BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

domingo, 6 de setembro de 2015

BRASIL EM CLIMA DE TERRA ARRASADA

A economia americana está com a baixíssima taxa de 0,3% de inflação ao ano, e por incrível que pareça, a preocupação do Governo é de entrar com medidas e elevá-la para aceitáveis e comedidos 2% ao ano, com vistas a incrementar o consumo das famílias, acelerar o crescimento e baixar ainda mais o nível de desemprego (pouco mais de 5%).

O Fed dos EUA projeta aumentar a taxa de juros, o que fatalmente irá provocar uma gigantesca evasão de dólares especulativos que estão aplicados nos países emergentes, pois é certo que os investidores irão procurar rentabilidade e segurança para os seus recursos. 

O Brasil será o grande prejudicado e sua situação poderá se agravar, embora possua reservas cambiais superiores a US$ 370 bilhões para suportar esses rombos. Basta os EUA tossirem para o nosso país pegar uma gripe. 

Temos, hoje, a maior desvalorização já vista do real em relação ao dólar e essa situação normalmente acarreta dois tipos de situações: 

- Uma é a redução das “importações”, dado que o dólar caro freia as compras e viagens de turismo, aspectos positivos, mas em contrapartida, gera desvantagem, eis que afeta as aquisições de bens de produção, sobretudo para a indústria; 

- Duas, é que deveria destravar as exportações, vez que os importadores comprariam um volume maior de mercadorias com menos recursos, todavia, não é isso que está ocorrendo, haja vista que parceiros comerciais como a China estão com o freio-de-mão puxado em suas compras e com a demanda reprimida, a tendência é que o preço das commodities sofram quedas, conforme vêm sendo registrado com o minério de ferro vendido pela Vale S/A aos chineses.

Penso que o Governo Dilma adota política equivocada no câmbio. De que adianta manter reserva cambial elevada, ociosa, improdutiva, sem utilizar esse dinheiro para controlar o câmbio flutuante com intervenções regulares até atravessar a tempestade, mediante venda da moeda americana e suprir o mercado para conter a disparada do dólar. 

Não podemos olvidar que a cotação alta do dólar alimenta a inflação, uma vez que se espraia e contamina os preços de produtos de primeira necessidade (combustíveis, remédios, trigo, transportes, componentes eletrônicos, etc.).

Sem um experiente novo timoneiro para o país, a caótica crise econômica e política não serão debeladas nem a custo de reza. A Presidente Dilma perdeu totalmente a credibilidade e suas falas ecoam no deserto. 

Os seus argumentos de que o Brasil voltará a crescer no curto prazo, sem bases cientificas e na retórica, são falácias que não convencem nem os trabalhadores mais humildes, que entendem apenas os recados de aumentos nas suas contas de água, gás, energia elétrica e na cesta básica, já que são os que mais sofrem com o vendaval inflacionário. 

Nunca vi, na nossa história política, um Presidente da República, depender tanto de um Vice-Presidente (Michel Temer). Entre o ridículo índice de popularidade da Dilma e a desmoralização cabal do PT devido à rede de corrupção e a ladroagem na Petrobras, nenhum dos dois tem salvação. 

É preciso fechar o Brasil para balanço e colocar a placa: Sob nova direção. Uma renúncia da Dilma, neste momento em que enfrenta o inferno de Dante, cairia como uma luva e seria um ato de grandeza para o bem da Nação.


(João Rossi Neto - Colaborador de Goiânia-GO)

13 comentários:

Anônimo disse...

A coisa chegou num ponto de falta de credibilidade que somente a saida da presidente Dilma do cargo, de um jeito ou de outro, é a solução. Não vejo a hora de ver essa chata incompetente pelas costas.

Blog do Ed disse...

A Folha de São Paulo diz hoje: “Quase dois anos após o relatório do FMI, a presidente Dilma disse, no mês passado, que errou na avaliação da situação econômica e que demorou a perceber que a situação "podia ser mais grave do que imaginávamos".
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...

depois de ouvirmos por ANOS mentiras desse governo, será que existe esse valor em reservas?
Será que não estão contabilizando o saldo da conta delles??

Anônimo disse...

POR QUE CHEGAMOS ONDE ESTAMOS?

A Bíblia diz em Provérbios 31:4-5 “Não é dos reis, ó Lemuel, não é dos reis beber vinho, nem dos príncipes desejar bebida forte; para que não bebam, e se esqueçam da lei, e pervertam o direito de quem anda aflito.”


Realmente a Bíblia é o manual do fabricante do ser humano e de todo universo.

Anônimo disse...

O ESGOTO NÃO PARA DE VAZAR

Mercadante e ex-tesoureiro de Dilma viram alvos de investigação no STF
A apuração sobre eventual pagamento de propina via doação eleitoral para obtenção de contratos com a estatal está na mira da Procuradoria-Geral da República

FONTE:http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2015/09/06/internas

João Rossi Neto disse...

Caro Ari e colegas,

A LAMA DA CORRUPÇÃO ADENTROU OS UMBRAIS DO PALÁCIO DO PLANALTO

O efeito do dólar caro é tão danoso que só as dívidas da Petrobras subiram, de uma hora para outra, R$ 74 bilhões. Proporcionalmente, dá para imaginar o robusto aumento que terá a dívida pública brasileira que antes era de R$ 2.6 trilhões. Fatalmente em curto prazo ela vai bater os R$ 3 trilhões e empatar com o PIB.

Os teimosos que viajaram para o exterior em plena crise econômica estão recebendo faturas salgadas, já que o cálculo é feito pelo dólar turismo cotado a R$ 4,10. Se nada for feito, em pouco tempo o dólar comercial vai extrapolar os R$ 4,00.

Ontem, o Ministro Teori Zavascki do STF autorizou investigações sobre o Edinho Silva, Ministro da Comunicação Social e tesoureiro da campanha de 2014 da Dilma, acusado por Ricardo Pessoa, dono da UTC, por ter cobrado e recebido propinas (R$ 7.5 milhões) para a reeleição da Dilma.

Também foi apontado, por Pessoa, José de Filippi tesoureiro da Presidente na campanha de 2010, como cobrador de propina para a eleição da Presidente.

No mesmo passo, o Ministro Zavascki autorizou investigação sobre o Aluízio Mercadante, Ministro da Casa Civil, acusado por Ricardo Pessoa de ter recebido R$ 500 mil de propina para sua campanha de 2010 ao Governo de São Paulo.

O Mercadante confirma que recebeu o dinheiro, contudo alega que foi doação legal, mas que Pessoa contradiz: Legal ou não, o Mercadante sabia que a origem dos recursos era de propina e, portanto, crime do mesmo jeito.

Esse escândalo atingiu em cheio o núcleo do poder, em especial o Mercadante, braço direito da Dilma, envolveu pessoalmente a Presidente e arrastou a corrupção e os roubos para dentro do Planalto. Neste momento, a PF tem liberdade e poder para investigar os dois e produzir as provas sobre os recebimentos das propinas. Tudo indica que o Ricardo Pessoa vai colocar o Rei, melhor dizendo, a Rainha Dilma nua!

O PGR não está poupando ninguém e agora começam as denúncias sobre os políticos do Petrolão e muita gente que parecia honesta vai ser chamada às falas. As contas das campanhas do Lula e da Dilma serão investigadas e vai ser um verdadeiro salve-se quem puder.

Eu desejo cadeia para os culpados e principalmente para o que dizem que já foi comedor de calango. Será?

WILSON LUIZ disse...

Declaração do presidente da PREVI em depoimento à CPI dos fundos de pensão, mais ou menos assim, não lembro bem:
"não tenho conhecimento sobre a nomeação de conselheiros para as empresas onde a PREVI é acionista, poderei informar depois a Vossa Excelência, deputado".

Incompetência, má fé, desinteresse? Ele deveria é informar porque nomeia "amigos do rei" incompetentes, tendo à disposição alguém muito qualificado, como o Doutor Medeiros.


Atenção, amanhã, 7 de setembro, todos usando preto.

Anônimo disse...

Professor Ari,

Cê acha que com toda essa camarilha presa lá em Brasília não sobraria uma boa colocação para mim?

Pedro Bó

João Rossi Neto disse...

Caro Ari e colegas,

A VIDA FARAÔNICA DE ZÉ DIRCEU.

Sem dúvida, o esquema do Petrolão, muito semelhante ao Mensalão, deve ter sido arquitetado pelo José Dirceu mesmo, porque realmente a sua mente diabólica é fértil para o mal e trabalha incessante em projetos mirabolantes em favor do crime. A verdade é que tem muita facilidade para criar e fomentar organizações criminosas complexas.

Um exemplo da sua vocação psicopata, a Folha trouxe uma longa reportagem em que relata que o José Dirceu criou uma “Guerrilha Midiática”, mediante a contratação de um batalhão de empresas de assessoria, jornalistas, historiadores e até cineastas para acertar o desgaste que sofria desde a saída da Casa Civil no governo Lula, em 2005.

Entre 2009 e 2013 a soma de despesas com essas atividades foi de ao menos R$ 2.1 milhões, segundo dados da Receita Federal e informações prestadas pelos contratados à Polícia Federal. Tudo isso bancado com dinheiro das propinas da Petrobras, pagas pelo Milton Pascowith.

Para esse pessoal do PT o dinheiro era tão fácil que parece que nascia em árvores. Veja que o Dirceu pagava R$ 12.8 mil mensais a um jornalista que tinha como prioridade o “Blog do Dirceu”.

Tinha uma empresa contratada para monitorar as menções nas redes sociais ao seu nome e ao termo “mensalão”, além de outras para prestar atendimento personalizado aos jornalistas estrangeiros.

O José Dirceu contratou esse esquadrão de profissionais para polir a sua imagem e os elevados gastos não importavam, dado que o dinheiro não saia do seu bolso e sim através de propinas.

Tanto é verdade, que só para o cineasta Luiz Carlos Barreto, pagou R$ 238 mil para bancar um projeto de um filme sobre sua vida que se chamaria “O Homem Invisível”. Ocorre que o homem invisível não deu certo e agora está bastante visível e novamente detrás das grades, vendo o sol quadrado.

Acho que uma pessoa dessa estirpe não tem amizade sincera, não é confiável, não é bom pai e nem bom irmão, haja vista que enredou a filha e o irmão no Petrolão e não se sabe por que ainda não entregou o Lula, mas sem a menor sombra de dúvidas é o maior arquivo ambulante e uma ameaça constante que paira sobre o PT. Enfim, uma bomba de pavio curto que uma dia vai explodir!

Anônimo disse...

Infelizmente Dilma e o PT se agarram ao poder de uma forma que só um ato de extrema força resultaria em seu afastamento do Palácio do Planalto. Por livre e espontânea vontade com certeza ela não o fará.
Torço para que o PGR Dr. Rodrigo Janot consiga, com base nas provas coletadas pela PF, efetuar as denúncias respectivas que, aceitas pelo STF, resultem no julgamento definitivo dessas barbaridades praticadas por esses políticos, empresários e servidores públicos corruptos.
Acrescento que também não confio no vice-presidente Michel Temer.
Daí volto a dizer: o parlamentarismo seria solução para esse impasse, pois o congresso seria desfeito e convocadas novas eleições gerais.

Ari Zanella disse...

Caro Wilson Luiz (13:12)

Primeiro é preciso saber de qual período o nobre deputado estava arguindo o nosso presidente. Se for da atualidade o presidente deveria estar munido com as informações que estão divulgadas no site da PREVI. Se, contudo, referir-se a um outro período no passado é perfeitamente compreensível que se busque as informações corretas para informá-las a posteriori.

Anônimo disse...

Professor Ari Zanella,

Poderia usar sua influência internacional e fazer uma reclamação junto a CBF? O caso é o seguinte: por duas rodadas consecutivas o FLUZÃO vem sendo derrotado no apito. Ou seriam três? Bem, não importa. O importante é sua intervenção junto àquela entidade para que o juiz passe a errar a nosso favor. Ah! Aproveita e pede uma força pro JEC acabar no G-4 e o FLU campeão.

É nóis no DVD

WILSON LUIZ disse...

Caro mestre, o deputado estava se referindo a nomeações do ano corrente.