BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

CASSI COM OUTROS CONVÊNIOS

    Mensagem na Rede SOS relata alguns convênios da CASSI. Prontamente enviei no "Fale Conosco" do site da CASSI pedido de esclarecimentos para conhecimento de retorno financeiro, prazos e outras variáveis que possam impactar nas finanças de nossa Caixa. Eis os fatos, ressaltando que a notícia no site da AAFBB-RJ é de 2009:

Independentemente da opção de voto de cada um, existem muitas (mas muitas mesmo) informações que precisam ser fornecidas, entre elas eu considero que os convênios de reciprocidade estejam entre as mais importantes.
Vamos aguardar resposta do colega Arialdo. Talvez ele nos esclareça sobre estes convênios, que tem crescido de forma surpreendente dentro da CASSI e dos quais quase nada temos conhecimento. 
Se outros colegas tiverem mais informações sobre o tema, seria interessante que se manifestassem também. O número de assistidos sob os convênios de reciprocidade é bem grande e este segmento precisa ser mais esclarecido. Será que tb irão sofrer reajustes agora que estamos sendo chamados a cobrir deficits? Ou será que eles não tem necessidade? 
Encontrei algumas informações sobre o assunto no site da AAFBB:
onde está informado: 
Saiba quais são os convênios de reciprocidade da CASSI:

ABET – Associação Beneficente dos Empregados em Telecomunicações

TRT – Tribunal Regional do Trabalho
CABERGS – Caixa de Assistência dos Empregados do Banco do Estado do Rio Grande do Sul
SERPRO – Serviço Federal de Processamento de Dados
BACEN – Banco Central
PROASA – Programa Adventista de Autogestão em Saúde
TST – Tribunal Superior do Trabalho
FASCAL – Fundo de Assistência à Saúde dos Deputados Distritais e Servidores da Câmara Legislativa do DF
CASEMBRAPA – Caixa de Assistência dos Empregados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária


Encontrei também  esta outra informação sobre convênio de reciprocidade da CASSI com Economus:


onde está informado:
Os funcionários da Nossa Caixa já estão podendo se utilizar do convênio da Cassi, pois já receberam os cartões e informações sobre seu uso. No entanto, nas agências do BB ninguém sabe absolutamente nada sobre esta tal reciprocidade. Chegamos mesmo a acreditar que a reciprocidade seria, como se diz no jargão popular “conversa pra boi dormir”, mas eis que de repente descobrimos que existe mesmo este acordo, e por escrito! Infelizmente ele existe somente no papel para os funcionários do Banco do Brasil, pois a Cassi não fez absolutamente nada para implantá-lo, nem tampouco a diretoria de RH do BB cobrou isto da Cassi. Infelizmente até os conselheiros se esqueceram de cobrar a implantação da reciprocidade para os empregados do BB!
Não sei se as notícias são atuais e nem sei se os convênios estão vigentes, mas são as informações que consegui encontrar.

Abraços,
Daisy - SP-SP



Brasília-DF, quarta-feira, 16 de novembro de 2016.

Prezado(a) Sr(a) ARI ZANELLA,

A CASSI agradece seu contato.
Aguarde o nosso retorno nos próximos dias.


Para saber o status da sua solicitação acesse o site da CASSI, menu Contato, opção Fale com a CASSI - Contato Eletrônico e digite o CPF/CNPJ e número do protocolo.
Anote o número abaixo para posterior verificação. 
Número do Protocolo:515146.
Descrição Da Mensagem:

Li na rede social que a CASSI mantém convênios com entidades a meu ver sem fins específicos que justifiquem tais convênios, SALVO MELHOR JUÍZO, pelo que gostaria de maiores esclarecimentos. Segue parte de mensagem recebida por email: Encontrei algumas informações sobre o assunto no site da AAFBB: http://www.aafbb.org.br/index.php/cassi-firma-convenio-de-reciprocidade-com-casembrapa/: onde está informado: Saiba quais são os convênios de reciprocidade da CASSI: ABET – Associação Beneficente dos Empregados em Telecomunicações TRT – Tribunal Regional do Trabalho CABERGS – Caixa de Assistência dos Empregados do Banco do Estado do Rio Grande do Sul SERPRO – Serviço Federal de Processamento de Dados BACEN – Banco Central PROASA – Programa Adventista de Autogestão em Saúde TST – Tribunal Superior do Trabalho FASCAL – Fundo de Assistência à Saúde dos Deputados Distritais e Servidores da Câmara Legislativa do DF CASEMBRAPA – Caixa de Assistência dos Empregados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Aguardo sua resposta muito breve.

Esta mensagem é automática e seu retorno não é monitorado.
Para novo contato, acesse a página da CASSI na Internet, www.cassi.com.br, menu Contato, opção Fale com a CASSI.

RESPOSTA RECEBIDA DA CASSI EM 22.11.2016

Brasília-DF, 22 de Novembro de 2016.

Prezado(a) Sr(a) ARI ZANELLA,

Prezado Sr. Ari,

Esclarecemos que o Convênio de reciprocidade é a relação estabelecida entre entidades congêneres para utilização recíproca de suas redes de assistência médico-hospitalar.

A CASSI optou por celebrar convênios de reciprocidade com entidades de autogestão, registradas na Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS, tratando-se de convênio sem fins lucrativos.

Salientamos ainda que o convênio tem por finalidade garantir assistência médico-hospitalar aos participantes vinculados a convênios de reciprocidade, por meio da cessão da rede credenciada, como forma de suprir eventual insuficiência de prestadores de serviços nas respectivas redes, exceto nos municípios onde a conveniada está sediada.

Atenciosamente,

Juliana Ouriques Laurindo
Assistente Administrativo de Área de Negociação e
Relacionamento com Clientes
(48) 3952-2900

CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL
Para um melhor atendimento, orientações e informações devem ser solicitadas no “Fale com a Cassi” (Contato Eletrônico) ou 0800 729 0080.



CONSTATAÇÃO: O BANCO DO BRASIL SÓ MANTÉM A PARIDADE NA CASSI POR CAUSA DOS SEUS FUNCIONÁRIOS DA ATIVA; SE FOSSE APENAS PELOS PÓS-LABORAIS JÁ TERIA DESCARTADO HÁ MUITO. A ÚNICA CAIXA QUE LHE INTERESSA É A RICA PREVI. NESTA, O PATROCINADOR SE REFESTELA.

24 comentários:

Anônimo disse...

O povo chegou ao seu limite de tolerância contra falaciosas explicações objetivando lhe enganar. Isso ficou evidente ontem quando a Câmara dos Daputadas foi invadida com pedidos de intervenção militar pelo enorme descrédito na classe política. Gritaram o nome do Moro, exigiram a presença de um General, etc.
Na "casa do povo", o paradoxo foi o discurso de uma deputada do PC do B pedir cadeia para os manifestantes. Justamente eles que orientam os jovens a invadirem as escolas...
Nesse episódio tem um paralelo semelhante ao PLP 268. Não interessam as evidentes e justas reivindicações, interessa são os privilégios dos traidores do eleitorado que utiliza o mandato para fins pessoais conseguidos com atitudes contrárias Aos interesses dos representados.


Cabral descobriu que o Brasil tem cana

Anônimo disse...

A questão não é como alguns divulgam, "É apenas 1%" a CASSI é uma caixa preta, estamos vendados, em qualquer situação se alguma coisa não funciona temos que saber aonde está o problema, para posterior solução, o banco propõe o inverso, querem mais dinheiro para jogar no ralo, por isso votei não. Auditoria primeiro, depois o equacionamento.

Anônimo disse...

O quaquáquaquáquaquártaneto de Pedro Álvares CABRAL preso? Até ele?
E aquele Garotinho, evangélico fervoroso, também preso?
Se a justiça chegou no Leblon, pode chegar no bairro Botafogo, que fica bem pertinho.

Vamos ficar do ôlho!

Anônimo disse...

Colegas,

Quando se diz que o Banco do Brasil é o responsável pela péssima administração da Cassi e da Previ, fica evidenciado no que está dito no post, salvo justificativa com comprovantes por escrito, ao alcance de todos.

Cada vez mais se debita ao BB os desmandos, as incompetências em administrar as duas entidades e quem sabe o próprio BB.

Anônimo disse...

Salvo melhor juízo, tem um colega da Paraíba q comprovou o extravio de centavos nas contas de vários clientes. Isso foi comandado por um Superintendente.
O q isso tem a ver?
1% não é nada!

Voltar a pagar para Previ também não. Acabar o BET antes do tempo? Normal. E assim de grão e grão a galinha (nesse contexto galinha é ratazana das maiores) vai enchendo o papo e nóis ó

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


Em que tempo será que a PREVI colocará em seu "site" quando se iniciará o Agendamento do ES 13o. salário?

Jorge Teixeira - Araruama (RJ) disse...

Transcrevo abaixo mensagem que, acredito, seja do interesse de muitos acerca da possível suspensão do pagamento das parcelas do produto ES-Previ.

De: Santina Sbardella sbardella.santina@gmail.com [REDESOS]

Para: REDESOS@
yahoogrupos.com.br
Cópia: REDESOS@
yahoogrupos.com.br ,dfsacc@gmail.com
Cópia oculta:
Assunto: [REDESOS]
Re: EMPRÉSTIMO SIMPLES
Data: 16/11/2016 23:09
[REDESOS]
Re: EMPRÉSTIMO SIMPLES

Prezados colegas,
Dia 18, sextafeira,
iremos nos encontrar com o Diretor de Seguridade, Marcel, e entregar a petição da Suspensão do ES. Rezem
todos para que consigamos que o bom senso prevaleçam e a partir da entrega dessa petição, tenhamos boas notícias para todos!
Deus é grande! Vamos ter fé!
Divulgaremos o resultado desse encontro rapidamente.

Abraços
Santina

Anônimo disse...

Não entendo pq a Lava-Jato ainda não chegou no Guloso. O q tem de gente para se explicar é uma grandeza ... Penso q o jeito mais ágil seja por ordem alfabética, ou seja, pela matrícula

Blog do Ed disse...

Não existiria um convênio com o Banco da Amazônia? É da PREVI? É da CASSI? ou não existe? Outra coisa: qualquer falha de atendimento da CASSI não seria quebra de contrato? Há alguns desses convênios, que queba de contrato daria um problemão nos tribunais sem tamanho...
Edgardo Amorim Rebo

Ari Zanella disse...

Agradeço pela aceitação que está tendo meu mais novo blog "DESÍGNIOS DE DEUS PARA A HUMANIDADE" (lado esquerdo, em "Minha Lista de blogs".
Já recebi telefonemas elogiando a temática e confirmando audiência. Espero que mais gente se interesse pois o assunto é realmente desafiador. Mexe com os próximos anos. Último revelação: GOG é Obama. Oh My God!!!

Divany S.lagoas-mg disse...



' GENTE, GENTE , INÊS ESTÁ MORRENDO !!!!!

MESTRE, Inês, no caso, é nossa paciência que se esvaiu como
perfume,diante de atos desumanos de administradores que,se-
gundo se sabe,oriundos da administração anterior,permanecem
maneiros, eu disse maneiros, e não mineiros.Acho que nós do
PB-1 deveríamos pedir ao presidente Temer para voltar sua a -
tenção no sentido da PREVI pois a interrupção abrupta do BET
desencadeou uma crise no seio do grupo que foi pego de sur-
presa e não conseguiu colocar em ordem o orçamento familiar.
Além de ter sido um ato incomum entre empresas e fundos,a PRE-
VI não devolveu o seu montante, mais parecendo uma amante vo-
raz , já cinquentona..Deve-se informar ao Presidente que as e-
xigências são somente para os associados quando deveria haver
nos negócios da bolsa,o que não houve,segundo se lê na grande
imprensa.Observa-se que há um clima de revolta, tristeza,deses-
pero e ,me parece, o ódio começa ganhar corpo entre os associa-
dos devido à prepotência que restou do PT.Assim,querme parecer
deveríamos ,sempre ouvindo o Mestre Ari,mandar mensagens ao
Presidente Temer pedindo oportunidade de uma negociação e
para isto pensei que "emails' são triviais,pois a maioria a
gente não lê; coluna em jornal custa o que não temos; os depu-
tados não querem se envolver fora da campanha.Assim,pensei
em sugerir o envio ao palácio de 100 telegramas que sempre
nos causaram impacto e poderiam chamar atenção.Caso a idéia
seja estudada e aceita ,garanto custear 1/4 das despesas,ante-
cipadamente,esperando que colegas apoiem com o que puderem.





Anônimo disse...

Caro Divany das 7X1 Lagoas,

Esses dias eu lembrei do Mendonça, salvo engano jogava com a camisa 8 do Fogão, lembra? 1978? 79? E o Rocha? Um dos maiores cabeça de área que vi jogar. Tive o prazer de vê-lo jogando pela seleção brasileira de masters na AABB Brasília. Lógico que teve o brilho um pouco ofuscado pelo grande Riva. O "Bigode" camisa 10 da Máquina Tricolor, lembra? O jogo foi AABB X Seleção Brasileira de Masters. Imagina a sacolada... Até hoje tenho a impressão que a bola tinha ferro e o Riva um ímã na chuteira. A bola grudava igual cola ...

Agora meu caro corredor atrás de queijo, não bastasse na Previ os SEM TETO, temos na CASSI os SEM VÍNCULO. O Guloso faz as bobagens dele e depois joga a conta pra nóis

Aí eu choro

Buá

Anônimo disse...

Pode perder. Mas, hoje fui a um TAA e cravei o nao. Faço o possível para nao entrar numa agencia bancária (de qq banco). Mas, pensei bem e concluí que se nao fosse votar, estaria fazendo o jogo do banco.Para eleger dirigentes sempre irei me abster.

Anônimo disse...

Alerta ligado no Governo, que teme que a Lava Jato se aproxime de Temer ao avaliar que o PMDB tornou-se a bola da vez das investigações.

Carlos-Rio Pardo(RS) disse...

Notícias do site da Previ, que acabaram de sair:


18/11/2016
Parâmetros de consignação de débitos de entidades na folha de pagamentos são alterados
PREVI inicia a alteração em janeiro de 2017. Fique atento às mudanças.

Após aprovação pela Diretoria Executiva, a partir de janeiro/17 a PREVI vai implantar mudanças nos parâmetros para a consignação de débitos de entidades em folha de pagamentos, tais como a aplicação de um limitador de descontos nos contracheques de seus aposentados e pensionistas, de acordo com a lei 13.183/2015, bem como uma restrição para o desconto exclusivo de mensalidades associativas.

Em relação à limitação legal, todos os descontos realizados em folha de pagamentos devem estar limitados a 40% dos rendimentos disponíveis (rendimentos brutos deduzidos dos descontos obrigatórios, como imposto de renda e pensão alimentícia). Os descontos relativos a empréstimos e financiamentos não podem superar 30% dos rendimentos disponíveis.

Os participantes que possuem descontos de valores relativos a outros produtos, como empréstimos e seguros contratados com essas entidades e que estejam dentro do limite legal, terão um período de transição para que providenciem a migração desses pagamentos para outros canais.

A transição observará algumas premissas:

- Proibição de "novos entrantes” para o desconto de empréstimos e seguros (somente aposentados e pensionistas que já tiverem contratado esses produtos poderão ter o débito no contracheque durante o período de transição);

- Limite para desconto de seguros: 36 meses;

- Limite para empréstimos já contratados: vencimento da última parcela do contrato vigente;

- Impossibilidade de renovação dos empréstimos contratados junto às entidades.

Atenção: a partir de janeiro de 2017, os associados que possuem seguros descontados na folha de pagamentos devem ficar atentos para que não haja perda de cobertura em decorrência do não processamento do débito, em caso de ausência de margem. Além disso, a quitação de débitos eventualmente não processados em folha deverá ser verificada diretamente pelo participante com as entidades administradoras desses produtos.

Com a desoneração da folha de pagamentos de seus associados, a PREVI reforça o compromisso de garantir o pagamento de benefícios de forma eficiente, segura e sustentável.

Abr,carlos-Rio Pardo(RS)

Anônimo disse...

Site da Previ divulga as regras de transição a partir de janeiro 2017.

Anônimo disse...

Manchete de capa do Correio Braziliense de hoje:


O DIA QUE CABRAL DESCOBRIU BANGU

Anônimo disse...

O Dr. Sérgio Moro já tinha alertado que os políticos tentariam melar a lavajato, assim como a caterva italiana fez com a operação mãos limpas do Dr. Falconi.

Anônimo disse...

Prof.Ari,

A Previ decidiu que os débitos de empréstimos já contratados serão mantidos no contracheque até o vencimento da última parcela.

Precisamos que o Sr. com seus amplos conhecimentos e os advogados da Anaplab nos informem se a lei 13183/2015 que complementou a 10820/03 só é válida para os contratos futuros como a Previ entende.

Anônimo disse...

Senhor Ari Zanella,

Acho que temos de averiguar esse assunto a fundo sim. Parece-me que o BB está jogando um monte de penduricalhos em cima da CASSI.
Mas, de qualquer forma, a nossa prioridade no momento deve ser votar SIM nesse acordo da Cassi com o BB.
Depois a gente discute esse assunto que o senhor levantou.
Primeiro devemos salvar a Cassi.

Anônimo disse...

Comenta o colega Carlos (18/11/16 10:22) sobre a nota da PREVI quanto às limitações do transito de consignações na folha de pagamento, onde consta

"...bem como uma restrição para o desconto exclusivo de mensalidades associativas."

E aí indago: será que a PREVI vai continuar descontando as mensalidades da ANABB no contracheque ou também vai abolir tal transito?

Se seguir as regras, adeus ANABB (risos)...

Ari Zanella disse...

Meu Caro das 11:54

Apesar de falar que votaria NÃO, votei SIM. Pelo menos por ora quero que a CASSI sobreviva. E vejo nesta aprovação uma sobrevida de, pelo menos, 3 anos.Mas pode crer: O SIM vai ganhar!!!

Anônimo disse...

18/11/16 20:50

Parabéns pela mudança no voto.

Agora, sim, estou reconhecendo o mestre que fundou a ANAPLAB.

Também votei SIM pela mesma razão que a sua.

Anônimo disse...

Deus abençoe a todos !

Alguma notícia sobre o encontro com o Marcel ?

Francisco Santos