BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

DUAS FACES DA MESMA MOEDA

   Se você, meu caro associado da PREVI, ex-laboral do Banco do Brasil, quiser imprimir qualquer de seu contracheque, basta entrar no Autoatendimento do site da PREVI, desde que o mês solicitado não seja anterior a junho de 1999. Se você pedir, por exemplo, o contracheque do mês de maio/1999 aparece uma mensagem em vermelho com os dizeres: "Os contracheques anteriores a junho de 1999 deverão ser solicitados ao Banco do Brasil." Isto fere a igualdade de tratamento da relação fundo de pensão com o seu associado posto que privilegia uns em detrimento dos outros mais antigos. Por que razão este banco de dados dos pré junho de 1999 não foram até agora transferidos do BB para a PREVI?
     São estas coisas esdrúxulas, que não fazem o menor sentido, que depõem contra a administração de nosso fundo. Prova sem sofismas que esse decantado pessoal cedido ao fundo, chamado de super talentoso, não realiza o mínimo na parte administrativa para torná-lo exclusivo dos associados. Deixam, propositalmente, muitos associados ainda dependentes do patrocinador, conforme este caso dos contracheques anteriores a junho/1999.
    Sucede que eu preciso de um contracheque de abril de 1997 e quando vou à agência do BB solicitá-lo, tal pedido me é negado sem sequer dizer o motivo. No site da PREVI eu posso retirá-lo quando quiser, porém, no BB este direito me é negado.
     Não sei qual adjetivo devo utilizar para descrever tamanha tacanharia.
                     ESTILO "VEM QUE EU QUERO TE FERRAR!" 

41 comentários:

Anônimo disse...

Quero propor a ação RMI e no meu caso também tive negado o pedido dos contracheques do BB e quanto a ação trabalhista que reconheceu as horas extras e preciso da cópia do processo o pedido foi negado pelo TRT porque o BB solicitou "segredo de justiça".

Anônimo disse...

Do nada, eu fui ¨promovido¨a cliente ESTILO DO BB.
Tinha uma conta comum, onde era creditada minha aposentadoria e, sem me consultar, mudaram a agência.
O BB não respeita seus clientes e o relatado no artigo de hoje não é novidade.
De longa data, o banco virou um banco como outro qualquer.

Anônimo disse...

Professor,

Depois de tanto procurar o Cabral encontrou o pau Brasil em Bangu.

Anônimo disse...

Ari,
Boa tarde

Vamos pedir aos senadores: PAULO BAUER E ANAMELIA, e outros mais, para verificar com o Presidente da República, o que ocorre nas entranhas do BB e o Fundo de Pensão Previ.

Abs.

Anônimo disse...

E dessa negativa, já que se trata de documento originado em processamento do próprio banco, resultando em crédito em conta corrente, não cabe denúncia ao Banco Central do Brasil?

Se não, que tal uma notificação via tabelionato?

Os advogados que assessoram a ANAPLAB devem saber os caminhos.

Ari Zanella disse...

Colega das 16:58

Liguei agora para o gabinete do Senador Paulo Bauer em Brasília, falei com a secretária dele (Bernadete) a qual agendou para segunda à tarde um telefonema do Senador para mim. É a maneira mais rápida de cientificá-lo dos nossos problemas. Após falar diretamente com ele, pretendo elencar os principais pontos discutidos para enviar no seu e-mail pessoal, a fim de REGISTRAR nossa demanda e implorar para que leve a seus pares no Senado Federal.

Com efeito, precisamos agir! Ações superam mil palavras!

Obrigado pela cobrança.

Anônimo disse...

ari, não inventa. você sabe que até 1999 quem processava a folha de pagamento da PREVI era o BB. Me parece que está faltando assunto no blog. Porque não falar da Cassi e os seus dependentes?

Ari Zanella disse...

Colega 16:59

Há um preceito jurídico que diz: "Ninguém está obrigado a produzir provas contra si." Acontece que mesmo que fosse o caso, de nada adiantará a negativa posto que o Juiz, ao analisar o caso, EXIGIRÁ do BB a demanda, então ele SERÁ OBRIGADO A FORNECER À JUSTIÇA.
Não haveria necessidade desta negativa "burra", antipática, pois É UM DIREITO MEU. E por que o BB tem tanto medo de uma ação judicial que repara UM DIREITO? Será que reconhece que agiu ERRADO na concessão de aposentadoria???

Anônimo disse...

Professor Ari,

Com todo respeito que sua pessoa merece, não me leve a mal, mas preciso lhe dizer que a reprimenda que os desastrados do fundo lhe deram, funcionou como um UP GRADE na sua atuação como defensor dos aposentados. Aliás, aproveitaria até o espaço concedido por V.Sa. para agradecer ao incauto pelo desserviço prestado ao lado de lá.
V.Sa. com toda a humildade que lhe é peculiar, está se tornando a cada dia a ponta de lança que dá voz a milhares de beneficiários desassistidos.

Obrigado

Anônimo disse...

Leiam essa matéria pra ver como debocham do trabalhador brasileiro:
O País dos privilégios
Quem são os servidores públicos que ostentam supersalários e aposentadorias milionárias e custam ao País R$ 20 bilhões por ano


http://istoe.com.br/ataques-lava-jato/

Anônimo disse...

18/11/16 17:21

Concordo, caro mestre.

É mais um caso de burrice escancarada daquele que um dia foi considerado um dos melhores empregadores de nosso país.

Anônimo disse...

Professor, se falar com o senador obséquio perguntar sobre o PLP 268.
Precisamos de mudanças e acabar com os excessos.

Adaí Rosembak disse...

Caro Ari Zanella,

Serei direto e breve:
Você está coberto de razão.
Tenha boa sorte na conversa com o Senador Paulo Bauer.

O amigão

Adaí Rosembak

Anônimo disse...

Ao anônimo de 18/11/16 17:12hs

Você não tem mais o que fazer?
Você não é obrigado a entrar aqui. Posta a mensagem aqui,porque você quer.
O blog não é seu.E o dono trata do assunto que lhe convém, aliás com muito acerto.
É o único que está preocupado com os colegas aposentados.
Sempre fomos sugados no emprego, iguais a laranjas, daquelas que se chupa e joga-se fora.
Exemplo: Em uma determinada agência, um determinado gerente, chamou dois determinados habituais (habitualidade de horas extras) e propôs: Ou vocês abdicam da habitualidade ou colocaremos vocês dois à disposição. Perguntinha "simplezinha": Por acaso não é pressão?
Se fosse hoje: "simplizinho", gravação com o celular e prova na justiça do trabalho - danos morais.
Será que você não é um daqueles que querem subir no tamborete? Ou lá nos idos, subiu?
Cê tá me parecendo aquele gerente!
Tenho certeza que vai mudar de idéia depois de trocar figurinhas com seu travesseiro.
Boa noite!
Abs. a todos.

Ari Zanella disse...

Amigo Adaí,

Que bom tê-lo como irmão e amigo. É um privilégio. Você é um ser pessoal. Colabora voluntariamente com a ANAPLAB, mesmo não recebendo nada em troca, pois o que podemos oferecer são nossas ações judiciais das quais o amigo prefere não fazer uso. Muito obrigado, de todo o coração, pela sua sempre valiosa colaboração. Receba o nosso afetuoso abraço!

Ari Zanella disse...

Meu Caro Anônimo das 22:03

Obrigado pela solidariedade mas não se apoquente com nossos colegas. Nem sempre quem critica é nosso inimigo. Apenas pensa diferente de nós. Que bom que não há unanimidade, dizem que toda unanimidade é burra... É isso aí. Lembremos das palavras de Cristo no Sermão da Montanha (Capítulos 5,6,7 de Mateus): "Amai vossos inimigos, fazei bem aos que vos perseguem e vos odeiam..."

Anônimo disse...

Prezado professor por favor gostaria de saber se teremos de retirar de nossa fopag a capec pois é um pecúlio de seguro de vida. Desculpe a ignorância porém fiquei na dúvida pois no site da previ pede que retiramos os seguros da fopag e a capec é seguro. Muito obrigada

Ari Zanella disse...

Prezada Anônima das 07:08

A CAPEC influencia na Margem Consignável.Você fica com menos MC porque é uma verba que entra no cálculo dos 30%. O que a PREVI quer dizer é que, caso retiremos este valor (ou outros débitos, do mesmo caráter) da Folha de Pagamento teremos, em consequência, mais Margem disponível.

Porém, devemos ter especial cuidado com a CAPEC. Na Fopag sua liquidação é segura. Não existe risco de inadimplência. Ocorre que se por acaso houver falta de pagamento deste seguro (não tenho certeza, mas parece ser 3 prestações seguidas sem quitação) o seguro é AUTOMATICAMENTE cancelado e se PERDE tudo o que se pagou.

Portanto, aconselho tirar da folha somente no caso de haver um outro modo SEGURO de debitar automaticamente (tipo débito em conta no BB). Caso contrário, corremos o risco de esquecer de fazer o pagamento no dia aprazado, e então, perde-se tudo.

Por isso, o meu eu não retiro da Folha de Pagamento da PREVI. Nem que diminua (como de fato ocorre) a minha Margem Consignável.

Contudo, cada um sabe de si, toma a decisão que melhor lhe aprouver, Só chamo a atenção para o detalhe de que não pode haver inadimplência na CAPEC.

Por curiosidade, a CAPEC é um terceiro PLANO administrado pela PREVI. Temos o PLANO UM, O PREVI TUTURO (PLANO 2) E A CAPEC.

Anônimo disse...

Professor não é minha intenção tirar a capec de minha fopag a dúvida é se era obrigatório tirá-la da fopag pois no site da previ fiquei confusa. Obrigada pela atenção. A dúvida ficou pois a previ fala um linguajar que nem com o Aurélio ao nosso lado ainda paira dúvida. Fiquei indecisa por causa do site e não para aumentar a
Margem
Deus lhe abençoe querido. Tão bondoso em nos atender nas dúvidas.

joao trindade disse...

Não há clareza, nem transparência para que sigamos sendo massa de manobra. Pena que vivemos num país de faz de conta e seguimos sendo manipulados e enganados.

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


Há longo tempo estou para me associar a ANAPLAB, mas, respeitosamente, fico "receoso" de que essa Associação possa "ingressar em Juízo", com alguma Ação Coletiva ou alguma outra que englobe a todos, na qual eu não tenha interesse e sem minha autorização, mesmo que o "FUMO DO BOM DIREITO", esteja a nosso favor.
Outra coisa importante, são os "seguros" debitados na FOPAG. Essa coisa da PREVI retirar consignações importantes e depois "mandar a gente se virar", desculpe a expressão, "não vai colar". Vou aguardar a FOPAG de dezembro/16 ( a de novembro/16, está uma bagunça; não dá para entender nada da MC), a fim de enviar correspondência via Correios com AR, imputando a PREVI e ao BB, por acaso eu venha a perder os seguros, por inépcia de ambos na cobrança desses títulos. A PREVI, caso a nossa MC não comporte, deverá nos dar o "direito de escolha", isto é, que consignações desejamos que sejam retiradas e não a PREVI ou o BB que decidam. No meu entender, "ainda" não cabe nenhuma medida judicial. Basta simples correspondência (nada de e-mail, é correspondência com AR e tem de ser remetida "preferencialmente" até 31/12/2016, caso a PREVI, até essa data, não "explique melhor", como se dará os "ajustes" em Janeiro-2017).

Anônimo disse...

Caro Professor Ari,
Tenho empréstimo tomado junto à COOPERFORTE, que transita na FOPAG da PREVI. Diante dos ajustes que a PREVI fará a partir de janeiro próximo na FOPAG, cabe a mim adotar alguma providência?
Desde já, grato

Ari Zanella disse...

Parâmetros de consignação de débitos de entidades na folha de pagamentos são alterados

PREVI inicia a alteração em janeiro de 2017. Fique atento às mudanças.




Atualize o cadastro da CAPEC pelo autoatendimento da PREVI
O procedimento é seguro, rápido e fácil. Veja como fazer!

ATENÇÃO!!!

O QUE MUDA É DE OUTRAS ENTIDADES

OS SUBORDINADOS À PREVI NÃO MUDAM!!

divany silveira-S.lagoas disse...



''AÇÕES SUPERAM MIL PALAVRAS '

Big Mestre, há 48 horas propus uma campanha via telegrama vi-
sando chamar a atenção do Presidente Temer para o desencontro
que há entre os donos do Fundo e eventuais administradores que
não repercutiu entre o grupo. agora vejo que a mensagem do lei-
tor das 16,58 mereceu sua atenção.Diante disto,acho que da sua
conversa com o senador deveria produzir um roteiro para quem qui-
ser reivindicar junto aos representantes do seu estado, com me -
lhr argumentação.


.




Ari Zanella disse...

Dileto Amigão Divany,

Uma ação não exclui outra. Sua sugestão continua de pé. Vou levá-la ao CONAD da ANAPLAB para análise. Para reforçar sugiro que o amigo envie todos os detalhes do plano para o Gilvan (craque de nossa equipe). Veja bem: Várias frentes de atuação. A tua pode ser a vencedora.

tesouraria@anaplab.com.br

Anônimo disse...

E a ação do anotocismo nos empréstimos PREVI em face da súmula 121 STF, sugiro que os conhecedores da matéria elaborem a inicial para que possamos providenciar a protocolização. Com certeza será um rastelo de pólvora. Temos que dar uma resposta a PREVI e ao BB.

Anônimo disse...

Professor Zanella,

Pq o Divany das 7 X 1 Lagoas não respondeu minha pergunta 17/11 às 21:02? Depois de admitir a "botafoguisse"?

Magoei. Não vou brincar mais não...

Anônimo disse...

19/11/16 13:28

Li inúmeros artigos a respeito, inclusive decisão proferida pelo próprio STF em que tal súmula não produz seus efeitos.

Parece que os juízes tem medo dos bancos...

Anônimo disse...

Caro Ari,

Com relação à prática de anatocismo adotada pela PREVI e de que trata o anônimo de 13:28, posto, a seguir, sugestão por mim encaminhada à PREVI, através do "Fale Conosco", bem como resposta da PREVI esclarecendo que encontra-se em análise com prazo para atendimento de 17 dias úteis:

e-mail: filoedenna@oi.com.br
Senhor FILOMENO JOSE LINARD COSTA,
Matrícula: 3288840

Obrigado por entrar em contato com a PREVI.
Sua solicitação encontra-se em análise e o prazo para atendimento é de até 17 dia(s) úteis.

Gerência de Atendimento
PREVI

Esta mensagem é automática e seu retorno não é monitorado.

----------------------------------------------------------------------------------------------

Data: 05/11/2016 06:23:48
Assunto: Empréstimo Simples
Tipo: Sugestão

Mensagem:
Ilmº Sr. Marcel Barros
DD. Diretor de Seguridade

A prática do anatocismo é vedada pela Súmula 121 do Supremo Tribunal Federal, que assim expressou o seu entendimento: ¿É vedada a capitalização de juros, ainda que expressamente convencionados¿. Diante disso e considerando que a PREVI ainda vem adotando essa prática no que se refere aos encargos do Empréstimo Simples, mesmo em arrepio da Súmula supramencionada, causando prejuízo aos milhares de mutuários, sugiro, s. m. j., seja o assunto levado ao jurídico desse Fundo de Pensão, procedendo-se os acertos cabíveis nos saldos devedores dos mutuários, à luz de parecer a ser exarado por aquele órgão, antes que o assunto enseje processos judiciais, causando danos à imagem dessa entidade de previdência privada.
Atenciosamente,
Filomeno José Linard Costa

Matrícula: 3288840
Nome: FILOMENO JOSE LINARD COSTA
DDD-TEL: 88 Telefone: 35234202
E-mail: filoedenna@oi.com.br
********** e-mail: filoedenna@oi.com.br **********
2. Quando da resposta, darei conhecimento.
Atenciosamente,
Filomeno José Linard Costa - Crato (CE)


Anônimo disse...

Num país africano tinha um governador de um estado que tinha medo era de empreiteiras.
Medo de perder a mesada...

Anônimo disse...

Professor e Colegas,

Começará agora na Globonews uma reportagem sobre fundos de pensão. Deois deve ficar disponível na internet, no site da Globo. Se o programa for repetido já está acessível aos colegas que não tem acesso ao canal.

Estou curioso sobre qual prisma será abordada essa caixa peta...

Anônimo disse...

Professor, desculpe a informação equivocada de 19:06


http://g1.globo.com/globo-news/globo-news-especial/videos/v/globonews-especial-os-fundos-de-pensao-e-seus-beneficiados/5459999/

Anônimo disse...

O Programa sobre a IMPORTÂNCIA E A FRAGILIDADE DOS FUNDOS DE PENSÃO será apresentado no Domingo às 20:30 na Globo News

Se eu fosse repórter a essa hora estaria passando no RH para acertar as contas

Me perdoem meus colegas ex laborais

Divany silveira disse...



ANÕNIMO BRASILIENSE DOS 7 X 1

Ilustre senhor, após ler sua crônica esportiva, eu conclui que o
caro colega é bastante idoso,pois falou de Rivelino com desenvol-
tura,inclusive jogando cm ele. Pois bem,sendo Riva hoje um homem
quase centenário deduzi que sua idade é também avançada, o que me
impede de fazer brincadeira, tendo em vista que minha educação fo
muita reprimida e eu não falto o respeito com pessoas de idade a=
diantada.Mostrei sua blogagem a um psicologo q confirmou tra-
ços de senilidade,o que não me espantou pois o PB-1 acolhe os ve-
lhos coisa que vai me acontecer dentro de m/m 25 anos..O doutor
acrescentou que anonimato pode ser da idade,mas que vc e gente fina.



Anônimo disse...

KKKKKKKK

Esse é o Divany das 7 X 1 Lagoas.

Agora lhe digo com firmeza dessas décadas de experiência, que, quando formaram aquele time de futiba daquela agência que o Matusalém trabalhou contigo, eu era um bebê, digo, neném (bebê é termo pejorativo por causa do Guloso). Me contaram na boca miúda que a aeromoça do 14 Bis estava na torcida e o Pão de Açúcar ainda era um morro de cupim. Faz tempo ...

É nóis no DVD

Anônimo disse...

O colega Filomeno deve ter deixado o rebarbativo diretor numa sinuca de bico

Anônimo disse...

19/11/16 18:16

A briga é de cachorro grande.

O próprio STF tem decisões que contrariam sua própria súmula 121.

Estimativas indicam que se o STF mantiver o entendimento, aproximadamente 500 mil (sim, meio milhão) ações serão intentadas contra as instituições financeiras e similares.

E aí o STF ou jogará o assunto para as calendas ou então alterará sua própria súmula de modo a favorecer os bancos.

Quem viver verá...

Anônimo disse...

Estao falando que segunda sai bomba no BB. Provavelmente uma reestruturação.fonte facebook.

Blog do Ed disse...

Não estou entendendo nada. O Governo diz que não tem dinheiro para pagar a Previdência nem seus compromissos. O Patrocinador diz que não tem dinheiro para garantir a aposentadoria e a saúde dos funcionários inativos e joga para cima da PREVI e da CASSI. Ambas dizem que não tem dinheiro, pelo menos no momento, para garantir a aposentadoria e a saúde dos funcionários inativos. E jogam para cima dos funcionários, inclusive inativos. E os funcionários dizem que têm? Eu só tenho o dinheiro que vem do meu Patrocinador!... Há alguma coisa errada... O que será?... Seria difícil saber? O Homem é um ser digno, porque é RACIONAL... É só raciocinar e se sabe...
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...

Com todas minhas titulações acadêmicas em Economia, que tem por objeto de estudo a escassez, a grande alteração no banco será a mudança para Tamborete do Brasil.

Anônimo disse...

Caros colegas e Dileto Professor,

Se bem me lembro nos idos da década de 70 o organograma do Gulosos era mais ou menos assim: PRESI, VIPER, VIPAD, VIPIN e mais no máximo de seis a oito diretorias ligadas às vice presidências respectivas, que se reportavam à presidência.
Na era petista, supostamente, quase todos ex menores aprendiz viraram diretor. Valorizaram mais as pessoas do que os cargos. Para o lucro obtido com o suor e sangue das agências manter as mordomias dessa infinidade de cachorros correndo atrás do rabo, seria necessário multiplicar a quantidade de diretores pela quantidade de agências existentes.
Imaginemos que cada diretoria tenha no mínimo dois AP-01, seis AP-02, trocentos AP-04 e zilhões de AP-06 e 8.
Nesse quadro de tragédia administrativa não resta alternativa outra, se não, assaltar os otários dos véi. Não tem venda casada que dê conta de manter uma estrutura inchada como esta. Como diz o adágio popular "TEM CACIQUE DEMAIS PARA POUCO ÍNDIO".