BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

O VOTO "SIM" É FAVAS CONTADAS

   Os apoiadores do voto "SIM" para o "Memorando de Entendimentos" não desejam apenas a vitória, pura e simples, querem, sobretudo, vencer convencendo. Se irritam com os "frágeis" argumentos dos que defendem o voto "NÃO" embora defendam o "direito" que a democracia lhes faculta.
   Vejamos quem assina o tal "Memorando de Entendimentos" em nome do patrocinador. Em vez do presidente do Banco, Paulo Caffarelli, a primeira assinatura é de Emerson Luís Zanin, um auditor do BB que recentemente estava na PREVI (Foi dele que recebi o inquérito administrativo que o CD do fundo me impôs quando conselheiro Consultivo do PB1). Ora, auditor é um advogado de graduação elevada, e neste Memorando a parte mais reclamada é a segurança jurídica. Se fosse apenas pela constatação de que é um excelente negócio para a CASSI (por extensão para todos nós usuários do Plano de Benefícios) votaria "SIM" sem pestanejar, de olhos fechados como se diz. Mas vejamos apenas dois aspectos analisado por Sérgio Faraco, ex-candidato ao cargo de diretor de Planejamento da PREVI (que votou pelo "SIM"):

"A preocupação que deixa muitos em dúvida é que, aprovada a alteração estatutária e tornada obrigatória nossa contribuição extra, o Banco e a CASSI não formalizem o convênio em que constarão todas as responsabilidades assumidas pelo BB." (...) Veja toda a explicação do Sérgio no Blog do Adaí Rosembak. Clique Aqui

   Logo após o Sérgio Faraco, o grande amigo Adaí coloca o depoimento do sr. Arialdo Pacello, o qual inicia nestes termos:

"Foram mentes avançadas, iluminadas e privilegiadas que criaram a PREVI e a CASSI. Poderíamos até dizer que foram áureos tempos, onde me parece que funcionário do BB era um diferencial." (...) Pode ser visto na íntegra no mesmo link acima.

   É preciso lembrar ao nobre Arialdo que hoje tudo está diferente, com o agravante que temos o PREVI Futuro integrando o Plano de Associados, cuja média salarial é muito baixa e normalmente tem mais dependentes do que um aposentado antigo.
    Apesar dos pesares, não vejo como este plebiscito não seja aprovado. Vai ser com certeza. O que deve nos preocupar é o cumprimento das promessas da parte do BB, caso contrário, será igualzinho aquele Acordo fajuto da distribuição do superávit em 2010. O Banco entrou com a experiência e nós com a fome por migalhas. O Banco saiu com a melhor parte(bilhões de reais) e nós com a amarga experiência de coito interrompido 12 meses antes do fim mais a triste experiência de voltar a contribuir com 4,8%!
"Quem foi mordido por cobra tem medo até de linguiça!"


35 comentários:

Anônimo disse...

É por aí. Quem gosta de se enganar acredite no BB. Certa feita assisti uma audiência publica sobre cartao de credito. E o representante do BB era o garoto boy Caffarelli, na sessao, em plena camara dos deputados ouvi e vi quando ele descaradamente disse que o BB nao mandava cartao de credito sem anuencia do cliente. Negou peremptoriamente. Era administrador de agencia na época. E a meta da agencia que eu administrava era 100% enviar o cartao e liberar a funçao credito. Pergunta-se: como se pode acreditar nessa gente? Eles vendem a mae e entregam. Vamos boicotar a PREVI. Para que possamos ter cacife na frente gente. Ideia: vamos deixar esses dirigentes nus, denunciando as falcatruas deles em venda casada. Aqui em Sao Paulo o custeio agricola só é liberado com vendas casadas. Sempre foi assim. Vamos sugerir CPI.Boca no trombone. O assedio moral corre solto. No Piaui teve um superintendente " Santana" que provocou mais de 100 casos da Síndrome de Burnout. Caso apurado e comprovado pelo MPT. Bala na agulha nós temos. Vamos quebrar o pacto do silencio... Nao podemos assistir silenciosamente esses malfeitores destruírem o Banco.
Vamos exigir a relaçao dos aposentados que ganham acima do TETO. A hora é essa.

Anônimo disse...

Cadê a suspensao das parcelas ES?

Anônimo disse...

Estou desconfiado.
A pressão pelo SIM é muita, é enorme.
Os apoiadores dizem que a consultoria seria contratada para sugerir alternativas para a Cassi.
Já num vídeo divulgado no "CASSI EM DEBATE" site da Cassi, o seu presidente diz que a consultoria vai ajudar a implementar projetos já existentes. (???)
Tá mal explicado esse assunto. E o ingresso dos 23 milhões ?
Também a explicação não ajuda a entender.
Aliás, mais uma leve pressão. Recebi e-mail da Contraf Cut recomendando o voto SIM.
Como obtiveram o meu endereço ?

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


O anônimo de 16/11/16, 02:26, tem plena razão. Não deveria ser assim, mas o nosso Pessoal tem de entender, infelizmente, que estamos em uma "Guerra Total" e "Sem Quartel", contra o BB e a PREVI. Algumas medidas as vezes ventiladas nos blogs, por impraticáveis, tornam-se "utópicas", mas saber "quantos" e "quem são" os Sem-Teto é plenamente factível. Creio que seria oportuno "saber com todas as linhas", essa história "mal contada", do porque de sair da CLT para serem Estatutários. O momento é agora. Temos de "jogá-los as feras" (no bom sentido: entregá-los ao Ministério Público (MP) e ao Judiciário).

Anônimo disse...

Querido Ari!

Você é um formador de opinião , ainda mais que agora que o seu blog é o último dos moicanos. Vê este estudo da Cassi com carinho , eu ainda só um indeciso, mas quero votar consciente. Estou tendo a impressão que as anaslises não estão sendo científicas , há uma mistura de rancor e razão.

Anônimo disse...

Colegas,

recebi e-mail da contraf-cut, aquela que com seus nomeados prejudicou vários fundos de pensão, pelo que se lê na imprensa e é falado em todas as classes.
A contraf-cut que pela voz de um correligionário disse ao microfone, que iriam para a rua com ARMAS, para matar os contrários suponho/acho eu.

Votem sim senão possivelmente receberão represálias de mascarados se adeptos à seita esquerdista.

ainda vivemos sob o regime do medo, palavra chave nos corredores do banco do brasil, segundo o que se ouve nas esquinas.

Os sindicalista de esquerda continuam ditando normas aos dirigentes do banco do brasil?

Preciso de mais informações, pois está uma barafunda e minha saúde está por um fio com tanta controvérsia, talvez muitas mentiras.





Anônimo disse...

Recebi da Anabb tb, pedindo o "Sim"

Anônimo disse...

No meio de tanta notícia insatisfatória, pelos menos uma boa. Já está disponível no site do INSS o contracheque de nov/16 contendo a segunda parcela do 13º salário.

Anônimo disse...

Esses caras não são burros! Até porque burro não tem chifre. Veja bem, o camarada decide abaixar os grandes salários para jogar todos contra a Lava Jato. Pq não fez isso antes cara pálida de ralos cabelos?

No canto de cá, nossa única esperança é o cruzamento da Lava Jato com os fundos de pensão das estatais. Deve aparecer depósitos na conta de laranjas ligados a muitas pessoas que gostam de assinar documentos...


PLP 268 JÁ

Ari Zanella disse...

Caro (a) Anonimo (a) 10:32

Cada um que vote segundo sua consciência. Quem achar melhor o voto SIM, que vote pelo SIM. Quem achar melhor o voto NÃO, que vote pelo NÃO.

Se o Banco quisesse resolver o problema CASSI - EM DEFINITIVO - e não somente até dezembro de 2019, teria firmado uma proposta com elevação proporcional e igualitária para cada lado de 1,5%.

O Associado de 3% para 4,5%

O Banco de 4,5% para 6,0 %

Anônimo disse...

Colegas,

A cada situação de necessidade para resolver problemas de saúde, terei de entrar na justiça pedindo sentença que obrigue a Cassi/Banco do
brasil a pagar os procedimentos.

Justiça, quer estejam ou não conveniados os médicos e estabelecimentos hospitalares.

Digo isto, pelo simples fato da responsabilidade do Banco do
Brasil em cumprir acordo assinado, na época em que entrei para o funcionalismo, daquela brilhante casa bancária, nos idos tempos da década de 60 do século passado.

infelizmente, atitudes drásticas terão que ser tomadas contra a desfaçatez daquele que nos obrigou via contrato de trabalho em aceitar condições leoninas de Previ/Cassi.

E o faz até hoje com este "plebiscito".

E digo, sempre os administradores da Cassi e da Previ foram impostos pelo Banco do Brasil, isto como causa e efeito dos gigantescos prejuízos colhidos por ambas as entidades, o que responsabiliza ainda mais o BB.

Velho, mas ainda com indignação.




antonia disse...

Prof. Ari, vc tem razão, o SSISBB está fechando com o SIM. Somos votos vencidos, nunca iremos decidir nada, o que eh uma pena.

Anônimo disse...

Caro Ari,
Já passou da hora dos Aposentados aceitarem o plano1 Previ ser decidido pelo previ futuro. A Cassi foi consumida/destruída pelos carreiristas. E vamos esperar a Previ ser consumida/destruída pelos mesmos? Reação senhores! Rumo a retirada de nossas contas, aposentados plano 1, do BB atual. Esse BB guloso não se sustenta. Vejam o que fizeram com a Petrobras. Estamos indo para o mesmo buraco. Voto é NÃO!!!!!!!!!!!

ADEMAR disse...

Embora eu vá votar pelo não, tenho a certeza de que no Sim será vitorioso, pois atende aos interesses do Banco . Mas minha preocupação no momento é com relação a suspensão das parcelas do ES referente aos meses de Dezembro a Fevereiro, ninguem fala mais nada, Da Previ não se ouve absolutamente nada sobre o assunto é um silencio total. Para quem não pode renovar o ES esta suspensão é uma ajuda monstruosa, será que os magnatas da Previ vão nos negar essa ajuda?.

Anônimo disse...

Eu também recebi emails da ANABB, da Contraf-Cut, sugerindo voto Sim,
e outros informando a parceria da AAFBB e FAABB, no Acordo(???)CASSIxBB, e tudo isto e mais algumas me leva a lembrar que
foram essas meeesssmas entidades que ajudaram o BB e cia e nos prejudicarem com tantas perdas que vêm desde os tempos FHC...

Fazer o que? no momento é votar NÃO!!!

Ari Zanella disse...

Anônimo 10:14

Você vive batendo na mesma tecla toda hora. Eu já escrevi que a suspensão vai sair, porém, a sua divulgação no sítio da PREVI deverá ser na mesma época do último ano, ou seja, entre os dias 21 e 30 de novembro. Antes desse período ninguém vai divulgar nada. Favor esperar, viu?

Anônimo disse...

A Comissão de Empresa e a Contraf-CUT defendem a aprovação do acordo negociado com o BB pelas entidades representativas do funcionalismo, pelos seguintes motivos:


Vai garantir contribuições mensais extraordinárias de R$ 17 milhões pelos associados (1% sobre salário ou aposentadoria) e R$ 23 milhões mensais de aportes pelo banco, até dezembro de 2019. Os aportes do banco serão corrigidos pelo índice FIPE Saúde.
Será feita revisão de processos e de sistemas para racionalizar despesas, melhorar o atendimento e evitar aumento definitivo nas contribuições.
Será instalado Comitê de Auditoria.
As entidades representativas obrigaram o banco a assumir seus compromissos. No início das negociações, o BB queria impor a cobertura de todo o déficit aos associados e aumentar as contribuições somente dos associados. Depois de dois anos de pressões e negociações, o banco teve de arcar com sua parte.
Fica mantido o plano de custeio permanente: 4,5% do BB e 3% dos associados ativos, aposentados e pensionistas.
Fica mantida a solidariedade: todos contribuem com o mesmo percentual do salário ou aposentadoria e utilizam os serviços de saúde conforme a necessidade.
Ficam mantidos todos os direitos dos associados e os programas de atenção à saúde.
A Cassi continuará a implantação da Estratégia de Saúde da Família.
Sem o aporte extraordinário por 3 anos, a Cassi não terá como pagar todos os prestadores de serviços.
O Espelho Nacional é editado sob a responsabilidade da Contraf-CUT. Presidente: Roberto van der Oersten
Rua Líbero Badaró, 158, 1º andar, São Paulo, SP, CEP 01008-000. Mais informações no portal www.contrafcut.org.br.


A MUITO POUCO TEMPO VOTO DA CUT ERA CONDENADO POR TODOS. SÓ O RISADINHA PULOU FORA DA CANOA SABE-SE LÁ O PORQUE.
AGORA, TODO MUNDO DE MÃOS DADAS INDICANDO O CAMINHO.

QUANTAS VEZES DISSERAM QUE A CASA SERIA ARRUMADA? N

AUDITORIA NAS DUAS CAIXAS. PLP 268 JÁ!!!

Titi Maravilha disse...

Com a Previ sendo pressionada a cumprir a Lei do Consignado, acho difícil a suspensão das parcelas do ES.

Anônimo disse...

Colega 15.25,

A não cobrança de parcelas não tem nada que ver com Lei do Consignado. Salvo Melhor
Juízo, a parcela continuará a mesma e a margem consignável idem, bis idem.

Que diz o Professor?

Anônimo disse...

Cadê a suspensão das parcelas ES? Sai ou não

Ari Zanella disse...

16:01

Nada a ver uma coisa com a outra.

17:38

Para não xingá-lo, peço gentilmente que leia meu comentário sobre o assunto às 15:10 (Será que você não sabe esperar? Por que é tão ansioso?)

antonia disse...

Prof. Ari, vc tem razão, o SSISBB está fechando com o SIM. Somos votos vencidos, nunca iremos decidir nada, o que eh uma pena.

Anônimo disse...

A senhora Antonia tem razão.
Somos nada para a Cassi ou Previ.
O Banco não tem interesse no pessoal do PB1.
Só falta nos dar vacina para se livrarem de nós e acho que não demora.

Anônimo disse...

O que me deixa indignado é que em 2007 foi votada e aprovada a alteração nos estatutos da Cassi, com aporte de 300 milhões de reais pelo BB e a co-participação dos associados nos exames/consultas para resolver os déficits. Isso não resolveu e agora voltam a solicitar majoração de participação. A proposta atual é que O Memorando de Entendimentos contempla a realização de projetos estruturantes financiados pelo BB para melhoria e revisão de processos e sistemas e para aperfeiçoamento do modelo de gestão e de governança. Porque naquela época já não implantaram isso?

Copiei uma parte do que constava na proposta em 2007:

"A reestruturação da CASSI e a conseqüente alteração
no Estatuto são reivindicações antigas dos associados
para buscar equacionar o histórico de déficits do Plano
de Associados."

Quem quiser relembrar todo o processo daquela época o link é este:

http://www.cassi.com.br/images/jornalonline/PDFJornal/2007/Jornal%20CASSI53b_2007.pdf

Anônimo disse...

Ari, da um desconto para o colega ansioso... deve estar quebradinho, quebradinho "que nem eu"

😬😬😬

Anônimo disse...

PROF ARI,

CARÍSSIMO PROFESSSOR ARI, NA SUSPENSÃO DO ANO PASSADO DO ES, EU NÃO FUI
BENEFICIADO, A PREVI ALEGOU QUE EU TENHO UMA AÇÃO TRAMITANDO NA JUSTIÇA
PREVI-CARIM.
COM CERTEZA, ESSE ANO VAI SER A MESMA COISA, PERGUNTO AO
NOBRE AMIGO, SE DEVO JÁ FALAR COM MEU ADVOGADO PARA ENTRAR VIA JUSTIÇA,
PARA TER DIREITO A SUSPENSÃO DO DESCONTO.
ACHO UM ATO CRIMINOSO DA PREVI, AGIR DESSA MANEIRA, TODOS NÓS
SOMOS IGUAIS PERANTE A LEI, NÃO DEVE EXISTIR DISCRIMINAÇÃO.

UM TRÍPLICE ABRAÇO DO AMIGO.

Anônimo disse...

Lamento dizer que os aposentados vão ser tungados mais uma vez. Vou de NAO. Vamos fazer contato com o maior numero de aposentados.
ZEWELTO

Ari Zanella disse...

Ao caro Anônimo 23:19

Este é o lado perverso das ações judiciais. Há as retaliações. Acontece o mesmo na Cooperforte, Gente que tem a ação 30% Consignado não consegue nem mais adiantar o 13º salário, por exemplo. Acho que tem que escolher: Ou o benefício da ação judicial ou esses refrescos no meio do caminho.
Em todo caso, torço para que dê tudo certo.

Anônimo disse...

Apuração parcial de votação na CASSI

16/11/2016 - 17:35 hs

ativa - 73,1%

aposentados - 21,5%

E depois ficam reclamando e chorando pelos cantos.

Cambada de omissos.

Henrique Augusto disse...

A que ponto chegamos, estamos comemorando o contar cheque já estar disponível. Desconfiava da não suspensão das parcelas do ES, mas depois que li o relato do Professor Ari, soltei um UFA! Valeu. Quanto ao chato que fica toda hora perguntando, ele não é ansioso, ele é chato mesmo. Tenho transtorno da ansiedade, síndrome do pânico, más acredito que perco em chatice pra esse cara. Putz

Anônimo disse...

Colegas,

O chato também quer democracia.

No desespero até chatos ficamos.

No pavor até atitudes impróprias são tomadas.

No pânico ações tresloucadas se tornam imprevistas ou triviais.

Uma vez li há tempos que somos mais ou menos 120.000, dividindo em caráter e personalidade poderíamos ter uns 10% de alienados ou seja 12.000.

Ainda se calculava que dos doze mil poderiam haver uns 10% de indivíduos com baixa autoestima, ou seja 1.200.

Destes 1.200 teríamos uns 50% = 600 com tendências psicológicas com nível de periculosidade.

Aí talvez possa se subdividir pela metade e teríamos uns 300 com alto desvio de caráter sujeitando-se a cometer atos de insana periculosidade.

NÃO ESTOU AFIRMANDO NADA, SÓ ESTOU CONJECTURANDO SOBRE LEITURA FEITA MUITO TEMPO ATRÁS, NEM SEI SE FOI NESTE BLOG.

É POSSÍVEL QUE HAJA UM EXAGERO NOS NUMEROS, MAS CONCORDO QUE ALGUÉM PODERIA "PERDER A CABEÇA" e cometer um desatino.

Estamos em tempos de manifestações preocupantes no cenário nacional.

Convém não abusar do status de inatingível nas torres do poder, é o pensamento que me ocorre tendo em vista as constantes atitudes dos dirigentes, em sacrificar os idosos aposentados.

Espero a verdadeira democracia, porte de TODOS.



Anônimo disse...

A eterna agonia dos aposentados nunca acaba e a Previ parece se divertir com nosso sofrimento. Não se trata de atender ou não as nossas reivindicações mas pelo menos deveriam se posicionar rapidamente e sem rodeios para acabar com a ansiedade. Estamos pedindo suspensão das parcelas do ES e é evidente que eles tem posição definida mas não informam nem sim nem não.Referente aos débitos dos empréstimos só informam que cumprirão a margem de 30% em janeiro mas não informam como será a tal regra de transição. É claro que já está tudo definido mas não informam aos participantes até para que fiquem preparados.Qual o motivo de não informarem já e acabar com o suspense totalmente desnecessário e extremamente desgastante. Onde está a transparência?????

Anônimo disse...

300 !!! Um numero emblemático
Trezentos já derrotaram os persas.
Esses trezentos últimos citados poderiam fazer uma "manifestação pacífica" na porta do Courisco.

Anônimo disse...

17/11/16 10:29

Pelo que entendi dos artigos e comentários, a margem de 30% acobertará as consignações facultativas em ordem cronológica de ingresso.

As demais que se lixem...

Já no caso da ação judicial dos 30% tudo indica que o magistrado determina um "rateio" no pagamento das obrigações contraídas.

Mas acredito que o professor Ari talvez detenha melhores condições para esclarecer a dúvida.

Anônimo disse...

- Essa margem de 30% só se refere aos empréstimos com pagamento em trânsito pela FOPAG? - No meu caso só ES pois o da Cooperforte e do Banco do Brasil são débitos em conta, estes também são considerados para o cálculo da margem consignável? SR ARI, SE POSSÍVEL, ME RESPONDA/EXPLIQUE.