BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

MAIS DESOLADOR DO QUE ANUNCIAM

"Infelizmente, o BRASIL ainda não sabe o que está acontecendo aqui em Minas Gerais. Os veículos de "desinformação" continuam omitindo fatos e números importantes para amenizar a tragédia. Sugiro que aqueles que têm amigos virtuais em outras cidades, estados e países, informem melhor e alertem o Brasil de que são centenas de milhares de pessoas afetadas. Toda a economia dos municípios está comprometida. As escolas suspenderam as aulas, a agricultura está comprometida, porque não tem chuva, o comércio já quase parou, pois não tem água, nem para os banheiros; bares e restaurantes estão adotando material descartável para servirem, mas não existem panelas descartáveis e essas precisam ser lavadas. A construção civil também foi afetada; não há água para o banho das pessoas. Hospitais e asilos, presídios e serviços essenciais estão sendo abastecidos por caminhões pipa, que precisam ir a outros municípios para se abastecerem de água,  o que está onerando os cofres públicos com o alto consumo de combustível - isso quando conseguem passar pelas estradas bloqueadas pela manifestação de caminhoneiros. 

O Rio Doce, um dos MAIORES DO BRASIL, está morto! As populações, desde Mariana-MG até Linhares-ES (e depois no Oceano Atlântico) estão sofrendo as consequências do que talvez seja  a maior tragédia ambiental, ecológica, econômica, hídrica, já ocorrida no pais. E as consequências serão sentidas por muitas décadas. Somente em Governador Valadares são 260 mil pessoas afetadas. Alguém já imaginou uma cidade de 260mil pessoas totalmente sem água? E o pior: a água está correndo no Rio Doce, mas completamente envenenada por arsênio, mercúrio e outros metais.

Todos - eu disse todos - os peixes morreram envenenados e já se pode sentir o "cheiro" a quilômetros de distância. Esse é o quadro que o BRASIL precisa saber. Divulguem para que outras tragédias possam ser evitadas. Talvez a próxima seja a dos lixões, ou das enormes pastagens que avançam derrubando as florestas, ou quem sabe, as imensas lavouras de soja??? Informem, manifestem a indignação pacífica, sem revolta ou violência. Chega de violência contra  povo brasileiro, menos ganância, é o que precisamos."



Angela Maria Ribeiro
Professora  Associada
Laboratório de Neurociências Comportamental e Molecular
Depto de Bioquímica e Imunologia
Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
Phone: xx55-31-34092642


TRAGÉDIA EM MINAS - CRÉDITO FOTO CORREIO BRAZILIENSE       

8 comentários:

Ari Zanella disse...



reedição de mensagem:

Fernando Lamas disse...
Saudações cordiais a todos.

"NÃO HAVIA NECESSITADOS, ENTRE ELES"At 2,42ss
Prezado Professor Ari, utilizando-me deste espaço muito prestigiado e frequentado, peço aos colegas, de todo o país, um GESTO CONCRETO de solidariedade e participação, junto das famílias atingidas, em Mariana(MG), após o rompimento das barragens.
1) CEF, Ag. 1701, Operação 003, c/c 01-7, titular: Arquidiocese de Mariana, CNPJ 16855611/000151.

2) BB, Ag. 2279-9, c/c 10.000-5, titular: Prefeitura de Mariana, CNPJ 18295303/000144.

Grato e PAZ E BEM!

"Que cada um dê, conforme decidiu o seu coração, não com tristeza ou por obrigação, POIS DEUS AMA A QUEM DOA COM ALEGRIA."
2Cor 9,7

Anônimo disse...

"Somente após a última árvore ser cortada. Somente após o último rio ser envenenado. Somente após o último peixe ser pescado. Somente então o homem descobrirá que dinheiro não pode ser comido". Provérbio Cree.

Fernando Lamas disse...

Saudações fraternais a todos.

Prezado Professor Ari, de fato, a solidariedade é uma exigência constante, de Norte a Sul, de Leste a Oeste e que deve ser exercitada, frequentemente.
Porém, essa exigência é multiplicada e inadiável, diante de acontecimentos da magnitude, como em Bento Rodrigues.
Alguém questionou, sobre a lisura das entidades arrecadadoras.
Ora, colegas, aos flagelados basta a desorientação e perda total, em muitos casos. Não se lhes pode acrescentar o peso dos debates que lhes atrasem ou neguem o urgente socorro.
Enviem, colegas, a sua colaboração, com alegria e consciência desempedida.
Eu confiei a minha modesta remessa, através da Arquidiocese de Mariana: CEF, Ag. 1701, Operação 003, c/c 01-7, titular: Arquidiocese de Mariana, CNPJ 16855611/000151.

Grato por tudo e PAZ E BEM!.

“Onde está o seu tesouro, aí está, também, o seu coração.”
Lc 12,34

Anônimo disse...


"Para seu conhecimento, informamos que foi agendada nova reunião da Comissão Nacional de Negociação sobre a CASSI para o dia 18/11/2015, em Brasília.
Também foi agendada a retomada do processo negocial com o novo Diretor da DIREF, Sr. Carlos Célio, para o dia 19/11, também em Brasília.
As entidades CONTRAF, CONTEC, AAFBB, FAABB e ANABB buscarão, no dia 18, chegar à formulação de proposta conjunta para resolver o problema da sustentabilidade da CASSI a médio e longo prazos, a ser apresentada para o BB no dia 19.
Durante a próxima semana estaremos dando maiores informações a todos.
Grande abraço e bom final de semana para todos"

Anônimo disse...

o ser humano se transformou num detalhe.o Brasil estah abandonado ha anos.....

Anônimo disse...


Caro Lamas,

Também fiz uma doação dentro de minhas possibilidades. Acho que nossa contribuição, somada a outras tantas, ajudará a diminuir o sofrimento daquele povo.

Abraço.

Anônimo disse...

Depositarei e tenho certeza que Deus fará chegar as mãos dos necessitados. Me recuso a acreditar que numa situação dessa alguém desvie os recursos.

Anônimo disse...

14/11/15 09:27

Realmente não é de acreditar, mas veja:

- http://netdiario.com.br/ex-prefeito-condenado-por-desvio-de-verbas-da-tragedia/

- http://bootlead.blogspot.com.br/2008/12/vergonha-sem-fim.html