BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

NO MATO SEM CACHORRO

Sem perspectivas políticas para o futuro, a Dilma se conseguir chegar ao fim deste segundo mandato de Presidente da República, irá encerrar melancolicamente a sua carreira em total fracasso, envolta em escândalos devastadores, como os que denegriram a reputação da Petrobras, que hoje é alvo de chacota em termos de credibilidade dos seus papeis para os investidores nacionais e estrangeiros.
O ex-presidente da Petrobras, José Gabriele, inobstante seja da “facção lulista”, não poupou a Dilma no seu depoimento no TCU e, pelo contrário, numa posição inusitada, ratificou que ela foi a principal culpada pela compra eivada de vícios técnicos e jurídicos da refinaria de Pasadena, vez que saiu da sua caneta a autorização final para essa vergonhosa e espúria transação que redundou em US$ 792 milhões de prejuízo, assessorada por ladrões refinados: Nestor Cerveró, Paulo Roberto Costa e Renato Duque.
Os ex-diretores da petroleira, ora citados, receberam propinas neste negócio estapafúrdio, contudo apenas o Paulo Roberto, até o momento, confessou a PF que embolsou US$ 1.500 milhão de suborno nessa trama mal engendrada e delituosa. Claro que uma aquisição a preço assustadoramente superdimensionado, mais cedo ou mais tarde viria à tona, eis que até para roubar deve existir algum tipo de limite!
Comprovadamente, neste episódio funesto de Pasadena, a Presidente Dilma está envolvida até a raiz dos seus cabelos, ato corrupto mais que suficiente para requerer o seu impeachment, caso tivéssemos uma “oposição” firme e atuante para liderar um movimento social neste sentido, incentivando o povo a ir às ruas para protestar e pedir a perda do mandato.
A realidade é que a Dilma está queimando o seu derradeiro cartucho na politica (2º Mandato) e, em corolário, não precisa mais do Lula e por isso declarou a sua independência, libertando-se das fortes influências e do poder paralelo que ele exercia no Governo, de co-gestão, tanto assim que defenestrou seus principais informantes que viviam à sombra do poder, no Planalto, o exemplo mais patente disso foi o desligamento do Gilberto Carvalho.
O Lula vive um dilema e o clima entre ele e a Dilma é de “Guerra Fria”. Todavia, prefere a permanência da Presidente Dilma no cargo para uma volta ao poder mais tranquila. Dentro deste raciocínio, é conveniente manter, mesmo que hipocritamente, as aparências de boa convivência e controlar seus afoitos seguidores, caso específico da Marta Suplicy soltou os cachorros sobre a Presidenta.
Seguramente, para o Lula e o desmoralizado PT, um eventual impeachment da Dilma na conjuntura hodierna seria um verdadeiro desastre e é tudo que ambos não desejam nessa altura do jogo sucessório, posto que o vice-presidente Michel Temer assumiria a Presidência e poderia criar raízes no Planalto, inebriado pelo fascínio do poder, o que, sem dúvida alguma, dificultaria as chances de retorno do Chefe Maior (Lula) dessa monstruosa balbúrdia de roubalheira que assola o País. O Lula é forte, mas não é dois e enfrentar o Michel Temer, no futuro, escudado pela máquina pública, é tarefa ingrata e de resultado imprevisível, pois o viés estaria mais para o fracasso.
Nós, ex-funcionários do BB, pensávamos que durante o nosso merecido descanso teríamos sossego e tranquilidade, no entanto, deparamos com o inferno a nossa frente, recaindo sobre os nossos ombros toda essa gama de trapaças, de crimes, de crises financeiras mundiais, dos roubos de políticos, funcionários públicos, donos de empreiteiras e a variada onda de malefícios e malfeitos de efeitos explosivos, obrigando-nos a pagar os prejuízos advindos desse cipoal de corrupção, tudo em virtude da Diretoria Executiva da PREVI ter aplicado os nossos recursos, maciçamente, em Rendas Variáveis.
É justo penalizar os associados inocentes, enquanto os culpados irresponsáveis (Diretoria Executiva), alojados nos suntuosos gabinetes da sede da PREVI, se refestelam na mordomia dos seus cargos com salários milionários e ainda recebendo gratificações polpudas, extras, como se nos prestassem serviços de qualidade? 
A realidade é que esses gestores incompetentes nos colocaram em uma armadilha de ida sem volta, num beco sem saída, dado que nos arrastaram para uma enrascada sem luz no final do túnel? Fazer desinvestimentos de valores bilionários para readequar e equalizar recursos da ordem de 60% do Ativo Total a quem?
Uma desmobilização dessa magnitude para mudar o perfil das aplicações financeiras e pulverizar os riscos só num prazo muito longo, coisa de dezenas de anos, isto se a tática operacional e negocial for efetivamente alterada pelo Conselho Deliberativo do Fundo de Pensão. Boa parte dos associados não estará mais aqui para ver essas mudanças tão prementes.
O cenário econômico mundial vislumbrado pelos experts é de dificuldades, não existindo perspectivas viáveis nem em longo prazo para respaldar previsões otimistas de que os recursos concentrados em ações e fundos ações terão rentabilidades elevadas do passado remoto. Em face disso, acho que infelizmente, doravante, não veremos melhorias significativas tão cedo nos nossos benefícios mercê de novos superávits, sobretudo porque existe a trava técnica dos 25% da Reserva de Contingência, além dos 50% do patrocinador instituídos pela Resolução 26/2008. Enfim, estamos no mato sem cachorro!

(João Rossi Neto)




20 comentários:

Anônimo disse...

O colega João Rossi Neto, na forma usual, está coberto de razão.

Se aceitas as afirmações do ex-presidente da Petrobrás, José Gabrielli, TODA a diretoria da empresa à época, inclusive D. Dilma, será responsabilizada civil e criminalmente.

Caso isto ocorra, com certeza restará à ela seguir o mesmo caminho do agora "aliado" Collor.

E, diga-se de passagem, já irá tarde.

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:



Não entreguei os pontos quanto ao ES. Vou à luta! Vou ao Judiciário, pois a PREVI, me impedindo de renovar o ES, está VIOLENTANDO UM DIREITO HISTÓRICO. E nossas Associações o que vão fazer? Tudo isso é VINGANÇA da Diretoria de Seguridade Social, depois da FRAGOROSA DERROTA PARA A CHAPA 3. Dois anos é muito tempo PARA FAZER O MAL, mas se estiver vivo daqui há a esse tempo, SEREI UM DOS QUE CONTRIBUIRÁ PARA VARRER PARA À LATA DE LIXO DA HISTÓRIA, ESSA HERANÇA MALDITA DA PREVI!


Anônimo disse...

Eu também .

Anônimo disse...

Muitos textos e pouca ação. É disso que os donos do poder gostam.

Marcelino Maus disse...

Ante a debandada de Petistas se desfiliando, registro:

Os Verdadeiros TRABALHADORES não são PeTralhas.
Todo trabalhador é ungido pela bençãos de Deus, sendo que aqueles e Este nunca pactuarão com a CorruPTção.
No PT restarão os PolíTicos PeTistas, aproveitadores de CARGOS Públicos no Governo, e de VERBAS que presenteiam ONGs e falsas Cooperativas de Créditos.
Político corrupto de qualquer partido NADA TEM a ver com a DIGNIDADE DO TRABALHO.

Por isso o BEM e os BONS sempre vencerão o MAL e os MAUS.

Já dizia meu Frei Jairo José Beninca:
os MAUS vão para o inferno, fazer o que?

ANIMEMO-NOS Previanos. Se há um fundo nesse POÇO chamado BB+PREVI+CASSI, esse fundo será nossa catapulta para a Vitória Final - expurgar os PeTralhas das Estatais e Fundos de Pensão.

Anônimo disse...

Colegas aposentados e pensionistas:

temos que entender uma coisa: a Previ está sendo preparada para prover polpudas aposentadorias para os aproveitadores de plantão. Quem acha que Previ Plano 1 vai terminar com a morte do último assistido está redondamente enganado. Tudo está sendo orquestrado para diminuir os benefícios nossos para poder dar de lambuja aposentadorias astronômicas aos que entram pela porta dos fundos. Simples assim.

Anônimo disse...

VALOR DE MERCADO DAS 5 MAIORES EMPRESAS BRASILEIRAS:
fonte: Economática em 06/01/2015:

1-) AMBEV.........R$ 252,892 BILHÕES
2-) ITAU-UNIBANCO.R$ 179,219 BILHÕES
3-) BRADESCO......R$ 147,109 BILHÕES
4-) VALE..........R$ 107,405 BILHÕES
5-) PETROBRÁS.....R$ 106,651 BILHÕES

E O NOSSO PLANO 1 DA PREVI: R$ 170,353 BILHÕES de ativos totais em 30/09/2014, exclusivo para 117 mil associados.
Em breve estaremos em 2º lugar. Empresa rica e com péssima distribuição de benefícios...
3

Anônimo disse...

Prezado Prof. Ari,
Tenho disponível cerca de R$12.000,00 no ES, mas no momento só posso renovar em torno de R$1.200,00. Vou retirar do contra cheque R$25,00 da Cooperforte.Pergunto se posso tomar mais empréstimo em fevereiro, ou se preciso esperar os 12 meses de carência. Este mês fiz aniversário e solicitei à Cooperforte suspensão da prestação de +ou- R$1.000,00. O Sr.sabe me dizer se a PREVI considerou este valor para diminuir a margem?
Desde já agradeço sua atenção e a cordialidade que dispensa a todos que recorrem ao Senhor.

Abraços.

Ari Zanella disse...

Prezado Ari,

Está ocorrendo uma inconsistência na renovação do ES: desde ontem (21/01), com a nova metodologia implantada, foi substancialmente reduzido o valor do empréstimo em função da MC. Até poucos dias atrás, pela tabela, minha MC (prevista para este mês) me permitia pegar 139 mil em 120 parcelas. Entretanto, inexplicadamente, desde ontem, como disse, esse valor foi reduzido para pouco mais de R$ 134 mil (uma redução de R$ 5 mil). Houve aumento não divulgado dos juros do ES? Desejo saber o porquê dessa discrepância, pois meu planejamento financeiro foi arruinado. Quem sabe você possa me auxiliar a esclarecer o que houve com nosso ES. Já publiquei no blog da Cecília, mas ela não tem dado retorno. Desde já agradeço sua prezada atenção, ao tempo que reitero meus protestos de elevada estima e respeito, mui


atenciosamente


Carlos A Barbosa


Prezado Carlos,

Fiz a mesma pergunta à Clarice, do ES da PREVI, ela me alegou que o sistema agora prevê o acréscimo da correção pelo INPC ao longo do tempo, por consequência, não se tira mais o mesmo valor do modelo antigo com a mesma margem.

Ari Zanella disse...

Anônimo 14:49

Se você retirar o valor da Cooperforte da folha no valor de 25,00, é certo que sua MC vai aumentar e você poderá retirar um valor maior.

Anônimo disse...

Ari, você e Medeiros, tem sido a salvação da lavoura, pois Antonio Carvalho e Cecília Garcez pouca e quase nenhuma informação nos prestam. Agradecemos suas colaborações, Galvão.

Anônimo disse...

Prezado Carlos, fiz um comentário no blog dela sobre sua solicitação mas, CLARO que ela não publicou.
Falei para você comprar um banquinho e sentar para esperar a resposta dela, se e que lhe responderia......

Anônimo disse...

Certo o anon 16:50 Prof.Ari e Medeiros continuam com a mesma postura que tinham antes e isso não podemos esquecer no futuro.

Carlos - Rio Pardo(RS) disse...

Sr. Ari - Tenho que concordar com o anônimo das 16:50, o seu blog e o do dr. Medeiros praticamente são on-line. Bem diferente do Sr. Carvalho e da dona Cecília. Sempre que tenho uma dúvida é aqui que me dirijo.
Abr e parabéns.
Carlos - Rio Pardo(RS)

Anônimo disse...

Cecilia e Carvalho estão com o burro na sombra.Ai de nós se não fosse o Dr.Medeiros e nosso incansável batalhador Prof. Ari.Esses últimos é que deveriam estar à frente na PREVI para nos defender.De nada adianta pedir esclarecimentos ao Carvalho e Cecilia,pois não estão nem aí.
Lander.

Anônimo disse...

Entre os nossos incansáveis defensores estão Prof.Ari, Medeiros, Rossi e Gilvan.Dá até medo que desistam.

Anônimo disse...

Para o mesmo valor requerido no ES, a prestação aumentou em relação ao ES anterior. Digamos que se pegue R$ 45 mil em 120 parcelas. Pagava-se R$ 615/mês. Agora paga-se R$ 639/mês(acréscimo de 45). Mesmo R$ 44 mil tem prestação maior do que R$ 615. Ou seja, quem reduzia a prestação paulatinamente, pegando um valor menor após as amortizações de alguns meses, agora só pegando 42 mil terá prestação menor. Seria mais um destes estelionatos petistas?

Anônimo disse...

Anônimo da 14:49
Sr Ari,
Logo depois que enviei minha mensagem consegui renovar o ES na modalidade ES-B e consegui R$2.900,00. Tentei falar com a Previ mas não consegui,para saber se posso renovar novamente assim que tiver margem ou só depois de 12 meses, tendo em vista que tenho margem em torno de R$9.000,00. O senhor sabe me dizer? desculpe insistir na pergunta.
Desde já agradeço.
Abraços.

Ari Zanella disse...

19:43

O prazo mínimo para renovação é de 06 prestações pagas, após pode ser renovado.
Você disse que sua margem é de 9.000,00 mas provavelmente quis dizer que o seu LIMITE é este valor.
Concluindo, você pode pegar assim que tiver mais margem, observando as 06 parcelas mínimas que precisam ser pagas.

Marcelino Maus disse...

ANTES de chorar o BB, a Previ, a Cassi, choremos o BRASIL que está sendo pintado de VERMELHO:

"Guerra civil e militar - A esquerda está armada até aos dentes e contam com países comunistas"

As Fraudes de 26/10/2014 são consequência do Projeto Comunista.

https://www.youtube.com/watch?v=EAYEx7_be6g&feature=youtu.be