BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

DOIS MESTRES MÁXIMOS


Blogger Blog do Ed disse...


Mestre Ari
Há anos que a PREVI promete reduzir as aplicações em ações. Se entendo bem a LC 109/01, a PREVI não poderia ter tanta aplicação em ações na forma que tem. Isso se faz com base na LC 108/01 (um dos últimos artigos) que abre essa possibilidade, no meu entender como exceção.
Edgardo Amorim Rego
24/02/15 08:16

Amigo Ari,
Fiz uma resposta ao post do eterno e competente batalhador Edgardo.

Caro Ari,

Temo que a compreensão do valoroso colega Edgardo Amorim estampada em seu post de 24/2 das 08:16 esteja levemente equivocada, dado que as aplicações financeiras dos recursos dos fundos de reservas das EFPCs são disciplinadas pelo CMN, consoante determina o artigo 9º da LC 109/2001.
Isto posto, é da alçada daquele conselho, via da Resolução 3.792/09, a fixação de limites para a alocação do dinheiro nos cinco segmentos autorizados, que são:

Segmentos/rubrica                               Limite
 Máximo (%) – Res.3792.
Renda Fixa                                               100
Renda Variável                                          70
Investimentos Estruturados                      20
Imóveis                                                          8
Operações com participantes                    15

No último balanço de 2013 (o mais recente divulgado) a PREVI possuía 60,4% em Renda Variável, o que equivale dizer que estava enquadrada dentro do limite máximo de 70% fixado pelo CMN.
Com as crises financeiras mundiais, notadamente a de 2008, a deterioração das contas públicas, recrudescimento da inflação e a crise de confiança instalada no País com a ladroagem escancarada na Petrobras, onde quadrilhas criminosas foram montadas para gerir as Diretorias esquartejadas para atender o PT, PMDB e PP, ocorrendo o enriquecimento ilícito dos delinquentes dessas siglas partidárias, sobretudo dos donos de tais agremiações.
Deste modo, não é viável e nem possível esperar, depois de vários anos, que as aplicações em ações e fundos de ações produzam resultados superavitários, mesmo em largo horizonte temporal.
O tempo das vacas gordas nas Bolsas de Valores é passado que não volta mais, e compete a Diretoria Executiva da PREVI ter bom senso, competência e tino administrativo para diversificar, em operações seguras e conservadoras, enquanto é tempo, boa parte dos quase R$ 100 bilhões que estão represados em Rendas Variáveis.
Até cegos veem o que a Diretoria Executiva não tem a humildade de enxergar. A pulverização dos riscos é estratégia que se impõe, especialmente quando o paradigma exitoso, do passado, ruiu, ficou anacrônico e não cumpre o seu desiderato.
Qualquer administrador antenado com as adversidades e reveses, sabe com certeza que é preciso adequar-se as mudanças para sobreviver e se perenizar no mercado. Na PREVI a coisa não é diferente, sendo imperioso rever a sua tática negocial e fazer os dosados e graduais desinvestimentos em ações, dividindo os recursos em Rendas Fixas e outros ativos menos voláteis.
É sabido que o Brasil não figura mais na rota dos investidores estrangeiros, os quais procuram economias estabilizadas, seguras e sustentáveis para os investimentos dos seus capitais.
Lamentavelmente, a Presidente Dilma com a sua política intervencionista em setores vitais como o combustível e o elétrico fez desmoronar todos os indicadores econômicos. Hoje, mesmo que o Joaquim Levy consiga fazer um drástico ajuste fiscal, o PIB de 2014 será negativo, o de 2015 irrisório e podemos a ter alguma evolução somente a partir de 2016, caso o Ministro da Fazenda de fato tenha autonomia para fazer as mudanças.
Nós, assistidos pela PREVI, estamos sem perspectivas em curto prazo pela falta de superávits para amparar qualquer pretensão de melhoria nos benefícios, podendo a situação se complicar, caso o superávit de 2014 fique em torno de R$ 12 a 15 bilhões. Se isso se efetivar, tal “Superávit Técnico” ficará muito aquém da Reserva de Contingência (25% sobre a Reserva Matemática) estimada em torno de R$ 34 bilhões.
Não é justo que pessoas idosas, aposentadas do BB fiquem ao sabor das oscilações claudicantes (mais para queda de preços que para alta) das Bolsas de Valores, nesse efeito gangorra, com elevados riscos de amanhecermos na rua da amargura em face da falência do nosso Fundo de Pensão.
Na realidade essa concentração suicida de dinheiro em Rendas Variáveis ocorre à nossa inteira revelia e os culpados (Diretoria Executiva e CD da PREVI) ainda recebem festejados “Bônus Anual Extra” por uma prestação de um serviço de péssima qualidade, sem o atingimento da meta atuarial de rentabilidade, em face dos malogrados resultados pífios registrados nos balanços.

Inobstante a gestão deficitária, reputo vergonhoso o atrevimento e a ousadia dos paus-mandados do patrocinador BB de colocar as suas incompetências administrativas sobre as nossas costas e de nos mandar a fatura do mau desempenho, em forma do corte do BET e retorno das contribuições, numa notória inversão de papéis, onde os inocentes assistidos da PREVI pagam a conta em lugar dos trapalhões, inoperantes e irresponsáveis Diretores da nossa EFPC.

(Colaboração do Amigo João Rossi Neto)
----------------------------------------------------------------


MANIFESTANTES PRÓ-PETROBRAS DEFRONTE À SEDE DA ABI NESTA TERÇA-FEIRA, 24.  ESTÁ BOM DE BOLIVARIANISMO OU AINDA QUEREM MAIS? LULA ESTAVA LÁ "DEFENDENDO" A PETROBRAS.







21 comentários:

Anônimo disse...

Falando em "investimentos"...
Preparem-se caríssimos irmãos.
A agencia de classificação de risco MOODY'S rebaixou a nota da Petrobras no grau de investimento.
Tornou-se a defendida hoje, uma empresa arriscada para investimento.
Vai se tornar difícil arrumar capital, captar recursos e financiamentos.
O porque do "preparem-se ... é que só vai sobrar fundos de pensão onde se alavancar dinheiro.
Segundo a agencia, caso a nota do pais -Brasil - também seja rebaixada, a da Petrobras também o será.
Aí é que mora o perigo.
Mas, ainda bem que temos as diretorias de planejamento e administração atentas.
Quanto a foto dos participantes do ato em defesa da Petrobras (!!!), essa comissão de frente não me parece ser de intelectuais, mas de trabalhadores petistas.

João Rossi Neto disse...

Caro Ari e colegas,

(...) Em ato convocado em defesa da Petrobras no Rio, o ex-presidente Lula disse que sua sucessora, Dilma, tem que levantar a cabeça e dizer: “Eu ganhei as eleições”.
Para Lula não se pode criminalizar a política. O líder do PT disse que a elite não se conforma com a ascensão social dos mais pobres.
Esse camarada Lula não tem conserto e debocha do povo humilde. Sempre que o seu partido é encurralado sob a acusação de roubos em série e em efeito cascata, como os engendrados com a Petrobras, ele como um velho disco arranhado ressuscita o discurso requentado e falso de culpar as elites.
Nem havia terminado o julgamento do Mensalão e o Petrolão já estava a todo vapor queimando gasolina azul na Petrobras, mediante o loteamento das suas Diretorias para o recebimento de propina. Os valores envolvidos nesse complexo esquema ardiloso são estarrecedores. O PT pode bater no peito e dizer que praticou o maior desfalque de todos os tempos, desde o descobrimento do Brasil. Isto, sim, é um roubo gigantesco de lesa-pátria e sem precedentes.
A rota de fuga de Lula é recorrente para a “negação completa” dos malfeitos e aliada à tese nefelibata de que o “Mensalão” nunca existiu e que o “Petrolão” é invenção e armação das elites para derrubar a Dilma. Será que a compra fraudulenta da Refinaria de Pasadena foi autorizada pela elite ou pela Dilma? Os recursos bilionários roubados da Petrobras encheram as burras da elite ou do PT e de seus quadrilheiros?
É covardia e injustiça misturar o nome dos pobres nessa lama nojenta que o PT fabricou. Manipular os carentes, dos Bolsões de Pobreza, não é coisa de pessoa séria, muito menos utilizá-los sem procuração como escudos humanos para proteger o PT e a própria pele é atitude de traidor, de aproveitador de ocasião que vive da mentira e da falsidade absoluta.
Realmente, o Judiciário não tem como punir a política, mas prender e condenar os políticos ladrões e desonestos é plenamente factível e isso foi feito com os réus do Mensalão e certamente os salafrários do Petrolão também serão processados, julgados e encarcerados, porque lugar de ladrão é na cadeia.
Depois de toda a lambança feita pelo PT, sobretudo na desmoralização total da Petrobras sob o prisma sócio-econômico-financeiro, levantar a cabeça e fazer cara de paisagem, é um ato sórdido de quem perdeu de vez a vergonha e a compostura, se é que algum dia as teve!
A Dilma sem dúvida ganhou as eleições, todavia, essa façanha não é digna de elogios, eis que triturou as reputações dos adversários com mentiras, jogo sujo e baixaria, dentro da filosofia condenável de que os fins justificam os meios diabólicos e sem ética empregados pelo marqueteiro petista. Em suma, acho que o Lula errou no seu pedido e a Dilma precisa fazer justamente o contrário e esconder a cabeça como se fosse uma avestruz.

Anônimo disse...

Credo que foto horrorosa, esses são os defensores da Petrobras ou do PT? Não me parecem ter algum investimento em ações, agora os pobres coitados assistidos dos fundos de pensão tem e muito, estão pagando a conta dessa roubalheira.
Sinceramente sem a menor paciencia mais, com esse tipo de gente incomPeTentes, corruPTos, corruPTores, Paus manTados e....

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:



Para enfrentar essa COMISSÃO DE FRENTE da foto, só TROCANDO MINHA BENGALA DE MADEIRA por uma de FERRO ou ALGUM METAL QUE SEJA LEVE. Arre!

Anônimo disse...

Bom dia tio Ari. Meu nome é Karina e tenho 17 anos. Meus pais faleceram num acidente de carro no ano de 2013. Papai era funcionário do banco e mamãe também. Tenho um irmãozinho com 16 anos incompletos. Meus avós já faleceram e estamos sós. Moro no interior de Minas e a casa é alugada. Terei que entrega-la por falta de pagamento. Não sei para onde ir e nem como ir, pois estamos sós. Meu irmão não consegue sair do estado de depressão na qual entrou. Eu tio, vivo a chorar pois sinto muitas falta dos meus pais. Queria tanto que eles estivessem conosco. Largamos os estudos e eu fui trabalhar como ajudante de farmácia e recebo meio salário.

A minha pergunta é simples. Eu e Caca temos direito junto ao banco a algum dinheiro? Será que meus pais deixaram algo para nós? Sou muito responsável e madura. Quem devo procurar? E a onde? Eu preciso de uma palavra de conforto. Me ajudem? Será que meus pais estão bem?

Karina e Cacau
Minas Gerais

Anônimo disse...

Mão-de-obra contratada pelo PT junto aos Blackbloks

Blog do vovô disse...

Buenas.
Peço permissão para o João Rossi Neto para compartilhar seu comentário acima no meu Facebook, onde diversos colegas aposentados participam.
Obrigado
Rovere

Ari Zanella disse...

Prezado Rovere,

O Rossi já me disse ao telefone que autoriza repicar suas postagens com a devida citação da fonte.
Forte abraço.

Ari Zanella disse...

Karina e Cacau,

Peço gentilmente que enderecem e-mail para:

tesouraria@anaplab.com.br

Mencionando dados completos do pai e da mãe e outras informações como a agência em que eles trabalhavam.

Aguardamos.

Carlos - RIo Pardo(RS) disse...

Sr. Ari - ALFACASH -
Li dois comentários na última postagem no blog do Dr. Medeiros e fiquei preocupado.
São os comentários dos anonimos das 8;59h e das 11:29hs: o Sr. sabe algo concreto quanto a não podermos mais tirar empréstimos da ALFACASH?
Estava cogitando pedir a um amigo R$ 4.000,00 pra liquidar a Alfa a fim de abrir margem, depois eu tirava novamente na Alfa e devolvia para esse meu amigo.

Fiquei preocupado e agradeceria um retorno seu.
Abr,Carlos-Rio Pardo(RS)

Anônimo disse...

O líder do governo na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT-CE), disse que o novo presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, vai recuperar a credibilidade da maior estatal brasileira ... Realmente a palavra mágica para essa missão, quase impossível, de tentar reerguer a espoliada petroleira é “CREDIBILIDADE”, atributo que o Bendine não possui para transferir à Petrobras, visto que foi denunciado por irregularidades que teria cometido durante a sua gestão como presidente do BB, sendo alvo de investigação pelo MPF e, do que emergir, poderá ser impedido de exercer o seu atual cargo na petrolífera.
Evidentemente, a escolha do presidente da Petrobras deveria recair sobre pessoa ilibada, proba, de conduta inatacável, caráter acima de quaisquer suspeitas e com vasta experiência nas atividades ligadas à exploração do petróleo, qualidades que o Bendine não detém.
A Presidente Dilma colocou um serviçal de sua confiança, não para resgatar o conceito da Petrobras como meta prioritária, mas sim com o objetivo precípuo de defendê-la de eventuais acusações e para limpar as suas impressões digitais, perdidas alhures nos labirintos tortuosos desse cipoal de roubos, onde só Deus sabe aonde vai desaguar, vez que novos agentes criminosos vêm à tona no contexto dessa espiral sórdida e delituosa.
Por analogia, comparo os ratos petistas ao pessoal da corrente “xiita” do Islam. Dialogar com esses terroristas extremistas é plantar no deserto, porquanto eles são vingativos, sanguinários e colocam a violência e assassinatos como chave mestra para equacionar as ideias conflitantes, em total desrespeito aos direitos humanos e a vida. Os lulistas, dilmistas e, enfim, “petistas”, da mesma forma são incorrigíveis e recalcitrantes carnes-de-pescoço e revanchistas que roubam a própria Pátria para saciar a sua sede infinita de poder a qualquer preço.
Veja que no início da corrupção na Petrobras o interlocutor do PT era o Delúbio que após o julgamento do Mensalão, preso, foi substituído pelo João Vaccari Neto. Consta que o mensaleiro José Dirceu nem acabou de cumprir a sua pena e mesmo no curso do Mensalão, recebeu propina do Petrolão em valor superior a R$ 4 milhões. Essa farra da prestação de serviços de consultoria fictícia, hoje é sinônimo de roubo, segundo definição da Folha de S. Paulo. Portanto, esses ladrões vorazes não param nem quando estão dormindo, posto que maquinações e arranjos sejam arquitetados durante o sono pelas suas mentes maquiavélicas.
O único jeito para vetar esse vendaval de corrupção, é extirpando o PT da Presidência da República, já que o Chefe do Executivo Federal, de uma forma ou de outra, subjuga o Legislativo (compra de base política aliada) e o Judiciário pela petetização, em especial no STF, ou seja, tudo fica dominado.

(comentário de J. Rossi Neto)

Ari Zanella disse...

Meu Caro Carlos,

Marcel foi claro comigo: "O tomador tem que decidir: ou faz o ES ou toma empréstimos em outro lugar!"

Com isso deixou claro que quem tiver ES na PREVI, será compelido a não fazer em outro lugar. Afinal, utiliza-se da mesma margem.

Eu não faria a liquidação para tentar, depois disso, fazer outro empréstimo maior. Cautela.

Anônimo disse...

É evidente que se a Previ vai respeitar a MC de 30% pela Fopag só poderá constar o ES. Mas se alguém preferir outros empréstimos em vez do ES também pode. A questão é que não compensa.O Marcel não sabe se expressar.

Anônimo disse...

Partindo do líder do governo, deputado José Guimarães, irmão do Genoíno, cujo assessor foi pego com $200 mil dólares na cueca, suas afirmações não merecem nenhuma credibilidade. Quem sabe se aqueles dólares não estarão incluídos no Petrolão?

Anônimo disse...

O molusco fazendo ato em defesa da Petrobrás parece piada.
A credibilidade do novo presidente já é vista na queda das ações.
Quando botaram a mão no nome da realeza, o Duque, este perguntou: Que país é este? Não se pode mais roubar?
Por fim, já estão querendo culpar o Vargas pelo que acontece na Petrobrás. Não devia tê-lá criado.


Anônimo disse...

Brava Rosalina, suas postagens sobre a limitação de descontos em 30% me ajudaram muito. Pediria mais um favor,se puder, me informe em quanto aumentou, percentualmente, o valor líquido de seus rendimentos, em comparação ao que ocorria antes da limitação de 30%. Grato

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


É o que dá em ELEGERMOS IGNORANTES PARA CARGOS, aos quais, SEM ARMAÇÕES POLÍTICAS, JAMAIS ATINGIRIAM POR SEUS PRÓPRIOS MÉRITOS.
SANTA INOCÊNCIA do MJB, será que esse FLAGELO DOS APOSENTADOS, não sabe que um sem número de nós, para vivermos, temos de nos equilibrar entre VÁRIOS e VARIADOS EMPRÉSTIMOS. Que se um deixar de funcionar, o DOMINÓ inteiro cairá. O BRINQUEDINHO PREFERIDO DELE (torturar aposentados/pensionistas), vai ser retirado de suas mãos, NAS ELEIÇÕES DE 2016. Como terá muito tempo vago após isso, NÃO SERIA DE TODO MAL SE FIZESSE UM CURSO DE ETIQUETA E BOAS MANEIRAS,!















Rosalina de Souza disse...

Prezado Colega das 18:24 25/02/15.

Meu benefício Previ Verba P300 é de R$ 5.478,42, e a parte do INSS é de 2.769,40, como retirei da folha da Previ recebo do INSS todo 5 dia util do mês, já que meu benefício é terminado em 0.

Somados os 2 benefícios da o total de 8.247,82 hoje recebo liquido o valor de R$ 4.122,oo, antes da ação eu recebia menos de 600 reais por mês, entrei com ação no modelo REVISIONAL com sobrestamento, que ao longo do processo pode-se incluir novos credores, mas hoje estou com Cooperforte,Crediscoop e Poupex e ES com parcelas em dias, apenas o BANCO DO BRASIL S/A que é meu litigio.

Mas esta diferença hoje é minha, saco e posso quitar meus débitos pessoais, mudei muito minha qualidade de vida, apenas não faço mais uso dos empréstimos, não busco mais corda para me enforcar, aprendi a viver com esse dando ou não, e aprendi que sem esforço e dedicação não vamos a lugar nenhum.

Antes eu não conseguia pagar as contas domesticas, pois o liquido era menor que o montante das dividas do mês,não sobra mas da pra viver um pouco melhor, e é por isso que sou muito favorável a entrar com as ações, pois aprendemos a viver com o que temos de verdade que é o nosso beneficio, pouco ou muito mais é o que temos, é nosso mesmo que os anos de concessão o torne cada vez menor e é por isso que devemos aprender a lutar por cada centavo, pois ainda me lembro das muitas lagrimas que derramei por conta de chegar o dia de pagar o aluguel e sair do Banco do Brasil, sem um centavo e ter que enfrentar o dono da casa.

Não foi fácil, mas é a nossa dura realidade, e nestes 3 anos em que entrei com a ação e retirei meu benefício da Previ vivo uma vida plena, porque sei que o remédio de pressão nunca mais faltou no armário e nem a comida na mesa, e agradeço meu filho e neto,pois se desdobraram mais sempre demos conta de honrar com nossos compromissos.

Por isso que compartilho com vocês, e são testemunha de quantas pedradas já levei por debater esta tese e por a cara a premio, quando muitos ignora a nossa triste mas real situação.

De 2001 até 2015 recebo a minha pensão e nada adquiri neste tempo, mas nunca me vendi e nem me entreguei ao fracasso ou as adversidades, porque sempre tive Deus no comando e minha fé que um dia vamos ser vistas como COMPANHEIRAS QUE FOMOS e não como marginais que apenas recebe a pensão do falecido marido.

Porque infelizmente é assim que a Previ nos trata,como numero pesado a ser pago todo o dia 20 de cada mês.

Saudações Cordiais

Rosalina de Souza
Pensionista
Matricula 18.161.320-4

Anônimo disse...

Anônimo das 18:58hs , você está certo, infelizmente para sobrevivermos nos últimos anos, fomos somando empréstimos, de todos que nos ofereciam, porque a Previ nunca olhou para nós e tão pouco se preocupou com a nossa situação, por inúmeras vezes imploramos para que implantassem teto e prazo do Es para equacionarmos nossas dívidas, hoje o Sr Marcel quer que fiquemos só com o Es da Previ, só que quem está endividado não tem MC e para ter MC precisamos liquidar os outros emprestimos da folha de pagamento, mas com dinheiro de onde?

Anônimo disse...

Pessoal, podemos continuar discutindo o ES e as consequências dos 30% na MC.
Mas, não percamos de vista e vamos sempre lembrar aos nossos diretores e conselheiros eleitos na Previ, que o governos vai vir com tudo em cima dos fundos, me parece.
A Petrobras vai ter dificuldade de captação de recursos interna e externamente. E o Bendine sabe onde está o dinheiro.

Marcelino Maus disse...

1) Muito estranha a postagem da Karina: pais falecidos, funcis do BB, onde está a assistência da AGÊNCIA para resolver a PENSÃO junto ao INSS à Previ?
- FOI-SE O TEMPO do BB ser "ORGULHO NACIONAL".
- Será que o BB ainda encomenda pesquisa perguntando aos funcis: "você tem orgulho de trabalhar no BB?". Isso sim é que é terrorismo.

2) ALFACASH, POUPEX, etc., enfrentam o drama dos CONVÊNIOS DE CONSIGNAÇÃO EM FOLHA com a PREVI - as Cooperativas suspenderam contratações da modalidade Consignação em Folha, porque é ilegal - SEMPRE FOI, imaginem quanto recebeu o Diretor responsável na Previ pelos "Convênios".
Essa novela me faz lembrar a BOLHA DE CRÉDITO, que geraram MILHÕES EM BÔNUS aos "Executivos" da BV FINANCEIRA e PANAMERICANO... Os $obrinho$ do Tio ERMÍRIO e do Tio SILVIO...
Depois o MOLULUSCO e o Ministro Manteiga mandaram o BB e a CEF pagar R$5.000.000.000,00 pelos ATIVOS PODRES a cada Banquinho Falido... que piada.