BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

sábado, 7 de março de 2015

OS TEMPOS DE BONANÇA SE FORAM

     Trabalhamos arduamente nos dois dias em que estivemos no Rio. Ouvimos o novo presidente, simpático, pragmático, batalhador. Ninguém pode dizer que seja orgulhoso, nariz empinado ou coisa que o valha. Absolutamente. É cordial, simpático, filho de agricultores de café, originário do Paraná. Sentou-se a meu lado, é daqueles que fala olhando nos olhos, sinal de sinceridade. Vamos aguardar o que fará na PREVI. Vamos deixá-lo atuar. Nada de críticas antecipadas.
     O Benílton, colega indicado pelo patrocinador para conselheiro consultivo, lamentava a falta de sincronia entre os eleitos na diretoria. Ponderou que os indicados do Banco são obrigados a prestar contas a quem os indicou, por isso a união dos eleitos seria o fator de equilíbrio tão necessário. Valeu Benílton, mesmo do outro lado, enxerga bem o lado ao qual logo estará como aposentado.
     A leitura que fiz do que ouvi na PREVI é de um bom período de incertezas. No mínimos dois anos de vacas magras. E nem precisa estar lá para saber que o quadro é desolador. A Vale sofrendo com as commodities. A Petrobras no olho do furacão. A estagnação às portas e o pior - com inflação alta. Não vai ser moleza passar esses anos na instabilidade política. Presidentes do Senado e do Congresso citados na Lava Jato. Procurador Janot pedindo para o STF não incriminar Dilma. Será que o Lula sai ileso desta como saiu no Mensalão?
     O balanço da PREVI vai ser divulgado no dia 13/03, próxima sexta. Está no site do fundo. Entreguei ao Gueitiro a solicitação por escrito para analisar a prorrogação do prazo do ES para 180 meses. No Banco, ele trabalhou na implantação do empréstimo consignado. Portanto, sabe que as ações 30% acabariam se a PREVI elevasse o prazo para 180 meses. Cinquenta por cento do contingente do PB1 não são tomadores de ES. Informação prestada na reunião pelo pessoal da Seguridade. Dos tomadores, menos da metade dos 50%, iriam ao prazo máximo. Coragem GG, autorize o alongamento. Todos o aplaudirão.
DELENDA CARTHAGO - EM 180 MESES TODOS PODEM PAGAR O VALOR SEM MAIORES SOBRESSALTOS. #oremos

38 comentários:

Anônimo disse...

Vi e li a lista na folha de SP. Deprimente, mas já sabemos no que vai dar. Alguns foram arquivados, agora. Outros, todos eles, serão depois.Retificando, nem todos eles, vai sobrar para uns dois fazerem o papel de boi-de-piranha.

Rosalina de Souza disse...

Prezado Ari Zanella,

Movimento de flexibilização no prazo do Empréstimo Simples da Previ.

Ari lembro dos tempos que acreditou que o Marcel era nosso Diretor amigo, e se empenhou a busca-lo para tratativas no sentido de melhorar o nosso ES, e a resposta veio com uma crueldade sem limites na historia do Empréstimo Simples.

Agora busca a sensibilização do novo presidente para essa tarefa de mudar esse prazo para 180 meses, que seria uma forma de melhorar nossas vidas, com a baixa dos valores da prestação para aqueles cujo o teto do limite de 145 mil esta usando integral ou para aqueles que ainda tem limite a contratar um novo recurso para liquidar os demais compromissos e assim sobraria mais recursos de verdade na nossa folha de pagamento.

Mas sinceramente Ari não acredito que esses indicados pelo Banco tenha essa preocupação, neste momento difícil onde as baixas sofridas no balanço sera de grandes proporções.

Esse NOVO ES foi o pior de todos, superou até mesmo o da formula 170, e demostrou o quanto a Previ hoje esta preferindo RECEBER do que EMPRESTAR.

Não vamos alimentar falsas esperanças, o documento foi entregue e logo logo vai receber como é de praxe na Previ uma resposta polida, mas negando suas que também são as nossas pretensões para um alongamento do perfil da divida e uma melhora real nas finanças.

Ainda acho na minha humilde opinião que a melhora só vem com a ação dos 30%, essa apos passar pelo crivo do juiz dará o alivio necessário,penso que os nossos eleitos e indicados pelo Patrocinador tende a acabar com o PRODUTO EMPRÉSTIMO SIMPLES por uma simples razão da forma como foi feita a nova configuração, metade dos 50% dos participantes terão acesso ao ES apenas daqui a 60 meses, quando for liquidado os demais empréstimos que produz uma margem negativa, e como bem disse o Diretor Marcel, neste momento a pessoa vai optar por escolher si quer emprestar da Previ ou de outras instituições.

Para mim essa proposta do ES-180 apenas prazo não efetiva, não vamos sonhar acordado, como sua mensagem é clara teremos ai pelo menos mais 2 anos de situação de difícil solução, e a melhor saída é apertar ainda mais as já combalidas finanças,mas cortar o que?

Atenciosamente

Rosalina de Souza
Pensionista
Matricula 18.161.320-4

Carlos - Rio Pardo(RS) disse...

Sr. Ari - Inicialmente agradeço sua luta interminável por melhorias em nossos ES. Não sei mais o que é renovação do ES desde janeiro de 2014. Antes era mais que uma vez por ano. E agora com esse INPC nosso saldo devedor vai às alturas.
Mas sempre continuo com esperanças e muita fé que possa vir algo. Mesmo que não me sobre um centavo, mas que reduza a prestação ao menos para que tenhamos uma melhor (ou menos pior) qualidade de vida.
E incrível, ainda hoje pessoas falam de mim,,,,ah, aposentado do Banco do Brasil deve estar muito bem....
Tô bem sim, bem arranjado...
Obrigado e abraço,carlos.
Ah, ainda estou em dúvida com relação a ALFACASH. To pensando em me arriscar agora dia 20, ou seja liquidar com recursos de terceiros e depois tentar tirar de novo. Quem não arrisca não petisca.

Zé Luiz Castro disse...

A questão da prorrogação do empréstimo simples da Previ é fácil de entender, caro Ari. Para o BB é melhor o aposentado tomar empréstimo no banco, juros mais altos, certeza de receber e por aí vai.Abs

Luis-BH disse...

"Haverá muito choro e ranger de dentes". Será o fim do mundo?
De toda a forma, extremamente louvável seu empenho junto à cúpula da Previ.

Rosalina de Souza disse...

Prezado Ari Zanella,

Para mim vejo apenas uma forma de mobilizar o Banco do Brasil e seus indicados na Diretoria e Conselhos para melhorar o Empréstimo Simples.

Obrigar a Previ a vender a sua folha de pagamento,com direito de o novo administrador a ter um empréstimo consignado com prazos superiores aos do ES.

Acredito que além de lucrativo para a Previ,nós teríamos competição forte pelas instituições financeiras, que através da portabilidade poderia quitar as dividas com os demais credores, tipo as cooperativas.

Não adianta sem pressão e mobilização dificilmente vamos ter melhorias nos produtos da Previ.

Veja o caso da Carim, limitado em 240 meses, sendo que na iniciativa privada o prazo chega até a 420 meses e com o modo de capitalização feita pela Previ, no bruto esta quase a mesma coisa, com catalização de juros feita 3 vezes por mês.

Esta na hora de por as ideias na mesa de negociação, achar brechas para impor respeito e melhorar nosso endividamento.

Agora sem a mudança no modus operante de submissão, o Banco do Brasil continua deitando e rolando, e ganhando da Previ lucros bilionários, quando na pratica devia ser ao contrário.

Câmara e Senado estão vendendo suas folhas de pagamento, cujo o BB é comprador e bom pagador, porque a Previ não melhora sua gestão, vendendo e lucrando, temos que mudar o foco ou vamos ser engolidos pelo tempo e pelo sofrimento.

Com a palavra o nosso representante no Conselho Consultivo do PB-1 da Previ, mesmo sendo suplente tem mostrado eficiência operacional.

Saudações Cordiais


Rosalina de Souza
Pensionista
Matricula 18.161.320-4

Anônimo disse...

O CERTO SERIA MUDAR A SIGLA ES PARA EC

Anônimo disse...


SÓ NÃO VÊ QUEM NÃO QUER

Caro mestre Ari,

Quando o Gueitiro lhe falou que.." que vai cuidar muito bem da PREVI pois será o último beneficiário (Tem 42 anos)", cfe seu comentário de 05/03/15 19:30 - entendi muito bem o recado que o novo presidente da Previ quis dar: não vai favorecer em nada os atuais aposentados - que são os mais idosos, pois já tão quase "indo" mesmo, e vai se empenhar para deixar o acumulado da Previ para distribuir entre aqueles que são mais ou menos da sua época e que ficarão milionários com certeza. Tá tudo combinado contra nós que já estamos "velhinhos". Quem serão os favorecidos? Vejam só: Gueitiro, Graça, Marcel e muitos outros que atualmente estão na faixa dos 40/50 anos e pensam em se beneficiar do patrimônio da Previ, quando a grande massa de assistidos já não existir mais.

Quando essa turma estiver na faixa dos 60 anos em diante e perceberem que o tempo está passando rápido, vão desempenhar o papel que agora nós estamos desempenhando: vão lutar pela distribuição do superávit, já! Por enquanto nada disso lhes interessa.

Caso contrário, todo o patrimônio do PB1 ficará para o GOVERNO.

Anônimo disse...

Primeiro mandam o verdugo arrogante, desonesto, dilacerador, mal intencionado, submisso ao rei. Instala o caos e sai de fininho ultra mega bem remunerado pelo estrago.
No dia seguinte depois da terra devastada, chega alguém com a capa da humildade. Consegue convencer a muitos que não haverá colheita, sem apurar responsabilidades dos lacaios que estão com as burras cheias, onde a crise jamais respingará.
Esquecem que há um Deus que tudo vê, tudo ouve, tudo sabe. Com Ele não existe negociatas pois Ele é justo e fará com que as máscaras caiam pois mecheram com órfãos e viúvas, os quais Ele não admite covardia.

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


Pensei que o DRÁCULA da SEGURIDADE fizesse as COISAS RUINS aos aposentados e pensionistas por PURA MALDADE, mas após muitas análises, cheguei à conclusão que é PURA BURRICE mesmo!
Desculpe, mas essa fórmula do 180 não vai resolver nada, pois quem está sem MC, continuará sem ela, pois baixará muito pouco o valor da prestação e NÃO HAVERÁ RENOVAÇÕES do ES, que é o que realmente interessa.
Caso a ESTULTICE fosse menor, NÃO HAVERIA AÇÕES DE 30% e HAVERIA MC PARA TODOS, BASTARIA TÃO SOMENTE EXCLUIR DA FOPAG TODAS AS CONSIGNAÇÕES DE TERCEIROS e após isso, nos nos acertaríamos com nossos CONSIGNATÁRIOS, por bem ou por mal.
Fica no JOGO DE EMPURRA, no MAL-ME-QUER, BEM-ME-QUER, para ver quem retira as consignações, gerando mais JUDICIALIZAÇÃO ainda.
Quanto ao PREJUÍZO DA PREVI, certamente VÃO ALEGAR QUE FOI A SEXTA-FEIRA TREZE (13.03.2015), que AZAROU TUDO!


Anônimo disse...

Prof. Ari,

Pelo seu relato, haverão ainda 02 anos de penúria!

Poderá até ser possível um alongamento do ES. Oxalá. Talvez uns 70% dos assistidos não precisem.

O que precisamos é negociar/retirar a resolução 26 do caminho dos assistidos.

O que precisamos é de transparência na contabilidade, na administração, na política de investimento e de benefícios na Previ.

O que precisamos é manter, na Previ, o voto de minerva.

O que precisamos é manter a Previ imune de políticas emanadas do Planalto.

O que precisamos é de auditoria independente, pelo menos nos últimos 12 anos, na Previ.

O que precisamos é ver a Previ longe da ingerência do Banco.

O que NÃO precisamos é ver a Previ de costas para os seus assistidos.

Há que mudar, há que mudar!

Quem e quando vai mudar?

Não sei! O meu horizonte não é tão longo!

Quem viver, verá!

james paiva

A VACA FOI PRO BREJO. disse...

Querido Professor Ari,

Se 2015 esta perdido, 2016 promete ser continuação de 2015 pelo menos até 02/06/2015,quando assume o novo DIRETOR DE SEGURIDADE, se aprendermos com as pauladas da vida pode ser um colega do BEM o novo diretor,mais amigo, mais respeitador e menos cruel com os mais velhos.

Quem o Professor apoiaria para essa jornada?.

Existe planos de a ANAPLAB vir a lançar seu nome junto com outros colegas para esse pleito de diretor de Seguridade.

Ou ainda é muito cedo para falarmos em politica ou alianças.

A CHAPA 3 provou que com pouco dinheiro se ganha uma eleição,apenas para isso os candidatos tem que gastar sola de sapato e habilidade com a internet.

Anônimo disse...

Prof. Ari,

Peço a gentileza de publicar uma retificar em um parágrafo, do escrito acima, do qual sou o autor, divulgado aas 13:10 hs.

" o que precisamos é não manter, na previ, o voto de minerva com o patrocinador".

Obrigado se puder publicar para retificar o nosso pensamento.

james.

Anônimo disse...

A DIRETORA DA CASSI,Mirian Cleusa Fochi esta reclamando do seu atual vencimento cujo o valor é de R$ 31.256,24 (trinta e um mil, duzentos e cinquenta e seis reais e vinte e quatro centavos).

Cartão Corporativo de 700 mês, e reclama porque esta pagando o estacionamento em viagens a serviço da Cassi.

Imagina a grande massa que esta atrás de uns trocados no ES e nada sai e esses diretores ainda reclamam com essa quantidade de recursos.

COMO DIZ O "ARIZINHO", MA MA MIA.

Anônimo disse...

Mestre Ari,

Você disse que o nosso novo presidente é filho de agricultores.

Então há muitas chances de a Previ começar a investir mais no agronegócio brasileiro.

Falou que ele foi um dos administradores do credito consignado no BB, que alias é limitado nos 30% da renda do aposentado ou pensionista do INSS e ou das empresas privadas que tem convênio com o banco, o que sera que ele achou da farra que é a nossa folha de pagamento, com descontos que chega a 70% 80% da renda do aposentado ou pensionista.

Deve que o Novo Presidente ficou BEGE/AMARELIN com essas informações.

TOMARA QUE ELE FAÇA MUDANÇAS NA DIRETORIA DE SEGURIDADE, FAZENDO A RECONHECER QUE ESTA LEGISLANDO EM FAVOR DOS AGIOTAS E CONTRA OS APOSENTADOS E PENSIONISTAS QUE RECEBE PELA PREVI.

Vamos aguardar, novidades virão para o BEM ou para o MAU.

Anônimo disse...

Ari,

A Previ tem alguma participação acionaria ou negócios com japoneses ou apenas com os chineses com a venda de minério pela Vale.

Anônimo disse...

EXTRA EXTRA EXTRA,

DILMA quer que o BNDS libere o empréstimo a SETE BRASIL.

Alguma maracutaia nova tem nessa liberação, ou é a salva do nossos recursos.

VALHA-ME SENHOR, SALVE SE QUEM PUDER.

Anônimo disse...

E a nossa coleguinha Gleise hofman? Ela é mesmo do BB? É o seu marido?
E o Humberto Costa que deu a maior lição de moral na cassação do Demóstenes Torres? O DEM deixará por isso mesmo?
E o cara deslavada do Lindberg? Provou que se tornou collorido.
E o collorido? Sem comentários.
E o inimigo da chapeuzinho vermelho? O Lobão mau. Que vergonha.

Que lama!
Todos negam veementemente essas "calunias". São todos santos.

Presidentes de pelo menos dois poderes são suspeitos.

DEMOCRACIA CAPENGA

Anônimo disse...

Manter o voto de minerva ? Mas, ele só nos ferra!!!
Ao anônimo que comenta as 10;43 hs. Corretíssimo. De olho no futuro. Vêm falando a mesma coisa a anos. Só não entendíamos por acreditar nos mesmos, nos mesmos grupos de sempre, na dança das cadeiras e no "papo de aranha".
Éramos ingênuos e não sabíamos.
O que têm em comum Flores, Bendine, Conrado, Marcel, Gueitiro e mais uns ... ?

Anônimo disse...

Assusta-me profundamente essa postura do novo presidente. Isso só prova que há muito o que esconder. Essa maneira
cordial não combina com a arrogância do patrocinador a não ser quando a bomba esteja prestes a explodir. Não podemos esquecer a fuga do Dan Corrido e do Renê.

E OS SEM TETO? E O BÔNUS MEGA SENA DE 500 MIL? É PELO BOM DESMPENHO DO FUNDO? FUNDO DE QUEM? APLICAÇÃO PARTICULAR EM FUNDO DE RENDA FIXA?
COMO DIZEM AQUI EM MINAS: larga mão de paiaçada

Anônimo disse...

Uma coisa é certa o atual ES não é simples é complicado, pois com as mudanças POSITIVAS acabaram com a esperança dos discriminados a terem acesso a alguma renovação, alias até quem tinha sonho de utilizar a Carim ficou a ver navios.Deus queira que aconteça o milagre de se dilatarem o prazo para 180 meses, coisa que não acredito, pois somente tem acontecido MALDADES E DISCRIMINAÇÃO COM ESTA ATUAL DIRETORIA.

Anônimo disse...

A Val Marchiori consegui 2 milhoes com Bendine.EU SOH QUERO Q MEU SALARIO VOLTE A SER DIGNO!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Prezado Prof, Ari!

Será que nos próximos 02 anos difíceis eles deixarão de receber os abonos de R$500.000,00 e reduzirão seus salários para os valores que deveriam?
Penso que não, eles nem pensam nestas hipóteses. O arrocho será apenas para nós,os aposentados.
O que me conforta é que Deus tudo vê.

Um abraço

Anônimo disse...


Sr. Ari

Aproveitando o gancho do Sr.Benilton, que diz que os indicados pelo Patrocinador são obrigados a prestar contas a quem os colocou na Diretoria, eu lhe pergundo: e os eleitos que lá estão prestam contas a quem?
Será que por confidencialidade não o podem fazer aos seus eleitores?
Por isso os indicados são unidos e os eleitos desunidos?
Então de que adianta votarmos nas eleições se prestam contas sòmente a eles próprios gerando desunião.
A prova é a saída do doutor Medeiros e a sua da chapa 3 (eleitos)
Concorda?

Anônimo disse...



Depois da citação pelo ex-presidente da república ao chamar o "exército" do chavista Stédile, devemos nos preparar para uma guerra civil em mais ou menos seis meses.
Vede destruição do laboratório de pesquisas em são Paulo pelas "sem terras".
Olhem a vestimenta e o comportamento das "agricultoras" e verão o que nosso futuro sinaliza.
Depois de velho e ter dado baixa dos quartéis, deveremos retornar as lidas para salvar nossa pele.
SMJ.

Anônimo disse...



"TAI , GOSTEI DESTA IDEIA DA VENDA DA FOLHA DA PREVI "

Mestre, sinceramente , gostei da idéia da colega Rosalina sobre
a possibilidade da venda da folha da PREVI para outro banco ou
quem sabe opróprio BB interessaria resolver este negócio. Acho,
inclusive que o voto de minerva não é impedimento para a transa-
ção pois há um momento que o recurso alça voo próprio e vai para
onde o favorecido quiser. Assim, se o BB mostrar desinteresse
uma campanha da ANAPLAB e outras coirmãs pode transferir milha -
res de contas para um determinado banco que mostrar interessse.
A propósito, o BB negociou a portabilidade da folha com o Estado
de Minas por uma fabula e não sei se foi vantagem pois o grupo
tem baixos vencimentos e o BB não tinha estrutura para receber
centenas de milhares de novos clientes.Ultimando, penso que um
naco do valor negociado, se acontecesse, deveria ser distribui -
do para o pessoal, que é o legitimo interessado.Saudações,Divany
Silveira -SeteLagoas-mg







Ari Zanella disse...

Os eleitos têm obrigação de prestar contas a nós associados. Senão vira a falta de transparência que é muito comum quando as pessoas vencem as eleições para se locupletarem dos cargos.

(Em resposta ao Anônimo das 17:30)

Anônimo disse...

Existem na Previ 700 funcionários? Quanto custa essa folha de pagamento mensalmente?
Setecentos funcionários e não teve um assessor que alertasse para que um fundo superavitário chegasse onde está?
Houve alguma demissão? A avaliação de desempenho funcional dos empregados está disponível? Como faz o patrocinador estipulando metas, quais foram colocadas para o corpo funcional da Previ?
Vejo na saída e chegada de presidentes, discursos reproduzidos enaltecendo os colaboradores. Isso tudo não deveria ser medido pelos resultados?
Imaginem esse mal desempenho num banco particular. Cabeças rolariam.
Poderiam transformar a Previ numa divisão do BB assumindo o que é na prática. Ficaria bem mais econômico

Anônimo disse...

A diretora da Cassi está reclamando do pequeno salário de 30 mil depois de ver o Dida com o dobro de aposentadoria. Tadinha dela! É muita injustiça com a excelente diretora

Anônimo disse...

Ao anonimo das 21,46 hs de 07.03.15, onde voce arrumou esta informação de que a previ tyem 700 funcionarios, teria onde ver a evolução do quadro da previ deste 1995 ??

João Rossi Neto disse...

Caro Ari e colegas,

VENDER FOLHA DE PAGTO? COMO?QUANDO?

Patrocinador mais arguto e esperto que o BB é difícil de encontrar, eis que no passado vinculou o crédito mensal de nossos benefícios às suas agências, cabendo a PREVI, nos termos do artigo 61, §1º do Regulamento (vide abaixo), canalizar para o seu cofre o pagamento das nossas aposentadorias.
Essa fidelização compulsória enseja ganhos mensais polpudos, a custo “zero”, derivados dos nossos recursos que lhe são entregues de bandeja. Por que o BB iria comprar ou abrir mão para seus concorrentes de um funding que ele tem de graça? A venda da folha para outras instituições financeiras careceria de alteração no Regulamento da PREVI, medida que dependeria da anuência obrigatória do patrocinador BB, aval que,é claro, ele não daria nem que a vaca tussa.
No relacionamento negocial do BB com os participantes e assistidos essa privilegiada regalia não é considerada e sequer desfrutamos de tratamento diferenciado como clientes, mediante a concessão de taxas de juros mais favoráveis e prazos mais alongados. Sabe-se que o montante dos recursos líquidos depositados pode ser da ordem de R$500 milhões ao mês.
É possível que o patrocinador BB, por vias transversas, sigilosas, ordene a Diretoria Executiva da PREVI para dificultar as regras na concessão do ES, sobretudo no endurecimento do prazo de 180 meses que reivindicamos para reduzir o valor das prestações. Logicamente, ao fechar a porta do ES na nossa cara, o carrasco Diretor de Seguridade nos empurra para os CDCs do BB e cumpre com êxito a traiçoeira missão estratégica que lhe foi confiada pelo banco.

"Art. 61 - Os benefícios e rendas de que trata este Regulamento - ressalvados os casos de resgate de reserva em parcela única - serão pagos em prestações mensais e consecutivas, pelo prazo de duração do benefício, no dia 20 de cada mês, ou dia útil subsequente. §1° – Os pagamentos devidos pela PREVI em decorrência deste Plano de Benefícios serão efetuados por meio das agências do Banco do Brasil S.A., na forma definida em norma interna da PREVI".

Blog do Ed disse...

Vamos começar por um preceito constitucional: o direito de PLENO ACESSO às informações para os Participantes (esse nome é xingamento...). Thomas Jefferson dizia: "Age como se todos te estivessem observando!". O segredo é sinal de perversão (que se pratica ou de que se pode ser vítima). É sinal de perversidade no ambiente... E quanta perversidade existe, de fato, neste Brasil!...Pelo que se vê, até os melhores investimentos no Brasil são, no final das contas, nada rentáveis... e o dinheiro da PREVI anda por lá...
Edgardo Amorim Rego

paraguassu disse...

Pessoal negativo. Ninguém demonstrando confiança no novo presidente.Já falam em 2015 e 2016 extremamente apertados. Só vejo negatividade nos comentários, mas ninguém disposto a ir para a porta da PREVI reivindicar nossos direitos. Vamos à luta. Ainda não estamos mortos (eu pelo menos não estou)!!!!!!

Anônimo disse...

Caro colega 1.49,

Vá lá, se tem dinheiro para pagar passagem.
Saudações de um apertado quase sem dinheiro.

Anônimo disse...

Aprovo Paraguassu, está todo mundo muito parado, precisamos movimentar, precisamos colocar um diretor de seguridade acima de 70 anos, o anonimo que comentou a idade do novo presidente está certíssimo, quem vai trabalhar por nós com apenas 40 aninhos???

Anônimo disse...

Seria de muito bom senso o jovem presidente a Previ dilatar o prazo do ES para 180 meses, evitaria com uma simples atitude uma demanda imensa da ação dos 30%, vamos aguardar e dar um voto de confiança.

Anônimo disse...

Existe uma maneira de escapar da pretensa coerção do art. 61, § 1º, do regulamento em questão. Basta que todos passem a utilizar a chamada conta-salário e simultaneamente avisar ao BB que, no dia do crédito, o saldo total seja, sem delongas, objeto de imediata transferência para outra instituição financeira. Isto, ao menos, já está previsto na Resolução BACEN 3402 - art. 2º - inciso II, vedada a cobrança de qualquer tarifa.
Será que o BB perderia a gorda fatia sem espernear ou buscaria entendimentos para remunerar a PREVI...

Anônimo disse...

09:13

O fato de o novo presidente deter somente 43 anos não o inabilita para o exercício da função.
Precisa, isto sim, é conhecer as peculiaridades da previdência complementar e cercar-se de assessores que alicercem e facilitem sua tarefa. Eu mesmo, já próximo dos 70, não me vejo em condições de exercer tão árdua tarefa.