão, registradas na Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS, tratando-se de convênio sem fins lucrativos.

Salientamos ainda que o convênio tem por finalidade garantir assistência médico-hospitalar aos participantes vinculados a convênios de reciprocidade, por meio da cessão da rede credenciada, como forma de suprir eventual insuficiência de prestadores de serviços nas respectivas redes, exceto nos municípios onde a conveniada está sediada.

Atenciosamente,

Juliana Ouriques Laurindo
Assistente Administrativo de Área de Negociação e
Relacionamento com Clientes
(48) 3952-2900

CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL
Para um melhor atendimento, orientações e informações devem ser solicitadas no “Fale com a Cassi” (Contato Eletrônico) ou 0800 729 0080.

Anônimo disse...

E o cancelamento das prestações em dezembro, janeiro e fevereiro?? Me dá notícias Ari?

Ari Zanella disse...

Prezado Anônimo das 00:17

Estou tão ansioso quanto você para saber. Peço gentilmente que aguarde até sexta-feira. Se eu tiver notícia antes eu aviso aqui no blog. Um abraço.

Camilo - jundiai disse...

Fiz um questionamento junto a PREVI, e vejam a resposta: "Nº de Atendimento: 68948750
e-mail: camilo.cury@yahoo.com.br


Senhor Camilo,

A Lei 13.183/15, que alterou a Lei 10.820/03, definiu novos parâmetros para a limitação de descontos em folha de pagamentos, passando a incluir nesta regra, as operações realizadas com entidades abertas ou fechadas de previdência complementar pelos respectivos participantes ou assistidos.

Visando preservar dos benefícios previdenciários, pagos aos seus participantes, a Previ vem promovendo mudanças, com o objetivo de desonerar as folhas de pagamentos de seus aposentados e pensionistas, como a revisão do modelo de cálculo das margens consignáveis, bem como ajustes na apuração dos limites para a contratação de operações de Empréstimos Simples e Financiamentos Imobiliários.

Em breve, outras providências relacionadas à limitação de consignação de débitos de natureza pessoal (descontos não obrigatórios) também serão implementadas, em complemento às providências já adotadas.

Por fim, informamos que não está prevista a suspensão de descontos de parcelas de operações de crédito firmadas com a Previ (Empréstimo Simples e Financiamento Imobiliário) contratadas em período anterior à publicação da Lei 13.183.

Atenciosamente,


Gerência de Atendimento
PREVI

O retorno desta mensagem não é monitorado. Caso necessite respondê-la, encaminhe sua mensagem por meio da seção Fale Conosco, opção Participante.

----------------------------------------------------------------------------------------------

Data: 26/10/2016 11:29:00
Assunto: Outros Assuntos - MARGEM CONSIGNAVEL
Tipo: Solicitação

Mensagem:
Considerando a nova margem consignavel em vigor a partir do dia 25.10, venho solicitar esclarecimentos quanto aos debitos do EMPRESTIMO SIMPLES e FINANCIAMENTO IMOBILIARIO, pois os mesmos ultrapassam 30% de minha renda, ferindo assim a Lei em vigor"

Anônimo disse...

O abaixo assinado para suspender o ES previ foi entregue sexta ao Marcel que se comprometeu de leva-lo a reunião desta semana.

ANTONIA disse...

Colega Edmilson Lopes de Souza,
Meu caso é igual ao seu, tenho conta na Caixa que é mais próxima de minha casa, então, qdo recebo meus proventos faço um TED, pelo site do BB e o dinheiro é transferido na hora e sem custos.
Resolva todos os meus negócios (pagamentos, transferências, agendamentos), em minha casa, pelo computador ou celular sem problemas.
Se vc não tem senha da internet, dirija-se à agência e peça para fazerem. ok??
Espero ter ajudado.

Anônimo disse...

Alpha Cash já cancelou todos os limites.

Anônimo disse...

#ULTIMOQUESAIRAPAGAALUZ

Anônimo disse...

Professor,

Não sei é a velhice, mas tive a impressão de ter visto no globinho uma bandeira japonesa. Será que enviarão kamikazes para terminar o serviço?

Que medo

Anônimo disse...

Numa rápida análise do atual cenário do conglomerado, tudo leva a crer que as atuais medidas são prenúncio dos respingos da Lava-Jato que estão por vir.
Parece que está se tornando impossível segurar o envolvimento dos bancos públicos. A batalha tem sido ferrenha, mas o Brasil de hoje é outro e não comporta mais o simples arquivamento das investigações com consequente sepultamento da Operação.
O ano de 2013 foi catastrófico para os político$ que se julgavam intocáveis. O povo foi a rua COMO NUNCA ANTES VISTO NA HISTÓRIA DESSE PAÍS.
Quais foram os critérios adotados para emprestar a grandes empresas que hoje se encontram inadimplentes? Fica mais fácil jogar a conta para despesas com pessoal numa tentativa frágil de conter gastos. No raciocínio usual do banco de utilizar o fundo de pensão como reserva financeira, lhe repassando a folha de pagamento, esquece que a instituição está anos luz distante de Bradesco e Itaú em tecnologia. Retirando do seu quadro os funcionários mais experientes, faz o caminho inverso das empresas transnacionais mais desenvolvidas, na medida que não está tecnologicamente preparado.
Antigamente chamavam isso de bomba relógio.

Anônimo disse...

Bom dia Prof. Ari, gostaria de saber se tem alguma solução para aqueles que recebem por conta salário, como eu que antes recebia contra recibo e porisso ficam impossibilitados de solicitar o ES 13° , acho injusto pois tal adiantamento tem uma tx razoável e iria nos tirar do sufoco neste fim de ano. A PREVI informa que só pode fazer o crédito em cta corrente do Banco do Brasil, esta eu já não tenho, foi cancelada quando fiquei inadimplente, será qua não poderia ser numa cta da CEF? Verifique por favor, creio que tem mais colegas na mesma situação.Obgda

Carlos - Rio Pardo(RS) disse...

Sr. Ari - Poderá já ser em dezembro o início da cobrança adicional da Cassi? Ou mais provável em janeiro? O que o Sr. acha?
Abr,carlos-rio pardo-rs

joao trindade disse...

Não tenho bola de cristal (dr.Medeiros) mas o Banco do Brasil será privatizado e a Cassi terceirizada. Quem estiver vivo em 2018 verá.

Anônimo disse...

Para os 12.000 sobre endividados resta a inadimplência ou a fome.

Anônimo disse...

Pela liberdade de poder receber o salário, pago pela Previ, via BB, onde desejarmos. Queremos nossa 'Carta de Alforria' do senhorio Banco do Brasil S/A.

Josué
PARANÁ

nlr disse...

NLR DISSE: SERÁ QUE AGUENTAMOS ESPERAR ATÉ JANEIRO/17 AS MUDANÇAS PROPALADAS PELA PREVI SOBRE OS 30%? ENQUANTO ISSO ACAO DE CONSIGNAÇÃO NELES. A PROPOSITO A COOPERFORTE SUSPENDEU TODOS MEUS LIMITES DE CREDITO, ALEGANDO UMA AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM ABRIL DESTE ANO. QUAL O RISCO DO ADIANTAMENTO 13O.???, NÃO CONSIGO ENTENDER TANTA REPRESÁLIA! POR OUTRO LADO, JUSTIÇA SEJA FEITA, A PREVI MANTEVE O LIMIE DE 13O SALÁRIO, INCLUSIVE Já CONTRATEI NOVA OPERAÇÃO,COM O CREDITO EM CONTA NESTA DATA; SERIA O CASO DO PROFESSOR LEVAR A NOSSA REINVIDICAÇÃO À COOPERFORTE? GRATO.













Anônimo disse...

Devido a ação 30% consignado, a Cooperforte nos trata agora como "persona non grata". Não credita mais as sobras anuais, não permite renovação de empréstimos nem para baixar ou renegociar o valor das parcelas. Só temos agora o direito de pagar o que devemos e aguentar as represálias da Cooperforte. Enquanto isso aguardamos o desfecho de Ação Consignados 30% que até agora não houve nehnhum resultado. Nem podemos desistir da ação nem voltar as boas com a Cooperforte. Não acho justo, não tivemos intenção de prejudicar a Cooperforte, apenas estamos em busca de um ajuste sem querer prejudicar ninguém. Lamento que sejamos tratados assim por "nossa parceira".

Anônimo disse...

Prof.Ari,

Quem tem ação 30% pode fazer o ES 13º se a Previ liberar ou pode prejudicar a ação?

Anônimo disse...

Boa tarde Prof Ari, poderia me informar como anda a AÇÃO Cesta Alimentaçao para os aposentados por invalidez? é uma ação separada daquela que foi encerrada.Obgda.

Anônimo disse...

NLR foi só o começo. No meu caso a Cooperforte suspendeu todo tipo de empréstimos, não participei da distribuição das sobras, perdi R$ 950,00, e não permitem retirar o excesso do capital.

Anônimo disse...

COLEGAS PREOCUPADOS

AÇÃO DE DANOS MORAIS E MATERIAIS (JUIZADOS ESPECIAIS) CONTRA COOPERATIVAS QUE DEIXAREM DE CREDITAR AS SOBRAS, UMA VEZ QUE AS SOBRAS FORAM OCASIONADAS PELOS SALDOS DEVEDORES QUE AJUDAMOS A CONSTRUIR. SUSPENDER OS SEUS PAGAMENTOS EM VIRTUDE DE AÇÃO JUDICIAL DOS 30%. É ÓBVIO QUE SE TRATA DE RETALIAÇÃO, VIDE CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR.
ISSO SOMENTE ACONTECE EM NOSSO PAÍS.


BUSQUEM JUIZADO ESPECIAIS REIVINDICANDO DANOS MATERIAIS E MORAIS.

Abs.
Tenho dito.

WILSON LUIZ disse...

A quem interessar, hoje, às 23:00, na Globonews, a Jornalista Miriam Leitão(esta é craque), entrevista o presidente do Banco do Brasil.
Espero que compense o vexame daquele programa sobre fundos de pensão, em que o maior de todos, a PREVI, sequer foi lembrado.

Edmilson lopes de sousa disse...

Boa tgarde, Antônia.Grato pela informação.Não coloquei meu movimento financeiro pela internet,por receio de fraude de senha.Opero os terminais de adentimento, saldo pelo 0800 729 0001.TED , no autoatendimento, por até 3 mil reais. Uma transferencia de 30 ou 50 70.000,00 pode ser feita pelo notbook, para crédito na CEF no mesmo dia? Você sabe me dizer se pode,para o mesmo dia, valores altos.Se puder, estou animado a correr o risco e colocar o movimento pela internet.Aguardo sua resposta.Grato,edmílson.

Ari Zanella disse...

Anônimo 15:49

Qualquer tipo de ação pode ser acompanhada on line em nosso site:

www.anaplab.com.br AUTOATENDIMENTO - MINHAS AÇÕES

Ou envie e-mail para tesouraria@anaplab.com.br

que o Gilvan lhe responde.

Rubens disse...

Ao colega anônimo das 15:42 hrs, do dia 23/11/16, estou com a ação dos 30% e não consegu
i fazer o ES 13 sal., liguei na Previ e me negaram por causa da ação dos 30%, me ferrei, pois estou precisando desta grana, o que poderemos fazer???

Anônimo disse...

COLEGAS,

CRÉDITOS DA PREVI NA SUA C/C.

TRANSFERÊNCIAS VIA TED ATÉ R$3.000,00, SEM DESPESA, DO BB PARA QUALQUER BANCO. >>>>>>>>>>>>>>VIA INTERNET<<<<<<<<<<<<<. CAI NA HORA E VOCE EVITA: SOL, CHUVA, FRIO, CALOR E GASTO: ESTACIONAMENTO, GASOLINA, FICA LIVRE DE ASSALTOS E OUTROS TRANSTORNOS.
Abs.

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


O Sr. acredita que se a PREVI não "bater o martelo", da Suspensão das parcelas de DEZ/16, JAN/FEV/17, do ES até sexta-feira dia 25/11/16, haverá prorrogação?

antonia disse...

Edmilson, seu limite eh calculado e determinado pela agência que vc tem conta. Limite para transferências e pagamentos pela internet. Tem tb o agendamento que vc pode fazer com uma antecedência de 2 dias e os valores são mais altos. No site pode ser consultado em meus limites ou pedir ao seu gerente pra lhe informar. Qto a segurança eh só comprar um antivírus bom, eu por ex. Já faço uso desse esquema há muito tempo e não tive problema nenhum. Qdo viajo, faço minhas operações pelo celular tb sem problemas. Faz muito tempo que não preciso ir a uma agência.

Anônimo disse...



http://portalnoar.com/bancarios-aderem-paralisacao-e-agencias-abrirao-com-atraso-de-duas-horas-na-sexta-feira/

Anônimo disse...

Alguém aí do Sul poderia explicar o Senador Roberto Requião?

Não sei qual é o time dele

Anônimo disse...

A retaliação pela ação 30% pela Previ e Cooperforte deveria ser informada ao Juiz da ação pelo menos para mais rapidez. Também deveria ser informada ao MPF.

Edmilson lopes de sousa disse...

Obrigado,Antônia pelas informações.edmílson.

Anônimo disse...

Ao colega Edmilson Lopes de Souza/Januária (MG)

Edmilson, o Banco do Brasil de hoje é outro (apenas um tamborete). O que você narrou acontece não é só em sua cidade não. Na cidade de cataguases (MG) hoje (23/11/2016), as 11:10 h, tinha, apenas, 02(dois) caiex atendendo a clientela e o caiex responsável pelo atendimento prioritário (senha P) não chamava apenas esta senha. Intercalava-a com outras, ou seja, não o cumprimento da lei relativa ao atendimento prioritário.
Outra: no 2º dia da greve dos bancários a mesma agência acima citada retirou dos terminais de auto-atendimento a opção DEPÓSITOS, ou seja, os clientes não poderiam efetuar depósitos nos TAA. Foi necessária uma reclamação na Superintendência em Juiz de Fora-MG para que esta operação voltasse a ser permitida nos TAA. Uma baita falta de respeito com os clientes, concorda?
Um forte abraço.

Anônimo disse...

Essa lei é de 4 de novembro de 2015. Quero saber Professor, se as prestações de ES e CARIM vão baixar para 30%? E se baixar a PREVI vai devolver o troco de 13 meses. Deus meu, tudo nessa Previ para os sobreviventes do plano 1 é nebuloso. Recebo 2.700 pela Previ e tem um bom tempo que apartei o INSS de lá. Debitam os ES, Cassi, parcela previ e sobram 600 reais. Cooperforte, Anabb, etc extra Folha. CARIM passa batido. Pergunto: Vão cobrar em Janeiro somente 710 contos? Ou não reduzem valores de ES e CARIM para os 30%??? Help sábio Mestre acudam-nos. E desculpe se postei asneiras. Estou confusa!!!Socorroooooo

Anônimo disse...

Finalmente os políticos tomaram vergonha na cara. Na Alerj resolveram cortar as horas extras incidentes nos coquetéis, vagas na garagem, um milhão e meio de reais com selos.

Ufa! Coitados

Anônimo disse...

Pessoal,

Agora 23:00 o presi do guloso na Globo News

waldemar veras disse...

Caros colegas Edmilson e Antonia.

Todos podemos usar portabilidade de salário que foi criada em 2006 pelo Conselho Monetário Nacional por meio da resolução 3402-06. No entanto, quase dez anos depois ainda existem dúvidas sobre como é feita a transferência de um banco para o outro.
O processo, na verdade, é bastante simples. Todos os bancos são obrigados a realizar a transferência dos proventos de salário sem taxas para outra instituição, após a solicitação do cliente. Mesmo que você tenha financiamentos ou empréstimos com o banco, o valor poderá ser descontado e depois disso, o restante é transferido para a conta indicada.

Nós temos o direito de escolher em qual Banco manter nossa conta bancária.A portabilidade permite que receba seus proventos no BB na conta salário e as transfira para o banco de sua preferência.É só fazer uma correspondência solicitando transferência para sua conta na CEF e o seu crédito sai da sua conta salário para o seu Banco, na mesma hora do crédito da folha. Verificando-se apenas o trânsito(passagem) pelo BB. Todos temos a conta salário para o crédito da PREVI. Os saldos deviam ficar nessa conta. O BB por iniciativa própria ou
por autorização nossa transfere para conta corrente.

Anônimo disse...

Primeira mentira: Entrou como menor aprendiz e desde essa época contribui para a Previ - Menor não contribui - ao ser confrontado por ser aposentado com 51 anos contradizendo a política do governo.

Detalhe: SEM TETO

Segue o jogo...

Anônimo disse...

Fraquinho demais. Se enrrolou mais do que novelo de linha. O mal do paraquedista é esse, quando fica frente a frente com uma águia arreia os quatro pneus e até o estrepe

Tamu fumado

Anônimo disse...

Prof.Ari,
neste mês de novembro recebí meu pagamento na conta salário inclusive com as prestações e 13 salário da Cooperforte.No mês de dezembro vai vir também a prestação de dezembro na conta salário? Tenho ação 30% consignado através da Anaplab, grupo l9, que infelismente não anda.Devo à PREVI, Cooperforte e BB dividas em CDC que eram debitados na conta corrente que parei de pagar já faz 3 anos.
O Sr disse que a PREVI ficando na margem dos 30%, não seria necessária mais esta ação movida pela ANAPLAB.Mas como devo a Cooperforte que talvez não vai fazer mais parte da folha de pagamento, tem o BB com os CDCs debitados em conta corrente.Pela norma, caso a ação seja ganha não teria de ratear minhas dívidas entre os três? Neste caso a prestação da PREVI cairia mais ainda.
Lourival

Ari Zanella disse...

Caro Lourival,

Até janeiro 2017 continua tudo igual como sempre foi. O que quero dizer é que , NO FUTURO, não haverá mais necessidade de ação judicial, pelo menos, tendo a PREVI no polo passivo.

Edmilson lopes de sousa disse...

Bom dia. Obrigado Waldemar Veras pela orientação.Obrigado, Antônia. Vou me inteirar dessa orientação.Estou aguardando resposta da PREVI do e-mail que enviei.Sempre vejo nossos Colegas falarem dessa conta salário. Para mim , vai ser bom,pois, graças a Deus, não devo um tostão ao banco e ainda tem uma pequena aplicação lá.edmílson em Januária-mg.

Edmilson lopes de sousa disse...

Bom dia, Colega de 23.11.16, 21:29,muito obrigado.É um vergonha o que está acontecendo.Vamos ver até aonde vai isso!

Anônimo disse...

Prof.Ari, muito obrigado pelas explicações.Tenha um bom dia.
Lourival

Anônimo disse...

NOTÍCIAS DA PREVI DE 25/11/2016 - ENTRE OUTRAS - PRESTAÇÕES EMPRESTIMO SIMPLES NÃO SERÃO SUSPENSAS...

Quais fatores contribuem para margem negativa?

O principal fator que influencia a margem negativa são os débitos de compromissos financeiros. Esses débitos deixarão de ser efetuados se a margem for negativa a partir de janeiro de 2017.

Outro fator foi a suspensão da cobrança das parcelas do Empréstimo Simples que aconteceu em 2014 e 2015, que gerou diversos impactos: quanto maior o prazo de interrupção do pagamento das prestações, maior o desequilíbrio do contrato, já que os saldos devedores dos empréstimos continuam sendo corrigidos no período da suspensão sem que exista amortização. O efeito da suspensão das prestações também gera a possibilidade de resíduos no fim do contrato, que devem ser quitados juntos com a prestação ou refinanciados, a critério da PREVI, como dispõe o Regulamento do ES.

A suspensão também trouxe consequências negativas para a formação do Fundo de Quitação por Morte (FQM). Do total de mutuários da carteira do Plano 1 do ES, que em setembro tinha 54.800 associados, 62% possuem idade a partir de 60 anos. Como a não cobrança das parcelas é uma situação que não ocorre nas condições normais do Empréstimo Simples, a possibilidade de liquidação dessas prestações pelo fundo não estava prevista nos cálculos atuariais de dimensionamento do FQM. No trimestre de julho a setembro de 2016, a utilização do fundo consumiu 97,6% da arrecadação no período. A matéria “Empréstimo Simples no Plano 1: o que é FQM?” traz mais informações sobre o Fundo de Quitação por Morte.

Estes itens foram considerados em estudo sobre a viabilidade da suspensão da cobrança das parcelas do Empréstimo Simples. A Diretoria Executiva da PREVI, pensando na sustentabilidade do Fundo de Quitação de Morte, decidiu após análise que as prestações de dezembro de 2016 e de janeiro e fevereiro de 2017 serão cobradas dos mutuários normalmente, conforme o cronograma previsto na contratação.