BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

quarta-feira, 2 de março de 2016

OPOSIÇÃO QUER TRANCAR BRECHAS; PT QUER MANTÊ-LAS PARA NOMEAR APADRINHADOS

DEFESA DE POUPANÇA DE TRABALHADORES "NÃO TEM PREÇO", DISSE O SENADOR AÉCIO NEVES AO APRESENTAR SEU PARECER NA COMISSÃO (CCJ)              

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) reúne-se, na quarta-feira (2), para deliberar sobre 40 itens, entre eles um projeto que impede a influência político-partidária na indicação de dirigentes e conselheiros de fundos de pensão públicos. De autoria do senador Paulo Bauer (PSDB-SC), o Projeto de Lei do Senado (PLS) 388/2015 — Complementar, tem parecer favorável do relator, senador Aécio Neves (PSDB-MG) na forma de um substitutivo.
O projeto estabelece mecanismos para aprimorar a governança e imprimir maior profissionalismo na condução desses organismos. Aécio explicou ter amparado seu substitutivo no Manual de Boas Práticas de Governança da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) e em projetos similares dos senadores Valdir Raupp (PMDB-RO) e Ana Amélia (PP-RS). O feito resultou na sugestão de medidas saneadoras destinadas, especialmente, aos conselhos deliberativo e fiscal dos fundos de pensão públicos.
“O que estamos fazendo aqui é fechar as lacunas mais óbvias da Lei Complementar 108/2001 [regula as entidades públicas de previdência complementar], trazendo para a legislação de fundos de pensão os elementos existentes na legislação das sociedades anônimas, de forma a balizar a governança dos fundos de previdência das empresas estatais e proteger os direitos do trabalhador aos recursos por ele poupados durante toda a vida. A proteção desses direitos contra interesses político-partidários não tem preço”, destacou Aécio no parecer.
Assim como Bauer, o relator concluiu que episódios de corrupção e prejuízos impostos a beneficiários de fundos de pensão públicos estão a exigir a revisão imediata da Lei Complementar 108/2001. Ambos responsabilizam a ingerência política pela escolha de dirigentes e conselheiros sem o preparo devido e pouco comprometidos com esses organismos.
Depois de passar pela CCJ, o PLS 388/2015 — Complementar será votado pelo Plenário do Senado. A reunião da comissão será às 10h, no plenário 3 da ala Senador Alexandre Costa.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

24 comentários:

PEDINDO APOIO AOS SENADORES disse...


Prezado Ari,

Aécio apresentou um projeto para tirar os políticos dos fundos de pensão e o José Barroso PIMENTEL já está contra. Entretanto, não vi nenhum comentário nem no seu blog e nem no do Dr. Medeiros.A essa altura era para vocês estarem pedindo para os aposentados apoiarem o senador. Mas...NADA!


luiz carlos disse...

A votação de hoje foi adiada a pedido da Presidenta, que quer manter as indicações politicas. Silencio maior está sendo da ANABB alguém soube de algum comentário? A Anabb devia sim estar acompanhando d perto esse projeto.

abraços;


Marcelino Maus disse...

Ao Anônimo das 02/03/16 18:28

Sobre o PL do AÉCIO para DESRATIZAR os Fundos de Pensão.

Concordo plenamente.
Temos que botar a boca no trombone.
Não é tempo de amenidades.

Joaquim Barbosa aoregia que o FORO PRIVILEGIADO do PODER LEGISLATIVO e do PUDER EXECUTIVO serve apenas para ENCOBRIR ROUBOS e garantir a IMPUNIDADE.

ALGUMA DIFERENÇA DO SIGILO que os Diretores da PREVI devem manter?

Quantas pedaladas deram nesses 13 anos de DESgoverno?

Na PREVI foi diferente ???

Anônimo disse...

A maioria das associações já nasce com o objetivo definido por seus criadores.
Não esperem colher uvas num pé de jiló...

Anônimo disse...

Caros aposentados,

A Anabb tem jogado contra os aposentados, nestes últimos tempos e a bem da verdade não sei se já jogou alguma vez pelo conjunto dos jubilados.

Anônimo disse...

VOTAR MARCEL EH VOTAR NA DILMA. VOTAR MARCEL EH VOTAR NO LULA. VOTAR MARCEL EH DERRETER O PAÍS.

VOCÊS QUEREM ISSO?

Anônimo disse...

Aparelhamento sem limites:

http://veja.abril.com.br/noticia/economia/presidente-da-petrobras-fara-parte-do-conselho-da-brf

CUIDEM DOS PETISTAS TRAIDORES disse...


Na reunião de hoje o senador petista, AUTOR DA RESOLUÇÃO 26 contra os aposentados, traidor sem sombra de dúvidas, tentou modificar (vai propor para a próxima semana) para que o PT NÃO PERCA ESSA 'BOQUINHA" DE NOMEAR DIRIGENTES DE FUNDOS RICOS. Nesta empreitada conta a senadora governista (não do povo) GLEISI HOFFMANN, (PT-PR) esposa do ex-funcionário do BB Paulo Bernardo, um dos que nos ferraram no passado. AÉCIO NEVES E PAULO BAUER PRECISAM VIGIAR ESSES DOIS.

Pr.guima disse...

-Cadê o pessoal do Banco que trabalhou com o tal de Pimentel pra dar um "bafo" neste traidor? Ou ele era daqueles chamados "aspone" assessor de porra nenhuma? Alguém deve ter alguma coisa pra falar. Pra chegar onde chegou, será que era mais um "ronaldinho" do bb, segundo o lula?

Anônimo disse...

Colegas,

Lá vem a Anabb com outra ação na justiça, para pedir ressarcimento de perdas FGTS.
Não consegue dar curso na Ação 1/3 IR que certamente perderá, já são 11 anos de vai e vem sem solução e quem sabe nos proporcionando sucumbência.
Entrem com a nova ação coletiva e talvez, como dizem eles, seus bisnetos irão pagar sucumbências,SALVO MELHOR JUÍZO.

Riba Ponte disse...


Urge liberar os Fundos de Pensão da ingerência ruinosa dos Políticos, a maioria deles corruptos. Que esse Projeto de Lei prevaleça.

Bruno disse...


EMBRAER teve lucro de 241 milhões de reais em 2015. Com essa a PREVI ganhou!

Anônimo disse...

Prezado Professor,

Quem diria que nosso Fundo de Pensão, destinado a amparar nossa velhice, fosse um dia subtraído por agentes infiltrados do PT e "defendido" num jogo de cena do PSDB no Parlamento?
A quem perguntou sobre dirigentes do Previ Futuro decidindo sobre os rumos do PL1, respondo:
muitos deles provavelmente entraram pela porta interna do Banco, apoiados pelos sindicatos, e hoje desfilam no tapete vermelho e cometem os atos à margem da lei de que ficamos sabendo pela imprensa e devem rir muito dos "velhinhos" que passaram por concurso público.

Anônimo disse...

MINHA FUTURA TESE DE MESTRADO: O FUTEBOL IMITA A VIDA


Na nossa pelada de sábado temos camisa, calção, meião e um time chamado BÁYANO DE MUNIQUE.

Goleiro: Professor Girafales - camisa 1
Lateral direita: Chico enceradeira - camisa 2
Lateral esquerdo: Manel bom de copo - camisa 6
Zagueiro central: Perfume - camisa 3
Quarto zagueiro: Zé namorador - camisa 4
Volante: Maguila - camisa 5
Segundo volante: Patola - camisa 7
Meia esquerda - Esquerdinha - camisa 10
Meia direita - Tonho da lua - camisa 8
Centroavante: Mixaria - camisa 9

Mesmo sendo paradoxal é o Mixaria que é o barão. Paga o churrasco, comprou o uniforme, é o dono da van que transporta o time, enfim, o dono da bola.
Acontece que o Mixaria tem 1,52 de altura e não tem a expertise para ser centroavante. Perdemos o CAMPEONATO por conta da falta de condições do Mixaria de exercer o CARGO de centroavante. Vários posicionamentos do Mixaria fizeram as condições do TIME piorarem. Tento convencer a todos que o Mixaria está prejudicando nossa vida, mas alguns não entendem, outros ignoram e não se envolvem.

Com tudo isso o Mixaria ainda insiste em querer continuar sendo o centroavante do time.

Abraço ao amigo Heleno da coisa nobre com um recadinho: tem que fazer assim

Anônimo disse...

Colegas,

Há tempos escrevi em mais de um blog, que essa gente não irá deixar o poder tão fácil.
Disse em mais de uma oportunidade, que essa gente sindicalista e afins irão tumultuar o Brasil, até mesmo levando tudo para uma convulsão civil, de inimagináveis consequências e desastres, com muitas perdas de vidas.
Não sou pessimista nem apocalíptico, é o que estou prevendo com a desfaçatez, a jocosidade, o cinismo dos protagonistas de esquerda, quando tratam da coisa publica.
Nota-se que os poderes que governam estão, salvo melhor entendimento, dissimulando, por vezes diminuindo a gravidade dos fatos delatados por envolvidos em negócios suspeitos.
Ou os jornais e os jornalistas, mais o MPF, mais juízes,mais PF estão tremendamente equivocados em suas investigações, ou envolvidos nos processos penais em curso mentem descaradamente, para a sociedade brasileira.
Gostaria de ser contestado se me trouxerem luzes, sem tergiversarem ou apresentarem defesas vazias.
Anônimo, preocupadíssimo com o futuro desta nação que tanto amo.

Anônimo disse...

Prof., se me permite compartilhar:
Nossas vozes têm que ter eco no Senado, esse projeto tbém envolve a questão da administração dos Fundos de Pensão das Estatais e fecha as portas para o aparelhamento, sme.

http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,gestao-de-estatais-ealvo-denegociacao,10000019286

luiz carlos disse...

Quem for sócio da ANABB: vamos fazer pressão, vamos cobrar o acompanhamento do processo.

rafael campagnoli disse...

Eu vi a manifestação do senador Aécio: ele estava concordando com a argumentação do senador Pimentel para alterar alguma coisa importante ... É bom alguém ir ao senador Bauer e alertá-lo ...Será algo em relação ao voto de qualidade (minerva) ou assento de diretores da Previ nas assembleias de empresas participadas???

Anônimo disse...

NÃO VOTE NO MIXARIA

Anônimo disse...

Astronauta cresce cinco centímetros após passar um ano no espaço

Norte-americano Scott Kelly participou de missão que analisa efeitos no organismo de uma pessoa que passa um longo tempo no espaço; crescimento deve ser revertido em breve

O astronauta norte-americano Scott Kelly cresceu aproximadamente 5 centímetros durante os 340 dias que passou no espaço. Quando partiu para a Estação Espacial Internacional, o astronauta era do mesmo tamanho que seu irmão gêmeo. No entanto, especialistas acreditam que, por conta da falta de gravidade, seu corpo pode ter se esticado um pouco.

O colega de Kelly na NASA – agência espacial norte-americana –, Jeff Williams, ainda disse, em entrevista à "CNN", que a mudança deve ser temporária. "Os astronautas ficam mais altos no espaço conforme a coluna vertebral vai se esticando, explica. Mas, segundo Williams, "eles retornam à altura de comprovação depois de um curto período de tempo na Terra".

O norte-americano participou de uma missão chamada "gêmeos espaciais", que tinha como objetivo analisar quais os efeitos no organismo de uma pessoa que passa um longo tempo no espaço. Kelly ficou um ano, o maior período que um astronauta dos Estados Unidos já tenha ficado. O irmão de Scott Kelly também foi monitorado durante o tempo de expedição.

FONTE:http://ultimosegundo.ig.com.br/ciencia/2016-03-03/apos-um-ano-no-espaco-astronauta-volta-cinco-centimetros-mais-alto.html

OLHA AÍ A SOLUÇÃO PARA O TIME DO MIXARIA. UM ANO 5 cm, ENTÃO DEZ ANOS 50 cm
VAMU MANDAR OS BAXIN PRO ESPAÇO

Anônimo disse...

Prezado Professor,

Estamos vivendo momentos muito difíceis, com algumas luzes piscando. Alerta geral!!
CADÊ a ANABB??? SÓ MOSTRA A CARA PARA ARRECADAR VOTOS EM ÉPOCA DE ELEIÇÃO???
ACORDA, GIGANTE ADORMECIDO, QUE DESCANSA PLÁCIDO, ENQUANTO SEUS CERCA DE CEM MIL ASSOCIADOS (COMO PODE?!) SÃO ATINGIDOS PELO CAOS DA DEVASTAÇÃO.
Uma sugestão singela a essa entidade (!!): UNA-SE AOS POLÍTICOS QUE ESTEJAM REALMENTE PRETENDENDO NOS LIVRAR DO CAOS, FORTALEÇA-OS COM AS MEDIDAS CABÍVEIS E DESCOBRIRÁ QUE SABEMOS RECONHECER AS AÇÕES DOS BONS.

Anônimo disse...

Estamos esquecendo que esta prática de nomear dirigentes dos Fundos de Pensão das estatais é herança de governos passados, anteriores mesmo aos do PT. A inovação do tal voto de minerva, que hoje submete à vontade do governo as decisões dos colegiados é resultado de resolução implantada pelo governo FHC. Não acredito na honestidade de propósitos do Senador Aécio Neves. Está jogando para a torcida e caso aconteça de seu partido voltar ao poder essa legislação deve ser reformada para acoitar seus amigos. Quem viver verá.

João Lopes Rodrigues disse...

Prof. Ari e Colegas!

Em especial aos colegas que estão "insatisfeitos" com a postura da D. Anabb.

Um desabafo:

Desde quando pode-se esperar benesses vindas da Anabb para com o associado? Essa associação, cria nossa, há muito abandonou seus pais! Voltou-se exclusivamente para os interesses do governo, caminhando a passos lentos, "engordando" seu próprio bucho.

Em geral, pega "carona" nas oportunidades surgidas dentro da comunidade BB (ativos e aposentados)... Entretanto, apesar de utilizar-se de um belo discurso, pouca eficácia produz, de fato. Dificilmente se posiciona claramente a favor de seus associados. Quando o faz, faz apenas na teoria.

Sua comunicação com os associados é frágil; não obstante a mesma insista em afirmar que desenvolve, dia a dia, novas ferramentas para melhor atender seu público. Em geral suas respostas aos associados são imprecisas, são mecânicas, pouco satisfatórias.

Quanto a sua atuação no que se refere às ações judiciais, a impressão que fica é que a mesma simplesmente aguarda o andamento que o governo quer dá... Desconheço eventual movimento da mesma para modificar o andamento, lento, "dessa carruagem".

Relativo à ação IR Previ 1/3 nº 00144606020104013400, quem acompanha bem o andamento dessa ação, sabe que a própria Anabb retardou o mesmo ano ano passado em 120 dias!

Esta ação simplesmente não anda! Toda vez que está para ser votada no tribunal, a mesma é novamente requisitada para inclusão de nova petição. Como crer que tal medida não se trata de medida protelatória? Acaso você associado que está lendo essa mensagem sabe informar quantas petições foram anexadas ao processo no ano de 2015? Pois eu respondo: 35 petições!!! Sempre que a mesma está pronta para ser votada, nova petição é anexada.

E assim, colegas, a carruagem vai passando, passando...

Agora, nova ação judicial para recuperar perdas do FGTS... Sendo que esse assunto está "suspenso" por ordem superior. Sabe-se lá se o mesmo vai voltar a ser debatido pela justiça.

Assim, quem, em sã consciência vai entrar novamente nesse barco?

Outra, é sabido que muitos sindicatos já entraram com esse tipo de ação, a qual está suspensa. O próprio Sindicato dos Bancários de Curitiba e Região já fez isso há alguns anos. Eu mesmo tenho essa ação com o mesmo.

Era isso!

Anônimo disse...

A ANABB faz algum tempo deixou de ter 100 mil associados.

Com a minha desfiliação, tempos atrás, deve ter ficado com 99.999.

Ou seja, um otário a menos.