BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

PRESIDENTA DILLMA CONFESSA O CRIME


A presidenta Dillma Rousseff justificou na noite desta segunda-feira (7) as chamadas "pedaladas fiscais" como forma de manter em funcionamento programas sociais como o Bolsa Família e o Minha Casa, Minha Vida.


"Uma parte do que me acusam é de ter pago o Bolsa Família e o Minha Casa Minha Vida. Paguei sim. Nós pagamos com o dinheiro do povo brasileiro. Não foi empréstimo, foi o dinheiro legítimo dos tributos pagos pelo povo deste país", afirmou.

O artifício das "pedaladas fiscais" consiste em utilizar recursos dos bancos públicos para o pagamento de despesas da alçada do Tesouro Nacional. Com isso, os balanços do governo apresentaram resultados artificialmente melhores, driblando a necessidade de cortar gastos. Por esta razão, o Tribunal de Contas da União rejeitou as contas de 2014 da gestão de Dillma Rousseff à frente da Presidência da República.


CONCLUSÃO

O dinheiro depositado nos bancos públicos (BB e CEF) pertence aos seus clientes e essas instituições financeiras são fieis-depositárias deles, devedoras, os quais podem sacá-lo à medida das suas conveniências e necessidades, de modo que não estão à disposição dos Governos para utilizá-los na solvência de Programas Sociais da sua responsabilidade direta, como foi feito, em 2014 e 2015, pela Dillma, sem o aporte de recursos, pelo Tesouro Nacional, aos dois bancos estatais, o que configurou “empréstimo” e as despesas superiores às receitas, redundaram em déficit fiscal assombroso em 2015 superiores a R$ 119 bilhões, cujo “crime de responsabilidade fiscal” ficou sobejamente comprovado e confessado pela própria Presidenta.


Claro que o País pode e deve melhorar a distribuição de renda, via de programas sociais, todavia, antes de inundar e criar programas em excesso, precisa saber antecipadamente se existem reservas de recursos suficientes para pagá-los e se o Brasil suporta tanta carga tributária. 

Em sã consciência não é possível refutar, pela falta de argumentos convincentes, que os Governos Petistas ampliam “ad eternum” os valores das bolsas família com segundas intenções, numa velada compra de votos nos bolsões de pobreza para garantir o seu projeto de poder.

Acho estranho o desinteresse dos colegas pelos assuntos políticos, os quais refletem diretamente sobre a PREVI e sobre as nossas vidas. Temos a plena certeza de que a Dillma não irá debelar as crises que criou e que estraçalhou a economia do Pais, vez que a falta de credibilidade é o principal fator para esse estrondoso fracasso. O Brasil precisa de mudanças urgentes e estas não serão feitas pelo PT.


( João Rossi Neto - Aposentado BB em Goiânia-GO)

14 comentários:

Ari Zanella disse...

A falta de interesse ou de posicionamento nas questões políticas estão nos levando, aposentados do BB, para um estado paulatino de definhamento participativo.
Enquanto isso, sindicalistas pelegos e Movimentos "fazem nada" tomam as ruas e os nossos lugares na decisões cruciais do país. Estamos marchando celeremente para o cadafalso e absolutamente a minoria ainda levanta suas vozes.Lulla chega ao cúmulo de afirmar "que querem tirar os pobres do governo" e a imprensa dá-lhe o maior enfoque. Pobres Lulla e Dillma e a filharada? Chegou a hora de lutarmos contra a falsidade e o ideologismo. Chega de sarcarmo e cinismo!
A Argentina chegou lá. A venezuela deu um grande passo ontem. Chegou a vez do Brasil. Diga NÃO aos usurpadores da nação!

Anônimo disse...

Concordo totalmente com o que postado pelo João Rossi e seu comentario Prof. Ari Zanella.

Anônimo disse...

O bolivarismo subiu no telhado

Anônimo disse...

Prezado Ari,
A quantos programas socais equivalem os juros pagos religiosamente
aos bancos? Quanto das recém-nomeadas (antes não existiam...ah,
memória chata!) pedaladas foram destinadas ao pagamento da agiota
gem legalizada? Agora se sabe que programas sociais serviram só
mente como desculpa. É a velha fábula do lobo e o cordeiro à beira
rio matando a sede, revestida de modernidade...o ser humano não
muda, traveste-se.

Anônimo disse...

quem trabalhou a vida toda no BB e recebe pela Previ jAMAIS pode se desinteressar por politica, por quetao de sobrevivencia.

Anônimo disse...

Justificar as pedaladas com "bolsa familia" e "minha casa minha vida" não tem o sentido de ajudar os mais pobres porque agora as consequências da situação crítica do País estão atingindo justamente os mais pobres.Gastou o que não podia não com intenção humanitária mas para conseguir se eleger.

Anônimo disse...

Luiz Fernando diz:
Professor Ari, com tantas notícias relevantes todo o dia , não vi nada até agora, sobre o reajuste da tabela do imposto de renda para 2016. Ano a ano, o Governo vai nos tirando( "legalmente" aos poucos um imposto de renda. Segundo levantamento pelos próprios funcionários da Receita, está defasada a 64%. Imagina com mais esse ano , que deve ficar em 2015, entre 10 a 11% ,a inflação. Algum colega saberia, quando que o Governo aumenta esta alíquota, ou pelo que ouvi falar teria que ser taxado ainda em 2015, para vigência em 2016?
E´garfada por todo lado. Muita ganancia. Abraço, Professor

joao trindade disse...

Se tivéssemos só dois partidos políticos, como nos Estados Unidos, com certeza não estaríamos nessa casa de mãe Joana que estamos.

Aristophanes disse...

Prezado João Rossi.
Compreendo a sua indignação e combatividade, com a poderosa arma verbal, que você sabe usar, com força, convicção e competência. Falo por mim, mas não tenho dúvidas de que outros numerosos colegas, igualmente, se preocupam com a Política nacional, naquilo que diz respeito ao destino de nosso país e, no âmbito pessoal, a nós próprios.
Nos meus limites, tenho feito o que posso fazer, manifestando, também, a minha indignação, combatendo e denunciando o mau-caratismo dos que, por incompetência, bandalheira, canalhice e roubalheira, aviltam nossas instituições, prejudicam nossos projetos de desenvolvimento e envergonham o país perante o Mundo. Na minha já alongada existência, vivendo o Brasil conscientemente e, mesmo modestamente, fazendo a minha parte, não recordo crise similar à que estamos parindo, em decorrência de um estupro hediondo e uma concepção incestuosa, em que se misturaram a ousadia dos aparelhadores do estado e a inércia de guardiões complacentes.
Em dois artigos recentes,(DIARIO DE PERNAMBUCO), disse o que julgava, em “JIMMY CARTER E DILMA ROUSSEF” e “EXEMPLOS (DES) EDUCADORES”. Num terceiro, “PEÇO DESCULPAS”, por minha geração não ter dado aos seus netos um Brasil melhor. Mas, nem tudo está perdido: Ventos justiceiros já arejam o ambiente...
Cordialmente, Aristophanes Pereira.

Anônimo disse...

Pessoal, compartilho esse vídeo:
http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/cultura/juristas-catolicos-evangelicos-veja-como-o-pt-usa-militantes-para-fazer-propaganda-contra-o-impeachment/

O vídeo está sob o título: Sensacional, estudante desmascara palestra...

Anônimo disse...

Prezados:

está passando sem alarde a notícia publicada no site da Previ, com o título:

Pesquisa de Satisfação dos Participantes 2015

têm muitas coisas lá, onde eles são obrigados a reconhecer que nem tudo está bem. Tentam sair pela tangente, mas ...
Infelizmente os blogs "do nosso lado" estão sob a obrigação da "ética" previana.

Anônimo disse...



" PT ; EU NÃO ACREDITO !!!
..
Mestre, confesso que achava ja ter visto tudo que uma entidade podia
fazer para consegur seu intento, mas depois da confissão espontânea
feita á imprensa o que mais podemos esperar. Aliás, o PT revolucio-
na negativamente tudB que ´´e sério no Brasil . Quer um exemplo, Mes
tre. a lei de responsabilidade fiscal que é uma coisa magnifica que
Fernando Henrique deixou . Apontar incorreções deste projeto de par
tido e tão cansativo e desinteressante que dá tédio, principalmen-
te depois que conseguiram macular a religião católica. Dr.mantenho
minha paalavra, pois conseguram emporcar algo milenar da crença ca -
tólica que é o TERÇO Para o PT , terço é uma parte mum negócio,
que ele toma do brasileiro nas negociações; terço para nos é re-
ligião e para o PT é extorsão, é pecado.Cordialmente,Divanysilvei-
ra -Sete Lagoas- Minas. PS; abraços ao Fernando Lamas.

Lázara Rabelo disse...

Colegas Ari e João Rossi,

Concordo totalmente com vocês! Aliás, sempre estranhei ver colegas
dizendo( e são muiiitos) que não queriam que colocassem postagens políticas em nossos e-grupos. Como? se durante a nossa vida inteira laboral, trabalhamos numa empresa(BB) administrada por políticos que estejam no poder, e também nossas mais do que importantes caixas CASSI e PREVI?
Abçs
Lázara

Anônimo disse...


O Michel já se imagina o novo Presidento do país.

Ai, ai,....uu, ui.....

Mas acredito que nem ele, nem o Calheiros, nem o Cunha serão Presidentos.

O Presidento do Supremo é o que será, então, "enfaixado". O vice obrigatoriamente terá que ser o deputado federal mais votado: O TIRIRICA?