BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

quarta-feira, 17 de junho de 2015

CENÁRIO DESANIMADOR

       Poucas vezes me senti tão pessimista quanto nesse tempo presente. Logo mais sigo para o Rio de Janeiro para a reunião ordinária do Conselho Consultivo do PB1 na qual tenciono fazer muitas colocações a respeito do nosso fundo. Levo na bagagem farta documentação de colegas que me chegam via blog. Já fiz um apanhado geral mas se alguém ainda quiser acrescentar pode fazê-lo nesta quarta-feira.
     A comunicação na PREVI começa dar uma melhorada graças aos constantes pedidos do doutor Medeiros, entretanto, a mim não basta a simples transparência se não houver severidade administrativa. O caso do abono (renda variável) continua sendo execrável, uma afronta ao corpo social. Não aceito de jeito nenhum. A ausência de teto continua e ninguém tem a mínima vontade de resolver e implantar. Essa mudança de condição para estatutário não está bem explicada. A mudança não poderia ocorrer ou deveria haver outra saída para a "exigência" da CVM comandada pelo partido no poder. Além disso, há acúmulos de cargos onde um diretor pode simultaneamente exercer o cargo e ser indicado para empresas participadas. Tudo isso é imoral. Sinceramente, não sei onde vamos parar. A nossa PREVI é um local de locupletação para servidores do BB - por extensão - do governo federal. Há uma clara intenção em usar politicamente o nosso fundo como fizeram com Postalis, Funcef e Petros.
       Já solicitei à Dr.ª Vânia que fizesse um estudo de viabilidade de ação judicial contra estas afrontas da PREVI ao nosso patrimônio. Se houver indicação de que poderemos vencer, entraremos incontinenti. Obviamente na justiça catarinense porque a justiça estadual do Rio não nos inspira muita confiança. A questão é que a PREVI, assessorada pelo jurídico do BB,é uma gigante contra o nosso Golias (ANAPLAB). Ah! Se tivéssemos os recursos de um acusado da Lava jato para pagar advogados exclusivos (e caros, coisa para 500 mil reais!). Mesmo assim vamos que vamos!
       Ademais, enfrentamos uma crise como há tempos não enfrentávamos. E lamentavelmente ela veio para ficar. Com sinceridade, não vejo luz no fim do túnel. Sem querer ser pessimista, mas já sendo.

111 comentários:

Ari Zanella disse...

Amigo Ari,
Entendo que este post guarda correspondência com o último assunto veiculado no blog. Assim, se quiser, pode publicá-lo como comentário.
Convenhamos, salários de R$ 58.3 e R$ 49.4 mil para Presidente e Diretores Executivos, respectivamente, a título de Remuneração Fixa, são de dar inveja nos “Marajás” das hostes superiores do serviço público, aqueles que, como na PREVI, em cargos elevados, ganham acima do mercado, trabalham pouco e nada produzem, recebendo fortunas espetaculares, anualmente, sem merecimento. É um caso típico de enriquecimento legal, mas, imoral.
Computando os 18 salários anuais (12 fixos e 6 variáveis) o Presidente do Fundo terá um salário médio mensal de R$ 87.450,00 e os Diretores também com 18 salários terão um ganho médio de R$ 74.100,00, afora outras mordomias como remunerações por conta de cargos nos Conselhos das empresas participadas. Em suma, em termos de aumentar o patrimônio pessoal, é melhor ser Diretor da PREVI do que ganhar várias vezes prêmios medianos nas loterias da CEF.
De fato esses valores substantivos escapam até do imaginário popular da classe média que não sonha tão alto. No entanto, o que assusta e causa escárnio é que essa gastança desenfreada, inexplicável e injustificável, feita com o dinheiro dos associados não têm limites, pois a tendência é megalomaníaca, dado que comparam o Fundo de Pensão a uma mina de ouro inesgotável, por isso são pródigos na farra com os recursos alheios.
Faltou ética e profissionalismo aos Conselheiros Deliberativos indicados pelo BB e eleitos, visto que foram inconsequentes ao autorizar proventos dessa grandeza, fora da filosofia de remuneração praticada pelas demais sociedades civis sem fins lucrativos.
Na visão caolha e de má-fé do Conselho Deliberativo da PREVI faltou dinheiro para a concessão e manutenção de benefícios para os associados, mas como a recíproca não é verdadeira e sim paternalista, em interpretação estapafúrdia e inexplicável, inobstante a gestão ruinosa dos Diretores e o superávit pífio verificado no exercício de 2014, abaixo das expectativas atuariais, o CD resolveu pagar Remuneração Variável a Diretoria Executiva, isto é, bônus de seis salários relativos ao ano de 2014, cujo desempenho foi comprovadamente insatisfatório, medida financeira totalmente ilógica.
Realmente são dois pesos e duas medidas, porquanto a decisão do Conselho Deliberativo é tresloucada, incoerente e inconsistente, visto que, de um lado, penalizou impiedosamente o Corpo Social, mediante o corte do BET e retorno das contribuições a pretexto da falta de superávits (dinheiro) para cobrir os 25% da Reserva de Contingência, todavia, surpreendentemente, de outro lado, em sentido inverso, fez vistas grossas em relação ao mesmo superávit insuficiente e utilizou régua diferente na medição do dito superávit e por via sub-reptícias agraciou à Diretoria Executiva com Remuneração Variável por um desempenho fraco (superávit de 2014 foi de R$ 12.5 bilhões), muito aquém da meta atuarial (RC correspondente a 25% da RM). Evidentemente, essa remuneração variável é incorreta e indevida.
Será que é séria uma instituição secular que se vangloria de cumprir as regras e normas regulamentares ao pé-da-letra se prestar a um papel tão indigno e vergonhoso de tergiversar a verdade dos fatos, rebaixando-se a praticar essa gritante futilidade interpretativa desconexa?

(Continua...)

Ari Zanella disse...

(Continuação...)

De nada adianta o Conselho Deliberativo fixar para efeito de avaliação de desempenho, indicadores isolados como: Redução Despesas Gerais, Número de adesão ao Previ Futuro, Índice de satisfação dos associados, etc. O importante e fator limitante a considerar, em última análise, tem que ser o resultado final do balanço, ou seja, o “Superávit” ou “Déficit”, vez que indicadores parciais são apenas fatores coadjuvantes no contexto da obra (ganhos ou perdas).
Quem afirmar que a PREVI vem sendo bem administrada incorre em erro elementar de análise de balanço, porque embora esteja apresentando superávits técnicos, esses estão com tendência descendente, em quedas sucessivas (2013-R$ 24.7 bilhões; 2014-R$ 12.5 bilhões e em 31/03/15-R$ 9 bilhões), sem cumprir a sua principal meta que é a geração de superávit suficiente para cobrir a Reserva de Contingência e excesso para constituir a Reserva Especial.
Isto, por si só, é bastante para descartar o pagamento de Remuneração Variável enquanto tais objetivos não forem alcançados. Qualquer interpretação à revelia disso é gestão temerária.
A Diretoria Executiva utilizou reiteradas vezes o argumento de que as dificuldades conjunturais externas e internas foram imperativas na decretação dos baixos superávits apurados em 2013, 2014 e no primeiro trimestre de 2015, isto, claro, como válvula de escape para não vestir a carapuça da má gestão.
Patente ficou que para os Diretores é factível e procedente a falsa tese do momento conjuntural, contudo, para lado dos associados é o chicote que comeu solto e a mesma motivação e razões semelhantes não foram aceitas para explicar o não atingimento dos 25% da Reserva de Contingência de 2013 e 2014.
Partindo da premissa de que o Corpo Social não tem ingerência na vida administrativa e financeira da PREVI, logo não se pode imputar-lhe culpa alguma por malogros operacionais como, por exemplo, pela concentração suicida de capital (quase R$ 100 bilhões) em Rendas Variáveis, negócios de elevado risco.
Na realidade, para equacionar o problema da Reserva de Contingência, optou-se pelo caminho mais fácil e, coercitivamente, empurraram goela abaixo dos associados essa fatura maligna, a qual deriva da gestão desastrada dessa Diretoria Executiva relapsa, incompetente e cavilosa. Para a consecução da retaliação injusta, o impacto imediato foi sentido com o corte do BET e volta das contribuições a partir de janeiro/14. É sempre assim, papagaios comem o milho e os periquitos levam a culpa.

(João Rossi Neto)

Blog do Ed disse...

Tudo vem sendo dito pelos Economistas, desde 1932. O próprio Adam Smith já falava de desvios humanos que tais, já no seu tempo, só que naqueles idos do fundador da Ciência Econômica não existiam CEOS, EXECUTIVOS...Governança Corporativa é um prato cheio...
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...

Se mudaram a nomenclatura dos benefícios para "eles" é pq algo de moral não havia , se não pq mudar ? não adianta transparência se não vier acompanhada de ética alias vai fazer um ano da revisão do ES e nada se avista no horizonte para os participantes , enquanto isso "eles" bebem e se divertem tal qual um bando de alucinados sedentos para tirar o máximo enquanto ainda detêm o cargo que ocupam tal qual ratos em navio naufragando.

Anônimo disse...

SOCORRO, HELP!!! CHAMEM A POLÍCIA!!! MILITAR, CIVIL, FEDERAL, FBI... ESTÃO A ROUBAR E A MATAR OS VEINHOS!!! ENQUANTO A PREVI ESTIVER NO RIO DE JANEIRO NÓS VIVEREMOS NUM MAR DE LAMA. MUDEM A PREVI DE LÁ OU VAMOS PRO ANDAR DE CIMA MAIS RÁPIDO.

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


Caro Mestre: é só uma modesta sugestão.
Por favor, não daria para APRESENTAR para ANÁLISE, uma proposta para um novo tipo de ES, o ES-INVARIÁVEL (ou outro nome que se queira dar), que seria o seguinte:
— A CADA 06 (SEIS) PARCELAS PAGAS, o aposentado/pensionista TERIA O DIREITO DE PRORROGAR 0l (UMA) PRESTAÇÃO (SOMENTE UMA). NÃO TERIA O DIREITO DE RENOVAR ou AUMENTAR O SEU LIMITE, enquanto estivesse SEM MARGEM CONSIGNÁVEL, PERMANECENDO COM OS LIMITES ATUAIS. Já que MUITOS FICARÃO VÁRIOS ANOS com CONSIGNAÇÕES ACIMA DOS 30%(pelos mais variados motivos), sem se adequar as NORMAS IMPOSTAS a partir de JANEIRO/2015, pela PREVI, seria, no entanto, uma forma, CASO TENHAM BOA-VONTADE, de nos ALIVIAR MOMENTANEAMENTE, mesmo que o SALDO DEVEDOR baixe muito pouco. O importante é SOBREVIVER a MAROLONA atual.


Anônimo disse...

Professor Ari Zanella,

Depois de ler o Blog do Seu Ed. me veio uma dúvida atroz: será que o Marcel é descendente de esquimó?

Outra coisa é o início de uma campanha para criação da Delegacia do Homem. Não é o meu caso AINDA, mas já sei de Previncianos que as mulheres tão enfiando a porrada.

Ao invés da Previ perder tempo com educação financeira, poderia incrementar sob a coordenação do Shaolim uma cartilha de defesa pessoal.

Boa viagem ao Rio e cuidado com os seus "admiradores", que são vários diga-se de passagem, no Conselho.

Vidal

Anônimo disse...

Quando perder minha declaração de rendimentos anual para declaração do Imposto de Renda, é só pedir um Espelho mensal de um diretor da Previ para substituir, Isto é, se não vier com a participação nos conselhos das empresas.

Com a participação nas empresas esses cabras terão rendimento mensal perto dos 200 mil. Dois milhões e duzentos mil reais em média por ano. Tem que abaixar as calças para o patrocinador de qualquer jeito e ainda fazer mimimi

Anônimo disse...

Agora entendi o comportamento da diretoria da Previ depois do arrazoado do Sr. João Rossi.

Lembrei do Silvio Santos gritando: - Quem quer dinheiro?

Anônimo disse...

Com salário médio de 87 mil, se mandarem sentar, levantar, rolar, dar a pata e principalmente fingir de morto, obedece tranqüilamente sem nenhum adestramento

Anônimo disse...

Um presidente vale 87 aposentados com complemento de 1 mil reais e um diretor vale 74. Essa diretoria vale ouro. É preciosa demais. Deveriam todos eles serem expostos em vitrines visitando Brasil afora para que pudéssemos conhecer esse tesouro.

Anônimo disse...

Vomitei após ler o que o João Rossi escreveu. Detalhe que eu não bebo bebida alcóolica. O Figo é bom, mas deu náusea.

Goulart disse...

Caro colega Mestre e ilustre Ari Zanbella, agradeço a Deus pela existência da Anaplab, associação esta que nos orienta, esclarece, capacita, os nossos aposentados e pensionistas, bom, dito isto (sem demagogia, pois voces não precisam disto), estou de pleno acordo que se faça uma ação judicial com a Dra. Vânia, dentro dos parâmetros legais, porque senão, a coisa pode piorar. Já a algum tempo, grande dos aposentados e pensionistas, ventilam a possibilidade da RETIRA DE PATROCINIO, uma vez que ainda restam alguns recursos. Li no Blog dos Bancarios (não se voces da Anaplab leram, que o BB vai ser ressarcido em 24 bi, devido as PEDALADAS FISCAIS efetuadas pelo governo de plantão... Va com Deus, Ari, na reunião, e que possa expressar nossas necessidades. Tudo de bom, Goulart, de Cambé-PR. Já a algum tempo não anônimo...

Anônimo disse...

Isso é caso de polícia

Anônimo disse...

Caro Colega,
Indague porque é necessário consulta a previc-(desta vez),para implementação do Es/Capec. Isso me cheira a enrolação.
PS: Essa foi a resposta que recebi hoje-17/06, da Previ.
Julio Cesar Magalhaes - 6.015.178-1 - Sao Paulo(SP)

Anônimo disse...

Interessante de se notar é que pelos resultados apresentados
nos balanços-anual e trimestral- , os administradores não devem
ter consultados os especialistas que constantemente vivem a nos
dar conselhos.
Em resumo: as atitudes tomadas como essa do bônus, que continua sendo bônus e pior a justificativa, tem uma denominação no popular:
chama-se "cara-de-pau".
A diretora se colocou no lugar do sapo que foi picado pelo escorpião
da fábula. MAS, o sapo fomos nós. Elegemos o escorpião.

Anônimo disse...

Infelizmente o Sr. não para de lutar mas está sozinho.Os demais eleitos ficaram na moita.

Anônimo disse...

Colegas,

Agora sim, somente a Divina Providência ou uma tresloucada e impensada decisão de alguns massacrados, em futuro próximo, proporcionarem atentados devastadores contra instituições e seus administradores corporativos, CEOS ou algum apelido mais condizente com a criminalidade em que se vive.
FERRARAM POR COMPLETO COM O ESTATUTO DO IDOSO, em que pese se abastecerem de seus patrimônios.
Um dia imagino, se a coisa virar, alguém vai se dar muito, mas muito mal.
Decerto correrão para Cuba, Venezuela ou algum país africano, que não permita a extradição.
Anônimo ENOJADO

Anônimo disse...

Melhor ser diretor da previ que ser desembargador!

Anônimo disse...



, GRANDE MESTRE ; LEVANTA, SACODE A POEIRA E DE A VOLTA POR CIMA^

Mestre Ari, você sabe que eu brinco muito,mas nunca falei tão sé--
quanto neste momento, ouça bem : quando você adentrar naquele salão
saiba que não haverá ninguém com a respeitabilidade que você porta ,
não haverá ninguém que pode manter a cabeça erguida como você e a -
gradeça a Deus, enquanto anda, porque nos dias atuais só você e uns
poucos, pouquissimos homens, podem continuar andando e dizer consi-
go mesmo : eu estou bem com a minha consciência . Eu sei que você
carrega a desconfiança dos imigrantes italianos e pode achar que
são palavras de um amigo: então ouça : a ANABB com 100.000 associa-
dos pagando R$ 33.50,cada, não faz nada, ao passo que a sua ,ALIÁS,
nossa ANAPLAB com contribuição facultativa, presta bons serviços,
mantém um jornal de boa circulação ( não é mais um blog;mudou p/
melhor ) e o grande MENTOR ainda vai advogar causa de milhares de
pessoas (a maioria injustiçada) que você não sabe nome, nem endere-
çon nem a cor, enfim, só sabe que o nomearam seu anjo protetor.
Grande amigo e Mestre, deixe o pessimismo no hotel e vá firme ,com
a perseverança dos seus ancestrais q prá cá vieram .Divany silveira
SeteLagoas-mg


João Lopes Rodrigues disse...

Colegas!

O BB e a Previ querem ser tão "certinhos", "fiéis cumpridores da lei"... pois sejamos o mesmo: vamos exigir nossos direitos, segundo a lei. Vamos cobrar na justiça tudo que nos pertence, e que nos foi retirado de alguma forma.

Atualmente há associações sérias (esqueçam "amizades do passado"), que estão dispostas a buscar minimizar as dificuldades de aposentados e pensionistas. Pois se é nosso direito, façamos uso dele.

Sem querer ser "propagandista", mas apenas relator dos fatos, a ANAPLAB possui diversas ações judiciais que buscam recuperar alguns direitos dos aposentados e pensionistas que foram "confiscados" nos últimos anos. Eu mesmo já dei entrada em todas as ações ali possíveis, nas quais me enquadrava. E sugiro que os colegas também o façam. Aqueles que já são sócios, usem seus direitos. Aos que ainda não são, sugiro refletir se "não convém mudar". São 15,00 por mês que certamente valerão a pena. Será que ainda devemos continuar "engordando" aquela "velha senhora", que nos cobra mais que o dobro desse valor, e pouco ou nada nos retribui?

Era isso!

Anônimo disse...


Exija do Marcel e sua comitiva os comprovantes das despesas feitas para participar do seminário turístico à Londres. Inclua-se aí as passagens aéreas, hotéis, translados, táxis, restaurantes e também as fotos comprobatórias e a cópia da prestação de contas.

Anônimo disse...

Por mais que tente me controlar não estou aguentando a falta de esperança cada vez maior principalmente naqueles que prometem e nada fazem. Só me resta este blog.

Anônimo disse...

Sr. Ari Zanella,

Como fico sabendo quais são os conselheiros das empresas?
Pode divulgar ou é sigiloso?

Anônimo disse...

Sr.Ari,não perca sua força,sua esperança,lembra que aJustiça Divina está sobre tudo e sobre todos e mais...agua mole em pedra dura bate até que fura!... Não perca sua energia em questionar mais os mandos e desmandos absurdos...direcione sua Fe,Força,Energia...para continuar na luta sobre o ES,BET,ajuste salarial...enfim tudo que reverte em tintim p.nos aposentados...o resto tudo é perda de tempo....e mais eu gostaria de solicitar a todos os nossos colegas anónimos que se revelem...porque do assim somaremos força junto com nosso Guerreiro Ari! O tempo urge!obrigada...aposentada Bal.Camboriu SC-Maria Marli Tomasoni.

Ari Zanella disse...

Anônimo 13:44

Não é sigiloso não. A PREVI informa a quem perguntar.


Grande colega Maria Marli,

Fico comovido com tuas belas palavras. Te agradeço de coração. Um dia seremos vizinhos pois tenho o firme propósito de residir neste paraíso de Santa Catarina onde tu moras.
Abraços fraternais.

Maria disse...

EU PENSO QUE NO INFERNO NÃO VAI CABER TANTA GENTE, POIS ISTO QUE FAZEM COM OS APOSENTADOS É PECADO, E SÓ A JUSTIÇA DIVINA PRÁ DAR CONTA, POIS AQUI NA TERRA NÃO TEMOS MAIS PRÁ QUEM APELAR.
OBRIGADA ARI, POR LUTAR PELA GENTE.

Edmilson lopes de sousa disse...

Boa tarde, Ari e demais Colegas.Periodicamente,recebo ligações telefônicas da AABB são paulo.Sempre desligo.Hoje, ligaram e falaram em vantagem econômica,mesmo assim, desliguei o fone.Alguém já recebeu essa ligação e o que a AABB S.Paulo oferece?Seguro, empréstimos,etc? Ari, sabe me dizer?

Anônimo disse...

Caraca véis! O Jô jogou caca na sua biografia com aquele papelão. Dinheiro no HSBC, dinheiro do governo para sua peça teatral, e o que mais?

Um soco no gordo!

Anônimo disse...



navio que está afundando atraca em qualquer porto

Mestre e Colegas, não é que vamos abrir mão da moral, da decência e
dos padrões da moralidade, mas para ficarmos livres desta corja de
petistas alucinados, temos de negociar nossa sobrevivência com quem
tem poder e interesse eleitoral num grupo do porte do PB-1, que tem
poder multiplicador indiscutível. Assim, Mestre, se achar que não
estou falando bobagem, procure diretores ligados à nossa luta e mo-
tive-os a conversar com Eduardo Cunha sobre o nosso problema e a
possibilidade de ter retorno eleitoral.No mesmo sentido, estou pe-
dindo um primo que mora em Maceió e tem vasto relacionamento polí -
tico com autoridades , já que atua no setor de poços artesianos ,
a divulgar junto aos cabos eleitorais de Renan o nosso problema c/
a quadrilha existente no DF. Não quero ser inconveniente, mas acho
que o momento é bom, pois o político carioca está em ascensão de fo-
guete e é vaidoso. Boa Sorte.Divanysilveira-SeteLagoas-mg

Anônimo disse...

Professor Ari, mas uma vez voce desabafa por todos nós de forma perfeita! diz tudo, agradeço a Deus por existir em nossas vidas que recebas em dobro.Quanto a atuação da ANAPLAB assino em baixo sobre o dito hoje pelos colegas Divany Silveira e João Lopes Rodrigues, se ao invés de "engordar" aquela "velha Senhora", migrássemos "em Massa" para a ANAPLAB com o Ari e o Gilvan no comando e ainda se a Dra. Wânia resolver abraçar mais ainda nossa causa como sugere o próprio Ari, aí com certeza DEUS vai nos guiar porque já foi dito, "FAÇA A TUA PARTE QUE TE AJUDAREI".Fazendo os cálculos do comentário do Divany é um resultado para se pensar , depois dizem que não temos poder, são mais de tres milhões mensais, precisamos conscientizar o pessoal da ativa mostrando as desvantagens de continuarmos vinculados à ANABB.

Anônimo disse...

Colegas a Rede Record aceita qq caso. Aqui alem do Estatuto do Idoso ouvi Celso Russomano falar que alem de todas as Record do pais ainda é exibido para 160 paises.Ele tbm disse que tem o Escritório de Advocacia para casos especiais em Brasília. Gente esta muito dificil. Vamos tentar??

Rosalina de Souza disse...

Prezado Colega Ari Zanella,

Apenas gostaria que na sua bagagem ao Rio de Janeiro, tivesse impresso uma cópia do documentário do Mestre Edgardo Amorim Rego,sobre os Empréstimos da Previ, e na oportunidade entregue ao Diretor Marcel J.Barros com as nossas homenagens.

Ele como professor de história certamente fara uma ótima leitura, e também vai conhecer um pouco da verdade sobre os Empréstimos da Previ.

Tenho certeza que algum aprendizado se fara presente.

Saudações Cordiais

Rosalina de Souza
Pensionista
Matricula 18.161.320-4

Anônimo disse...

O que aconteceu com o caçador de corruptos?

Anônimo disse...

Pôxa Gente! Ninguém conhece um Procurador da República que tenha um bom coração?
Precisaria explicar-lhe detalhadamente nossa situação. Que além de espoliados pelo governo via patrocinador, somos também passados para trás por nossos pseudo representantes. Que a exceção de duas ou três associações, as demais são lobos na pele de cordeiro. Que são incentivadas pelo petismo hitlerista.

Ou mesmo um grande jurista caridoso...
O site www.miguelreale.com.br, tem um campo entre em contato. Se eu soubesse fazer uma redação bem abrangente solicitando um orçamento de uma consultoria faria.

Alguém se habilita?

Anônimo disse...

No Miguel Reale ninguém consegue passar a lábia com esse juridiquês de porta de botequim. O cara é a sumidade no direito. Tem respeito nacional e internacional.
Poseríamos fazer a vaquinha para nos orientar. Ninguém o conhece pessoalmente?

Anônimo disse...

Estimado prof. Ari,

Não vejo em sua fala a desesperança, mas sim a realidade de nosso momento. Como não existe mal que sempre dure, acredito que através do judiciário conseguiremos reverter os malfeitos dos petralhas na PREVI.
Boa viagem e sucesso.

Anônimo disse...

Professor,

Poderia me indicar o caminho para ver no site da Previ quem são os conselheiros nas empresas participadas? Não consegui encontrar...

Brigadu

Anônimo disse...

Como perguntar não ofende, gostaria que o portal da transparência me mostrasse o rendimento mensal da diretora.

Senão vejamos: ela é aposentada Sem Teto + 78 mensais em média com o bônus + participação no conselho de empresas + Anabb + mordomias, etc
No final isso totaliza quanto? Será que soma quantos salários mínimos?


Nem Obama tem um salário desses

Anônimo disse...

Bom dia anônimo de ontem 12:12, ótima idéia exigir provas da viagem a Londres, afinal só se fala em transparência, vamos cobrar do CD, é direito nosso.

Anônimo disse...

Anônimos das 21:00 e 23:44 de 17/06, Pedir orçamento de uma boa consultoria é uma ótima idéia , creio que dividir tais despesas é melhor do que ficar esperando as coisas cairem do céu, alguém falou em processo de ressalva de direitos no caso da Cassi, outro falou em 18/05/15 as 11:09 no blog do Medeiros sobre a doação dos 7,5 bi ao BB, tem muita gente inteligente e conhecedora de direito nesses blogs que podem ajudar e muito.

Anônimo disse...

Pedido de ajuda aos universitários: Colegas bom dia, peço orientação para meu caso:
Estou com contrato suspenso por acidente de trabalho(aposentadoria provisória) desde 1998 (dezessete anos), na época assustei quando me aposentaram, pois esperava a reabilitação, era muito jovem ainda e o caso é de LER (60%), pensei que seria levado para outra função no banco pois atuava no caixa e por recomendação médica não deveria. Quando recebi a carta de concessão imaginei que fosse uma determinação e simplesmente cumpri as orientações do INSS e do FUNCI na época, sentia-me muito mal com muitas dores e o desconhecimento era total, hoje sei que poderia ter exigido a reabilitação por direito, sòmente hoje sei o que é ser um aposentado PÓS-97.
Pergunto: O que posso fazer para reverter essa situação ? estou totalmente endividado, recebo aprox. 4.000,00 pela PREVI e 3.000,00 pelo INSS, tenho 62 anos, me sinto apto a exercer atividades que não exija digitação, pois não consigo usar as mãos para escrever ou digitalizar, agora mesmo estou usando mãos emprestadas de um familiar. Será que o Banco me aceitaria de volta? judicialmente tenho esse direito? como ficariam esses 17 anos? como ficaria o FGTS? Qual seria meu provento sendo que tomei posse no BB em 1976? Por favor alguem aí me dê uma luz, preciso fazer algo para me livrar das dívidas.Obs: minha CTPS continua em aberto não foi dada a baixa.

Anônimo disse...

Ao anônimo das 08:24.

Meu amigo, se te servir de consolo, você está é bem.
Tenho a mesma condição sua(invalidez/LER) só que uma diferença meu INSS é R$ 3.600,00 e minha Previ R$ 918,00.

Abraços.

Ari Zanella disse...

PASSOS PARA ACESSAR A LISTA DE CONSELHEIROS: ALGUÉM SOLICITOU O PASSO-A-PASSO PARA CONSULTAR A LISTA DE CONSELDHEIROS: Acesse o site www.previ.com.br. Clic no item INVESTIMENTOS

CONSELHEIROS

LISTA DE CONSELHEIROS

Anônimo disse...

Colegas Aposentados e pensionistas,

Quando lerem a lista de conselheiros confirmaram que a Previ foi tomada de assalto. A Embraer que o Medeiros disse que paga mais é a querida diretora que é conselheira. A esposa do Camilo também. Dan Corrido, Marcel, Zanon, Sérgio Nazaré (Também Sem Tero). O negócio é uma Zorra Total

NOVEMBRADA TRAVEIS

Anônimo disse...

APOSENTADOS E PENSIONISTAS:

VOU ESCREVER EM LETRAS MAIÚSCULAS, COMO O HELENO, A FIM DE QUE ALGUNS ME OUÇAM:
DEPOIS DA EXPLICAÇÃO QUE A anabb (EM MINÚSCULAS) DEU SOBRE O EMPRÉSTIMO SIMPLES PARA OS MAIS IDOSOS PERGUNTO: O QUE FAZ COM QUE AS PESSOAS CONTINUEM SÓCIAS DUMA ENTIDADE DESTAS? EU ERA SÓCIO DESDE A SUA FUNDAÇÃO E TINHA UM PROCESSO CORRENDO (QUE ATÉ HOJE NÃO SE DECIDIU), MAS NÃO PENSEI DUAS VEZES: SOLICITEI MINHA DESFILIAÇÃO DESTA COISA INÚTIL, QUE SÓ SERVE AO PATRÃO. FIZ OS CÁLCULOS E NO FINAL DE CADA ANO POUPO UM BOM VALOR, QUE É MELHOR DO QUE VIVER NA ILUSÃO DE UM GANHO FUTURO QUE NÃO VEM NUNCA.
EU MESMO, ANÔNIMO SEMPRE, POIS MINHA IDENTIDADE DE APOSENTADO FOI PELO RALO COM A AJUDA DOS NOSSOS DIRIGENTES DA previ (EM MINÚSCULO).

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:

A quem será que a PRESIDENTA vai APONTAR/DEDURAR em sua provável DELAÇÃO PREMIADA, a fim de ESCAPAR de IMPEACHMENT? Como ela tem 39 MINISTROS, não vai FALTAR NOME.

Wanderley Machado disse...

Acho que de nada adianta ( a não ser como forma de desabafo) reclamações indignadas que fazemos contra atitudes da diretoria da Previ, ficarem circunscritas apenas nos blog´s do prof. Ari e do Dr. Medeiros. Temos que buscar solução no meio jurídico. Essa atitude comentada pelo prof. Ari de solicitar análise do departamento jurídico da Anaplab, cuja defesa de seus associados e das próprias instituições vinculadas (PREVI, CASSI, etc), é um de seus objetivos, cfe. consta em seu estatuto, no art.2o., letras b, c, f e i, é a única viável, ou então, mudar o estatuto da Previ que é mais difícil pois dependemos do BB (voto de minerva).

Wanderley

Anônimo disse...

Ari tem um filme parodiando o comercial da friboi que circula nas redes feito pelos funcionários da Friboi acusando e conscientizando o público dos abusos que sofrem na empresa.
Poderíamos fazer algum assim parodiando o BB "bom pra todos" acusando e expondo nas redes o que sofremos com o BB guloso que nos deixa sem o mínimo para vivermos com dignidade.
Poderíamos fazer

Anônimo disse...

Aumentar o tamanho do textoDiminuir o tamanho do texto Quinta-feira, 18/06/2015 - 08h48m
Aposentados mais idosos reclamam das mudanças no Empréstimos Simples da Previ

O Empréstimo Simples (ES) que a Previ disponibiliza aos seus associados é um benefício adicional para os participantes e assistidos que estejam em dia com as contribuições. Para dar continuidade à prestação do serviço a todas as faixas etárias, a Caixa de Previdência estabeleceu novas regras para a sua concessão, que entraram em vigor no mês de novembro. Os aposentados com mais idade não gostaram das novas regras e enviam constantemente à ANABB reclamações sobre o assunto.

As reclamações são feitas porque, entre as novas medidas, o prazo de pagamento foi reajustado, passando de 96 meses para uma variação entre 60 e 120 meses, de acordo com a faixa etária do beneficiado. Assim, quanto maior a idade menor será o número de meses para pagamento, o que aumenta o valor da prestação. Os aposentados mais idosos não concordam com essa diferenciação.

Segundo as regras do ES, para o cálculo do prazo é utilizada uma metodologia em que a idade do participante somada ao número de parcelas do financiamento deve ser igual ou menor do que 170. A justificativa é de que, com o escalonamento por idade, é garantido maior equilíbrio às operações de crédito, permitindo que, com um prazo maior, grande parte dos associados com idade até 62 anos possam firmar ou renovar contratos de empréstimo por valores maiores e pagando prestações menores.

Para o diretor de Seguridade da Previ, Marcel Barros, a Previ teve que ajustar as regras do empréstimo simples por conta da margem consignável, que é a capacidade de pagamento do associado. “Se não considerarmos a margem de crédito do beneficiado, ele e o plano vão estar correndo risco. Assim, as alterações foram feitas em consenso pela Diretoria Executiva para proteger o associado e o plano”, comentou Marcel.

Ele ainda disse que algumas entidades entraram na justiça para que fosse limitado o crédito, para evitar o endividamento dos associados. Segundo Marcel, a Previ teve que colocar esses limites com uma norma de governança da segurança e evitar o risco de inadimplência. “Na verdade, hoje o grupo de endividados é pequeno e continuamos com uma carteira bastante saudável de mais de R$ 5 bilhões em crédito”, finalizou.

O vice-presidente de Relações Institucionais da ANABB, Fernando Amaral considera que a nova regra buscou equacionar duas variáveis importantes: a capacidade de pagamento (margem consignável) e a expectativa de vida de cada participante ou assistido (limite da soma da idade + prestações = 170). “Isso é correto e necessário, uma vez que, pela taxa reduzida, o ES é um benefício e, pela necessidade de dar o retorno atuarial, também é um investimento para garantir as aposentadorias de todos”, finalizou.

Anônimo disse...

Algum colega poderia exibir a capivara, digo, ficha corrida de todos os conselheiros?

Anônimo disse...

Célia Larichia também é conselheira. Aquilo é a verdadeira farra do boi

Anônimo disse...

Acho que o Fernando Amaral errou ao dizer que pela taxa reduzida, o ES é um beneficio, lembro que o ES está pior do que o CDC DO BB E DO EMPRESTIMO DA COOPERFORTE.

João Lopes Rodrigues disse...

Anônimo das 8:24

Sugiro procurar um advogado trabalhista para o seu caso. Na falta de grana para tanto, busque ajuda no sindicato dos bancários ou em alguma associação da qual faça parte, ou até mesmo na defensoria pública (comprove que seus rendimentos não suportam contratar advogado particular). Tome uma atitude. Só não fique parado. Boa sorte!

Era isso!

Anônimo disse...

Essa do sr. Fernando Amaral foi de apagar o facho. Meteu-se onde não devia e disse bobagem. Desde quando empréstimo é benefício? Só se for no dicionário da ANABB. Cômico se não fosse trágico.

Anônimo disse...



REIVINDICAÇÃO DE DIREITOS

Mestre,alguns colegas têm sugerido a contratação de um escritorio
especializado para reivindicar nossos direitos na justiça.Prelimi-
narmente nós teremos de resolver duas questões principais,a saber:
o que temos direito de reclamar com chances de sucesso.Na minha mo-
desta opinião de rábula poderíamos reclamar o que o banco deixou de
pagar, porquanto ele se apoderou de grande quantia antecipadamente
e suspendeu o BET, sem devolver o troco . Quanto ao profissional o
nome sugerido , que é ótimo, foi Miguel Reale Jr. Caso o Mestre a -
ceite esta idéia, é certo que teremos de fazer um trabalho de cap -
tação para os dispêndios. A bem da verdade, é um dos poucos cami -
nhos que temos com chance de sucesso. Divany Silveira-S. Lagoas-mg


Anônimo disse...

Senadores brasileiros de oposição, estão passando apuros em Caracas, capital da Venezuela.

Será que o governo petista irá interceder por eles?

Aguardem os noticiários.

Marcelino Maus disse...

Postagem no blog amigo:
"A Anabb defende o banco do brasil e a previ nunca defende os aposentados!
Seus processos na justiça de arrastam por mais de década para serem resolvidos, assim mantem seu quadro de contribuintes condicionados a espera de uma dramática solução, de seus pedidos,
infelizmente a Anabb é uma VERGONHA e como dizem alguns, em vários blogs, UMA FARSA.
18 de junho de 2015 13:34"

Concordo.
Lembram do IRRF sobre as Verbas Indenizatórias de LP e Conversões, lá nos idos anos 1988?.
Algum imbecil da DG perguntou à SRF se deveriam ser tributados... pagamos por 10 anos.
Agora vivemos a porcaria da Ação 1/3 Previ.
Esse tipo de coisa é TUDO ARMAÇÃO do Jurídico do BB, ANABB, PREVI, quiçá também da RF para "produzir" DEMANDAS JUDICIAIS e as Diretorias Jurídicas MAMAREM por décadas!

BRASIL - País da Sacanagem.

Anônimo disse...

Deveriam tomar uma providência contra esse desastre que é um diretor do maior fundo de pensão da América Latina, ter que pagar mensalmente algo em torno de 55 mil reais de imposto de renda. Onde vamos parar? Deveria haver um teto para o IR dos Sem Teto, ora bolas! Isso é uma afronta ao Estado Antidemocrático de Direito.

Anônimo disse...

O ES seria maravilhoso se por trás da taxa de jrs. de 5%aa não houvesse o INPC.
Mês Valor AcumAno Acumulado 12 meses
mai/2015 0,99 5,9800 8,7600
abr/2015 0,71 4,9400 8,3400
mar/2015 1,51 4,2000 8,4100
fev/2015 1,16 2,6500 7,6700
jan/2015 1,48 1,4800 7,1200
Seria mais maravilhoso ainda, se não houvesse a capitalização dos encargos, visto que as prestações não os amortizam integralmente, situação essa que se agrava mais com a dilatação dos prazos, eis que os vrs. das prestações diminuem, porém os encargos, não e mais ainda serão capitalizados,característica da traiçoeira sistemática PRICE, que torna o mútuo mais agressivo que o CDC do BB.
Para aqueles que pactuaram prazo de 120 meses, comparem o saldos devedores nos últimos 08 meses e constatem que, apesar das prestações pagas, hoje o saldo é maior ou é o igual ao daquele mês, ou seja, não houve amortização alguma. Observem o INPC de março/2015 - 1,51%, que somado aos jrs. + - 0,43am e ao fqm, estoura casa de 2%am (taxa nominal). Considerando jrs. sobre jrs., chegamos, grosso modo, a taxa efetiva aproximada de 27%aa., enquanto a nossa "aposenta" sofrerá correção apenas pelo acumulado de 12 meses, aprox. 9%, perdendo de longe para a correção do ES. Lascamos, salvo melhor...!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Quanta surpresa se fossem exibidas as fichas profissionais dos
notáveis conselheiros.
Poderia ser destacado o tempo de efetivo trabalho no Banco e o
tempo cedido a associações e sindicatos.

Anônimo disse...


Boa noite anônimo das 12:02, de hoje:

LOBOS MAUS DISFARÇADOS DE CHAPÉUZINHO VERMELHO

Tenho plena convicção de que o nosso Diretor de Seguridade não teria habilidades técnicas de estabelecer sozinho as novas regras do Empréstimo Simples para os idosos aposentados. Ele deve ter pedido ajuda aos "universitários" da Anabb, que lhe passaram todas as coordenadas, orientações e instruções necessárias para as mudanças. Cheguei a essa conclusão depois que li no site da Anabb o apoio daquela associação às novas condições adotadas para concessão e renovação do ES aos idosos.


Nei Vaucher disse...

Colega anonimo das 8,24
Além das dicas do João L Rodrigues, acho que se sua Carteira de Trabalho continua em aberto, seu vínculo de trabalho com o Banco continua existindo. Procure um profissional competente, e boa sorte.

nei vaucher -mat. 7.350.320-7

Anônimo disse...

Mestre dos Mestres Ari Zanella,

Diga as boas novas que ouvistes no Mourisco,

Teremos novidades em breve, ou os corações por ai ainda estão gelados a temperatura do polo sul?

Ualllllaaaaaaaaa.

Anônimo disse...

O Mestre Zanella,

Teve a oportunidade de se encontrar com o Diretor Marcel Barros?

Quais as boas novas do ES-CAPEC

Foi recebido como sempre e dado o tratamento ao Dr.Medeiros?

Como esta o clima por ai, frio ou quente,

Estamos no aguardo do seu breve e importante relato das NOVIDADES DO PRIMEIRO DIA DO SUAS REUNIÕES.

Anônimo disse...

Ari Zanella,

Já viu a nota da ANABB sobre o Empréstimo Simples.

Parece que ela ajudou no parto da virgem, nas ultimas revisões.

Parece que la o Diretor Marcel tem arrimo de família.



Anônimo disse...

REPETINDO MEU COMENTÁRIO, AO ESTILO HELENO PINTO NOBRE:
____________________________________________________________________________________
APOSENTADOS E PENSIONISTAS:

VOU ESCREVER EM LETRAS MAIÚSCULAS, COMO O HELENO, A FIM DE QUE ALGUNS ME OUÇAM:
DEPOIS DA EXPLICAÇÃO QUE A anabb (EM MINÚSCULAS) DEU SOBRE O EMPRÉSTIMO SIMPLES PARA OS MAIS IDOSOS PERGUNTO: O QUE FAZ COM QUE AS PESSOAS CONTINUEM SÓCIAS DUMA ENTIDADE DESTAS? EU ERA SÓCIO DESDE A SUA FUNDAÇÃO E TINHA UM PROCESSO CORRENDO (QUE ATÉ HOJE NÃO SE DECIDIU), MAS NÃO PENSEI DUAS VEZES: SOLICITEI MINHA DESFILIAÇÃO DESTA COISA INÚTIL, QUE SÓ SERVE AO PATRÃO. FIZ OS CÁLCULOS E NO FINAL DE CADA ANO POUPO UM BOM VALOR, QUE É MELHOR DO QUE VIVER NA ILUSÃO DE UM GANHO FUTURO QUE NÃO VEM NUNCA.
EU MESMO, ANÔNIMO SEMPRE, POIS MINHA IDENTIDADE DE APOSENTADO FOI PELO RALO COM A AJUDA DOS NOSSOS DIRIGENTES DA previ (EM MINÚSCULO).
____________________________________________________________________________________

Ari Zanella disse...

Meus Caros,

A primeira sessão da reunião foi a exposição estratégica do jurídico da PREVI. Fui gentilmente convidado a me retirar da sala pois o Sr. Marcos, conselheiro indicado pelo banco e atendendo apelo do próprio banco fez o pedido à Mesa para - em função de eu ser presidente de associação que demanda contra a PREVI - não poderia inteirar-me das estratégias do BB, digo da PREVI, para derrotar os associados na justiça. Levaram-me a uma salinha escoltado por uma secretária, bem ao lado do Marcel. Pedi então para falar com a fera sobre o ÉS CAPEC Soube que o jurídico aconselhou consultar a PREVIC porque a CAPEC é um terceiro plano gerido pela PRÉVI Querem a minha opinião? Não vai sair esse tal de ÉS CAPEC

Anônimo disse...

Essa ANABB tá um caso sério, vamos começar a questioná-la.

Anônimo disse...

Leiam no blog do colega Adaí as pertinentes considerações da Sra. Rosalina. Deveria existir na Previ um GAREP - Gabinete da Representante das Pensionistas. Meu voto seria na Dona Rosalina

Anônimo disse...

Às vzs tenho a impressão de que quem fala muito em ES quer nos desviar a atenção de lutarmos pelo que realmente importa.
Salários.

Anônimo disse...

Professor Ari,

Eles tem respaldo jurídico para tal procedimento? O Sr. foi eleito pelos "donos" da Previ. Não é assim que o jovem samurai nos chama?

Anônimo disse...

Anônimo das 08:24 de 18/06, um INSS de 3.600,00 e uma aposentadoria PREVI de 918,00, é estranho não acha? será que voce está se referindo ao líquido? se for o bruto tá errado pois aposentadoria por invalidez é integral meu caro, vá a luta voce também e veja se sua CTPS está sem baixa como o colega das 8:24.De qualquer forma parece que vce tb é do time dos PÓS-97 os mais MASSACRADOS pelo BB PREVI.

Anônimo disse...





PARABÉNS, MESTRE !!!!

Por que PARABÉNS ? Porque já está incomodando a matriz, o que só a-
contece com quem tem importância, o que significa que o nosso Mestre
está na trilha devida. Mestre, uma coisa que vem acontecendo embora
tardiamente, é a visão do grupo de que a ANABB é como se fosse um
líder da UDN , que morreu de velho, sem nunca ser útil, apesar de
ter tomado café com o poder na cozinha, à beira do fogão. Agora
mesmo o Marcelino Maus, com a inteligência que Deus deu, cutucou a
"idosa " com muita tempestividade e isto é muito bom, pois estamos
num momento tempestuoso e não é justo que uma entidade mantida pela
classe, repito, MANTIDA POR NÓS, não dê uma ligação para o Banco ou
PREVI e diga; os velhos vão morrer de inanição; abram as porteiras
pois não podemos perder estes votos, que são cativos !!! OH. gOD !!
Divany Silveira- SeteLagoas-mg

Anônimo disse...



Senhores

Já tinham me informado pela Central que esse ES Capec tinha problemas para ser implantado. Estão só dando corda no sofrimento pelo qual estamos passando. Estão nos ocupando com algo inviável. Você chegou a essa conclusão Ari? Essa tal Previc vai dar sinal verde? Duvido que aprove algo a nosso favor.

Anônimo disse...

O sr descobriu a polvora sr Ari?
Quando meteram a previc no meio já imaginei qual seria a próxima informação sobre o tal ES Capec.
Vao dizer que a previc não autorizou e dai?

Anônimo disse...

Gente,
O E S Capec só foi cortina de fumaça para o japonês colocar o salário dele e de seus ninjas lá nas estrelas.

VIVA O AJUSTE FISCAL

Poderiam mandar um e-mail para a Presidência da República questionando essa incoerência. Enquanto pedem esforços para o país arrochar o cinto, esses marajás se presenteiam às nossas custas.

FDE

Anônimo disse...

por Redação em 24 de fevereiro de 2015 - com 1 comentários Notícias

O Procon está recomendando órgãos públicos que não permitam que seus funcionários tenham descontos nos salários de parcelas de empréstimos acima do limite permitido por lei, sã os chamados “empréstimos consignados”. O Procon diz que existem empresas abusando
A legislação impede que o desconto exceda 30% do salário dos servidores, por mais que ele tenha vários empréstimos em diferentes operadoras. Há alguns anos isso levou muitos servidores à falência. “tem um sistema no Prodap que não permite. Não adianta o servidor pedir acima disso. “É ilegal. Temos uma lei federal, estadual e municipal que rege esta mesma matéria. O Procon vai recomendar aos referidos órgãos de pessoal administrativos para que eles observem o limite máximo de comprometimento da renda do servidor nos empréstimos consignados”, explicou o diretor-presidente do Procon, Vicente Cruz.

Anônimo disse...

A sugestão de mandar e-mail para a Presidenta é boa inclusive sobre os descontos dos consignados acima de 30% já que ela própria vetou o aumento do limite.

Humberto disse...

Prezado Ari e colegas,,

Desde muito tempo que essas entidades, outrora consideradas nossas, passaram a ser cabides de emprego para muitos pelegos desse desgoverno que está aí.

Inventam mil e um nomes para ganhar cada vez mais, tomando dinheiro de nossos benefícios, sem nada trazer de positivo para a entidade, especialmente na Previ.

Ora, se eles se acham super competentes, a ponto de se auto conceder salários acima de oitenta mil reais mensais, por que motivo não vão para a atividade privada, onde certamente poderiam ganhar muito mais, em vista sua "competência".

É incompreensível um diretor da Previ (diretor minúsculo mesmo) ganhar o dobro de um ministro do STF. Além disso, eles inventam esses nomes diferentes, mas no fim se trata de uma usurpação de nosso dinheiro.

Comparando com as ações Cesta Alimentação, um dos argumentos usados pelos advogados contratados pela Previ, para não,pagar o valor pretendido, era que não havia provisão anterior para pagar tal benefício. Então pergunto: para pagar esses bônus indecente e milionários, qual a previsão legal nos estatutos da Previ? Ademais, a Previ é uma EFPC, com CNPJ próprio, estatutos e regulamentos próprios, e não poderia pagar esses bônus ilegais, tendo como motivação,os salários recebidos pela diretoria do BB, que se trata apenas de patrocinador de parte do fundo, sendo a outra metade suportada por nós associados ou beneficiários, seja qual for o nome.

Assim, está mais do que na hora de nossas associações se unirem, contratarem advogados especializados e acabar com essas mordomias extra-regulamentos, inexistentes no estatuto, e exigir devolução imediata, como fazem os advogados da Previ na Cesta Alimentação, sob pena de execução do devedor.

Aproveitando temos que tornar uma atitude enérgica contra a ANABb, no que se refere aos processos judiciais por ela patrocinados, pois certamente ela segura o andamento dessas ações, para continuar recebendo a mensalidade, expressiva fonte de renda da entidade.

Não seria o caso de a Anaplab, Afabb-RS ou outra entidade confiável contratar advogados especialistas em Brasília, para dar andamento à essas ações,através de sub-estabelecimentos de nossas procurações, mesmo que tenhamos que arcar com honorários desses advogados, desde que seja em percentual razoável, em vista da quantidade de ações existentes.

Uma vez substituídos os advogados, aqueles que achassem conveniente, deixariam de ser associados da ANABb e passar a ser contribuintes, seja da Anaplab ou Afabb-RS, as quais merecem minha confiança incondicional

Humberto - Caxias do Sul

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


Estou INDIGNADO com o tratamento dado pelo JURÍDICO DA PREVI, ao Ilustre PROFESSOR, solicitando, mesmo que gentilmente a sua saída da Sala onde se reuniam, a fim de TRAMAREM MELHOR, contra os aposentados e pensionistas. O JURÍDICO da PREVI é TÃO INCOMPETENTE; acho que GANHA SUAS CAUSAS NÃO POR CONHECIMENTO TÉCNICO/JURÍDICO, mas por COOPTAÇÃO do JUDICIÁRIO, não sabendo que tal atitude configura ASSÉDIO MORAL, passível portanto de serem processados! O difícil vai ser o PROFESSOR conseguir 02 (duas) testemunhas junto aos inquilinos do Paiol de Vidro, ou, ainda gravar tal acontecimento no celular. O PIOR DE TUDO, acredito, foi ter de passar alguns instantes ao lado do DESRESPEITOSO e DESCLASSIFICADO, Diretor de Seguridade, MARCEL BARROS.
Por favor, caso ache ALGUM TERMO IMODERADO ou INCONVENIENTE, pode suprimí-lo, mas não deixe de publicar a parte que se refere ao Jurídico ASQUEROSO da PREVI, pois ele é PROVA DE MEU APOIO INCONDICIONAL AO MESTRE, que pode ter certeza, É COMPARTILHADO POR TODOS NÓS!

rafael campagnoli disse...

ANABB PUBLICA NOTA NO SITE SOBRE RECLAMAÇÕES DE ASSOCIADOS DA PREVI PELAS ALTERAÇÕES NO ES
Não sei se estou enganado, mas a nota da ANABB ( de 18.06.2015) informando que os associados da Previ estão reclamando das últimas alterações no ES ( de novembro/2014!! ) me deu a impressão de que foi um espaço quase que exclusivamente cedido para a manifestação do diretor Marcel RATIFICAR que ele , como sempre, está certo em defender a Previ e minimizar os problemas que muitos colegas enfrentam. A ANABB, com 100 mil associados, podia ter pelo menos dado a sua opinião como resposta aos que estão desesperados em busca de ajuda.

Anônimo disse...

Por isso que não querem a CPI dos Fundos de Pensão:

Propina de R$ 30 milhões para Renan
Inquérito da PF revela desvio de R$ 100 milhões nos fundos de pensão Postalis e Petros. Delator acusa o presidente do Congresso de receber quantia milionária. Os parlamentares petistas Lindbergh Farias e Luiz Sérgio teriam ficado com R$ 10 milhões cada

http://www.istoe.com.br/reportagens/423398_PROPINA+DE+R+30+MILHOES+PARA+RENAN?pathImagens=&path=&actualArea=internalPage

João Lopes Rodrigues disse...

Prezado Ari!

Permita-me reproduzir abaixo comentário meu veiculado no blog do Dr. Medeiros. Considerando a abrangência do seu, quem sabe alguém não se manifesta?!

--------------------
Senhores!

Tenho observado, há algum tempo, que alguns colegas tentam obter a informação fidedigna acerca da estória do ES-Capec. Se saiu diretamente do presidente da Previ, ou da boca de outro "figurão". Pelo que me consta, a estória teve início na reunião dos dirigentes da Previ em Goiânia.

Assim sendo, peço, solicito, até imploro que alguém que esteve presente àquela reunião dê aqui seu depoimento de como o fato se deu, acabando, de vez, com essa "novela" sem fim. Acredito que das pessoas lá presentes haverá aquelas com hombridade suficiente para reproduzir aqui "a verdadeira estória". Acabará com muitos falatórios. Além expor a verdade dos fatos.

Era isso!

Anônimo disse...

Prof. Ari,

Acho que só quem tem moral para criticar a ANABB são os seus ex-associados, aqueles que, durante décadas depositavam dinheiro na conta dela, Anabb, para engordar a conta dos seus diretores, e nunca tiveram ajuda deles, dirigentes. Portanto, uma sugestão: desfilie-se da Anabb e associe-se a uma outra entidade que de fato está do seu lado.

Um abraço.

Anônimo disse...

Também sou aposentada por acidente de trabalho (LER) e recebo BRUTO INSS R$ 3.682,36 e Previ R$ 1.354,06.

Anônimo disse...

Vai mudar de post porque postei. É sempre assim.

Ari Zanella disse...

Aeroporto Santos Dumont fechado nesta sexta-feira à noite. Retorno somente sábado se houver teto. Abraços Ari.

Anônimo disse...

Prof. Aí também não tem teto ???
Será a proximidade do Mourisco e os "sem teto " ?

Anônimo disse...

Bom dia colegas, "A legislação impede que o desconto exceda 30% do salário por mais que tenham vários empréstimos em diferentes operadoras" falou o anônimo das 12:30 de 19/05.INTERESSANTE, O INSS SEMPRE RESPEITOU ESSA LEGISLAÇÃO, JÁ A PREVI E O BANCO DO BRASIL SEMPRE FIZERAM DE CONTA QUE NÃO SABIAM, AO CONTRÁRIO A PREVI USOU A CONTRA-CAPA DO NOSSO ESPELHO PARA DIVULGAR OS PRODUTOS DA COOPERFORTE MENSALMENTE, E ASSIM TRANSFERIR PARA EMPRÉSTIMOS IMPAGÁVEIS A PORCENTAGEM QUE DEVERIA SER REJUSTES DÍGNOS E DE DIREITO. Agora depois de anos dependurados em dívidas , a PREVI "poupa" a parcela do ES que é diretamente para lucro da própria e deixa os beneficários inadimplentes com diversos credores (Cooperforte, Poupex, CDC`s do BB, Alfa Cash , Carim), sem nem ao menos dar-lhes a chance de renegociar, fechados a qualquer acordo, só pensam nos próprios lucros.BANCO DO BRASIL E PREVI QUE TANTO "SERVEM AO GOVERNO" , quem sabe, obedeceriam um pedido da presidente conforme sugere o colega anônimo das 13:02 de 19/06, ótima idéia já que ela, a presidente Dilma foi contra o aumento da margem de 30% para 40 % e isso Deve ser feito pelas nossas ASSOCIAÇÕES, todas , inclusive a ANABB, que é a mais representativa em número de associados.Vamos cobrar.

Anônimo disse...

Prezado anônimo das 20:17 de 19/06, , pelo seu depoimento os aposentados por ACIDENTE DE TRABALHO NO BB, sairam com um benefício PREVI vergonhoso, tem muita coisa errada nessas aposentadorias, a começar pela Ação cesta alimentação que entrei agora recente graças a ANAPLAB da qual também me filiei recentemente, imagine que sou associada da ANABB desde sua criação e dela nunca partiu iniciativa em nos ajudar ela não faz NADA contra BB e PREVI, nem sei prá quem trabalha. Enfim, colega vamos UNIR nossas forças, quem sabe, criarmos um Canal , aqui no Blog do Ari , creio que ele apoia e juntar os colegas nas mesmas situações, a maioria dessas aposentadorias são Pós 97. gde abraço.

Anônimo disse...

19:22, agora você disse tudo. Não entendo essa gente que fica engordando os bolsos daquele pessoal sem nada em troca.
Fui sócia?? da anabb durante anos, desde o inicio e me defiliei em 2006 deixando tais ações pois sei que NUNCA verei um centavo no que dependesse dela.Varios meses, na minha dureza, tinha esperança de ser sorteada no tal Premio Pontualidade ate que acordei, não conheci um colega que fosse sorteado.

Valim disse...

Caro Ari Zanella.

C/C Cecília Garcez.
C/C Sr. Medeiros.


Fico e estou estupefato pelos acontecimentos em meu país, mas que fique claro não estou enfraquecido. Não possuo falta de esperança, pois sei que o SOL NASCE MESMO ACIMA DE NUVENS NEGRAS.

Muitos políticos afastam-se de si seus sinceros e por que não dizer incômodos amigos para se acabar como uma pedra de gelo exposta ao sol. Tudo isso pela nossa política que não cabe acreditar em ninguém, infelizmente nesta política tupiniquim, onde todo mundo quer saber de seus interesses PESSOAIS em face dos COLETIVOS.

Sem EDUCAÇÂO neste país, sugiro a DIRETORIA da PREVI que criasse a FUNDAÇÃO PREVI igual a FUNDAÇÃO BRADESCO, veja a que ponto nos comparamos, onde forneceria EDUCAÇÂO de “graça” aos filhos de seus empregados, sem pagar IMPOSTO DE RENDA, o que vejam, o Bradesco faz mas o BANCO DO BRASIL não faz. Então faríamos nós. VONTADE POLÍTICA PARA FAZERMOS NOSSA PARTE PARA MELHORA DE NOSSO PAÍS.

Será que nem isso podemos fazer para os NOVOS E ANTIGOS funcionários do BB. Seria uma forma de aumento salarial indireto, infelizmente para mim nada. Vejam, não possuo filhos em idade escolar. É o mínimo que podem fazer, pois os gastos entrariam como despesas e isenção de IMPOSTO DE RENDA, mesmo porque FUNDAÇÃO está isenta. Traria como frutos os “ FILHOS DA PREVI” sabendo de tudo que acontece no emaranhado do poder.

Que esta EDUCAÇÃO dê a base escolar e ensine a CULTURA com provas de português pautadas em 6 redações sobre tema LIVRE de 6 determinados livros escolhidos pelos alunos dentro de uma listagem aprovadas pelos pais. No mínimo teríamos em cada aluno um leitor de pelo menos 6 livros anuais ou seja 1 livro por bimestre.

Se acharem interessante que pautem a idéia. Tenho certeza que todos, os da ATIVA, APOSENTADOS e PENSIONISTAS concordam com tal idéia, mesmo não possuindo filhos em idades escolares, pois os agraciados pagariam um pequeno valor para possíveis aumento aos aposentados.

Hoje, uma boa escola custa os olhos da cara. Na FUNDAÇÃO PREVI, esse valor seria de por exemplo R$ 200,00 reais para cada aluno dos ATIVOS e APOSENTADOS E PENSIONISTAS, além de ser bom para todos, ainda aumentaria as contribuições e logicamente seus salários indiretos e com aumentos de salários diretos para os aposentados.

Valim

Anônimo disse...

Aposentados dos planos em que o estado domina,

Quando se pede para um conselheiro/suplente/conselheiro sem voto, etc., para se retirar de uma reunião, certamente existe alguma coisa para se esconder dos participantes.
É inadmissível um comportamento como esse, sem que haja algo inescrupuloso por trás, que não possa ser ouvido por um dirigente de associação de aposentados.
Assim permanece a suspeita de que se montam estratégias, manobras, subterfúgios quiçá ilegais, para prejuízo dos aposentados, s.m.j.
Cada vez que leio blogs aprofundo minha preocupação com os destinos dos planos de aposentadoria e saúde.
Se o Sr. Ari, que foi eleito, não pode participar de uma reunião aí a coisa fica com conotação de escândalo.

rafael campagnoli disse...

Ainda sobre a ANABB, acredito que dentro do universo de 100 mil associados ( incluindo aqueles que se desligaram dela )existam muitos colegas da ativa e aposentados que tem dignidade, moral e discernimento para analisar aquela entidade e todas as outras que se apresentam para nos defender. Muitos não se desfiliam, acredito, porque devem ter ações judiciais em curso, na fase final ( exemplo da ação IR 1/3 Previ, FGTS etc ), seguros diversos com pagamentos de prêmios há décadas e que ficariam prejudicados por simplesmente sair. Aliás, as demais entidades que se apresentam nasceram há poucos anos ... O que se espera de uma entidade como a ANABB é que DEVOLVA AOS SEUS SÓCIOS os benefícios e serviços a que se propuseram quando da sua fundação. Sair simplesmente seria muito bom para a ANABB e nem tanto para quem fizer tal opção. E os que se filiarem às recentes associações com certeza são os mesmos que sempre tiveram moral e dignidade no passado, apenas mais doentes,idosos,abandonados, muitos inadimplentes e sem esperança porque se sentem enganados, chamados até de "trambiqueiros",pasmem!

Anônimo disse...

PLANO 1 e PLANO FUTURO - Dois pesos e duas medida.

O PRIMEIRO ESTÁ EM EXTINÇÃO;
O SEGUNDO ESTÁ APENAS NOS PASSOS INICIAIS E PRECISA CONTINUAR DESENVOLVENDO.

Se você fosse o administrador dos dois Planos, com qual você se preocuparia mais e se empenharia em melhorar? A resposta é óbvia: com o Previ Futuro, pois esse não está com os dias contados. Aquilo que está sendo extinto não desperta mais interesse. Só estão deixando o tempo passar para fazer o inventário. Não podemos ser ignorantes e pensar que isso acontecerá só daqui a 80 anos. Dou prazo de mais 15 anos e vão incorporar de alguma forma o patrimônio do Plano 1 com o do Futuro, e esse segundo terá o compromisso de assumir os pagamentos dos velhinhos até o final de seus dias.

É URGENTE separarmos as diretorias do Plano e Plano Futuro para salvar nossos interesses, em particular.

Anônimo disse...

O que é que vai mudar se este ES-CAPEC sair, o buraco é mais embaixo, com estes juros exorbitantes de 5% acrescidos da CORREÇÃO MONETARIA na qual é utilizado o INPC e mais o FQM, o EMPRESTIMO SIMPLES CONTINUA INVIAVEL por conta destes juros, com a economia indo ladeira abaixo e as piores previsões sobre a inflação, ou seja o INPC não vai ceder tao cedo, O ES TORNOU-SE INVIAVEL E IMPAGAVEL, o SALDO DEVEDOR NÃO VAI DIMINUIR.

Anônimo disse...

Mestre Ari,

Imagino que esta preparando a nova edição extra com as novidades que veio na bagagem,sobre o ES-CAPEC e o ES Simples.

Imagino também que o colega deve ter um panorama mais detalhado da ultima reunião com o Diretor de Seguridade, e seus projetos políticos para as futuras eleições que em 2016.

Como ele sabe que reeleição as chances são pequenas, deve apoiar a volta do Sasseron ao posto, ou de algum integrante da Anabb que deu enfase a suas ultimas revisões sobre o ES.

E por ultimo encontrou o Presidente Genso, e quais as novidades do mesmo em relação a Goiânia, quando fez intender que estava tudo desenhado, agora esta percorrendo a Previc para saber se é possível antecipar o seguro em vida.

Em relação ao jurídico, imagino que ANAPLAB esta incomodando muito, com suas ações judiciais, pois ter reunião secreta para justificar atos contra os verdadeiros donos da Previ é porque a coisa anda muito feia, pois sabemos que o Jurídico é ligado diretamente ao Presidente Genso.

Quando teremos as breves e importantes informações sobre sua atuação na suplência do plano consultivo.

Rubens disse...

Colegas, Mestre Ari, e demais aposentados, também fiquei indignado pelo fato de ter sido convidado para se retirar da Reunião, da Previ, pelos componentes do Setor Jurídico, para tratarem de estratégias para com as Ações Judiciais, onde o Mestre Azi Zanella, foi gentilmente convidado a se retirar, da sala de reuniões, por pertencer a uma Associação (Anaplab). Não caberia uma AÇAO DE CONSTRANGIMENTO MORAL do colega? Vamos lá senhores advogados, parece que houve um CONSTRANGIMENTO MORAL, com referen cia ao colega... é o que acho, na minha humilde condição de aposentado de Cambé, tudo de bom, espero que pensem no assunto.

Anônimo disse...

Mestre Ari,

Teve contato direto com os 2 diretores eleitos da chapa 3, quais as novidades em relação as mudanças na administração e o planejamento da Previ futuros.

Também é fato que o Diretor Décio já tem blog, este com informações mais sobre o plano previ futuro.

Afinal em 2015, teremos tempos nublados e escuros, ou até 31/12/2015 os ventos podem soprar com mais intensidade e nuvens claras podem surgir no cenário ou horizonte dos participantes do nosso PB-1?

Anônimo disse...

ARI ZANELLA NA SUA OPINIÃO, O AZI ZANELLA ESTA INCOMODANDO A ATUAL ADMINISTRAÇÃO DA PREVI?

VOCÊ INTENDEU COMO CORRETO A SUA RETIRADA DA REUNIÃO, JÁ QUE MESMO SENDO PRESIDENTE DE UMA ASSOCIAÇÃO DE APOSENTADOS E PENSIONISTAS, FOI ELEITO POR MAIORIA DE VOTOS, NÃO APENAS DOS SEUS ASSOCIADOS.

VOCÊ E O MEDEIROS TEM SIDO CONSTRANGIDO COM CERTAS ATITUDES OU FAZ PARTE DA DEMOCRACIA.

JOÃO DE BARRO

Anônimo disse...

Oi Ari e colegas, boa tarde,
Fiquei indignado com a atitude de dirigentes da Previ ao "solicitar" que você se retirasse da sala pois seriam abordadas estratégias contra os aposentados. Sinceramente, eu não sairia. Diria que eu fui eleito e que não aceitaria este tipo de reunião. Que eles se reunissem em outro lugar, próprio de pessoas de estirpe ruim, que a Previ nasceu de pessoas idôneas que buscavam o bem dos funcionários do BB e não de uma diretoria de indôle questionável, que ali está mais para cuidar dos interesses próprios e de um governo decadente (o impechman da Dilma não demora muito. O proprio Temer já se disse pronto para assumir a presidencia).
Que chamassem a polícia, pois eu não sairia. Que absurdo, que barbaridade, será que isso que podemos esperar de dirigentes da Previ: estratégias para prejudicar os associados? Onde já se viu isso? Se aqueles que deveriam nos defender estão assim, o que podemos esperar? Celio

Anônimo disse...

Referente a sugestão dos colegas de enviar e-mail a Presidenta pedindo sua intervenção na Previ para que a lei dos consignados seja cumprida acho que todos os interessados poderiam fazer esse apelo.Eu já fiz no site "planalto.gov.br" - fale com a presidenta" e argumentei que se ela vetou o aumento da soma dos descontos ref. a empréstimos consignados de 30% para 40% deveria intervir na Previ que no meu caso desconta 56% da minha renda.Não custa tentar.

Anônimo disse...

Não sou infiltrado e estimo por demais o nobre Professor Ari, mas naquele momento ocorreu, a meu ver, o que se costuma chamar de "conflito de interesses".
Seria muita ingenuidade da PREVI (e BB) entregarem de bandeja a estratégia prevista para atacar os que, a exemplo da ANAPLAB, demandam contra eles.

Ari Zanella disse...

Há um conceito firmado dentro da PREVI, por influência direta do BB, de quem demanda contra a PREVI demanda contra si próprio. Esta é a opinião clara da antiga chapa 6 (aquela que elegeu o diretor Marcel) e das dez promessas feitas não cumpriu uma sequer.
Mas este conceito é falso. Quem demanda contra a PREVI é porque - até prova em contrário - FOI LESADO em algum direito seu. Acontece que o patrocinador - que é quem manda na PREVI - não está nem aí para os interesses dos verdadeiros donos. Ele quer mais é que sobre o máximo para ele (BB) no final do Plano.

Anônimo disse...

No mundo co crime o sapo barbudo era conhecido por Brahma. Será por causa do deus hindu?
Nos e-mails pegos pela polícia fica claro a praticipação dessa mistura de molusco, girino e álcool

A água já passou da bun...

Anônimo disse...

Prof.Ari,
O Sr. está certíssimo.Nossos direitos são tirados e não podemos cobrar? Temos que demandar contra a Previ e nem estamos demandando o quanto deveríamos.Conversa fiada desses espertalhões.

Anônimo disse...

Prezado Prof. Ari Zanella,

Sobre seu comentário de 20/06/15 16:28 penso que existiria uma saída absolutamente legal. Simplesmente antes de cada reunião do conselho, solicitar da ANAPLAB licença temporária do cargo de Presidente da mesma. Assim a PREVI e o BB não poderiam argumentar com base em tal fato e pedir sua saída das reuniões. Contra tais adversários nada melhor do que utilizar as armas de que eles mesmo se servem. Afinal, guerra é guerra.

Anônimo disse...

Essa Anabb nunca me enganou e ainda bem que dela desfiliei-me há uns cinco anos, depois de contribuir com a mesma mais de dez anos.
Quando isto ocorreu, foi porque a ficha caiu.
Vi que eu estava completamente certo e ainda bem que não tinha nada que pudesse me prender à mesma; como seguro, ações, etc.
Eu penso que estes sócios da Anabb dormem em berço esplêndido e não sentem falta dessa mensalidade, do contrário já teriam caído fora.
Esse Fernando Amaral, então, com esse sorriso cínico, Deus me livre. Já foi Garef e nunca fêz nada pelos sócios.
Acordem pessoal! Voçês estão enriquecendo esta cambada!

Anônimo disse...

O maior erro cometido foi permitir que o BB assumisse o comando da Previ através do voto de desempate. Nem lembro, mas essa alteração parece-me que aconteceu por decisão no voto dos próprios associados (nós). Agora só sobrou choro e ranger de dentes.

Wanderley

Anônimo disse...

Me associei na prev nos 92 mais o menos,a antiga prev caixa nao lembro se eu ja tinha passado para o regime estatutario. Na epoca eu recebia pelo Bmge,devido mudancas fui para itai e depois para o bano do Brasil,achei varios documentos meu no misterio do trabalho e no inss, O edtranho que nunca deicei de trabalhar no estado e o Banco sempe forja alguma divida a mais do que tenho as cartas chegam, mas agencia mesmo nao esvlarece,pesso. Para rever o contrato do relacionamento do edtado e funcionario que sou eu pra ve se clareia ele me nega. Pergunto pra voces sera algum reembolso com a prev a qual fui filiada? Tambem foi feito um inventario na previ caixa. Alguem pode me da uma luz da falta de transparencia do banco quanto o contrato do estado e relacionamento com banco como funcionaria estatutaria!?...