BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

segunda-feira, 6 de julho de 2015

A HIPOCRISIA DO ADIANTAMENTO APROVADO PELO CONSELHO DELIBERATIVO PARA DIRETORES DA PREVI, EM FLAGRANTE PREJUÍZO DOS ASSOCIADOS.

Antes de tudo é preciso esclarecer que “Adiantamentos” para acertos futuros não caracterizam “Despesas” e nem “Revisões no Plano de Benefícios”. Na realidade, não passam de antecipações de rendimentos em cima da expectativa de direitos e de recebíveis que serão anulados à medida que ocorrerem novas destinações de Reservas Especiais.
Isto posto, em superficial lição didática, permito-me traçar o paralelo para ressaltar que o Diretor de Planejamento Décio entende tanto de contabilidade, quanto eu entendo de turbina de jato, ou seja, nada. Porque é uma asneira cavalar dizer que o “adiantamento” de 10% pedido na reunião de Goiânia pela AAPBB do Rio de Janeiro seria “despesa”, inclusive no achismo estimou que os gastos iriam montar em R$ 1 bilhão, caso fosse implementado. 
Com efeito, segundo futurologia da Diretoria Executiva da PREVI, as ditas previsíveis e expectativas de direitos serão favas contadas em curto horizonte temporal, por considerar acertadas as suas estratégias negociais de manter quase R$ 100 bilhões em Rendas Variáveis, segmento que, historicamente, teria proporcionado ganhos elevados nos últimos dez anos para os Fundos de Pensão que fizeram aplicações financeiras em ações e fundos de ações. É difícil saber se essas expectativas alvissareiras vão se concretizar. 
Regra geral, “adiantamento” algum tem classificação imediata. Como o próprio nome é autoexplicativo, isto é, trata-se de verba antecipada para fim específico que será reclassificada, a posteriori, nas rubricas contábeis próprias e consequentemente encerrada. Afora isso, não caberia o bedelho do Diretor de Planejamento, em seara alheia, já que exames e deferimentos de benefícios aos participantes e assistidos são da alçada da Diretoria de Seguridade. 
Portanto, “adiantamento” não depende da existência de Reserva Especial, porque não se trata de revisão do plano e, igualmente, não depende de autorização da PREVIC, não fere as normas regulamentares e tampouco afronta a LC 109/2001, necessitando apenas de autorização do Conselho Deliberativo. 
Aliás, só para exemplificar, o Conselho autorizou recentemente o “adiantamento” de três salários fixos para os Diretores, a ser processado anualmente, no primeiro trimestre de cada ano, para acerto futuro, por conta da Remuneração Variável vindoura, caso o desempenho da Diretoria seja julgado satisfatório. 
A verdade é que nós somos contrários à concessão da Remuneração Variável em qualquer hipótese e também discordamos da fórmula de avaliar o desempenho dos Diretores, sobretudo porque o ponto alto dessa avaliação deveria ser a apuração final do déficit ou superávit, ao invés de computar itens intermediários auxiliares (metas para receitas, despesas, adesões ao previ futuro, etc.) de menor importância como divisores de água e elementos de convicção para aferir o desempenho da gestão da Diretoria Executiva, dado que Conselheiros Deliberativos não são contemplados com Remuneração Variável.
Relativamente ao adiantamento “em si”, nada a contestar, porque é uma forma de pagamento contabilmente regular e aceita. O que causa suspeição é o caráter nebuloso e sem transparência de aferir o grau de satisfação do desempenho dos Diretores em relação à meta, eis que em 2013 e 2014 os superávits da PREVI foram insuficientes para cobrir os 25% da Reserva de Contingência, ficando, obviamente, abaixo das metas atuariais perseguidas e apesar disso, debalde os resultados pífios, os mesmos foram aceitos como satisfatórios e serviram de base para o pagamento da Remuneração Variável nos aludidos anos. 
Essa régua que mede desempenhos insatisfatórios e os torna milagrosamente bons e compatíveis com parâmetros arranjados, deve ter sido cunhada na fôrma da má-fé e do corporativismo, porque é ardilosa e não espelha a realidade dos fatos e os números do balanço da PREVI não mentem. 
Com fulcro na máxima de que pau que bate em “Chico” bate em “Francisco”, queremos tratamento isonômico (foi feito adiantamento para a Diretoria de três salários), no sentido de nos conceder “ADIANTAMENTO DE 10%” sobre os nossos proventos para ser compensado nas futuras distribuições de Reservas Especiais. 
Note-se que a própria Diretoria Executiva da PREVI foi quem antecipou reiteradas vezes, por escrito, no site da instituição, que em breve iremos ter Reserva Especial para distribuir em melhoria dos benefícios, assertiva que corrobora, reforça e justifica o nosso pedido do adiantamento de 10%.

(João Rossi Neto - Aposentado em Goiânia - GO)


78 comentários:

Rosalina de Souza disse...

Prezado Ari Zanella,

Para mim a melhor maneira da Previ ajudar seus aposentados e pensionistas é simplesmente cumprindo a lei dos consignados, descontado apenas o permitindo dentro da margem consignável, o resto é pura demagogia barata.

A Previ nunca cumpriu a lei, agora fez uma reformulação, mas manteve na sua base de calculo todas as verbas que já descontava, numa flagrante e imoral agiotagem na nossa folha de pagamento.

Continua descontando acima do que a lei permite e continua fazendo apologia no contra cheque com propagandas da COOPERFORTE.

Querem mesmo questionar a Diretoria de Seguridade ou o Diretor Marcel Barros, começa por requerer esse enquadramento legal e solido dentro da lei que a Previ recusa-se a cumprir.

Vamos ver até onde vai a coragem de vocês de mudar a nossa triste realidade, já que no discurso ainda somos os donos da Previ.

Tenho farta documentação que mesmo a meu pedido a Previ negou administrativamente o enquadramento, mesmo quando nós assumimos todos os riscos de uma briga judicial com os outros credores.

Aí não vai ser 7% de adiantamento, mas 77% de renda no nosso bolso, ainda menos que o poder judiciário conseguiu com a aprovação do Congresso Nacional.

Vamos mexer um pouco mais com a CONTRAF CUT,digo com o Diretor Marcel Barros?

Atenciosamente

Rosalina de Souza
Pensionista
Matricula 18.161.320-4

Anônimo disse...

Ötima a explanacäo do Rossi. O cara é brilhante e comenta com desenvoltura tudo o que acontece na PREVI.Já o Décio aos poucos vai traindo quem o elegeu mostrando que näo tem caráter e se bandeando para o BB.Puxa saco.Nunca mais ganha meu voto.
Ricardo

Anônimo disse...

E pensar que vocês elegeram o Décio e o Carvalho pela chapa 3 como nossos cruzados em defesa da nossa miúda aposentadoria.
O Décio pensa no futuro. Não adianta nada agora: no futuro veremos.
Seria verdade que acabaram com o teto dos jetons nas participadas ?

Anônimo disse...

Olha o PAI aí gente...

Quantos mil Funcionários do BB guloso irão se aposentar? O que isso impacta na Previ? Esse PAI tá mais com cara de padrasto, ainda mais que foi gerado por um bb.

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


Caro Mestre: com Vossa PERMISSÃO, desejaria ESCLARECER, modestamente, com base no longo tempo em que militei na área de FUNCIONALISMO (até 1996), tomando como parâmetros os APLICADOS NA ATIVA NAQUELA ÉPOCA, que acredito, NÃO MUDARAM, que poderão, por ANALOGIA, serem aplicados a nós, na ATUALIDADE, a saber:
1) — O ADIANTAMENTO é LINEAR, isto é 7% para todos. NÃO SEI INFORMAR, tendo em vista que alguns recebem PREVI + INSS e outros só PREVI, se vai haver adiantamento só sobre a parte PREVI;
2) — O CÁLCULO: Exemplo: 1.000,00 X 7% = 70,00 70,00 x 30% = 21,00 – LÍQUIDO A RECEBER: 70,00 – 21,00 = 49,00. Os 30% são RETENÇÃO para as CONSIGNAÇÕES OBRIGATÓRIAS POR LEI. As outras consignações, NÃO IMPORTA QUANTO, serão descontadas NORMALMENTE;
3) — O ACERTO (COMO SERÁ FEITO) – Será feito de UMA SÓ VEZ, EM JANEIRO/2016. Teremos dinheiro para isso? — SIM - Se o aumento for de 9%, teremos um RESÍDUO DE 2% multiplicado por 6 (seis) MESES, o que dará 12%, INCIDINDO SOBRE O SALÁRIO TOTAL (além do aumento normal de 7%). Dará para pagar o ADIANTAMENTO e ainda sobrar UM TRÔCO LEGAL. Se for igual a 7%, PRATICAMENTE NÃO MUDARÁ NADA, pois já estará havendo a retenção de 30%. Se for ABAIXO, o que NINGUÉM ACREDITA, pois no mínimo vai ser 7%, então teremos de NOS VIRAR NOVAMENTE.

Desculpe se fui prolixo. Com cópia para o Ilustre Dr. MEDEIROS.


Anônimo disse...

Alô, Sr. Ouvidor!
Inicie sua atuação acertando a questão dos consignados.Primeiramente pesquise tudo sobre o assunto: legislação e decisões judiciais.Após a pesquisa o Sr. poderá concluir que é urgente que a Previ cumpra a lei de 2003 que determina: A SOMA DE TODOS OS CONSIGNADOS NÃO PODE ULTRAPASSAR 30% DA RENDA LÍQUIDA.

sss disse...

Sete ou 10% nos meus R$ 1028,00 bruto, ou quinhentos e oitenta e qualquer coisa de reais líquido não irá fazer muita diferença no final das contas, pois não daria para sanar minhas contas atrasadas de luz, água, aluguel, etc e pagaria mais caro na hora de fazer o acerto. Sim, porque até lá o dinheiro estará mais caro e os dezinhos se tornarão 15, e aí? Prefiro uma perspectiva boa para o amanhã. Espero que essa proposta não tenha o proposito de desviar a atenção do que muito se quer o ES CAPEC. Todos de olhos muito abertos.

Anônimo disse...

Colegas,

Segundo o escrito acima, de que a Previ nunca cumpre a lei, sua diretoria historicamente ocorre em CRIME contra os aposentados.
As associações a meu ver devem acionar a diretoria em Juízo Criminal, s.m.j.
Estou no pavor financeiro mas, um dia eles irão pagar e muito caro pelas suas maracutaias.
Saudações

Anônimo disse...

Senhores,
Precisamos acabar com a legislação em causa própria na Previ. Do mesmo modo que para implantar um novo benefício é necessário consultar os associados, também para implantar remuneração variável, teto, etc também deveria. Afinal são despesas que impactam as financias da Previ. Importante frisar que se estas despesas "imorais" contribuírem para déficits futuros, teremos que pagar por elas, embora feitas a nossa revelia. Quando será que a justiça imperará na Previ? Quando teremos diretores preocupados com os associados? Quando o egoísmo deixará de imperar? Quando será que o que interessa aos associados terá o mesmo tratamento do que interessa ao BB? Os 7% de antecipação sairão? Tenho as minhas duvidas. Afinal não interessa ao BB. E se não interessa ao BB tem que ouvir a Previc, o ministério X, o órgão controlador Y e quando todos forem ouvidos já chegou janeiro. Como se diz para os amigos da corte tudo, e eu digo: para os associados NEM a lei. Célio

Anônimo disse...

Aposentados e pensionistas:

vocês já olharam o blog do Décio? É difícil (ou impossível) achar algo escrito lá que se relacione ao PB 1. Só há notícias do Previ Futuro. Precisa dizer mais? Estamos fritos!

Anônimo disse...

POR FAVOR COLEGAS APOSENTADOS E PENSIONISTAS:

Leiam também o q o Sr. Rossi escreveu no blog da Diretora Cecília.


João Magnum

Anônimo disse...

Tanto bla bla bla e o nosso fundo está nas mãos de quem?
A Petrobrás está nas mãos de quem ?

Anônimo disse...

Prezado Ari,
Excelente a explicaçao do Joao Rossi. Agora, para coroar as explicaçoes, precisamos que o Joao e o Ari mais o Carvalho e a Cecilia e mais uma meia duzia de três ou quatro "take action", isto é, tomem uma atitude, junto aos orgaos competentes, pois o capital da PREVI é NOSSO e não temos que ficar chorando, como se fossemos viuvas desamparadas. É preciso AÇAO///.

João Lopes Rodrigues disse...

Prezada Rosalina!

Quanto a sua afirmação de que "a melhor maneira da Previ ajudar seus aposentados e pensionistas é simplesmente cumprindo a lei dos consignados", permita-me fazer um aparte.

É certo que desde algum tempo a Previ tem deixado a desejar. Creio até que "abandonou" seus associados. A impressão que fica é que ela faz um favor em pagar nossas aposentadorias e pensões.

Assim sendo, entendo que há inúmeras formas que ela poderia se utilizar para nos ajudar. Cumprir a lei dos consignados é apenas uma.
Acho que mais importante que essa medida é a revisão dos benefícios. O que seria um ganho "para toda a vida". Outra importante medida seria a extinção de contribuição para aposentados e pensionistas. E o que dizer do corte prematuro do BET? Se o mesmo houvesse sido incorporado ao benefício, imagina que ajuda bem-vinda?

Em resumo: há muuuuuuita coisa que a Previ pode fazer para ajudar seus associados! E olha que eu nem falei de ES e Carim. Só a revisão da forma de cálculo dos encargos dessas operações já seria de enorme valia para muitos!

Enfim, "nossa" caixa de previdência tem inúmeras formas de ajudar seus associados.

Era isso!

Anônimo disse...

Mais uma pérola da grande pensadora Dilma Rousseff:

"Porque hoje era um dia que eu podia e ele podia, eu podia, quase que eu não podia".

Vai ser objetiva assim lá na ...

Anônimo disse...

Amigos,
alguém poderia me indicar um contador judicial que resida no Rio, São Paulo ou Brasília. É que ganhei um processo e a Previ apresentou os cálculos com vários senões, a menor.
Agradeço

Humberto disse...

Adiantamento aos diretores da Previ. Conforme decidido pelo Conselho Deliberativo, será concedido Adiantamento por conta de cumprimento de metas, possível superávit no exercício e outras artimanhas, mas caso não cumpridas as metas ou nao ocorrendo os possíveis superávits, essa direção devolverá o valor nominal recebido antecipadamente, sabe-se lá em quantas e suaves prestações, sem correção pelos índices inflacionários.

Ora, com uma taxa Selic atual de 13,75 por cento ao ano, essa situação não podería ser enquadrada criminalmente como ENRIQUECIMENTO SEM CAUSA?

Para os associados, o E.S. exige taxa de juros de 5 porcento ao ano, correção pelo INPC mais o FQM, dai pergunto: porque situações diferentes e mais vantajosas para os diretores da Previ, e altíssimos ônus financeiros para os associados, uma vez que o dinheiro, tanto para os Adiantamentos como para o E.S. tem a mesma origem, ou seja dos nossos recursos alocados a Previ ao longo dos anos?

Gostaria de receber resposta dos especialistas no assunto.

Humberto - Caxias do Sul

Anônimo disse...

Mas o diretor de planejamento é do PREVI FUTURO ?
Como assim ? E o PB1 quem "planeja" ?
Será que essa chapa mista foi para ganhar as eleições ?
E o resto o FUTURO dirá.

Ari Zanella disse...

13:48

Os planos são unificados na administração. As diretorias de Planejamento, Seguridade, Investimentos etc. Em 2012, num encontro na AABB de Balneário Camboriú fiz a solicitação para que houvesse a separação dos Planos. À época o diretor Marcel foi contra, dizendo que os dois planos poderiam viver harmonicamente com apenas uma administração. Desta forma, percebi que os diretores assim desejam para ter mais facilidade em ganhar votos na ocasião das eleições, pois os eleitores do Plano Dois são decisivos nas eleições.
Além disso, expus o assunto na reunião do Conselho Consultivo. Eles me responderam que brevemente só vai ter pessoas do Previ Futuro, portanto, são contra a separação.

Pr.guima disse...

-Prof.Ari para reflexão: será que já não teria chegado (ou passado) a hora de separar a administração/gerenciamento total dos dois planos( PB1 e previ-futuro), independência total?

Anônimo disse...

Para os que gostam de futebol: Daniel Alves garante que Pepe Guardiola já tinha a escalação da Seleção Brasileira para a Copa dos 7 a 1, hoje 21:30 no Bola da Vez da ESPN.
O cara solta o verbo. Vale a pena

Anônimo disse...

A LEI DOS PATAFUFOS

Mestre, pode ficar tranquilo que Patafufo é a denominação de
quem nasce em Pará de Minas, terra de Ovidio de Abreu que colocou
dezenas de colegas no Banco do Brasil, sem concurso, nos anos 50 .
Estou me referindo aos Patafufos porque eles eram grandes jogado -
res de Buraco ,que é um jogo de cartas e faziam suas regras para
ganhar o jogo, a exemplo da PREVI , no caso presente do " v a l e "
No jogo de buraco o importante é que o 3 preto fecha o jogo para o
adversário e o vermelho aumenta 100 pontos na canastra.Então, se vc
joga um 3 (reis) preto o jogo está fechado e o adversário não lixa.
Mas os Patafufos, contam os mais velhos, que quando alguém jogava
o 03 fechando o jogo e eles precisavam da carta eles perguntavam o
nome do adversário e quando este dizia se chamar ZEN o Patafufo
pegava a carta e dizia : pelo art. 04 eu lixo porque seu nome só
tem uma vogal e o meu é ZOZIMO e tem 03 vogais. O oponente dizia que
não sabia e o espertalhão retrucava que ninguém pode ignorar a lai.
Assim faz o CD dando vantagens com base no boato de que o barril de
petróleo vai subir para 100 US e a PREVI terá um lucro absurdo; no
ano vindouro haverá outro lucro macro c/ a mandioca, isto mesmo, a
mandioca está crescendo,ficando viçosa e vai SUBIR ensejando outro
adiantamento. Do nosso lado não haverá possibilidade já que as reser-
vas estão igual a Cantareira ou Três Marias, muito baixas.E assim va-
mos levando,um dia eles por cima, no outro nós por baixo.Porque is-
to ocorre? Porque o nome deles tem mais vogais,UAI !!Divany?Silveira.

Anônimo disse...

Então a Previ concede adiantamento a Diretores e nenhuma associação ingressa na justiça para contestar. ou denuncia o fato junto à PREVIC. O que podemos esperar de nossos representantes?

Marco Orlando disse...

Ari, Cecília e Medeiros
No meu primeiro encontro com a Cecília, aqui em Belo Horizonte(MG), ainda em frente a sede do BB na Rua Rio de Janeiro, questionei sobre a candidatura de colega do plano Previ Futuro para cargo de direção, no caso o Décio.
Na ocasião a Cecília me convenceu da importância dos candidatos do Previ Futuro nas eleições. Acho que essa união de candidatos dos dois planos foi fundamental para a vitória da Chapa 3, pois a adesão dos colegas da ativa foi maciça, como nunca antes havia acontecido.
Hoje, sinto que a nossa principal bandeira nas próximas eleições deve ser a separação de diretoria por planos (seis diretorias para o plano 1 e seis diretorias para o plano Previ Futuro). Podem dizer que isso irá elevar os custos. Correto, mas nada impede também que os custos sejam também separados por planos, afinal estamos bancando também com NOSSOS RECURSOS toda a estrutura do PREVI FUTURO.
Fico receoso, que mais tarde, com todos os indicados e eleitos sendo do PREVI FUTURO, que venha a surgir um plano mirabolante de UNIFICAR as reservas.
Seria o FIM!
O que estamos vendo hoje, agora, nos leva a acreditar que isto venha acontecer, sejam quais forem os governantes ou partidos no poder.
Qual seria o interesse de eleitos do Previ Futuro em nos garantir melhorias? Nenhum! Talvez seja exatamente o contrário, para garantir com nossos recursos, melhorias para eles em um futuro próximo.
Com toda essa ganância hoje existente entre os que administram nossos recursos e sabedores que o plano Previ Futuro não lhes garante hoje uma aposentadoria polpuda, com certeza o "olho grande" estará atento.
Vamos sim, propor a separação das Diretorias por plano, se possível recorrer até a esfera judicial para isso.
Um grande abraço.
Marco Antonio Orlando

Marco Orlando disse...

Complementando minha postagem das 15:18

Se as eleições forem separadas por planos, nós não teremos nenhuma dificuldade em eleger candidatos "nossos", sem a interferência nem uso da máquina dos sindicatos, pois os aposentados serão sempre a maioria absoluta nas eleições.
Aí sim estaremos sempre fortalecidos.
Marco Antonio Orlando

Anônimo disse...

Prof.Ari,

O adiantamento de 7% já foi decidido ou ainda está em estudo?

Anônimo disse...

"Eles me responderam que brevemente só vai ter pessoas do Previ Futuro, portanto são contra a separação".
Certo, Prof. Então o Previ Futuro é que ficaria com as sobras do
rico patrimônio ? Estão contando que brevemente não restará ninguém
do PB1.
Não seria o lógico, então, "gastarmos" toda a NOSSA poupança acumulada no PB1, para usufruirmos em vida. Não tenho herdeiros no Previ Futuro e eles não contribuíram para formar o butim.
A situação na Previ está mais para injusta e imoral que para outra coisa.
Vejamos: altas remunerações com bônus e jetons decididos em beneficio próprio, negativas a benefícios mínimos a associados tipo ES, Bet, etc. e a não participação do corpo social.
Dizer que o corpo social participa através da eleição de seus representantes não vale como justificativa democrática.
Sabemos como são as eleições. O caso presente ilustra bem a situação. Os do Plano 2 ou Previ Futuro, "são decisivos nas eleições". Fica aí comprovado que o interesse é "o poder".
Isto posto, caro Prof. Ari, reforça a tese da separação dos planos, cada um com sua diretoria. São diferentes.
Somos forçados a pensar numa luta mais ferrenha contra a resolução 26 e, se vitoriosa, na retirada do patrocinador.

Blog do Ed disse...

Prezado Mestre Ari
Com relação a essa sua informação de que no sigiloso âmbito interno da PREVI se conta com que, em breve, somente existirá o PREVI FUTURO, permito-me fazer duas observações:
- sei que estou MUITO VELHO, mas não sabia que a PREVI conta com minha morte assim, para tão breve...
- choca-me essa revelação, já que o antigo Presidente DAN CONRADO justificou a cessação precoce do BET e o retorno dos pagamentos das contribuições com a necessidade de garantia dos pagamentos dos benefícios no LONGO PRAZO...
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...

Caro Prof. Ari zanella, faz muito tempo que venho pensando nisso, como é que associados de um grupo pode votar num plano de outro grupo, o fato de eles dizerem isso e aquilo não importa, importa o que é certo e a lei manda, acho que não tem nenhum embasamento terem criado a PREVI FUTURO e os associados que fazem parte poderem decidir o que interessam ao associados do PLANO PREVI 1. Seria o caso de consulta a um advogado especialista em Previdencia Privada.

Anônimo disse...

A Rosalina está certa em dizer que a Previ deve cumprir a lei dos consignados porque lei é lei e tem que ser cumprida. Outras questões também nos afetam mas precisam de estudos, avaliaçãoes e mil aprovações.Cumprir a lei tem que ser imediato sem submeter a ninguém evitando ações judiciais que oneram muito mais a Previ e consequentemente todos os participantes inclusive aqueles que nem tem consignados.

Anônimo disse...

07/07/15 16:41

Ocorre na PREVI é que não votamos nos planos, mas em gestores da Entidade.
De um modo geral na previdência complementar uma Entidade ou Empresa pode administrar simultaneamente "n" planos, desde que estes tenham seus patrimônios individualizados.
De certo modo não podemos reclamar, pois o atual Diretor de Seguridade foi eleito com nosso voto -- considerando aqui a inércia da ampla maioria dos aposentados, que se omitem e mesmo quando votam não sabem em quem.
Fica então a lição para 2016...

Anônimo disse...

Se eu nem sei o que vou comer amanhã como esses dirigentes pensam em previ isso , previ aquilo , o plano 1 teoricamente só acaba em 2080 , nenhum desses diretores nem o diabo que os parta vão estar vivos lá .

Anônimo disse...

Às Associações de Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil
Sr. Presidente,

O Diretor do BB, Senhor Neri, reúne três colegas da ativa e dois aposentados e grava vídeos no site especial do Banco vendendo a proposta do Banco do Brasil como se fosse fato consumado, como se fosse a única proposta viável para a CASSI.
Aos que acessam essa página "CASSI em Debate" e assistem aos vídeos fica a impressão de que a transferência da responsabilidade do Banco do Brasil é alternativa factível, viável, segura e o Diretor Neri ousa dizer que "esse fundo dos 5,830 bilhões jamais irá acabar".
Ou nós, que temos que prestar contas a quem representamos contra-atacamos e desmanchamos a estratégia de convencimento do Banco ou corremos o risco de assistirmos nossa comunidade passar a achar que não há outra saída.


http://www.cassiemdebate.com.br/#videos

Grata
Isa Musa

Anônimo disse...

Os 7% me lembram os 7 a 1. Perdemos.

Anônimo disse...

Prezados aposentados e pensionistas:

Vejam a proposta do BB para a Cassi (está no site da Anabb):

"Em caso de déficits futuros, o BB propõe que esses sejam rateados somente entre os associados, a serem pagos no ano seguinte, em 12 parcelas mensais. O Banco propõe que, nos critérios de rateio, sejam utilizados fatores como idade do associado, grupo familiar (número de dependentes) e utilização do plano."

Posso "descer" antes deste trem?

Anônimo disse...

Prof. Ari, com sua permissão.
Donas Isa, assisti os vídeos "cassiemdebate".
Chato. Parecia entrevista com perguntas "levanta-bola".
Já dão como favas contadas ?
Ah! se o Banco deixasse a Previ para os associados com os 100% do patrimônio, poderíamos administrar e bancar a Cassi, com a venda da Costa do Sauipe. P.S. substituindo os administradores variavelmente remunerados nas duas Caixas.

Anônimo disse...


A MATEMÁTICA DA ANTECIPAÇÃO DO REAJUSTE

2.200,00 x 7% = RS 154,00

60.000,00 x 7% = 4.200,00

4.200,00 : 154,00 = 27,27

Resultado da questão: O gordin, somado aos demais (atuais e ex), vão receber 27,27 vezes o que eu receberei com o reajuste antecipado de 7%.

Anônimo disse...


Pela enésima vez pergunto: para quem ficará o patrimônio do Plano 1?

Tenho o direito de saber, pois sou associado a esse Plano.

Anônimo disse...

Por que da PREVI o BB não quer se desvencilhar? Se quer deixar o osso da CASSI, o faça com o filé da PREVI, tbém. Vão catar coquinhos!!!!!

Anônimo disse...

Falência das Instituições:

TCU omitiu questionamentos sobre manobra fiscal em 2014

fonte: http://minasgerais.ig.com.br/?url_layer=2015-07-07/11065989.html

Anônimo disse...

Pra o Anonimo das 21hs e 10 respondo q segundo os meus conhecimentos o patrimonio q ficar do plano 1 vai ficar com o patrocinador, o bb gulooso de tantos aposentado q defende ele. Se nao tiver errado acho que é isso

Anônimo disse...

"Meu pai me ensinou a não ser escravo do poder"

Daniel Alves - Lateral do Barcelona

João Rossi Neto disse...

Amigo Ari e colegas,

SUGESTÃO: "GATILHO NO REAJUSTE DE BENEFÍCIOS"

Todas as pessoas, independente do estrato social, sabem que o INPC, indexador artificial e manipulado, fica longe da inflação real, aquela que de fato determina o aumento generalizado dos preços do mercado, reduz o consumo e corroí o poder de compra da população, a qual, por conveniência, não aparece no radar do IBGE, porque não interessa ao Governo Central divulgá-la para não incitar a ira dos trabalhadores com renda igual ou inferior a um salário-mínimo.

Nós, assistidos pela PREVI, estamos no mesmo barco e sofremos o duro impacto anual nos valores dos nossos benefícios, achatados que são devido à correção e reposição parcial da inflação se dar pelo INPC, em observância a regra vigente.

Em consequência, a cada ano que passa a nossa perda é maior e isso explica, de forma inequívoca, o nosso empobrecimento e a elevação do grau de endividamento pelo descasamento desastroso dessa equação nociva que nos impinge prejuízos irreparáveis, posto que a “Inflação Real Galopante” devora integralmente o “INPC fabricado” e parte do valor nominal do benefício.

Sem dúvida, o IPCA e o INPC, ambos arranjados para agradar o patrão e à medida que são menores, a Previdência Social faz economias nas suas despesas, de modo que são cartas importantes que o Governo tem na manga para jogar em momentos oportunos.

Sopesando tudo isso e não perdendo de vista que os reajustes de nossos benefícios ocorrem no período de janeiro a dezembro de cada ano, sugerimos, para amenizar as nossas perdas, que se crie um GATILHO que irá disparar AUTOMATICAMENTE toda vez que o INPC acumulado ficar acima de 5%, independente do mês que isso ocorrer.

Dentro desse raciocínio, a PREVI anteciparia o pagamento dos 5% e o remanescente seria acertado no mês de janeiro do ano subsequente. Claro que haveria necessidade de fazer alteração no Regulamento do Plano 1, artigo 63, para inserção da modificação alvitrada.

sss disse...

Para o bb, meu amigo, não? E se continuar nessa tuada, os velhinhos "trambiqueiros" visitando Jesus aos borbotões, a Previ passará às mãos do bb muito antes do previsto. Santo Deus.

Blog do Ed disse...

Caro colega anônimo de 7/7 às 22:25
Os Estatutos de l980 mandavam o seguinte: "Art. 73 - Em caso de extinção da Caixa, o patrimônio remanescente, depois de liquidado seu último compromisso, se transferirá para o Banco do Brasil S.A., que o aplicará na assistência aos seus funcionários."
Parece-me que os atuais nada dizem. Se estou certo, acho que o motivo está no que afirmou o Jurista, representante da ABRAPP, lá naquela audiência pública do Senado, no ano passado: EXCESSO É ERRO ATUARIAL, logo deve ser devolvido, metade para os participantes e metade para o Patrocinador... No caso colocado, já não mais existe Participante algum... Logo, o Patrocinador fica com tudo. Se seguir o pensamento diretor dos Estatutos de 1980, ele irá distribuir com os Participantes do PREVI FUTURO? Prefiro crer que os atuários da PREVI serão tão competentes que não errarão nos cálculos. Afinal de contas, no final, poucos estarão sobrando, suponho...
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


Nosso CHORADO e MINGUADO 7%, tem AMPLAS POSSIBILIDADES (100%) de SER CONCEDIDO, já que engrossará tanto o bolso dos MILIONÁRIOS SEM TETO, como para os ESFARRAPADOS DO SEM NADA, CASO OCORRA: O Sr. GUEITIRO GENSO, querer trocar o seu CARRINHO POPULAR BMW, por uma POTENTE FERRARI 2016, SUPER-HIPER-MEGA TURBO; que o Sr. MARCEL, queira fazer alguma manutenção em ALGUNS DE SEUS INÚMEROS IMÓVEIS, alugados a PREÇOS ESCORCHANTES, a fim de aumentar mais ainda o aluguel; que algum DIRETOR queira ALUGAR, SEM LIMITE DE HORAS, algum JATINHO, para DESVIOS MIL, NESTE PAÍS VARONIL; que algum outro ABONADO (são muitos), queira levar MULHER, FILHOS, DOMÉSTICOS, CÃES, GATOS e toda a TRALHA POSSÍVEL, para 30 dias na DISNEYLÂNDIA e por aí vai...

Anônimo disse...

Tendo em vista que o reajuste dos benefícios sobe pela escada, e a inflação pelo elevador, porque não pleitear a extinção da maldita Parcela Previ ( definitivamente) que, há anos, corroe os benefícios, sem motivo aparente. Como podem deduzir essa maldição de nossos benefícios, se as contribuições para previdência privada e oficial são distintas? Como pode?

Anônimo disse...

O que me deixa muito intrigado, é que, tanto a PREVI como a ANABB. nunca se manifestam, após as apresentações de declarações, nunca respondem, nem negando, nem conirmando, nunca dão uma satisfação para os associados que ficam embasbacados de lerem tantas coisas a respeito da atuação dessas associações. Fica na cabeça da gente: quem cala, consente.

Marcelino Maus disse...

AGORA a PeTeroubrás vai quebrar de vez!

www.facebook.com/255559621135910/videos/1020116001346931/?pnref=story

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:



Como não TINHA MAIS NADA PARA FAZER HOJE, ABSOLUTAMENTE NADA (depois da leitura OBRIGATÓRIA dos blogs e outras coisas mais), resolvi então dar UMA ESPIADA no JURÁSSICO "site" da PREVI. Não sei se TODOS NOTARAM, uma TÊNUE MUDANÇA, uma MUDANÇA SUTIL, mas de qualquer FORMA UMA MUDANÇA, na forma como a PREVI agora se refere a NÓS (APOSENTADOS/PENSIONISTAS), como ASSISTIDOS (Vide NOTÍCIAS e PUBLICAÇÕES - PAI 2015, etc., etc.,.). ESSA VITÓRIA, FRUTO DA LUTA DE TODOS, deve ser CREDITADA SOBRETUDO, acredito eu, SEM DESMERECER, DE FORMA ALGUMA, O INAUDITO ESFORÇO E INGENTE LUTA DOS DEMAIS BLOGS, ao Dr. MEDEIROS e ao Professor ZANELLA.


Anônimo disse...

A inflação no primeiro semestre é a mais alta em 12 anos, segundo o site de Veja. Será q a diretoria da Previ conseguirá pagar um PF - prato feito (para evitar confusão) por dia com a verba de representação no valorr de 2 mil e carne assada? Tadin dos bichin! E a janta?

Anônimo disse...

Realmente SSS,
Não é nenhum absurdo ver um plano maquiavélico na Previ de apressar o fim dos velhinhos via inanição, decepção, desesperancão, doenção e outras ção mais. Por isso precisamos manter o equilíbrio e preservar a calma. Não desesperar porque tem pessoas em pior situação. Não adianta ficar imaginando como tudo era melhor no passado. Precisamos viver o hoje. Minha mãe recebe 2 salários por mês e vive bem. Suas despesas são 100 de luz, 30 de água, 50 de telefone e 400 de supermercado. Além disso gasta uns 250 com remédios. Fico pensando: será que os aposentados do BB que viveram dias em que o salário era bom não compraram nem uma casa para morar? Se tem casa não podem gastar como minha mãe? Minha mãe recebe 1.500 e gasta 830. Digamos que você gaste e dobro dela, 1.660, mesmo assim não da? Precisa ficar nesse desespero por empréstimos e mais empréstimos que cada dia mais diminui o salário líquido? A verdade é que o mais fácil é botar a culpa no outro. Há dias em que a vaidade impera, mas tudo tem o seu preço. Lembro-me de dizerem que os melhores salários da cidade eram do prefeito, do juiz e dos funcionários do BB. Lembro-me de um gerente que morava de aluguel, mas importava picanha maturada da Argentina. É verdade, tudo tem seu preço. Sei que muitos vão me criticar. Por isso não resolvem seu problema. O pior doente é aquele que não sabe que está doente.

Edmilson lopes de sousa disse...

Polêmica sobre a folha
Data: 08/07/2015
Veículo: CORREIO BRAZILIENSE - DF
Editoria: CIDADES
Página: A23
Assunto principal: BANCO DO BRASIL
Tamanho
da fonte A - A +
Veja a página da matéria
Formato A4: PDF WEB
A venda da folha de pagamento de órgãos públicos é feita por leilão. Em 2008, por exemplo, a Câmara dos Deputados negociou o pagamento dos 16 mil servidores da Casa com o Banco do Brasil e com a Caixa Econômica Federal. As duas instituições bancárias pagaram R$ 220 milhões para administrar o repasse dos salários. Este ano, a Câmara começou a renegociar esse contrato, que atualizado pode chegar a R$ 300 milhões.

Para o presidente do Sindicato dos Servidores do GDF, André Conceição, a perda da folha de pagamento dos funcionários públicos seria prejudicial ao Banco de Brasília (BRB). "Não faria bem à instituição financeira, obviamente. Mas, se trocarem por um banco que pratique juros mais baixos, não seria ruim para a gente", pondera. Conceição não acredita no discurso do governo. "Não falta dinheiro para salários. Eles falam isso para convencer a opinião pública sobre o aumento de impostos. Com o acréscimo de receita, ele quer é fazer investimentos. Para salários, não falta verba. Vários técnicos já constataram isso", garante.

O diretor do Sindicato dos Bancários Antônio Eustáquio Ribeiro explica que a categoria é radicalmente contra a venda da folha de pagamento dos servidores. "Se o BRB perder o controle da folha de pagamento do DF, o banco vai ficar em situação bastante difícil, com ameaça à sobrevivência. A folha representa uma clientela muito expressiva, de mais de 40% do total", explica o representante dos bancários. "O projeto que o governo mandou à Câmara Legislativa, que previa a venda de ações das estatais, era ruim para o BRB. Mas isso não é nada perto do que representaria a venda da folha de pagamento", acrescenta Eustáquio.

A legislação assegura a qualquer servidor, público ou do serviço privado, a portabilidade bancária dos salários. Assim, se o funcionário optar por receber os vencimentos em outro banco e não na instituição com a qual sua empresa mantém contrato de folha de pagamento, basta informar ao banco. A instituição é obrigada a fazer a alteração no prazo máximo de cinco dias úteis.

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


— URGENTE — (Meu Comentário de 08/julho/2015)


Por favor, solicito CORRIGIR O MEU ERRO GROTESCO, em lugar de ASSISTIDOS eu quis dizer ASSOCIADOS. Desculpe. Muito obrigado.

Edmilson lopes de sousa disse...

Bom dia Ari e demais Colegas.Tentei junto a Previ receber minha aposengtadoria junto `CEF e não conseguir,alegando o Estatuto. Agora, estou vendo que , pela notícia acima, não pode. O Estatuto da Previ está acima da lei? Pode isso.

Anônimo disse...

Anonimo 21.10, 07.07:

A RESPOSTA JÁ É DO VOSSO CONHECIMENTO. O PATRIMÔNIO DA PREVI NÃO SAIRÁ DAS MÃOS DE QUEM JÁ ESTÁ. A NÃO SER QUE A RESOLUÇÃO 26, ASSINADA PELO NOSSO COLEGA TRAIDOR E ATUAL SENADOR ZÉ PIMENTEL, SEJA REVOGADA. O QUE DIFICILMENTE ACONTECERÁ. POIS Enquanto for dirigida por gente covarde e mentirosa, a Previ permanecerá propriedade do Governo/Banco do Brasil, HOJE, AMANHÃ E SEMPRE.



E zefini.



Edmilson lopes de sousa disse...

..não consegui,sem r.

Anônimo disse...


Gostei do comentário feito pelo colega Rossi(23:34).

O IBGE tem calculado sempre abaixo os reais índices da inflação, já que ele é um do governo e isso beneficia esse mesmo governo, a quem deve servir.

Vejam bem: em 1996 me aposentei com R$ 1.259,00 (valor total bruto). O valor do SM era de R$ 112,00, naquela época. Então eu recebia um valor bruto equivalente a 11,24 Salários Mínimos, considerado a soma do INSS, mais o complemento da Previ.

Hoje, 19 anos depois, recebo o valor bruto de R$ 5.096,00 (INSS+PREVI) e o SM mínimo está em R$ 788,00. Isso equivale a 6,46 Salários Mínimos.

A Previ abocanhou 57,47% dos meus proventos de aposentadoria ao longo do período, com a ajuda do IBGE - leia-se governo.

É exatamente essa diferença que o diretor de seguridade deveria se empenhar em nos repor.

Para quem querem deixar o patrimônio do Plano 1 da Previ?

Anônimo disse...

Colegas!

>>>ANTECIPAÇÃO DA REAJUSTE DOS BENEFÍCIOS EM 7% <<<

Eu acho simples, o entendimento:

- Nosso reajuste dos Benefícios atualmente é em Janeiro(uma vez por ano).

- A Antecipação agora em Julho/2015 em 7%, simplesmente significa um reajuste NORMAL em 7%(e com todos os descontos obrigatórios).

- Se tivermos(ainda) o Reajuste normal de Janeiro/2016, este será com base na inflação(INPC) ocorrida de Janeiro/15 e Dez/15, descontando a antecipação de 7%.
Ou seja, se a variação anual for de 10%, assim: 10-7=3 (Três por cento seria o reajuste em Janeiro de 2016).

- O que poderia ocorrer, também,seria a Previ(após o reajuste dos 7% em Julho/15) simplesmente aplicar a inflação(variação do INPC) a partir de Agosto/15 até o próximo reajuste em Jan/16, ou Julho/16(se for adotado este mês).


Espero ter ajudado.

Abs.

Janone

João Lopes Rodrigues disse...

Anônimo das 9:01

Quanto a seu questionamento, permita-me opinar.

A Previ, considerando a responsabilidade que deve ter frente aos seus associados, ainda que "capenga", faz lá seus comentários acerca das discussões que se apresentam... Já a "senhora" Anabb... essa é mais lisa que sabão. E quando falo sabão, entenda-se que estou falando "sabão de péssima qualidade".

Eu não canso de falar: a Anabb é "uma senhora cria nossa que há muito abandonou seus pais". É uma farsa! A cada mês engorda($) mais e mais, e "finge" que nos representa. Reparem bem: tudo que é "notícia nova" ela se apropria. Toma para si (faz de conta!) e daí começa seu velho discurso: fala, fala, fala. Ação, posicionamento, nada! Bater de frente com BB e Previ, em defesa dos associados? Nem pensar!!!

É uma pena que o "galho" tenha pendido tanto só para um lado! Nessa questão, a balança da justiça é injusta!

Era isso!

Anônimo disse...

O Japa deu um ninja e sumiu na fumaça

Nunca mais apareceu com aquele sorrizin de "eu vou me dar bem"

E o SURDIN? Já tomou posse? Vai receber a bolada também?

E o amigo de Valdirene? 7 % de 62 mil = R$ 4.340,00 + o qualquer da Petro = $$
Já posso até imaginar ele falando: O que eu vou fazer com um adiantamentozinho sem vergonha desse? Não dá uma garrafa de vinho pra Valdirene.
No meu tempo bebia chapinha

Anônimo disse...

Quando a chefe da pátria de chuteira opinou sobre o Ganso e o Neymar:

" Eu vi. Você,veja... Eu já vi, parei de ver. Voltei a ver, e acho que o Neymar e o Ganso têm essa capacidade de fazer a gente olhar".

Dilma Rousseff






Tenho uma alma muito prolixa e uso poucas palavras. (Clarice Lispector)

Anônimo disse...

O vídeo transforma Lula em réu confesso

Em outubro de 2010, depois de abandonar o local do emprego para concentrar-se nas atividades de cabo eleitoral da candidata Dilma Rousseff, o ainda presidente Lula baixou em Angra dos Reis fantasiado de operário da Petrobras. E reduziu a mais um comício o que deveria ser a cerimônia de lançamento da plataforma P-57, construída pela empresa holandesa SBM Offshore.

“Já teve presidente que falava que a Petrobras é uma caixa preta, ninguém sabe o que acontece lá dentro”, começa o melhor dos piores momentos do falatório, eternizado no vídeo de 22 segundos. “No nosso governo ela é uma caixa branca… e transparente”, mentiu. “Nem tão assim, mas é transparente…”, recitou a ressalva debochada antes de escorregar na bazófia perigosa: “A gente sabe o que acontece lá dentro, e a gente decide muitas das coisas que ela vai fazer”.

Somada ao que se descobriu sobre o Petrolão, a gravação transforma Lula em réu confesso. Ao contar que não só acompanhou de perto como frequentemente determinou os caminhos cinzentos percorridos pela estatal, ele decifrou o claro enigma: Os condutores da Lava Jato não precisam mais procurar o chefão do maior esquema corrupto de todos os tempos. Está no vídeo.

http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes

Anônimo disse...



GOLAÇO DA ANAPLAB


Mestre, é sabido que pedir não ofende, ainda mais quando a neces-
sidade é grande.Assim, parabéns pela oportuna medida. Não poderia
deixar de mencionar que o colega que me deu a notícia da solicita-
ção disse que o autor do pedido seria a ANABB, coisa que me causou
surpresa inicialmente, depois esclarecida ao ver no meu PC e cons-
tatar que foi a ANAPLAB, sempre ela !!!DivanySilveira -S.Lagoas-mg

Anônimo disse...



EDMILSON, NÃO TERIA SIDO POR CAUSA DA CAMISA ?

Grande Edmilson, futuro prefeito de Januária, peço
enviar seu E-mail que lhe darei uma idéia.Divany Ssil-
veira - Sete Lagoas-mg

Anônimo disse...

Boa tarde,Campeão de out-1961!Lembra-se,em Januária-mg? e-mail py4bsl@gmail.com .Grato,edmílson.

Anônimo disse...

Colegas desculpem sair do assunto em pauta, mas gostaria de saber se algum colega que possui emprestimo na Alpha Cash, notou que o limite total de emprestimo que vem na fatura mensal vem diminuindo desde o mes de maio.No meu caso do mes 05 para o mes 07 diminuiu 40%, será que foi só comigo.

Anônimo disse...

Professor Ari,

O pessoal do AERUS está neste momento lotando as galerias do Senado Federal. Empunham placas dizendo que a UNIÃO QUE FAZ A FORÇA. Agora que a casa já caiu?

Que nossa união chegue antes...


João Magnum

ALPHA CASH..... disse...

Anonimo das 15H28,
Essa como algumas outras financeiras fazem juz ao ditado que diz...
" O banqueiro empresta o guarda-chuva em épocas de sol. Ao menor sinal de chuva, toma de volta o guarda chuva".

Quando fiquei um período sem utilizar, ligavam da ALPHA CASH oferecendo o saldo disponível para empréstimos.
Haviam elevado o meu limite em dez/2014. Fiz algumas operações de empréstimo em abril e maio de 2015. De pronto, reduziram o limite em junho e novamente em julho agora.
E por ora, nao entrei com a ação dos 30 por cento. Mas agora, sem nenhuma disponibilidade estou pensando seriamente em recorrer a esse recurso jurídico.
Acho, veja bem acho, desconfio que essas entidades que operam com os aposentados tem informações privilegiadas acerca de nossas margens e líquidos mensais.
Outra coisa que merece esclarecimento eh o debito dessa financeira transitar como verba "C624 SATELITE EMPRÉSTIMOS" EM NOSSO HOLLERITY.

Anônimo disse...

De acordo com o art 2º, VIII, da lei 12154 de 2009 é competência da Previc:
"Promover a mediação e a conciliação entre entidades fechadas de previdência complementar e entre estas e seus participantes, assistidos, patrocinadores ou instituidores bem como dirimir os litígios que lhe forem submetidos na forma da lei 9307 de 23.9.1996"

Nota: A lei 9307 é a lei da arbitragem.

Os descontos consignados na folha da Previ éstão em situação irregular.A Previ implantou a margem de 30% conforme a lei mas os descontos superam muito esse limite e até agora não foi apresentada nenhuma solução. Acho que a Previc deve ser cobrada para mediar essa questão e embora essa medida possa ser tomada por todos os participantes e assistidos melhor seria que fosse por nossas associações inclusive pela FAABB.

Anônimo disse...

Infelizmente não é só com a Previ que temos de nos preocupar, por informações que me enviaram o BB está querendo se livrar dos compromissos com a Cassi, conforme mensagem abaixo copiada (em parte) que recebi do colega José Chirivino.

"BANCO DO BRASIL AMEAÇA SUSTENTABILIDADE DO PLANO DE SAÚDE MAIS ANTIGO DO BRASIL
A FAABB está divulgando a nota abaixo a diversos órgãos de imprensa e nas Redes Sociais de modo a tentar minimizar a estratégia espúria do BB.

A CASSI foi constituída em 27 de janeiro de 1944, tendo como associados os funcionários do Banco do Brasil de qualquer categoria, inclusive os aposentados.
Em seu Estatuto, a partir de 1973, determinava que: “a filiação à Caixa passa a ser obrigatória e registrada em contrato de trabalho dos funcionários do BB. A contribuição pessoal do associado é fixada em 1% de seus proventos gerais, enquanto o Banco contribui com o dobro, assumindo também a direção da entidade”.
Com o tempo, diversas alterações estatutárias foram promovidas, mas jamais foi rompida a responsabilidade do Banco do Brasil sobre a assistência à saúde. Contudo, o PLANO ASSOCIADOS DA CASSI – CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL, o mais antigo Plano de Saúde do Brasil está em dificuldades.
Este Plano de Saúde atende somente funcionários do BB, seus aposentados, pensionistas e dependentes.
O Plano Associados apresentou déficit em 2014 e há projeção de novo déficit para 2015.
Como empregador, o BB tem compromisso com a Assistência à Saúde de seu funcionalismo, principalmente quanto a seus aposentados e pensionistas, pois, reafirmamos, no passado a adesão à CASSI era condição para assinar contrato trabalhista com o Banco do Brasil.
O BB é obrigado a lançar em Balanço sua responsabilidade atuarial com assistência à saúde de seus aposentados e pensionistas, ou seja, seu compromisso pós-laboral, e quer se livrar disso, repassando para a CASSI o valor que é obrigado a provisionar e assim, desvencilhar-se não só da obrigatoriedade da provisão, como também desvincular-se dessa responsabilidade pós laboral.
O funcionalismo do BB, ativo e aposentado, não aceita que o BB se desobrigue daquilo que, pactuado em contrato de trabalho, era obrigatório, era pré-requisito para se ingressar no Banco.
O orçamento do Plano Associados CASSI 2015 não foi aprovado, pois mantidas as atuais condições, projetava novo déficit para o final de 2015.
Como o Orçamento 2015 não foi aprovado, todas as despesas habituais da CASSI vão para voto no Conselho para discussão.
Com isso, o BB, através de seus indicados, tem endurecido a negociação, impedindo a renovação de convênios e/ou credenciamentos com hospitais, clínicas e médicos.
A cada renovação, evidentemente esses prestadores de serviço de saúde colocam à mesa suas expectativas de reajuste.
Os indicados pelo Banco ao se recusarem a aprovar variações de valores ínfimos, vetam o acordo fazendo com que os Hospitais, clínicas e médicos não tenham seus convênios renovados prejudicando milhares de famílias de funcionários e aposentados do BB.
Fica claro que o objetivo do Banco do Brasil é levar a situação a um estágio crítico, quer que o funcionalismo fique contra os eleitos pelos associados na Diretoria e Conselhos, quer forçar que sua proposta de transferir o compromisso pós-laboral projetado em R$ 5,830 bilhões para a CASSI e assim livrar-se da responsabilidade pós-laboral e pior: livrar-se da responsabilidade de cobrir déficits futuros."

Wanderley

Anônimo disse...

Quem acha que tão metendo a mão no dinheiro dos véi da Previ levanta o dedo

Anônimo disse...

Prezado Ari,
O Wanderley abordou um assunto de suma gravidade. Pena que os "veizin" só pensam no imediatismo...que pena///

Marcelino Maus disse...

Há poucos dias, nesse e no blog amigo, colegas comentavam sobre o sumiço de Diretor(es) da Previ, Ex-Diretor(es), também sobre as "idas" a Paraísos Internacionais...

Penso que esses "andarilhos" não estavam a passeio - o assunto é mais sério:

Uma pista:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,justica-bloqueia-bens-de-executivos-do-fundo-de-pensao-postalis--dos-correios,1721170?from=whatsapp

SERIA O FANTASMA DO PDS, CPI X RESOLUÇÃO 26?

Anônimo disse...

Meus amigos, minhas amigas, no que se refere... temos um projeto de poder, as ordens são incontinentes, serão cumpridas e vocês serão descartados. Quem tem força para empurrar um carrinho de pipocas ou de caldo de cana, faça ponto em frente de uma ag. do BB, com o seu velho crachá de funci, para mostrar para o pessoal da PREVI FUTURO o futuro que os espera.

Paulo Cesar De Castro disse...

QUE TAL A SUSPENSÃO POR 06 MESES DOS DEBITOS DOS EMPRÉSTIMOS SIMPLES DA PREVI E DO CDC DO BANCO DO BRASIL?

Anônimo disse...

Colega Edgardo,

Pessoa inteligente como tu não fica velho, FICA GENIO!
Abraço

Anônimo disse...

CUNHA X DILMA= Criação das CPIs dos Fundos de Pensão e BNDS., só assim
vamos conhecer os meandros da malandragem da corja sem caráter.