BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

NÃO HÁ NINGUÉM PARA SUBSTITUIR DILMA?

     Assisti há pouco o programa "Entre Aspas" apresentado por Mônica Waldvogel na GloboNews, onde um dos entrevistados era o professor de Sociologia e Política em SP, Aldo Fornazieri, afinado com o Partido dos Trabalhadores. Criticou as atitudes, segundo ele politicamente orquestradas, do juiz Sérgio Moro. Diz o professor que na semana passada João Santana ofereceu-se para depor (será que já sabia da investigação sobre ele?) e que na semana que vem, já solto, a situação será esclarecida. Condenou a oposição que pediu para incluir as provas na ação que o PSDB move contra a utilização de dinheiro do Petrolão na campanha de 2014 junto ao TSE, ou seja, querem por provas antes de julgar o réu. Se o professor desconhece, a Lava Jato apenas manda prender quando as provas são irrefutáveis. Estas provas foram as mais concretas e abundantes que até agora foram conseguidas. Por que a Odebrecht pagou para o marqueteiro, não seria o partido que devia fazê-lo? E por que no exterior?
      Porém o que mais me chamou a atenção foi sua declaração que "é melhor deixar a Dilma no governo pois não existe no rol dos atores políticos alguém mais capacitado do que ela". Por favor, professor Aldo, não agrida a nossa inteligência! Só irei lhe refrescar um nome, o do senador Álvaro Dias do Paraná, para não citar Jair Bolsonaro. Professor, o país está num labirinto (que significa sem saída ou difícil encontrá-la) e você dizendo que esta mulher, que não apresenta qualquer plano para salvar o Brasil, deve continuar? Só posso receber isso como uma brincadeira de muito mau gosto.

PROF. FORNAZIERI, DEFENSOR DO PT E DA POLÍTICA VIGENTE NO BRASIL. MAMMA MIA!

25 comentários:

Anônimo disse...


SERGIO MORO toma decisoes politicas, Teori Zavaski, Fachin, não protegem o PT. Tá virando piada. Quem é esse Aldo, merece credito ? \com a palavras os entendidos na materia

Anônimo disse...

E o demonstrativo de IR 2015 não sai? (Sei que o prazo é dia 29)

Anônimo disse...

Alguem sabe dizer se a Previ vai suspender por mais três meses o ES?
Desespero total!!!!

Ari Zanella disse...

Não há nesse momento qualquer pré-disposição dos diretores em prorrogar a suspensão das parcelas do ES. Penso que procedem assim para não serem confundidos com benesses pré-eleitorais. Ou talvez porque já consideram os três meses concedidos suficiente. Melhor não esperar por mais esse benefício extra. Aliás, há uma corrente majoritária que pensa ser esta concessão mais maléfica do que benéfica. E você o que acha?

Fernando Lamas disse...

Saudações cordiais a todos.

ATENUANTES
Caro Professor Ari, a suspensão da cobrança do ES tem efeitos duplos: positivos e negativos. Depende do referencial: imediatamente, alivia o orçamento, porém, impõe um peso adicional ao SD, com reflexos negativos, para renovações. Usei, sempre, as suspensões. Em dezembro último, optei pela Renegociação, sem arrependimento, pelo alívio imediato e PERMANENTE, no espelho. O ideal são melhorias que garantam o permanente, não o provisório, passageiro.
A propósito, no dia 1º de março, deverá ser implantado o ES 13º, com a possibilidade de tomar 45% do Benefício Previ, para liquidação, já em abril, sendo que, após isso, poderá ser recontratado, no limite de 28% do Benefício Previ, para liquidação em novembro.

Grato por tudo e PAZ E BEM!

"(Pai)Venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade, assim na terra, como no céu."
Mt 6,9-15

Anônimo disse...

Lamas e Ari,
A verdade é que a única solução plausível é a renegociarão com alongamento de prazo do ES, tipo 180 meses. Quem sabe, com a eleição do Medeiros, isso se torna possível. Mas tendo a situação 1 chapa e a oposição 3 chapas será difícil. Aliás, já vimos esse filme. Quando a vaidade supera a razão esse é o resultado. Quantas vezes se defendeu a ideia da oposição lançar chapa única? A propósito, será que são 3 chapas da oposição ou alguém está ali só para diluir os votos da oposição?
Então, meus caros, a minha inteligência e a minha razão vislumbram mais uma vitória da situação. Espero estar enganado, mas sei não.
Depois é só ficar esperando as eleições de 2020, esperando que lá seja diferente. E de derrotas em derrotas, quem sabe um dia aprendem.
A verdade é que o ideal seria a desistência de 2 chapas da oposição, ficando apenas a chapa do Medeiros. Mas isso é um sonho, quiça um sonho impossível. Mas, como dizem, a esperança é a ultima que morre. Por isso vou continuar lutando pelo Medeiros.
Celio

Anônimo disse...

MOTE DA CAMPANHA PARA DERRUBAR O POSTE:

Se você não sai de casa Ela fica

Anônimo disse...

Meu Caro Fernando Lamas,
Você poderia informar a fonte objeto da informação acerca do ES-13º salário?
Até o momento não vi nenhuma linha a respeito no site da Previ.

Anônimo disse...

Prezado Professor,

Creio que cada um sabe e já até decidiu, desde novembro de 2015, qual é a melhor opção - suspensão ou renegociação. A suspensão a partir de março de 2016 poderia até ser de 2 ou 3 meses, a critério do associado. O que não poderia acontecer, mas parece que é o que está se encaminhando, é a não suspensão e a oferta do ES 13; este vai reduzir nosso ganho de forma muito imediata com o pagamento de juros e outras alíquotas, enquanto a suspensão nos daria certo fôlego, já que oferece piora num prazo muito mais longo, no sd. Quem está numa situação apertada sabe muito bem a diferença entre os dois casos. Mas, como todos querem ganhar à custa da aplicação de juros e correções, talvez não tenhamos escolha. O melhor seria a prorrogação da suspensão por mais 2 ou 3 meses e tb o ES 13, cada um analisando sua situação e decidindo com autonomia o que seria melhor para si mesmo.

Anônimo disse...

Nobre Ari,

Tem absoluta certeza da Sua afirmação: "a Lava Jato apenas manda prender quando as provas são irrefutáveis"? Veja o caso da prisão indevida de Marice Corrêa de Lima. E tem convicção de que conhece o Dias? Que tal fazer pesquisas, mesmo na internet?
Elias

Anônimo disse...

Ao anônimo 24/02/16 15:29 (ES-13):

foi noticiado no site da Previ, conforme link de 14.10.2015:

http://www.previ.com.br/menu-auxiliar/noticias-e-publicacoes/noticias/detalhes-da-noticia/emprestimo-simples-novas-opcoes-em-favor-dos-mutuarios-1.htm



Ari Zanella disse...

Elias,

No meio de tantos meliantes refinados pode haver engano de quem procura provas. É muito difícil obter provas. Estas da 23ª etapa só foram possíveis graças a um descuido na conservação de um manuscrito da Mônica Moura, mulher de João Santana. Veja o caso do Marcelo Odebrecht, prefere silenciar do que dedurar quem o beneficiou (Lula). Dilma sabe de tudo, a meu ver ela deve ser afastada, para o bem do Brasil. Democracia assim não é democracia onde a maioria é comprada com cargos ou subornos. Lamentável.

Ari Zanella disse...

Ótima notícia transcrita do BLOG DO MEDEIROS:

isamusa disse...
Alo grande gaúcho Dr Medeiros? Você assusta os companheiros. Fiz um pit stop rapidinho em um Hospital para uma coisinha à toa, mas já estou bem, em forma em Brasília para assistir a CPI dos Fundos de Pensão. Vazo ruim não quebra e ainda posso pitar meu cigarrilhas até 2 anos depois de morta!

24 de fevereiro de 2016 16:54

Anônimo disse...


Caro professor Ari Zanella,

Lamentável mesmo, e em vez de ações eficazes do governo para sairmos de uma situação econômica e financeira caminhando para catastrófica, o que ocorre a cada dia é o aumento de um lodaçal que parece não ter fim. Parece que o País parou.
Na mitologia grega, Édipo decifrou o enigma proposto pelo oráculo e tornou-se o rei de um povo que estava convivendo com a peste e a devastação. O juiz Dr. Sérgio Moro não decifra enigmas, mas vem destrinçando junto com a equipe de procuradores uma rede de nós infindáveis. Nossa Senhora Desatadora dos Nós há de ajudá-los sempre, o "acaso" é muito bemvindo. Que todos os criminosos sejam apanhados e recebam o justo castigo e que o povo se livre, pelo menos em boa parte, da peste que se disseminou, a tal da corrupção em todos os seus níveis.

Anônimo disse...

Prezado professor Ari,

Ficamos aqui falando em suspensão, ES 13, mas a solução para as dificuldades dos associados, concordo, é mesmo o alongamento da dívida com o deferimento de prazo maior pela Previ, como 180 dias. E olha que não estou sugerindo que paguemos a conta em 2050. Não, é pra já, mas de forma que nossa vida não fique prejudicada e o dia 20 de cada mês não seja tão assustador como atualmente.

Anônimo disse...

O pior é que esse tal de Prof. Aldo deve estar fazendo a cabeça de seus alunos e estes, que em sua grande maioria não estão nem aí para o futuro do país, simplesmente devem achar o "cumpanhero" o máximo.
E nos aqui continuando a tomar caju...

Lázara Rabelo disse...

Caros Ari e D+ Colegas,

Sobre o ES-13º PREVI, vejam a resposta q a PREVI deu a um colega:


O ES-13º Salário estará disponível no Autoatendimento do site PREVI a partir de 01/03/2016. O ES-13º permitirá o recebimento de adiantamento correspondente à parte do 13º salário (exceto benefícios do INSS).

Uma grande vantagem do ES-13º é que essa operação não estará sujeita à existência de margem consignável.

A forma de pagamento será por prestação única, a ser debitada em 20/04/2016 para os empréstimos cadastrados entre 01/03/2016 e 28/03/2016 (1º período).

Para empréstimos cadastrados entre 21/04/2016 e 26/10/2016 (2º período), o debito da parcela ocorrerá em 21/11/2016.

O valor máximo de concessão será 45% do 13º Salário para os contratos cadastrados no 1º período e de 28% do 13º Salário para os contratos cadastrados no 2º período.

A aplicação da taxa de juros e correção monetária será idêntica às linhas de crédito atuais.

A Taxa de Administração, IOF e taxa do FQM (Fundo de Quitação por Morte) serão cobrados no momento da concessão. A taxa do Fundo de Liquidez não será cobrada para o Plano 1.

Não será permitida a liquidação de PAS e/ou adiantamentos BB concomitante a contratação do ES 13º Salário.

O cancelamento da proposta do ES 13º só será permitido até 72 horas antes da data do crédito.

Abçs

Lázara

Anônimo disse...

Como disseram os colegas acima a única solução para o ES é o alongamento do prazo para possibilitar a redução das parcelas e assim cumprir a determinação das leis 10820 e 13183.Não se trata de nenhum favor mas de cumprimento da lei e essa medida deve ser adotada pelos outros credores principalmente pela Cooperforte.A suspensão não resolve porque só aumenta o valor da dívida e não pode ser eterna.

Anônimo disse...

Não é possível continuarmos a viver de ES e adiantamentos de 13, a Previ tem obrigação de dar proteção à esse universo de aposentados em situação de miséria,não é possível que não encontrem um plano de socorro eficiente em vez de nos darem esmolas à conta gotas.
Todos estamos muito prejudicados é só fazer as contas de quantos salários mínimos recebiamos quando nos aposentamos e quantos recebemos atualmente, é desumano continuarmos assim, já reduzimos tudo, já cortamos tudo, já não compramos mais nossos remédios, já cancelamos todos os seguros pagos a mais de 4 decádas, e quem não tem filhos em condições de dar alguma ajuda está literalmente passando fome.
Portanto que a Previ continue com a suspensão do ES para nos dar algum alívio por hora.
E colegas campanha geral para eleger nosso defensor Dr.Medeiros.

Anônimo disse...

Professor Ari,

O álvaro e o bolsonaro para o cargo de vereador em suas cidades já não diz muita coisa.

O Sr. Falou: " Professor não agrida a nossa inteligência". Repetiu a dose quantos aos indicados acima, perante o seu público.

Política neste País está contaminada desde o Império!

Política na previ não sei desde quanto está contaminada pelo Poder central. Ainda não houve o confronto dos números em auditoria independente. Não sei se haverá algum dia.

Só sei que os benefícios previdenciários recebidos estão aquém dos índices reais de inflação e rendimentos do fundo.

E o pior não é o passado já passado, mas o futuro a ser enfrentado. Que é incerto e não sabido. Tanto no governo Federal quanto na Previ.

Quem será o salvador da Pátria?

Não sei!

E quem indicar que sabe não me comunique!

Pois de incertezas as Cartomantes, nos quadrantes do Brasil, sabem mais que qualquer ministro de Estado.

Quem viver, verá!

james

Ari Zanella disse...

Caro James,

Eu respeito a sua opinião, oposta da minha. Eu continuo achando tanto ALVARO DIAS quanto JAIR BOLSONARO pessoas probas e honestas. Ou vocês tem alguma denúncia contra eles? Mas pode ser outro brasileiro capaz e honesto como o Dr. Henrique Meirelles, o próprio juiz Sérgio Moro ou qualquer que saísse de um consenso.
O que não dá mais é continuar com Dilma, Jaques Wagner, João Santana, Lula, etc. O Brasil está indo para um buraco sem fundo, acorda meu caro James!

sss disse...

Professor Ari, o meu ponto de vista é que cada um faça o que julga lhe ser útil. Ninguém tem o direito de expor sua opinião por achar que é bom para si e obrigatório para os outros. Pense e deixe os outros pensarem. Geralmente os que pensam diferente da maioria é porque estão em situação financeira melhor.
O meu líquido é de pouco mais de setecentos reais e não aproveitei nenhuma das ditas "melhorias" oferecidas pela PREVI pelo fato de que instantaneamente iriam me deixar em piores lençóis sob os quais já me encontrava e preferi aguardar para renovar meu ES que também não foi nada vantajoso. Renovei o empréstimo simples ficando com um saldo devedor lá nas nuvens cujo troca foi muito pequeno e a parcela meio pesada. Mas essa parcela, por está abrangendo a quantidade de 120 a faria cair um pouco, ou seja, passaria de R$ 285,00 para R$ 254,00, mas mesmo antes de ser debitada a primeira parcela, depois da renovação, para surpresa essa primeira parcela (20/02) já veio corrigida passando de 254 reais pra 266 reais, um aumento de 12 reais. Matemática difícil, ne? Mas foi o que aconteceu.
Por fim, faça o que achar conveniente pra si e deixe que seu vizinho proceda da mesma maneira, ou façam combinações.

Manoel Sales

Anônimo disse...

Ari, mais informação da Eliane Catanhede, no Estadão de hoje, que aborda a PREVI.

Eliane Cantanhêde
26 Fevereiro 2016 | 06h 00
Não bastassem a crise econômica, o aparelhamento político e a reta final da “sua” CPI, os fundos de pensão das estatais estão sendo chacoalhados por duas novas informações: o presidente do Postalis (Correios) caiu e o prejuízo da Vale do Rio Doce em 2015 foi de R$ 44,2 bilhões, o maior já registrado por uma empresa da Bolsa em 30 anos.
Antônio Conquista, do Postalis, já vinha na mira da Polícia Federal e da Superintendência de Previdência Complementar (Previc) por investimentos que levaram a um rombo estimado em bilhões de reais. Onde estava com a cabeça quando, por exemplo, autorizou, ou permitiu, que o fundo jogasse o dinheiro da aposentadoria de milhares de funcionários em títulos da... Venezuela?!
E onde a Vale entra na história? Assim como milhares de brasileiros aplicaram seu rico FGTSzinho na Vale e na Petrobrás, os fundos de pensão também investiram nas duas grandes. Deu errado. A Vale foi atingida pela onda da China e a consequente queda do preço das commodities, logo, os fundos perdem muito. E todo mundo já conhece o tsunami na Petrobrás.
As novas informações coincidem com a reta final da CPI que apura má gestão e eventuais desvios nos fundos de pensão dos Correios (Postalis), do Banco do Brasil (Previ), da Caixa Econômica Federal (Funcef) e da Petrobrás (Petros). O relatório deve ser apresentado na semana que vem, com votação em meados de março.
Segundo o presidente da CPI, deputado Efraim Filho (DEM-PB), é muito mais fácil desviar recursos dos fundos do que roubar da Petrobrás: “No petrolão, precisava fazer licitação, ter projeto, iniciar a obra, criar o superfaturamento. Dava trabalho. Nos fundos, o dinheiro vai direto a título de investimento, é injeção na veia”.
Receberam dinheiro dos fundos a OAS, a Odebrecht, a Engevix e a Sete Brasil, estrelas dos escândalos da Petrobrás. E ilustra: a OAS assumiu o passivo da Bancoop (que deu no tríplex de Guarujá) em troca de milhões de reais dos fundos; a Sete Brasil (símbolo do petrolão) levou uns R$ 3,5 bilhões dos fundos com apenas um mês de vida.
“Se isso não é tráfico de influência, é o quê?”, indaga Efraim, lembrando que, dos quatro principais fundos, três são presididos por petistas. Esse detalhe deixa de ser detalhe, especialmente se alguns fundos podem aplicar um bom porcentual sem autorização de um colegiado ou de instâncias superiores.
Tudo somado – crise econômica, má gestão, politização –, o resultado é que os fundos têm rombos gigantescos e, para o “equacionamento do déficit”, começaram a garfar parte da aposentadoria dos participantes. O Postalis abriu a temporada com 4%, a Funcef vem atrás em abril com 2,78%, o Petros fica para o segundo semestre e a Previ é só questão de tempo.
Como contraponto, o presidente da Funcef (CEF), Carlos Alberto Caser, diz que o maior vilão da situação dos fundos é “a conjuntura econômica”, ressalva que cada caso é um caso – ou cada fundo é um fundo – e reclama que há uma gritaria porque a Funcef deve cortar 2,78% dos benefícios nas vacas magras, mas já concedeu 11,28% em janeiro deste ano e aumentou 30% nas vacas gordas (2006 a 2011).
Funcionário de carreira da CEF, Caser é filiado ao PT desde 1990, mas reage à tese do aparelhamento petista: “Vá lá ver quem preside as estatais em São Paulo, em 20 anos de PSDB”. Ele também não gosta de traduzir “déficit” por “rombo”, acha que é “injustiçado” e, diante da crise ética do País, prega: “Não se pode pôr todo mundo no altar dos sacrifícios”.
O fato, porém, é que os fundos de pensão são mais um flanco dos já combalidos governos do PT e o relatório final da CPI deve lançar um poderoso slogan para a oposição. Segundo o deputado Efraim, os fundos de pensão escancaram “a face mais cruel dos escândalos petistas, que é roubar do aposentado”.

Anônimo disse...

Sr. Ari Zanella,
Indicar o Alvaro Dias para conduzir nosso Brasil só pode ser gozação. O cara está envolvido no escândalo do Banestado, em negociata com imóvel no Rio de Janeiro, onde lucrou ilegalmente R$ 47 milhões e responsável pela ocultação de patrimônio de R$ 5 milhões. Por favor, vamos respeitar a nossa inteligência.

Ari Zanella disse...

Nesse caso, não pode ser indicado mesmo. Equivoquei-me, não sabia desses processos e acusações. O cara me enganou bonitinho. Tá difícil achar alguém honesto nesse país. Melhor é deixar como está.