BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

APELO AOS DIRETORES ELEITOS

            Todos nós estamos cientes das dificuldades em conseguir novos créditos quer pela elevação repentina das taxas de juros cobradas pelo mercado, quer pela impossibilidade de renovação de nossos empréstimos junto à PREVI.
                        Em vista de tal conjuntura, acreditamos que passageira, e pela situação de agravamento individuais pela qual atravessam grande número de nossos associados, formulamos pedido aos diretores eleitos, senhores Marcel J. Barros da Seguridade; Décio Bottechia do Planejamento; e à senhora Cecília Garcez da Administração; para que, nesta situação sufocante em nossos orçamentos domésticos, concedam com a máxima urgência, o benefício da suspensão dos débitos do ES - Empréstimo Simples, nos meses de outubro, novembro e dezembro de 2015.
                     Na prática, a implantação de tal regalia momentânea traria evidentes reflexos no alívio financeiro de muitos associados - sempre observando-se o caráter opcional de tal pleito - tendo a equivalência de uma modesta renovação, posto que em janeiro/16, devido à ausência de MC, a maioria não poderá renová-lo.
                        Nestes termos, esperamos todos nós associados sensibilizarmos os caros diretores eleitos para que levem a cabo o presente apelo desesperado.

57 comentários:

Fernando Lamas disse...

Saudações cordiais a todos.

Caro Professor Ari, eis a minha mensagem aos diretores, adaptada, claro, para a Professora Cecília:

"Digno Senhor Diretor, junto-me ao anseio de milhares de participantes e assistidos, no sentido de pedir-lhe sensibilização, para que sejam suspensas as prestações do ES, durante o último trimestre de 2015, opcionalmente, claro, pelos tomadores.
Essa concessão, acredite, não atenderá pretensões adiáveis, como turismo, reformas imobiliárias, presentinhos, carro novo, etc., mas, certamente, aliviará orçamentos estrangulados, asfixiados, esgotados, por diversos fatores, até que venha o reajuste dos Benefícios, em janeiro próximo.
Vozes autorizadas, no nosso meio, afirmam que tal concessão não abalará a Previ, em qualquer sentido."

Grato por tudo e PAZ E BEM!

"Pois vós sois, ó Deus, minha fortaleza."
Salmo 43,2a.

Anônimo disse...


Fabula " de um certo país, ao norte do Uruguay...

Era uma vez um rei que queria pescar.
Ele chamou o seu meteorologista e pediu-lhe a previsão do tempo para as próximas horas.
Este lhe assegurou que não iria chover.
A noiva do monarca vivia perto de aonde ele iria, e colocou sua roupa mais elegante para acompanhá-lo.
No caminho, ele encontrou um camponês montando seu burro que viu o rei e disse:
- Majestade, é melhor o senhor regressar ao palácio porque vai chover muito.
O rei ficou pensativo:
- eu tenho um meteorologista, muito bem pago, que me disse o contrário. Vou seguir em frente.
E assim fez.
Choveu torrencialmente.
O rei ficou encharcado e a noiva riu-se dele ao vê-lo naquele estado.
Furioso o rei voltou para o palácio e despediu o meteorologista.
Convocou o camponês e ofereceu-lhe emprego.
O camponês disse:
- senhor, eu não entendo nada disso, mas se as orelhas do meu burro ficam caídas, significa que vai chover.
Então o rei contratou o burro.
Assim começou o costume de contratar burros, que desde então têm as posições mais bem pagas nos governos...

Anônimo disse...

Os interessados na suspensão da cobrança do ES devem fazer sua parte encaminhando emails cfe. sugerido em 25.09.2015 - 10:27.Eu já encaminhei os meus e acho que quanto mais pedidos forem encaminhados maior será a sensibilização da diretoria com a real situação dos aposentados.

Anônimo disse...

Professor Ari Zanella,
Parabéns pela iniciativa.
Acabei de transmitir e-mail para os diretores de seguridade, planejamento e administração solicitando a suspensão do ES e a concessão do ES 13º a título de adiantamento e, posteriormente, quando o parque tecnológico estiver adaptado ao novo produto, que sejam feitas as atualizações de valores de forma retroativa. Aproveitei para cientificá-los da atual situação de muitos filiados da Previ.
Que os demais colegas façam o mesmo. (água em pedra dura tanto bate até que fura).
Obrigado

Anônimo disse...

Acabo de enviar os 3 emails. Peço aos colegas que ajudem também pois não podemos só cobrar.

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:



Apesar de ser MAIS UM DESESPERADO pelo ES (renovação e/ou prorrogação), vou FICAR QUIETO e só PUBLICAR, com Vossa ilustre permissão, ALGUM COMENTÁRIO, depois de VER A COISA TODA, isto é, o RESULTADO FINAL DA REUNIÃO do Conselho.

Anônimo disse...

Colegas,

Impressionado, triste, estarrecido em determinadas situações que se colocam em nossas vidas.
Digo isto pelo fato de termos que IMPLORAR PARA RECEBER ALGUMA MIGALHA DAQUILO QUE É NOSSSO E CONSTRUIMOS DURANTE DECADAS.
NO MEU CASO SÃO 50 (CINQUENTA) ANOS CONTRIBUINDO.
Aí vemos algumas situações inexplicáveis, que o digno Professor não publica quando se trata de valores recebidos por administradores.
Não estou acusando, estou expressando um sentimento de um idoso, já cansado de tanta conversa sem resultados.
Na minha idade preciso de acreditar em coisas práticas, não ilusões atrás de esperanças futuras.
Preciso agora, amanhã poderá ser tarde...
Saudações, de um velho funcionário do então querido Banco do Brasil S/A.
Vivo isto há anos e sem resultados práticos.

Lucia Siza Siza disse...

gostaria de compartilhar este texto sobre suspensão das parcelas do ES..Preciso enviar para previ.?

Anônimo disse...

Será que os dignatários senhores da Previ vão nos estender suas mãos paras que tenhamos a honra de beijá-las?... ou já estão vasias sem nada mais a ofertar... veremos em breve no próximo capitulo de - CHOREM QUE NÓS GOSTAMOS, PLIMPLIM!

Ademar disse...

Parabéns Professor pela iniciativa, alguém de peso tinha que fazer alguma coisa e você p fez, muito obrigado.

Ari Zanella disse...

Lúcia,

Basta enviar email pedindo a suspensão. Via de regra, na PREVI, é costume ler os nossos blogs.

geraldo mendes disse...

Como almejaria que Deus os fizesse ouvir este seu apelo. Mas, infelizmente seus colegas na Previ, são deveras insensíveis pouco ou nada se importando com o clamor e sofrimento de nossos inúmeros colegas
Não alimento nenhuma esperança.

Anônimo disse...

Caros Aposentados do Previ 1,

Li e repasso:

"A Fundação Bill & Melinda Gates, a maior instituição filantrópica do mundo, entrou com processo contra a Petrobras em Nova York para recuperar perdas com investimentos feitos desde 2009 em papéis da empresa brasileira. "A profundidade e a amplitude da fraude na Petrobras é espantosa", afirma a ação entregue na Corte de Manhattan".

E A PREVI IRÁ TER O MESMO COMPORTAMENTO OU IREMOS PERDER TODOS ESSES ANOS DE SUSTENTABILIDADE DADA Á PETROBRÁS?

Nossas Associações tem o direito e a obrigação de exercer pressão sobre a Previ, para que trace o mesmo caminho da instituição do maior endinheirado deste planeta.

Saúde e fé para todos.

Anônimo disse...

Professor Ari,

Parabéns pelo fraterno sentimento de solidariedade a todos nós. O cristão é conhecido pelo amor a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo.

Espero que ninguém lhe peça retratação por tentá-los se colocarem no nosso lugar

Fica na Paz do Príncipe dela

Anônimo disse...

Qual é a verdadeira causa para não se renovar o ES aumentando-se o valor do teto e da quantidade de prestações? A previ tem recursos? Depende de autorização da previc? Porque a demora? Porque o silêncio? Será que ninguem se sensibiliza com essa cantilena interminável dos colegas que estão endividados? Gente que coisa macabra. Colegas fazendo depoimentos miseraveis nesses blogs diariamente e não acontece nada. Porque não jogam uma pá de cal e negam logo essa zorra e acabam com isso.? Parece coisa do inimigo. Me poupem, viu?

Rosalina de Souza disse...

Prezado Ari Zanella,

Só vejo essa inciativa de pedir a suspensão das parcelas do EMPRÉSTIMO SIMPLES,como não revisão dos parâmetros do ES no ano de 2015.

Seria a primeira vez desde quando recebo a minha pensão que a Previ não vai revisar o EMPRÉSTIMO SIMPLES.

Todos se calaram, todos CONSELHEIROS E DIRETORES.

Até parece que não temos mais representação nenhuma.

Já entramos em campo, perdendo de 1 gol, pois o Diretor Marcel é totalmente contra a SUSPENSÃO, na visão dele só prejudicou o corpo social, com a elevação dos valores nas duas ultimas suspensões.

Temos que lutar por melhorias no ES- SUSPENSÃO NÃO RESOLVE O NOSSO PROBLEMA.

Atenciosamente

Rosalina de Souza
Pensionista
Matricula 18.161.320-4

Anônimo disse...

Caro Ari,
Sei que Henrique Pizzolato e o senhor Zé Dirceu não acessam este blog, em todo caso, permita-me pedir a eles uma força no sentido de socorrer aos aposentados do BB, junto ao Lula para viabilizarem o ES mais brando com prestações menores, ou suspensão temporária dos descontos mensais.

Muito obrigado.

Anônimo disse...




SENH0RES CANDIDATOS A CARGOS ELETIVOS AOS ORGÃOS PREVI/CASSI,ETC

Mestre, posso estar enganado por isto não vou citar nomes, mas os
candidatos às próximas eleições deveriam fazer coro cm os pós--
laborais ( palavra feia, lembra na feiura o pixuleco) que fazem ate
promessa por um adjutório , fazendo lembrar o nordestino pedino
chuva aos deuses. senhores candidato e eleitos a hora é esta,
façam um manifesto coletivo ou algo parecido dando demonstração de
solidariedade á causa. Vejam porque falo : A Diretoria do Banco
ao analisar o pleito vai pensar o seguinte ; tirando o Ari,ninguém
mais reclamou, havendo algo estranho neste pedido.Ninguém preci -
sa dizer que almoçou com o presidente , exiba copia de mensagem,
pois isto conta ponto nos próximos certames eletivos ao executor.
Atenciosamente,Divany ilveira -Sete Lagoa-mg


Anônimo disse...

Resolver não resolve, mas ajuda caramba!!


Até quando vamos ficar implorando ES?? O q precisamos eh de um AUMENTO digno para podermos sobreviver. Será que essa turma tem consciência das dificuldades que a maioria de nós passamos? Eu penso que não. E tem mais: Nem todos podem renovar o ES porque não tem margem que é o meu caso. Portanto, se fizerem essa caridade de suspender as parcelas nesses meses, é claro que vai ajudar.

Anônimo disse...

Não é que eu seja contra a suspensão objeto do pedido, mas penso que ela, por si só, é mero paliativo.
O ideal é que, examinado caso a caso, a PREVI venha a autorizar, sob expresso pedido dos devedores, a renegociação do prazo total da dívida.
Aí, sim, os valores líquidos mensais seriam recompostos por força na redução das prestações, possibilitando alívio efetivo aos endividados e não causando qualquer dano ao patrimônio da Entidade.
Seria, isto sim, um reforço significativo para a manutenção de elevado nível de adimplência.

Diogo disse...

Como podem pessoas que ganham tão tem quererem cada vez mais e mais. É isso que está errado no petrolão. São pensões assustadoras, avassaladoras, para milhões de pessoas..a maioria xinga? e a minoria? não faz nada.

jose hermano 5561330-6 disse...

Bom dia Prof.ARI, tem noticias da reunião do dia 24.09., não vi nenhum comentario a respeito da reunião.Quem suber, se prontifique a comentar.

Anônimo disse...

ESSE NEGÓCIO DE ANABB DEVE SER BOM MESMO. VÁRIOS FAMOSOS "QUEM" ME ENVIARAM E-MAIL

Anônimo disse...

É o mínimo que a PREVI pode fazer: suspender o ES nos meses de outubro a dezembro/2015. Quem assim seja.

Ari Zanella disse...

Meus amigos,

Estou deixando de publicar comentários que me comprometem perante ao Fundo pois tenho um Código de Ética a cumprir como representante eleito para um dos Conselhos da PREVI.
Estou sendo monitorado e sujeito à perda do cargo. Podemos e devemos apontar os problemas e ou soluções, sem contudo desrespeitar quem quer que seja. Eu mesmo produzi postagens muito agressivas das quais me arrependo de tê-las publicado. Igualmente publiquei muitos comentários, de anônimos e de pessoas identificadas que me renderam muita dor de cabeça. Doravante quero ser sempre educado e pacífico como o meu irmão em Cristo Fernando Lamas. Essa grande alma e fé profunda, crente de primeira linha, de quem me orgulho de ser amigo, será sempre um grande farol a iluminar o meu caminho espiritual. Se não fosse o Código de Ética implementado na PREVI, seria o Código do bom cristão que me faz mudar de atitudes, ainda que isto me custe a perda de muito leitores.
Mais uma vez meu pedido de desculpas a todos. Quero dizer que não tenho qualquer temor dos homens; entretanto, tenho o maior temor de Deus. E é para Ele que eu peço: "Perdoai-nos, Senhor, as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido".

Anônimo disse...

Já viram a grde notícia sobre a ANABB? A bomba! Está no "Olhar de Coruja".

rafael campagnoli disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
sergio machado disse...

Dentro do mesmo assunto, E.S. pergunto a quem puder responder sobre a viabilidade, ou não, do reajuste do teto desse empréstimo em janeiro próximo, quando será completado 12 meses do último reajuste ?

Anônimo disse...

BANCOOP em São Paulo. Triste lembrança.
Cooperativas que quebram, os cooperados pagam ?

Anônimo disse...

E.S. Sobre o reajuste.
Em julho de 2015 completou um ano da ultima modificação do ES em prazos e valores.
Indaguei ao atendimento Previ (em julho) se haveria a alteração anual.
Responderam que a alteração que ocorreu em julho 2014 foi extraordinária e que as alterações (regulamento) anuais ocorrem sempre em novembro de cada ano.
Aguardemos.

geraldo mendes disse...


Caríssimo colega Ari Zanella,
Em meu único comentário fui bem explícito ao, na última linha, afirmar que não alimentava nenhuma esperança, mesmo porque sei de suas limitações ante a seus pares pelo Código de Ética
aí existente.
Agora digo que todos nós TEMOS que ter paciência e confiar mesmo nas palavras de nosso Deus em
FILIPENSES 4
" Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus.
E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os seus corações e as suas mentes em Cristo Jesus.
Filipenses 4:6,7"

Graça e Paz

Anônimo disse...

Professor Ari,

Devido sua proximidade com o Dr. Medeiros, poderia explicar o que ele disse no último post sob o Carvalho ter votado contra?
Eu até me esforço para entender as coisas, mas o tico e o teco não ajudam

Wander

Ari Zanella disse...

Grande amigo Geraldo,

Quisera eu que este blog contivesse mais mensagens fraternas e citações bíblicas que nos unissem cada vez mais. Qualquer que seja o credo professado, o essencial é Jesus Cristo na causa!

Anônimo disse...

ALEGRIA ALEGRIA ALEGRIA


O FLAMERNDO PERDEU DO VASCO

Anônimo disse...

Professor Zanella,

Saberia informar quanto é a remuneração na ANABB? Essi trem devi cê bão mezo, como diria o minerinho Divany

Anônimo disse...

Ao Wander (27/09/15 14:04)

Pelo que entendi da leitura da matéria no blog do Dr. Medeiros: teria sido apresentada denúncia contra ele junto ao Conselho Deliberativo e o voto do conselheiro Carvalho teria sido contra o acolhimento de tal pedido. Vale dizer: seu voto contrário beneficiou o prezado Dr. Medeiros.

Fernando Lamas disse...

Saudações cordiais a todos.

Caro Professor Ari, vejo que a sua referência a mim(12:49h) aumenta o meu compromisso, em servir mais e melhor. Além do pouco mérito meu, credito o bem aos meus pais e, sobretudo, à graça do Batismo, recebido, ainda, recém-nascido, sob grave risco de vida.

Grato por tudo e PAZ E BEM!

"Esse tesouro(A glória de Deus, em Cristo!) nós o trazemos em vasos de barro, para que se manifeste que (Todo bem!) pertence a Deus e não vem de nós."
2Cor 4,7-15

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


Sou Vosso ADMIRADOR INCONDICIONAL e embora tenha religião, como NÃO COSTUMO ATACAR NINGUÉM, quando me ATACAM, DEVOLVO NA HORA, com INTENSIDADE REDOBRADA, NUNCA OFEREÇO A OUTRA FACE. Gostaria, nessa GUERRA QUE É A VIDA, de apresentar aqueles que ME CONFRONTAM, a BÍBLIA SAGRADA , mas o que eu MOSTRO mesmo é o livro "DA GUERRA", do grande militar e estrategista alemão, KARL VON CLAUSEWITZ, que diz: "NA GUERRA DEVE SER PRATICADA O MÁXIMO DE MALDADE..."

Anônimo disse...

A cada dia que passa diminui a esperança.

Nem a queda, a curto prazo, do império do P.T. nos anima mais.

Preparo-me para um final de ano AINDA pior que o de 2014.

Credo em cruz.

A alegria fica por conta da volta do Fogão Glorioso aa série A.

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


Li hoje num PARACHOQUE DE CAMINHÃO: "O SALÁRIO DO PECADO O PREÇO É A MORTE".

Anônimo disse...



INFORMAÇÃO AO ANÔNIMO DAS 19.12 hs

Caro Colega, a mnsalidae da ANNADA, ALIÁs, ANABB É R$-35,62.Para fazer
um juizo melhor multiplique por 100.000 associados. Agora, o sota
que que você me atribuiu eu vou pedir o Mestre pra censurar viu?
P.S. Colega, mu PC tá igual certas entidades.Só tem fama.Um abra-
ço-Divany Silveira

Ari Zanella disse...

Amigo Josué,

Peço mil desculpas por não poder divulgar seu comentário. Um forte abraço e fique na paz do Senhor.

Anônimo disse...

Prezado Ari, admiro muito seu trabalho, agradeço por sua luta constante em prol dos aposentados e pensionistas e tenho seu blogue como leitura diária.
Agora, é preciso impedir certos comentários. Esse sobre futebol é um desrespeito a quem está lutando com dificuldades para se manter, a quem já anda sem esperanças, aos que sonham com uma melhor qualidade de vida em tempos tão difíceis.

Anônimo disse...

Sobre a sspensão de recebimento do salário via orpag. Alguém pode me ajudar? Não estou conseguindo a abertura de uma nova conta e a minha conta funcional não pode receber créditos em virtude de uma ação de divórcio. Será que tenho alguma possibilidade de continuar recebendo via orpag?

Anônimo disse...

Sobre a sspensão de recebimento do salário via orpag. Alguém pode me ajudar? Não estou conseguindo a abertura de uma nova conta e a minha conta funcional não pode receber créditos em virtude de uma ação de divórcio. Será que tenho alguma possibilidade de continuar recebendo via orpag?

Anônimo disse...

Sabe Ari, mesmo com tantas dificuldades, as dores que sinto, etc... não esmoreço. Tenho tanta fé em Deus que nas minhas orações nem mais por mim oro. Tenho certeza que Ele está ao meu lado me ajudando. Tenho orado pelos colegas, que como eu, passa por tantos problemas de toda ordem. Deus não desampara os seus filhos. E nem tão pouco nos castiga. Deus é amor, e sendo amor e nosso pai, não nos maltrata e muito nos ama. Nós é que somos falhos e filhos ingratos.

Sabemos que a luta é grande e talvez nem estejamos mas aqui para vermos alguma vitória. Mas penso que o fato de estamos vivos já é uma grande benção. Quando eu me levanto e olho para o céu agradeço a Deus por tudo. Até pelas dificuldades dou graças pois tenho certeza que o amanhá Deus proverá. Tenham mais fé que Deus é contigo.

Anônimo disse...

Professor me contaram que perguntaram ao colega Divany lá nas Sete Lagoas:

- Como vocês chamam o mosquito aqui, pernilongo ou muriçoca?

Ele respondeu:

- Uai SÔ. Nóis num chama não! Nóis abri a porta e elis entra



E haja queijo

Anônimo disse...

Marcelino Maus deixou um novo comentário sobre a sua postagem "APELO AOS DIRETORES ELEITOS":

Caros colegas Previanos, bom dia.

1) ANABB e COOP-ANABB, são entidades com fins diferentes.

Na Primeira deve preponderar ATIVOS (mensalidades acumuladas... depois "torradas"?).
- não há possibilidades de acumular dívidas.

Na Segunda, Cooperativa Habitacional, a prioridade são Investimentos/Financiamentos, cuja atividade-fim presume equilíbrio entre despesas/receitas, JAMAIS sendo prioridade acúmulo de reservas oriundas de cotas dos associados.

Creio que as dificuldades da COOP-ANABB ocorrem em face das oscilações do Mercado Imobiliário, a exemplo do "boom" do SFH, que agora recrudesce.

2) sobre citações bíblicas:

Confesso não ser estudioso, mesmo sabendo que deveria.
Sou bacharel em Direito formado em 2004.
Se decidir por NÃO ADVOGAR, em 2015/2016 troco a CFB, o CC/CP, o CPC/CPP pela BÍBLIA, cujo Juíz não me olhará de cima para baixo, como o fazem nossos Magistrados prostrados em seus Tronos.

Dizia ao meu Professor de Filosofia (saudoso Pe.Genírio):
SE todos lessem, entendessem e seguissem a Bíblia, não haveriam Advogados, Promotores, nem Juízes. O mundo seria PERFEITO.

Quanto a recorrer a DEUS e considerando que, equivocadamente, os vários povos têm cada um "seu" Deus...

Invoquemos NOSSO Deus através de Seus ENVIADOS, JC e Sua Santa Mãe N.S., para socorrer a todo o sofrido Povo Brasileiro, no qual nos inserimos.

Oremos.

Anônimo disse...

Professor Ari Zanella,

Na época da Cooperativa de Consumo do BB me lembro que fui cobrado por um valor que até hoje não entendi bem.
Nesse caso da Coop. Habitacional pode sobrar cobrança também? Mesmo quem não é mais sócio? Adianta desassociar agora?


Jacintho Pimenta

Fernando Lamas disse...

Saudações cordiais a todos.

HÁ TEMPO!
Prezado Professor Ari, uma palavra, para o colega acima.
Colega(10:44h), acalme-se e pode confiar que, em outubro, receberá em sua nova conta,, com segurança, providenciando:
1) Na Agência, peça uma CONTA-CORRENTE, nova, na forma da Resolução 3402, do CMN.
2) O atendente DEVERÁ lhe apresentar o TOB(Termo de opção Bancária), no qual você indicará, no campo "Dados para Crédito", a sua nova conta, na opção CONTA-CORRENTE e não CONTA-REGISTRO.
3) Conta aberta, ativada no Sisbb, inclusive no CRS, você deverá depositar, simbólicamente(R$ 10, por ex.)
4) Informe a Previ disso: no Auto-Atendimento e pelo faleconosco, para reforçar.
5) Pronto! Rapidamente, a Previ identificará a nova conta-corrente, já movimentada, e a cadastrará em tudo: Fopag, ES, Capec, etc.

Em setembro, assim procedi, com sucesso. Já recebi, na nova conta, cessando o SCR.
Importante atenção, para o item 2, porque a opção DEVE ser conta-corrente, porque a opção conta-registro NÃO ACEITA DEPÓSITO e, sem movimento, o Sisbb rejeita o crédito do Benefício, segundo a Previ. A nova conta DEVE SER MOVIMENTADA(Depósito simbólico!), antes de cadastrá-la na Previ.
Depois do crédito do Benefício, poderá recadastrar a conta, na forma conta-registro.

Grato por tudo e PAZ E BEM!

"O Senhor levou-me a um lugar espaçoso, salvou-me, porque me ama."
Salmo 18, 20

Anônimo disse...

Pergunta aos dirigentes quem colocou eles lá: Nos ou o BB ; somos nos que eles tem que serem amigos.

Anônimo disse...



ATENÇÃO MEU AMIGO ANÕNIMO DAS 12,14 de hoje
33

A mensagem logo acima das 10,38 hs é´pra você que
deve ter tirado na Sena pois está brincanodo muito.
Prá não ser advertido pelo Meestre, faz uma doação
de uns 25.000,00 pra ANAPLAB que vc so leva 15 dias de
suspensao.Um abraço,Divany Silveira-Sete lagoas-mg

Anônimo disse...



A ANABB e a COOB-ANABB é tudo farinha do mesmo saco. É óbvio que o BB vai cobrar da Anabb aquilo que sua cooperativa habitacional lhe deve, caso essa não lhe pague. Afinal trata-se, como dizem os advogados, de uma LONGA-MANUS.

E... que tal se a Anabb não fosse 100% voltado aos interesses do BB? Aí sim, ao bicho ia pegá!

Anônimo disse...

28/09/15 20:11

Nesse caso não há o que discutir: a ANABB é fiadora da COOP-ANABB.

Como a principal devedora não cumpriu com seus compromissos, cabe à fiadora assim faze-lo.

O financiador então está absolutamente correto, sem direito a levantar-se qualquer tipo de suspeição.

Assinado: infiltrado anônimo porque assim o desejo.

Anônimo disse...

À PREVI.

Meu pai, Francisco Carlos Marcondes (matrícula 3378520-1), ingressou no Banco do Brasil em 1964 e aposentou-se em 1992, tendo trabalhado durante todo o período na mesma agência (0306-9), em Guaratinguetá (SP).
Eu e minha irmã somos muito gratos por tudo o que ele fez por nós. Porém, o tempo foi passando e sua saúde piorando. Fez quatro operações para desobstrução das carótidas no Hospital Beneficência Portuguesa/SP e, há cinco anos, encontra-se totalmente acamado devido a dois AVCs. Para maior tristeza, minha mãe, Yara Maria Vaz Marcondes, também passou pelos mesmos problemas, encontrando-se também totalmente acamada há seis anos, vítima de três AVCs. A CASSI amparou os mesmos nos hospitais, mas, mesmo com laudos e relatórios médicos, pagou apenas alguns meses o serviço de enfermagem, tendo negado até hoje por repetidas vezes. Tudo já feito para mudar a situação, mas a mesma não cede.
Em virtude disso, hoje gastamos com três enfermeiras particulares, com os devidos encargos trabalhistas, com medicamentos para infecções recorrentes, fralda geriátrica para ambos, além de todos os gastos obrigatórios que têm uma família. Somente na parte específica de enfermagem e cuidados com a saúde deles especificados acima, o gasto mensal ultrapassa a R$ 5.000,00. Como sou casado, não moro há tempo com eles, mas sou o procurador de ambos e administrador da casa.
O meu problema é o mesmo que muitos: as despesas são maiores que as receitas. Com isso, foi necessário recorrer a empréstimos no Banco do Brasil e ao ES da Previ. Mas está difícil. Mês passado, por exemplo, em que pagamos férias de enfermeira, além de uma outra para cobrir férias, a situação ficou insustentável.
Não somos revoltados com a vida. Pelo contrário. Somos gratos por ainda termos como nos mantermos. Nem com os múltiplos AVCs. Jesus foi claro: "No mundo, tereis aflições...". Deus manteve a fala, a alimentação e a memória de ambos. Estou toda semana lá. Cada vez que entro, a dor é única. Os pais, com o tempo, viraram filhos. Totalmente dependentes. Pai e mãe. Totalmente acamados. Isso dói. Mas levo os netos para eles verem, leio uma passagem bíblica e saio mais feliz. Tenho a consciência de que tudo não é mais do minha obrigação. Ainda é pouco perto de tudo que ambos fizerem por mim e minha irmã.

Em virtude do exposto, solicito, humildemente, a suspensão do desconto do ES PREVI até dezembro deste ano, alívio temporário para mantermos o tratamento e a saúde de meus pais.

Além disso, este relato serve como exemplo do que diversos aposentados devem estar passando. Às vezes, é necessário ler e meditar sobre um fato real para sair de análises contábeis e matemáticas.
A todos os leitores do blog, peço apenas vossas orações, a fim de que meus pais tenham, ao menos, um fim de vida digno. O dia de amanhã pertence a Deus.
E, aos diversos amigos do Banco, visitem meu pai. Ele está lúcido e sente falta de todos.
Assim seja.
Fiquem todos com Deus.
Francisco Augusto Vaz Marcondes.
Guaratinguetá (SP).

"Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará."
Gálatas 6,7. Bíblia Sagrada.

sss disse...

Com tantos clamores, súplicas, pedidos desesperados, demonstração de miséria e nem uma intenção por parte dos manda-chuvas da Previ em atender ninguém, o curto futuro para muitos é cada vez mais amedrontador.
Essa de suspender parcelas irá, mais uma vez, sacrificar a muitos, isso porque, esses muitos, por não terem MC em virtude de baixo salário, meu caso vão ficar, uma vez mais no zero. O certo é que seja apresentada alguma coisa que beneficie a todos.
Poucos são os associados que conseguiram utilizar o valor total do empréstimo com parcelas altas e é a esses que interessa a suspensão das parcelas. Se a Previ oferecer alternativa paralela aos demais associados, tudo bem, se não, sou contra a suspensão. Que venha algo que beneficie a todos. Estou escaldado, pois fiquei de fora do ultimo empréstimo quando estava precisando muitíssimo. Claro que a situação financeira não mudou , mas ficou o trauma da exclusão. Por tanto, que seja feito algo que abranja a todos.

Manoel

Anônimo disse...

Já mandei minha "imploração " às Diretorias da Previ. Como as contas não podem esperar, já fui numa financeira e empinei um papagaio.