BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

INSTABILIDADES

     Em 21 de novembro, de conhecimento do IPCA-15 de 0,85%, o blog fazia  previsão sobre o INPC de novembro, afirmando que deveria oscilar entre 0,60 e 1,10. Errei por um décimo na previsão máxima feita. Com isso, o acumulado do ano chegou a 10,28%. Em novembro de 2014 o INPC foi de 0,53%, mais que dobrou em novembro de 2015(Mamma Mia!).
        Não deve haver nenhum regozijo pelo fato de em janeiro/16 a correção dos salários atingir o maior patamar da história do real. Mesmo porque se a correção for 11,50%, o simples fato de reajuste nos salários faz toda a cadeia produtiva repassar o aumento para os produtos, em proporção sempre maior, fazendo com que em dois ou três meses o "aumento" tenha sido engolido pelo dragão inflacionário.
       Outro agravante é o fato de estarmos bem próximos de mais um rebaixamento por mais uma agência de risco, a Moody's. Isto significa que o país pode chegar ao grau de investimento especulativo, fazendo com que os investidores internacionais  elevem as taxas de juros. O COPOM vai ser obrigado a elevar ainda mais a taxa SELIC, embora este expediente seja inócuo na atual conjuntura fortemente recessiva.
       Neste quadro onde se situa a nossa PREVI? Teoricamente, somos investidores e levaríamos vantagens se as aplicações estivessem em sua maioria em segmentos não afetados pela crise. Renda fixa, títulos públicos, empresas ligadas à exportação e o contraditório ES que embora represente somente 3% dos investimentos é uma, senão a mais segura de nossas aplicações.
APESAR DAS RESTRIÇÕES NATURAIS DE MARGEM E ENDIVIDAMENTO, O ES É UM DOS INVESTIMENTOS MAIS SEGUROS DE NOSSO FUNDO DE PENSÃO.

24 comentários:

Anônimo disse...

p quem criticava FHC, saudaçoes!

Anônimo disse...

Só a Previ não vê que podia e devia fazer o que seria tanto melhor para nós que estamos endividados e queríamos um valor com o ES que quitasse nossos outros empréstimos com juros maiores, e tanto melhor para a Previ que teria um valor maior investido em retorno certo e seguro...nem que no contrato acrescenta_se uma cláusula que impedisse o tomador de que com a renovação não entraria com ação dos 30 por cento.

Anônimo disse...

Prof Ari, qual é a previsão do inpc para dezembro?

Paulo Segundo disse...

Meu pai ingressou com a ação dos 30% há mais de um ano, e até agora, mesmo com liminar, o Banco Do Brasil não pagou.Fica difícil acreditar na justiça brasileira.Além disso, esteve por um mês no CTI, com problemas de circulação e até agora nada.

Ari Zanella disse...

Caro Paulo Segundo,

O advogado precisa marcar pressão para o cumprimento. Sei do caso do colega Heleno Pinto Nobre, de Pelotas-RS, que entrou com a ação em particular e nos relatou que os credores, principalmente BB, obstacularizaram o máximo que puderam.

Ari Zanella disse...

13:47

Vamos aguardar antes a divulgação do IPCA-15 que deverá sair lá pelo dia 20.

Anônimo disse...

Anônimo João Rossi Neto disse...
EM TERRA DE MURO BAIXO O EDUARDO CUNHA DÁ AS CARTAS AOS BOBOS DA REPUBLIQUETA.

O Eduardo Cunha é inteligente, mas ordinário. Tem rompantes geniais, todavia, é maquiavélico. A ética, a lisura e a honra não fazem parte do seu estilo de vida e do seu vocabulário. É contumaz no uso da vendeta mais ferrenha para perseguir e espezinhar os seus inimigos, parecendo o mensageiro do satanás.

De índole capciosa, coloca no bolso o Lula, a Dilma, tidos como os pais da mentira e faz de palhaço o acanhado e limitadíssimo presidente do Conselho de Ética da câmara dos deputados que tem imensas dificuldades para se comunicar e para se impor.

Tem o dom da palavra, profundo conhecedor da nossa legislação, em especial dos regulamentos da sua área de atuação, esgrimindo com maestria suas ideias e uma língua afiada para proferir insultos.

Nos últimos 500 anos de história deste país, nunca se viu uma pessoa tão inescrupulosa e fria, que bate, ofende e ao mesmo tempo nega as suas manobras e trapaças para alcançar os seus objetivos sórdidos.

Implantou a anarquia no Brasil, corrompeu, enganou, ludibriou, recebeu propinas e fez a todos de bobos, sobretudo a PF, MPF, PGR e o STF que estão hipnotizados e paralisados com tanta ousadia, tantos descalabros e afrontas ao Poder Judiciário.

Quem é que vai parar esse cidadão que insultou e desmoralizou a Presidente Dilma em rede mundial de TV, inobstante ambos sejam gatos do mesmo balaio?

Estamos vivendo a era da balbúrdia, da anarquia e depois ainda falam em democracia e Estado de Direito, onde o Cunha faz o diabo e fica tudo por isso mesmo, por estar acima da Lei. Se o STF nada fizer, é melhor que feche as portas e engavete as capas pretas dos onze Ministros.

O Brasil está alquebrado e de joelhos aos pés do Eduardo Cunha! Pode isso, Teori Zavascki e Rodrigo Janot?

WILSON LUIZ disse...

Tomou posse, hoje, o novo Presidente da Argentina, o empresário Maurício Macri, substituindo Cristina Kirchner.
Com a saída do poder da rainha do botox, o time dos três patetas bolivarianos fica reduzido apenas a Dilma Rousseff, no Brasil, e Nicolàs Maduro, na Venezuela. Estas duas tristes figuras são a vergonha da América Latina, motivo de chacota no mundo inteiro, até o índio véio Evo Morales, da Bolívia, está fazendo um governo mais digno e competente que eles.

A boa notícia é que o bolivarianismo está agonizando, derrotado na Argentina e com 70% de reprovação no Brasil e na Venezuela.

Unknown disse...

É Ari, você tem toda razão. Os estimados 11% de reajuste em janeiro serão repassados para os preços e em pouco tempo serão nada. O único alento é que a demanda cairá mais, obrigando os agentes a repassarem percentual menor para os preços sob pena de ver seus produtos encalharem. A propósito isso já começa a ocorrer.
De qualquer forma os estimados 2% de diferença entre a inflação oficial e a real tende a aumentar. Clarificando, antes estimava-se que em 10 anos se perdia 20% do poder de compra dos salários. Agora a tendência dessa perda é aumentar. Celio

HELENO PINTO NOBRE disse...


A PAULO SEGUNDO :
ENTREI COM MINHA AÇÃO DOS 30% EM 01-02/2014 ; LIMINAR FOI AUTORIZADA EM 04-05 / 2014 .
QUANDO CORTARAM O BET E CORTARAM A VERBA ALIMENTAÇÃO .

DE JANEIRO/2015 Á JUNHO/2015 A PREVI DEVOLVEU O QUE VINHA COBRANDO A MAIOR 30% ; TERIA QUE COBRAR APENAS 15 % .

DE 07/2015 A PREVI COMEÇOU A COBRAR SOMENTE OS 15% QUE SERIAM SEUS DE DIREITO O DO BB NEM SEI O QUE ESTA ACONTECENDO

O BB VEM ME LIGANDO ATRAVÉS DE UMA EMPRESA CHAMADA AUDAC DE CANOAS-RS.
EU INFORMO QUE ELES FALEM COM O MEU ADVOGADO ; É UMA AÇÃO.

O QUE FOI BOM FOI QUANDO A PREVI SE ENQUADROU NOS 15% QUE ERA DE DIREITO .!!
EU NÃO TENHO RECURSOS PARA PAGAR O QUE DEVO TANTO AO BB QUANTO A PREVI.
ESTES 30% É UMA LEI CONSTITUCIONAL ; TODOS QUE DEVEM MAIS DO QUE RECEBEM ; TEM DIREITO DE REQUERER ESTE DIREITO . CONSTITUIÇÃO NO BANANÃO AUTORIZA PAGAR SOMENTE 30% .!!
É DEMORADO MESMO ; COMO DEVO MAIS DO QUE TENHO A PAGAR TENHO QUE ESPERAR PARA VER COMO FICA .
NÃO TEM OUTRA SOLUÇÃO . AÇÕES JUDICIAIS NESTE BANANÃO SÃO ASSIM MESMO EXTREMAMENTE DEMORADAS .!!!
DEVERIAS ENTRAR EM CONTACTO TALVEZ COM O TEU ADVOGADO .
É O QUE POSSO TE RELATAR . DEMORA MUITO MESMO : É COMPLICADO.!!

HELENO PINTO NOBRE ; EX=MATRICULA 3.984.740-3 JAMAIS ANÔNIMO

Anônimo disse...

Prezado Ari,
Nós vivíamos num mundo maravilhoso, mas, sabe como é, nada é tão bom
que não possa melhorar...velha utopia humana.Então, criamos a PREVI:
Futuro garantido,velhice na malandragem,sombra e agua fresca, poderíamos
até, quem sabe, praticar umas perdulagensinhas, coisa mínima, só para
testar a esperteza das nossas velhas caixolas...só que a Previ cresceu e
transformou-se na nossa SKYNET, e decidiu eliminar essas criaturas im-
perfeitas que estão tolhendo o seu crescimento e atrapalhando aperfeiçoa-
mento do seu sistema: Os obsoletos posLABORistas.Criou e espalhou, por
todos quadrantes, os perfeitos CYBORGS, com a missão de achar e exterminar
o nosso futuro. Voltam ao passado para desacreditarem na origem os fatos
geradores dos nossos direitos na CASSI e na PREVI, através de consultas
capciosas onde somos levados a renunciar a direitos adquiridos que embora
ilegal. sobrevivem a décadas de recursos em infindáveis julgamentos nos tribunais.Contra nós temos a falta de tempo para sobrevivermos a toda esta
iniquidade.Colocar a esperança em governo de centro, de esquerda ou de di-
reita é puro besteirol, os políticos do país têm mesma a gênese, atualmen-
te, todos eles são "FLEX" sobrevivem em qualquer ambiente, CYBORGS do pra-
gmatismo, como lobos devoram-se até uns aos outros.Já vi ferrrovias serem destruídas, em vez de ampliadas, estradas serem multiplicadas, apesar da
caríssima manutenção e obsolutismos dos caminhões como transporte eficiente
e barato, a destruição dos IAPS a asssitência médica infinitamente melhor do que o INSS e todos seus apêndices. Argh...chega, estes comentários me deprimem
e mais estão parecendo uma descrição de circo de horrores...quem quiser pode continuar e usar cores mais alegres, adoro os otimistas...

Paulo Segundo disse...

Comenta-se em inflação na casa dos 11,5% para 2015 e 8-9% para 2016.O dragão da inflação à solta!Heleno, o advogado, a família, todo mundo pressiona, a Juíza é uma banana da república do bananão, e o banco toma tocas as medidas protelatórias possíveis, além de obstaculizar sempre!Vou me amarrar com correntes ao Fórum, vai ser o jeito!

Anônimo disse...


O balanço do 3º trimetre para o PB1 apresenta DÉFICIT CONJUNTURAL! Isso significa que a a coisa tá feia pro nosso lado, apesar de dizerem que não precisamos nos preocupar?

Anônimo disse...

Perdemos o foco!
Torcer para sair a Dilma e entrar o Temer e o Serra (FHC voltando!) realmente nos deixa sem pai e sem mãe.
Enquanto isto, a Previ traz notícias assustadoras em seu site que NINGUÉM comenta.

Ari Zanella disse...

19:07 e 19:51

O deficit CONJUNTURAL não é tão preocupante quanto o ESTRUTURAL

Porém, nenhum deficit é bom...

Concordo com o Anônimo 19:51 que trocar a Dilma pelo Temer e o José Serra não vai resolver os nossos problemas, estes sim ESTRUTURAIS.

Anônimo disse...

O CONJUNTURAL É O PAI E A MÃE DO ESTRUTURAL !!!

Anônimo disse...


Temer rompe com Dilma e corre o risco de ser processado pelo PT por abandono de incapaz.

Anônimo disse...

Ao menos o Temer e o José Serra tem um Norte para seguir.

E o Serra quando estava no Ministério da Saúde conseguiu acabar com as propagandas de cigarro nos meios de comunicação. E olha que bateu de frente com as fumageiras, grandes arrecadadoras de impostos. Sabemos, porém, que esses impostos estão longe de cobrir as despesas com o tratamento dos tabagistas.

Jorge Teixeira - Araruama (RJ) disse...

Amigo Ari,
Para sua análise, manifestação e, se for o caso, alguma correção cabível.
As provisões matemáticas no 3º trimestre de 2015 atingiram 132.055.792 R$mil. Vinte e cinco por cento desse total seriam o equivalente a 33.013.948 R$mil que, imagino, deveria ser o saldo regulamentar da reserva de contingência. Pois é, essa rubrica está negativa em R$572.835R$mil. No último pregão do 3º trimestre de 2015, ocorrido em 30.09, o ibovespa fechou em 45.059 pontos. Sexta-feira, 11.12, esse mesmo ibovespa fechou com 45.262 pontos, com queda de 0,81%. Todos sabemos que há uma exposição excessiva em renda variável por parte do “PB-1”, fazendo com que o desempenho do plano nesse particular seja em 2015 negativo (2,46%). As operações com participantes estão positivas em 13,04%, perdendo somente em rentabilidade para os investimentos no exterior. Entendo, s.m.j., que na hipótese de o ibovespa fechar em 30.12 acima dos 45.059 pontos obtidos em 30.09, o pífio saldo da reserva de contingência poderá ser um pouco menos negativo do que os R$572,835R$mil do terceiro trimestre do ano em curso.

Anônimo disse...

Ainda tem o presidente do Equador, sabichão. Outra coisa, a Michele Bachelet, do Chile, também, na sua cabeça, pode ser adepta do bolivarianismo, ja q ela se cobsidera de esquerda. Mas, pouco ligo pra isso, piis dinheiro não é minha primeira preocupação.

Anônimo disse...

Luiz carlos.
Com relação a mensagem 12.12.15 09:01, lembro ao colega que Previc através nova Resolução em 25.11.15, alterou o percentual da reserva de contingência, vide site da Previc. Espero estar ajudando no raciocínio pertinente.

Anônimo disse...

12/12/15 20:47

Considerando que a PREVI estima o término do PB-1 em 2080, acredito que no nosso caso a Resolução CNPC 22 não resultará na redução do percentual máximo que é de 25%.
Isto, obviamente, sem efetuar qualquer cálculo atuarial para os anos seguintes, mas observando a constante queda de rendimentos nas aplicações em rendas variáveis previstas até 2018.
Talvez, se gradativamente a PREVI continuar vendendo suas posições variáveis na forma como o vem fazendo, sem perturbar o mercado e evitando efetivar prejuízos de maior monta, possamos antes desse prazo (2018) passar a trabalhar com percentual menor na reserva de contingencia.
Mesmo assim temos que derrubar a Res. 26 no que se refere ao fato de o patrocinador poder abocanhar 50% de eventual excesso trienal na reserva de contingencia.

JORGE DILÉLIO GUERREIRO disse...

Prezado Ari,

Gostaria que você comentasse se é correto a PREVI discriminar os associados que perderam a cesta-alimentação na Justiça e tiveram que devolver os valores recebidos a título de antecipação de tutela. No caso, mesmo estando devolvendo mensalmente os valores corrigidos equivalente a 10% do benefício recebido, a PREVI me impediu a renegociação do ES, a suspensão das prestações do ES durante os meses de DEZ/JAN/FEV, a simples e costumeira renovação do ES, bem como, a reutilização do Empréstimo Imobiliário. Diz ainda o autoatendimento da PREVI que esse bloqueio estava previsto nas instruções. Mas que baita cara de pau, tchê!!!

Ari Zanella disse...

Jorge Dilelio,

Igual ao seu tivemos outros casos aqui em Joinville. Em minha modesta opinião, como houve (e ainda há) boa vontade em devolver o valor recebido, nos moldes apresentados pela PREVI (valor mensal que não ultrapassasse 10% do VP) não haveria nenhum motivo que justificasse o bloqueio em operar com o ES. Considerei uma medida injusta, antipática e arbitrária de parte da PREVI. Estou tentando descobrir o motivo para tal procedimento e não consigo chegar a uma conclusão lógica.