BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

DUBAI SEM CORRUPÇÃO

       Conversei hoje aqui no hotel com um empresário de Dubai, no Oriente Médio, o qual me disse não existir corrupção por lá. Quis, então, saber porque e ele me contou num bom inglês que não havia necessidade posto que o povo de lá recebe todo o auxílio governamental, o país está rico pelo petróleo, então o governo não deixa ninguém nativo fora da distribuição. Brinquei perguntando se era como aqui, respondeu que lá é zero mesmo.
            Então viva Dubai, país que divide muito bem seu PIB com toda a sua população sem exceção. E quem quiser ganhar mais pode trabalhar como faz o amigo muçulmano com quem tive o prazer de treinar o meu inglês por produtivos quinze minutos.

12 comentários:

Rubens Goulart disse...

Caro Mestre Zanella, permita-me chamá-lo de Mestre, pois o professor não é valorizado como deveria, pois no Japão os Mestres professores, são muito respeitados e valorizados, já aqui no Brasil..., aqui no Brasil tudo acontece, muito se paga, e a impunidade rola solta. Desculpe o pecadinho, mas é de dar inveja, como muitos Governos como esse que o colega citou retornam ao povo, com assistencia médica, menos impostos, salários dignos aos diversos profissionais, ETC ETC ETC, É isso ai, colega Ari Zanella, seria um sonho se algo parecido fosse acontecido aqui, tudo de bom, colega, simples aposentado triste com muitos brasileiros que NÃO PODERÃO RECEBER O ADIANTAMENTO DE 50% DO INSS, POR O GOVERNO ALEGAR QUE NÃO POSSUI DINHEIRO, QUE COISA HEIM...........MAS PARA OUTRAS COISAS, TEM, POLPUDOS SALARIOS PARA MINISTROS, POLITICOS, DIRETORES DE ESTATAIS, ETC, ETC, tudo de bom, e desculpe o desabafo deste simples aposentado preocupado com o nosso FUTURO, De Cambé-PR, para o BRASIL.

Blog do Ed disse...

Estimado Mestre Ari
Sei não. Mas, leio nos jornais que os trabalhadores lá, nesses países árabes, ricos em petróleo, são estrangeiros, principalmente do Paquistão e da Índia, e que o salário e demais condições de trabalho deixam a desejar...
Edgardo Amorim Rego

Unknown disse...

Ari,
Ninguém fala nada, mas parece que a Previ vai manter o adiantamento de metade do 13 salário do Inss para os aposentados que recebem esta aposentadoria via Previ. Para os que recebem diretamente do Inss parece que ficará para o final do ano. Celio

Fernando Lamas disse...

Saudações cordiais a todos.

"MINHA TERRA TEM PALMEIRAS..."
Prezado Professor Ari, sem desmerecer Dubai, em nada, mesmo porquê sou despreparado,para análises internacionais, foi uma conversa amistosa, justamente, com uma pessoa a quem interessa mostrar bem a sua terra.
Toda prosperidade a Dubai, com justiça e paz!
Sem cair em nacionalismo exagerado, mas eu exalto o povo brasileiro, em todos os sentidos: seu colorido, suas culturas regionais, sua criatividade, sobretudo nas crises, sua religiosidade, possuidor das melhores terras, em que tudo dá, etc.
Mas isso não basta: vejo que a Educação deve ser o melhor cartão de visitas nosso. O povo bem formado vai afastar muitos males que o assola.

APÓS O ESTRAGO...
Apesar da frustração do adiantamento do 13º salário, em setembro, pela Previdência, há discussões, ainda, no Governo, sobre reverter a decisão, em setembro, para recebimento, em outubro.

Grato por tudo e PAZ E BEM!

"A nossa proteção está no nome do Senhor que fez o céu e a terra."
Salmo 124(123),8

Marcelino Maus disse...

NO SITE da PREVI:
18/08/2015
"PREVI à disposição para colaborar com as CPIs dos Fundos de Pensão.
A Entidade prestará todos os esclarecimentos que lhe forem requeridos e reforça seu compromisso com a gestão idônea, capacitada, transparente e comprometida com sua missão de garantir o pagamento de benefícios aos associados de forma eficiente, segura e sustentável."
"GESTÃO IDÔNEA", seria se cumprisse o TAC da PREVIC, com reversão dos efeitos nocivos da RES.26/2008, ou seja, devolução dos 7,5 BI que o BB usurpou, revisão dos Benefícios do PB1, suspensão dos Contribuições dos Aposentados, principalmente das Pensionistas que só recebem 60% do Benefício.

Fernando Lamas disse...

Saudações cordiais a todos.

NÃO POR ACASO!
Caro Professor Ari e demais colegas, certamente, não é por acaso que aumentaram os oferecimentos de planos de saúde, no meu endereço eletrônico. Com os senhores, também?
O mercado acompanha as notícias, sobre a Cassi, sem dúvida.
Hoje, terça, haverá reunião da Diretoria. Oremos ao Senhor, particularmente, por esse momento.

Grato por tudo e PAZ E BEM!

"Que o Senhor lhes dirija o coração, para o amor a Deus e a perseverança de Cristo."
2Ts 3,5

João Rossi Neto disse...

Caro Ari e colegas,

Ratificando o que informei em postagens anteriores, quem recebe os benefícios do INSS diretamente daquele órgão de previdência oficial, portanto, SEM TRÂNSITO PELA FOPAG DA PREVI, não terá o desconto da contribuição da CASSI (3%) pela PREVI, ficando livre dessa consignação no âmbito da nossa Caixa de Previdência, o que, obviamente, eleva a Margem Consignável dos 30%.

Claro que a contribuição da CASSI por incidir sobre os dois benefícios (INSS+PREVI) será devida e paga em acerto entre o associado e a CASSI, conforme reza o artigo 38 do Regulamento. De modo que a PREVI, efetivamente, por regra e norma, não tem poder para reter consignações sobre vantagens pecuniárias não autorizadas e, sobretudo, que não transitam pela FOPAG.

Quem quiser tirar dúvida sobre o particular, é só ligar para a PREVI. Assim sendo, da minha parte, dou por encerrado o assunto, na certeza de que as arestas foram aparadas. Deixo patente, no entanto, que forma alguma estou incentivando o recebimento do benefício fora do convênio com a PREVI, mesmo porque as desvantagens são bem superiores.

Fernando Lamas disse...

Saudações cordiais a todos.

Prezado Professor Ari, sobre o comentário do colega, Dr. Rossi.
Caro colega, eu recebo o Inss excluído do contracheque Previ e contribuo, sim, mensalmente, para a Cassi, via verba B823, Inss+Previ.

Grato e PAZ E BEM!

"Saiba, portanto que Javé, seu Deus, é o único Deus, o Deus fiel, que mantém a aliança e o amor,por mil gerações, em favor dos que o amam e observam seus mandamentos."
Dt 7,9

João Rossi Neto disse...

Meu caro Fernando Lamas,

Leia, por favor, com atenção o artigo 34 e o artigo 38, ambos do Regulamento da CASSI, reproduzidos abaixo:

“Art. 34 São obrigações dos associados ou pensionistas, além daquelas previstas no Estatuto:
(...) - IV Informar e comprovar, junto a CASSI, no prazo máximo de 30 (trinta) dias, a contar da data do primeiro pagamento, o valor dos benefícios recebidos do órgão oficial da Previdência Social fora da folha de pagamento da Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil – PREVI";

"Art. 38 - Os associados beneficiários de aposentadoria ou pensão recebidas diretamente da Instituição Oficial de Previdência Social devem manter saldo suficiente em conta de depósito no Banco do Brasil para o débito de suas contribuições no dia 20 (vinte) de cada mês, assim como para o débito de quaisquer outras quantias devidas nas datas fixadas".

Mais claro impossível. Qualquer associado cujo benefício do INSS é recebido diretamente do órgão oficial tem o acerto de suas contribuições relativas ao plano de saúde direto com a CASSI, observadas as regras acima.

Portanto, se a PREVI estiver cobrando contribuições a favor da CASSI, de proventos do INSS que não estão transitando na fopag, na verba 823, conforme você alegou, alguma coisa está errada.

Não duvido da sua palavra. Pode até ser que sem o seu conhecimento, a CASSI esteja repassando a base de cálculo da contribuição e pedindo a PREVI para realizar a retenção a seu favor, em procedimento fora do padrão regulamentar, quando o correto seria o débito na conta de depósitos do devedor, no BB, do valor da contribuição.

Estou curioso para saber o modus operandi, em especial no seu caso, pelo que lhe solicito a gentileza de ligar na PREVI e me dar o retorno.

João Rossi Neto disse...

Caro Ari e colegas,

ES-13

De acordo com o artigo 31, inciso II, a Diretoria de Administração da PREVI é responsável pela gestão das áreas de suporte administrativo, gestão de pessoal, gestão do suporte tecnológico, contabilidade, organização e métodos e controladoria.

Deste modo, compete a Diretora Cecília Garcez a missão de pôr em funcionamento a linha de crédito denominada de ES-13, criada este mês, segundo informou o Diretor Marcel no seu blog.

Ocorre que a área de informática pediu até o início de 2016 para programar essa linha de crédito, prazo que julgamos exagerado e inadmissível, tendo em vista que a Diretoria de Administração já possui aplicativos da espécie, utilizados no atual empréstimo simples, fórmula ES-170, destarte, a nosso ver, a coisa se equacionaria com simples ajustes.

Isto posto, pedimos que a colega Cecília se manifeste sobre o exposto, pois entendemos que não deixará que os associados sejam prejudicados por tarefas burocráticas da sua área de atuação.

Fernando Lamas disse...

Saudações cordiais a todos.

CASSI - CONSIGNAÇÃO
Prezado Professor Ari e estimado colega, Dr. Rossi, prefiro escrever, para a Previ, sobre a consignação mensal da contribuição, para a Cassi, baseada na soma dos Benefícios Inss+Previ, via verba B823, chamada Base Cassi.
Essa prática continuou, mesmo após a exclusão do meu Benefício Inss, em dezembro de 2012.
Logo que receber a resposta, publicarei.

Grato por tudo e PAZ E BEM!

"Todo ser que respira, louve a Javé. Aleluia!"
Salmo 150

Fernando Lamas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.