BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

VIVER, REVIVER, SOBREVIVER

    A vida jamais foi fácil. O princípio bíblico de ganhar o pão com o suor do rosto não tem prazo de validade. Estamos sentindo na pele os rigores desses tempos bicudos, cada dia a inflação nos tira o poder aquisitivo, obrigando-nos a cortar cada vez mais itens essenciais.
    Ontem a terceira agência de risco, a Moody's, baixou duas posições de grau de investimento para grau especulativo. Isso afeta todos nós pois cresce a taxa de juros tanto para os empréstimos feitos pelo país como para todos os tomadores de empréstimos. Os mais otimistas dizem que levará cerca de uma década para recuperarmos o grau de investimento. Mamma mia!
    Estou cansado de malhar em ferro frio. Começo a pensar que o errado sou eu que procuro ser honesto no que faço. Sinto-me vitimado por um sistema opressor. Abatido, vou preventivamente cortando mais gastos, a fim de não naufragar neste mar revolto. Senhor, Tende piedade de mim!

28 comentários:

Anônimo disse...

Viram o prejuízo da Vale em 2015?
12,1 bilhões de dólares.
(O antagonista ).

Anônimo disse...

Bela postagem amigo Zanella, já que chegamos até aqui com vida e porque não, com saúde, teimando em ser honesto e correto (artigo de luxo nos dias de hoje), vamos continuar, até porque não há mal que sempre dure, um dia isso passa e não demora. Na Palavra de Deus diz que o mau nunca prevalecerá sobre o bem, é nisso que eu me apego e espero, faço uso de minha fé que tempos novos e abençoados virão e sempre Deus levantará pessoas corretas para combater o que está errado.

Josué
Castro PR

joao trindade disse...

Ruy Barbosa bem definiu o que estamos passando...

Anônimo disse...

Diferentemente do maior fundo de pensão da América Latina, o INSS já disponibilizou o comprovante de rendimentos de 2015 com vistas à feitura da declaração anual de rendimentos de 2016. Acesse http://www5.dataprev.gov.br/irpf01/pages/consultarExtratoIR.xhtml

Anônimo disse...



' AH, SE DEUS ME DESSE PODER !!!

Mestre, eu não concordo com as coisas que vêm aconte-
cendo com a gente brasileira.Imagina,Mestre, um jovem
recém casado e convocado pelo gerente para assinar s/
adesão à PREVI , sem perguntar se o mesmo podia,pois
havia alugado a unica casa vazia da cidade e que to -
mara 40% do meu salário e para tirar 10 logo depois
vieram dois gêmeos e a cidade não tinha médicos.Isto
que eu falo deve ser comum a centenas de colegas que
passaram pelo mesmo sofrimento em situações diferen-
tes. Meio século depois,gente,são 50 anos,quantos
contemporâneos ficaram pelo caminho e como prêmio
dessa luta após o carnaval voc~e é informado que o
pé-de-meia que fez para cuidar do colesterol,pressão,
tireoide e até hemorroidas(pois a coisa está preta)
está agonizando porque fizeram churrasco com amigos,
inclusive de lingua enrolada(como diz um colega)com
seu investimento. Gente, Fernando Lamas que me per -
doe mas se Deus me desse poderes para olhar este
caso com certeza haveria cheiro de carne queimada.
cordialmente,divanysilveira-setelaggoas-mg

Anônimo disse...

Estamos tolhidos, amordaçados e engessados. A pior das torturas: se falarmos, vem a repressão velada, rechaçando e desbancando qqer. insurgência. Se calarmos, vem a mídia tachar a nossa postura de "O silêncio dos bons". Morte por asfixia, é a melhor analogia para o desdobramento do nosso destino.

Anônimo disse...

Tudo bem, Ari? A Previ enquadrou o financiamento imobiliário na margem de 30%, segundo eles obedecendo à Lei 13.163 ou 13.183 , não me lembro agora, que equipara os fundos de pensão às instituições financeiras. Poderia verificar isto: Porque a tal Lei, pelo que li, faz referência a EMPRÉSTIMO CONSIGNADO, inclusive permitindo aqueles 5% a mais para dívidas de cartão de crédito. Ora, o financiamento imobiliário, não obstante seu trânsito pela FOPAG, NADA TEM A VER com empréstimo consignado, uma vez que o próprio imóvel adquirido é dado como garantia de pagamento da dívida, e é destinado à MORADIA, despesas que os bancos não consideram dentro desta margem de 30%.. Estava aguardando ansiosamente o mês de fevereiro para comprar um imóvel, já escolhido, negociado, etc., e, de repente, meu limite de 142.000 em 240 meses tornou ZERO para 342 meses. Poderia verificar junto à PREVI, para mim e outros associados que estavam aguardando? Porque me parece que a PREVI, mais uma vez, está sendo mais realista que o rei. Se tal condição valesse para os bancos em geral, NINGUÉM mais financiaria imóveis neste país, pois é praticamente impossível "enfiar" uma prestação dentro da margem de 30%; Meu filho trabalha na Caixa Federal e lá tal condição não é considerada. Por favor, aguardo ansioso um prounciamento seu. Obrigado.
]
Nascimento.

Anônimo disse...

Amigos,
Se quisermos manter o que temos hoje, teremos que abrir os olhos. E vocês querem saber, quando são lançadas 3 chapas da oposição é uma da situação, o que pensamos? Será que nossos líderes não são pessoas de visão?
A verdade é que quando vemos uma grande abstenção nos votos dos aposentados, vimos que não estão preocupados. A maioria vive alheia, deitada em berço
Se a situação está assim uma grande parte da culpa é nossa. É só fazemos reclamar... Atitudes que é bom, praticamente não existem. E dos que são eleitos, a maioria está mais preocupada em manter seus R$ 50 mil mensais e o abono de R$ 500 mil anual. Praticamente se esquecem de quem os elegeu. Os nomeados pelo patrocinador jogam para o patrocinador e os que elegemos fingem nos defender.
O que fazer? Que tal elencados o que desejamos dos eleitos?
Celio

Anônimo disse...

E por falar em humilhação, há dois meses que moradores do Rio nos bairros do Meier, Piedade,Encantado,Eng.Novo não recebem as suas correspondências.Temos que recorrer aos credores para pegar os códigos de barra ou entrar na Internet para fazer os pagamentos.Ja fui três vezes ao Correio da minha área, fiquei na fila por 40 minutos, meia hora e não se pega as correspondências todas, estão perdidos.Alegam falta de funcionários,a carteira da minha rua esta de licença saúde e não tem ninguém para substitui-la.Hoje, na porta do Correio tinha um carrinho lotado de correspondências sendo descarregadas de um imenso caminhão e alguns funcionários para separa-las, um caos!!!!!!!!! E no final so tinha duas ou três correspondencias para mim. SOCORRO!!!!!!!!!!!E muita HUMILHAÇAO!!!!

Anônimo disse...

É Professor, como disse o Grande Pensador Rui Barbosa, "o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto".

Aprendi isso com o pt saudações

Ari Zanella disse...

Caro Nascimento,

Estou totalmente de acordo com o teu pensamento/raciocínio. É um absurdo vincular o financiamento imobiliário nos 30% CONSIGNADO. Como dizia um certo diretor, empréstimos (curto prazo ) # (diferente) de FINANCIAMENTO (longo prazo (20,35 anos). Um nada tem a ver com o outro. Mais um dos grandes absurdos que acontece nesse país.

Paulo Segundo disse...

Quem financiou imóvel financiou, quem não financiou, não financia mais!!!

joao trindade disse...

Parece que só o que anda na contra-mão se dá bem, nesse país.
Ser sério aqui é sinônimo de ser otário (todo dia ouço isso).
Jamais seremos um país sério enquanto fizermos da LEI DE GERSON uma profissão de fé, como tem ocorrido numa cultura podre que vivemos.

Edmilson lopes de sousa disse...

Informações sobre ir da previ,já disponível,pequena alteração para mais de 65 anos,em 13o salário.O resto, a mesma xaropada.

Anônimo disse...

http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,janot-recomenda-perdao-da-pena-de-oito-condenados-do-mensalao,10000018293

Indultados/perdoados, por força do customizado Decreto da presidenta, os condenados no mensalão, se envolvidos, serão julgados como réus primários no Petrolão????

Tão contemporânea essa música do saudoso Raul Seixas:
Enquanto você se esforça pra ser um sujeito normal. E fazer tudo igual. Eu do meu lado aprendendo a ser louco. Um maluco total. Na loucura real

Anônimo disse...

Pois é, Ari. O grande problema é que NÃO FIZ o financiamento, quando podia, para esperar a dilação de prazo, quando poderia pagar uma prestação menor ou obter um valor maior. Mas a questão é: você )ou alguém de direito) não poderia fazer gestões junto à Diretoria de Seguridade, uma vez que está claro que a PREVI está interpretando de forma erra a tal Lei? Ou esperamos passar as eleições (quem sabe aconteçam mudanças)?

Nascimento.

Anônimo disse...

Amigos,
O pior é que as condições do novo empréstimo imobiliário (EI) pela Previ melhoraram muito. Parece que foi feito de propósito para uma casta privilegiada. Para vocês terem uma ideia, eu que não tenho ES, tenho disponível EI de R$ 313 mil, prazo de 317 meses com prestação de R$ 2.447,00. É menos de 1% ao mês.
Como a Previ pode emprestar com prestação menor que 1% nos dias de hoje? Aplicando este valor no mercado financeiro da mais de R$ 3.100,00 ao mês. Como disse, parece que foi desenhado para atender uma casta de privilegiados tipo diretores e altos executivos do BB e os aposentados marajas. Porém, todos os demais que recebem pouco e tem ES estão excluídos desse empréstimo.
Como diria o Boris Casoi: isso é uma vergonha.

Anônimo disse...

Amigos,
Complementado as vantagens do EI, empréstimo simples de R$ 100 mil pelo prazo de 120 meses a minha prestação ficaria em R$ 1.470. Nas mesmas condições, se fosse empréstimo imobiliário, a prestação seria de R$ 1.302, ou seja, R$ 168 a menos na prestação mensal. Para vocês terem uma ideia, antes as prestações seriam praticamente iguais. Ou seja, pioraram o ES que é destinado a muitos e melhoram o EI, mudando suas regras para que fique limitado a poucos. E cadê os nossos diretores eleitos que nada dizem?
Como já disse: isso é uma vergonha.

Fernando Lamas disse...

Saudações cordiais a todos.

SURPRESA!!
Caro Professor Ari, salvo engano meu, vejo frustrada a minha intenção de contratar o ES 13º, dia 1º próximo, visto uma NOVIDADE, sim!, uma novidade, bem lamentável, no anuncio de hoje, 26: "Os(participantes) que porventura possuam empréstimo renegociado NÃO PODERÃO solicitar a contratação".
Ora, ISSO NÃO CONSTOU, no primeiro anúncio, dia 14 de outubro último.
Em dezembro, optei pela Renegociação, sem arrependimento, DESCONHECENDO ESSA NORMA. Agora, surpreendentemente, fico sabendo do impedimento, repito, salvo engano meu.
Escreverei para a Previ, mas, respeitosamente, vejo esse anúncio restritivo, hoje, como grave falha da apresentação do produto, anteriormente.
Grato por tudo e PAZ E BEM!

"Disse Jesus: 'Eu vos dei o exemplo, para que façais, como eu fiz."
João 13,15

"

Anônimo disse...



"MESTRE, JUSTIÇA SEJA FEITA .. . ."

Mestre,, estive analisando ultimamente a atuação dos
anônimos neste blog e estou surpreso com a qualidade
das publicações e do numero de atuantes.Por oportuno
acho que Medeiros tem de chamá-los para sua luta .A-
tenciosamente,divanysilveira-setelagoas-mg

Fernando Lamas disse...

Saudações cordiais a todos.

RENEGOCIAÇÃO DO ES IMPEDE O ES 13º!
Caro Professor Ari e demais colegas, partilho a mensagem,para a Previ>
"Senhores, SOLICITO uma informação. Em dezembro último, optei, sem arrependimento, pela Renegociação do ES. Hoje, 26, surpreendentemente, li, no seu NOVO ANÚNCIO, sobre o ES 13º, pois, o primeiro, foi no dia 14.10.2015 que, salvo engano meu, estarão impedidos da contratação, dessa nova modalidade, os participantes que optaram pela Renegociação. Senhores, essa restrição não consta do seu primeiro anúncio! Sem lhes faltar com o respeito, mas isso causou-me espanto e inconformação, justamente, por ser um anúncio POSTERIOR ao livre exercício da opção de renegociar ou não o ES. Aguardarei uma resposta sua. Grato."

Grato por tudo e PAZ E BEM!

"Cantai a Deus, salmodiai ao seu nome."
Salmo 68(67), 5

Anônimo disse...

alguem pode informar se contratar o ES decimo terceiro a partir de 01.03.2016 que dia sera liberado na conta?

Anônimo disse...

http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,novo-flanco-do-pt,10000018368

Segundo a matéria da Jornalista Eliane, o presidente da CPI dos fundos, deputado Efrain Filho, declarou que é muito mais fácil desviar recursos dos fundos do que roubar da Petrobras, eis que, para tanto, não é necessário licitação, projeto, iniciar a obra, criar superfaturamentos, etc. Nos fundos, o dinheiro vai direto a título de investimento, é injeção na veia, fazendo, tbém, alusão à OAS (assumiu o passivo da Bancoop - que deu no tríplex de Guarujá), Sete Brasil (levou 3,5b com apenas um mês de vida), etc.

Fernando Lamas disse...

Saudações cordiais a todos.

ES 13º
Caro Professor Ari, mais uma surpresa, desta vez, boa, positiva: a Previ retirou o impedimento de contratar o ES 13º, para quem renegociou o ES, em dezembro, da sua nota de hoje, 26.

Grato por tudo e PAZ E BEM!

"Deus é amor."
1Jo 4,8

Anônimo disse...

Sr. Fernando Lamas, para a Sete Brasil tem bastante dinheiro, como diz a jornalista "injeção na veia" direto, mas para nós aposentados é uma série de restrições.
Esta do EI e da MC eu quero ver como é que vai ficar, sinceramente, vem bomba por aí, vamos aguardar!

Anônimo disse...


Olá Divany Siveira (15:34),

Minhas postagens não tem caído na graça do professor. Ele tem evitado publicá-las, apesar de terem conteúdo leve.
Por exemplo: Dias atrás postei perguntando se desta vez o trem da alegria sairia do mourisco em direção às principais capitais para apresentar o resultado do exercício de 2015. Ele simplesmente não postou. Você acha que é muito "forte" tal questionamento?
Logo para mim que tanto lutei para arrumar associados quando surgiu a associação que ele preside. E consegui muitos, muitos....

Ari Zanella disse...

Meu caro,

A PREVI considera irônica esta sua abordagem com os termos "trem da alegria" (aliás, uma postagem minha, com título semelhante, além de outras, ainda está me rendendo um INQUÉRITO ADMINISTRATIVO - estou preparando a segunda defesa.) Portanto, não é má vontade minha, gostaria de publicar todos os comentários mas não é possível. Mesmo assim, obrigado por tua colaboração.

Anônimo disse...

25/02/16 20:12

A PREVI simplesmente cumpriu com sua obrigação dentro do prazo legal.
O que o colega esperava a mais?
Digo-lhe que às vezes fico atonito com determinados questionamentos ou afirmações.
Mas, sempre respeitando o direito de livre expressão, lembrando que nem se pode dar uma de mineiro e dizer "que trem bão, sô".