BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

PREVI MAIS SELETIVA EM 2015

Fundo de pensão dos funcionários do BB adota discurso de cautela; Invepar será seu canal de investimento para avançar em infraestrutura

Mônica Scaramuzzo

Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil, a Previ, está adotando uma postura cautelosa em 2015. O ano será de ajustes para o maior fundo de pensão da América Latina, que na semana passada anunciou o executivo do Banco do Brasil, Gueitiro Matsuo Genso, como presidente da fundação. APrevi deverá ser mais seletiva em seus investimentos para fugir de riscos, mas vai manter suas apostas em infraestrutura, apesar de o setor estar no meio do olho do furacão com a Petrobrás no centro das investigações da Operação Lava Jato.

O veículo de investimento em infraestrutura da Previ será a Invepar, empresa que responde por concessões de transporte, com foco em rodovias, aeroportos e mobilidade urbana, na qual o fundo de pensão detém 25,5% de participação. A Invepar tem como sócios os fundos de pensão dos funcionários da Petrobrás (Petros) e da Caixa (Funcef) e a construtora a OAS.
Em meio à crise pela qual a OAS passa, envolvida nas investigações da Lava Jato, a Invepar, dona do aeroporto de Guarulhos, é considerada o melhor ativo da construtora, já colocado à venda. Além da venda das participação da OAS, a Invepar também deverá passar por uma reestruturação para poder aumentar seus investimentos este ano.

Em entrevista ao Estado,Marco Geovanne Tobias da Silva, diretor de participações da Previ, que até a semana passada era o presidente interino do fundo de pensão, afirmou que a Invepar deverá receber um novo sócio. Vários fundos de investimentos já demonstraram interesse em fazer parte do capital da empresa, em um aporte que pode ficar entre R$ 1 bilhão e R$ 2 bilhões. Se concluída essa injeção de capital, de pelo menos R$ 1 bilhão, a empresa poderá investir até R$ 4 bilhões, uma vez que são investimentos alavancados.

A crise da Petrobrás, que também afetou empresas de óleo e gás, que fizeram pesados investimentos na exploração do pré-sal, levou a Previ a perder dinheiro. Mas o fundo de pensão, que tem uma fatia de 2,81% na estatal (posição de setembro do 2014), diz que, apesar das perdas com ações da Petrobrás, seus resultados continuam positivos.
A expectativa é de que a Previ encerre a contabilidade do ano de 2014 "superavitária". Em 2013, o superávit acumulado foi de R$ 24,7 bilhões. Em 2014, deverá apresentar uma redução significativa, mas ainda sim acima dois dígitos. Até setembro, estava em R$ 21,9 bilhões.

Baixo risco. Com um total de 199,2 mil participantes, entre funcionários na ativa, aposentados e pensionistas, a Previ tem ativos que somam quase R$180 bilhões, distribuídos no Plano 1 (com R$ 170,3 bilhões), e o Previ Futuro (com R$ 5,5 bilhões). Com desembolsos de R$ 9 bilhões por ano para pagar aposentadorias, o fundo de pensão não quer correr grandes riscos.

"A Previ foi um agente importante na época das privatizações (anos 1990)", lembra Geovanne. O Plano 1 da Previ, encerrado em 1998, investiu em empresas como a Vale, Telemar Participações (atual controladora daOi), CPFL e Embraer. Agora, o plano é sair de alguns negócios. Mas sem pressa para não correr o risco de vender as ações na baixa.

Em outubro passado, a Previ vendeu por R$ 616,7 milhões sua fatia de 5,07% que tinha no capital da Usiminas para a Ternium, que faz parte do bloco de controle da siderúrgica. A venda desse ativo, do qual a Previ era sócia desde 1991, foi considerado "um ótimo negócio", segundo fontes, que citaram a disputa societária entre Temium e Nippon, que tem gerado volatilidade aos papéis da companhia.

De acordo com fontes de mercado, a Previ deverá se desfazer em um futuro próximo de outros ativos "complexos", (.....). O fundo de pensão não comenta esse assunto.

Na Vale, que tem sua receita afetada pela forte queda dos preços do minério de ferro no mercado internacional, a meta é concluir o projeto de Carajás, orçado em US$ 17 bilhões, que dará maior musculatura à mineradora, e desinvestir de ativos não estratégicos.

A Previ considera que mantém exposição em importantes empresas de energia, como a Neoenergia, com 49,01% de fatia, e a CPFL, com 30,03%, mas são os setores considerados resistentes, como o de alimentos e ativos imobiliários, a atual aposta do fundo de pensão.

Na BRF, na qual detém 11,73%, a ordem é investir com cautela, com expansão calcada no mercado internacional. Os ativos imobiliários, que somam R$ 9,5 bilhões e garantem renda anual de cerca de R$ 1 bilhão, são o porto seguro do fundo de pensão.
A Previ não quer ser vista como um grande "cofre" e diz que seu objetivo é garantir a aposentadoria dos funcionários do BB.

Maior rentabilidade

O fundo de pensão deverá reduzir sua exposição em empresas ligadas ao setor de varejo, que tem enfrentado restrição de crédito. As apostas serão em segmentos mais resilientes e em ativos imobiliários.



Previ vai ser mais seletiva em 2015
Data: 22/02/2015
Veículo: O ESTADO DE S. PAULO - SP
Editoria: ECONOMIA E NEGÓCIOS
Jornalista(s): Mônica Scaramuzzo
Página: B07


Se, como diz o texto no penúltimo parágrafo, a obrigação do fundo é pagar as nossas aposentadorias, pergunto ao senhor diretor de investimentos, se a melhor estratégia não seria migrar uns 30% da renda variável para o financiamento da dívida pública que remuneram a taxas generosas, sem correr muito risco? Será mesmo que os "experts" do fundo enxergam muito mais do que nós, meros espectadores da partida?
Pelos menos nos salários há um gigantesco abismo de disparidade.
                             

42 comentários:

Rubens disse...

Já não era sem tempo, graças, a Previ com o seu quadro capacitado, (acho eu...), precisa gerir com precisão e cuidado com as sua aplicações... que continue nesse pensamento, pois TODOS GANHAM.tudo de bom, Rubens.

Anônimo disse...

Srs.

Vender ações agora?
Devem esperar, no mínimo uma parcial recuperação nas bolsas, por um prazo quiçá de 5 a 8 anos.
Ou algum milagre bursátil.
Caca feita, limpeza demorada.
Responsabilização por administração temerária SIM!
Devolução de bônus por mentiras, SIM!
Responsabilização criminal, SIM!
MP neles, SIM!
Depois de tantos anos sendo alertados por administração temerária, somente agora irão racionalizar as aplicações do Previ, ora bolas que palhaçada.
Estamos sendo vítimas de crimes hediondos, contra idosos.
Justamente quando mais se precisa de remédios, boa alimentação, tranquilidade, aparecem os terríveis desmandos no fundo de aposentadoria, engendrados pelo governo de plantão.
Usa-se a máquina governamental para amassar os aposentados.
Tirando o pouco que ainda lhes resta, DIGNIDADE!
Pelo amor de Deus..........

Anônimo disse...

Tentei fazer um saque pelo Alfa Cash e me informaram de que as operações com crédito para o Banco do Brasil estão bloqueadas temporariamente. Alguém pode me informar a respeito?

Anônimo disse...

Matéria paga. Papel coitado, aceita qualquer rabisco que fazem. O grande problema está nas entrelinhas. Isso nada mais é que uma defesa prévia para os desdobramentos da Lava Jato.
Onde estão o Senda e o Dan Corrado?
Conseguiram salários melhores que os da Previ? E as mordomias?
Prioridade são aposentados e pensionistas? Faz-me rir

Anônimo disse...

Falta pouco para todos verem o sol nascer quadrado....aguardem!

Anônimo disse...

A mudança de aplicações em renda variável para outros investimentos deve ser realizada com o máximo de cautela.
Em alguns casos talvez seja realmente necessário de imediato efetivar o prejuízo, para que o mesmo não se torne um poço sem fundo.
Mas, essa pedrinha de que no Plano 1 a maior parcela de investimento teria que ser em renda fixa, já foi cantada muito tempo atrás.
Daí a possibilidade de que os responsáveis, à época, venham a responder por gestão temerária, o que não acredito venha a ocorrer.

Anônimo disse...

A quem puder esclarecer :

meu irmão liquidou o financiamento imobiliário há 2 meses e a sua margem consignável não sofreu alteração.

Há alguma explicação para isso ?

Bom dia a todos.

Francisco

Ari Zanella disse...

UMA FÁBULA CURTINHA E ATUALÍSSIMA...




Era uma vez um rei que queria pescar.
Ele chamou o seu meteorologista e pediu-lhe a previsão do tempo para as próximas horas.

Este lhe assegurou que não iria chover.
A noiva do monarca vivia perto de onde ele iria e colocou sua roupa mais elegante para acompanhá-lo.

No caminho, ele encontrou um camponês montando seu burro que viu o rei e disse: "Majestade, é melhor o senhor
regressar ao palácio porque vai chover muito".
O rei ficou pensativo e respondeu:

"Eu tenho um meteorologista, muito bem pago, que me disse o contrário. Vou seguir em frente".

E assim fez. Choveu torrencialmente.


O rei ficou encharcado e a noiva riu-se dele ao vê-lo naquele estado.

Furioso, o rei voltou para o palácio e despediu o meteorologista.
Em seguida, convocou o camponês e ofereceu-lhe emprego.

O camponês disse: "Senhor, eu não entendo nada disso.
Mas, se as orelhas do meu burro ficam caídas, significa que vai chover".

Então, o rei contratou o burro.
E assim começou o costume de contratar burros para trabalhar junto ao Poder...

Desde então, eis a razão de burros ocuparem as posições mais bem pagas em qualquer governo.

( REPASSADO PELO AMIGO HELENO PINTO NOBRE )

Anônimo disse...



" FUTURO DA PREVI ; RESULTADOS, ADMINISTRAÇÃO, CONFIANÇA,ASSOCIADOS "

Mestre e torcedores (sim, todos somos torcedores) da PREVI, que é nosso
time do coração, mas o governo anda fazendo uma lambança em termos de
administração, mormente no aspecto da comunicação com os verdadeiros
donos, que dá para fazer promessa pro santo das causas impossíveis !
Vejamos o que a mídia diz : PREVI vai afastar do varejo que está com
dificuldades de crédito . PREVI preocupada com queda da receita da
Vale e vai reduzir negócios tendo em vista possível redução dos lu -
cros . O Diretor nem se deu ao trabalho de dizer que a Vale acabou
de ser autorizada pela China a usar seus super navios com capacidade
decuplicada a atracar nos seus portos, o que aumentará seus ganhos.
Enfim, o descaso com os donos da porcada é tal, que me faz lembrar a-
quela música de festivais infantis dos anos 60/70 : Uni duni te, sa-
lame minguê, o escolhido foi você. . . Eu vim de longe, pede pra ficar,
não sei mas eu senti, que ia te encontrar. . .E de mãos dadas, vamos
começar, não sei quem me chamou, mas vamos brincar, brincar,brincar !
Colegas, tem tudo a ver com os atos dos dois ALOPRADOS : BB/PREVI.
Cordialmente,DivanySilveira-SeteLagoas-mg



Ari Zanella disse...

fRANCISCO,

Financiamento Imobiliário NÃO impacta ma MC 30%.

Anônimo disse...

CARACA! DEPOIS DE VELHO É QUE FUI ENTENDER O CRITÉRIO DE NOMEAÇÕES NO BB/PREVI.
TUDO POR CONTA DE UMA PREVISÃO DO TEMPO

Anônimo disse...

Como é mesmo o nome daquele meteorologista da Previ?

Anônimo disse...

Muito obrigado pelo esclarecimento, Ari.
O que não dá para entender é porque uma pessoa que, por conta da quitação da Carim, aumenta a sua renda líquida em R$ 1.800,00, não pode assumir uma prestação de R$ 500,00 no E.S.
Coisas da Previ.
Muita paz !

Francisco

Anônimo disse...

O molusco juntamente com outros protozoários estão organizando um movimento amanha ( Terça ) no Rio supostamente em defesa da Petrobrás.
Tá mais que na cara que estão querendo desqualificar a Lava Jato.
Quem sabe a convocação sai pela culatra semelhantemente àquela feita pelo collorido, quando a população saiu de preto


Anônimo disse...

23/02/15 16:17; 17:11 e 17:15

Heleno Nobre "Avícola" acertou na mosca (risos).

Cômico se não fosse trágico.

Anônimo disse...

"PF vai investigar fundo de pensão da Pedro Brás". Jornal O Globo
Previ e outros fundos tbem podem estar envolvidos no lava a jato. Previc é uma farsa.

Anônimo disse...

O que seriam investimentos "complexos " ?
Seriam por exemplo, Costa do Sauipe ou a Línea Amarilla ou, ainda, talvez Cumbica ?
Ou a Sete Brasil ?

Ari Zanella disse...

23:21

Na reportagem do Jornal consta. Eu retirei porque achei conveniente não divulgar no blog.
São dois, porém nenhum dos que você citou.

Blog do Ed disse...

Mestre Ari
Há anos que a PREVI promete reduzir as aplicações em ações. Se entendo bem a LC 109/01, a PREVI não poderia ter tanta aplicação em ações na forma que tem. Isso se faz com base na LC 108/01 (um dos últimos artigos) que abre essa possibilidade, no meu entender como exceção.
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...

LIGUEI PARA A PREVI ONTEM 4 VEZES E COMEÇOU ASSIM: OUVI UM P DE UMA MUSIQUINHA MUITA DA CHATA DURANTE 15 MINUTOS CONTADOS NO RELÓGIO. UMA VOZ ELETRÔNICA ATENDE E PEDE PARA EU DIGITAR A MATRICULA, DIGITEI A BENDITA. E VEIO UM MONTE DE NÚMEROS, ESCOLHI O QUE ERA DO MEU INTERESSE. NOVAMENTE PEDEM: DIGITE A SENHA, DIGITEI. E POR 30 MINUTOS!!! OUVI A TAL MUSIQUINHA QUE CHEGA A DOER ATÉ A ESPINHA DORSAL. NOVAMENTE A VOZ ELETRÔNICA DIZ: " TENHAM EM MÃES O ULTIMO ESPELHO" FUI PEGAR O ESPELHO. VOLTEI AO FONE E A TAL VOZ DIZ: TODOS OS NOSSOS RAMAIS ESTÃO OCUPADOS E A FILA DE ESPERA É DE 10 MINUTOS. pensei: Já que estou aqui, vou esperar. MAIS 15 MINUTOS MINUTOS OUVINDO A MUSIQUINHA A ESSAS ALTURAS EU JÁ ESTAVA QUASE EXPLODINDO. MAS ESPEREI. POR FIM A VOZ DIZ: LIGUE NOVAMENTE E REPEDIU: TODOS OS NOSSOS RAMAIS ESTÃO OCUPADOS. OBC: NAS 4 VEZES QUE LIGUEI FOI DESSE JEITO.

ATÉ A ONDE VAI A FALTA DE RESPEITO COM NÓS ASSOCIADOS?

Anônimo disse...

alguém
diz q tem 5 anos de associação, e entre linhas critica a ANAPLAB pelas ações dos 30%. 5 anos q as ações 100% pensionista não sai.kkkkkk

Anônimo disse...

Querido Ary,

Você está sabendo da última que o Banco do Brasil aprontou com os aposentados!?
É que os associados aposentados do Banco do Brasil estão bloqueados para retirar empréstimo na satélite.
Gostou da notícia?
Mais uma sacanagem!!!!!!!!!!!!!!!da Dilma!!!!!!!

Anônimo disse...

Hoje fui impedido de contratar empréstimo junto a Alfacash. A informação passada é de que a Previ bloqueou as transações com essa Financeira. Alguém teria maiores informações a esse respeito?.

Anônimo disse...

Caro Francisco (23/02/15 17:35)

Neste caso, por questão de justiça, não se pode jogar a culpa na PREVI. Pedimos o cumprimento da lei, no que tange a margem consignável em 30%, o que é correto e ela teve que se adequar. É preciso analisar os fatos com base em raciocínio lógico. O problema é que o prazo do ES deveria ter sido alongado para 180 meses, o que reduziria a prestação. E já aviso: não sou um infiltrado.

Anônimo disse...

12:29

Talvez decorra de que a PREVI não estaria aceitando o transito pela folha de pagamento, em virtude dos problemas de margem consignável. Uma entidade não tem poderes para bloquear a concessão de empréstimos por uma outra, a não ser que a cedente condicione, por força de convenio, a cobrança através da entidade pagadora de salários e/ou benefícios.

Anônimo disse...

10:49

É o "satélite" codinome atribuído ao BB nas relações interbancárias, ou o Satélite, clube dos colegas que não eram escriturários?
Fiquei em dúvida porque quando ministrava cursos em São Paulo, sempre frequentava a sede do Satélite quase ao lado do Centro de Formação.

Anônimo disse...

Tb tentei emprestimo junto ao ALFA CASH, e me informaram que o convenio esta suspenso temporariamente, sem explicar o motivo.

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


Não satisfeita em ARRUINAR NOSSAS VIDAS junto a PREVI, a INQUALIFICÁVEL Diretoria de Seguridade, deu agora para DEDURAR nossos empréstimos, nas poucas fontes que ainda se dignavam nos emprestar algum dinheiro. Depois, quando o POVO SE REVOLTA e faz besteira, TOCANDO FOGO EM ÔNIBUS e QUEIMANDO PNEUS, acham ruim!

Anônimo disse...

24/02/15 15:14

Se ficar provado que a PREVI/DISEG estaria adotando esta prática seria caso de denúncia ao Banco Central, PROCON e MP, pois estaria ocorrendo, em tese, quebra de sigilo, eis que o ES e outros que transitam na folha de pagamento não são contratos públicos. Cabe lembrar o velho ditado: "Dormientibus non sucurrit jus" (O direito não socorre os que dormem).

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:



Já que a DIRETORIA DE SEGURIDADE, ao alvedrio do BB. GULOSO/MALDOSO quer nos FERRAR A QUALQUER PREÇO, pois toma as mais ESPÚRIAS medidas SEM NOS DAR TEMPO NEM DE CAIR MORTO, bem que poderia, JÁ QUE SOMOS INDESEJÁVEIS, se livrar de nós e de NOSSOS EMPRÉSTIMOS, para sempre, nos CONCEDENDO A PORTABILIDADE DE NOSSAS CONTAS.

Anônimo disse...



INFLAÇÃO EM ALTA NO BR


IPCA-15 DE FEVEREIRO = 1,33%

O DE JANEIRO HAVIA FICADO EM 0,89%

ISTO DEMONSTRA QUE A INFLAÇÃO DE FEVEREIRO VAI SER MAIS ALTA DO QUE FOI EM JANEIRO!

Anônimo disse...


"GENTE. MEU AMIGO ED AMORIM SÓ ABRE A BOCA QUANDO TEM RAZÃO'

O Mestre sabe que ED Amorim mata a cobra e mostra o porrete
citando a LC 108 e 109/01.Quem sabe,sabe ! Nós ainda poremos este
homem no lugar adequado para olhar nossos interesses.Deus é justo!
Um abraço velha raposa ! Divany Silveira-Sete Lagoas-mg


Anônimo disse...

Ilmo. Professor,

Será que precisaremos afogar o guenso?

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


Alguém indagou aonde estava a SUMIDA FIGURA DO INENARRÁVEL contador de estórias, Sr. MARCEL J. BARROS. Agora ele apareceu; está como CONSELHEIRO DO ALFA CASH, cujos empréstimos para nós ESTÃO BLOQUEADOS, pois tal e qual NOVO ÁTILA, QUE AONDE SEU CAVALO PISAVA, A GRAMA NÃO CRESCIA, aonde essa PRAGA PASSA, os ES NÃO FLORESCEM e SE ACABAM DE VEZ!

Anônimo disse...

Ari e demais colegas,

O ex-presidente do BB e atual presidente da Petrobrás não tem limites no amparo à amiga Val.

Manchete no Estadão, de hoje, "BB pagou comercial quando socialite tinha quadro em TV".

Taí o link prá quem quiser ler:

https://br.noticias.yahoo.com/bb-pagou-comercial-quando-socialite-tinha-quadro-tv-111600220.htm

A publicidade custou 350 mil ao banco.

E eu, que precisava de somente 1% desse valor, nem tive meu pedido apreciado. Foi sumariamente me dito: "Sem amparo regulamentar.".

Mole não, segue a vida.
Lydio

Anônimo disse...

Colegas,

Assim nós tivéssemos EDGARDOS na direção do BB e da Previ.
Gênios como o EDGARDO estão raros, raríssimos.
Tem muito conversador na parada, mas poucos estudiosos que exponham suas convicções.
Mais uma vez: EDGARDO é GÊNIO!
Espelhem-se no homem e exijam que suas manifestações e textos sejam utilizados perante os tribunais.

Salve Amigo Edgardo Amorin Rego.
Abração!

Anônimo disse...

qdo vejo meu contra cheque no dia 20 de cada mes, ao ler essas baboseiras sinto nauseas...........serah q dilma nao esta "maquiando" a PREVI, como faz com as contas do Brasil?????a verdade eh uma soh: TAH CADA VEZ MAIS DIFICIL TER ALGUM DINHEIRO P CHEGAR ATEH O PROXIMO DIA 20!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Esperem um pouco !
Vamos ser justos e honestos.
Acusaram a Previ de favorecer uma "farra" de oferta de empréstimos de "credores insaciáveis" através de débitos em folha de pagamento.
Depois exigiram que a Previ eliminasse os débitos, respeitando a lei dos 30%.
A ALFACASH, financeira que tem convenio com o Satélite Esporte Clube, está analisando o convenio e as concessões de novos empréstimos, pois pode sofrer prejuízo com as ações dos 30%.
Com razão.

Anônimo disse...

Os credores estão correndo para se enquadrar nos 30% com medo das ações judiciais porque há anos eles concedem empréstimos de forma ilegal.Onde está a razão?

Anônimo disse...

Meu Deus!!! essa agora! peguei emprestado o valor que devia na Alfa Cash para pagamento antecipado para abrir minha MC na Previ, porque assim pegaria o ES da Previ e pagaria meu credor e ainda sobraria um pouco, agora nunca mais vou poder tomar emprestimo na AlfaCash, então tenho que entrar mesmo com a açao dos 30%, nos tiram todas as chances de sobrevivencia...

Anônimo disse...

O PROBLEMA DOS CREDORES SE ENQUADRAREM AOS 30% ESTÁ EM DILATAREM OS PRAZOS DOS EMPRESTIMOS E NÃO EM BLOQUEAREM OS EMPRESTIMOS, DINHEIRO NÃO CAI DO CÉU AGORA QUE ESTAMOS ENDIVIDADDOS POR CONTA DOS NOSsOS BAIXOS VENCIMENTOS E DA OFERTA DE CREDITOS FACÉIS,OFERECIDOS AO LONGO DOS ANOS, SEM CRITÈRIOS, POUCO IMPORTAVA SE TINHAMOS OU NãO CAPACIDADE FINANCEIRA PARA HONRA-LOS, POIS ERAM DEBITADOS EM FOLHA E PRA QUEM EMPRESTAVA ESTAVA TUDO BEM, O SOCORRO QUE TEMOS É A SUSPENSÃO DE TUDO... e que Morram todos até a ação dos 30% sair, porque agora não temos mais saída é o enquadramento nos 30% ou a morte pela total miséria...

Anônimo disse...

Ora, meu amigo. Com um patrimônio de 170 bi e uma despesa com pagamento de benefícios de 9,5 bi/ano em declínio, já que nossas viúvas ficarão com apenas 60% dos nossos vencimentos, e por apenas algum tempo a mais, não é preciso ter muita sabedoria para realizar aplicacões que nos rendam 10% a.a.