BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

SUSPENSÃO NÃO

Falei hoje com o diretor Marcel e ele foi enfático: Não quer a suspensão das parcelas do ÉS porque, segundo ele, cresce muito o saldo devedor. Se tivesse votação, votaria contra. Explicou as renegociações, dando exemplo de alguém que tenha um ÉS de cem mil e já tenha pago 20 parcelas, o saldo devedor, obviamente, não será mais 100 mil, será menor, então se ele já pagou 20 poderá refinanciar com até 120 parcelas novamente e daí a prestação baixa.

103 comentários:

Anônimo disse...

Não sei não, estimado professor.

Contratei R$ 145.000,00, em 120 parcelas, paguei 8 e o saldo ainda é de R$ 146.005,90.

E, pelo que entendi, o diretor Marcel continua insistindo no prazo máximo de 120 dias -- como, aliás, previ em outro post.

Não vai resolver e nem refrescar ninguém, se o prazo não for alterado para pelo menos 150 meses.

Carlos - Rio Pardo(RS) disse...

Boa noite Sr. Ari - A notícia é boa e agradeço seu empenho em tentar nos trazer alguma novidade já que a implantação é meio lenta. Eu fiquei na dúvida quanto a questão da margem consignável. A minha está bem negativa devido a Crediscoop e Alfacash. Isso influenciaria?
Um abraço,carlos

Henrique Soares disse...

Sinceramente, eu me sinto um verdadeiro idiota, pois não consigo entender quase nada do que essa gente diz. Em primeiro plano tudo parece simples demais, quase um a coisinha infantil. Mas também uso desse mesmo raciocínio para defender-me um pouco. Vejamos: Minha parcela é de 1.368,00 - após tanta mudança no cálculo da margem, fiquei com a mesma negativa mais ou menos -600,00. A explicação desse Marcel é correta, mas na prática é irreal. Ou a PREVI vai acatar uma renovação sem margem. É piada!

Ademar disse...

INSENSIBILIDADE TOTAL. Daremos a resposta da próxima eleição. Não vejo como votar em uma pessoa tão desumana.

Ari Zanella disse...

Haverá casos de não renovação. Mais de 120 não há como. E notem que se a pessoa já passou da idade da faixa dos 120 meses vai valer a faixa em que se encontra. Mamma Mia

Anônimo disse...

Considerando seu comentário das 22:57, então não devemos esperar qualquer melhoria sensível nos parâmetros do ES, mesmo porque quando da próxima possível renovação já estarei em outra faixa etária.
Infelizmente.

Anônimo disse...


O Empréstimo Simples deveria ter um juro simbólico de apenas 0,5% ao mês, pois a Previ está nos emprestando o nosso próprio dinheiro, e vem nos cobrando juros e correções exorbitantes, colocando todo os tomadores do empréstimo num lamaçal de dívidas, e engordando seus cofres sem motivo, pois terá dinheiro para jogar fora no final do PB1.

Arre égua!

Anônimo disse...

Caro Ari,

Veja só o Meu caso:
Contratação do ES de R$110.000,00 em 01/07/2013, prazo de 108 meses,
Parcelas suspensas:06
Parcelas pagas: 20
Valor da parcela: R$ 1.729,41
Margem consignável: - R$257,00(negativa)
Saldo devedor atual(07/10/2015): R$ 109.943,59

Repito o que você disse... "Mamma Mia"!!!

Anônimo disse...

TCU faz Dilma subir no telhado...

jose hermano 5561330-6 disse...

Prof. ARI, a coisa esta pra BRINCADEIRA, veja bem o meu exemplo: RENOVEI em 26.06.2013 meu ES no valor de R$ 54.000,00, hoje, paguei 21 PARCELAS de R$ 831,77, o SALDO DEVEDOR NESTA DATA é R$ 52.529,41. AGORA ME EXPLIQUE, ONDE VAI DIMINUIR A MINHA PRESTAÇÃO? SE O SALDO DEVEDOR APÓS PAGAMENTO DE 21 PARCELAS É QUASE O VALOR FINANCIADO? DIMINUE CENTAVOS, isso sem CONTAR QUE TEREI DE PAGAR TAXA ADMINISTRAÇÃO E IOF A MONGOLOIDE DE DILMINHA E OS QUARENTA LADRÕES. MAMMA MIA PROF.

Anônimo disse...

Pela disposição da PREVI não teremos até o fim do ano nem renegociação, muito menos suspensão das contribuições. Que beleza! como diria o narrador esportivo.

Anônimo disse...

O que ocorre é que nossos representantes seja de AAFBB, ANABB, e outros, ficam a desejar em nossas defesas.


JOEL BACABAL

Anônimo disse...

Resumindo a tal renovação não será possível para a maioria e quando for possível reduzirá muito pouco o valor das parcelas.Continua só restando a ação dos 30% mas os advogados precisam cobrar mais agilidade pois estão paradas há mais de 1 ano.O Presidente do TJRJ disse que faria campanha para agilizar as ações dos idosos colocando uma tarja verde nas pastas dessas ações.Não seria o caso de interpelar até ele sobre a morosidade das nossas ações lembrando que esse tribunal tem interpretação de que as parcelas já pagas não devem ser devolvidas e assim sendo estamos perdendo o direito a cada mes que passa.

Anônimo disse...

O exemplo dado pelo diretor é brilhante.
Se v. deve cem mil e paga 20 prestações, seu saldo devedor é reduzido. Então v. refinancia esse saldo devedor pela quantidade de parcelas máximas possíveis, no caso hoje em 120 parcelas.
Se o saldo devedor é menor que cem mil, as parcelas terão redução.
Precisou haver estudos ?
Falando-se em saldos devedores, prestações, parcelas, já saiu o resultado do premio Nobel de Economia ?

Anônimo disse...

Depois do anuncio das alterações no ES pelo Diretor Marcel de Barros, não resta mais nada a fazer do que entrar com a ação dos 30%.
Prof. Ari a Anaplab ainda aceita novos pedidos dessa ação?

Anônimo disse...



Ferraço quer votação de projeto que impede Petrobras de fazer contratações sem licitação

O senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES) cobrou da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), nesta terça-feira (6), a votação do Projeto de Decreto Legislativo (PDS) 197/2014, que suspende a permissão para a Petrobras usar o procedimento simplificado de contratação de obras e serviços. Por um decreto presidencial de 1998, a Petrobras não precisa se submeter à Lei de Licitações, como os demais entes da administração pública.

O projeto estava na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), mas um requerimento do presidente da CAE, senador Delcídio do Amaral (PT-MS), levou a matéria para exame também da Comissão de Assuntos Econômicos. Ferraço explicou que a proposta ainda aguarda a designação de relator, o que a impede de ser submetida a votação.

O senador capixaba disse esperar que, com a aprovação do projeto, seja colocado um freio "nessa deformação da gestão pública", o regime simplificado de contratação. O senador Benedito de Lira (PP-AL) responsabilizou esse modelo pelas irregularidades denunciadas na Petrobras.

O Ferraço citou a notícia de que a estatal teria contratado recentemente três escritórios de advocacia por R$ 200 milhões, com dispensa de licitação, alegando "notória especialização". Ferraço disse que, sem a votação do PDS, os senadores poderão ser coniventes com a continuidade dos problemas na Petrobras.

(Redação - Agência IN)

http://www.investimentosenoticias.com.br/noticias/negocios/ferraco-quer-votacao-de-projeto-que-impede-petrobras-de-fazer-contratacoes-sem-licitacao


E EXISTE NA EMPRESA UMA ASSESSORIA JURÍDICA COMPOSTA DE 800 ADVOGADOS


ÓIA O AMIGO DE VALDIRENE

Carlos - Rio Pardo(RS) disse...

Ao Henrique Soares -
Penso igualmente a você, também achei confuso essa tal renegociação, e Sr. Ari, digo que há CONTROVÉRSIAS: por exemplo,
o Sr. Marcel disse: Explicou as renegociações, dando exemplo de alguém que tenha um ÉS de cem mil e já tenha pago 20 parcelas, o saldo devedor, obviamente, não será mais 100 mil, será menor,

D I S C O R D O, pois vejam muitos casos descritos aqui no blog inclusive o meu: Tirei 90.000 de ES, paguei 15 prestações de R$ 1.355,00 e hoje devo R$ 93.949,01,,,,
O B V I A M E N T E, ESTÁ LONGE DO SALDO DEVEDOR SER MENOR QUE O VALOR QUE TIREI,,,,
ENTÃO NO MEU CASO IREI RENEGOCIAR O QUE???????????????

MAS PRA MEU ALÍVIO, TAMBÉM TEM O ES-DÉCIMO TERCEIRO QUE NÃO INCIDIRÁ SOBRE O VALOR DO INSS, ENTÃO COMO GANHO R$ 1.400,00 DA PREVI, DEVO GANHAR 30% DISSO............QUE DINHEIRÃO.....

Abraço a todos. Eu ainda prefiro a suspensão, mas quem sou eu..............

Anônimo disse...

Caro Professor Ari,

Sua nota em relação as prováveis mudanças no ES, pois segundo relato já foi votado e aprovado na Diretoria Executiva o ES RENEGOCIAÇÃO.

Não ficou muito claro sua explicação, pois o prazo é de 120 meses, mas com a mudança das regras da margem, muitos ficaram sem poder renovar ou alongar seus empréstimos, mesmo com a mudança de faixa etária que permitia prazos mais longos, agora pelo que entendi vai poder se renovar com prazo maior, chegando até 120 parcelas, para quem tem a margem ou sem a margem?.

Outro ponto importante, essa renegociação, vai ser criada uma terceira opção na hora da contratação, porque com a renegociação o participante pode ter novos valores, ou ela sera unicamente para baixar as parcelas vigentes.

Para quando esta programado a entrada desta nova modalidade, vista que até o presente as parcelas amortizadas não baixou o saldo devedor de ninguém, mesmo aqueles colegas que pagaram 20 parcelas ou mais, estão com saldo devedor muito próximos do limite da contratação.

Da a entender que a Previ quer lançar um novo empréstimo para que o APOSENTADO OU A PENSIONISTA volte a dever 120 parcelas, com desconto de 100 reais na prestação.

Sera que vai mesmo valer a pena fazer a contratação desta ARMADILHA PROPOSTA PELO DIRETOR DE SEGURIDADE?

O GATO SUBIU NO TELHADO NOVAMENTE.

Anônimo disse...

Prezado Ari, e aquela questão do Financiamento CARIM passar para 300 meses, esse estudo foi esquecido? Realmente o Diretor Marcel não está nem aí prá nós.

Anônimo disse...

Prof, será que poderei renovar?
Saldo devedor total R$ 112.863,03
Valor das prestações R$ 2.018,98
Limite disponível R$ 32.136,97
Prestação máxima (margem disponível) R$ -1.028,45


Empréstimos concedidos
Modalidade Data crédito Prestação Prestações contratadas Prestações pagas Saldo devedor
ES-A 120 SÉRIE 12 PL1 60 A 62 27/11/2012 R$ 2.018,98 108 29 R$ 112.863,03

Anônimo disse...

Renovei o ES em 18/11/2013, pelo valor de R$ 129.000,00;
Já paguei 18 parcelas;
O valor atual da parcela é de R$ 2.048,12;
O saldo devedor é de R$ 132.078,59.

Vou poder renovar o quê ...???

Viva a a PREVI e seus "competentes" dirigentes...!!!

P A L H A Ç A D A ...!!!!!!

Anônimo disse...

Ilustre Professor Ari Zanella



Como é que pode? Já tem gente contando o ES-13, como "favas contadas".

Anônimo disse...

A intenção da Previ é ir reduzindo aos poucos o valor das parcelas porque liberou demais e ficou muito acima dos 30%.Como a maioria está com margem negativa muito alta levará anos para ficar positiva.O único caminho é a ação 30% porque eles erraram e agora não querem resolver.

Ari Zanella disse...

O que já está aprovado depende do TI (Sistema de Informatização). Quanto à suspensão nada está decidido. Pode haver novas decisões proximamente. Vamos aguardar com calma e muita esperança.

Anônimo disse...

Professor Ari,

A confusão esta justamente nas informações sem a devida clareza:

ES-RENEGOCIAÇÃO.

Vai ser usada a margem como parâmetro?

Não é claro a didática das informações prestadas nem por você, e muito menos pelo Diretor.

É como decisão judicial sempre fica margem para novas interpretações.

Anônimo disse...

Ari,

Agora é que a ANAPLAB deve ser mais divulgada, principalmente as ações 30% consignado.

Houve retorno aos tribunais de Santa Catarina, como esta a tramitação, melhorou ou piorou?

Anônimo disse...

Ah!!! Muita mas muita esperança mesmo...Caro Ari

Marisa Moreira disse...

O que já está aprovado depende do TI (Sistema de Informatização). Quanto à suspensão nada está decidido. Pode haver novas decisões proximamente. Vamos aguardar com calma e muita esperança.

Boa Tarde Sr, Ari Zabella e demais amigos!!!

Este comentario seu não bate com o enunciado.... SUSPENSÃO NÃO...
Subentendesse que nada esta decicido. Estou certa ??
Meus respeitos e muito obrigada,
Marisa Moreira

Anônimo disse...

Meu processo da ação 30 por cento no Tjrj, jã está tramitando pela terceira vez e ao que parece o grupo 19 já estã em poder da Juiza MABEL para conclusão. Só espero que desta vez a justiça não apresente impecilhos.Na primeira vez alegou não ter relação dos filiados embora constasse no processo. Na segunda vez arrumaram um tal de rito sumàrio. Vamos ver agora o que vão alegar

Anônimo disse...

Acho que a PREVI não facilita pra ninguem, principalmete com relação a empréstimo no caso do ES e equivalente ao da CARIM que comtratramos por um preço a pprestação e abatida e no entantoo saldo devedor só
aumenta e no final ja estamos pagando 4, 5, 6 vezes o valor financiado
a pior coisa que ja fiz e me arrependo ate hoje.

Anônimo disse...

Acho que a PREVI não facilita pra ninguem, principalmete com relação a empréstimo no caso do ES e equivalente ao da CARIM que comtratramos por um preço a prestação e abatida e no entanto o saldo devedor só
aumenta e no final ja estamos pagando 4, 5, 6 vezes o valor financiado
a pior coisa que ja fiz e me arrependo ate hoje.

Milton Bassani disse...

Com o devido respeito, o diretor Marcel não disse "coisa com coisa" e, infelizmente, o professor Ari o acompanhou.

Anônimo disse...

Coitado do SISTEMA ( TI ).
Tá sempre levando a culpa.
O sistema caiu... respondeu a caixa da lotérica quando parou de atender e a fila não andou...

Anônimo disse...

Hoje, em seu blog, o Marcel revelou a verdadeira intenção da renegociação do ES.Segundo ele não poderão renegociar aqueles que tiverem ação limitadora dos 30%.Não haverá aumento de limite nem de prazo.A renegociação será calcular o saldo devedor como novo empréstimo o que reduzirá a parcela.Mas é evidente que a redução será mínima sem aumento de prazo.Fico com a ação 30% e tenho certeza que mesmo quem renegociar poderá entrar com a ação posteriormente se as parcelas excederem 30% porque isso é ilegal.

Bruno Cade disse...

Caríssimo Ari, te agradeço pelas notícias. Continuo acreditando que haverá mudanças positivas para muitos beneficiários. O Marcel mais uma vez enfatiza que haverá mudanças na prestação, via renegociação do saldo devedor. Ele não cita a questão das margens consignável negativas. Assim, continuo otimista quanto às mudanças. Haja vista que para implementar as novas negociações o sistema terá que se adequar com as margens consignáveis. Caso contrário todas as renegociações serão processadas manualmente. Acredito que o exemplo citado por ele foi figura de retórica. Até porque ele não poderia citar um prazo maior do que o atual, nem condições diferentes das atuais, pois senão estaria antecipando ao anuncio das novas medidas. Para finalizar, é interessante o quanto o assunto mexe com muitos, principalmente porque muitos estão necessitados.
Zenilson Cadé de Araujo

Anônimo disse...

SUSPENSÃO DAS PRESTAÇÕES DO ES JÁ!!!!

Anônimo disse...

Se a Previ não suspender o ES por 3 meses eu vou obrigar o Chimbinha voltar a tocar com a Joelma

Anônimo disse...

Que tecnologia é essa da Previ. em 1994 era melhor. É um segredo.

Joel

Ari Zanella disse...

Olá Marisa, Ontem eu falei só com o Marcel, hoje falei com outros diretores que tem opinião diferente. Vou fazer nova postagem quando chegar em Joinville, com tablet é muito lento para mim.

WILSON LUIZ disse...


INPC setembro 0,51%, acumulado 2015 8,24%

Rita Colino disse...

O problema é que devido à metologia e indices utilizados o saldo devedor nunca diminui. Pagamos 10, 20 ou mais parcelas e o saldo devedor continua a mesma coisa. Precisamos reivindicar a revisão da metodologia e indices aplicados na correção do saldo devedor.
É uma matemática estranha onde 4 menos 1 é igual a 4 ou 4, 5....Coisa de louco.

Rita Colino

Henrique Soares disse...

Se a PREVI acha "legal" eu pagar o valor da parcela que pago, então deve achar legal e óbvio, eu optar por pagar um valor menor sem levar em conta a margem. Penso que entendi. . .

geraldo mendes disse...


Verdadeiro sadismo. E ainda tentam adoçar as nossas sequiosas bocas. Confesso que cheguei a ter um mínimo de esperança, pois acabo de ver o sepultamento de meu sogro em Ipatinga-MG com mais despesas. Leite derramado? Jamais pois tenho um Deus que tem me provido e, repito, nunca abandonou e nunca abandonará todos aqueles que o temem.

Anônimo disse...

Se não houver alteração no limite do ES, como acontece anualmente, a solução é desvincular o INSS da folha da Previ e fazer um consignado.
Juros fixos que depois de contratados não se alteram.
Só não sei como se faz essa desvinculação.
Alguém que já fez essa desvinculação, poderia informar ?

Anônimo disse...

Caro Joel 08/10/15 17:38

É que em 1994 todo o processamento da PREVI deveria ser efetuado pelo próprio patrocinador.
Tanto é que quando necessitamos de contracheques anteriores a 1999, temos que recorrer ao ex-patrão.

Anônimo disse...

Ao anônimo de 08/10/15 00:58

Acredito que você queria dizer 0,5% a.a. e não a.m., pois 0,5% a.m. significa um efetivo de 6,17% a.a.

Desculpe, mas haja confusão com esse negócio de ES.

Anônimo disse...

ao anônimo das 21:57
Para desvincular o INSS da folha de pagamento é só você acessar o fale-conosco no site da PREVI e solicitar. Será enviado pelo correio pela PREVI 2 documentos: l deles o impresso que você deverá preencher, levar ao Banco que você quer receber o crédito do INSS, com a assinatura da Instituição e levar ao INSS. O outro é uma carta da PREVI dirigida ao INSS.Simples assim.Já fiz isso, somente não entreguei ao INSS por causa da greve.
Lourival

Anônimo disse...

Fiz o ano passado e me dei bem! De pronto levantei 35 mil. Mudei para outro banco. É bom conversar com o chefe do Inss para agilizar pois demora uns dois meses. Se ele tiver boa vontade libera no ato. Cuidado com a Cassi, Carim pois a Previ vai pescando os ES e deixando os outros de lado. Cooperforte, Anabb, Aafbb sobram literalmente. Estou estou esperando o processo dos 30% para pagar a Cooperforte, nos primeiros meses a cooperativa vai usando para honrar as prestações o saldo de capital.Depois ficam telefonando e mandando carta. O bom é que sobram 500 e poucos da parcela Previ e recebo meu benefício num outro banco. As coisas do BB só quando Deus mandar bom tempo!!! Agora mesmo vou receber do BMG um cartão de crédito de 7 mil. E piquei o advogado na Previ por conta do absurdo da CARIM. Cada um se defende como pode. Se vcs mano ficarem esperando pelo BB sacana e pela PREVI vão morrer durango.Tem que ter sangue no zóio.

Carlos - Rio Pardo,(RS) disse...

ES - SUGESTÃO -

Uma vez a Previ disse que em torno de 7.000 ficaram de fora da última reestruturação do ES.

Prometeram que agora incluiriam esses em novo ajuste.

Está por vir o ES Décimo Terceiro, o ES Renegociação e eu se fosse da diretoria, para evitar que houvesse discriminação dessa vez e uns ficassem de fora, daria a opção de SUSPENSÃO de até 3 meses do ES.

Pronto, se agradaria a gregos e troianos. Basta usar a cabeça.

Abr a todos.
Carlos - Rio Pardo(RS)

Ademar disse...

Meu saldo devedor na Previ é de aproximadamente R$ 143.000,00 de um empréstimo de R$ 145.000,00. Se eu desvincular me INSS da Previ como fica o meu saldo devedor, tenho que liquida-lo ou ajusta-lo ao valor da minha aposentadoria na PREVI? Ou fico impossibilitado de transferir o INSS enquanto o saldo estiver nesse patamar, por força de clausula contratual?

Anônimo disse...

Retirado do blog do Marcel: nao haverá este ano aumento no limite ES.Estamos perdidos.

Anônimo disse...

Aos colegas que se manifestaram sobre a pergunta "como retirar o INSS do convenio" , nossos maiores agradecimentos extensivos ao blog.

Fernando Lamas disse...

Saudações cordiais a todos.

INSS FORA!
Prezado Professor Ari, ao que o estimado colega Lourival comentou, quero acrescentar que a exclusão do Inss do contracheque abre caminho, para o Consignado, realmente, mas poderá desarrumar o contracheque Previ, porque o Benefício Previ, isolado, provavelmente, não suportará todas as consignações, entre as quais, por ex., Cooperativas, Financeiras e, inclusive a Carim, se for o caso. Outra consequência é a aniquilação da MC, para o ES.
Cada qual deve avaliar.

Grato por tudo e tenham todos um ótimo e abençoado fim de semana.
PAZ E BEM!

"Disse Jesus: 'Felizes, antes, os que ouvem a palavra de Deus e a observam." Lucas 11,27s

Anônimo disse...

Obrigado por participar do processo Eleitoral 2015 da ANABB

Seu voto foi registrado

Data: 9/10/2015
IP: xxx.xx.xx.xx
Hora: 11:16:4

Medeiros nas cabeças

Anônimo disse...

Ao anonimo das 8.43
Meu saldo devedor estava em 147mil e mesmo assim o Inss foi desvinculado da folha.A PREVI apenas te informa que vc.ficará sem margem para futuras renovações.
Lourival

Anônimo disse...

http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,com-deficit--fundos-de-pensao-de-estatais-podem-reduzir-valor-de-aposentadoria-,1776825

Estamos na rota!!!?????????

Anônimo disse...

Ari e amigos,
Realmente dá tristeza de viver neste país. Tudo que se faz tem possibilidade de segundas intenções, de fraude.
Estou recebendo a cédula de votação da Anabb que é um primor no quesito segurança. Olha, sem sombra de dúvidas, se me mostrassem o lay-out sem timbre algum, eu acertaria de primeira: é do Brasil.
Na cédula de votação do Conselho Deliberativo, posso votar em um máximo de 21 nomes. Mas, e se eu quiser votar em 5? Não tem um local que informo em quantos votei. Ou seja, se eu votar em 5, abro a possibilidade de "alguém" marcar mais 16 nomes. Mole, né? Mas no Brasil só tem gente honesta, quem iria fazer isso, não é verdade?
Para o Conselho Fiscal posso votar em 3 nomes. E se eu votar em um?
Olha amigos, não desanimo porque creio que tudo Deus está vendo. Mas estou a um fio de sair da Anabb. Vou só esperar essa eleição. Se o Medeiros for eleito ainda continuo. Se não, adeus. Os cães que se digladiem pela carniça. Vocês notaram que tudo lá tem malandragem... é no seguro, na CoopAnabb, etc. Onde se meche tem podridão.
Celio

"Por causa de seu orgulho, o ímpio não O busca. Todos os seus pensamentos são: não há Deus." Salmos 10.4

Anônimo disse...

AÇÃO IR ANABB - ACÓRDAO PUBLICADO EM 08/10/2015

EMBARGOS DE DECLARAÇÃO EM QUESTÃO DE ORDEM EM REEXAME NECESSÁRIO N. 0014460-60.2010.4.01.3400/DF (d)
RELATOR
DESEMBARGADOR FEDERAL MARCOS AUGUSTO DE SOUSA
AUTOR: ASSOCIACAO NACIONAL DOS FUNCIONARIOS DO BANCO DO BRASIL ANABB
ADVOGADO : LARA CORREA
ADVOGADO : HELDER ROSA FLORENCIO
ADVOGADO : ANA CAROLINA RIBEIRO DE OLIVEIRA
ADVOGADO : MAURICIO CORREA SETTE TORRES
ADVOGADO : ADACIR REIS
RÉU : FAZENDA NACIONAL
PROCURADOR : CRISTINA LUISA HEDLER
REMETENTE : JUIZO FEDERAL DA 6A VARA - 3163
Diário da Justiça Federal da 1ª Região/TRF - Ano VII N. 190 - Caderno Judicial - Disponibilizado em 08/10/2015 DF
EMBARGANTE : FAZENDA NACIONAL
EMBARGADO : V. ACÓRDÃO DE FLS.
1.280/1.294
EMENTA
PROCESSUAL CIVIL. EMBARGOS DE DECLARAÇÃO
EM QUESTÃO DE ORDEM. INEXISTÊNCIA DE OMISSÃO, OBSCURIDADE OU CONTRADIÇÃO.
ACÓRDÃO SUFICIENTEMENTE FUNDAMENTADO.
REDISCUSSÃO DA MATÉRIA. IMPOSSIBILIDADE.
PREQUESTIONAMENTO. EMBARGOS DE DECLARAÇÃO REJEITADOS.
1. Os embargos de declaração não constituem via
processual adequada à rediscussão da matéria e, mesmo na hipótese de prequestionamento, devem obedecer aos ditames do art. 535 do CPC. Precedentes.
2. A embargante pretende rediscutir as questões já
decididas no acórdão. O órgão judicante não está obrigado a responder a todos os fundamentos aventados pela parte, mas apenas àqueles que julga pertinentes ao deslinde da causa. Precedentes.
3. Sem omissão, contradição ou obscuridade, rejeitam se os embargos de declaração.
ACÓRDÃO
Decide a Turma, por unanimidade, rejeitar os embargos de declaração.
8ª Turma do TRF da 1ª Região –
Brasília, 4 de setembro de 2015. (data do julgamento).
Desembargador Federal MARCOS AUGUSTO DE SOUSA
Relator

Anônimo disse...

Ao colega Ademar, com permissão do Prof Ari.
Pelo regulamento do ES na cláusula Décima Quarta- VENCIMENTO EXTRAORDINÁRIO - " São motivos de vencimento antecipado da dívida e imediata execução deste contrato, independentemente de notificação judicial ou extrajudicial, além dos casos previstos em lei,a infringência de qualquer obrigação contratual, OU SE O MUTUÁRIO :
a)
b)
c)
d)...
e)REQUERER A EXCLUSÃO DO CONVENIO INSS DA SUA FOLHA DE PAGAMENTO NA PREVI.
Por aí, se excluir o INSS do convenio Prisma, tem que liquidar o ES.
PORÉM, como para toda regra se permite uma exceção, temos que otimistamente, atentar para a cláusula DÉCIMA QUINTA que reza:
"Qualquer tolerância por parte da Previ, pelo não cumprimento de qualquer das obrigações decorrentes deste Contrato, será considerada mera liberalidade, não constituindo novação ".
Não seria possível a Previ, estudando caso a caso, considerada a existência de MC garantidora dos débitos das prestações, PERMITIR em caráter excepcional a desvinculação do INSS da folha PREVI, permitindo que os colegas que assim o necessitem, possam contratar o empréstimo consignado do INSS ???
Uma sugestão: que o empréstimo consignado seja contratado junto ao Banco do Brasil, dada a proximidade Banco/Previ. SMJ.
Para atingir os espíritos justos de nossos diretores, vamos precisar da atenção das associações que lutam por nós, assistidos, notadamente o Prof. Ari por seu transito junto a esses diretores.
Oremos !

Anônimo disse...

A força que as entidades que se dizem "representar os funcionários"
é colossal e, por isso mesmo, estamos sempre muito bem arranjados...
Eu e a agradável PENÚRIA.

Anônimo disse...

Prezado anônimo 09/10/15 12:10:

leia no blog do Adaí Rosembak (link à esquerda deste blog) o que nosso colega Zilton Tadeu escreveu sobre "nossas" associações e "nossos" representantes.
Ele está totalmente certo. Nós é que nos deixamos iludir, ano após ano, e vamos amargando esta nossa vidinha.

Anônimo disse...

Estranho, todos os participantes que desvinculam o INSS da folha de pagamento, a PREVI não exige a liquidação do ES. Liberam o participante de quitar o ES, apenas avisam que para futuras contrações, a margem consignável fica prejudicada, não possibilitando renovação do empréstimo.Eu desvinculei meu INSS da folha e não fui obrigado a quitar o ES.

Anônimo disse...

Parafraseando uma grande pensadora brasileira, está havendo uma 'DESRUPTURA" entre os anseios dos beneficiários e a finalidade do fundo da pensão.

SUSPENSÃO DAS COBRANÇAS DO ES POR 3 MESES COM OPÇÃO DE NÃO QUERER


Ass. Mulher sapiens

André disse...

ES, se de fato querem ajudar basta não incluir na MC as contribuições da Previ e Cassi, que na verdade são simplesmente débitos e não consignações, na forma da lei. Foram mais realistas do que o rei.

Anônimo disse...

18 meses sem renovar meu empréstimo. Se não alterar o valor e prazo, vou retirar o INSS da PREVI e vou contratar consignável em outro banco. Chega de manipulação com o nosso próprio dinheiro. PERGUNTO: Que prejuízo a Previ terá de suspender três parcelas e voltar a cobrar em janeiro????

Anônimo disse...

Atentem para o comentário de Fernando Lamas. Não é só a margem consignável que fica afetada pela exclusão da verba INSS. Mas é preciso ver se somente o benefício PREVI comportará todas as consignações que JÁ estão em folha.

Anônimo disse...

' 'ELEIÇAO : ETA TREM BOM PARA DESTRONAR BACANAS "

MESTRE E COLEGAS, eu estava quase aposentando quando um aposen -
tado me provocou com a seguinte questão : você hoje está recebendo
abraços e elogios, mas prepare porque no ano que vem muitos clien-
tes evitarão cumprimentá-lo . O tempo passou e o vaticínio do co-
lega, felizmente , não se realizou ;e por que não se realizou?
Porque sempre soube que minha missão tinha prazo e era uma chance
de servir ! entretanto, noto que muitos que podem e devem
facilitar as coisas para quem está com remuneração defasada ,não
o fazem, esquecendo que neste momento há milhares de anônimos tra-
balhando para candidatos desconhecidos, pois a missão e mudar.Mes -
tre Ari, morando no interior não sei se isto ocorre no Banco do
brasil -Previ/cassi -mas no governo federal é a praxe. Cordialmente,
divany ssilveira - 05 Lagoas (cadE a chuva- MINAS~

tarcisio augusto bulhoes martins disse...

Prof. Ari, boa tarde. Li em seu blog, comentário de um colega anônimo, dizendo que a previ já estava fazendo a RENEGOCIAÇÃO DO ES, VIA TELEFONE, assim liguei no 08007290505 e fui informado pela atendente, que poderia renegociar somente o alongamento do prazo. No meu caso, ex: 56.000,00 de saldo devedor, parcelas contratadas 96, parcelas pagas 46, restando para o fim do contrato 50 parcelas, prestação atual 1.524,00. Com a nova operação, a parcela mensal cairia para 800,00 reais, e o prazo alongaria para 120 meses. ET: como não tenho MC, não poderia pleitear dinheiro novo. Não bati o martelo..... vou pensar. Tarcísio.

Marisa Moreira disse...

Obrigada Sr Ari
Boa tarde!!!

Unknown disse...

Ari e amigos,
Me dá uma tristeza ver colegas ávidos por um dinheiro extra e nem falam em equilíbrio. A pergunta necessária é: quanto e o que preciso fazer para nunca mais depender do ES? Tipo assim: o meu líquido é R$ 5.000 e pago R$ 2.500 de ES. Se sobrasse R$ 4.000 eu ficaria equilibrado. E minha meta seria reduzir a prestação do ES para R$ 1.000 com alongamento de prazo. E se conseguisse reduzir a prestação do ES para R$ 1.500? Aí pediria a colaboração dos filhos, tipo, um pagaria a conta de água, o outro da luz, etc. Cometeria até o despropósito de pedir ajuda a um filho casado que estivesse bem, tipo: filho, eu gastei muito dinheiro para te criar e estudar, portanto nada mais justo que você me ajude pois estou em dificuldades.
Entendem, ninguém fala em equilíbrio, em cortes... Até porque gente, 2016 será um ano pior que 2015. Há possibilidade de déficit na Previ e precisamos nos preparar. Da constrangimento, da. Da vergonha, da. Mas é necessário, é humano. Celio

Anônimo disse...

Do jeito que o Marcel falou, só me resta descobrir como"armazenar" vento, e vender a ideia para o Governo Federal, para produzir energia eólica. Trocando em miúdos, continuarei na mesma m......

WILSON LUIZ disse...

Caro anônimo 11:30 hs.,pelo menos até janeiro/2019 estamos livres de aumento nas contribuições, pois a PREVI, até o balanço 2014, não apresentou déficit.

Anônimo disse...

Pessoal, veja bem: a grande maioria já esta com o prazo de 120 meses.Se esse prazo não for para 150 ou 180. acho que não vai adiantar para ninguém , ou só para minoria. Vamos fazer uma enquete!! pergunto quem esta dentro dos 120 meses, se manifeste.Vamos tentar barrar mas essa injustiça com aqueles que mas precisam.Eu estou no 120, então fico sem aumento no prazo. Não estamos pedindo mais dinheiro emprestado. estamos pedindo somente mais prazo. vamos a luta!!!!

Jorge disse...

Ao Tarcisio,

Diga-me, se a prestação baixa de 1.524,00 para 800,00 porque nao anre MC de 724,00 para assim levar algo mais?

Anônimo disse...

Prof. Ari,
Toda esta discussão sobre o ES está deixando o pessoal tenso e ninguém sabe o que realmente irá acontecer. O sr. poderia adiantar se haverá alterações no prazo e no limite, isto para maior é claro. Porque uma grande parte dos nossos colegas já pagou várias prestações e o saldo devedor ainda está acima do valor financiado. A única maneira de ajudá-los seria aumentar o limite mesmo que fosse somente até o saldo devedor e o número de parcelas para que o valor mensal da prestação ficasse menor.

Anônimo disse...


Colegas, está mais do que na hora de parar de se humilhar por causa desse tal ES e partir para a desvinculação do INSS da folha da Previ. Foi o que fiz e estou satisfeito. Não esquecer de recolher 3% do benefício previdenciário para a Cassi que será debitado na conta corrente. Está no Regulamento da Caixa. O consignado é um empréstimo muito mais justo para quem necessita, pelo menos terá prestações fixas além de um seguro. E pegar o necessário para não bater o desespero depois. Boa sorte.

HELENO PINTO NOBRE disse...


RESPOSTA AO ANÔNIMO ( QUE PENA )! 08/10/2015 HORA : 21:57 .
EU HELENO PINTO NOBRE ; MATRICULA 3.984.740-3 . VOU LHE DIZER BEM SIMPLES .
TENS QUE EDITAR O TEU PAGAMENTO INSS.
ENTRA NO SITE DA PREVIDÊNCIA SOCIAL COM O TEU NUMERO DE APOSENTADO DATA DO NASCIMENTO O QUE O SISTEMA REQUER .
ESCOLHE UMA AGÊNCIA DE ALGUM BANCO ; EU FUI NOUTRO DIFERENTE DO BB .
E SOLICITA A TRANSFERÊNCIA DO TEU PAGAMENTO PARA AQUELE BANCO ; PRAZO : NÃO DEMORA ACHO QUE NEM UM MÊS .
PODES ATÉ ABRIR CONTA NESTE BANCO EU TENHO UMA CONTA POUPANÇA ; COM CARTÃO E TUDO E ABRI OUTRA CONTA MOVIMENTO PÁRA MIM .
E UM MES OU DOIS DEPOIS RECEBES O TEU PAGAMENTO PREVI NA AGÊNCIA ANTIGA DO BB .!!!
E O TEU PAGAMENTO INSS VAIS RECEBER NA NOVA CONTA NO BANCO QUE DECIDIRES ADOTAR . BEM SIMPLES . ELES FICAM BEM FELIZES
SINTETIZANDO : VAIS RECEBER UM PAGAMENTO O DA PREVI ATRAVÉS DO BB .
EU ATÉ TE SUGIRO QUEM SABE ABRIRES UMA CONTA SALÁRIO E O OUTRO PAGAMENTO VAIS RECEBER NA CONTA NOVA NO BANCO NOVO .
É BEM SIMPLES E TRANQUILO .
APENAS PARA TE ELUCIDAR PREZADO ANÔNIMO ( ARG ). DE 08/10/2015 ; 21:57 HORAS .
APENAS UM ADICIONAL . QUANDO NOS CORTARAM O BET E O AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO TIVE QUE ME ESFORÇAR E NO MÊS IMEDIATO PENSEI O BB JÁ NOS ODEIA E PARA QUE EU VOU MANTER A MINHA CONTA DENTRO DELE ???
SEPAREI E NÃO ME ARREPENDI . E MAIS DEMOREI A ME DAR CONTA QUE DEVERIA ABRIR UMA CONTA SALÁRIO EM 11/2014 . EU NÃO TITUBIEI NA CONTA SALÁRIO ELES NÃO PODEM METER A MÃO ;. E É CLARO QUE EU MOVI A AÇÃO CONSTITUCIONAL QUE SE PROVARMOS PARA O JUIZ QUE DEVEMOS MAIS DO QUE RECEBEMOS É UM DIREITO VOU REPETIR CONSTITUCIONAL PAGARMOS APENAS 30% DE NOSSAS DÍVIDAS PARA NOSSOS CREDORES SEJAM QUANTOS FOREM .
ME FIZ ENTENDER PREZADO ANÔNIMO ( ARG ) 08/10/2015 : 21:57 H

REPITO JAMAIS ANÔNIMO . DESDE QUE NASCI E ATÉ DEPOIS DE MORRER SEREI O :> HELENO PINTO NOBRE . EX-MATRÍCULA : 3.984.740-3 E RECEBO O MEU PAGAMENTO PREVI NUMA CONTA COM OUTRO NUMERO E NÃO ME ARREPENDO ., A MINHA MATRÍCULA
EXITIU DESDE 06.06.1977 ATÉ QUANDO EM 01/2014 E MAIS ALGUNS MESES; OU VAMOS DIZER ATE : 11/2014 . ME APOSENTEI EM 20/04/2004 .! DEPOIS DE 35 ANOS DE SERVIÇO DENTRE OS QUAIS QUASE 27 DEDICADOS E SUADOS DENTRO DO BB .
PERDI A MINHA APOSENTADORIA ANTES POIS O MALDITO FHC ME FERROU POR 06 MESES . EU JÁ TRABALHAVA DESDE 05/1969 NÃO NO BB . FUI ESCRADO DO BRADESCO TAMBEM DURANTE 06 ANOS .
BOM PROVEITO ANÔNIMO DE 08/10/2015 HORA > 21:57 HR.
ESPERO QUE TENHAS ENTENDIDO A MINHA MENSAGEM E NÃO PERDE TEMPO ;. ELES JÁ NÃO NOS AMAM MAIS ; ALIÁS NEM SEI SE ALGUMA VEZ REALMENTE NOS AMARAM .
SAÚDE E UM GRANDE ABRAÇO. EU MESMO O GRITÃO . TRANQUILO .!!!

Anônimo disse...

Muito bom Sr. HELENO PINTO NOBRE.
Entendido, perfeito e claro. Agradeço a resposta e retribuo o grande abraço.
Por enquanto anônimo. Por enquanto...

tarcisio augusto bulhoes martins disse...

Ao Jorge. 09.10.15 - 17:12. Informo ao colega que desvinculei o INSS da FOPAG, desde 2.014, e com isso minha MC é de 1.269,00 negativa. Com a renegociação e com a sobra de 724,00, também pensei que poderia levar dinheiro novo. Finalizando, a atendente foi bem clara ao dizer que a citada operação seria somente o alongamento do prazo, com o intuito de baixar o valor da prestação mensal. PALAVRAS DELA: NÃO TEM TROCO. Tarcísio.

Anônimo disse...

Sr Heleno poderia me dar seu email para maiores esclarecimentos dessa desvinculaçao da Previ e Inss.Agradeço

Bleinroth Toninho disse...

Zanella,
Isso é real, ou apenas uma opinião?
Previ deve incluir horas extras em cálculo de aposentadoria complementar
ImprimirEnviar por email171110
9 de outubro de 2015, 17h36
As horas extras que integraram a base de cálculo das contribuições previdenciárias devem ser incluídas no cálculo da aposentadoria complementar. O entendimento é da 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça, que determinou que a Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ) reveja uma aposentadoria complementar para incluir no cálculo horas extras reconhecidas em reclamação trabalhista.

O relator do caso, ministro Villas Bôas Cueva, destacou que as horas extras têm natureza salarial, mas são transitórias e não se incorporam em caráter definitivo à remuneração do empregado. Por essa razão, o Tribunal Superior do Trabalho considera que elas não fazem parte do salário básico e não integram o cálculo de complementação de aposentadoria.

Contudo, o caso julgado é uma exceção à regra, pois as horas extras foram pagas durante o contrato de trabalho e integraram a base de cálculo das contribuições do empregado à entidade de previdência privada, como prevê o plano de custeio da Previ.

“Admitir que o empregado contribua sobre horas extras que não serão integradas em sua complementação de aposentadoria geraria inaceitável desequilíbrio atuarial a favor do fundo de pensão”, analisou o relator.

Segundo o ministro, o próprio site da Previ informa que o salário de participação constitui a base de cálculo das contribuições e tem relação direta com a remuneração recebida mensalmente pelo participante, abrangendo, entre outras verbas, as horas extras habituais ou não.

Villas Bôas Cueva afirmou que os valores devidos a título de horas extras reconhecidos pela Justiça do Trabalho e que compõem o cálculo do salário de participação influenciam a complementação de aposentadoria. Portanto, deve haver a revisão da renda mensal inicial, com a necessária compensação de eventuais diferenças relativas ao custeio e ao benefício. Com informações da Assessoria de Imprensa do STJ.

REsp 1.525.732

Bleinroth Toninho disse...

Zanella,
Isso é real, ou apenas uma opinião?
Previ deve incluir horas extras em cálculo de aposentadoria complementar
ImprimirEnviar por email171110
9 de outubro de 2015, 17h36
As horas extras que integraram a base de cálculo das contribuições previdenciárias devem ser incluídas no cálculo da aposentadoria complementar. O entendimento é da 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça, que determinou que a Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ) reveja uma aposentadoria complementar para incluir no cálculo horas extras reconhecidas em reclamação trabalhista.

O relator do caso, ministro Villas Bôas Cueva, destacou que as horas extras têm natureza salarial, mas são transitórias e não se incorporam em caráter definitivo à remuneração do empregado. Por essa razão, o Tribunal Superior do Trabalho considera que elas não fazem parte do salário básico e não integram o cálculo de complementação de aposentadoria.

Contudo, o caso julgado é uma exceção à regra, pois as horas extras foram pagas durante o contrato de trabalho e integraram a base de cálculo das contribuições do empregado à entidade de previdência privada, como prevê o plano de custeio da Previ.

“Admitir que o empregado contribua sobre horas extras que não serão integradas em sua complementação de aposentadoria geraria inaceitável desequilíbrio atuarial a favor do fundo de pensão”, analisou o relator.

Segundo o ministro, o próprio site da Previ informa que o salário de participação constitui a base de cálculo das contribuições e tem relação direta com a remuneração recebida mensalmente pelo participante, abrangendo, entre outras verbas, as horas extras habituais ou não.

Villas Bôas Cueva afirmou que os valores devidos a título de horas extras reconhecidos pela Justiça do Trabalho e que compõem o cálculo do salário de participação influenciam a complementação de aposentadoria. Portanto, deve haver a revisão da renda mensal inicial, com a necessária compensação de eventuais diferenças relativas ao custeio e ao benefício. Com informações da Assessoria de Imprensa do STJ.

REsp 1.525.732

Anônimo disse...

DESVANTAGENS DO EMPRESTIMO SIMPLES: A prestação não é fixa é corrigida pelo INPC, mesmo indice que corrige os salarios, então as prestações sobem de acordo com o aumento do salario. NO EMPRESTIMO CONSIGNADO as prestações são FIXAS e como todo ano temos aumento de salario, o valor da prestação com o tempo vai diminuindo percentualmente em relação ao salario. Só por esse motivo o ES vira o ALGOZ dos aposentados e pensionistas da PREVI.

Ari Zanella disse...

Durmo em Campinas pois o avião não decolou para Joinville, condições meteorológicas desfavorável. Só amanhã às dez chego na minha terra, se Deus quiser. Mamma mia.

Anônimo disse...

Prezado Ari Zanella,

Não podemos compreender de forma alguma este mistério todo sobre o ES, de que se tem vaga notícia apenas por meio da fala de um diretor.
A Previ sempre adiantou as normas ou modificações do ES, quando houve, no site, divulgando a data futura a partir da qual os interessados poderiam se manifestar. Por que agora está diferente?
E, para não falarmos apenas do ES, como andam as negociações com o Banco sobre a CASSI? Pelo visto, um problemão que este governo degradado do PT está tentando nos arremessar.
Fiquemos atentos às próximas eleições!!

Anônimo disse...

prezado professor Ari. Parabéns pela luta em prol dos aposentados, pela coragem e liderança. Peço uma palavra para os colegas aposentados: desvinculei meu INSS da folha de pagamento da PREVI e,imediatamente, tive aprovado em consignado de cerca de R$40.000,00. (o empréstimo depende da faixa etária). Paralelamente entrei com a ação dos 30%. Felizmente tenho filha e esposa advogadas.Liminarmente o Juízo determinou o limite de desconto de 30% da soma dos empréstimos consignados na minha folha de pagamento e multa de R$20.000,00 para cada lançamento em desobediência a essa determinação.Minha vida mudou. Agora recebo o benefício do INSS livre de qualquer desconto e ainda 70% dos meus proventos da PREVI.Esse é o caminho e a única foram de nos livrarmos das garras nefastas da PREVI. Boa sorte a todos e um conselho: façam como eu!!!

Anônimo disse...

Alguém poderia me informar se poderei renovar? Paguei 29 prestações
Prof, será que poderei renovar?
Saldo devedor total R$ 112.863,03
Valor das prestações R$ 2.018,98
Limite disponível R$ 32.136,97
Prestação máxima (margem disponível) R$ -1.028,45


Empréstimos concedidos
Modalidade Data crédito Prestação Prestações contratadas Prestações pagas Saldo devedor
ES-A 120 SÉRIE 12 PL1 60 A 62 27/11/2012 R$ 2.018,98 108 29 R$ 112.863,03

Anônimo disse...

Prezado Ari Zanella,

A situação está muito esquisita. Só tenho a expressar:
ALÔ, PREVI! Divulgue as novas modificações para o ES, claras, no site, se é que há, para lermos criticamente e decidirmos o que fazer. São nossos números, que afetam nossas vidas. Estão tentando ganhar tempo?
Parece saudosismo, mas realmente estou estranhando essa história de telefonema à atendente no 0800 e respostas da mesma, como: SÓ ALONGAMENTO DO PRAZO, NÃO TEM TROCO etc...
E quanto à CASSI, mestre Ari, como andam as negociações?

Anônimo disse...

Tirou o meu hino? Porque?

Anônimo disse...

Fui informado que as renovações do ES a partir de agora é por contato telefônico e não mais pelo site. A coisa retrocedeu.

Ari Zanella disse...

Perdido pelo caminho, estou em Florianópolis. Agora de carro para Joinville. Uma hora eu chego.

Anônimo disse...

Como os colegas já disseram a tal renovação não vai melhorar NADA.Quem já está com margem negativa não vai ter troco nenhum e a redução do valor das parcelas será mínimo.A melhor solução é retirar o INSS da folha e a ação 30%.

Ao anon 00:45: Se suas filhas puderem atuar em São Paulo-Capital publique um contato por favor.

Anônimo disse...

Prof. Ari,
Em relação as eleições da Anabb, tem uma chapa prometendo, se eleita, defender a Previ e os funcionários do Banco do Brasil. Como nada promete aos aposentados da casa, aquele que votar nela o fará de gaiato. Pois é aos funcionários que ela, a chapa, pede voto e promete ajudar, e não aos aposentados.
Grande abraço.

Anônimo disse...



'EM CASA DE POBRE SEMRRE CABE MAIS UM '


MESTRE, se pintar outro contratempo na sua viagem, mude o roteiro
e venha promover nossa chapa para anabb;; no intervalo nos vamos
tomar pinga ( dez anos ) de salinas, comer torresmo de porco cai-
pira e para recuperar as energias você vai experimentar licor de
Peqi de Montes Claros . Mestre, há muita falácia em torno do li-
cor de pequi, mas o certo é que ele so´faz efeito em varões até 85
anos. Não deixe de trazer gilvan que é um gentlemen. Um abraço,
repare que fui "soft' pra não ser censurado; e viva o ES 2020 ,
ou quando será ? cordialmente,divany silveira- 05 Lagoas-mg

Anônimo disse...


Caro Toninho (23:12),

Se o STJ determinou que a Previ incorpore no calculo inicial do complemento aposentadoria as horas extras, foi somente para aquele que entrou com a ação judicial. Nesse caso, a Previ será obrigada a considerar as HE no cálculo de complementação. Mas os demais aposentados da Previ, se quiserem obter tal vantagem, terão que entrar impetrar uma ação trabalhista também.

Qual é a opinião dos colegas nesse assunto?

Anônimo disse...

Amigos, o ES é impagável! Acordem!! É uma verdadeira arapuca!! Usem a criatividade e procurem liquidá-lo o quanto antes! Deveriam agradecer por não poderem renová-lo! No passado, ele era viável e até nos ajudava!! Mas agora? É fria!! Só cego não enxerga!! Esqueceram de como enfrentávamos as situações adversas quando na ativa? Parece que o ES é a única saída que temos!! Parem de ser masoquistas, arregacem as mangas e vão à luta!! Eu e minha família fizemos de tudo para nos livrarmos dele!! Ou a maioria se acha orgulhosa demais para buscar soluções práticas para quitá-lo, como por exemplo, economizar um pouco mais, aproveitar o talento de cada um da família para arrecadar recursos ( fazer salgados para vender, promover rifas, vender carro(s), etc.etc.etc.). Acho que só ficar dependendo do ES, implorando para renová-lo, reclamando o tempo todo, é de uma falta de imaginação incrível! A verdade, acho, é que a maioria dos que reclamam não querem se sacrificar um pouco, não querem conversar com a família explicando as razões para apertarem o cinto, etc.etc. Eu e minha família depois de muita conversa, traçamos a meta de liquidar o ES, e conseguimos depois de um certo tempo. Não demorou muito e hoje estou livre dele e ficamos muito mais unidos e responsáveis pela administração do nosso orçamento.

Anônimo disse...

Ilustre Professor Ari Zanella -


Ao anônimo das 16:13 hs., de 10.10.15: "me engana que eu gosto".

Anônimo disse...

Caro Anônimo das 14:09
Ação trabalhista só se pode entrar até 2 anos da demissão. Assim essa noticia das H E só serve para os que saíram no PAA, praticamente. Quem pediu em processo que não transitou em julgado também. Infelizmente. Celio

Anônimo disse...

Amigos,
Ia comprar um imóvel e ia tirar R$ 100 mil no ES. Ainda bem que não fechei negócio. Com os juros atuais iria se tornar algo impagável. ES nas condições atuais é fria.

HELENO PINTO NOBRE disse...


EM RESPOSTA AO ANÔNIMO DO DIA 09/10/2031 .; HORA 22:31
AHI VAI O MEU EMAIL > hp_nobre@hotmail.com

REPETINDO > hp_nobre@hotmail.com
POR FAVOR AO MENOS NO EMAIL TE IDENTIFICA . POR FAVOR
VOU TE AGUARDAR .
HOJE : 10/10/2015 . HORA : 20:38

HELENO PINTO NOBRE ,.!!!!

Anônimo disse...

Caro Célio...

Obrigado pela informação (14:09)

Anônimo disse...

Vender salgados, vender rifas, vender o carro...
Já tentamos tudo. Tá tudo muito difícil. O povo está endividado, não tão comprando nada. Nem salgadinho 3 x 1 ( dois salgados um refri ).
Nem pipoca, nem algodão doce, nem garapa. Nada, nada vende.
Segundo pesquisa da Serasa Experian, 57,2 milhões de brasileiros estão endividados e entre as primeiras dívidas estão contas de água. energia elétrica, alugueis etc. Estão priorizando o básico. Porisso a dificuldade de vender salgados e rifas.

averdade comoespada disse...

ES - Incrível como desejam manipular essa situação, com jogo de palavras:
Perguntas que não se calam:
Porque o adiantamento 13. só em março e não em novembro ou dezembro?
Porque O adiantamento das parcelas não ocorrem em Nov, dez e janeiro?
Porque não definiu o prazo para refinanciamente do ES?
Porque não voltar a margem anterior uma vez que não existe inadimplemento do Es descontado em folha?