BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

IMPEACHMENT DERRUBADO

   Não há como o processo de impedimento prosperar com a decisão tomada hoje pelo STF. A comissão volta a ser aquela formada no início da votação na Câmara conhecida pela predominância de membros favoráveis ao governo. Outra decisão foi a de que o Senado Federal tem autonomia para barrar o pedido de análise, podendo de pronto mandar arquivá-lo. Ora, o Senado que sempre foi submisso em sua maioria ao governo, não terá dificuldades para colocar dois terços dos senadores favoráveis ao governo. O presidente do Senado, Renan Calheiros, aparentemente foi o grande vitorioso com as decisões do STF. A presidente Dilma empenhou-se na recondução do deputado Leonardo Picciani à liderança do PMDB. Ele é um aliado do Planalto e ligado ao PMDB do Rio de Janeiro do governador Pezão. Ou seja, mais uma vitória no Congresso.
      O autor da denúncia em favor do impedimento, Hélio Bicudo, disse hoje: "O PT contaminou as instituições brasileiras de ponta a ponta". Aqueles que estavam desejosos de afastar a presidente Dilma podem esperar sentados. E antes que o ano termine Henrique Meireles, atual executivo do grupo Friboi, estará ministro da Fazenda. E ano que vem teremos Dilma,  a CPMF e Meireles na Fazenda!
MEIRELES FOI PRESIDENTE DO BC DE 2003 A 2011, JÁ FOI DO PSDB, PASSOU PELO PMDB E AGORA É DO PSD.

14 comentários:

Unknown disse...

Amigos, o grande problema é que o cotado para o lugar de Levy é o Barbosa, que faz o que a Dilma diz. É incompetente seguindo incompetente. Começará novamente a gastança, as pedaladas e logo a confiança no Brasil cairá mais devido à explosão da dívida pública e da inflação. É o povo pagará a conta. Se 2016 iria ser difícil, agora nem se fala. Celio

Goulart disse...

Vamos ter a humildade de participar deste Blog informativo e competente, e dizer que esta tudo dominado, e que somente a misericórdia de Jesus, filho de Deus, o cordeiro sem mancha de pecado, que deve estar bastante magoado com os homens que comandam este país, de tudo o que esta acontecendo, robalheira, rebaixamento de credibilidade, etc. Miremo-nos no exemplo da Venezuela e da Argentina, que conseguiram mudar a rota de seu governo, esperemos que o Brasil faça o mesmo. Tudo de bom, Goulart Rubens, na esperança de dias melhores para todos nós, e que o CORAÇÃO DIVINO DE JESUS PROVIDENCIAI.

joao trindade disse...

Já era esperado esse presente de Natal do PT e associados ao povo brasileiro.
Definitivamente, dá pejo de ser brasileiro.
Iremos à miséria.

João Rossi Neto disse...


Caro Ari e colegas,

Esse Renan Calheiros, também investigado na Lava Jato, fica com essa briga de palavras com o vice-presidente Michel Temer, como se fossem dois adolescentes, coisa que pega muito mal para o País, dado que ambos são duas pessoas que estão da linha sucessória da Presidência da República.

Em matéria de traição, embuste, armadilhas, conluios e esquemas, não se sabe qual dos dois é pior: ele (Renan) ou Eduardo Cunha. Além do mais, o Renan já renunciou ao cargo de Presidente do Senado naquele episódio da pensão alimentícia bancada por empreiteira e ainda é réu nesse processo.

A verdade é que o seu apoio a Dilma tem preço, porque o Renan não faz nada de graça. Seguramente busca segurar o andamento das investigações sobre o recebimento de propina e outras coisas que desconhecemos, delatadas pelo Nestor Cerveró e outros e que ainda não foram reveladas.

Existe um claro indicativo, não tenho certeza, mas as investigações contra os desafetos da Dilma, nitidamente têm um andamento bem mais célere. Por exemplo, os investigadores em determinados casos correm para não chegar, como o Rubens Barrichelo, ou seja, os fatos e indícios quando se aproximam do Lula, a coisa parece que trava. Outro aspecto curioso, a busca e apreensão foi realizada em todos os imóveis do pessoal do PMDB, menos na casa do Renan. Por que?

Caso não haja um movimento social robusto, em 2016, para pressionar os senadores, o impeachment é natimorto e vai vencer a impunidade e o Brasil vai continuar à deriva nesse mar de lama da corrupção e dos descalabros, sobretudo nos principais fundamentos da economia. Nem falo no crime de responsabilidade fiscal, mas na perda da confiança, da ética, da credibilidade para a Dilma continuar no seu mandato, visto que a baixa popularidade é o principal indicador que o povo não a quer.

Anônimo disse...

Quem vai vencer Dilma é a fome.
A fome derrubou Cristina Kirchner.
A fome derrotou Maduro
A fome derrubará Dilma

Anônimo disse...



Teori barrou busca na casa de Renan. STF de Dilma jogou impeachment no colo de Renan. Tudo armado.

Anônimo disse...

DILMA procura um ministro da Fazenda:

Não é necessário entender de Economia.

Basta saber dizer: "Sim, Senhora"

Anônimo disse...

Professor Ari,
Novo ministro da fazenda tem tudo pra ser o do Planejamento atual Nélson Barbosa; o Meireles vai continuar na Friboi, lá ele rende mais pro Lula.

Anônimo disse...

.....p se parecer com Roma,no final do imperio romano, soh estah faltando Nero.quem vai por fogo no Brasil?

rafael campagnoli disse...

Nelson Barbosa assume o Ministério da Fazenda, e Valdir Simão ( da CGU e Auditor Fiscal da Receita ) ficará com o Planejamento.

Valim disse...

Caro Professor Ari Zanella.

Tudo muito bem dito por Vossa Senhoria. As coisas estão feias. Mas como um eterno otimista e lutador, creio que a política não é tão exata assim. Tudo muda, este recesso pode deixar muita gente do Judiciário a partir de hoje em casa. Mas acredito que exista um, em casa ou não, que trabalhará muito, e pode com sua equipe dar um nó nisso tudo. JUIZ SÉRGIO MORO.

Valim.

Valim disse...

Professor Ari Zanella.

Bom dia.

Sinceramente que não sabia que o LULA estava sendo investigado e culpou José Dirceu de tudo. São esses encurrulamentos nas quais as pessoas falam o que não pretendiam dizer. Mesmo com José Dirceu medroso, pode ser que lhe dê um acesso de raiva e...!!!!
Na política ninguém pode dizer que caca cheiroso.
Tudo muda na política, espontaneamente, ainda mais quando forçamos uma barra!!!
Todos possuem alguma coisa a dizer, penso assim.

Anônimo disse...

dirceu e lulla sao carne e unha.fizeram juramento eterno.

geraldo mendes disse...

"Paulo Ribeiro Farias:
ARTIGO 51 e ARTIGO 52 da CONSTITUIÇÃO FEDERAL BRASILEIRA e pronto, fim de papo, fim de conversa. NENHUM ministro do STF, nem mesmo o Ministro Gilmar Mendes, tem AUTORIDADE para deliberar sobre o IMPEACHMENT ! É assunto PRIVATIVO do CONGRESSO NACIONAL (Câmara dos Deputados Federais + Senado Federal). É COMPETÊNCIA do Poder LEGISLATIVO e não do Poder JUDICIÁRIO !