BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

PETROBRAS PODE SE TORNAR INVIÁVEL

A Justiça dos Estados Unidos em Nova York decidiu dar prosseguimento à “class action lawsuit”, ação coletiva de acionistas da Petrobras que pode custar à estatal até US$ 98 bilhões, equivalentes a R$392 bilhões. 
O julgamento está previsto para maio, muito embora ações do tipo “class action suit” sempre sejam concluídas mediante acordo. Os réus fogem de sentenças, porque a Justiça americana costuma ser muito dura com picaretagens como o “petrolão”.
A Petrobras, que negocia ações na bolsa de Nova York, é acusada de não seguir regras da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA. A ação contra Petrobras argumenta que a estatal brasileira omitiu informações e é responsável por perdas bilionárias. A estatal do petróleo brasileira informou aos acionistas nesta quarta-feira (3) que vai recorrer da decisão da Justiça americana.
Segundo advogados especialistas em ações coletivas, o julgamento, previsto para abril, não deve chegar a ser realizado: nunca uma ação coletiva chegou a ser transitada em julgado nos Estados Unidos: as “class action” sempre acabam em acordo.
O valor do provável acordo entre acionistas e a estatal brasileira não será menor que 20% do que foi pedido, segundo os advogados. Réus nos EUA, no caso a Petrobras, fogem de sentenças porque a Justiça é duríssima com esquemas em empresas com ações na Bolsa. É importante destacar que essa ação contempla apenas acionistas estrangeiros da estatal brasileira, já que a Justiça dos EUA decidiu que os brasileiros devem acionar a justiça do Brasil.
Petrobras vs. Concorrência
A comparação da Petrobras às concorrentes ajuda a explicar a trágica situação da alquebrada estatal brasileira. Enquanto a Petrobras paga salários a 315.000 funcionários, entre efetivos (84.000) e terceirizados (231.000), lucrando US$1 bilhão em 2014, a Shell, a Exxon e a British Petroleum (BP), juntas, empregam 262.000 pessoas, 53.000 a menos que a brasileira, com lucros somando US$ 58,6 bilhões no mesmo ano.
A Exxon Móbil emprega 83.500 pessoas em mais de 100 países e registrou lucro de US$ 32,5 bilhões em 2014. Já a petroleira Royal Dutch Shell paga salários a 94.000 funcionários nos 90 países onde opera, e lucrou US$ 14 bilhões no mesmo ano. E apesar de multas bilionárias por vazamentos, a British Petroleum (BP), que tem 84.500 funcionários, lucrou US$ 12,1 bilhões em 2014. A Petrobras opera 7.000 postos no Brasil e em meia dúzia de países. A Royal Dutch Shell soma 44 mil postos mundo afora.
FESTA NOS ÁUREOS TEMPOS; AGORA SÓ DECEPÇÃO E TRISTEZA.

11 comentários:

joao trindade disse...

Acho que a hora de chorar o leite (petróleo) derramado chegou.
Só Deus para evitar que, depois de idosos, tenhamos que arranjar um bico ou outra forma de sobreviver.

Adaí Rosembak disse...

Caro Ari Zanella,

Poucas vezes li um comentário tão objetivo como o seu.
Parabéns.
Só que a Petrobrás sobreviverá com os escorchantes preços que estamos pagando pelos combustíveis, muito embora o preço do óleo crú tenha desabado no mundo.
Assim é fácil sobreviver.
Outra coisa: se os números que você apresentou estão certos, a Petrobrás continuará com seus 315.000 funcionários muito bem remunerados, enquanto as 3 companhias estrangeiras podem até diminuir o número de funcionários com o avanço da TI.
É por essas e outras que estamos nesse buraco.

Um abração

Adaí Rosembak

Anônimo disse...

AS ELEIÇÕES ESTÃO CHEGANDO VAI SER A ÚNICA MANEIRA DE TIRAR OS LADRÕES DO PODER FORA ISSO DUVIDO QUE A JUSTIÇA TIRA ALGUEM. POIS OS POLITICOS ESTÃO TODOS COM O RABO PRESO E DIFICILMENTE LARGARÃO O OSSO.

LEIAM NA REVISTA VEJA A ENTREVISTA DO SOCIOLOGO JOSÉ DE SOUZA MARTINS DESTE ÚLTIMO DOMINGO("O PT DO PODER").

ISTO DARÁ UMA NOÇÃO PORQUE TEM MILITANTE DO PT QUE VAI AFUNDAR JUNTO COM O PARTIDO SEM ABANDONÁ-LO.

Anônimo disse...

Se a previsao se concretizar e o pagamento do acordo for em 20$ ou seja mais ou menos 19,6 bilhoes de dolares a PETROBRAS ESTA FALIDA. ACHO QUE NÃO VAI TER DINHEIRO PARA PAGAR E SÓ DEUS SABE O QUE VAI ACONTECER. PRIVATIZAR SERÁ UMA DAS OPÇÕES.

Anônimo disse...

Sr. Ari.,

Como fica a Previ caso não entre na justiça pelos direitos dos aposentados?
As perdas serão irreversíveis?

Anônimo disse...

O que é isso companheiro? Uma cozinha de sítio custar 130 mil reais?

Anônimo disse...

Artigo claro, conciso, esclarecedor.

Penso que a continuar o preço do petróleo no valor atual, dificilmente a Petrobras superará a crise.

A única saída seria a privatização e ainda com ressalvas, pois primeiro teria que enxugar o quadro de funcionários.

Anônimo disse...

Parece que tem enorme repercussão para os associados do Previ tal notícia:

1. Assim, lembro-me que quando esta ação foi ajuizada foi dito por um escritório de advocacia, que se a ação fosse procedente isso seria o fim das ADRs brasileiras.

2. A liquidez liga estreitamente os atores econômicos entre si. É assim, em primeiro lugar, porque o valor do bem LÍQUIDO (no caso a ação da Petrobras) que detém o indivíduo A depende do comportamento dos outros detentores. Se os outros titulares, POR UM MOTIVO OU OUTRO, NÃO QUISEREM MAIS O BEM LÍQUIDO, SEU VALOR IRÁ CAIR A ZERO e o indivíduo em consideração poderá ser arruinado sem nada ter feito.

3. Existe notícia de que vários advogados pretendem entrar com uma “class action” também para ressarcir os detentores de títulos da Vale que tiveram prejuízos (prazo para adesão: 05/02/2016).

Everton disse...

Fundos de pensão injetam mais de 1 bilhão na Invepar - acabaram com a Petrobras, agora vão em cima dos fundos de pensão.
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/01/1728433-fundos-de-pensao-injetam-mais-r-1-bilhao-na-invepar.shtml

Anônimo disse...

Meu interesse é no financiamento imobiliário. Na minha opinião, a CARIM não se enquadra na lei 13.183, que se refere ao limite de 35% (5% para cartão de crédito) para EMPRÉSTIMO CONSIGNADO. Ora, a CARIM se destina à moradia, e, portanto, não pode ser enquadrada no limite de 35%: Se assim fosse, NINGUÉM teria financiamento imobiliário em NENHUMA instituição do Brasil. Por favor, Ari, verifique isto. E rápido.

Abraço.
Nascimento,.

Anônimo disse...

BAGUNÇOU TOTAL

Meu limite para financiamento da CARIM baixou de 135.000,00 para 67.000,00 agora em 01/02/216. Pode isso? Pensei que fosse aumentar o limite, devido ao reajuste que tivemos em janeiro, mas ao contrário, reduziu 49,62%. Nem no programa de casas populares com 42 m2 da prefeitura local, consigo me enquadrar. A PREVI virou uma mer.....

Precisamos de diretores mais "valentes" para enfrentar o descaso com os aposentados.

Como diz o Everton (08:59) para injetar dinheiro na Invepar, existe grana de sobra. Mas para nós, sempre existe o risco de quebrar, falir, extinguir, etc....