BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

sábado, 16 de janeiro de 2016

DEFESA, ATAQUE E O MEIO DE CAMPO

    Quando jovem gostava de ouvir futebol pelo rádio, narradores e comentaristas diziam que o jogo se ganha no meio de campo, outros diziam que a melhor defesa é um bom ataque, e outros falavam que aqueles que preferem uma boa defesa são retranqueiros, sem tesão para vencer jogos.
    A economia pode valer-se das estratégias futebolísticas para ganhar ou perder. Um bom presidente (técnico) escala uma equipe de auxiliares que vão fazer o time (jogadores) ganhar muito mais do que perder. O exemplo clássico é o Santos de outrora que tomava 3 gols mas fazia 6. O que estraga qualquer estratégia é a política (no futebol chama-se apadrinhamento). Vale lembrar o velho ditado inglês: "The right man in the right place", isto é, o homem certo no lugar certo.
     Vemos a FIFA - a poderosa Federação Internacional de Futebol - envolta em escândalos de corrupção, com seus principais dirigentes presos ou banidos de seus cargos. O principal motivo é a longa permanência nos cargos, espécie de ditadura branca, e se não fosse a confiável polícia norte-americana, talvez nem teria havido punição a estes larápios de colarinho branco.
     Em nossa política a situação é idêntica. O irretocável juiz Sérgio Moro já decretou a prisão de vários empresários famosos, entretanto, o que se vê em Brasília é um descaso total para com os políticos. Nenhum deles foi preso, à exceção do senador Delcídio Amaral que deu "bandeira" contra a honra do STF, apesar da solidez de provas de enriquecimento ilícito. Ora, é tão fácil obter as provas (se a Procuradoria ou mesmo o próprio STF quiser). Basta a Receita Federal convocar o fulano, o beltrano e o sicrano e verificar seu patrimônio. Se o fulano (pai) não tiver bens em seu nome, verificar os filhos/filhas e fazer um comparativo de evolução dos seus patrimônios. Verificar suas RENDAS e observar se com ESSAS RENDAS seria possível adquirir fazendas e gados, imóveis e carros importados que constam de seu patrimônio (aqui é preciso investigar até os chamados "laranjas", pessoas que "emprestam" seus nomes e CPF para serem utilizados como "proprietários". Com tudo na mão, parece que os órgãos que deveriam prender e punir estão coniventes com os crimes. Por favor, vamos nos espelhar na justiça americana, que foram em cima dos responsáveis maiores.
     Aqui chamam ex-presidente para "dar informação" se está ou não envolvido. Certamente esperam que o mesmo diga "Sim, estou envolvido com X, Y e Z. Podem me prender!". Gente minha, quanta hipocrisia! Os advogados dele ficam rindo à toa...(Aliás, a pessoa para dar um simples testemunho precisa ficar acompanhado o tempo todo de um advogado?)
      Abram bem os olhos, brasileiros e brasileiras! Estamos sendo aprisionados como animais dependentes da comida de seus criadores!
EM DEPOIMENTO, BUMLAI DISSE QUE ESTEVE DUAS VEZES NO SÍTIO DE LULA, MAS PELO QUE SE SABE LULA NÃO POSSUI NENHUM SÍTIO.


26 comentários:

joao trindade disse...

Tudo continua igual e não vai mudar.
Fomos tomados de assalto por grupos sem compromisso com o Brasil e o povo.
Estamos indefesos e acuados.
Nosso futuro é obscuro e estamos destinados à ser escória.Venderam a pátria que custou tanto sangue aos que nos antecederam para que hoje tivéssemos que nos envergonhar e não nos orgulhar de ser brasileiros.

Anônimo disse...

Nossa Independencia de Portugal foi outorgada por um imperador portugues e nossa República também o foi por ordem e graça de um militar.

Ou seja: vivemos desde os primórdios nessa condição de submissos.

E agora, apesar de alforriados, queremos nos rebelar?

Perguntem para o povo de Alagoas que elegeu o Collor para o Senado da República.

Nos países onde esta instalado o verdadeiro estado democrático de direito relata a história que houve ruptura firme e definitiva, inclusive com derramamento de sangue.

Não que eu seja a favor de violencia, principalmente entre irmãos, mas tem uma hora que a paciencia se esgota.

Anônimo disse...

Tudo é muito sujo! Agora, mesmo não sendo novidade as "facilidades" encontradas nos tribunais superiores, inclusive já até declarado por um banqueiro que o problema estava na primeira estância, me incomodou sobremaneira o sobrenome do camarada que intermediou negócios em fundo de pensão.

Anônimo disse...

Aposentados,

no texto anterior falou-se em vender ações quando o cenário nacional melhorar.
As ações da vale, quanto da Petrobras, irão se recuperar?

É talvez exista alguma esperança para os mais novos, que verão a recuperação daqui uns dez ou quinze anos, quem sabe.

e miguem irá responsabilizar ninguém, nem sequer as associações tão badaladas, defensoras dos aposentados, irão ajuizar qualquer ação contra o descalabro atuante.

ficamos a ver injunções, palavras ao vento e nada mais.

Anônimo disse...

No Brasil, a dependência dos POLÍTICOS de eleitores analfabetos, famintos e de total falta de recursos até mesmo para a sua sobrevivência, é tão grande que por mais que se lute por uma democracia mais justa, por mais que se lute para colocar delinquentes de COLARINHO BRANCO atrás das grades, por mais que se lute para termos melhores condições de vida, se torna uma missão quase que impossível. Há quem diga que somente uma IMPLOSÃO do atual sistema político/partidário e a criação de novas formas de eleição seria a solução.

Anônimo disse...

Concordo plenamente com os comentários do anônimo das 20:50 hs.

Luis-BH disse...

Prof. Ari,

Saiu hoje, no blog do Lauro Jardim do Globo: Previ tem déficit de 13 bilhões em 2015.

Segue o link:
http://blogs.oglobo.globo.com/lauro-jardim/post/previ-fecha-2015-com-um-deficit-de-r-13-bilhoes.html

Estamos perdidos!

Anônimo disse...

TÁ TUDO DOMINADO, menos o Moro, alguns Procuradorrs e alguns PF

Anônimo disse...

TÁ TUDO DOMINADO - ainda bem que

Moro onde não mora ninguém

Almoço de PF

Conheço uns Procuradores de relíquias


Quando o senador preso falou que tinha os togados no bolso, externou a fragilidade do sistema.

Confiar em quem?

A exposição do intermediador dos negócios feitos pelo fundo de pensão, acenderam todos os sinais vermelhos. Na minha ingenuidade não pensei que os tentáculos fossem tão longos.

Por isso algumas defesas indefensáveis existem

Anônimo disse...

Luiz Fernando disse:
Professor Ari, ninguem da PREVI, não tem coragem de estancar os benefícios SEM TETO. Com as ações despencando, e com esses benefícios gigantescos, a nossa provisão matemática vai aos ares.Não bastasse isso, a tabela do imposto de renda não foi corrigida e nem Governo, nem situação ,nem oposição fizeram alguma coisa. Absoluto silencio. Não sei o que está acontecendo com o povo , que nem tem ânimo para reclamar, não encontram alguém que possa pegar as rédeas do Governo. Estamos no limbo.

Anônimo disse...

Depois dos cinco comentários, eu só poderia escrever: "Sem comentários", pois fica muito difícil comentar sem ofender. E temos que preservar o blog do professor.

Anônimo disse...

SUPER IMPORTANTE I

Léo Pinheiro pediu ajuda ao 'amigo' Edinho Silva com presidentes de fundos de pensãoMensagens de empreiteiro interceptadas pela Lava Jato indicam que ministro era visto como 'ponte' para o setor. Registros de entrada na Funcef mostram que o petista era frequentador do prédio

Depois de escancarar a relação do chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, com o empreiteiro José Aldemário Pinheiro Filho, o Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS condenado a 16 anos por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa, as investigações da Operação Lava Jato colocam mais um ministro da presidente Dilma Rousseff na lista de possíveis intermediários da empreiteira em negócios envolvendo fundos de pensão. Enquanto Wagner foi flagrado em troca de mensagens sobre a Funcef, o fundo de pensão dos funcionários da Caixa Econômica Federal, o ministro Edinho Silva, da Secretaria de Comunicação Social da Presidência, aparece em conversas no mínimo questionáveis com o empreiteiro que integrava o famoso "clube do bilhão" das licitações.
Em uma das ocasiões, Léo Pinheiro pede ajuda a Edinho para organizar uma reunião com presidentes de fundos ligados a estatais, como o Petros, dos funcionários da Petrobras, Previ, dos servidores do Banco do Brasil, além da Funcef. Em mensagem enviada no dia 23 de abril de 2014, o empreiteiro pede ao petista, então deputado estadual, uma ajuda. Escreve Léo Pinheiro: "Estava precisando falar com o nosso amigo (AM), junto com Dan (presidente da Previ), Caser (presidente da Funcef) e Carlos Costa (presidente da Petros). Tema: inauguração de Guarulhos. Você pode nos ajudar?". Pinheiro detalha que no encontro será discutida, entre outras questões, a data da inauguração do novo terminal do aeroporto com a presença da "presidenta" da República. O terminal, inaugurado no mês seguinte com a participação de Dilma, é uma obra da Invepar, consórcio que tem como acionistas a OAS e as três empresas de fundos de pensão. Para a Polícia Federal, a sigla "AM" é uma referência a Aloizio Mercadante, ministro-chefe da Casa Civil. Dan é Dan Conrado, à época presidente da Previ. Carlos Alberto Caser é o atual presidente da Funcef e Carlos Fernando Costa comandou a Petros.
O movimento foi calculado: Edinho Silva tem conhecida facilidade de circular nos meandros, nem sempre republicanos, dos fundos de pensão, principalmente na Funcef, órgão com o qual firmou contratos enquanto comandava a prefeitura de Araraquara (SP). Uma dessas parcerias é alvo de investigação da CPI dos Fundos de Pensão, que apura o rombo bilionário em quatro companhias previdenciárias. Uma das apurações em andamento pelos deputados da comissão de inquérito se debruça sobre a liberação de 10 milhões de reais da Funcef para a construção de um complexo de hotéis, shopping e centros comerciais na base eleitoral de Edinho enquanto ele era prefeito. O recurso foi autorizado em 2009, mas o local não foi concluído.
Uma análise dos registros de entrada na Funcef obtidos pelo site de VEJA confirma a ida de Edinho pelo menos seis vezes à sede da empresa, em

Anônimo disse...

SUPER IMPORTANTE II

Brasília, entre 2011 e 2014. Via de regra, as visitas eram duradouras e costumavam se estender por mais de uma hora. O próprio Léo Pinheiro também tinha fácil acesso e bateu à porta do órgão ao menos sete vezes neste período. Outros nomes ligados à OAS, como o de Antônio Carlos Mata Pires, filho de César Pires, dono da empresa, também aparecem nos registros.
Ex-tesoureiro de campanha de Dilma Rousseff, o ministro é investigado no Supremo Tribunal Federal (STF) por irregularidades durante a última campanha da petista, abastecida também com recursos da OAS. Conforme revelou VEJA, o empreiteiro afirma que o ministro-tesoureiro coagiu doadores eleitorais.
"Querido" - As informações interceptadas pela Polícia Federal revelam trocas de mensagens entre Edinho e Léo Pinheiro desde 2007 e demonstram laços de amizade entre os dois. No dia 20 de junho de 2012, por exemplo, quando o petista completava 47 anos, Pinheiro enviou um recado de parabéns ao então deputado chamando-o de "querido", tratativa repetida em outras ocasiões, e concluiu o texto com um "grande abraço".
As conversas também trazem à luz uma série de encontros entre os dois e ainda um cronograma que, de acordo com a PF, indica datas e valores de repasses feitos pela OAS à campanha eleitoral de 2014. As investigações, com base em prestações de contas, constataram a doação de 20 milhões de reais da empreiteira à campanha petista. "Todas as transferências ocorreram após a data das mensagens trocadas entre Edinho e LP", consta no relatório.
Na véspera do segundo turno das eleições passadas, as conversas entre os dois se intensificaram. Pinheiro perguntava para Edinho se havia "boas notícias" e, após a confirmação da vitória de Dilma Rousseff, disse ao então tesoureiro de Dilma: "Parabéns! Você tem sua marca nessa vitória". Ele agradeceu a lembrança ao "amigo".
Questionado pelo site de VEJA, Edinho se limitou a responder que jamais intermediou qualquer reunião entre o empreiteiro e o ministro Aloizio Mercadante - nada respondeu sobre os presidentes dos fundos de pensão. Em tom protocolar, Edinho Silva acrescentou que "mantinha relações institucionais com vários empresários, entre eles Léo Pinheiro".

Fonte:http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/leo-pinheiro-pediu-ajuda-ao-amigo-edinho-silva-com-presidentes-de-fundos-de-pensao

Anônimo disse...

Prof. Zanella, veja esta o Ministro da Fazenda informa que NÃO haverá correção da tabela do IR esse ano.
É o fim da picada. Ei PT...

Anônimo disse...

Caro Colega Ari,
Para conhecimento dos frequentadores do blog, transcrevo abaixo comentário que nos dá conta do prejuízo do nosso Fundo de Pensão no ano de 2015:
Previ: R$ 13 bilhões
A Previ fechou 2015 com um déficit de R$ 13 bilhões. No ano anterior, houve um superávit de R$ 12,5 bilhões. Esse vermelho tem basicamente um responsável: o desempenho da carteira de renda variável do maior fundo de pensão do Brasil - em que o maior ativo são ações da Vala Só a mineradora, que enfrentou uma queda superlativa de valor de mercado nos últimos tempos, responde por metade deste déficit A Previ possui ainda ações de Petrobras, Banco do Brasil, Neoenergia e CPFL. (Lauro Jardim - O Globo-17.01)
Filomeno José Linard Costa - Matr. 3288840-6

Anônimo disse...

Professor Zanella,
De vez em quando eu "surto" e raciocino um pouco:
Veja que conto do vigário é este ES 13º salário:
- você toma após o dia 20.03, com juros, e paga em 20.04.2016, portanto, menos de um mês. Conclusão: fica sem o adiantamento do 13º da Previ de abril, sem juros, porque tem que pagar o ES da Previ. É brincadeira ou estou louco!!!!

Anônimo disse...

'


'" NÃO SEI A DIREÇÃO. . . .'

Mestre, pretendia comentar sua postagem, mas
ao começar fiquei na duvida se começava fa-
lando da inflação ou das atuações irreponsáveis
de Renan calheiros e Cunha e Lula ; de repente
veio à minha mente o processo da Lava Jato e en
tão acabou o tesão, pois não dou conta de tanta
ta coisa ruím.Antes de expedir rezei uma ave-Ma-
ria pedindo pra ela levar estes malfeitores que
denigrem este país.abraçoos Divany silveira-S.l.

Anônimo disse...

Cerveró: Campanha de Lula recebeu até R$ 50 mi de propina de Angola
As informações de Cerveró, que já dirigiu a área Internacional da estatal, foram dadas a investigadores da Operação Lava Jato durante negociações para fechar seu acordo de delação premiada
A campanha de Lula à reeleição de 2006 teria contado com até R$ 50 milhões de propina proveniente da compra de US$ 300 milhões blocos de exploração petróleo na África, de acordo com o ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró.

As informações de Cerveró, que já dirigiu a área Internacional da estatal, foram dadas a investigadores da Operação Lava Jato durante negociações para fechar seu acordo de delação premiada e foram reveladas pelo jornal "Valor Econômico".
As declarações sobre a propina são citadas em anexo de informações elaborado por advogados de Cerveró. Lá, ele afirma que soube do repasse por meio de Manuel Domingos Vicente, ex-presidente do conselho de administração da estatal petrolífera de Angola, a Sonangol, e hoje é vice-presidente do país.

"Manoel Vicente foi explícito em afirmar que US$ 300 milhões pagos pela Petrobras a Sonangol, companhia estatal de petróleo de Angola, retornaram ao Brasil como propina para financiamento de campanha presidencial do PT valores entre R$ 40 e R$ 50 milhões."

Ainda de acordo com Cerveró, o ex-ministro da Fazenda, Antonio Palocci teria participado das reuniões. Em resposta ao "Valor", Palocci negou que participou de qualquer tratativa do assunto. A assessoria do Instituto Lula disse ao jornal que não comentaria o caso, já que se trata de "suposto acordo de delação".

Fonte:http://minasgerais.ig.com.br/?url_layer=2016-01-18/11214535.html

Anônimo disse...

Unknown disse...

Senhores,

A se confirmar o déficit de R$ 13 bilhões na Previ no ano de 2015 teremos dias difíceis pela frente. Até porque, a vista da significativa exposição da Previ em títulos da Petrobras e Vale, é de se esperar novo déficit de bilhões em 2016.
A propósito, a Previ vem fazendo déficits superiores a R$ 10 bilhões desde 2014. Como podermos lembrar, 2013 fechou com reserva de contingência de R$ 24,7 bilhões. Em 2014 a reserva baixou para R$ 12,5 bi.
Em 2014 o que salvou a Previ de fechar no vermelho foi a reserva de contingência.
Assim, a vista dessa notícia de hoje, pela primeira vez a Previ fechará um ano no vermelho. O pior são as perspectivas negativas para 2016. Um déficit em 2016 semelhante à 2014 e 2015 não é improvável.
Assim, o momento é de tomar uma atitude passando, por exemplo, pela troca dessa diretoria, que só nos últimos 2 anos produziu déficit superior a R$ 24 bilhões, uma fortuna.
E aí associações, chega de festas, a hora é de agir antes que seja tarde demais.
Celio

Anônimo disse...

Prof. Ari,

Veja, abaixo, a resposta da PREVI sobre a verba C764:


Atendimento 61756847

Senhor James,

Esclarecemos que a verba C764 - CASSI PROG. ASSIST. FARMACEUTICA - é de responsabilidade da CASSI. Dessa forma, sugerimos que encaminhe seu questionamento diretamente à referida instituição.

Permanecemos à disposição.

JULIANA VIEIRA
Gerência de Atendimento
PREVI

O retorno desta mensagem não é monitorado. Caso necessite respondê-la, encaminhe sua mensagem por meio da seção Fale Conosco, opção Participante.

----------------------------------------------------------------------------



Data: 15/01/2016 13:26:02
Assunto: Folha de Pagamentos
Tipo: Sugestão

Mensagem:
O que significa a verba C764 contabilizada em despesa na FIP de janeiro/2016, conforme abaixo:

C764 CASSI - PROG ASSIST 01/2016 51,07-;

Obrigado pelo esclarecimento.

james

Ari Zanella disse...

Bela notícia...Para a ANABB, é claro!

ANABB reajusta mensalidades
A partir de janeiro, a mensalidade da ANABB será reajustada. O valor mensal para sócios efetivos será de R$ 39,63 (trinta e nove reais e sessenta e três centavos). Já os contribuintes externos (sócios parentes) vão pagar R$ 19,82 (dezenove reais e oitenta e dois centavos).

O reajuste leva em consideração o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulado do período de janeiro a dezembro de 2015, que foi de 11,28%, o mesmo índice utilizado para reajuste das aposentadorias de quem recebe pela Previ.

Com aproximadamente 100 mil sócios, a ANABB é a maior entidade de uma única classe de trabalhadores de uma mesma empresa da América Latina. Sua principal missão é defender os legítimos interesses, por meio das ações judiciais. Mais de R$ 2 bilhões já foram repassados aos associados com a liquidação das ações.

A entidade também possui produtos que se destacam no mercado por oferecer os melhores benefícios. Entre eles, os convênios, os seguros e o plano odontológico OdontoANABB.

Conheça a ANABB e faça parte você também!

Anônimo disse...

Com relação a noticia publicada pelo Prof. Ari Zanella na qual a ANABB tem como principal missão defender os legitimos interesses de quem ? Porque dos aposentados não é e inclusive não consta nos seus estatutos.

Anônimo disse...


Colegas aposentados, os da ativa também,

A Petrobrás está liquidada?
Ainda não, pois faltam as ações impetradas, de indenização, nos Estados Unidos da América do Norte.
Aí sim a vaca vai pro brejo e rapidamente, tipo areia movediça, quanto mais de fala mais afunda.
E ASSOCIAÇÃO ALGUMA TOMA ATITUDE DE RESPONSABILIZAR OS RESPONSÁVEIS,
TALVEZ O DONO DO BLOG PUBLIQUE ( lei da mordaça) , NÃO CITEI ALGUÉM...
Se não publicar tá bem também, vejamos ...

Anônimo disse...

18/01/16 20:08

Gostei da ironia.
São quase 4 milhões de receita por mes.
Ainda bem que desapeguei faz algum tempo, pois dita associação só faz é defender o BB.
E se algum pós-laboral ainda é associado só pode ser por teimosia -- ou talvez esquecimento.

Anônimo disse...

Os cabras mandaram a mão com força no dinheiro alheio. Pior é que ainda tem uns trouxas que defendem essa canália. Tudo por um pão com mortadela

Anônimo disse...

Espetacular a entrevista do ator Carlos Vereza da ao Jô Soares, publicada no blog da Diretora Cecília.

Dá um certo alívio saber que o canto da sereia não iludiu todos os artistas. Pensar que só faltaram linchar a Regina Duarte quando se posicionou a favor do Serra...