BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

quinta-feira, 31 de março de 2016

TRINTA E UM DE MARÇO

   Lembram desta data? Pois é, hoje faz 52 anos da intervenção militar de 1964, eu tinha 11 anos à época, lembro-me que o motivo principal foi a renúncia de Jânio Quadros (o homem que ganhou as eleições sob a marca da vassoura para varrer a corrupção, que afinal, continuou após o período militar, desde Sarney até Dilma. Mas, o real motivo da intervenção foi a possibilidade do vice-presidente de Jânio, Sr. João Goulart, um comunista declarado, assumir a presidência...
   Hoje a situação é mais grave do que em 1964 porque a corrupção atingiu níveis insuportáveis em todos os níveis. Mais da metade dos congressistas estão vinculados com mensalão, petrolão e outras formas de corrupção. A presidente da república,  ex-presidentes, presidentes do Senado e da Câmara, líderes de partidos de oposição, tudo está tão  contaminado que agora sim seria hora para uma intervenção SANEADORA, para colocar o Brasil nos trilhos, uns dois anos para reformas mais necessárias do que nunca. A democracia é ótima quando funciona corretamente, porém, em caso brasileiro está sendo uma bomba destruidora. Desta forma um poder neutro, sem paixões de cores partidárias nem fanatismo, seria muito bem-vindo.
    Uma comissão de notáveis de todos os estados, pessoas tidas e havidas como fichas limpas, gestariam as reformas imprescindíveis e inadiáveis:
01 - Reforma política com ênfase à moralidade, idoneidade, fichas limpas, e extinção de todo tipo de financiamento de campanha. 
02 - Reforma tributária justa e igualitária.
03 - Reforma administrativa com o término dos famosos cabides de emprego.
    Todavia, estariam os nobres militares dispostos a essa intervenção patriótica?
 

quarta-feira, 30 de março de 2016

GOVERNO PATÉTICO

   Experts dizem que a tendência de mudança no governo central é irreversível. O fato de um aliado de longa data ter rompido em reunião simbólica de poucos minutos, atesta essa previsão de que, na prática, o partido dos Trabalhadores se dilacerou. Apesar de protestos específicos de partidos e políticos afetados (o choro é livre), ninguém deve lamentar a saída de um governo corrupto e incompetente, ainda que saia em parte pois, ao que tudo indica, seremos governados pelo vice, ao menos temporariamente.
   Um ano e três meses já se passaram do segundo mandato de Dilma culminando com uma degradação econômica sem precedentes. O vice-governador do Rio, Francisco Dorneles, do PP, que assumiu no lugar de Pezão (hospitalizado) disse que a situação no Rio é caótica, não havendo sequer meios de pagar o funcionalismo público. E no resto do Brasil a situação não é diferente. Estamos pagando a conta de infraestruturas feitas para a Copa do mundo da Fifa onde houve excesso de gastos e renúncia fiscal em prol da Fifa. Agora as obras para as Olimpíadas. Foi um erro sediarmos a Copa e Olimpíadas, tendo em vista o caos na administração pública provocado pelos propinodutos. O governo deveria renunciar e reconhecer a situação vexatória em que deixou o país. Em vez disso, prepotência e arrogância!
    E em nosso fundo de pensão muda alguma coisa com um eventual governo Temer? É prematuro afirmar, todavia, se houver mudança na cúpula do patrocinador, com novos enfoques nos objetivos do banco, é possível que haja mudanças positivas na PREVI. Por exemplo, o BB continuar como patrocinador mas deixar o nosso fundo seguir com as próprias pernas e sem interesse de participar de eventuais resultados superavitários. Seria utopia ou poderíamos pressionar os congressistas, agora realinhados com novos direcionamentos? Sem pressão e luta, nada conseguiremos.
    Dada a situação periclitante pela qual todos atravessamos, seria de bom alvitre que a PREVI, nesse momento delicado, dilatasse o prazo para pagamento do ES. Que a atual diretoria tivesse o bom senso de auscultar os reclamos e as condições de pagamentos dessa grande faixa de associados que estão comprometidos com o baixo valor líquido que recebem devido à volta das contribuições e ao poder aquisitivo corroído pela inflação galopante. Faço um apelo a toda a diretoria para que olhe para esses milhares de colegas que estão pedindo socorro. A renegociação em curso se mostrou inócua porque a diferença nas prestações  é mínima. Então, o diferencial será o alongamento do prazo para 15 anos que tem o aval do grande ex-administrador do BB João Rossi Neto. Presidente Gueitiro, o senhor como presidente da PREVI pode (e tem força) para sugerir esta mudança urgente. Por favor, nos atenda!
    De resto é aguardar os acontecimentos, as mudanças que estão por vir. Certamente não será fácil consertar os estragos feitos pela corrupção e por uma política desastrada. Iremos sofrer um pedaço, porém, a Lava Jato já está fazendo a limpeza necessária em nosso país. Que a Mão poderosa do Senhor paire sobre a maior nação da América do Sul.

terça-feira, 29 de março de 2016

MEU VOTO NA CASSI

    Na CASSI são três as chapas aptas a receber o nosso sufrágio. A votação se inicia no próximo dia 11 de abril, segunda-feira, às 09h e termina no dia 22.04.16, sexta-feira, às 18 horas.
     A Anabb, uma associação chapa branca, participa maciçamente do pleito na CASSI, muito interessada em agraciar seus figurões com polpudo salário pago às expensas do nosso Plano de Saúde. Na verdade, o que conta mesmo é o cargo de Diretor de Planos de Saúde e Relacionamento com Clientes. Os restantes  apenas preenchem cargos, cumprem formalidades estatutárias. Então, vou analisar o voto sob este aspecto.
     Na chapa 1 (CASSI sempre) temos o ex-vice presidente da Anabb Fernando Amaral, sindicalista ligado ao PT, é daquele tipo que o patrocinador tem nas mãos, se eleito, com certeza fará o jogo do patrocinador. Recentemente foi eleito para o CD da Anabb. No caso provável do PT perder as rédeas do país, ficará sem padrinhos.
     Na chapa 2 (Juntos pela CASSI) temos o conhecido mais do mesmo. Mírian Cleusa Fochi já está no cargo desde 2012, portanto quer continuar o seu trabalho inócuo. É adepta do PT e da presidenta Dilma Rousseff em quem votou em 2014. Merece de todos nós eleitores um não! Bem sonoro como se déssemos esse "não" à presidenta Dilma!
     Na chapa 3 (A CASSI é sua!!) Humberto Almeida, da Bahia, é fisioterapeuta e acupunturista, no mínimo não está contaminado pelo vírus do poder. Não o conheço mas por conhecer os outros dois da chapa 1 e 2, é exatamente neste da chapa 3 em quem votarei, confiando para que tenha a coragem necessária para enfrentar o patrocinador.
     Eis portanto meu voto aberto para ser seguido por quem quiser. Se Deus quiser, vamos fazer a melhor escolha. Não será fácil enfrentar o poder econômico da Anabb que certamente abrirá seu arsenal logístico, ainda que camufladamente, em prol de seu conhecido "risadinha".
 

segunda-feira, 28 de março de 2016

TERÇA DO DESEMBARQUE

   Amanhã deverá ocorrer a oficialização da saída do PMDB da sustentação da base do governo Dilma Rousseff. Os diretórios de 14 estados da federação já decidiram abandonar o navio (da Petrobras) ou o trem (do metrô) no qual, à semelhança de um ex-programa humorístico da Globo, o Zorra Total, Dilma era Fabiana Carla em "dilmaquinista".
O mais recente diretório a decidir foi o Rio de Janeiro do governador Pezão, do prefeito Eduardo Paes e do deputado federal líder do governo na Câmara Leonardo Picciani.
     O fato beneficia a oposição já que estamos em contagem regressiva para a votação do processo de impeachment, e o governo perde muitos deputados do quadro do PMDB, que passará a ser ex-aliado, ou seja tira votos do governo e soma nos partidários favoráveis ao processo de impedimento. Pelo andar da carruagem a votação na Câmara dos Deputados deverá acontecer depois de meados de abril. Ministros do STF como Dias Tóffoli e Carmem Lúcia já deram declarações de que o impeachment não é golpe, está dentro do Estado democrático de Direito.
     Parece que o astral do PT não caminha bem, pelo menos na numerologia. A circunscrição da Polícia Federal de Curitiba, responsável pela operação Lava Jato, é a 13ª. O Juiz Sérgio Moro foi eleito a 13ª personalidade mais influente do planeta, agora recentemente. E para fechar o cerco, coincidência ou não, esta postagem é publicada aos 13 minutos de segunda-feira.

  

domingo, 27 de março de 2016

FELIZ PÁSCOA AOS QUE ME ACOMPANHAM



   "No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, Eu venci o mundo!" Jo 16:33


joao trindade deixou um novo comentário sobre a sua postagem "FELIZ PÁSCOA AOS QUE ME ACOMPANHAM":

Feliz Páscoa, prof.Ari.
Aos seus familiares,
Aos seus amigos,
Aos seguidores deste blog.
Jesus esteja convosco, sempre
.





Fernando Lamas deixou um novo comentário sobre a sua postagem "FELIZ PÁSCOA AOS QUE ME ACOMPANHAM":
Saudações fraternais a todos.

A SALVAÇÃO É PARA TODOS!
Caro Professor Ari, retribuo, grandemente, os seus votos.
Aquele que crê nas Escrituras Sagradas, sabe que Jesus Cristo é o seu centro e objetivo.
De fato, a partir dos patriarcas, Abraão, Isaac e Jacó(Israel), o Pai quis revelar-Se à humanidade. Tudo, porém, como preparação, para o inestimável gesto amoroso de tornar-Se um de nós, exceto no pecado, justamente, pela Encarnação de Jesus Cristo, através de uma virgem(Lucas 26 ss).
Importante destacar que a Escritura Sagrada é para todos, sem exceção. Basta conhecê-la, aceitá-la e, sobretudo, vivê-la, para apropriar-se do insuperável tesouro de vida plena. Vale lembrar que o conhecimento da Escritura não deve-se limitar ao intelecto, para não haver distorções; daí a importância de viver em comunidade, sob a condução do sacerdote, escolhido, pelo Senhor.
O Ressuscitado, repito, acolhe a todos, hoje, agora, sem exceção e pode iluminar e curar e recuperar a todos os que acreditam na eternidade da vida, isto é, acreditam que este tempo corporal, irrepetível, passará e que nenhum título, Diploma, cargo, prestígio, mandato, Palácio ou Castelo garantirá a felicidade eterna.

Grato por tudo e segue um PAZ E BEM!

"Disse Jesus: 'Eu vim para que todos tenham vida e a tenham em abundância."
João 10,10

sábado, 26 de março de 2016

PRESIDENTE DA CPI DOS FUNDOS FALA DA PREVI


"Fundo de Pensões virou máquina de corrupção", dispara presidente da CPI, Efraim Filho

Deputado federal prevê que rombo pode ser maior do que o do 'Petrolão' e do 'Mensalão'; só na Previ, déficit em 2015 chegou a R$ 16 bilhões
Mais política | Em 25/03/16 às 08h15, atualizado em 25/03/16 às 08h27 | Por Hermes de Luna


Divulgação
Efraim Fillho
O presidente da CPI dos Fundos de Pensão, o deputado federal Efraim Filho (DEM), afirmou que o rombo apurado por essa Comissão Parlamentar de Inquérito na Câmara Federal será maior do que os identificados em esquemas como o 'Petrolão' e o 'Mensalão'. "Foi montada uma verdadeira máquina de corrupção para financiar projeto do governo e do PT", denunciou. Veja vídeo abaixo.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

O presidente da Previ, Gueitiro Matsuo Genso, participou da audiência pública na terça-feira (22) na CPI. Ele explicou que o tipo de gestão feita pela instituição leva a uma baixa ingerência em seus investimentos. Segundo ele, as áreas técnicas apontam os investimentos e a decisão está sob responsabilidade de diretores, que são eleitos pelos beneficiários. “Eles levam aos outros diretores, e o comitê gestor decide por consenso. Nunca foi usado o voto de minerva, que cabe ao presidente, para decidir sobre investimentos”, afirmou. 

Efraim Filho disse que o presidente da Previ, na verdade, reconheceu somente no ano de 2015 um déficit de aproximadamente R$ 16 bilhões. "Ou seja, os aposentados brasileiros começam a ter receio de ter um xeque-mate em seus proventos. Eles estão comprometidos em virtude de gestões temerárias ou fraudulentas", disse. 

O presidente da CPI dos Fundos de Pensão avalia que alguns investimentos poderiam ser melhores, principalmente em relação à participação dos fundos na Invepar, empresa de concessões de infraestrutura de transportes, como rodovias, metrôs, e aeroportos. “O preço da concessão foi muito alto, e isso gera uma margem de lucro muito pequena, o que dificulta o retorno dos investimentos”, disse. 

Ele afirmou que já se identificou nos fundos de pensão o aparelhamento das instituições, o tráfico de influência e o desvio de finalidade. "Somado esse déficit da Previ com outros fundos, chegamos a um déficit de mais de R$ 43 bilhões", comentou.

Segundos os dirigentes da Previ, R$ 13 bilhões foram perdidos apenas com a desvalorização das ações do Banco do Brasil, Vale, Petrobras, Bradesco e Neoenergia, uma empresa de geração e distribuição do setor elétrico que atua principalmente no Nordeste. 


Nova resolução 

Por sugestão dos deputados da CPÌ dos Fundos de Pensão, foi editada uma nova resolução da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (22/15) para regular o que deve ser feito em caso de deficit e superavit, o que facilita a recuperação no momento de crise, como agora, permitindo que problemas externos sejam levados em conta quando um fundo sofre perdas. Da mesma forma, quando houver novamente superavit, os fundos deverão guardá-lo. No passado, a Previ foi obrigada a repartir esses recursos com os beneficiários, e agora, caso a recuperação não aconteça, terá de reaver junto a eles os prejuízos.
      DEPUTADO FEDERAL EFRAIM FILHO(DEM) PRESIDENTE CPI FUNDOS
Link da fonte da matéria:

quinta-feira, 24 de março de 2016

CARTA A GILMAR MENDES (Por João Rossi Neto)



De: "João Rossi Neto" <jrossineto1@uol.com.br>
Enviada: 2016/03/23 16:03:10
Para: audienciasgilmarmendes@jus.br
Assunto:
DESPACHO DO MINISTRO TEORI ZAVASCKI

Favor chegar às mãos do brilhante Ministro Gilmar Ferreira Mendes.

Ressalte-se, salvo melhor juízo, que o Ministro Teori deu uma petezada, dado que o seu despacho “vermelho” trouxe, na nossa compreensão, uma cavalar contradição, pois, de um lado, manteve suspensa a posse do Lula na Casa Civil e, de outro, atropelando e derrogando a decisão liminar do Ministro Gilmar Mendes, determinou que as investigações sobre o Lula, passem, doravante, para a supervisão do STF, entendimento inaceitável esse de conduzir pessoas sem prerrogativa de foro, caso do Lula, para a Corte, quando o que se tem observado é o caminho inverso, ou seja, entregar ao juiz natural, indivíduos que fazem uso de manobras, nomeações de conveniências e viciadas (cargo de Ministro) para fraudar a primeira instância.

Com efeito, o aparecimento fortuito e aleatório da Presidente Dilma em ligação dela para o celular do Lula, alvo de grampo legal, não pode servir de argumento para deslocar as investigações do Lula para o Supremo pelo simples fato da aludida autoridade, com prerrogativa de foro, que não é investigada, ter sido flagrada e gravada. Doutra parte, a quebra do sigilo dessa autoridade, em que pese mereça reparos, porque escapa da competência do juiz Moro, não trouxe prejuízo em nenhum sentido, tampouco arranha o Estado Democrático de Direito, ainda mais que é um fato isolado no excelente trabalho desenvolvido por esse brilhante magistrado.

Em face do exposto, essa saída pela esquerda do Ministro Teori para livrar o Lula do juiz natural não se sustenta e vem de encontro com o interesse público.

Relembrando a fábula do sapo, penso que o Lula vai soltar fogos e dizer, era isso mesmo que eu queria e às favas o posto de Ministro, haja vista que não preciso mais dele para ludibriar o juiz Moro. O Lula acabou tendo um tratamento "extra petita", tendo em vista que pediu a manutenção no cargo de Ministro da Casa Civil para lhe assegurar a prerrogativa de função e o ganho foi maior, visto que o Ministro Teori lhe concedeu, de mão beijada, o foro privilegiado que, em última análise, é o objetivo tão desejado. Pouco importa ao beneficiário se o Ministro trilhou caminhos tortuosos e subjetivos para chegar ao destino que lhe interessava, o fato é que escapou, pelo menos, por enquanto, da esfera investigativa do juiz Moro, operador do Direito incorruptível, implacável, correto e isento da influência de políticos, mesmo que eles sejam ex-presidentes.

É exatamente nessa decisão estranha de manter com o Supremo a condução das investigações que reside à incoerência, isto porque mantida a suspensão da posse do Lula e não sendo Ministro, portanto, sem foro privilegiado, o local natural para a condução do seu processo é a primeira instância, consoante reza as leis e a Constituição Federal.

Neste contexto, não tem sentido arrastar para o STF investigações de pessoa sem foro, sobretudo porque essa providência acarretará prejuízo para a continuidade e conclusão do processo investigatório, já em estágio adiantado com a turma da Lava Jato e esse desentranhamento redundará em prejuízos visíveis para o fechamento das pendências e fará voltar o imbróglio para a estaca zero, em benefício exclusivo do Lula.

São ações dessa natureza que desgastam o conceito do Judiciário junto à população, porque soa como impunidade, na medida em que o Ministro Teori coloca o processo do Lula sobre as costas da tartaruga do STF, o qual vai se arrastar "ad eternum" para júbilo do investigado. A meu ver esse magistrado prestou um desserviço à Nação.

Agora que o Lula alcançou, pela caneta do Ministro Teori, o seu intento, por certo o cargo de Ministro não irá lhe interessa mais, já que o abrigo no Supremo sempre foi o seu desiderato.

Na realidade, a tática do Ministério serviu no primeiro momento como salvo conduto, tábua de salvação, para livrá-lo do Juiz Moro, podendo, sem prejuízo algum, selar, nos próximos dias, a sua renúncia do cargo de Ministro. De certa forma, o Ministro Teori reforça a tese de que o STF é um porto seguro para aqueles que querem protelar suas ações na Justiça, escorados na notória lentidão da Corte para exarar sentenças, em face de estar sempre assoberbada de processos, situação insolúvel.

De qualquer maneira, não acredito que a disputa judicial se encerra com o despacho do Teori, em relação ao STF passar a investigar o Lula. Acredito que o Ministro Gilmar não vai deixar barato e irá defender o seu ponto de vista no plenário do Supremo e poderá derrubar a decisão estapafúrdia do seu par, Ministro Teori.

O diálogo entre a Dilma e o Lula em nada afeta o conteúdo investigado, de sorte que seria um ato vexatório permitir a fuga do Lula para o STF. É claro que na primeira instância ele terá os seus direitos assegurados, mediante a ampla defesa, o contraditório e o processo legal, de modo que não tem procedência essa desesperada busca do denunciado de exigir quem vai investigá-lo.

Antes não aceitou o MP Estadual de São Paulo, depois refutou o juiz Moro, o Ministro Gilmar, o Ministro Fux, etc. Afronta e debocha das instituições, chamando os investigadores da PF e do MPF de meninos, o STF, STJ de acovardados e o Presidente da Câmara e do Senado, de f*, querendo essa ex-excelência que todos se ajoelhem aos seus pés e o tratem como cidadão acima da lei e não investiguem os seus crimes. Se isso ocorrer podemos rasgar a Constituição Federal e mudar o nome do Brasil para Venezuela e abaixar a cabeça para esse ditador de meia-tigela.

Por fim, Ministro Gilmar Mendes, pedimos que vossa Excelência recole as coisas nos seus devidos lugares e que as investigações sobre o Lula permaneçam, definitivamente, no raio de ação do valoroso juiz Sérgio Moro. 

       Ministro Gilmar Mendes do Supremo Tribunal Federal (STF)

quarta-feira, 23 de março de 2016

TEORI FAVORECE LULA NA CONTRAMÃO DA VONTADE POPULAR

   A opinião pública está estupefata com a decisão estapafúrdia do ministro Teori Zavascki de atender o governo do PT, em decisão monocrática nesta noite de terça-feira, 22, 2016, para que o Juiz Sérgio Moro transfira para o STF o processo contra o ex-presidente da Silva. Ora, o ex-presidente não tem foro privilegiado, portanto, não pode estar sob o amparo do STF. Com tal decisão, Teori demonstra sua parcialidade em favor do PT e contra a vontade da maioria do povo brasileiro. Com semelhante ação afunda seu currículo junto ao partido que tanto vem destruindo a nação.
    Pela manhã, em reunião no Palácio do Planalto, Dilma fez um discurso de que não renunciaria, em tom e duração de palanque eleitoral. Não citou nomes mas claramente classificou o Juiz Sérgio Moro como "adversário político" que age defendendo cores partidárias, um verdadeiro absurdo! Essa senhora é tão desqualificada que sequer tem pleno conhecimento do que diz. Dá vazão às emoções em detrimento da razão. Ataca instituições hoje mais confiáveis perante o juízo popular como a Polícia Federal, OAB e juízes do STF que não são simpáticos ao PT. A Associação dos Magistrados já declarou que o grampo divulgado entre Lula e Dilma é legal posto que o investigado estava grampeado, não a presidenta. Se Dilma não quiser aparecer em gravações que não se meta com corruptos, porém, o que se vê é que os protege como fez com o ex-presidente. Tanto fez que o Teori a atendeu. Parece que o demônio está vencendo as batalhas, o mal vencendo o bem mas a guerra final será vencida por Deus. Deus sempre vence. Fiquemos tranquilos.
   Por ora, o PT e seus simpatizantes devem agradecer ao ministro que nesta terça deu uma verdadeira mãozona ao seu maior líder.
TEORI ZAVASCKI, NA PRÁTICA, LIVRA LULA DA PRISÃO IMINENTE, LEVANDO AO STF O JULGAMENTO SOBRE LULA, QUE NÃO TEM FORO PRIVILEGIADO.

terça-feira, 22 de março de 2016

"NÃO RENUNCIO EM HIPÓTESE ALGUMA"

"Cito a campanha da legalidade"

    Campanha da legalidade??!! Recheada de dinheiro proveniente de doações ilícitas, imorais, as quais arrasaram a poderosa Petrobras? Este é o dinheiro que tu chamas de "legal"? E agora tens o atrevimento, depois do prejuízo bilionário que destes na compra da refinaria de Pasadena, de pedir a magistrados que sejam imparciais? Isso não precisa pedir, pois eles já o são. Quem não é, por exemplo, é teu ministro da justiça que quer calar a Polícia Federal e a operação Lava Jato. Tu já vistes quanto em $$$ esta operação já recuperou aos cofres públicos?? Dinheiro que teus partidários comandados por Lula da Silva (delação de Delcídio Amaral) tão bem souberam desviar e não tiveram a coragem de devolver. Tu mesma deves devolver o bilhãozinho de dólares superfaturado e autorizado por ti na compra de Pasadena. Estamos esperando!
     Não vai renunciar? Teremos o prazer de arrancá-la daí. Depois, te ajustas com a imparcial justiça brasileira, tudo bem? 

segunda-feira, 21 de março de 2016

O MAIOR (THE BIGGEST)































BRASIL AFUNDA NO MAIOR CASO DE CORRUPÇÃO DE UM PAÍS DEMOCRÁTICO NA HISTÓRIA DO MUNDO MODERNO.

    A constatação vem do periódico americano "The New York Times", um dos mais respeitados do mundo. A foto mostra a presidenta saindo numa porta, o que pode ter uma conotação de figura de linguagem (ou de imagem)...
     Na Inglaterra,  o "The Observer" (O Observador) que é uma versão dominical do conhecido "The Guardian", de linha editorial de centro-esquerda discorre sobre a atual situação brasileira:
"Uma preocupação óbvia é que esses protestos (contra e pró-governo), se saírem de controle, poderiam degenerar em violência desenfreada e no risco de intervenções pelas Forças Armadas", diz o jornal, um dos principais da Grã-Bretanha, no editorial intitulado "A visão do Observer para o Brasil."
Portanto, eles veem risco de intervenção militar e sugerem que Dilma renuncie!
"The Observer" diz que "o dever de Dilma é simples: Tem de convocar novas eleições - ou sair."
    Não é o que se observa por aqui. A presidenta é muito teimosa, não vai renunciar de jeito nenhum!